SlideShare uma empresa Scribd logo
(C. L. C. 7) Cultura, Língua e Comunicação
Fundamentos de Cultura Língua e Comunicação
“A verdadeira felicidade está na própria casa, entre as alegrias da família.” (Tolstoi)

Valores da família

(…) Comprometer-se com uns valores e organizar a vida familiar em função
deles, supõe tê-los interiorizado profundamente. Só assim serão capazes de os
pôr de moda na sua família, sendo eles próprios, para os seus filhos,
portadores de valores.
Esses valores, vividos pelos pais, com naturalidade e com graça, com bom
humor, sabendo sorrir habitualmente, serão atractivos para os filhos e
contagiosos. A família, sob esta perspectiva, aparece-nos como um museu vivo
de valores. E não porque os pais pendurem os valores nas paredes, como se
trata-se de um quadro que, passivamente, se deve admirar.
Os valores familiares constituem, pelo contrário, um dado irrefutável, se deve
admirar. Os valores na conduta dos filhos, quando os pais, além de viverem e
de os fomentarem, promovem e mantêm vigentes algumas normas e costumes
familiares que mostram a presença viva destes valores preferenciais.
Os pais têm de preparar essa fase de referência – através do seu
comportamento – que lhe sirva de orientação. Isto será tanto menos difícil para
os pais quanto mais cedo façam da sua família um museu vivo de valores,
quando os filhos ainda são muito pequenos. (…)
Estes valores familiares descobertos na convivência do lar paterno, nas
relações diárias de pais e filhos, de irmãos de diferentes idades, traduzem-se –
como efeito de descoberta – em motivos. Em consequência, a conduta de cada
filho estará motivada desde o princípio, a sua vontade estará motivada.
Penso, por contraste, em tantos filhos desmotivados antes e durante a sua
adolescência, quando os primeiros responsáveis da família não se propuseram
ou não souberam criar este ambiente familiar cimentado na sinceridade, na
generosidade, na lealdade, na laboriosidade, no optimismo, na compreensão
exigente, no respeito confiado, na disponibilidade, na gratidão, na amizade e
noutros valores humanos.
Oliveros Otero (adaptado)

http://familia.aaldeia.net/valoresnafamilia.htm

Trabalho elaborado por Isabel Braz

05-07-2010

Página 1
(C. L. C. 7) Cultura, Língua e Comunicação
Fundamentos de Cultura Língua e Comunicação

1. Leia com atenção os tópicos que se seguem e, de seguida,
desenvolva um texto reflexivo em que os aborde.
a) Identificar os diversos contextos que
configuração das trajectórias individuais.

podem

afectar a

São diversos os acontecimentos que podem afectar o nosso percurso, tanto
pessoal como profissional, ao longo da vida.
Nem sempre se consegue atingir o grau de escolaridade pretendido, na altura
mais apropriada para tal, e assim vêem-se por vezes adiados, ou até mesmo
destruídos, os planos para toda uma vida, porque na maioria das vezes um
bom nível de escolaridade torna-se imprescindível para a obtenção do emprego
ou da colocação por nós escolhidos e que gostaríamos de ter.
Umas vezes por mau aproveitamento escolar, outras por se optar por
começar a trabalhar mais cedo na expectativa de assim obter a independência
familiar, ou então por inesperadas situações familiares, como por exemplo o
repentino surgimento de uma doença grave no seio familiar, acabamos por ver
condicionado o nosso futuro, tanto pessoal, como profissional.
Ao longo da vida, são vários os acontecimentos que podem levar a alterar os
projectos para o futuro.
Devido a erros cometidos em determinadas áreas profissionais, como por
exemplo uma infracção grave, existe quem se veja obrigado, não só a deixar
de seguir a carreira profissional que mais gostaria de ter seguido, como a ter
que estudar uma área e seguir uma carreira que para além de não ser a
escolhida inicialmente, não permite a obtenção da realização pessoal e
profissional pretendida.
Outro dos acontecimentos que pode condicionar os projectos feitos para o
futuro, é o repentino aparecimento de uma doença grave no seio familiar, que
por vezes obriga a fazer enormes alterações, não só a nível pessoal, como a
nível profissional.
Para conciliar a vida profissional com a vida familiar, o facto de, por doença,
repentinamente um familiar necessitar de mais apoio e acompanhamento por
parte dos que lhe são mais próximos, leva a que estes por vezes se vejam
obrigados, não só a optar por seguir profissões diferentes das escolhidas,
como a abdicar de várias actividades pessoais e sociais a que estavam
anteriormente acostumados.
Trabalho elaborado por Isabel Braz

05-07-2010

Página 2
(C. L. C. 7) Cultura, Língua e Comunicação
Fundamentos de Cultura Língua e Comunicação

b) Compreender de que modo as oportunidades/contextos de
formação não formal constituem uma das fontes da
aprendizagem ao longo da vida e podem contribuir para o
reforço de recursos culturais.
Ao longo da vida, muitos são os valores morais e culturais que
vamos adquirindo, não só no contexto familiar mas também
profissional.
A convivência ou socialização entre indivíduos de diferentes
nacionalidades e culturas, pode também contribuir para o
enriquecimento pessoal e cultural de cada um, fazendo disso uma
forma de formação ou aprendizagem não formal, que em muito pode
ser benéfico.
c) Explorar a partir da própria história de vida e/ou da de outros,
em que medida a alteração da posse de um ou mais recursos –
económicos, culturais, sociais – afectou a evolução da
trajectória pessoal.
Nem sempre uma boa formação académica é suficiente para atingir
os objectivos pretendidos.
A posse de um bom nível de conhecimentos no âmbito cultural e
social e a capacidade de interacção, comunicação e organização, em
muito ajudam, na hora de desempenhar determinadas funções, como
por exemplo as de recepcionista de hotel, ou numa agência de
turismo.
Existem indivíduos que, com ou sem alguns recursos económicos,
depois de estarem a viver, a estudar ou trabalhar em países de
diferentes culturas, regressam ao seu país de origem com uma maior
riqueza pessoal e cultural, riqueza essa que a ser devidamente
explorada, se pode transformar numa mais-valia para evoluir pessoal
e profissionalmente.

Trabalho elaborado por Isabel Braz

05-07-2010

Página 3

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reflexão - STC-6
Reflexão - STC-6Reflexão - STC-6
Reflexão - STC-6
Sizes & Patterns
 
Efa STC
Efa STCEfa STC
Efa STC
ticstc
 
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
J P
 
Definições de arte pergunta resposta
Definições de arte pergunta respostaDefinições de arte pergunta resposta
Definições de arte pergunta resposta
Tina Lima
 
Envelhecimento em Portugal
Envelhecimento em PortugalEnvelhecimento em Portugal
Envelhecimento em Portugal
Idalina Leite
 
140-21_ANQEP-Atualiza_Ref_Comp-Web_FINAL_13Dez.pdf
140-21_ANQEP-Atualiza_Ref_Comp-Web_FINAL_13Dez.pdf140-21_ANQEP-Atualiza_Ref_Comp-Web_FINAL_13Dez.pdf
140-21_ANQEP-Atualiza_Ref_Comp-Web_FINAL_13Dez.pdf
MarleneRicardo2
 
Reflexão - CP1
Reflexão - CP1Reflexão - CP1
Reflexão - CP1
Sizes & Patterns
 
Cp_3
Cp_3Cp_3
Cp_3
J P
 
Exemplo de Autobiografia (Luís Vaz de Camões)
Exemplo de Autobiografia (Luís Vaz de Camões)Exemplo de Autobiografia (Luís Vaz de Camões)
Exemplo de Autobiografia (Luís Vaz de Camões)
School help
 
Manual clc5
Manual clc5Manual clc5
Conectores discurso
Conectores discursoConectores discurso
Conectores discurso
sofiax
 
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguaisS.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
I.Braz Slideshares
 
Reflexão - CP5
Reflexão - CP5Reflexão - CP5
Reflexão - CP5
Sizes & Patterns
 
Reflexão da dr4 do clc 5
Reflexão da dr4 do clc 5Reflexão da dr4 do clc 5
Reflexão da dr4 do clc 5
joaokota
 
Reflexão do percurso no curso
Reflexão do percurso no cursoReflexão do percurso no curso
Reflexão do percurso no curso
juliaoliveira1965
 
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_epptClc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
SILVIA G. FERNANDES
 
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
I.Braz Slideshares
 
Reflexão - STC-7
Reflexão - STC-7 Reflexão - STC-7
Reflexão - STC-7
Sizes & Patterns
 
Valor modal das frases
Valor modal das frasesValor modal das frases
Valor modal das frases
nando_reis
 
Interculturalidade (1)luisa 7ºa
Interculturalidade (1)luisa 7ºaInterculturalidade (1)luisa 7ºa
Interculturalidade (1)luisa 7ºa
Natercia
 

Mais procurados (20)

Reflexão - STC-6
Reflexão - STC-6Reflexão - STC-6
Reflexão - STC-6
 
Efa STC
Efa STCEfa STC
Efa STC
 
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
PRA - Portefólio Reflexivo Aprendizagens [RVCC]
 
Definições de arte pergunta resposta
Definições de arte pergunta respostaDefinições de arte pergunta resposta
Definições de arte pergunta resposta
 
Envelhecimento em Portugal
Envelhecimento em PortugalEnvelhecimento em Portugal
Envelhecimento em Portugal
 
140-21_ANQEP-Atualiza_Ref_Comp-Web_FINAL_13Dez.pdf
140-21_ANQEP-Atualiza_Ref_Comp-Web_FINAL_13Dez.pdf140-21_ANQEP-Atualiza_Ref_Comp-Web_FINAL_13Dez.pdf
140-21_ANQEP-Atualiza_Ref_Comp-Web_FINAL_13Dez.pdf
 
Reflexão - CP1
Reflexão - CP1Reflexão - CP1
Reflexão - CP1
 
Cp_3
Cp_3Cp_3
Cp_3
 
Exemplo de Autobiografia (Luís Vaz de Camões)
Exemplo de Autobiografia (Luís Vaz de Camões)Exemplo de Autobiografia (Luís Vaz de Camões)
Exemplo de Autobiografia (Luís Vaz de Camões)
 
Manual clc5
Manual clc5Manual clc5
Manual clc5
 
Conectores discurso
Conectores discursoConectores discurso
Conectores discurso
 
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguaisS.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
 
Reflexão - CP5
Reflexão - CP5Reflexão - CP5
Reflexão - CP5
 
Reflexão da dr4 do clc 5
Reflexão da dr4 do clc 5Reflexão da dr4 do clc 5
Reflexão da dr4 do clc 5
 
Reflexão do percurso no curso
Reflexão do percurso no cursoReflexão do percurso no curso
Reflexão do percurso no curso
 
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_epptClc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
Clc 6 culturas de urbanismo e mobilidad_eppt
 
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
 
Reflexão - STC-7
Reflexão - STC-7 Reflexão - STC-7
Reflexão - STC-7
 
Valor modal das frases
Valor modal das frasesValor modal das frases
Valor modal das frases
 
Interculturalidade (1)luisa 7ºa
Interculturalidade (1)luisa 7ºaInterculturalidade (1)luisa 7ºa
Interculturalidade (1)luisa 7ºa
 

Destaque

CLC_7- Fundamentos da Cultura, Língua e Comunicação
CLC_7- Fundamentos da Cultura, Língua e ComunicaçãoCLC_7- Fundamentos da Cultura, Língua e Comunicação
CLC_7- Fundamentos da Cultura, Língua e Comunicação
SILVIA G. FERNANDES
 
Reflexão - CLC7
Reflexão - CLC7 Reflexão - CLC7
Reflexão - CLC7
Sizes & Patterns
 
Ng7 1
Ng7 1Ng7 1
Referencial de CLC
Referencial de CLCReferencial de CLC
Referencial de CLC
helder goncalves
 
Programa Clc
Programa ClcPrograma Clc
Programa Clc
guest44a6f8
 
Métodos e Técnicas de Investigação
Métodos e Técnicas de InvestigaçãoMétodos e Técnicas de Investigação
Métodos e Técnicas de Investigação
António Silvano
 
Conceitos De Sistemas De ComunicaçãO
Conceitos De Sistemas De ComunicaçãOConceitos De Sistemas De ComunicaçãO
Conceitos De Sistemas De ComunicaçãO
sousa43
 
Clc ng3 dr1
Clc ng3   dr1Clc ng3   dr1
Clc ng3 dr1
Helena Maria
 
C.L.C. 7 - Hábitos culturais regionais
C.L.C. 7  - Hábitos culturais regionaisC.L.C. 7  - Hábitos culturais regionais
C.L.C. 7 - Hábitos culturais regionais
I.Braz Slideshares
 
Apoio domiciliário e abrigos-residências para idosos
Apoio domiciliário e abrigos-residências para idososApoio domiciliário e abrigos-residências para idosos
Apoio domiciliário e abrigos-residências para idosos
I.Braz Slideshares
 
S.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaços
S.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaçosS.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaços
S.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaços
I.Braz Slideshares
 
Reflexão sobre a reportagem orfãos da idade
Reflexão sobre a reportagem orfãos da idadeReflexão sobre a reportagem orfãos da idade
Reflexão sobre a reportagem orfãos da idade
I.Braz Slideshares
 
C.L.C. 7 - Memórias...
C.L.C. 7 -  Memórias...C.L.C. 7 -  Memórias...
C.L.C. 7 - Memórias...
I.Braz Slideshares
 
Texto Criativo (CLC)
Texto  Criativo (CLC)Texto  Criativo (CLC)
Texto Criativo (CLC)efaesan
 
C.P. 4 Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)
C.P. 4   Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)C.P. 4   Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)
C.P. 4 Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)
I.Braz Slideshares
 
Breve análise do documentário “China Blue”
Breve análise do documentário “China Blue”Breve análise do documentário “China Blue”
Breve análise do documentário “China Blue”
I.Braz Slideshares
 
C.P. 5 - Mass Media - Globalização
C.P. 5 - Mass Media - GlobalizaçãoC.P. 5 - Mass Media - Globalização
C.P. 5 - Mass Media - Globalização
I.Braz Slideshares
 
C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"
C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"
C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"
I.Braz Slideshares
 
Patrimônio Cultural Artistico
Patrimônio Cultural ArtisticoPatrimônio Cultural Artistico
Patrimônio Cultural Artistico
Carolzitaah
 
Mecatrónica Automóvel - Sistemas de climatização
Mecatrónica Automóvel - Sistemas de climatizaçãoMecatrónica Automóvel - Sistemas de climatização
Mecatrónica Automóvel - Sistemas de climatização
I.Braz Slideshares
 

Destaque (20)

CLC_7- Fundamentos da Cultura, Língua e Comunicação
CLC_7- Fundamentos da Cultura, Língua e ComunicaçãoCLC_7- Fundamentos da Cultura, Língua e Comunicação
CLC_7- Fundamentos da Cultura, Língua e Comunicação
 
Reflexão - CLC7
Reflexão - CLC7 Reflexão - CLC7
Reflexão - CLC7
 
Ng7 1
Ng7 1Ng7 1
Ng7 1
 
Referencial de CLC
Referencial de CLCReferencial de CLC
Referencial de CLC
 
Programa Clc
Programa ClcPrograma Clc
Programa Clc
 
Métodos e Técnicas de Investigação
Métodos e Técnicas de InvestigaçãoMétodos e Técnicas de Investigação
Métodos e Técnicas de Investigação
 
Conceitos De Sistemas De ComunicaçãO
Conceitos De Sistemas De ComunicaçãOConceitos De Sistemas De ComunicaçãO
Conceitos De Sistemas De ComunicaçãO
 
Clc ng3 dr1
Clc ng3   dr1Clc ng3   dr1
Clc ng3 dr1
 
C.L.C. 7 - Hábitos culturais regionais
C.L.C. 7  - Hábitos culturais regionaisC.L.C. 7  - Hábitos culturais regionais
C.L.C. 7 - Hábitos culturais regionais
 
Apoio domiciliário e abrigos-residências para idosos
Apoio domiciliário e abrigos-residências para idososApoio domiciliário e abrigos-residências para idosos
Apoio domiciliário e abrigos-residências para idosos
 
S.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaços
S.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaçosS.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaços
S.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaços
 
Reflexão sobre a reportagem orfãos da idade
Reflexão sobre a reportagem orfãos da idadeReflexão sobre a reportagem orfãos da idade
Reflexão sobre a reportagem orfãos da idade
 
C.L.C. 7 - Memórias...
C.L.C. 7 -  Memórias...C.L.C. 7 -  Memórias...
C.L.C. 7 - Memórias...
 
Texto Criativo (CLC)
Texto  Criativo (CLC)Texto  Criativo (CLC)
Texto Criativo (CLC)
 
C.P. 4 Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)
C.P. 4   Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)C.P. 4   Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)
C.P. 4 Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)
 
Breve análise do documentário “China Blue”
Breve análise do documentário “China Blue”Breve análise do documentário “China Blue”
Breve análise do documentário “China Blue”
 
C.P. 5 - Mass Media - Globalização
C.P. 5 - Mass Media - GlobalizaçãoC.P. 5 - Mass Media - Globalização
C.P. 5 - Mass Media - Globalização
 
C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"
C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"
C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"
 
Patrimônio Cultural Artistico
Patrimônio Cultural ArtisticoPatrimônio Cultural Artistico
Patrimônio Cultural Artistico
 
Mecatrónica Automóvel - Sistemas de climatização
Mecatrónica Automóvel - Sistemas de climatizaçãoMecatrónica Automóvel - Sistemas de climatização
Mecatrónica Automóvel - Sistemas de climatização
 

Semelhante a C.L.C.7 - Valores da família - A verdadeira felicidade está na própria casa

Guia+de+famílias (1)
Guia+de+famílias (1)Guia+de+famílias (1)
Guia+de+famílias (1)
Maria do Carmo Assis CVB
 
Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...
Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...
Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...
Elisandra Manfroi
 
Formacao-Parentalidade-Positiva-Diapositivos.pptx
Formacao-Parentalidade-Positiva-Diapositivos.pptxFormacao-Parentalidade-Positiva-Diapositivos.pptx
Formacao-Parentalidade-Positiva-Diapositivos.pptx
CarlaCampelo3
 
A importância da família para o processo da aprendizagem escolar por flávia...
A importância da família para o processo da aprendizagem escolar   por flávia...A importância da família para o processo da aprendizagem escolar   por flávia...
A importância da família para o processo da aprendizagem escolar por flávia...
Psicanalista Santos
 
Fundamentos da educação da criança
Fundamentos da educação da criançaFundamentos da educação da criança
Fundamentos da educação da criança
cruzacre
 
Fundamentos da educação da criança
Fundamentos da educação da criançaFundamentos da educação da criança
Fundamentos da educação da criança
cruzacre
 
Que alternativas poderiam promover a integração da família na escola?
Que alternativas poderiam promover a integração da família na escola?Que alternativas poderiam promover a integração da família na escola?
Que alternativas poderiam promover a integração da família na escola?
Elisandra Manfroi
 
Educar para a realidade
Educar para a realidadeEducar para a realidade
Educar para a realidade
Fernanda Sorce Marinho
 
Relações familiares e aprendizagem
Relações familiares e aprendizagemRelações familiares e aprendizagem
Relações familiares e aprendizagem
Colégio Municipal Profª Enedina Costa De Macêdo
 
Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 02 - Maio-2011
Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 02 - Maio-2011Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 02 - Maio-2011
Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 02 - Maio-2011
Adriano de Paula
 
A família
A famíliaA família
A família
João Lima
 
Reflexões sobre a relação família escola
Reflexões sobre a relação família escolaReflexões sobre a relação família escola
Reflexões sobre a relação família escola
Sonia Piaya
 
Artigo familia
Artigo familiaArtigo familia
Artigo familia
Jéssica Fernandes
 
A IMPORTÂNCIA DO CONVÍVIO FAMILIAR ENTRE PAIS E FILHOS DE 0 A 4 ANOS
A IMPORTÂNCIA DO CONVÍVIO FAMILIAR ENTRE PAIS E FILHOS DE 0 A 4 ANOSA IMPORTÂNCIA DO CONVÍVIO FAMILIAR ENTRE PAIS E FILHOS DE 0 A 4 ANOS
A IMPORTÂNCIA DO CONVÍVIO FAMILIAR ENTRE PAIS E FILHOS DE 0 A 4 ANOS
flaviaalessio
 
Palestra apae 2011
Palestra apae 2011Palestra apae 2011
Palestra apae 2011
Wildete Silva
 
PNPA - I Curso de Especialização em Primeira Infância - 6-9-2016.ppt
PNPA - I Curso de Especialização em Primeira Infância - 6-9-2016.pptPNPA - I Curso de Especialização em Primeira Infância - 6-9-2016.ppt
PNPA - I Curso de Especialização em Primeira Infância - 6-9-2016.ppt
CRASVG
 
Educar marina
Educar marinaEducar marina
Educar marina
Diana Fonseca
 
Educar marina
Educar marinaEducar marina
Educar marina
Diana Fonseca
 
Educar marina
Educar marinaEducar marina
Educar marina
Diana Fonseca
 
História social da_família[1][1]
História social da_família[1][1]História social da_família[1][1]
História social da_família[1][1]
Monica Mamedes
 

Semelhante a C.L.C.7 - Valores da família - A verdadeira felicidade está na própria casa (20)

Guia+de+famílias (1)
Guia+de+famílias (1)Guia+de+famílias (1)
Guia+de+famílias (1)
 
Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...
Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...
Importância da parceria família/escola no desenvolvimento e aprendizagem das ...
 
Formacao-Parentalidade-Positiva-Diapositivos.pptx
Formacao-Parentalidade-Positiva-Diapositivos.pptxFormacao-Parentalidade-Positiva-Diapositivos.pptx
Formacao-Parentalidade-Positiva-Diapositivos.pptx
 
A importância da família para o processo da aprendizagem escolar por flávia...
A importância da família para o processo da aprendizagem escolar   por flávia...A importância da família para o processo da aprendizagem escolar   por flávia...
A importância da família para o processo da aprendizagem escolar por flávia...
 
Fundamentos da educação da criança
Fundamentos da educação da criançaFundamentos da educação da criança
Fundamentos da educação da criança
 
Fundamentos da educação da criança
Fundamentos da educação da criançaFundamentos da educação da criança
Fundamentos da educação da criança
 
Que alternativas poderiam promover a integração da família na escola?
Que alternativas poderiam promover a integração da família na escola?Que alternativas poderiam promover a integração da família na escola?
Que alternativas poderiam promover a integração da família na escola?
 
Educar para a realidade
Educar para a realidadeEducar para a realidade
Educar para a realidade
 
Relações familiares e aprendizagem
Relações familiares e aprendizagemRelações familiares e aprendizagem
Relações familiares e aprendizagem
 
Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 02 - Maio-2011
Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 02 - Maio-2011Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 02 - Maio-2011
Informativo Pastoral Familiar - Paróquia São Benedito - Nº 02 - Maio-2011
 
A família
A famíliaA família
A família
 
Reflexões sobre a relação família escola
Reflexões sobre a relação família escolaReflexões sobre a relação família escola
Reflexões sobre a relação família escola
 
Artigo familia
Artigo familiaArtigo familia
Artigo familia
 
A IMPORTÂNCIA DO CONVÍVIO FAMILIAR ENTRE PAIS E FILHOS DE 0 A 4 ANOS
A IMPORTÂNCIA DO CONVÍVIO FAMILIAR ENTRE PAIS E FILHOS DE 0 A 4 ANOSA IMPORTÂNCIA DO CONVÍVIO FAMILIAR ENTRE PAIS E FILHOS DE 0 A 4 ANOS
A IMPORTÂNCIA DO CONVÍVIO FAMILIAR ENTRE PAIS E FILHOS DE 0 A 4 ANOS
 
Palestra apae 2011
Palestra apae 2011Palestra apae 2011
Palestra apae 2011
 
PNPA - I Curso de Especialização em Primeira Infância - 6-9-2016.ppt
PNPA - I Curso de Especialização em Primeira Infância - 6-9-2016.pptPNPA - I Curso de Especialização em Primeira Infância - 6-9-2016.ppt
PNPA - I Curso de Especialização em Primeira Infância - 6-9-2016.ppt
 
Educar marina
Educar marinaEducar marina
Educar marina
 
Educar marina
Educar marinaEducar marina
Educar marina
 
Educar marina
Educar marinaEducar marina
Educar marina
 
História social da_família[1][1]
História social da_família[1][1]História social da_família[1][1]
História social da_família[1][1]
 

Mais de I.Braz Slideshares

Desnutrição
DesnutriçãoDesnutrição
Desnutrição
I.Braz Slideshares
 
Qualidade, conceitos e definições
Qualidade, conceitos e definiçõesQualidade, conceitos e definições
Qualidade, conceitos e definições
I.Braz Slideshares
 
Exemplo de uma Reclamação
Exemplo de uma ReclamaçãoExemplo de uma Reclamação
Exemplo de uma Reclamação
I.Braz Slideshares
 
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
I.Braz Slideshares
 
Sistema Português de Qualidade
Sistema Português de QualidadeSistema Português de Qualidade
Sistema Português de Qualidade
I.Braz Slideshares
 
Prevenção e Controlo da Infeção: Esterilização
Prevenção e Controlo da Infeção: EsterilizaçãoPrevenção e Controlo da Infeção: Esterilização
Prevenção e Controlo da Infeção: Esterilização
I.Braz Slideshares
 
C.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computador
C.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computadorC.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computador
C.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computador
I.Braz Slideshares
 
C.L.C. 5 - Telemóveis
C.L.C. 5 - TelemóveisC.L.C. 5 - Telemóveis
C.L.C. 5 - Telemóveis
I.Braz Slideshares
 
C.P. 1 - Direitos Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
C.P. 1 - Direitos  Liberdades e Garantias dos Trabalhadores C.P. 1 - Direitos  Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
C.P. 1 - Direitos Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
I.Braz Slideshares
 
C.L.C. 6 Imigração em Portugal
C.L.C.  6   Imigração em PortugalC.L.C.  6   Imigração em Portugal
C.L.C. 6 Imigração em Portugal
I.Braz Slideshares
 
Mecatrónica Automóvel - Sistema Mono-Jectrónic
Mecatrónica Automóvel - Sistema Mono-JectrónicMecatrónica Automóvel - Sistema Mono-Jectrónic
Mecatrónica Automóvel - Sistema Mono-Jectrónic
I.Braz Slideshares
 
Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...
Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...
Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...
I.Braz Slideshares
 
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
I.Braz Slideshares
 
U. 7 - Roupas e Equipamentos de Protecção Individual
U. 7 -  Roupas e Equipamentos de Protecção IndividualU. 7 -  Roupas e Equipamentos de Protecção Individual
U. 7 - Roupas e Equipamentos de Protecção Individual
I.Braz Slideshares
 
U.27 - Bloco Operatório
U.27 -  Bloco OperatórioU.27 -  Bloco Operatório
U.27 - Bloco Operatório
I.Braz Slideshares
 
U. 24 Toxicodependência - Folheto
U. 24 Toxicodependência - FolhetoU. 24 Toxicodependência - Folheto
U. 24 Toxicodependência - Folheto
I.Braz Slideshares
 
U. 24 - Toxicodependência
U. 24 - ToxicodependênciaU. 24 - Toxicodependência
U. 24 - Toxicodependência
I.Braz Slideshares
 
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil - Sintomas de Doença
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil -  Sintomas de Doença U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil -  Sintomas de Doença
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil - Sintomas de Doença
I.Braz Slideshares
 

Mais de I.Braz Slideshares (18)

Desnutrição
DesnutriçãoDesnutrição
Desnutrição
 
Qualidade, conceitos e definições
Qualidade, conceitos e definiçõesQualidade, conceitos e definições
Qualidade, conceitos e definições
 
Exemplo de uma Reclamação
Exemplo de uma ReclamaçãoExemplo de uma Reclamação
Exemplo de uma Reclamação
 
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
 
Sistema Português de Qualidade
Sistema Português de QualidadeSistema Português de Qualidade
Sistema Português de Qualidade
 
Prevenção e Controlo da Infeção: Esterilização
Prevenção e Controlo da Infeção: EsterilizaçãoPrevenção e Controlo da Infeção: Esterilização
Prevenção e Controlo da Infeção: Esterilização
 
C.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computador
C.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computadorC.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computador
C.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computador
 
C.L.C. 5 - Telemóveis
C.L.C. 5 - TelemóveisC.L.C. 5 - Telemóveis
C.L.C. 5 - Telemóveis
 
C.P. 1 - Direitos Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
C.P. 1 - Direitos  Liberdades e Garantias dos Trabalhadores C.P. 1 - Direitos  Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
C.P. 1 - Direitos Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
 
C.L.C. 6 Imigração em Portugal
C.L.C.  6   Imigração em PortugalC.L.C.  6   Imigração em Portugal
C.L.C. 6 Imigração em Portugal
 
Mecatrónica Automóvel - Sistema Mono-Jectrónic
Mecatrónica Automóvel - Sistema Mono-JectrónicMecatrónica Automóvel - Sistema Mono-Jectrónic
Mecatrónica Automóvel - Sistema Mono-Jectrónic
 
Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...
Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...
Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...
 
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
 
U. 7 - Roupas e Equipamentos de Protecção Individual
U. 7 -  Roupas e Equipamentos de Protecção IndividualU. 7 -  Roupas e Equipamentos de Protecção Individual
U. 7 - Roupas e Equipamentos de Protecção Individual
 
U.27 - Bloco Operatório
U.27 -  Bloco OperatórioU.27 -  Bloco Operatório
U.27 - Bloco Operatório
 
U. 24 Toxicodependência - Folheto
U. 24 Toxicodependência - FolhetoU. 24 Toxicodependência - Folheto
U. 24 Toxicodependência - Folheto
 
U. 24 - Toxicodependência
U. 24 - ToxicodependênciaU. 24 - Toxicodependência
U. 24 - Toxicodependência
 
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil - Sintomas de Doença
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil -  Sintomas de Doença U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil -  Sintomas de Doença
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil - Sintomas de Doença
 

Último

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 

C.L.C.7 - Valores da família - A verdadeira felicidade está na própria casa

  • 1. (C. L. C. 7) Cultura, Língua e Comunicação Fundamentos de Cultura Língua e Comunicação “A verdadeira felicidade está na própria casa, entre as alegrias da família.” (Tolstoi) Valores da família (…) Comprometer-se com uns valores e organizar a vida familiar em função deles, supõe tê-los interiorizado profundamente. Só assim serão capazes de os pôr de moda na sua família, sendo eles próprios, para os seus filhos, portadores de valores. Esses valores, vividos pelos pais, com naturalidade e com graça, com bom humor, sabendo sorrir habitualmente, serão atractivos para os filhos e contagiosos. A família, sob esta perspectiva, aparece-nos como um museu vivo de valores. E não porque os pais pendurem os valores nas paredes, como se trata-se de um quadro que, passivamente, se deve admirar. Os valores familiares constituem, pelo contrário, um dado irrefutável, se deve admirar. Os valores na conduta dos filhos, quando os pais, além de viverem e de os fomentarem, promovem e mantêm vigentes algumas normas e costumes familiares que mostram a presença viva destes valores preferenciais. Os pais têm de preparar essa fase de referência – através do seu comportamento – que lhe sirva de orientação. Isto será tanto menos difícil para os pais quanto mais cedo façam da sua família um museu vivo de valores, quando os filhos ainda são muito pequenos. (…) Estes valores familiares descobertos na convivência do lar paterno, nas relações diárias de pais e filhos, de irmãos de diferentes idades, traduzem-se – como efeito de descoberta – em motivos. Em consequência, a conduta de cada filho estará motivada desde o princípio, a sua vontade estará motivada. Penso, por contraste, em tantos filhos desmotivados antes e durante a sua adolescência, quando os primeiros responsáveis da família não se propuseram ou não souberam criar este ambiente familiar cimentado na sinceridade, na generosidade, na lealdade, na laboriosidade, no optimismo, na compreensão exigente, no respeito confiado, na disponibilidade, na gratidão, na amizade e noutros valores humanos. Oliveros Otero (adaptado) http://familia.aaldeia.net/valoresnafamilia.htm Trabalho elaborado por Isabel Braz 05-07-2010 Página 1
  • 2. (C. L. C. 7) Cultura, Língua e Comunicação Fundamentos de Cultura Língua e Comunicação 1. Leia com atenção os tópicos que se seguem e, de seguida, desenvolva um texto reflexivo em que os aborde. a) Identificar os diversos contextos que configuração das trajectórias individuais. podem afectar a São diversos os acontecimentos que podem afectar o nosso percurso, tanto pessoal como profissional, ao longo da vida. Nem sempre se consegue atingir o grau de escolaridade pretendido, na altura mais apropriada para tal, e assim vêem-se por vezes adiados, ou até mesmo destruídos, os planos para toda uma vida, porque na maioria das vezes um bom nível de escolaridade torna-se imprescindível para a obtenção do emprego ou da colocação por nós escolhidos e que gostaríamos de ter. Umas vezes por mau aproveitamento escolar, outras por se optar por começar a trabalhar mais cedo na expectativa de assim obter a independência familiar, ou então por inesperadas situações familiares, como por exemplo o repentino surgimento de uma doença grave no seio familiar, acabamos por ver condicionado o nosso futuro, tanto pessoal, como profissional. Ao longo da vida, são vários os acontecimentos que podem levar a alterar os projectos para o futuro. Devido a erros cometidos em determinadas áreas profissionais, como por exemplo uma infracção grave, existe quem se veja obrigado, não só a deixar de seguir a carreira profissional que mais gostaria de ter seguido, como a ter que estudar uma área e seguir uma carreira que para além de não ser a escolhida inicialmente, não permite a obtenção da realização pessoal e profissional pretendida. Outro dos acontecimentos que pode condicionar os projectos feitos para o futuro, é o repentino aparecimento de uma doença grave no seio familiar, que por vezes obriga a fazer enormes alterações, não só a nível pessoal, como a nível profissional. Para conciliar a vida profissional com a vida familiar, o facto de, por doença, repentinamente um familiar necessitar de mais apoio e acompanhamento por parte dos que lhe são mais próximos, leva a que estes por vezes se vejam obrigados, não só a optar por seguir profissões diferentes das escolhidas, como a abdicar de várias actividades pessoais e sociais a que estavam anteriormente acostumados. Trabalho elaborado por Isabel Braz 05-07-2010 Página 2
  • 3. (C. L. C. 7) Cultura, Língua e Comunicação Fundamentos de Cultura Língua e Comunicação b) Compreender de que modo as oportunidades/contextos de formação não formal constituem uma das fontes da aprendizagem ao longo da vida e podem contribuir para o reforço de recursos culturais. Ao longo da vida, muitos são os valores morais e culturais que vamos adquirindo, não só no contexto familiar mas também profissional. A convivência ou socialização entre indivíduos de diferentes nacionalidades e culturas, pode também contribuir para o enriquecimento pessoal e cultural de cada um, fazendo disso uma forma de formação ou aprendizagem não formal, que em muito pode ser benéfico. c) Explorar a partir da própria história de vida e/ou da de outros, em que medida a alteração da posse de um ou mais recursos – económicos, culturais, sociais – afectou a evolução da trajectória pessoal. Nem sempre uma boa formação académica é suficiente para atingir os objectivos pretendidos. A posse de um bom nível de conhecimentos no âmbito cultural e social e a capacidade de interacção, comunicação e organização, em muito ajudam, na hora de desempenhar determinadas funções, como por exemplo as de recepcionista de hotel, ou numa agência de turismo. Existem indivíduos que, com ou sem alguns recursos económicos, depois de estarem a viver, a estudar ou trabalhar em países de diferentes culturas, regressam ao seu país de origem com uma maior riqueza pessoal e cultural, riqueza essa que a ser devidamente explorada, se pode transformar numa mais-valia para evoluir pessoal e profissionalmente. Trabalho elaborado por Isabel Braz 05-07-2010 Página 3