SlideShare uma empresa Scribd logo
A comunicação organizacional abrange todas as
formas de comunicação utilizadas pela empresa
para relacionar-se com seus públicos. Ela engloba
as atividades de marketing, de relações públicas,
propaganda corporativa, comunicação interna,
comunicação externa e até mesmo estratégias
organizacionais.
Faz-se necessário, dentro de uma
empresa, a preocupação com o ato
comunicativo para que o sistema
organizacional seja conduzido de forma
correta, criando, assim, uma
produtividade como um todo.
A comunicação deixou de ser um meio e passou a
ser utilizada como ferramenta estratégica de
resultados, ajudando na melhoria da qualidade e
produtividade, através da valorização das pessoas, a
integração entre os interesses da empresa e dos
seus colaboradores, ou seja, através da utilização de
ferramentas de marketing para o seu público
interno, que nada mais é do que o marketing interno
ou endomarketing, e isso, com certeza, favorecerá
um clima de compromisso e solidariedade no
trabalho.
Para Rego (1986, p. 53), trata-se de posicionar a
comunicação num dos quatro níveis que
contextuam os problemas de comunicação, a
saber:
Os níveis Intrapessoal, Interpessoal, Grupal e o
Tecnológico.
• Intrapessoal: é aquele que estuda basicamente
o comportamento do indivíduo, suas
habilidades e atitudes;
 Interpessoal: é o nível em que se estuda,
além das variáveis internas de cada
comunicador, as relações existentes entre as
pessoas envolvidas, suas intenções e
expectativas ante as outras, as regras dos
jogos interpessoais em que poderão estar
empenhados na ocasião.
 Grupal: é aquele em que se deve efetuar um
levantamento de situações envolvendo os grupos
nas organizações, como dimensões do grupo,
frequência de contato, tempo de conhecimento e
trabalho, participação em decisões, etc.
 Tecnológico: nesse nível, a preocupação se
dirige ao equipamento, aparelhamento e
aos programas formais que geram,
armazenam, processam, traduzem,
distribuem e exibem dados.
Comunicação interna: É aquela que é
integrada pelas comunicações que se
processam no interior do sistema
organizacional. São aquelas elaboradas para
a construção da consciência coletiva. Servem
para edificar as decisões do ambiente
interno, se destinam aos que trabalham na
organização;
Comunicação externa: Diz respeito às
comunicações recebidas ou enviadas pelo
sistema organizacional para
consumidores, poderes públicos,
fornecedores, etc.
Atualmente existe um arsenal de meios de
comunicação que podem facilitar, ou não, os
relacionamentos e trocas de informações dentro
das empresas. Estas novas tecnologias, como a
Internet, apresentam enormes vantagens,
porquanto transpõem barreiras entre
colaboradores de diferentes níveis hierárquicos,
auxiliam na rapidez da tomada de decisões,
otimizam o trabalho burocrático e fazem com
que as informações sejam repassadas
rapidamente entre setores de forma econômica e
menos propensa a distorções.
No cotidiano, são várias as situações
profissionais onde é necessária uma boa
comunicação através da fala:
• conversas com clientes, superiores e
subordinados;
• entrevistas para emprego;
• reuniões, palestras, debates;
• seminários, conferências, convenções, cursos;
• ao telefone;
• reuniões sociais.
Na comunicação escrita, as ideias do
remetente poderão ser conhecidas pelo
destinatário quando:
• O remetente transformar suas ideias em
mensagens, associando-as a estímulos
físicos (letras) ou significantes, formando
signos;
• O remetente enviar mensagens
constituídas de signos ao destinatário;
• •O destinatário receber os signos,
captando os significantes e entendendo os
significados ou ideias a eles associados.
• Uso de termos técnicos desconhecidos do
receptor.
• Imprecisão vocabular ou uso de frases
longas para impressionar o leitor.
• Excesso de adjetivação;
• Falta de clareza e objetividade do texto.
• 1.Para quem se destina a mensagem?
• 2.Quais os efeitos desejados?
• 3.Quais tipos de matérias devem predominar?
• 4.Qual o tipo de impressão?
• 5.Qual o tipo de veículo (boletim, folder,
folheto, revista, jornal)?
• 6.Qual o formato/tamanho?
• 7.Qual a periodicidade?
A comunicação organizacional abrange todas as
formas de comunicação utilizadas pela empresa
para relacionar-se com seus públicos. Ela engloba
as atividades de marketing, de relações públicas,
propaganda corporativa, comunicação interna,
comunicação externa e até mesmo estratégias
organizacionais.
Faz-se necessário, dentro de uma
empresa, a preocupação com o ato
comunicativo para que o sistema
organizacional seja conduzido de forma
correta, criando, assim, uma
produtividade como um todo.
A comunicação deixou de ser um meio e passou a
ser utilizada como ferramenta estratégica de
resultados, ajudando na melhoria da qualidade e
produtividade, através da valorização das pessoas, a
integração entre os interesses da empresa e dos
seus colaboradores, ou seja, através da utilização de
ferramentas de marketing para o seu público
interno, que nada mais é do que o marketing interno
ou endomarketing, e isso, com certeza, favorecerá
um clima de compromisso e solidariedade no
trabalho.
Para Rego (1986, p. 53), trata-se de posicionar a
comunicação num dos quatro níveis que
contextuam os problemas de comunicação, a
saber:
Os níveis Intrapessoal, Interpessoal, Grupal e o
Tecnológico.
• Intrapessoal: é aquele que estuda basicamente
o comportamento do indivíduo, suas
habilidades e atitudes;
 Interpessoal: é o nível em que se estuda,
além das variáveis internas de cada
comunicador, as relações existentes entre as
pessoas envolvidas, suas intenções e
expectativas ante as outras, as regras dos
jogos interpessoais em que poderão estar
empenhados na ocasião.
 Grupal: é aquele em que se deve efetuar um
levantamento de situações envolvendo os grupos
nas organizações, como dimensões do grupo,
frequência de contato, tempo de conhecimento e
trabalho, participação em decisões, etc.
 Tecnológico: nesse nível, a preocupação se
dirige ao equipamento, aparelhamento e
aos programas formais que geram,
armazenam, processam, traduzem,
distribuem e exibem dados.
Comunicação interna: É aquela que é
integrada pelas comunicações que se
processam no interior do sistema
organizacional. São aquelas elaboradas para
a construção da consciência coletiva. Servem
para edificar as decisões do ambiente
interno, se destinam aos que trabalham na
organização;
Comunicação externa: Diz respeito às
comunicações recebidas ou enviadas pelo
sistema organizacional para
consumidores, poderes públicos,
fornecedores, etc.
Atualmente existe um arsenal de meios de
comunicação que podem facilitar, ou não, os
relacionamentos e trocas de informações dentro
das empresas. Estas novas tecnologias, como a
Internet, apresentam enormes vantagens,
porquanto transpõem barreiras entre
colaboradores de diferentes níveis hierárquicos,
auxiliam na rapidez da tomada de decisões,
otimizam o trabalho burocrático e fazem com
que as informações sejam repassadas
rapidamente entre setores de forma econômica e
menos propensa a distorções.
No cotidiano, são várias as situações
profissionais onde é necessária uma boa
comunicação através da fala:
• conversas com clientes, superiores e
subordinados;
• entrevistas para emprego;
• reuniões, palestras, debates;
• seminários, conferências, convenções, cursos;
• ao telefone;
• reuniões sociais.
Na comunicação escrita, as ideias do
remetente poderão ser conhecidas pelo
destinatário quando:
• O remetente transformar suas ideias em
mensagens, associando-as a estímulos
físicos (letras) ou significantes, formando
signos;
• O remetente enviar mensagens
constituídas de signos ao destinatário;
• •O destinatário receber os signos,
captando os significantes e entendendo os
significados ou ideias a eles associados.
• Uso de termos técnicos desconhecidos do
receptor.
• Imprecisão vocabular ou uso de frases
longas para impressionar o leitor.
• Excesso de adjetivação;
• Falta de clareza e objetividade do texto.
• 1.Para quem se destina a mensagem?
• 2.Quais os efeitos desejados?
• 3.Quais tipos de matérias devem predominar?
• 4.Qual o tipo de impressão?
• 5.Qual o tipo de veículo (boletim, folder,
folheto, revista, jornal)?
• 6.Qual o formato/tamanho?
• 7.Qual a periodicidade?
Comunicação e Linguagem. Empregos dos
pronomes. Colocação Pronominal. Regência
Verbal e Nominal. Crase. Concordância Verbal.
Concordância Nominal. Pontuação. Novo
acordo ortográfico. Aspectos estéticos do
texto. Como redigir bilhete e correio
eletrônico. Mala Direta e Release. Convite e
convocação. Carta Comercial. Aviso e Circular.
Ofício e Procuração. Ata. Contrato. Edital.
Convênio.
• Compreender uma linguagem
especifica das instituições públicas e
privadas e que aparecem
principalmente na modalidade escrita
da língua: a linguagem burocrática.
• Comunicação;
• Linguagem;
• Linguagem verbal;
• Comunicações orais;
• Comunicações escritas;
• Linguagem não verbal.
• A comunicação é o ato de transmitir uma
informação e ocorre quando interagimos
com outras pessoas usando a linguagem.
 Linguagem é o processo
comunicativo pelo qual as pessoas
interagem entre si. É qualquer
meio sistemático de comunicar
ideias ou sentimentos através de
signos convencionais, sonoros,
gráficos, gestuais.
A mensagem é constituída pela
palavra.
 A fala é o mais complexo, apurado e
caracteristicamente humano meio de
comunicação. É usada para transmitir
informações a outrem, para
responder a perguntas, relatar fatos,
dar opiniões, influir no
comportamento alheio por meio de
instruções, ordens, persuasão,
propaganda.
• Toda forma de transmissão de
informações a outrem, para responder
a perguntas, relatar fatos, dar
opiniões, influir no comportamento
alheio por meio de instruções, ordens,
persuasão, propaganda de forma
escrita, utilizando-se assim um código,
símbolos gráficos de representação,
que devem ser do conhecimento do
interlocutor.
No comportamento social humano, usa-se o
canal verbal primariamente para transmitir
informações, ao passo que se usa o canal não
verbal para negociar atitudes interpessoais.
Língua: É um instrumento de comunicação,
gráfico ou sonoro, que pertence a um
grupo social;
Fala: É a maneira de cada componente da
sociedade em particular empregar a língua
de forma particular, pessoal. É a faculdade
que tem de expressar as ideias, emoções e
experiências...
As estruturas gramaticais não são rigorosas
quando conversamos com um amigo, um
familiar. A essa desconstrução linguística
chamamos de língua coloquial. Ela é livre de
preconceitos, varia bastante e não obedece às
normas ditadas pela gramática;
A língua culta respeita o uso das normas
gramaticais e precisamos dominar essas regras.
Os pronomes de tratamento representam a
terceira pessoa do singular ou do plural, sendo
assim, deve-se sempre atentar para a
concordância ao usá-los;
São os mais nos interessam para a redação de
textos empresariais e oficiais, pois são muitos
usados nesse contexto.
Abreviatura
Pronome Singular Plural Emprego
Você V. tratamento familiar
Vossa Alteza V. A. VV.AA. Príncipes, princesas, duques
Vossa Eminência V. Emª V.Emas. cardeais
Vossa Excelência V. Exª nós Altas autoridades
Vossa Magnificência V. Magª V. Magª Reitores de universidades
Vossa Majestade V. M. VV. MM. Reis, imperadores
Vossa Meritíssima Usado por extenso Juízes de direito
Vossa Revendíssima V.Revma. V.Revmas sacerdotes
Vossa Senhoria V. Sª V.Sas. Altas autoridades (frequente na
correspondência comercial)
Vossa Santidade V. S. papa
Fonte: Comunicação Empresarial. LOPES, G.V.C.P. F. & PORRUA, R.P.D.
 Impessoalidade;
 Clareza;
 Concisão.
O tratamento que deve ser dado aos assuntos próprios
das comunicações oficiais decorre:
a) da necessária ausência de impressões individuais de
quem comunica;
b) da impessoalidade de quem recebe a comunicação;
o destinatário deve ser tratado de forma homogênea
e impessoal; e
c) do caráter impessoal do assunto tratado: o tema das
comunicações oficiais é, basicamente, assunto relativo
às competências do órgão de onde parte a comunica-
ção.
A clareza deve ser a qualidade básica de
todo o texto oficial, buscando
possibilitar imediata compreensão pelo
leitor.
A concisão é a característica de
transmitir o máximo de informações
com um mínimo de palavras, fazendo
desaparecer do texto os excessos
linguísticos que nada acrescentam a
essas informações.
A concordância nominal é a harmonia,
em gênero e número, entre o
substantivo e seus determinantes: o
adjetivo, o pronome adjetivo, o artigo, o
numeral e o particípio.
Regra geral: Os substantivos, artigos,
pronomes, adjetivos e numerais devem
concordar em gênero e número com o
substantivo a que se referem.
A pontuação é um recurso para
representar, além da entonação da
leitura, a estrutura sintática dos
períodos. A pontuação traduz a
clareza da escrita.
O Novo Acordo Ortográfico entrou em
vigor em 2009, com a finalidade de
uniformizar a grafia das palavras dos
países que possuem o português como
língua oficial. A partir daí o Brasil teve 4
anos para se adequar as novas regras.
Assim, a partir de 01 de janeiro de
2013, somente a nova grafia será
considerada adequada.
São vários os aspectos que
contribuem para tornar um texto
melhor para se ler.
Aspectos importantes a serem
observados no momento de uma
produção textual.
• Não se usa a forma combinada de
parênteses para escrever um texto em
primeira ou terceira pessoas do singular
ou plural.
Evite: recebi(emos), pagarei(emos);
• Os pronomes de tratamento podem ser
abreviados quando seguidos de nome
próprio, do contrário, melhor escrevê-los
por extenso;
• As palavras estrangeiras devem vir
escritas entre aspas, sublinhadas ou em
negrito. Utilize apenas uma dessas
formas citadas.
• Opte por termos da Língua Portuguesa,
estrangeirismos somente quando não
houver termo correspondente em nossa
língua mãe.
• Redação empresarial: é o conjunto
de instrumentos de comunicação
escrita: cartas, memorando,ofícios,
requerimentos, contratos.
◦ Mala Direta: é um tipo de
correspondência que atinge um
numero grande de pessoas. Deve ter
linguagem simples, clara e objetiva,
pois se destina a públicos diferentes,
de diferentes classes sociais,
objetivos e campos de atuação.
 O Release é um material informativo
distribuído , entre jornalistas antes de
solenidades, entrevistas, lançamentos
de filmes, livros, etc. Traz informações
sobre fatos, assuntos para os quais se
quer atenção.

 Convite é um mio de comunicação
pelo qual podemos pedir o
comparecimento de alguém a alguma
cerimônia;
 Convocação, é mais formal e de certa
forma exige a presença do convocado.
• É importante uma escrita clara e
objetiva.
Trata-se de uma mensagem dirigida a
uma pessoa ou organização, para
comunicar algum assunto. Constitui um
documento forma escrito.
 Aviso: Usado para manter a
comunicação social em uma
empresa, comunica com
objetividade;
 Circular: É um documento noticioso
remetido a diferentes pessoas,
órgãos ou entidades. É toda
comunicação reproduzida em vias,
cópias, como documento
 Ata: É um documento em que se
registram as ocorrências de uma
reunião. É um ato de registro;
 Contrato: Documento por meio do
qual se estabelecem acordos entre
pessoas ou entidades.
A comunicação organizacional abrange todas as
formas de comunicação utilizadas pela empresa
para relacionar-se com seus públicos. Ela engloba
as atividades de marketing, de relações públicas,
propaganda corporativa, comunicação interna,
comunicação externa e até mesmo estratégias
organizacionais.
Faz-se necessário, dentro de uma
empresa, a preocupação com o ato
comunicativo para que o sistema
organizacional seja conduzido de forma
correta, criando, assim, uma
produtividade como um todo.
A comunicação deixou de ser um meio e passou a
ser utilizada como ferramenta estratégica de
resultados, ajudando na melhoria da qualidade e
produtividade, através da valorização das pessoas, a
integração entre os interesses da empresa e dos
seus colaboradores, ou seja, através da utilização de
ferramentas de marketing para o seu público
interno, que nada mais é do que o marketing interno
ou endomarketing, e isso, com certeza, favorecerá
um clima de compromisso e solidariedade no
trabalho.
Para Rego (1986, p. 53), trata-se de posicionar a
comunicação num dos quatro níveis que
contextuam os problemas de comunicação, a
saber:
Os níveis Intrapessoal, Interpessoal, Grupal e o
Tecnológico.
• Intrapessoal: é aquele que estuda basicamente
o comportamento do indivíduo, suas
habilidades e atitudes;
 Interpessoal: é o nível em que se estuda,
além das variáveis internas de cada
comunicador, as relações existentes entre as
pessoas envolvidas, suas intenções e
expectativas ante as outras, as regras dos
jogos interpessoais em que poderão estar
empenhados na ocasião.
 Grupal: é aquele em que se deve efetuar um
levantamento de situações envolvendo os grupos
nas organizações, como dimensões do grupo,
frequência de contato, tempo de conhecimento e
trabalho, participação em decisões, etc.
 Tecnológico: nesse nível, a preocupação se
dirige ao equipamento, aparelhamento e
aos programas formais que geram,
armazenam, processam, traduzem,
distribuem e exibem dados.
Comunicação interna: É aquela que é
integrada pelas comunicações que se
processam no interior do sistema
organizacional. São aquelas elaboradas para
a construção da consciência coletiva. Servem
para edificar as decisões do ambiente
interno, se destinam aos que trabalham na
organização;
Comunicação externa: Diz respeito às
comunicações recebidas ou enviadas pelo
sistema organizacional para
consumidores, poderes públicos,
fornecedores, etc.
Atualmente existe um arsenal de meios de
comunicação que podem facilitar, ou não, os
relacionamentos e trocas de informações dentro
das empresas. Estas novas tecnologias, como a
Internet, apresentam enormes vantagens,
porquanto transpõem barreiras entre
colaboradores de diferentes níveis hierárquicos,
auxiliam na rapidez da tomada de decisões,
otimizam o trabalho burocrático e fazem com
que as informações sejam repassadas
rapidamente entre setores de forma econômica e
menos propensa a distorções.
No cotidiano, são várias as situações
profissionais onde é necessária uma boa
comunicação através da fala:
• conversas com clientes, superiores e
subordinados;
• entrevistas para emprego;
• reuniões, palestras, debates;
• seminários, conferências, convenções, cursos;
• ao telefone;
• reuniões sociais.
Na comunicação escrita, as ideias do
remetente poderão ser conhecidas pelo
destinatário quando:
• O remetente transformar suas ideias em
mensagens, associando-as a estímulos
físicos (letras) ou significantes, formando
signos;
• O remetente enviar mensagens
constituídas de signos ao destinatário;
• •O destinatário receber os signos,
captando os significantes e entendendo os
significados ou ideias a eles associados.
• Uso de termos técnicos desconhecidos do
receptor.
• Imprecisão vocabular ou uso de frases
longas para impressionar o leitor.
• Excesso de adjetivação;
• Falta de clareza e objetividade do texto.
• 1.Para quem se destina a mensagem?
• 2.Quais os efeitos desejados?
• 3.Quais tipos de matérias devem predominar?
• 4.Qual o tipo de impressão?
• 5.Qual o tipo de veículo (boletim, folder,
folheto, revista, jornal)?
• 6.Qual o formato/tamanho?
• 7.Qual a periodicidade?
Comunicação Empresarial

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Comunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De ComunicaçãoComunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De Comunicação
Adm Pub
 
Comunicação Empresarial - Definição clássica
Comunicação Empresarial -  Definição clássicaComunicação Empresarial -  Definição clássica
Comunicação Empresarial - Definição clássica
Mauro de Oliveira
 
Comunicação Organizacional - Aula 02
Comunicação Organizacional - Aula 02Comunicação Organizacional - Aula 02
Comunicação Organizacional - Aula 02
Davi Rocha
 
Barreiras á comunicação
Barreiras á comunicaçãoBarreiras á comunicação
Barreiras á comunicação
Joana Lima
 
Comunicação eficaz
Comunicação eficazComunicação eficaz
Comunicação eficaz
Oficina Psicologia
 
Endomarketing - Gestão de Pessoas
Endomarketing - Gestão de PessoasEndomarketing - Gestão de Pessoas
Endomarketing - Gestão de Pessoas
Robson Costa
 
Comunicação Interna
Comunicação InternaComunicação Interna
Comunicação Interna
TEMA1
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
Claudio Toldo
 
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - Comunicação
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - ComunicaçãoCOMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - Comunicação
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - Comunicação
Fábio Nogueira, PhD
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
cattonia
 
Planejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Planejamento e Organização no Ambiente de TrabalhoPlanejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Planejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Benjamim Garcia Netto
 
Mc 5440 - Comunicação interpessoal d2
Mc 5440  - Comunicação interpessoal d2Mc 5440  - Comunicação interpessoal d2
Mc 5440 - Comunicação interpessoal d2
MaryanaCastro1
 
Problemas de comunicação
Problemas de comunicaçãoProblemas de comunicação
Problemas de comunicação
Ana Cristina Dos Santos
 
Plano de Comunicação Interna
Plano de Comunicação InternaPlano de Comunicação Interna
Plano de Comunicação Interna
Stéphani Oliveira
 
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativas
Valéria Lins
 
Slides Palestra - Marketing Pessoal
Slides Palestra - Marketing PessoalSlides Palestra - Marketing Pessoal
Slides Palestra - Marketing Pessoal
Caput Consultoria
 
As barreiras à comunicação humana e sua minimização
As barreiras à comunicação humana e sua minimizaçãoAs barreiras à comunicação humana e sua minimização
As barreiras à comunicação humana e sua minimização
Maria Teresa Vasconcelos
 
Conceitos iniciais em comunicação organizacional
Conceitos iniciais em comunicação organizacional Conceitos iniciais em comunicação organizacional
Conceitos iniciais em comunicação organizacional
Daniela Ribeiro
 
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertivaComunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
Gabi1994Dinis
 
Organização do trabalho
Organização do trabalhoOrganização do trabalho
Organização do trabalho
Marcelo Vianello
 

Mais procurados (20)

Comunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De ComunicaçãoComunicação: O Processo De Comunicação
Comunicação: O Processo De Comunicação
 
Comunicação Empresarial - Definição clássica
Comunicação Empresarial -  Definição clássicaComunicação Empresarial -  Definição clássica
Comunicação Empresarial - Definição clássica
 
Comunicação Organizacional - Aula 02
Comunicação Organizacional - Aula 02Comunicação Organizacional - Aula 02
Comunicação Organizacional - Aula 02
 
Barreiras á comunicação
Barreiras á comunicaçãoBarreiras á comunicação
Barreiras á comunicação
 
Comunicação eficaz
Comunicação eficazComunicação eficaz
Comunicação eficaz
 
Endomarketing - Gestão de Pessoas
Endomarketing - Gestão de PessoasEndomarketing - Gestão de Pessoas
Endomarketing - Gestão de Pessoas
 
Comunicação Interna
Comunicação InternaComunicação Interna
Comunicação Interna
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - Comunicação
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - ComunicaçãoCOMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - Comunicação
COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL _ Aula 1 - Comunicação
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
Planejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Planejamento e Organização no Ambiente de TrabalhoPlanejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
Planejamento e Organização no Ambiente de Trabalho
 
Mc 5440 - Comunicação interpessoal d2
Mc 5440  - Comunicação interpessoal d2Mc 5440  - Comunicação interpessoal d2
Mc 5440 - Comunicação interpessoal d2
 
Problemas de comunicação
Problemas de comunicaçãoProblemas de comunicação
Problemas de comunicação
 
Plano de Comunicação Interna
Plano de Comunicação InternaPlano de Comunicação Interna
Plano de Comunicação Interna
 
Rotinas administrativas
Rotinas administrativasRotinas administrativas
Rotinas administrativas
 
Slides Palestra - Marketing Pessoal
Slides Palestra - Marketing PessoalSlides Palestra - Marketing Pessoal
Slides Palestra - Marketing Pessoal
 
As barreiras à comunicação humana e sua minimização
As barreiras à comunicação humana e sua minimizaçãoAs barreiras à comunicação humana e sua minimização
As barreiras à comunicação humana e sua minimização
 
Conceitos iniciais em comunicação organizacional
Conceitos iniciais em comunicação organizacional Conceitos iniciais em comunicação organizacional
Conceitos iniciais em comunicação organizacional
 
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertivaComunicação interpessoal comunicação assertiva
Comunicação interpessoal comunicação assertiva
 
Organização do trabalho
Organização do trabalhoOrganização do trabalho
Organização do trabalho
 

Destaque

Comunicação empresarial aula 4
Comunicação empresarial   aula 4Comunicação empresarial   aula 4
Comunicação empresarial aula 4
wesleycesar
 
Motivação bergamini
Motivação bergaminiMotivação bergamini
Motivação bergamini
Liliane Ennes
 
Unidade 03 – comunicação empresarial desafios da comunicação - 2014-06-08 -...
Unidade 03 – comunicação empresarial   desafios da comunicação - 2014-06-08 -...Unidade 03 – comunicação empresarial   desafios da comunicação - 2014-06-08 -...
Unidade 03 – comunicação empresarial desafios da comunicação - 2014-06-08 -...
Alex Casañas
 
AVALIAÇÃO E REVISÃO TEXTUAL
AVALIAÇÃO E REVISÃO TEXTUALAVALIAÇÃO E REVISÃO TEXTUAL
AVALIAÇÃO E REVISÃO TEXTUAL
Olivaldo Ferreira
 
Comunicação empresarial aula 2
Comunicação empresarial   aula 2Comunicação empresarial   aula 2
Comunicação empresarial aula 2
wesleycesar
 
Slide Dir Consu E Legis Publi Aula 01
Slide Dir Consu E Legis Publi Aula 01Slide Dir Consu E Legis Publi Aula 01
Slide Dir Consu E Legis Publi Aula 01
wesleycesar
 
Apresentacao Valedocerrado
Apresentacao ValedocerradoApresentacao Valedocerrado
Apresentacao Valedocerrado
wesleycesar
 
Comunicação empresarial aula 3
Comunicação empresarial   aula 3Comunicação empresarial   aula 3
Comunicação empresarial aula 3
wesleycesar
 
Palestra 1-importancia-do-associativismo
Palestra 1-importancia-do-associativismoPalestra 1-importancia-do-associativismo
Palestra 1-importancia-do-associativismo
Marco Paulo Lopes
 
Comunicação vendedora
Comunicação vendedoraComunicação vendedora
Comunicação vendedora
INSTITUTO MVC
 
(Comunicação Empresarial) Comunicação oral no contexto empresarial
(Comunicação Empresarial) Comunicação oral no contexto empresarial(Comunicação Empresarial) Comunicação oral no contexto empresarial
(Comunicação Empresarial) Comunicação oral no contexto empresarial
Olivaldo Ferreira
 
Comunicação empresarial aula 1
Comunicação empresarial   aula 1Comunicação empresarial   aula 1
Comunicação empresarial aula 1
wesleycesar
 
Anatomia do artigo cesp
Anatomia do artigo   cespAnatomia do artigo   cesp
Anatomia do artigo cesp
Eliete Correia Santos
 
Curso de oratória
Curso de oratóriaCurso de oratória
Curso de oratória
Eliete Correia Santos
 
Exercício de revisão comunicação empresarial
Exercício de revisão comunicação empresarialExercício de revisão comunicação empresarial
Exercício de revisão comunicação empresarial
Marcelo Lieuthier
 
Apostila de associativismo e cooperativismo
Apostila de associativismo e cooperativismoApostila de associativismo e cooperativismo
Apostila de associativismo e cooperativismo
Luiz Oliveira
 
Gêneros Publicitários
Gêneros PublicitáriosGêneros Publicitários
Gêneros Publicitários
Kesia Renata
 
Apresentação oral
Apresentação oralApresentação oral
Apresentação oral
Flávio Corrêa .'.
 
Comunicação Empresarial: uma ferramenta estratégica
Comunicação Empresarial: uma ferramenta estratégicaComunicação Empresarial: uma ferramenta estratégica
Comunicação Empresarial: uma ferramenta estratégica
Carlos Alves
 
Comunicação empresarial aula 2
Comunicação empresarial   aula 2Comunicação empresarial   aula 2
Comunicação empresarial aula 2
wesleycesar
 

Destaque (20)

Comunicação empresarial aula 4
Comunicação empresarial   aula 4Comunicação empresarial   aula 4
Comunicação empresarial aula 4
 
Motivação bergamini
Motivação bergaminiMotivação bergamini
Motivação bergamini
 
Unidade 03 – comunicação empresarial desafios da comunicação - 2014-06-08 -...
Unidade 03 – comunicação empresarial   desafios da comunicação - 2014-06-08 -...Unidade 03 – comunicação empresarial   desafios da comunicação - 2014-06-08 -...
Unidade 03 – comunicação empresarial desafios da comunicação - 2014-06-08 -...
 
AVALIAÇÃO E REVISÃO TEXTUAL
AVALIAÇÃO E REVISÃO TEXTUALAVALIAÇÃO E REVISÃO TEXTUAL
AVALIAÇÃO E REVISÃO TEXTUAL
 
Comunicação empresarial aula 2
Comunicação empresarial   aula 2Comunicação empresarial   aula 2
Comunicação empresarial aula 2
 
Slide Dir Consu E Legis Publi Aula 01
Slide Dir Consu E Legis Publi Aula 01Slide Dir Consu E Legis Publi Aula 01
Slide Dir Consu E Legis Publi Aula 01
 
Apresentacao Valedocerrado
Apresentacao ValedocerradoApresentacao Valedocerrado
Apresentacao Valedocerrado
 
Comunicação empresarial aula 3
Comunicação empresarial   aula 3Comunicação empresarial   aula 3
Comunicação empresarial aula 3
 
Palestra 1-importancia-do-associativismo
Palestra 1-importancia-do-associativismoPalestra 1-importancia-do-associativismo
Palestra 1-importancia-do-associativismo
 
Comunicação vendedora
Comunicação vendedoraComunicação vendedora
Comunicação vendedora
 
(Comunicação Empresarial) Comunicação oral no contexto empresarial
(Comunicação Empresarial) Comunicação oral no contexto empresarial(Comunicação Empresarial) Comunicação oral no contexto empresarial
(Comunicação Empresarial) Comunicação oral no contexto empresarial
 
Comunicação empresarial aula 1
Comunicação empresarial   aula 1Comunicação empresarial   aula 1
Comunicação empresarial aula 1
 
Anatomia do artigo cesp
Anatomia do artigo   cespAnatomia do artigo   cesp
Anatomia do artigo cesp
 
Curso de oratória
Curso de oratóriaCurso de oratória
Curso de oratória
 
Exercício de revisão comunicação empresarial
Exercício de revisão comunicação empresarialExercício de revisão comunicação empresarial
Exercício de revisão comunicação empresarial
 
Apostila de associativismo e cooperativismo
Apostila de associativismo e cooperativismoApostila de associativismo e cooperativismo
Apostila de associativismo e cooperativismo
 
Gêneros Publicitários
Gêneros PublicitáriosGêneros Publicitários
Gêneros Publicitários
 
Apresentação oral
Apresentação oralApresentação oral
Apresentação oral
 
Comunicação Empresarial: uma ferramenta estratégica
Comunicação Empresarial: uma ferramenta estratégicaComunicação Empresarial: uma ferramenta estratégica
Comunicação Empresarial: uma ferramenta estratégica
 
Comunicação empresarial aula 2
Comunicação empresarial   aula 2Comunicação empresarial   aula 2
Comunicação empresarial aula 2
 

Semelhante a Comunicação Empresarial

Comunicaonasempresas 090709065444-phpapp02 ggg
Comunicaonasempresas 090709065444-phpapp02 gggComunicaonasempresas 090709065444-phpapp02 ggg
Comunicaonasempresas 090709065444-phpapp02 ggg
Elaine Costa
 
Comunicação nas empresas
Comunicação nas empresasComunicação nas empresas
Comunicação nas empresas
Biotron Medical
 
_2_A_COMUNICACAO_INTERNA_COMO_MEIO_DE_ATINGIR_A_EFICACIA_E_EFICIENCIA_NA_PROD...
_2_A_COMUNICACAO_INTERNA_COMO_MEIO_DE_ATINGIR_A_EFICACIA_E_EFICIENCIA_NA_PROD..._2_A_COMUNICACAO_INTERNA_COMO_MEIO_DE_ATINGIR_A_EFICACIA_E_EFICIENCIA_NA_PROD...
_2_A_COMUNICACAO_INTERNA_COMO_MEIO_DE_ATINGIR_A_EFICACIA_E_EFICIENCIA_NA_PROD...
ElianaGarcia381872
 
Comunicação Organizacional
Comunicação OrganizacionalComunicação Organizacional
Comunicação Organizacional
Wadiley Nascimento
 
Colinha
ColinhaColinha
Colinha
katsan
 
Luciana de paula andrade
Luciana de paula andradeLuciana de paula andrade
Luciana de paula andrade
Luciana Novais Souza
 
Planejamento de endomarketing
Planejamento de endomarketingPlanejamento de endomarketing
Planejamento de endomarketing
Claudio Lammardo Neto (Cachorrão)
 
Comunicação Integrada - Aula 4
Comunicação Integrada - Aula 4Comunicação Integrada - Aula 4
Comunicação Integrada - Aula 4
Carlos Alves
 
A importância da comunicação integrada externa e interna para o sucesso da ...
A importância da comunicação integrada   externa e interna para o sucesso da ...A importância da comunicação integrada   externa e interna para o sucesso da ...
A importância da comunicação integrada externa e interna para o sucesso da ...
Luiz Carlos de Almeida
 
Comunicação Interna
Comunicação InternaComunicação Interna
Comunicação Interna
Claudio Toldo
 
Introdução-------------------comunicação Institucional.docx
Introdução-------------------comunicação Institucional.docxIntrodução-------------------comunicação Institucional.docx
Introdução-------------------comunicação Institucional.docx
DolinickAvontade
 
Conceitos de Comunicação para profissionais de RH (aula 1)
Conceitos de Comunicação para profissionais de RH (aula 1)Conceitos de Comunicação para profissionais de RH (aula 1)
Conceitos de Comunicação para profissionais de RH (aula 1)
Elephas Gestão Empresarial e Educaional
 
A comunicação dirigida e a Mídia Empresarial
A comunicação dirigida e a Mídia EmpresarialA comunicação dirigida e a Mídia Empresarial
A comunicação dirigida e a Mídia Empresarial
Luciano Brambila
 
A INSERÇÃO E EFICÁCIA DA WEB 2.0 E SUAS FERRAMENTAS NA COMUNICAÇÃO INTERNA
A INSERÇÃO E EFICÁCIA DA WEB 2.0 E SUAS FERRAMENTAS NA COMUNICAÇÃO INTERNAA INSERÇÃO E EFICÁCIA DA WEB 2.0 E SUAS FERRAMENTAS NA COMUNICAÇÃO INTERNA
A INSERÇÃO E EFICÁCIA DA WEB 2.0 E SUAS FERRAMENTAS NA COMUNICAÇÃO INTERNA
Águida Pedrosa
 
Aula 3
Aula 3Aula 3
Módulo 10
Módulo 10Módulo 10
Módulo 10
DavidPedrosa2015
 
ComunicaçãO Interna & Endomarketing
ComunicaçãO Interna & EndomarketingComunicaçãO Interna & Endomarketing
ComunicaçãO Interna & Endomarketing
Carolina Paiva
 
private mkt lesson
private mkt lessonprivate mkt lesson
private mkt lesson
gustavo wiesel
 
Instrumentos de Comunicação Interna.ppt
Instrumentos de Comunicação Interna.pptInstrumentos de Comunicação Interna.ppt
Instrumentos de Comunicação Interna.ppt
Amélia Baião
 
Artigo falar não basta
Artigo falar não bastaArtigo falar não basta
Artigo falar não basta
Alexandre Fernandes
 

Semelhante a Comunicação Empresarial (20)

Comunicaonasempresas 090709065444-phpapp02 ggg
Comunicaonasempresas 090709065444-phpapp02 gggComunicaonasempresas 090709065444-phpapp02 ggg
Comunicaonasempresas 090709065444-phpapp02 ggg
 
Comunicação nas empresas
Comunicação nas empresasComunicação nas empresas
Comunicação nas empresas
 
_2_A_COMUNICACAO_INTERNA_COMO_MEIO_DE_ATINGIR_A_EFICACIA_E_EFICIENCIA_NA_PROD...
_2_A_COMUNICACAO_INTERNA_COMO_MEIO_DE_ATINGIR_A_EFICACIA_E_EFICIENCIA_NA_PROD..._2_A_COMUNICACAO_INTERNA_COMO_MEIO_DE_ATINGIR_A_EFICACIA_E_EFICIENCIA_NA_PROD...
_2_A_COMUNICACAO_INTERNA_COMO_MEIO_DE_ATINGIR_A_EFICACIA_E_EFICIENCIA_NA_PROD...
 
Comunicação Organizacional
Comunicação OrganizacionalComunicação Organizacional
Comunicação Organizacional
 
Colinha
ColinhaColinha
Colinha
 
Luciana de paula andrade
Luciana de paula andradeLuciana de paula andrade
Luciana de paula andrade
 
Planejamento de endomarketing
Planejamento de endomarketingPlanejamento de endomarketing
Planejamento de endomarketing
 
Comunicação Integrada - Aula 4
Comunicação Integrada - Aula 4Comunicação Integrada - Aula 4
Comunicação Integrada - Aula 4
 
A importância da comunicação integrada externa e interna para o sucesso da ...
A importância da comunicação integrada   externa e interna para o sucesso da ...A importância da comunicação integrada   externa e interna para o sucesso da ...
A importância da comunicação integrada externa e interna para o sucesso da ...
 
Comunicação Interna
Comunicação InternaComunicação Interna
Comunicação Interna
 
Introdução-------------------comunicação Institucional.docx
Introdução-------------------comunicação Institucional.docxIntrodução-------------------comunicação Institucional.docx
Introdução-------------------comunicação Institucional.docx
 
Conceitos de Comunicação para profissionais de RH (aula 1)
Conceitos de Comunicação para profissionais de RH (aula 1)Conceitos de Comunicação para profissionais de RH (aula 1)
Conceitos de Comunicação para profissionais de RH (aula 1)
 
A comunicação dirigida e a Mídia Empresarial
A comunicação dirigida e a Mídia EmpresarialA comunicação dirigida e a Mídia Empresarial
A comunicação dirigida e a Mídia Empresarial
 
A INSERÇÃO E EFICÁCIA DA WEB 2.0 E SUAS FERRAMENTAS NA COMUNICAÇÃO INTERNA
A INSERÇÃO E EFICÁCIA DA WEB 2.0 E SUAS FERRAMENTAS NA COMUNICAÇÃO INTERNAA INSERÇÃO E EFICÁCIA DA WEB 2.0 E SUAS FERRAMENTAS NA COMUNICAÇÃO INTERNA
A INSERÇÃO E EFICÁCIA DA WEB 2.0 E SUAS FERRAMENTAS NA COMUNICAÇÃO INTERNA
 
Aula 3
Aula 3Aula 3
Aula 3
 
Módulo 10
Módulo 10Módulo 10
Módulo 10
 
ComunicaçãO Interna & Endomarketing
ComunicaçãO Interna & EndomarketingComunicaçãO Interna & Endomarketing
ComunicaçãO Interna & Endomarketing
 
private mkt lesson
private mkt lessonprivate mkt lesson
private mkt lesson
 
Instrumentos de Comunicação Interna.ppt
Instrumentos de Comunicação Interna.pptInstrumentos de Comunicação Interna.ppt
Instrumentos de Comunicação Interna.ppt
 
Artigo falar não basta
Artigo falar não bastaArtigo falar não basta
Artigo falar não basta
 

Último

Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamentoGuia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Leonardo Espírito Santo
 
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
E-Commerce Brasil
 
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊMANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
EMERSON BRITO
 
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
E-Commerce Brasil
 
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
E-Commerce Brasil
 

Último (13)

Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamentoGuia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
Guia Definitivo do Feedback 2.0 como vc ter maturidade de relacionamento
 
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
Conferência Goiás I Os impactos da digitalização do Atacarejo no Brasil.
 
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
Conferência Goiás I Fraudes no centro-oeste em 2023
 
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
Conferência Goiás I Conteúdo que vende: Estratégias para o aumento de convers...
 
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
Conferência Goiás I As tendências para logística em 2024 e o impacto positivo...
 
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
Conferência Goiás I Uma experiência excelente começa quando ela ainda nem seq...
 
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
Conferência Goiás I Prevenção à fraude em negócios B2B e B2C: boas práticas e...
 
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊMANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
MANUAL DO REVENDEDOR TEGG TELECOM - O 5G QUE PAGA VOCÊ
 
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
Conferência Goiás I Estratégias de aquisição e fidelização de clientes e opor...
 
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
Conferência Goiás I Perspectivas do Pix 2024: novidades e impactos no varejo ...
 
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
Conferência Goiás I Moda e E-commerce: transformando a experiência do consumi...
 
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
Conferência Goiás I E-commerce Inteligente: o papel crucial da maturidade dig...
 
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
Conferência Goiás I Como uma boa experiência na logística reversa pode impact...
 

Comunicação Empresarial

  • 1.
  • 2. A comunicação organizacional abrange todas as formas de comunicação utilizadas pela empresa para relacionar-se com seus públicos. Ela engloba as atividades de marketing, de relações públicas, propaganda corporativa, comunicação interna, comunicação externa e até mesmo estratégias organizacionais.
  • 3. Faz-se necessário, dentro de uma empresa, a preocupação com o ato comunicativo para que o sistema organizacional seja conduzido de forma correta, criando, assim, uma produtividade como um todo.
  • 4. A comunicação deixou de ser um meio e passou a ser utilizada como ferramenta estratégica de resultados, ajudando na melhoria da qualidade e produtividade, através da valorização das pessoas, a integração entre os interesses da empresa e dos seus colaboradores, ou seja, através da utilização de ferramentas de marketing para o seu público interno, que nada mais é do que o marketing interno ou endomarketing, e isso, com certeza, favorecerá um clima de compromisso e solidariedade no trabalho.
  • 5. Para Rego (1986, p. 53), trata-se de posicionar a comunicação num dos quatro níveis que contextuam os problemas de comunicação, a saber: Os níveis Intrapessoal, Interpessoal, Grupal e o Tecnológico.
  • 6. • Intrapessoal: é aquele que estuda basicamente o comportamento do indivíduo, suas habilidades e atitudes;
  • 7.  Interpessoal: é o nível em que se estuda, além das variáveis internas de cada comunicador, as relações existentes entre as pessoas envolvidas, suas intenções e expectativas ante as outras, as regras dos jogos interpessoais em que poderão estar empenhados na ocasião.
  • 8.
  • 9.  Grupal: é aquele em que se deve efetuar um levantamento de situações envolvendo os grupos nas organizações, como dimensões do grupo, frequência de contato, tempo de conhecimento e trabalho, participação em decisões, etc.
  • 10.  Tecnológico: nesse nível, a preocupação se dirige ao equipamento, aparelhamento e aos programas formais que geram, armazenam, processam, traduzem, distribuem e exibem dados.
  • 11. Comunicação interna: É aquela que é integrada pelas comunicações que se processam no interior do sistema organizacional. São aquelas elaboradas para a construção da consciência coletiva. Servem para edificar as decisões do ambiente interno, se destinam aos que trabalham na organização;
  • 12.
  • 13. Comunicação externa: Diz respeito às comunicações recebidas ou enviadas pelo sistema organizacional para consumidores, poderes públicos, fornecedores, etc.
  • 14. Atualmente existe um arsenal de meios de comunicação que podem facilitar, ou não, os relacionamentos e trocas de informações dentro das empresas. Estas novas tecnologias, como a Internet, apresentam enormes vantagens, porquanto transpõem barreiras entre colaboradores de diferentes níveis hierárquicos, auxiliam na rapidez da tomada de decisões, otimizam o trabalho burocrático e fazem com que as informações sejam repassadas rapidamente entre setores de forma econômica e menos propensa a distorções.
  • 15. No cotidiano, são várias as situações profissionais onde é necessária uma boa comunicação através da fala: • conversas com clientes, superiores e subordinados; • entrevistas para emprego; • reuniões, palestras, debates; • seminários, conferências, convenções, cursos; • ao telefone; • reuniões sociais.
  • 16. Na comunicação escrita, as ideias do remetente poderão ser conhecidas pelo destinatário quando: • O remetente transformar suas ideias em mensagens, associando-as a estímulos físicos (letras) ou significantes, formando signos; • O remetente enviar mensagens constituídas de signos ao destinatário; • •O destinatário receber os signos, captando os significantes e entendendo os significados ou ideias a eles associados.
  • 17. • Uso de termos técnicos desconhecidos do receptor. • Imprecisão vocabular ou uso de frases longas para impressionar o leitor. • Excesso de adjetivação; • Falta de clareza e objetividade do texto.
  • 18. • 1.Para quem se destina a mensagem? • 2.Quais os efeitos desejados? • 3.Quais tipos de matérias devem predominar? • 4.Qual o tipo de impressão? • 5.Qual o tipo de veículo (boletim, folder, folheto, revista, jornal)? • 6.Qual o formato/tamanho? • 7.Qual a periodicidade?
  • 19.
  • 20. A comunicação organizacional abrange todas as formas de comunicação utilizadas pela empresa para relacionar-se com seus públicos. Ela engloba as atividades de marketing, de relações públicas, propaganda corporativa, comunicação interna, comunicação externa e até mesmo estratégias organizacionais.
  • 21. Faz-se necessário, dentro de uma empresa, a preocupação com o ato comunicativo para que o sistema organizacional seja conduzido de forma correta, criando, assim, uma produtividade como um todo.
  • 22. A comunicação deixou de ser um meio e passou a ser utilizada como ferramenta estratégica de resultados, ajudando na melhoria da qualidade e produtividade, através da valorização das pessoas, a integração entre os interesses da empresa e dos seus colaboradores, ou seja, através da utilização de ferramentas de marketing para o seu público interno, que nada mais é do que o marketing interno ou endomarketing, e isso, com certeza, favorecerá um clima de compromisso e solidariedade no trabalho.
  • 23. Para Rego (1986, p. 53), trata-se de posicionar a comunicação num dos quatro níveis que contextuam os problemas de comunicação, a saber: Os níveis Intrapessoal, Interpessoal, Grupal e o Tecnológico.
  • 24. • Intrapessoal: é aquele que estuda basicamente o comportamento do indivíduo, suas habilidades e atitudes;
  • 25.  Interpessoal: é o nível em que se estuda, além das variáveis internas de cada comunicador, as relações existentes entre as pessoas envolvidas, suas intenções e expectativas ante as outras, as regras dos jogos interpessoais em que poderão estar empenhados na ocasião.
  • 26.
  • 27.  Grupal: é aquele em que se deve efetuar um levantamento de situações envolvendo os grupos nas organizações, como dimensões do grupo, frequência de contato, tempo de conhecimento e trabalho, participação em decisões, etc.
  • 28.  Tecnológico: nesse nível, a preocupação se dirige ao equipamento, aparelhamento e aos programas formais que geram, armazenam, processam, traduzem, distribuem e exibem dados.
  • 29. Comunicação interna: É aquela que é integrada pelas comunicações que se processam no interior do sistema organizacional. São aquelas elaboradas para a construção da consciência coletiva. Servem para edificar as decisões do ambiente interno, se destinam aos que trabalham na organização;
  • 30.
  • 31. Comunicação externa: Diz respeito às comunicações recebidas ou enviadas pelo sistema organizacional para consumidores, poderes públicos, fornecedores, etc.
  • 32. Atualmente existe um arsenal de meios de comunicação que podem facilitar, ou não, os relacionamentos e trocas de informações dentro das empresas. Estas novas tecnologias, como a Internet, apresentam enormes vantagens, porquanto transpõem barreiras entre colaboradores de diferentes níveis hierárquicos, auxiliam na rapidez da tomada de decisões, otimizam o trabalho burocrático e fazem com que as informações sejam repassadas rapidamente entre setores de forma econômica e menos propensa a distorções.
  • 33. No cotidiano, são várias as situações profissionais onde é necessária uma boa comunicação através da fala: • conversas com clientes, superiores e subordinados; • entrevistas para emprego; • reuniões, palestras, debates; • seminários, conferências, convenções, cursos; • ao telefone; • reuniões sociais.
  • 34. Na comunicação escrita, as ideias do remetente poderão ser conhecidas pelo destinatário quando: • O remetente transformar suas ideias em mensagens, associando-as a estímulos físicos (letras) ou significantes, formando signos; • O remetente enviar mensagens constituídas de signos ao destinatário; • •O destinatário receber os signos, captando os significantes e entendendo os significados ou ideias a eles associados.
  • 35. • Uso de termos técnicos desconhecidos do receptor. • Imprecisão vocabular ou uso de frases longas para impressionar o leitor. • Excesso de adjetivação; • Falta de clareza e objetividade do texto.
  • 36. • 1.Para quem se destina a mensagem? • 2.Quais os efeitos desejados? • 3.Quais tipos de matérias devem predominar? • 4.Qual o tipo de impressão? • 5.Qual o tipo de veículo (boletim, folder, folheto, revista, jornal)? • 6.Qual o formato/tamanho? • 7.Qual a periodicidade?
  • 37.
  • 38. Comunicação e Linguagem. Empregos dos pronomes. Colocação Pronominal. Regência Verbal e Nominal. Crase. Concordância Verbal. Concordância Nominal. Pontuação. Novo acordo ortográfico. Aspectos estéticos do texto. Como redigir bilhete e correio eletrônico. Mala Direta e Release. Convite e convocação. Carta Comercial. Aviso e Circular. Ofício e Procuração. Ata. Contrato. Edital. Convênio.
  • 39. • Compreender uma linguagem especifica das instituições públicas e privadas e que aparecem principalmente na modalidade escrita da língua: a linguagem burocrática.
  • 40. • Comunicação; • Linguagem; • Linguagem verbal; • Comunicações orais; • Comunicações escritas; • Linguagem não verbal.
  • 41. • A comunicação é o ato de transmitir uma informação e ocorre quando interagimos com outras pessoas usando a linguagem.
  • 42.  Linguagem é o processo comunicativo pelo qual as pessoas interagem entre si. É qualquer meio sistemático de comunicar ideias ou sentimentos através de signos convencionais, sonoros, gráficos, gestuais.
  • 43. A mensagem é constituída pela palavra.
  • 44.  A fala é o mais complexo, apurado e caracteristicamente humano meio de comunicação. É usada para transmitir informações a outrem, para responder a perguntas, relatar fatos, dar opiniões, influir no comportamento alheio por meio de instruções, ordens, persuasão, propaganda.
  • 45.
  • 46. • Toda forma de transmissão de informações a outrem, para responder a perguntas, relatar fatos, dar opiniões, influir no comportamento alheio por meio de instruções, ordens, persuasão, propaganda de forma escrita, utilizando-se assim um código, símbolos gráficos de representação, que devem ser do conhecimento do interlocutor.
  • 47.
  • 48.
  • 49. No comportamento social humano, usa-se o canal verbal primariamente para transmitir informações, ao passo que se usa o canal não verbal para negociar atitudes interpessoais.
  • 50. Língua: É um instrumento de comunicação, gráfico ou sonoro, que pertence a um grupo social; Fala: É a maneira de cada componente da sociedade em particular empregar a língua de forma particular, pessoal. É a faculdade que tem de expressar as ideias, emoções e experiências...
  • 51. As estruturas gramaticais não são rigorosas quando conversamos com um amigo, um familiar. A essa desconstrução linguística chamamos de língua coloquial. Ela é livre de preconceitos, varia bastante e não obedece às normas ditadas pela gramática; A língua culta respeita o uso das normas gramaticais e precisamos dominar essas regras.
  • 52. Os pronomes de tratamento representam a terceira pessoa do singular ou do plural, sendo assim, deve-se sempre atentar para a concordância ao usá-los; São os mais nos interessam para a redação de textos empresariais e oficiais, pois são muitos usados nesse contexto.
  • 53. Abreviatura Pronome Singular Plural Emprego Você V. tratamento familiar Vossa Alteza V. A. VV.AA. Príncipes, princesas, duques Vossa Eminência V. Emª V.Emas. cardeais Vossa Excelência V. Exª nós Altas autoridades Vossa Magnificência V. Magª V. Magª Reitores de universidades Vossa Majestade V. M. VV. MM. Reis, imperadores Vossa Meritíssima Usado por extenso Juízes de direito Vossa Revendíssima V.Revma. V.Revmas sacerdotes Vossa Senhoria V. Sª V.Sas. Altas autoridades (frequente na correspondência comercial) Vossa Santidade V. S. papa Fonte: Comunicação Empresarial. LOPES, G.V.C.P. F. & PORRUA, R.P.D.
  • 55. O tratamento que deve ser dado aos assuntos próprios das comunicações oficiais decorre: a) da necessária ausência de impressões individuais de quem comunica; b) da impessoalidade de quem recebe a comunicação; o destinatário deve ser tratado de forma homogênea e impessoal; e c) do caráter impessoal do assunto tratado: o tema das comunicações oficiais é, basicamente, assunto relativo às competências do órgão de onde parte a comunica- ção.
  • 56. A clareza deve ser a qualidade básica de todo o texto oficial, buscando possibilitar imediata compreensão pelo leitor.
  • 57. A concisão é a característica de transmitir o máximo de informações com um mínimo de palavras, fazendo desaparecer do texto os excessos linguísticos que nada acrescentam a essas informações.
  • 58. A concordância nominal é a harmonia, em gênero e número, entre o substantivo e seus determinantes: o adjetivo, o pronome adjetivo, o artigo, o numeral e o particípio. Regra geral: Os substantivos, artigos, pronomes, adjetivos e numerais devem concordar em gênero e número com o substantivo a que se referem.
  • 59.
  • 60.
  • 61. A pontuação é um recurso para representar, além da entonação da leitura, a estrutura sintática dos períodos. A pontuação traduz a clareza da escrita.
  • 62.
  • 63.
  • 64. O Novo Acordo Ortográfico entrou em vigor em 2009, com a finalidade de uniformizar a grafia das palavras dos países que possuem o português como língua oficial. A partir daí o Brasil teve 4 anos para se adequar as novas regras. Assim, a partir de 01 de janeiro de 2013, somente a nova grafia será considerada adequada.
  • 65.
  • 66. São vários os aspectos que contribuem para tornar um texto melhor para se ler. Aspectos importantes a serem observados no momento de uma produção textual.
  • 67. • Não se usa a forma combinada de parênteses para escrever um texto em primeira ou terceira pessoas do singular ou plural. Evite: recebi(emos), pagarei(emos); • Os pronomes de tratamento podem ser abreviados quando seguidos de nome próprio, do contrário, melhor escrevê-los por extenso;
  • 68. • As palavras estrangeiras devem vir escritas entre aspas, sublinhadas ou em negrito. Utilize apenas uma dessas formas citadas. • Opte por termos da Língua Portuguesa, estrangeirismos somente quando não houver termo correspondente em nossa língua mãe.
  • 69. • Redação empresarial: é o conjunto de instrumentos de comunicação escrita: cartas, memorando,ofícios, requerimentos, contratos.
  • 70. ◦ Mala Direta: é um tipo de correspondência que atinge um numero grande de pessoas. Deve ter linguagem simples, clara e objetiva, pois se destina a públicos diferentes, de diferentes classes sociais, objetivos e campos de atuação.
  • 71.
  • 72.  O Release é um material informativo distribuído , entre jornalistas antes de solenidades, entrevistas, lançamentos de filmes, livros, etc. Traz informações sobre fatos, assuntos para os quais se quer atenção.
  • 73.
  • 74.
  • 75.  Convite é um mio de comunicação pelo qual podemos pedir o comparecimento de alguém a alguma cerimônia;  Convocação, é mais formal e de certa forma exige a presença do convocado.
  • 76.
  • 77. • É importante uma escrita clara e objetiva. Trata-se de uma mensagem dirigida a uma pessoa ou organização, para comunicar algum assunto. Constitui um documento forma escrito.
  • 78.  Aviso: Usado para manter a comunicação social em uma empresa, comunica com objetividade;  Circular: É um documento noticioso remetido a diferentes pessoas, órgãos ou entidades. É toda comunicação reproduzida em vias, cópias, como documento
  • 79.  Ata: É um documento em que se registram as ocorrências de uma reunião. É um ato de registro;  Contrato: Documento por meio do qual se estabelecem acordos entre pessoas ou entidades.
  • 80. A comunicação organizacional abrange todas as formas de comunicação utilizadas pela empresa para relacionar-se com seus públicos. Ela engloba as atividades de marketing, de relações públicas, propaganda corporativa, comunicação interna, comunicação externa e até mesmo estratégias organizacionais.
  • 81. Faz-se necessário, dentro de uma empresa, a preocupação com o ato comunicativo para que o sistema organizacional seja conduzido de forma correta, criando, assim, uma produtividade como um todo.
  • 82. A comunicação deixou de ser um meio e passou a ser utilizada como ferramenta estratégica de resultados, ajudando na melhoria da qualidade e produtividade, através da valorização das pessoas, a integração entre os interesses da empresa e dos seus colaboradores, ou seja, através da utilização de ferramentas de marketing para o seu público interno, que nada mais é do que o marketing interno ou endomarketing, e isso, com certeza, favorecerá um clima de compromisso e solidariedade no trabalho.
  • 83. Para Rego (1986, p. 53), trata-se de posicionar a comunicação num dos quatro níveis que contextuam os problemas de comunicação, a saber: Os níveis Intrapessoal, Interpessoal, Grupal e o Tecnológico.
  • 84. • Intrapessoal: é aquele que estuda basicamente o comportamento do indivíduo, suas habilidades e atitudes;
  • 85.  Interpessoal: é o nível em que se estuda, além das variáveis internas de cada comunicador, as relações existentes entre as pessoas envolvidas, suas intenções e expectativas ante as outras, as regras dos jogos interpessoais em que poderão estar empenhados na ocasião.
  • 86.
  • 87.  Grupal: é aquele em que se deve efetuar um levantamento de situações envolvendo os grupos nas organizações, como dimensões do grupo, frequência de contato, tempo de conhecimento e trabalho, participação em decisões, etc.
  • 88.  Tecnológico: nesse nível, a preocupação se dirige ao equipamento, aparelhamento e aos programas formais que geram, armazenam, processam, traduzem, distribuem e exibem dados.
  • 89. Comunicação interna: É aquela que é integrada pelas comunicações que se processam no interior do sistema organizacional. São aquelas elaboradas para a construção da consciência coletiva. Servem para edificar as decisões do ambiente interno, se destinam aos que trabalham na organização;
  • 90.
  • 91. Comunicação externa: Diz respeito às comunicações recebidas ou enviadas pelo sistema organizacional para consumidores, poderes públicos, fornecedores, etc.
  • 92. Atualmente existe um arsenal de meios de comunicação que podem facilitar, ou não, os relacionamentos e trocas de informações dentro das empresas. Estas novas tecnologias, como a Internet, apresentam enormes vantagens, porquanto transpõem barreiras entre colaboradores de diferentes níveis hierárquicos, auxiliam na rapidez da tomada de decisões, otimizam o trabalho burocrático e fazem com que as informações sejam repassadas rapidamente entre setores de forma econômica e menos propensa a distorções.
  • 93. No cotidiano, são várias as situações profissionais onde é necessária uma boa comunicação através da fala: • conversas com clientes, superiores e subordinados; • entrevistas para emprego; • reuniões, palestras, debates; • seminários, conferências, convenções, cursos; • ao telefone; • reuniões sociais.
  • 94. Na comunicação escrita, as ideias do remetente poderão ser conhecidas pelo destinatário quando: • O remetente transformar suas ideias em mensagens, associando-as a estímulos físicos (letras) ou significantes, formando signos; • O remetente enviar mensagens constituídas de signos ao destinatário; • •O destinatário receber os signos, captando os significantes e entendendo os significados ou ideias a eles associados.
  • 95. • Uso de termos técnicos desconhecidos do receptor. • Imprecisão vocabular ou uso de frases longas para impressionar o leitor. • Excesso de adjetivação; • Falta de clareza e objetividade do texto.
  • 96. • 1.Para quem se destina a mensagem? • 2.Quais os efeitos desejados? • 3.Quais tipos de matérias devem predominar? • 4.Qual o tipo de impressão? • 5.Qual o tipo de veículo (boletim, folder, folheto, revista, jornal)? • 6.Qual o formato/tamanho? • 7.Qual a periodicidade?