SlideShare uma empresa Scribd logo
(C. L. C. 7) Cultura, Língua e Comunicação
Fundamentos de Cultura Língua e Comunicação
Memórias…

Em tempos, distantes mas bastante saudosos, conheci alguém que apesar da
sua tenra idade, já tinha uma enorme perseverança e vontade de viver e de
fazer coisas pouco habituais para alguém com tão pouca idade…
Um dia, estando na praia sentada na areia, perto do seu padrinho que sempre
adorou, observando o mar e saboreando um delicioso gelado, daqueles que
havia antigamente com sabor e forma de banana, repararam ambos num grupo
de três crianças, tão crianças, como a que, em vez de estar junto a elas, a
brincar na areia e a partilhar os seus infantis e alegres diálogos, preferia
deleitar-se com o seu saboroso gelado e com a companhia daquele robusto
mas muito meigo e afável adulto que ela tanto adorava.
As três crianças, semienterradas na areia, lá iam brincando e tagarelando.
Nas suas alegres tagarelices perguntavam entre si…”o que é que tu queres
ser quando fores grande?”
Um, disse apontando para o outro lado da praia…” eu vou ser pintor como
aquele homem que está ali ao fundo”, outro disse…”eu quero antes ser
como o meu pai que é maquinista de comboios”, o terceiro encolheu os
ombros e disse indeciso…”eu ainda não sei, mas às tantas vou ser
professor, jogador de futebol, ou qualquer coisa assim parecida”.
O adulto, que entretanto tinha acabado de comer o seu gelado, virou-se para
a pequena e gulosa afilhada, que já entretanto já tinha o vestido todo sujo e as
mãos pegajosas, do gelado que lhe escorrera por entre os dedos, e perguntoulhe esgueirando-se até ela tentando limpá-la um pouco com o seu lenço…”e tu
Belle? O que é que tu queres ser quando fores grande?”
“Eu padrinho? Mas tu não sabes? Eu quero VOAR, eu quero ser como
tu!!!” …respondeu a lambuzada criança.
Ainda hoje me lembro da expressão refletida no rosto daquele adulto
adorável, expressão essa que era um misto de surpresa, alegria e orgulho.
Também me lembro do brilho refletido nos seus quase lacrimejantes olhos, e
do silêncio que se sucedeu àquele instante, entre os dois, que embora
sentados um pouco distantes um do outro, nunca nas suas muitas posteriores
vivências em comum, se sentiram tão próximos.
Ainda hoje, nas poucas vezes que se reúnem em família, a criança, que já não
o é, mas desejaria voltar a sê-lo para reviver aquele momento, e o adulto já de
cabelos completamente brancos e aspeto franzino, relembram aquele
momento, que para eles foi tão especial, único, ao ponto de, ele, se lembrar
Trabalho elaborado por Isabel Braz

20-07-2010

Página 1
(C. L. C. 7) Cultura, Língua e Comunicação
Fundamentos de Cultura Língua e Comunicação
detalhadamente de todas e cada uma das palavras que foram ditas, e ela, do
sabor… mas, não só do sabor daquele gelado com sabor e forma de banana,
como também do “sabor” daquele momento que nunca poderá esquecer!

Trabalho elaborado por Isabel Braz

20-07-2010

Página 2

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Apoio domiciliário e abrigos-residências para idosos
Apoio domiciliário e abrigos-residências para idososApoio domiciliário e abrigos-residências para idosos
Apoio domiciliário e abrigos-residências para idosos
I.Braz Slideshares
 
S.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaços
S.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaçosS.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaços
S.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaços
I.Braz Slideshares
 
Reflexão sobre a reportagem orfãos da idade
Reflexão sobre a reportagem orfãos da idadeReflexão sobre a reportagem orfãos da idade
Reflexão sobre a reportagem orfãos da idade
I.Braz Slideshares
 
Breve análise do documentário “China Blue”
Breve análise do documentário “China Blue”Breve análise do documentário “China Blue”
Breve análise do documentário “China Blue”
I.Braz Slideshares
 
Mecatrónica Automóvel - Sistemas de climatização
Mecatrónica Automóvel - Sistemas de climatizaçãoMecatrónica Automóvel - Sistemas de climatização
Mecatrónica Automóvel - Sistemas de climatização
I.Braz Slideshares
 
Mecatrónica Automóvel - Sistema Mono-Jectrónic
Mecatrónica Automóvel - Sistema Mono-JectrónicMecatrónica Automóvel - Sistema Mono-Jectrónic
Mecatrónica Automóvel - Sistema Mono-Jectrónic
I.Braz Slideshares
 
C.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computador
C.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computadorC.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computador
C.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computador
I.Braz Slideshares
 
C.L.C. 5 - Telemóveis
C.L.C. 5 - TelemóveisC.L.C. 5 - Telemóveis
C.L.C. 5 - Telemóveis
I.Braz Slideshares
 
C.L.C. 6 Imigração em Portugal
C.L.C.  6   Imigração em PortugalC.L.C.  6   Imigração em Portugal
C.L.C. 6 Imigração em Portugal
I.Braz Slideshares
 
Desnutrição
DesnutriçãoDesnutrição
Desnutrição
I.Braz Slideshares
 
Qualidade, conceitos e definições
Qualidade, conceitos e definiçõesQualidade, conceitos e definições
Qualidade, conceitos e definições
I.Braz Slideshares
 
C.P. 1 - Direitos Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
C.P. 1 - Direitos  Liberdades e Garantias dos Trabalhadores C.P. 1 - Direitos  Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
C.P. 1 - Direitos Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
I.Braz Slideshares
 
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguaisS.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
I.Braz Slideshares
 
Exemplo de uma Reclamação
Exemplo de uma ReclamaçãoExemplo de uma Reclamação
Exemplo de uma Reclamação
I.Braz Slideshares
 
C.L.C. 7 - Hábitos culturais regionais
C.L.C. 7  - Hábitos culturais regionaisC.L.C. 7  - Hábitos culturais regionais
C.L.C. 7 - Hábitos culturais regionais
I.Braz Slideshares
 
C.P. 4 Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)
C.P. 4   Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)C.P. 4   Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)
C.P. 4 Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)
I.Braz Slideshares
 
Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...
Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...
Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...
I.Braz Slideshares
 
C.P. 5 - Mass Media - Globalização
C.P. 5 - Mass Media - GlobalizaçãoC.P. 5 - Mass Media - Globalização
C.P. 5 - Mass Media - Globalização
I.Braz Slideshares
 
C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"
C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"
C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"
I.Braz Slideshares
 
C.L.C.7 - Valores da família - A verdadeira felicidade está na própria casa
C.L.C.7 - Valores da família - A verdadeira felicidade está na própria casaC.L.C.7 - Valores da família - A verdadeira felicidade está na própria casa
C.L.C.7 - Valores da família - A verdadeira felicidade está na própria casa
I.Braz Slideshares
 

Destaque (20)

Apoio domiciliário e abrigos-residências para idosos
Apoio domiciliário e abrigos-residências para idososApoio domiciliário e abrigos-residências para idosos
Apoio domiciliário e abrigos-residências para idosos
 
S.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaços
S.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaçosS.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaços
S.T.C. 7 - Remodelação e gestão de espaços
 
Reflexão sobre a reportagem orfãos da idade
Reflexão sobre a reportagem orfãos da idadeReflexão sobre a reportagem orfãos da idade
Reflexão sobre a reportagem orfãos da idade
 
Breve análise do documentário “China Blue”
Breve análise do documentário “China Blue”Breve análise do documentário “China Blue”
Breve análise do documentário “China Blue”
 
Mecatrónica Automóvel - Sistemas de climatização
Mecatrónica Automóvel - Sistemas de climatizaçãoMecatrónica Automóvel - Sistemas de climatização
Mecatrónica Automóvel - Sistemas de climatização
 
Mecatrónica Automóvel - Sistema Mono-Jectrónic
Mecatrónica Automóvel - Sistema Mono-JectrónicMecatrónica Automóvel - Sistema Mono-Jectrónic
Mecatrónica Automóvel - Sistema Mono-Jectrónic
 
C.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computador
C.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computadorC.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computador
C.L.C. 5 - Reflexão crítica sobre o computador
 
C.L.C. 5 - Telemóveis
C.L.C. 5 - TelemóveisC.L.C. 5 - Telemóveis
C.L.C. 5 - Telemóveis
 
C.L.C. 6 Imigração em Portugal
C.L.C.  6   Imigração em PortugalC.L.C.  6   Imigração em Portugal
C.L.C. 6 Imigração em Portugal
 
Desnutrição
DesnutriçãoDesnutrição
Desnutrição
 
Qualidade, conceitos e definições
Qualidade, conceitos e definiçõesQualidade, conceitos e definições
Qualidade, conceitos e definições
 
C.P. 1 - Direitos Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
C.P. 1 - Direitos  Liberdades e Garantias dos Trabalhadores C.P. 1 - Direitos  Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
C.P. 1 - Direitos Liberdades e Garantias dos Trabalhadores
 
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguaisS.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
S.T.C. 7 - Todos diferentes/Todos iguais
 
Exemplo de uma Reclamação
Exemplo de uma ReclamaçãoExemplo de uma Reclamação
Exemplo de uma Reclamação
 
C.L.C. 7 - Hábitos culturais regionais
C.L.C. 7  - Hábitos culturais regionaisC.L.C. 7  - Hábitos culturais regionais
C.L.C. 7 - Hábitos culturais regionais
 
C.P. 4 Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)
C.P. 4   Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)C.P. 4   Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)
C.P. 4 Diferenças - (deficiências físicas e psíquicas)
 
Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...
Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...
Mecatrónica Automóvel - Manutenção e reparação do sistema de transmissão auto...
 
C.P. 5 - Mass Media - Globalização
C.P. 5 - Mass Media - GlobalizaçãoC.P. 5 - Mass Media - Globalização
C.P. 5 - Mass Media - Globalização
 
C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"
C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"
C.L.C. 7 - Roteiro de visualização do filme "Crash"
 
C.L.C.7 - Valores da família - A verdadeira felicidade está na própria casa
C.L.C.7 - Valores da família - A verdadeira felicidade está na própria casaC.L.C.7 - Valores da família - A verdadeira felicidade está na própria casa
C.L.C.7 - Valores da família - A verdadeira felicidade está na própria casa
 

Semelhante a C.L.C. 7 - Memórias...

Homens maduros
Homens madurosHomens maduros
Homens maduros
Mensagens Virtuais
 
Homens Maduros
Homens MadurosHomens Maduros
Homens maduros
Homens madurosHomens maduros
Homens maduros
Mensagens Virtuais
 
Aos Homens Maduros Z E1
Aos Homens Maduros Z E1Aos Homens Maduros Z E1
Aos Homens Maduros Z E1
Teresa Almeida
 
INDICADOS PARA 5ª EDIÇÃO OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA 2016
INDICADOS PARA 5ª EDIÇÃO OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA 2016INDICADOS PARA 5ª EDIÇÃO OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA 2016
INDICADOS PARA 5ª EDIÇÃO OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA 2016
blog2012
 
Homens Maduros#
Homens Maduros#Homens Maduros#
Homens Maduros#
Osmar Algarte
 
Homens Maduros
Homens MadurosHomens Maduros
Homens Maduros
Alfredo Burghi
 
Maduros São os Tais
Maduros São os TaisMaduros São os Tais
Maduros São os Tais
Redator MAM
 
Quando eu Tiver Partido
Quando eu Tiver PartidoQuando eu Tiver Partido
Quando eu Tiver Partido
-
 
Homens maduros - Zélia Gatai
Homens maduros - Zélia GataiHomens maduros - Zélia Gatai
Homens maduros - Zélia Gatai
Irene Aguiar
 
Aos Homens Maduros
Aos Homens MadurosAos Homens Maduros
Aos Homens Maduros
IARA FAGUNDES
 
Homens Maduros
Homens MadurosHomens Maduros
Homens Maduros
Alfredo Burghi
 
Homem Com Mais De 40 Anos.
Homem Com Mais  De  40 Anos.Homem Com Mais  De  40 Anos.
Homem Com Mais De 40 Anos.
valdiroliv
 
Andrea Neves - Vovô Tancredo, o encanto possível
Andrea Neves - Vovô Tancredo, o encanto possívelAndrea Neves - Vovô Tancredo, o encanto possível
Andrea Neves - Vovô Tancredo, o encanto possível
Andrea Neves
 
Vovô Tancredo Neves o encanto possível
Vovô Tancredo Neves o encanto possívelVovô Tancredo Neves o encanto possível
Vovô Tancredo Neves o encanto possível
Viva Minas
 
Vovô Tancredo o encanto possível
Vovô Tancredo o encanto possívelVovô Tancredo o encanto possível
Vovô Tancredo o encanto possível
Viva Minas
 
Texto de Andrea Neves sobre Tancredo Neves
Texto de Andrea Neves sobre Tancredo NevesTexto de Andrea Neves sobre Tancredo Neves
Texto de Andrea Neves sobre Tancredo Neves
Viva Minas
 
Vovô Tancredo Neves e o Encanto Possível
Vovô Tancredo Neves e o Encanto PossívelVovô Tancredo Neves e o Encanto Possível
Vovô Tancredo Neves e o Encanto Possível
Minas Em Pauta
 
Motivacao
MotivacaoMotivacao
Motivacao
Adriana Reis
 
Homens maduros
Homens madurosHomens maduros
Homens maduros
Mensagens Virtuais
 

Semelhante a C.L.C. 7 - Memórias... (20)

Homens maduros
Homens madurosHomens maduros
Homens maduros
 
Homens Maduros
Homens MadurosHomens Maduros
Homens Maduros
 
Homens maduros
Homens madurosHomens maduros
Homens maduros
 
Aos Homens Maduros Z E1
Aos Homens Maduros Z E1Aos Homens Maduros Z E1
Aos Homens Maduros Z E1
 
INDICADOS PARA 5ª EDIÇÃO OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA 2016
INDICADOS PARA 5ª EDIÇÃO OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA 2016INDICADOS PARA 5ª EDIÇÃO OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA 2016
INDICADOS PARA 5ª EDIÇÃO OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA 2016
 
Homens Maduros#
Homens Maduros#Homens Maduros#
Homens Maduros#
 
Homens Maduros
Homens MadurosHomens Maduros
Homens Maduros
 
Maduros São os Tais
Maduros São os TaisMaduros São os Tais
Maduros São os Tais
 
Quando eu Tiver Partido
Quando eu Tiver PartidoQuando eu Tiver Partido
Quando eu Tiver Partido
 
Homens maduros - Zélia Gatai
Homens maduros - Zélia GataiHomens maduros - Zélia Gatai
Homens maduros - Zélia Gatai
 
Aos Homens Maduros
Aos Homens MadurosAos Homens Maduros
Aos Homens Maduros
 
Homens Maduros
Homens MadurosHomens Maduros
Homens Maduros
 
Homem Com Mais De 40 Anos.
Homem Com Mais  De  40 Anos.Homem Com Mais  De  40 Anos.
Homem Com Mais De 40 Anos.
 
Andrea Neves - Vovô Tancredo, o encanto possível
Andrea Neves - Vovô Tancredo, o encanto possívelAndrea Neves - Vovô Tancredo, o encanto possível
Andrea Neves - Vovô Tancredo, o encanto possível
 
Vovô Tancredo Neves o encanto possível
Vovô Tancredo Neves o encanto possívelVovô Tancredo Neves o encanto possível
Vovô Tancredo Neves o encanto possível
 
Vovô Tancredo o encanto possível
Vovô Tancredo o encanto possívelVovô Tancredo o encanto possível
Vovô Tancredo o encanto possível
 
Texto de Andrea Neves sobre Tancredo Neves
Texto de Andrea Neves sobre Tancredo NevesTexto de Andrea Neves sobre Tancredo Neves
Texto de Andrea Neves sobre Tancredo Neves
 
Vovô Tancredo Neves e o Encanto Possível
Vovô Tancredo Neves e o Encanto PossívelVovô Tancredo Neves e o Encanto Possível
Vovô Tancredo Neves e o Encanto Possível
 
Motivacao
MotivacaoMotivacao
Motivacao
 
Homens maduros
Homens madurosHomens maduros
Homens maduros
 

Mais de I.Braz Slideshares

Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
I.Braz Slideshares
 
Sistema Português de Qualidade
Sistema Português de QualidadeSistema Português de Qualidade
Sistema Português de Qualidade
I.Braz Slideshares
 
Prevenção e Controlo da Infeção: Esterilização
Prevenção e Controlo da Infeção: EsterilizaçãoPrevenção e Controlo da Infeção: Esterilização
Prevenção e Controlo da Infeção: Esterilização
I.Braz Slideshares
 
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
I.Braz Slideshares
 
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
I.Braz Slideshares
 
U. 7 - Roupas e Equipamentos de Protecção Individual
U. 7 -  Roupas e Equipamentos de Protecção IndividualU. 7 -  Roupas e Equipamentos de Protecção Individual
U. 7 - Roupas e Equipamentos de Protecção Individual
I.Braz Slideshares
 
U.27 - Bloco Operatório
U.27 -  Bloco OperatórioU.27 -  Bloco Operatório
U.27 - Bloco Operatório
I.Braz Slideshares
 
U. 24 Toxicodependência - Folheto
U. 24 Toxicodependência - FolhetoU. 24 Toxicodependência - Folheto
U. 24 Toxicodependência - Folheto
I.Braz Slideshares
 
U. 24 - Toxicodependência
U. 24 - ToxicodependênciaU. 24 - Toxicodependência
U. 24 - Toxicodependência
I.Braz Slideshares
 
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil - Sintomas de Doença
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil -  Sintomas de Doença U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil -  Sintomas de Doença
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil - Sintomas de Doença
I.Braz Slideshares
 

Mais de I.Braz Slideshares (10)

Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
Tarefas e funções do Técnico Auxiliar de Saúde no Bloco Operatório e no Servi...
 
Sistema Português de Qualidade
Sistema Português de QualidadeSistema Português de Qualidade
Sistema Português de Qualidade
 
Prevenção e Controlo da Infeção: Esterilização
Prevenção e Controlo da Infeção: EsterilizaçãoPrevenção e Controlo da Infeção: Esterilização
Prevenção e Controlo da Infeção: Esterilização
 
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
S.T.C. 7 - Processos e métodos científicos – doc. 2
 
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
S.T.C 7 - Ciência e Controvérsias Públicas
 
U. 7 - Roupas e Equipamentos de Protecção Individual
U. 7 -  Roupas e Equipamentos de Protecção IndividualU. 7 -  Roupas e Equipamentos de Protecção Individual
U. 7 - Roupas e Equipamentos de Protecção Individual
 
U.27 - Bloco Operatório
U.27 -  Bloco OperatórioU.27 -  Bloco Operatório
U.27 - Bloco Operatório
 
U. 24 Toxicodependência - Folheto
U. 24 Toxicodependência - FolhetoU. 24 Toxicodependência - Folheto
U. 24 Toxicodependência - Folheto
 
U. 24 - Toxicodependência
U. 24 - ToxicodependênciaU. 24 - Toxicodependência
U. 24 - Toxicodependência
 
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil - Sintomas de Doença
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil -  Sintomas de Doença U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil -  Sintomas de Doença
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil - Sintomas de Doença
 

Último

A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 

Último (20)

A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 

C.L.C. 7 - Memórias...

  • 1. (C. L. C. 7) Cultura, Língua e Comunicação Fundamentos de Cultura Língua e Comunicação Memórias… Em tempos, distantes mas bastante saudosos, conheci alguém que apesar da sua tenra idade, já tinha uma enorme perseverança e vontade de viver e de fazer coisas pouco habituais para alguém com tão pouca idade… Um dia, estando na praia sentada na areia, perto do seu padrinho que sempre adorou, observando o mar e saboreando um delicioso gelado, daqueles que havia antigamente com sabor e forma de banana, repararam ambos num grupo de três crianças, tão crianças, como a que, em vez de estar junto a elas, a brincar na areia e a partilhar os seus infantis e alegres diálogos, preferia deleitar-se com o seu saboroso gelado e com a companhia daquele robusto mas muito meigo e afável adulto que ela tanto adorava. As três crianças, semienterradas na areia, lá iam brincando e tagarelando. Nas suas alegres tagarelices perguntavam entre si…”o que é que tu queres ser quando fores grande?” Um, disse apontando para o outro lado da praia…” eu vou ser pintor como aquele homem que está ali ao fundo”, outro disse…”eu quero antes ser como o meu pai que é maquinista de comboios”, o terceiro encolheu os ombros e disse indeciso…”eu ainda não sei, mas às tantas vou ser professor, jogador de futebol, ou qualquer coisa assim parecida”. O adulto, que entretanto tinha acabado de comer o seu gelado, virou-se para a pequena e gulosa afilhada, que já entretanto já tinha o vestido todo sujo e as mãos pegajosas, do gelado que lhe escorrera por entre os dedos, e perguntoulhe esgueirando-se até ela tentando limpá-la um pouco com o seu lenço…”e tu Belle? O que é que tu queres ser quando fores grande?” “Eu padrinho? Mas tu não sabes? Eu quero VOAR, eu quero ser como tu!!!” …respondeu a lambuzada criança. Ainda hoje me lembro da expressão refletida no rosto daquele adulto adorável, expressão essa que era um misto de surpresa, alegria e orgulho. Também me lembro do brilho refletido nos seus quase lacrimejantes olhos, e do silêncio que se sucedeu àquele instante, entre os dois, que embora sentados um pouco distantes um do outro, nunca nas suas muitas posteriores vivências em comum, se sentiram tão próximos. Ainda hoje, nas poucas vezes que se reúnem em família, a criança, que já não o é, mas desejaria voltar a sê-lo para reviver aquele momento, e o adulto já de cabelos completamente brancos e aspeto franzino, relembram aquele momento, que para eles foi tão especial, único, ao ponto de, ele, se lembrar Trabalho elaborado por Isabel Braz 20-07-2010 Página 1
  • 2. (C. L. C. 7) Cultura, Língua e Comunicação Fundamentos de Cultura Língua e Comunicação detalhadamente de todas e cada uma das palavras que foram ditas, e ela, do sabor… mas, não só do sabor daquele gelado com sabor e forma de banana, como também do “sabor” daquele momento que nunca poderá esquecer! Trabalho elaborado por Isabel Braz 20-07-2010 Página 2