SlideShare uma empresa Scribd logo
Biblioteca Escolar
Visões Distorcidas
• Ora um lugar sagrado;
• Que serve apenas para consulta e pesquisa;
• Local de encontro;
• Para poucos, lugar de prazer para ler,
  conhecer, informar-se.
Categorias da Biblioteca Escolar:
      Educativa e Cultural

         • Educativa: quanto ao aluno
• Motivar a busca do conhecimento;
• Incrementar o gosto pela leitura;
• Auxiliar na formação de hábitos e
  atitudes de manuseio, consulta e
  utilização do livro, biblioteca e da
  informação.
Categorias da Biblioteca Escolar:
      Educativa e Cultural

     • Educativa: quanto ao professor
• Oferecer recursos e serviços à
  comunidade escolar de maneira a atender
  às    necessidades    do    planejamento
  curricular.
Categorias da Biblioteca Escolar:
      Educativa e Cultural

              • Cultural:
• Oferecer  múltipla possibilidades de
  leitura;
• Atitude positiva, prazerosa frente à
  leitura;
• Participar das ações da comunidade
  escolar.
Objetivos da Biblioteca Escolar
• Cooperar com o currículo da escola;
• estimular e orientar a comunidade escolar em suas consultas
  e leituras;
• Incentivar os educandos a pensar de forma crítica, reflexiva,
  analítica e criadora;
• Proporcionar aos leitores materiais diversos e serviços;
• Promover       a   interação    professor-bibliotecário-aluno,
  facilitando o processo ensino-aprendizagem;
• Acesso a materiais educativos;
• Contribuir para que o educador amplie sua percepção dos
  problemas educacionais.
Acervo da Biblioteca Escolar
• Livros de contos, romances, poesia,
• Enciclopédias, dicionários, jornais, revistas (infantis, em
  quadrinhos, de palavras cruzadas)
• Livros de consulta das diversas áreas do conhecimento,
• Almanaques,
• Revistas de literatura de cordel,
• Textos gravados em áudio e em vídeo,
• Coletâneas de contos, trava-línguas, piadas, brincadeiras e
  jogos infantis,
• Dossiês sobre assuntos específicos
• Diários de viagens
•        Livros didáticos e paradidáticos
Algumas atividades
• Narrar histórias para crianças = abrir caminho à
  aquisição do hábito de ler (não obrigatória);
• Ler poemas, para despertar emoções e sentidos;
• Realizar exposições;
• Promover leituras de textos teatrais;
• Oferecer atividades em diversos campos da arte:
  mímica, a dramatização, a pintura, etc.
• Oferecer aula de biblioteca.
Biblioteca Escolar: Interação de alunos
        professores e informação para facilitar o
               processo ensino-aprendizagem
•   Horário adequado e flexível aos usuários;
•   Seleção adequada do acervo ao seu usuário;
•   Organização e estruturas definidas;
•   Acesso livre, com empréstimo domiciliar;
•   Políticas desenvolvidas entre o bibliotecário e outros
    profissionais da escola;
•   Investimento e atualização do acervo;
•   Investimento na constante atualização do profissional
    habilitado;
•   Atividades de integração entre professores, bibliotecários e
                      alunos
Funções do Bibliotecário Escolar
• Participar ativamente do processo educacional,
  planejando junto ao quadro pedagógico as
  atividades curriculares;
• Colocar à disposição da comunidade escolar
  materiais que complementem a informação
  transmitida em classe;
• Fazer da biblioteca um local prazeroso,
  descontraído, de modo que os alunos se sintam
  atraídos por ela;
Funções do Bibliotecário Escolar

• Estimular os alunos a desenvolverem o ―gostar
  de ler‖;
• Proporcionar informações básicas que
  permitam ao aluno formular juízos inteligentes
  na vida cotidiana;
• Oferecer elementos que promovam a
  apreciação literária;
• Favorecer o contato entre alunos de diversas
  idades.
Perfil do bibliotecário escolar
            • Educador
     • Incentivador da leitura
      • Senso de organização
             • Político
          • Extrovertido
             • Criativo
 • Conhecedor do plano pedagógico
           • Atualizado
         • Memória visual
          • Cultura geral
Realidade da Rede Pública
• Decreto 45.654/2004
• Portaria 104/06
• Criação das salas de leitura
• Objetivos:
  I - Oferecer atendimento a todos os alunos, de todos os turnos
  e etapas/modalidades de ensino em funcionamento na Unidade
  Educacional;
  II - Favorecer a aprendizagem dos diferentes procedimentos
  de leitura e uso dos diversos gêneros de circulação social;
  III - Disponibilizar o acervo de forma organizada que favoreça
  os projetos didáticos e/ou seqüências de atividades de leitura e
  escrita, desenvolvidas em sala de aula ou na própria Sala de
  Leitura;
  IV - Possibilitar a descoberta do prazer pela leitura e a
  formação de leitores autônomos
• AS atividades mencionadas são desenvolvidas pelo POSL –
  Professor Orientador da Sala de Leitura
Realidade da Rede Pública
•   Art. 13 - São atribuições do Professor Orientador de Sala de Leitura - POSL:
    I - Participar da elaboração do Projeto Pedagógico da Unidade Educacional, da
    construção do currículo e de todas as atividades previstas no Calendário Escolar;
    II - Planejar e desenvolver atividades com os educandos na Sala de Leitura, vinculando-
    as ao Projeto Pedagógico da Escola e às atividades desenvolvidas nos horários regulares
    de aulas, constituindo-se, dentre outros, de:
    a) Roda de leitura de livros de literatura;
    b) Roda de leitura de textos científicos;
    c) Roda de jornal;
    d) leitura de diversos gêneros;
    e) orientação à pesquisa para a realização de estudos ou de assuntos específicos;
    f) empréstimo de livros.
    III - elaborar e desenvolver projetos didáticos e/ou seqüência de atividades de leitura
    e escrita em parceria com os regentes das classes e em conjunto com o Professor
    Orientador de Informática Educativa;
    IV - construir instrumentos de registro que possibilitem diagnóstico, acompanhamento e
    avaliação dos processos de ensino e aprendizagem desenvolvidos na Sala de Leitura;
    V - compilar e organizar o material informativo, especialmente álbuns, jornais, revistas,
    folhetos, catálogos, murais, vídeos, slides e outros recursos complementares;
    VI - programar eventos, tais como: festivais de poesia e música,
    concursos literários, mostras de atividades desenvolvidas
    na Sala de Leitura, e outros complementares ao trabalho;
Realidade da Rede Pública


• DECRETO Nº 49.731, DE 10 DE JULHO DE
  2008

 Dispõe sobre a criação e organização de
 Salas de Leitura, Espaços de Leitura e
 Núcleos de Leitura na Rede Municipal de
 Ensino, nas condições que especifica.
Projetos no âmbito federal
     Programa Nacional Biblioteca da Escola
• O Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) promove o
  acesso à cultura e o incentivo à formação do hábito da leitura
  nos alunos e professores por meio da distribuição de acervos de
  obras de literatura, de pesquisa e de referência.

• O PNBE atende, em anos alternados, a educação infantil e o
  primeiro segmento do ensino fundamental e o segundo segmento
  do ensino fundamental e ensino médio. As obras distribuídas
  incluem textos em prosa (novelas, contos, crônica, memórias,
  biografias e teatro), obras em verso (poemas, cantigas,
  parlendas, adivinhas), livros de imagens e livros de histórias em
  quadrinhos. (Fonte: http://portal.mec.gov.br)
Projeto no âmbito federal
•   Câmara aprova biblioteca em cada escola e número mínimo de livros
•   A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou dia na quarta-feira (11) o
    Projeto de Lei 1831/03, do deputado Lobbe Neto (PSDB-SP), que obriga todas as instituições
    de ensino a terem biblioteca com pelo menos quatro livros por aluno. Aprovada em caráter
    conclusivo, a proposta segue para análise do Senado.
    O relator, deputado Marcelo Guimarães Filho (PMDB-BA), também votou pela aprovação do PL
    3230/04, da deputada Vanessa Grazziotin (PcdoB-AM), apensado e do substitutivo da
    Comissão de Educação e Cultura, todos com emendas.
    Estudo e recreação
    A proposta conceitua biblioteca como "a coleção de livros, materiais videográficos e
    documentos congêneres destinados a estudo, consulta ou leitura recreativa".
    O relator explica que as propostas determinam que os diversos sistemas de ensino e a União
    deverão fazer esforços no sentido de universalizar as bibliotecas escolares. Guimarães Filho
    votou pela constitucionalidade, legalidade, juridicidade e boa técnica legislativa das
    proposições e apresentou emendas no sentido de adaptá-las à Lei Complementar 95/98.
    Íntegra da proposta:
•   PL-1831/2003
•   PL-3230/2004
•   Fonte: camara.gov.br
PARA REFLETIR - 1



• Não se formam bons leitores oferecendo materiais de leitura
  empobrecidos, justamente no momento em que as crianças
  são iniciadas no mundo da escrita. As pessoas aprendem a
  gostar de ler quando, de alguma forma, a qualidade de suas
  vidas melhora com a leitura. (Parâmetros Curriculares
  Nacionais, v. 2, p. 29)
PARA REFLETIR - 2
•    Para tornar os alunos bons leitores — para desenvolver,
    muito mais do que a capacidade de ler, o gosto e o
    compromisso com a leitura —, a escola terá de mobilizá-los
    internamente, pois aprender a ler (e também ler para
    aprender) requer esforço. Precisará fazê-los achar que a
    leitura é algo interessante e desafiador, algo que,
    conquistado plenamente, dará autonomia e independência.
    Precisará torná-los confiantes, condição para poderem se
    desafiar a ―aprender fazendo‖. Uma prática de leitura que
    não desperte e cultive o desejo de ler não é uma prática
    pedagógica eficiente. (Parâmetros Curriculares Nacionais, v.
                      2, p. 29)
CONCLUSÃO
• Que a biblioteca escolar exerça influência ativa e
  dinâmica no ambiente escolar;
• Obtenha a satisfação do usuário ( professor e
  aluno);
• Seja agente de transformação do ensino;
• Incentive o hábito de leitura nos alunos;
• Influencie a busca do conhecimento e senso crítico;
• Tenha a função primordial de formar cidadãos
  conscientes e críticos;
Exercício
•   Um dos objetivos da biblioteca escolar é:
•   a) cooperar com o currículo escolar
•   b) proporcionar aos leitores materiais
    diversos e serviços
•   c) estimular e orientar da sua comunidade
    em leitura e consultas
•   d) facilitar o acesso a materiais educativos
•   todas as alternativas estão corretas
Recomendações de leitura
•

                          • Biblioteca Escolar
                    Temas para uma prática pedagógica
• Bernadete dos Santos Campello, Márcia Milton Viana, Maria da Conceição
  Carvalho, Maria Eugênia Albino de Andrade, Paulo da Terra Caldeira, Vera
                      Lúcia Furst Gonçalves de Abreu

                  • Como usar a biblioteca na escola
           um programa de atividades para o ensino fundamental
                         • Carol C. Kuhlthau
                 Traduzido e adaptado por professores do
                   Grupo de Estudos em Biblioteca Escolar

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto baú dos sonhos
Projeto            baú dos sonhosProjeto            baú dos sonhos
Projeto baú dos sonhos
Rosemary Batista
 
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITAPROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
Jane Santos
 
Plano Anual de Ação da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Ação da Biblioteca Escolar Plano Anual de Ação da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Ação da Biblioteca Escolar
LOCIMAR MASSALAI
 
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmicaProposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Armanda Ribeiro
 
Biblioteca escolar
Biblioteca escolarBiblioteca escolar
Biblioteca escolar
elzirene
 
Planejamento da biblioteca
Planejamento da bibliotecaPlanejamento da biblioteca
Planejamento da biblioteca
Marcos Vasconcelos
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Cirlei Santos
 
Regras de funcionamento da biblioteca escolar
Regras de funcionamento da biblioteca escolar Regras de funcionamento da biblioteca escolar
Regras de funcionamento da biblioteca escolar
BE Mourão
 
Projeto leitura
Projeto leituraProjeto leitura
Projeto leitura
Jaiza Nobre
 
Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14
Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14
Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14
bedjoaoii
 
Atividades desenvolvidas na biblioteca
Atividades desenvolvidas na bibliotecaAtividades desenvolvidas na biblioteca
Atividades desenvolvidas na biblioteca
Escola Municipal Irmã Irma Zorzi
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
jose ebner
 
Plano de ação da biblioteca escolar
Plano de ação da biblioteca escolarPlano de ação da biblioteca escolar
Plano de ação da biblioteca escolar
Maria José Godinho
 
Be, metas e ações
Be, metas e açõesBe, metas e ações
Be, metas e ações
Cláudia Damião
 
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Projeto de incentivo a leitura e escrita atividade 1.3 e 1.4
Projeto de incentivo a leitura e escrita    atividade 1.3 e 1.4Projeto de incentivo a leitura e escrita    atividade 1.3 e 1.4
Projeto de incentivo a leitura e escrita atividade 1.3 e 1.4
fla20mu
 
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciaisApresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
leao162010
 
Projeto roda de leitura
Projeto roda de leituraProjeto roda de leitura
Projeto roda de leitura
Grupo "FG"
 
Slides leitura
Slides leituraSlides leitura
Slides leitura
proletramentoalfa
 
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologiasProjeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Nayane Mertens
 

Mais procurados (20)

Projeto baú dos sonhos
Projeto            baú dos sonhosProjeto            baú dos sonhos
Projeto baú dos sonhos
 
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITAPROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
 
Plano Anual de Ação da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Ação da Biblioteca Escolar Plano Anual de Ação da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Ação da Biblioteca Escolar
 
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmicaProposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
 
Biblioteca escolar
Biblioteca escolarBiblioteca escolar
Biblioteca escolar
 
Planejamento da biblioteca
Planejamento da bibliotecaPlanejamento da biblioteca
Planejamento da biblioteca
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
 
Regras de funcionamento da biblioteca escolar
Regras de funcionamento da biblioteca escolar Regras de funcionamento da biblioteca escolar
Regras de funcionamento da biblioteca escolar
 
Projeto leitura
Projeto leituraProjeto leitura
Projeto leitura
 
Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14
Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14
Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14
 
Atividades desenvolvidas na biblioteca
Atividades desenvolvidas na bibliotecaAtividades desenvolvidas na biblioteca
Atividades desenvolvidas na biblioteca
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
 
Plano de ação da biblioteca escolar
Plano de ação da biblioteca escolarPlano de ação da biblioteca escolar
Plano de ação da biblioteca escolar
 
Be, metas e ações
Be, metas e açõesBe, metas e ações
Be, metas e ações
 
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
 
Projeto de incentivo a leitura e escrita atividade 1.3 e 1.4
Projeto de incentivo a leitura e escrita    atividade 1.3 e 1.4Projeto de incentivo a leitura e escrita    atividade 1.3 e 1.4
Projeto de incentivo a leitura e escrita atividade 1.3 e 1.4
 
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciaisApresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
 
Projeto roda de leitura
Projeto roda de leituraProjeto roda de leitura
Projeto roda de leitura
 
Slides leitura
Slides leituraSlides leitura
Slides leitura
 
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologiasProjeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
 

Destaque

Como a biblioteca escolar pode participar das ações
Como a biblioteca escolar pode participar das açõesComo a biblioteca escolar pode participar das ações
Como a biblioteca escolar pode participar das ações
elzirene
 
Cigarra e formiga
Cigarra e formigaCigarra e formiga
Cigarra e formiga
Rosa Maria Alves
 
Desenhos fábula1
Desenhos fábula1Desenhos fábula1
Desenhos fábula1
Eunice Mendes de Oliveira
 
Projeto o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Projeto   o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagemProjeto   o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Projeto o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Auxiliadora Vasconcelos
 
Fábuals do 5º ano E
Fábuals do 5º ano EFábuals do 5º ano E
Fábuals do 5º ano E
Colégio Catarinense
 
Processo e objetivos da alfabetizacao
Processo e objetivos da alfabetizacaoProcesso e objetivos da alfabetizacao
Processo e objetivos da alfabetizacao
Jean Carvalho
 
Projeto metodo fonico
Projeto metodo fonicoProjeto metodo fonico
Projeto metodo fonico
Neemias
 
A.Apres.Estrut.Cognitivas.Ppoitn
A.Apres.Estrut.Cognitivas.PpoitnA.Apres.Estrut.Cognitivas.Ppoitn
A.Apres.Estrut.Cognitivas.Ppoitn
guesta2f5284
 
Trabalhando com sequencia didática slids
Trabalhando com sequencia didática  slidsTrabalhando com sequencia didática  slids
Trabalhando com sequencia didática slids
Eunice Mendes de Oliveira
 
Ensinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciaisEnsinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciais
Maristela Couto
 
Cartilha letramento[1]
Cartilha  letramento[1]Cartilha  letramento[1]
Cartilha letramento[1]
Maria Clara Catanho
 
O menino que_aprendeu_a_ler[1]
O menino que_aprendeu_a_ler[1]O menino que_aprendeu_a_ler[1]
O menino que_aprendeu_a_ler[1]
Eunice Mendes de Oliveira
 
ALFABETIZAÇÃO
ALFABETIZAÇÃOALFABETIZAÇÃO
Curso metodos
Curso metodosCurso metodos
Curso metodos
Luciana
 
Aula 2 biblioteca escolar
Aula 2 biblioteca escolarAula 2 biblioteca escolar
Aula 2 biblioteca escolar
Biblio 2010
 
Biblioteca escolar
Biblioteca escolarBiblioteca escolar
Biblioteca escolar
PactoAracatuba
 
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar 2015-16
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar 2015-16Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar 2015-16
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar 2015-16
Biblioteca Infanta D. Mafalda
 
Biblioteca Escolar
Biblioteca Escolar Biblioteca Escolar
Biblioteca Escolar
Alexsandro Menezes da Silva
 
Cartaz publicitário
Cartaz publicitárioCartaz publicitário
Cartaz publicitário
Ebimontargil Pte
 
Aula Biblioteca Escolar
Aula Biblioteca EscolarAula Biblioteca Escolar
Aula Biblioteca Escolar
Alexsandro Menezes da Silva
 

Destaque (20)

Como a biblioteca escolar pode participar das ações
Como a biblioteca escolar pode participar das açõesComo a biblioteca escolar pode participar das ações
Como a biblioteca escolar pode participar das ações
 
Cigarra e formiga
Cigarra e formigaCigarra e formiga
Cigarra e formiga
 
Desenhos fábula1
Desenhos fábula1Desenhos fábula1
Desenhos fábula1
 
Projeto o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Projeto   o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagemProjeto   o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Projeto o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
 
Fábuals do 5º ano E
Fábuals do 5º ano EFábuals do 5º ano E
Fábuals do 5º ano E
 
Processo e objetivos da alfabetizacao
Processo e objetivos da alfabetizacaoProcesso e objetivos da alfabetizacao
Processo e objetivos da alfabetizacao
 
Projeto metodo fonico
Projeto metodo fonicoProjeto metodo fonico
Projeto metodo fonico
 
A.Apres.Estrut.Cognitivas.Ppoitn
A.Apres.Estrut.Cognitivas.PpoitnA.Apres.Estrut.Cognitivas.Ppoitn
A.Apres.Estrut.Cognitivas.Ppoitn
 
Trabalhando com sequencia didática slids
Trabalhando com sequencia didática  slidsTrabalhando com sequencia didática  slids
Trabalhando com sequencia didática slids
 
Ensinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciaisEnsinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciais
 
Cartilha letramento[1]
Cartilha  letramento[1]Cartilha  letramento[1]
Cartilha letramento[1]
 
O menino que_aprendeu_a_ler[1]
O menino que_aprendeu_a_ler[1]O menino que_aprendeu_a_ler[1]
O menino que_aprendeu_a_ler[1]
 
ALFABETIZAÇÃO
ALFABETIZAÇÃOALFABETIZAÇÃO
ALFABETIZAÇÃO
 
Curso metodos
Curso metodosCurso metodos
Curso metodos
 
Aula 2 biblioteca escolar
Aula 2 biblioteca escolarAula 2 biblioteca escolar
Aula 2 biblioteca escolar
 
Biblioteca escolar
Biblioteca escolarBiblioteca escolar
Biblioteca escolar
 
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar 2015-16
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar 2015-16Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar 2015-16
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar 2015-16
 
Biblioteca Escolar
Biblioteca Escolar Biblioteca Escolar
Biblioteca Escolar
 
Cartaz publicitário
Cartaz publicitárioCartaz publicitário
Cartaz publicitário
 
Aula Biblioteca Escolar
Aula Biblioteca EscolarAula Biblioteca Escolar
Aula Biblioteca Escolar
 

Semelhante a Aula 2 biblioteca escolar

Http _rbe.min-edu.pt_np4_np4__news_id=322&filename=apresenta_newton
Http  _rbe.min-edu.pt_np4_np4__news_id=322&filename=apresenta_newtonHttp  _rbe.min-edu.pt_np4_np4__news_id=322&filename=apresenta_newton
Http _rbe.min-edu.pt_np4_np4__news_id=322&filename=apresenta_newton
BELidiaJorge
 
Slides mary seminário
Slides mary seminárioSlides mary seminário
Slides mary seminário
Alessandra Aguiar
 
Feira do livro e da literatura.compact
Feira do livro e da literatura.compactFeira do livro e da literatura.compact
Feira do livro e da literatura.compact
Ana Paula Cecato
 
Apresentação1.pptx
Apresentação1.pptxApresentação1.pptx
Apresentação1.pptx
mariafilomenalr
 
Projeto 2
Projeto 2Projeto 2
Projeto 2
DanielaTormin
 
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdfProjeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
Glauber Eduardo Aragon Pereira
 
Fazer leitores. crescer com a biblioteca
Fazer leitores. crescer com a bibliotecaFazer leitores. crescer com a biblioteca
Fazer leitores. crescer com a biblioteca
António Pires
 
Biblioteca blog
Biblioteca blogBiblioteca blog
Biblioteca blog
Nazira Marques
 
Apresentação do projeto a ler+
Apresentação do projeto a ler+Apresentação do projeto a ler+
Apresentação do projeto a ler+
Risoleta Montez
 
Materiais didáticos PNAIC 2013
Materiais didáticos PNAIC 2013Materiais didáticos PNAIC 2013
Materiais didáticos PNAIC 2013
Aprender com prazer
 
Plano de trabalho proeti
Plano de trabalho proetiPlano de trabalho proeti
Plano de trabalho proeti
Dag Soares
 
Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...
Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...
Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...
Isabel Nina
 
Trabalho1 adultos1
Trabalho1 adultos1Trabalho1 adultos1
Trabalho1 adultos1
Isabel Rosa
 
Projeto de Leitura
Projeto de Leitura Projeto de Leitura
Projeto de Leitura
Joseneide Ferreira
 
Paa be 2012 2013(geral)
Paa be 2012 2013(geral)Paa be 2012 2013(geral)
Paa be 2012 2013(geral)
cristinaplaza
 
Formação de utilizadores
Formação de utilizadoresFormação de utilizadores
Formação de utilizadores
Lucilia Fonseca
 
Formação de utilizadores
Formação de utilizadoresFormação de utilizadores
Formação de utilizadores
Lucilia Fonseca
 
2º ciclo projeto das literacias
2º ciclo projeto das literacias2º ciclo projeto das literacias
2º ciclo projeto das literacias
António Sérgio
 
Para que serve a BE
Para que serve a BEPara que serve a BE
Sala de leitura slide
Sala de leitura slideSala de leitura slide
Sala de leitura slide
Miquéias Lima
 

Semelhante a Aula 2 biblioteca escolar (20)

Http _rbe.min-edu.pt_np4_np4__news_id=322&filename=apresenta_newton
Http  _rbe.min-edu.pt_np4_np4__news_id=322&filename=apresenta_newtonHttp  _rbe.min-edu.pt_np4_np4__news_id=322&filename=apresenta_newton
Http _rbe.min-edu.pt_np4_np4__news_id=322&filename=apresenta_newton
 
Slides mary seminário
Slides mary seminárioSlides mary seminário
Slides mary seminário
 
Feira do livro e da literatura.compact
Feira do livro e da literatura.compactFeira do livro e da literatura.compact
Feira do livro e da literatura.compact
 
Apresentação1.pptx
Apresentação1.pptxApresentação1.pptx
Apresentação1.pptx
 
Projeto 2
Projeto 2Projeto 2
Projeto 2
 
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdfProjeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
 
Fazer leitores. crescer com a biblioteca
Fazer leitores. crescer com a bibliotecaFazer leitores. crescer com a biblioteca
Fazer leitores. crescer com a biblioteca
 
Biblioteca blog
Biblioteca blogBiblioteca blog
Biblioteca blog
 
Apresentação do projeto a ler+
Apresentação do projeto a ler+Apresentação do projeto a ler+
Apresentação do projeto a ler+
 
Materiais didáticos PNAIC 2013
Materiais didáticos PNAIC 2013Materiais didáticos PNAIC 2013
Materiais didáticos PNAIC 2013
 
Plano de trabalho proeti
Plano de trabalho proetiPlano de trabalho proeti
Plano de trabalho proeti
 
Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...
Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...
Biblioteca escolar – recurso e contexto de aprendizagem - Salreu 28 de outubr...
 
Trabalho1 adultos1
Trabalho1 adultos1Trabalho1 adultos1
Trabalho1 adultos1
 
Projeto de Leitura
Projeto de Leitura Projeto de Leitura
Projeto de Leitura
 
Paa be 2012 2013(geral)
Paa be 2012 2013(geral)Paa be 2012 2013(geral)
Paa be 2012 2013(geral)
 
Formação de utilizadores
Formação de utilizadoresFormação de utilizadores
Formação de utilizadores
 
Formação de utilizadores
Formação de utilizadoresFormação de utilizadores
Formação de utilizadores
 
2º ciclo projeto das literacias
2º ciclo projeto das literacias2º ciclo projeto das literacias
2º ciclo projeto das literacias
 
Para que serve a BE
Para que serve a BEPara que serve a BE
Para que serve a BE
 
Sala de leitura slide
Sala de leitura slideSala de leitura slide
Sala de leitura slide
 

Mais de Biblio 2010

Definicoes de logica
Definicoes  de  logicaDefinicoes  de  logica
Definicoes de logica
Biblio 2010
 
Categorizacao automatica de documentos de texto
Categorizacao automatica de documentos de textoCategorizacao automatica de documentos de texto
Categorizacao automatica de documentos de texto
Biblio 2010
 
George boole
George booleGeorge boole
George boole
Biblio 2010
 
Digitalização de documentos
Digitalização de documentosDigitalização de documentos
Digitalização de documentos
Biblio 2010
 
Web rompe esquemas teoria e debate 83
Web rompe esquemas  teoria e debate 83Web rompe esquemas  teoria e debate 83
Web rompe esquemas teoria e debate 83
Biblio 2010
 
Quando crescer
Quando crescerQuando crescer
Quando crescer
Biblio 2010
 
Conselhino mapa conceitual
Conselhino mapa conceitualConselhino mapa conceitual
Conselhino mapa conceitualBiblio 2010
 
Conselhinho capa2
Conselhinho   capa2Conselhinho   capa2
Conselhinho capa2
Biblio 2010
 
A lingua portuguesa agradece
A lingua portuguesa agradeceA lingua portuguesa agradece
A lingua portuguesa agradece
Biblio 2010
 
Redução do papel do estado... folha 14 09-09
Redução do papel do estado... folha 14 09-09Redução do papel do estado... folha 14 09-09
Redução do papel do estado... folha 14 09-09
Biblio 2010
 
Roteiro museu
Roteiro   museuRoteiro   museu
Roteiro museu
Biblio 2010
 
Cronograma da disciplina unidades todas atividades 1 s 2010
Cronograma da disciplina unidades todas atividades   1 s 2010Cronograma da disciplina unidades todas atividades   1 s 2010
Cronograma da disciplina unidades todas atividades 1 s 2010
Biblio 2010
 
Contacao de historias ... era uma vez ......
Contacao de historias ... era uma vez ......Contacao de historias ... era uma vez ......
Contacao de historias ... era uma vez ......
Biblio 2010
 
Bob news, nº24, março de 2010
Bob news, nº24, março de 2010Bob news, nº24, março de 2010
Bob news, nº24, março de 2010
Biblio 2010
 
Biblioteca nacional
Biblioteca nacionalBiblioteca nacional
Biblioteca nacionalBiblio 2010
 
Biblioteca nacional tesouros de-papel
Biblioteca nacional   tesouros de-papelBiblioteca nacional   tesouros de-papel
Biblioteca nacional tesouros de-papel
Biblio 2010
 
Biblioteca nacional alunos
Biblioteca nacional   alunosBiblioteca nacional   alunos
Biblioteca nacional alunos
Biblio 2010
 
Biblioteca escolar projeto mobilizador crb
Biblioteca escolar   projeto mobilizador crbBiblioteca escolar   projeto mobilizador crb
Biblioteca escolar projeto mobilizador crb
Biblio 2010
 
Biblioteca digital
Biblioteca digitalBiblioteca digital
Biblioteca digital
Biblio 2010
 

Mais de Biblio 2010 (20)

Definicoes de logica
Definicoes  de  logicaDefinicoes  de  logica
Definicoes de logica
 
Categorizacao automatica de documentos de texto
Categorizacao automatica de documentos de textoCategorizacao automatica de documentos de texto
Categorizacao automatica de documentos de texto
 
George boole
George booleGeorge boole
George boole
 
Digitalização de documentos
Digitalização de documentosDigitalização de documentos
Digitalização de documentos
 
Web rompe esquemas teoria e debate 83
Web rompe esquemas  teoria e debate 83Web rompe esquemas  teoria e debate 83
Web rompe esquemas teoria e debate 83
 
Quando crescer
Quando crescerQuando crescer
Quando crescer
 
Conselhino mapa conceitual
Conselhino mapa conceitualConselhino mapa conceitual
Conselhino mapa conceitual
 
Conselhinho capa2
Conselhinho   capa2Conselhinho   capa2
Conselhinho capa2
 
A lingua portuguesa agradece
A lingua portuguesa agradeceA lingua portuguesa agradece
A lingua portuguesa agradece
 
Redução do papel do estado... folha 14 09-09
Redução do papel do estado... folha 14 09-09Redução do papel do estado... folha 14 09-09
Redução do papel do estado... folha 14 09-09
 
Roteiro museu
Roteiro   museuRoteiro   museu
Roteiro museu
 
Cronograma da disciplina unidades todas atividades 1 s 2010
Cronograma da disciplina unidades todas atividades   1 s 2010Cronograma da disciplina unidades todas atividades   1 s 2010
Cronograma da disciplina unidades todas atividades 1 s 2010
 
Contacao de historias ... era uma vez ......
Contacao de historias ... era uma vez ......Contacao de historias ... era uma vez ......
Contacao de historias ... era uma vez ......
 
Como um romance
Como um romanceComo um romance
Como um romance
 
Bob news, nº24, março de 2010
Bob news, nº24, março de 2010Bob news, nº24, março de 2010
Bob news, nº24, março de 2010
 
Biblioteca nacional
Biblioteca nacionalBiblioteca nacional
Biblioteca nacional
 
Biblioteca nacional tesouros de-papel
Biblioteca nacional   tesouros de-papelBiblioteca nacional   tesouros de-papel
Biblioteca nacional tesouros de-papel
 
Biblioteca nacional alunos
Biblioteca nacional   alunosBiblioteca nacional   alunos
Biblioteca nacional alunos
 
Biblioteca escolar projeto mobilizador crb
Biblioteca escolar   projeto mobilizador crbBiblioteca escolar   projeto mobilizador crb
Biblioteca escolar projeto mobilizador crb
 
Biblioteca digital
Biblioteca digitalBiblioteca digital
Biblioteca digital
 

Aula 2 biblioteca escolar

  • 2. Visões Distorcidas • Ora um lugar sagrado; • Que serve apenas para consulta e pesquisa; • Local de encontro; • Para poucos, lugar de prazer para ler, conhecer, informar-se.
  • 3. Categorias da Biblioteca Escolar: Educativa e Cultural • Educativa: quanto ao aluno • Motivar a busca do conhecimento; • Incrementar o gosto pela leitura; • Auxiliar na formação de hábitos e atitudes de manuseio, consulta e utilização do livro, biblioteca e da informação.
  • 4. Categorias da Biblioteca Escolar: Educativa e Cultural • Educativa: quanto ao professor • Oferecer recursos e serviços à comunidade escolar de maneira a atender às necessidades do planejamento curricular.
  • 5. Categorias da Biblioteca Escolar: Educativa e Cultural • Cultural: • Oferecer múltipla possibilidades de leitura; • Atitude positiva, prazerosa frente à leitura; • Participar das ações da comunidade escolar.
  • 6. Objetivos da Biblioteca Escolar • Cooperar com o currículo da escola; • estimular e orientar a comunidade escolar em suas consultas e leituras; • Incentivar os educandos a pensar de forma crítica, reflexiva, analítica e criadora; • Proporcionar aos leitores materiais diversos e serviços; • Promover a interação professor-bibliotecário-aluno, facilitando o processo ensino-aprendizagem; • Acesso a materiais educativos; • Contribuir para que o educador amplie sua percepção dos problemas educacionais.
  • 7. Acervo da Biblioteca Escolar • Livros de contos, romances, poesia, • Enciclopédias, dicionários, jornais, revistas (infantis, em quadrinhos, de palavras cruzadas) • Livros de consulta das diversas áreas do conhecimento, • Almanaques, • Revistas de literatura de cordel, • Textos gravados em áudio e em vídeo, • Coletâneas de contos, trava-línguas, piadas, brincadeiras e jogos infantis, • Dossiês sobre assuntos específicos • Diários de viagens • Livros didáticos e paradidáticos
  • 8. Algumas atividades • Narrar histórias para crianças = abrir caminho à aquisição do hábito de ler (não obrigatória); • Ler poemas, para despertar emoções e sentidos; • Realizar exposições; • Promover leituras de textos teatrais; • Oferecer atividades em diversos campos da arte: mímica, a dramatização, a pintura, etc. • Oferecer aula de biblioteca.
  • 9. Biblioteca Escolar: Interação de alunos professores e informação para facilitar o processo ensino-aprendizagem • Horário adequado e flexível aos usuários; • Seleção adequada do acervo ao seu usuário; • Organização e estruturas definidas; • Acesso livre, com empréstimo domiciliar; • Políticas desenvolvidas entre o bibliotecário e outros profissionais da escola; • Investimento e atualização do acervo; • Investimento na constante atualização do profissional habilitado; • Atividades de integração entre professores, bibliotecários e alunos
  • 10. Funções do Bibliotecário Escolar • Participar ativamente do processo educacional, planejando junto ao quadro pedagógico as atividades curriculares; • Colocar à disposição da comunidade escolar materiais que complementem a informação transmitida em classe; • Fazer da biblioteca um local prazeroso, descontraído, de modo que os alunos se sintam atraídos por ela;
  • 11. Funções do Bibliotecário Escolar • Estimular os alunos a desenvolverem o ―gostar de ler‖; • Proporcionar informações básicas que permitam ao aluno formular juízos inteligentes na vida cotidiana; • Oferecer elementos que promovam a apreciação literária; • Favorecer o contato entre alunos de diversas idades.
  • 12. Perfil do bibliotecário escolar • Educador • Incentivador da leitura • Senso de organização • Político • Extrovertido • Criativo • Conhecedor do plano pedagógico • Atualizado • Memória visual • Cultura geral
  • 13. Realidade da Rede Pública • Decreto 45.654/2004 • Portaria 104/06 • Criação das salas de leitura • Objetivos: I - Oferecer atendimento a todos os alunos, de todos os turnos e etapas/modalidades de ensino em funcionamento na Unidade Educacional; II - Favorecer a aprendizagem dos diferentes procedimentos de leitura e uso dos diversos gêneros de circulação social; III - Disponibilizar o acervo de forma organizada que favoreça os projetos didáticos e/ou seqüências de atividades de leitura e escrita, desenvolvidas em sala de aula ou na própria Sala de Leitura; IV - Possibilitar a descoberta do prazer pela leitura e a formação de leitores autônomos • AS atividades mencionadas são desenvolvidas pelo POSL – Professor Orientador da Sala de Leitura
  • 14. Realidade da Rede Pública • Art. 13 - São atribuições do Professor Orientador de Sala de Leitura - POSL: I - Participar da elaboração do Projeto Pedagógico da Unidade Educacional, da construção do currículo e de todas as atividades previstas no Calendário Escolar; II - Planejar e desenvolver atividades com os educandos na Sala de Leitura, vinculando- as ao Projeto Pedagógico da Escola e às atividades desenvolvidas nos horários regulares de aulas, constituindo-se, dentre outros, de: a) Roda de leitura de livros de literatura; b) Roda de leitura de textos científicos; c) Roda de jornal; d) leitura de diversos gêneros; e) orientação à pesquisa para a realização de estudos ou de assuntos específicos; f) empréstimo de livros. III - elaborar e desenvolver projetos didáticos e/ou seqüência de atividades de leitura e escrita em parceria com os regentes das classes e em conjunto com o Professor Orientador de Informática Educativa; IV - construir instrumentos de registro que possibilitem diagnóstico, acompanhamento e avaliação dos processos de ensino e aprendizagem desenvolvidos na Sala de Leitura; V - compilar e organizar o material informativo, especialmente álbuns, jornais, revistas, folhetos, catálogos, murais, vídeos, slides e outros recursos complementares; VI - programar eventos, tais como: festivais de poesia e música, concursos literários, mostras de atividades desenvolvidas na Sala de Leitura, e outros complementares ao trabalho;
  • 15. Realidade da Rede Pública • DECRETO Nº 49.731, DE 10 DE JULHO DE 2008 Dispõe sobre a criação e organização de Salas de Leitura, Espaços de Leitura e Núcleos de Leitura na Rede Municipal de Ensino, nas condições que especifica.
  • 16. Projetos no âmbito federal Programa Nacional Biblioteca da Escola • O Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNBE) promove o acesso à cultura e o incentivo à formação do hábito da leitura nos alunos e professores por meio da distribuição de acervos de obras de literatura, de pesquisa e de referência. • O PNBE atende, em anos alternados, a educação infantil e o primeiro segmento do ensino fundamental e o segundo segmento do ensino fundamental e ensino médio. As obras distribuídas incluem textos em prosa (novelas, contos, crônica, memórias, biografias e teatro), obras em verso (poemas, cantigas, parlendas, adivinhas), livros de imagens e livros de histórias em quadrinhos. (Fonte: http://portal.mec.gov.br)
  • 17. Projeto no âmbito federal • Câmara aprova biblioteca em cada escola e número mínimo de livros • A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou dia na quarta-feira (11) o Projeto de Lei 1831/03, do deputado Lobbe Neto (PSDB-SP), que obriga todas as instituições de ensino a terem biblioteca com pelo menos quatro livros por aluno. Aprovada em caráter conclusivo, a proposta segue para análise do Senado. O relator, deputado Marcelo Guimarães Filho (PMDB-BA), também votou pela aprovação do PL 3230/04, da deputada Vanessa Grazziotin (PcdoB-AM), apensado e do substitutivo da Comissão de Educação e Cultura, todos com emendas. Estudo e recreação A proposta conceitua biblioteca como "a coleção de livros, materiais videográficos e documentos congêneres destinados a estudo, consulta ou leitura recreativa". O relator explica que as propostas determinam que os diversos sistemas de ensino e a União deverão fazer esforços no sentido de universalizar as bibliotecas escolares. Guimarães Filho votou pela constitucionalidade, legalidade, juridicidade e boa técnica legislativa das proposições e apresentou emendas no sentido de adaptá-las à Lei Complementar 95/98. Íntegra da proposta: • PL-1831/2003 • PL-3230/2004 • Fonte: camara.gov.br
  • 18. PARA REFLETIR - 1 • Não se formam bons leitores oferecendo materiais de leitura empobrecidos, justamente no momento em que as crianças são iniciadas no mundo da escrita. As pessoas aprendem a gostar de ler quando, de alguma forma, a qualidade de suas vidas melhora com a leitura. (Parâmetros Curriculares Nacionais, v. 2, p. 29)
  • 19. PARA REFLETIR - 2 • Para tornar os alunos bons leitores — para desenvolver, muito mais do que a capacidade de ler, o gosto e o compromisso com a leitura —, a escola terá de mobilizá-los internamente, pois aprender a ler (e também ler para aprender) requer esforço. Precisará fazê-los achar que a leitura é algo interessante e desafiador, algo que, conquistado plenamente, dará autonomia e independência. Precisará torná-los confiantes, condição para poderem se desafiar a ―aprender fazendo‖. Uma prática de leitura que não desperte e cultive o desejo de ler não é uma prática pedagógica eficiente. (Parâmetros Curriculares Nacionais, v. 2, p. 29)
  • 20. CONCLUSÃO • Que a biblioteca escolar exerça influência ativa e dinâmica no ambiente escolar; • Obtenha a satisfação do usuário ( professor e aluno); • Seja agente de transformação do ensino; • Incentive o hábito de leitura nos alunos; • Influencie a busca do conhecimento e senso crítico; • Tenha a função primordial de formar cidadãos conscientes e críticos;
  • 21. Exercício • Um dos objetivos da biblioteca escolar é: • a) cooperar com o currículo escolar • b) proporcionar aos leitores materiais diversos e serviços • c) estimular e orientar da sua comunidade em leitura e consultas • d) facilitar o acesso a materiais educativos • todas as alternativas estão corretas
  • 22. Recomendações de leitura • • Biblioteca Escolar Temas para uma prática pedagógica • Bernadete dos Santos Campello, Márcia Milton Viana, Maria da Conceição Carvalho, Maria Eugênia Albino de Andrade, Paulo da Terra Caldeira, Vera Lúcia Furst Gonçalves de Abreu • Como usar a biblioteca na escola um programa de atividades para o ensino fundamental • Carol C. Kuhlthau Traduzido e adaptado por professores do Grupo de Estudos em Biblioteca Escolar