SlideShare uma empresa Scribd logo
0 
Introdução 
2013/2014 
Atividades aprovadas em Conselho Pedagógico de 11 de Novembro de 2013.
1 
Índice 
Nota de Apresentação ...................................................................................................................................................................................................... 2 
1. Atividades da Biblioteca Escolar ............................................................................................................................................................................... 5 
2. Esquema de temas orientadores para as atividades a desenvolver ...................................................................................................................... 13 
3. Plano de melhoria ................................................................................................................................................................................................... 14
2 
Nota de Apresentação 
Biblioteca Escolar: Uma Porta para a Vida! 
A Biblioteca Escolar (BE) /Mediateca é um espaço multidisciplinar; utilizar adequadamente os seus recursos é um saber integrante do processo educativo que visa, a longo prazo, o desenvolvimento das competências necessárias aos alunos para poderem fazer face às solicitações do futuro, nos domínios das diferentes literacias. 
O plano de ação que apresentamos tem como objetivo multiplicar os usos da biblioteca (mediateca) e dos seus recursos por parte da comunidade educativa e, ao mesmo tempo, fazer da biblioteca mediadora do conhecimento e da articulação e desenvolvimento curricular. 
Neste plano pretendemos articular os documentos orientadores da escola, com as orientações superiores provenientes dos organismos do Ministério da Educação e da Ciência ligados a esta área de atuação. 
O Plano de Ação da Biblioteca integra as atividades, o esquema de temas selecionados para desenvolver este ano letivo e o plano de melhoria. 
Biblioteca Escolar 
Mediateca 
Conselho Pedagógico 
Direção 
Conselho Geral 
Coordenação Concelhia 
Gab. da Rede de Bibliotecas Escolares 
Plano Nacional de Leitura 
Regulamento interno 
Projeto Educativo 
Plano de Atividades 
Modelo de Avaliação 
Referencial: Aprender com a BE 
Quadro Estratégico 2014-2020 
PLANO DE AÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR 
Plano de atividades 
Esquema de temas 
Plano de Melhoria
3 
De modo a cumprir o que legalmente está estabelecido, o Plano de Ação da Biblioteca Escolar (mediateca) será também enviado para a Coordenação Interconcelhia das Bibliotecas Escolares (CIBE) e para o Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares (SABE) da Câmara Municipal de Setúbal. 
A avaliação das atividades das bibliotecas escolares (mabe) prevê a aplicação de um modelo definido centralmente; os instrumentos a usar estão igualmente previstos no referido modelo e aplicam-se a quatro domínios, a saber: 
Durante o ciclo 2009-2013 foram avaliados os domínios (A, B, e C). A nossa escola procedeu à avaliação do domínio A – Apoio ao desenvolvimento curricular – no ano letivo 2009/2010. A implementação do modelo de avaliação foi interrompida em 2010/2011 por diversos motivos. No ano letivo 2011/2012 retomámos o processo, privilegiando o domínio C – Projetos parcerias e atividades livres e de abertura à comunidade e, por fim, no ano letivo 2012/2013 procedemos à avaliação do domínio B – Leitura e literacia. 
O mabe foi alterado no início deste novo ciclo - 2013-2017 - nomeadamente ao nível das metodologias de aplicação. A partir deste ano letivo os quatro domínios são objeto de avaliação em simultâneo, alternando com a aplicação de planos de melhoria, elaborados a partir dos resultados obtidos. Assim sendo, no presente ano letivo, será implementado um plano de melhoria devidamente articulado com as atividades previstas. 
Por outro lado, na sequência do trabalho desenvolvido no ano anterior, continuaram integradas na Biblioteca Escolar as quatro medidas de sucesso educativo provenientes dos normativos em vigor, nomeadamente do Decreto-Lei n.º 139/2012 de 5 de julho – Revisão da Estrutura Curricular, Despacho normativo n.º 7/2013 – Organização do ano letivo, da Lei n.º 51/2012 de 5 de setembro- Estatuto do Aluno e Ética Escolar e também do Despacho normativo n.º 24-A/2012 A avaliação e certificação e medidas de promoção do sucesso escolar. 
As medidas acima referidas são as seguintes: 
i) Apoio ao estudo na BE; 
ii) Plano de Ocupação dos Tempos Escolares (aulas de substituição) e elaboração de atividades para o mesmo; 
iii) Realização e acompanhamento das Atividades de Recuperação de Aprendizagem; 
iv) Acompanhamento dos alunos com ordem de saída da sala de aula.
4 
Estas medidas enquadram-se no domínio A – Currículo, Literacias e Aprendizagem, permitindo um apoio efetivo e diário ao currículo, muito para além do que se fazia anteriormente, sendo as atividades pedagógicas desenvolvidas em articulação com os grupos disciplinares, projetos, núcleos e clubes da escola. 
Para permitir a implementação destas quatro medidas foi criada uma equipa de cerca de 50 docentes, com tempos provenientes dos normativos acima referidos. Aproximadamente 50% dos docentes da escola estão na biblioteca, o que facilita a ligação com a maioria dos projetos e estruturas da escola, conduzindo ao planeamento e dinamização conjunta das atividades. 
No entanto, para que a articulação se torne efetiva, segundo Roldão (2007), o trabalho colaborativo não se resume a colocarmos um grupo de pessoas perante uma tarefa coletiva – não chega agrupar, nem é suficiente pedir resultados. O essencial das potencialidades do trabalho colaborativo joga-se no plano estratégico, e operacionaliza-se no plano técnico. O sucesso das equipas apoia-se em alguns aspetos fundamentais como a comunicação, cooperação, partilha de conhecimento, capacidade de estabelecer relacionamentos interpessoais, abertura para compreender o ponto de vista do outro e capacidade para ouvir e expressar-se de modo claro e consistente. No trabalho colaborativo temos sempre a vantagem de que a soma das partes será, certamente, mais rica do que cada parte em separado. 
Para concretizar e relacionar todas as atividades e medidas de promoção de sucesso educativo, construímos um esquema conceptual que nos permitisse ligar todos os elementos. 
AVALIAÇÃO Melhoria dos resultados dos alunos. Valorização e reconhecimento do empenho do aluno. 
INSTRUMENTOS 
Análise da evolução dos resultados do aluno. 
Correção e seleção dos produtos desenvolvidos, no âmbito dos diferentes desafios, elaborando ebooks temáticos ou divulgando-os na biblioteca, no blogue, no facebook e no twitter. 
Criação de Recursos Educativos Digitais 
Apoio ao estudo 
Aulas de substituição 
Atividades pedagógicas da BE 
Utilizados e testados nas seguintes situações 
Apoio - Acompanhamento - Recuperação 
ALUNO 
Objetivo Final
5 
Após a experiência do primeiro ano e avaliação dos resultados, no final do ano letivo transato, foram implementadas algumas alterações no sentido de melhorar os aspetos menos bem conseguidos, que surgem integradas no plano de melhoria, no ponto 3 deste plano de ação. 
1. Atividades da Biblioteca Escolar 
Domínio A. Currículo, Literacia e Aprendizagem 
PROJETO/ ÁREAS DA AÇÃO ATIVIDADE OBJETIVOS DESTINATÁRIOS ORGANIZADORES/ DINAMIZADORES CALENDÁRIO ORÇAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR Currículo, literacias e aprendizagem 
A.i. Visita à Biblioteca para divulgação dos espaços, recursos e normas de funcionamento 
 Formar utilizadores 
Alunos do Ensino Básico e 10º Ano 
Equipa da Biblioteca 
articulação 
Diretores de Turma 
1º Período 
20€ 
A.ii. Formação / workshops / paletras 
 Desenvolver competências nas diversas literacias e refletir sobre novas perpetivas de abordagem. 
Docentes 
Equipa da Biblioteca 
articulação 
Centro de Formação RBE e outros 
Ao longo do ano letivo 
50€ 
a.Workshop: Organização da Informação dos Formulários do Registo Biográfico, Socio- económico e Cultural. 
 Desenvolver competências na elaboração de formulário online, organização e tratamento dos dados obtidos. 
Diretores de Turma 
Coordenadores de Diretores de Turma 
articulação 
Equipa da Biblioteca 
1º Período 
20€ A. Currículo, Literacia e Aprendizagem A.1. Apoio ao currículo e formação para as literacias da informação e dos media. A.2. Uso das tecnologias e da Internet como ferramentas de acesso, produção e comunicação de informação e como recurso de aprendizagem.
6 
Currículo, literacias e aprendizagem 
Sessão de Formação em Tecnologias para docentes da Escola D.João II e Aranguez 
 Desenvolver as literacias da informação e dos media em contextos digitais. 
Professores 
articulação 
Professoras Bibliotecarias da D. João II e Escola B. 2,3º de Aranguez 
Ao longo do ano letivo 
50€ 
Atividades sobre métodos de pesquisa, citações e organização de trabalhos escolares 
 Desenvolver competências nas diversas literacias e de respeito pelos direitos de autor. 
3º Ciclo do Ensino Básico 
Equipa da Biblioteca articulação 
Professores 
Ao longo do ano letivo 
20€ 
Utilização do mesmo guião de pesquisa e normas de apresentação de um trabalho escolar na BE da D. João II e D. Manuel Martins 
 Desenvolver competências nas diversas literacias e de respeito pelos direitos de autor. 
 Testar os mesmos guiões em dois contextos 
 Pormover a articulação entre bibliotecas. 
3º Ciclo do Ensino Básico /Secundário 
Articulação 
Equipas das Bibliotecas D. João II e D. Manuel Martins 
Ao longo do ano letivo 
50€ 
Apoio a alunos NEE 
 Implementar atividades de apoio educativo e estratégias de recuperação, acompanhamento e desenvolvimento dos alunos. 
 Apoiar a integração na vida ativa. 
Alunos com NEE 
Equipa da Biblioteca 
articulação 
Equipa de Apoio Educativo e Diretores de Turma 
Ao longo do ano letivo 
50€ 
Recolha e organização de bibliografia temática. 
 Fazer o levantamento de bibliografia de temas e atividades a desenvolver. 
Docentes 
Equipa da Biblioteca 
Ao longo do ano letivo 
20€ 
Recolha e organização dos recursos no âmbito da educação literária nas metas de 3º ciclo 
 Fazer o levantamento de obras e textos no âmbito da educação lietrária, prevista nas metas currículares de português para o 3º ciclo. 
Docentes e Alunos 
Equipa da Biblioteca 
Ao longo do ano letivo 
200€ 
Apoio ao estudo 
 Implementar atividades de apoio educativo e estratégias de recuperação, acompanhamento e desenvolvimento dos alunos. 
 Desenvolver competências nas diversas áreas do saber e literacias. 
Alunos 
Equipa de apoio na BE 
Ao longo do ano letivo 
500€
7 
Currículo, literacias e aprendizagem 
Espaço de apoio ao estudo online 
 Continuar a criar recursos e dinamizar o espaço de apoio ao estudo online, na plataforma Moodle. 
Alunos 
Professores 
Ao longo do ano letivo 
20€ 
Atividades de Recuperação 
 Implementar atividades de apoio educativo e estratégias de recuperação, acompanhamento e desenvolvimento dos alunos. 
Alunos 
Equipa de apoio na BE 
Ao longo do ano letivo 
50€ 
Plano de Ocupação dos Tempos Escolares 
 Planear e organizar as atividades de substituição. 
 Integrar atividades que promovam a leitura, escrita e pesquisa. 
 Corrigir e selecionar os trabalhos para divulgação. 
Alunos 
Equipa de apoio na BE 
Ao longo do ano letivo 
500€ 
Alunos com ordem de saída da sala de aula 
 Acompanhar as atividades a desenvolver. 
Alunos 
Equipa de apoio na BE 
Ao longo do ano letivo 
50€ 
Domínio B. Leitura e literacia 
B. Leitura e literacia 
B.1. Criação e promoção da competência leitora e de hábitos de leitura. B. 2. Atividades e projetos de treino e melhoria das capacidades associadas à leitura.
8 
PROJETO/ ÁREAS DA AÇÃO ATIVIDADE OBJETIVOS DESTINATÁRIOS ORGANIZADORES/ DINAMIZADORES CALENDÁRIO ORÇAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR Leitura e Literacia 
Mês da leitura Leitura de textos Apresentação de trabalhos no âmbito da leitura. Exposição de trabalhos. 
 Estimular o interesse e o gosto pela leitura. 
 Fomentar hábitos de leitura. 
 Desenvolver competências de leitura e de comunicação oral. 
Alunos 
Equipa da Biblioteca 
articulação 
Professores 
Março 
100€ 
Concurso “Tem a Palavra … a Poesia” 
 Estimular a criatividade. 
 Desenvolver competências de escrita e de leitura. 
 Selecionar poemas para apresentação a concursos nacionais, como o concurso “Faça lá um poema” 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca 
articulação 
Professores 
2º Período 
50€ 
Destaques e desafios do mês 
 Estimular leitores criticos e autónomos 
 Fomentar a curiosidade sobre autores e temas em destaque. 
 Selecionar/divulgar obras para leitura autónoma. 
 Selecionar /divulgar os filmes relacionados com o tema. 
 Estimular a escrita criativa e o pensamento crítico 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca 
articulação 
Professores 
Ao longo do ano letivo 
150€ 
Implementação de atividades no âmbito do Plano Nacional de Leitura (PNL) 
 Estimular o interesse e o gosto pela leitura 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca e Professores do Departamento de Línguas 
Ao longo do ano letivo 
50€ 
Disponibilização de revistas e jornais 
 Estimular a leitura informativa 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca 
Ao longo do ano letivo 
600€ 
Encontros com autores 
 Promover o interesse e o gosto pela leitura 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca 
Ao longo do ano letivo 
250€ 
Concurso de Rimas 
 Desenvolver a escrita 
 Promover o gosto pela escrita 
Comunidade Escolar 
Biblioteca 
articulação 
Alunos de Mulitmédia 
1º Período 
20€
9 
Domínio C. Projetos e parcerias 
PROJETO/ ÁREAS DA AÇÃO ATIVIDADE OBJETIVOS DESTINATÁRIOS ORGANIZADORES/ DINAMIZADORES CALENDÁRIO ORÇAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR Projetos e parcerias 
Receção aos Encarregados de Educação 
 Estimular a participação e mobilização dos encarregados de educação. 
Encarregados de Educação 
Equipa da Biblioteca 
Ao longo do ano letivo 
15 € 
Desafios:Segurança na Internet e redes sociais 
 Criar hábitos de utilização segura da internet. 
Alunos do 3º ciclo 
Equipa da Biblioteca e Grupo de Informática 
Ao longo do ano letivo 
15€ 
Feira de Trocas de Livros 
 Dar a conhecer obras literárias envolvendo os alunos. 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca 
A definir oportunamente 
50€ 
Jornalismo na escola  Promover a educação para a cidadania  Promover a educação para os media  Incrementar o gosto pela leitura e pela escrita  Desenvolver o espírito crítico, incentivar a curiosidade e a criatividade. 
Alunos 
Professora Bibliotecária 
Jornal Setúbal na Rede 
Ao longo do ano letivo 
50€ 
Sessão para professores: Discussão das Metas Curriculares para a disciplina de TIC no 8º ano. 
 Explorar a implementação das metas curriculares, bem como possíveis atividades a realizar. 
Professores de Informática dos concelhos de Setúbal, Sesimbra e Pinhal Novo 
Equipa da Biblioteca 
articulação 
Centro de Formação 
1º Período 
20€ 
C. Projetos e parcerias C.1. Desenvolvimento de atividades e serviços colaborativos com outras escolas/ bibliotecas. C.2. Participação em projetos e parcerias com entidades exteriores à escola. C.3. Envolvimento e mobilização dos pais, encarregados de educação e famílias.
10 
PROJETO/ ÁREAS DA AÇÃO ATIVIDADE OBJETIVOS DESTINATÁRIOS ORGANIZADORES/ DINAMIZADORES CALENDÁRIO ORÇAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR Projetos e parcerias 
“Fragmentos” de informação 
 Criar um grupo de alunos redatores com competências nas diversas áreas (escrita, imagem, fotografia, organização de informação, composição gráfica…). 
 Divulgar informação e projetos da escola. 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca com a colaboração dos alunos 
Ao longo do ano letivo 
20€ 
Blogue “Letras não São Tretas” 
Grupo no facebook 
Twitter 
 Envolver alunos na dinamização dos espaços digitais. 
 Divulgar as atividades da escola. 
 Planear atividades em colaboração com os elementos do grupo. 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca / alunos / projetos e grupos disciplinares 
Ao longo do ano letivo 
20€ 
Projeto “Troca de Manuais” e Projejo “Papel por Alimentos” 
 Promover a troca de manuais escolares de forma a dar resposta às necessidades dos alunos. 
 Entregar ao banco alimentar os manuais não reutilizáveis no âmbito do projeto “papel por alimentos”. 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca 
Banco Alimentar 
Reutilizar 
Ao longo do ano letivo 
20€ 
Sessões de esclarecimento/ paletras 
Temas a definir oportunamente 
 Promover sessões de esclarecimento e reflexão sobre vários temas. 
Alunos 
Equipa da Biblioteca 
Articulações com projetos e grupos disciplinares 
Ao longo do ano letivo 
50€ 
Participação nas estruturas de trabalho concelhio. 
 Articular as atividades da escola com as orientações superiores, as estruturas concelhias e as restantes escolas. 
Professora Bibliotecária 
Ao longo do ano letivo 
50€ 
Dinamizar e participar em sessões de formação concelhias 
 Desenvolver competências nas várias áreas de atuação da BE. 
Professores Bibliotecários 
Professora Bibliotecária 
Ao longo do ano letivo 
20€ 
Olimpíadas da Criatividade 
 Sensibilizar para a importância da criatividade e demonstrar a sua aplicabilidade em diversos contextos (ex.: pessoal, cívico, tecnológico, linguístico, empresarial, artístico), sobretudo quando devidamente enquadrada por metodologias inovadoras e apropriadas. 
Aluna 
Professora Bibliotecária 
Olimpiadas da criatividade.org 
Ao longo do ano letivo 
50€ 
Curso Livre de Alemão 
 Sensibilizar a comunidade educativa para a aprendizagem das línguas 
Comunidade Educativa 
Biblioteca / Professoras de Línguas 
Ao longo do ano letivo 
50€
11 
Domínio D.Gestão da biblioteca escolar 
PROJETO/ ÁREAS DA AÇÃO ATIVIDADE OBJETIVOS DESTINATÁRIOS ORGANIZADORES/ DINAMIZADORES CALENDÁRIO ORÇAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR Gestão da biblioteca escolar 
Gestão do Fundo Documental/ coleção 
 Planear a gestão da coleção, na medida das possibilidades, de acordo com as necessidades curriculares e da comunidade escolar. 
 Manter o fundo documental organizado. 
 Fomentar a requisição domiciliária. 
 Fomentar a leitura no espaço da BE 
 Rentabilizar a utilização do porbase implementando os processos: 
o Requisição domiciliária; 
o Disponibilizar pontos de pesquisa livre dos recursos disponíveis para a comunidade escolar; 
o Colocar o catálogo documental da escola para pesquisa online. 
 Criar instrumentos de apoio ao uso da coleção. 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca 
Ao longo do ano letivo 
500€ C. Gestão da Biblioteca Escolar D.1. Recursos humanos, materiais e financeiros adequados às necessidades de gestão, funcionamento e dinamização da biblioteca escolar. 
D. 2. Integração e valorização da biblioteca escolar D.3. Desenvolvimento, organização, difusão e uso da coleção.
12 
PROJETO/ ÁREAS DA AÇÃO ATIVIDADE OBJETIVOS DESTINATÁRIOS ORGANIZADORES/ DINAMIZADORES CALENDÁRIO ORÇAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR Gestão da biblioteca escolar 
Gestão do equipamento tecnológico 
 Disponibilizar e manter o equipamento funcional em articulação com o Coordenador PTE 
 Gerir o processo de requisição. 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca /Coordenador PTE 
Ao longo do ano letivo 
Depende das avarias 
Gestão dos processos (requisição do espaços, equipamento tecnológico e outros) 
 Aproximar, tanto quanto possível, os instrumentos de gestão de processos da biblioteca escolar aos do mabe com vista à elaboração dos diversos relatórios a apresentar. 
 Tratamento dos dados da base de dados. 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca 
Ao longo do ano letivo 
50€ 
Difusão de Informação Informações provenientes do Conselho Pedagógico Placards da Escola Email institucional Website da escola Blogue Facebook Twitter 
 Melhorar os mecanismos de divulgação de informação mantendo as vias tradicionais e criando novas vias digitais que promovem o planeamento colaborativo de atividades com pessoal docente, não docente, alunos, técnicos de projetos e encarregados de educação. 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca 
Alunos, docentes, técnicos de projetos e EE colaboradores 
Ao longo do ano letivo 
50€ 
Gestão do espaço 
 Gerir o processo de requisição. 
 Manter o espaço organizado. 
Comunidade Escolar 
Equipa da Biblioteca 
Ao longo do ano letivo 
200€ 
Gestão da Equipa 
 Coordenação da equipa e distribuição de funções e atividades. 
 Fomentar e desenvolver trabalho colaborativo. 
Equipa da Biblioteca 
Ao longo do ano letivo 
50€
13 
2. Esquema de temas orientadores para as atividades a desenvolver 
O esquema orientador de temas a desenvolver durante o ano letivo 2013-2014: tem como objetivo ser um indicador para promover articulações das atividades com os departamentos, grupos de recrutamento, diretores de turma, projetos, clubes, núcleos e ateliers da escola. Não pretende ser um instrumento que limite a integração de outras atividades que surjam posteriormente e se mostrem pertinentes para o desenvolvimento e aprendizagem dos nossos alunos. 
Os temas definidos são transversais às diversas atividades previstas nos quatro domínios acima desenvolvidos e também são a base para as exposições, decorações, destaques e desafios pedagógicos. Período mês Temas e cores 
1º 
outubro 
Tema: Música; Cor predominante: preto 
Em outubro juntamos a comemoração do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares com o Dia Internacional da Música. 
dezembro 
Tema: Laço; Cor predominante: Dourado 
Laços familiares; solidariedade; festas natalícias; Dia Internacional da Luta contra a Sida; Dia do Emigrante, Dia Internacional do Portador de Deficiência. 
2º 
janeiro 
Tema: Animação; Cor predominante: Laranja 
Tema dedicado à banda desenhada, ao desenho, à ilustração, leitura de imagem. 
fevereiro 
Tema: Segurança nas relações; Cor predominante: Rosa 
Juntamos a data comemorativa da Internet Mais Segura com Dia de São Valentim. 
março 
Tema: Mês da Leitura; Cor predominante: azul 
A língua e a poesia 
3º 
abril 
Tema: Ambiente; Cor predominante: verde 
Dia da Terra 
maio 
Tema: Talentos; Cor predominante: arco-íris 
Promover a oferta formativa da escola, bem como os diversos talentos dos alunos.
14 
3. Plano de Melhoria 
Nível obtido 
Para implementar o modelo de avaliação das bibliotecas escolares (mabe) atualizado e de modo a fazê-lo segundo as metodologias de aplicação propostas, decidimos elaborar o Plano de Melhoria relativamente aos domínios B. Leitura e literacia e C. Projetos e parcerias. 
Optamos por estes dois domínios para o Plano de Melhoria do corrente ano letivo (2013/2014), uma vez que o domínio D, no ciclo que terminou, não foi avaliado por motivos devidamente justificados, na altura, pela direção da escola, junto dos diversos intervenientes. Quanto ao domínio A, quando se procedeu à avaliação (2009/2010), o contexto da biblioteca escolar era totalmente diferente, por isso os resultados obtidos estão completamente descontextualizados. Por um lado, o próprio espaço físico mudou totalmente; As condições atuais não se podem comparar com as que existiam em 2009/2010. Por outro lado, os projetos têm muito das pessoas que os dinamizam; assim sendo, a equipa mudou e cresceu (de 4 ou 5 elementos para 50 a 60 docentes) e a professora bibliotecária também mudou; acresce ainda o facto de terem sido integradas, neste serviço, as medidas de promoção do sucesso educativo e outras atividades. Por todos os motivos referidos a Biblioteca Escolar (re)organizou-se em função das novas instalações, recursos, decisões internas da Direção e Conselho Pedagógico. Salientam-se as alterações relativamente à dimensão do espaço físico e à dimensão da nova equipa, e ainda a integração de algumas medidas de sucesso educativo para dar resposta às necessidades da comunidade educativa. 
2 
3,4 
3,7 
Como já referimos, durante o ciclo 2009-2013 foram avaliados os domínios (A, B, e C). 
Ano letivo 2009/2010: domínio A – Apoio ao desenvolvimento curricular 
Ano letivo 2010/2011: A implementação do modelo de avaliação foi interrompida por diversos motivos. 
Ano letivo 2011/2012: domínio C – Projetos parcerias e atividades livres e de abertura à comunidade 
Ano letivo 2012/2013: domínio B – Leitura e literacia.
15 
Domínio B. Leitura e literacia 
No relatório de avaliação conclui-se que fazer mais (quantidade) atividades, era quase humanamente impossível, mas fazer melhor (qualidade/consolidação) é sempre exequível, melhorando e fortalecendo articulações, fazendo ajustes que tornem os serviços mais fluídos, entre outros. 
Resultados esperados: 
Envolver 85% das turmas em projetos e atividades de leitura e de animação da leitura. 
Fomentar a leitura de forma a aumentar a requisição e consulta de livros em 20% relativamente ao ano letivo 2012/2013. 
Consolidar o nível de colaboração/articulação com os departamentos, grupos disciplinares e outras estruturas intermédias. 
Consolidar o nível de colaboração/articulação com os projetos, núcleos, clubes e ateliers da escola. 
Reforçar a divulgação dos textos criativos e coletivos, resultantes dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos no âmbito dos desafios do mês, das atividades das aulas de substituição, publicando-os na Biblioteca em suporte de papel e em formato digital e/ou ebook no blogue, facebook e twitter. 
Ações de melhoria a desenvolver indicadas por ordem de prioridade Data de início Data de conclusão Instrumentos para avaliar a melhoria Pessoas responsáveis / Recursos envolvidos B.1. Criação e promoção da competência leitora e dos hábitos de leitura. 
Mês da leitura (Leitura de textos; apresentação de trabalhos no âmbito da leitura, exposição de trabalhos). 
Encontros com autores 
Disponibilização de revistas e jornais 
setembro 2013 
junho 
2014 
Instrumentos de avaliação do mabe. 
Instrumentos de recolha de dados elaborados pela equipa. 
Dados da requisição dos recursos da Biblioteca. 
Equipa da Biblioteca 
Professores de Apoio na BE 
Professores da escola 
Recursos tecnológicos, fundo documental e coleção da biblioteca. 
Material de divulgação e guiões para as atividades. B. 2. Atividades e projetos de treino e melhoria das capacidades associadas à leitura. 
Destaques e desafios do mês 
Concurso de Rimas 
Concurso “Tem a Palavra … a Poesia” 
setembro 2013 
junho 
2014
16 
Domínio C. Projetos e parcerias 
O domínio C foi avaliado e 2011/2012, nos questionários aplicados aos pais e encarregados de educação durante o processo de avaliação da BE, aproximadamente 74% revelaram não conhecer a Biblioteca Escolar. 
1. Conhece a biblioteca escolar que serve a escola do seu filho/ educando? 
Sim 
26.4% 
Não 
73.6% 
Refletindo sobre os resultados obtidos e no sentido de colmatar esta lacuna apresentámos em Conselho Pedagógico de 6 de setembro de 2012 (inicio do ano letivo seguinte) as seguintes propostas: 
Proposta 1: Quando as primeiras reuniões dos Diretores de Turma com os EE/pais estiverem agendadas, a Equipa da Biblioteca Escolar prepara a receção aos Encarregados de Educação, permanecendo a BE aberta durante o período de realização das reuniões (18h.30m – 20h.00m), para que os Diretores de Turma os possam conduzir numa visita guiada. 
A proposta foi aprovada pelo Conselho Pedagógico e implementada pela equipa da Biblioteca Escolar, conduzindo à seguinte avaliação. 
ATIVIDADE: RECEÇÃO AOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO 
Relatório /descrição 
Data: 1 a 4 de outubro de 2012 
A Biblioteca da Escola abriu entre as 19h e as 20h, de 1 a 4 de outubro, para fazer a receção aos Encarregados de Educação durante as reuniões com os Diretores de Turma. Os alunos do Curso Profissional de Turismo fizeram a visita guiada. 
Fica também um agradecimento a todos os Diretores de Turma que colaboraram. 
Articulação: 
Biblioteca – Diretores de Turma 
Professores dinamizadores: Professora Bibliotecária (Fernanda Ledesma) e alunos do Curso de Técnicos de Turismo. 
Público- Alvo: Encarregados de Educação/Pais
17 
No processo de avaliação do final do ano letivo de 2012/2013 os resultados das ações implementadas levaram à inverção dos resultados. 
1. Conhece a biblioteca escolar que serve a escola do seu filho/ educando? 
Sim 
40 
75,5% 
Não 
13 
24,5% Total 53 100,00% 
Também no processo de avaliação de 2011/2012, se verificou que relativamente à questão “os encarregados de educação costumam receber informação sobre as atividades da BE” a resposta não foi a melhor. 5. Costuma receber informações sobre atividades desenvolvidas pela biblioteca escolar? 
Frequentemente 
3.6% 
Ocasionalmente 
41.8% 
Nunca 
54.5% 
De forma a melhorar este item de avaliação e porque a escola não pode dispor de verbas para impressão e distribuição desta informação em suporte de papel, propusemos o seguinte: 
Proposta 2: Solicitámos o apoio dos diretores de turma, na recolha dos endereços eletrónicos dos encarregados de educação que mostrem interesse em receber mensalmente a lista de atividades que se irão realizar. 
5. Costuma receber informações sobre atividades desenvolvidas pela biblioteca escolar? 
Frequentemente 
6 
11,1% 
Ocasionalmente 
24 
44,4% 
Nunca 
24 
44,4% Total 54 99,90%
18 
Resultados esperados: 
Consolidação e aumento da participação dos pais/ encarregados de educação nas atividades. 
Receção de informação, pelos encarregados de educação e pais, com maior regularidade, sobre as atividades que vão sendo realizadas. 
Consolidação dos encontros, sessões e workhops para partilha de experiências com outros professores bibliotecários e outras escolas. 
Consolidação das parcerias com instituições na organização de atividades e projetos. 
Ações de melhoria a desenvolver indicadas por ordem de prioridade Data de início Data de conclusão Instrumentos para avaliar a melhoria Pessoas responsáveis / Recursos envolvidos C.1. Desenvolvimento de atividades e serviços colaborativos com outras escolas/ bibliotecas. 
Sessões de esclarecimento/ paletras (Temas a definir oportunamente) 
Participação nas estruturas de trabalho concelhio. 
Dinamizar e participar em sessões de formação 
Setembro 1013 
Setembro 2013 
Setembro 2013 
Junho 
2014 
Junho 
2014 
Junho 
2014 
Instrumentos de avaliação do mabe. 
Instrumentos de recolha de dados elaborados pela equipa. 
Equipa da biblioteca Escolar 
Material de divulgação e guiões para as atividades. C.2. Participação em projetos e parcerias com entidades exteriores à escola. 
Desafios:Segurança na Internet e redes sociais Feira de Trocas de Livros 
Projeto: Jornalismo na escola 
Sessão para professores: Discussão das Metas Curriculares para a disciplina de TIC no 8º ano. Projeto “Troca de Manuais” e Projejo “Papel por Alimentos” 
Olimpíadas da Criatividade 
2º período 
Setembro 
1º Período 
Setembro 
Setembro 
2º período 
Junho 
1º período 
Junho 
Junho 
Instrumentos de avaliação do mabe. 
Instrumentos de recolha de dados elaborados pela equipa. 
Equipa da biblioteca Escolar 
Jornal: Setúbal na Rede 
Centro de Formação da Ordem de Santiago 
Reutilizar 
Materiais de divulgação e recursos pedagógicos adequados a cada projeto C.3. Envolvimento e mobilização dos pais, encarregados de educação e famílias. 
Receção aos Encarregados de Educação 
“Fragmentos” de informação 
Divulgação de informação Blogue “Letras não São Tretas”, grupo no facebook e twitter 
Curso Livre de Alemão 
Setembro 
Setembro 
Setembro 
Setembro 
Junho 
Junho 
Junho 
Junho 
Instrumentos de avaliação do mabe. 
Instrumentos de recolha de dados elaborados pela equipa. 
Equipa da biblioteca Escolar 
Professores de Apoio na BE 
Diretores de Turma 
Material de divulgação.
19 
O Plano de Ação da Biblioteca Escolar (Mediateca) foi elaborado tendo em conta as linhas orientadoras da escola e as externas; procurámos apresentá-lo numa perspetiva flexível, sendo possível, na sua operacionalização, a abertura à dinamização de outras atividades em cooperação com a comunidade escolar. 
O plano de atividades da Biblioteca Escolar foi integrado no Plano de Atividades da Escola e aprovado em Conselho Pedagógico no dia de 11 de Novembro de 2013. 
Referências Bibliográficas 
Roldão, M. (2007). Colaborar é preciso. Questão de qualidade e eficácia no trabalho dos professores. Noesis, n. 71, Out./Dez. 2007, 24-29.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Plano de ação da biblioteca escolar 2009(2013
Plano de ação da biblioteca escolar 2009(2013Plano de ação da biblioteca escolar 2009(2013
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leituraPlanejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Luciane tonete
 
Aula 2 biblioteca escolar
Aula 2 biblioteca escolarAula 2 biblioteca escolar
Aula 2 biblioteca escolar
Biblio 2010
 
Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14
Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14
Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14
bedjoaoii
 
Plano de atividades da biblioteca
Plano de atividades da bibliotecaPlano de atividades da biblioteca
Plano de atividades da biblioteca
Bibliotecas Rosa Ramalho
 
Atividades da Biblioteca
Atividades da BibliotecaAtividades da Biblioteca
Atividades da Biblioteca
Mônica Inácio
 
Projeto Sala de Leitura 2016 - Escola Estadual Dr. Sylvio de Aguiar Maya
Projeto Sala de Leitura 2016 - Escola Estadual Dr. Sylvio de Aguiar MayaProjeto Sala de Leitura 2016 - Escola Estadual Dr. Sylvio de Aguiar Maya
Projeto Sala de Leitura 2016 - Escola Estadual Dr. Sylvio de Aguiar Maya
elianegeraldo
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
jose ebner
 
Projeto leitura
Projeto leituraProjeto leitura
Projeto leitura
elienabetete
 
Projeto baú dos sonhos
Projeto            baú dos sonhosProjeto            baú dos sonhos
Projeto baú dos sonhos
Rosemary Batista
 
Projeto Pequenos Leitores, Grandes Escritores
Projeto Pequenos Leitores, Grandes EscritoresProjeto Pequenos Leitores, Grandes Escritores
Projeto Pequenos Leitores, Grandes Escritores
Letras Mágicas
 
Grelha paa be
Grelha paa beGrelha paa be
Atividades desenvolvidas na biblioteca
Atividades desenvolvidas na bibliotecaAtividades desenvolvidas na biblioteca
Atividades desenvolvidas na biblioteca
Escola Municipal Irmã Irma Zorzi
 
Projeto leitura
Projeto leituraProjeto leitura
Projeto leitura
Jaiza Nobre
 
Biblioteca escolar
Biblioteca escolarBiblioteca escolar
Biblioteca escolar
elzirene
 
Incentivacão a leitura e a escrita
Incentivacão a leitura e a escritaIncentivacão a leitura e a escrita
Incentivacão a leitura e a escrita
nancecosta
 
Projeto leitura escrita séries iniciais rgs 2014
Projeto leitura escrita séries iniciais rgs 2014Projeto leitura escrita séries iniciais rgs 2014
Projeto leitura escrita séries iniciais rgs 2014
emraimundogaldino
 
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º anoProjeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Nayane Mertens
 
Projeto roda de leitura
Projeto roda de leituraProjeto roda de leitura
Projeto roda de leitura
Grupo "FG"
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Cirlei Santos
 

Mais procurados (20)

Plano de ação da biblioteca escolar 2009(2013
Plano de ação da biblioteca escolar 2009(2013Plano de ação da biblioteca escolar 2009(2013
Plano de ação da biblioteca escolar 2009(2013
 
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leituraPlanejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
 
Aula 2 biblioteca escolar
Aula 2 biblioteca escolarAula 2 biblioteca escolar
Aula 2 biblioteca escolar
 
Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14
Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14
Relatorio de Execução de Atividades e do Plano de Melhoria da biblioteca 13-14
 
Plano de atividades da biblioteca
Plano de atividades da bibliotecaPlano de atividades da biblioteca
Plano de atividades da biblioteca
 
Atividades da Biblioteca
Atividades da BibliotecaAtividades da Biblioteca
Atividades da Biblioteca
 
Projeto Sala de Leitura 2016 - Escola Estadual Dr. Sylvio de Aguiar Maya
Projeto Sala de Leitura 2016 - Escola Estadual Dr. Sylvio de Aguiar MayaProjeto Sala de Leitura 2016 - Escola Estadual Dr. Sylvio de Aguiar Maya
Projeto Sala de Leitura 2016 - Escola Estadual Dr. Sylvio de Aguiar Maya
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
 
Projeto leitura
Projeto leituraProjeto leitura
Projeto leitura
 
Projeto baú dos sonhos
Projeto            baú dos sonhosProjeto            baú dos sonhos
Projeto baú dos sonhos
 
Projeto Pequenos Leitores, Grandes Escritores
Projeto Pequenos Leitores, Grandes EscritoresProjeto Pequenos Leitores, Grandes Escritores
Projeto Pequenos Leitores, Grandes Escritores
 
Grelha paa be
Grelha paa beGrelha paa be
Grelha paa be
 
Atividades desenvolvidas na biblioteca
Atividades desenvolvidas na bibliotecaAtividades desenvolvidas na biblioteca
Atividades desenvolvidas na biblioteca
 
Projeto leitura
Projeto leituraProjeto leitura
Projeto leitura
 
Biblioteca escolar
Biblioteca escolarBiblioteca escolar
Biblioteca escolar
 
Incentivacão a leitura e a escrita
Incentivacão a leitura e a escritaIncentivacão a leitura e a escrita
Incentivacão a leitura e a escrita
 
Projeto leitura escrita séries iniciais rgs 2014
Projeto leitura escrita séries iniciais rgs 2014Projeto leitura escrita séries iniciais rgs 2014
Projeto leitura escrita séries iniciais rgs 2014
 
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º anoProjeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
Projeto da e.e.antônio nogueira da fonseca 6º ao 9º ano
 
Projeto roda de leitura
Projeto roda de leituraProjeto roda de leitura
Projeto roda de leitura
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
 

Destaque

Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmicaProposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Armanda Ribeiro
 
Fábuals do 5º ano E
Fábuals do 5º ano EFábuals do 5º ano E
Fábuals do 5º ano E
Colégio Catarinense
 
Cigarra e formiga
Cigarra e formigaCigarra e formiga
Cigarra e formiga
Rosa Maria Alves
 
Desenhos fábula1
Desenhos fábula1Desenhos fábula1
Desenhos fábula1
Eunice Mendes de Oliveira
 
Projeto o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Projeto   o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagemProjeto   o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Projeto o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Auxiliadora Vasconcelos
 
Trabalhando com sequencia didática slids
Trabalhando com sequencia didática  slidsTrabalhando com sequencia didática  slids
Trabalhando com sequencia didática slids
Eunice Mendes de Oliveira
 
Plano de ação
Plano de açãoPlano de ação
Plano de ação
PMY TECNOLOGIA LTDA
 
ALFABETIZAÇÃO
ALFABETIZAÇÃOALFABETIZAÇÃO
Plano de ação - Modelo
Plano de ação - ModeloPlano de ação - Modelo
Plano de ação - Modelo
Daniel Santos
 
Plano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógicaPlano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógica
Blog Amiga da Pedagogia By Nathália
 
Planejamento da biblioteca
Planejamento da bibliotecaPlanejamento da biblioteca
Planejamento da biblioteca
Marcos Vasconcelos
 
Plano de Ação Pedagogo
Plano de Ação PedagogoPlano de Ação Pedagogo
Plano de Ação Pedagogo
CÉSAR TAVARES
 
Ap. plano de ação
Ap. plano de açãoAp. plano de ação
Ap. plano de ação
aparecidalavagnoli521
 
Processo e objetivos da alfabetizacao
Processo e objetivos da alfabetizacaoProcesso e objetivos da alfabetizacao
Processo e objetivos da alfabetizacao
Jean Carvalho
 
Projeto metodo fonico
Projeto metodo fonicoProjeto metodo fonico
Projeto metodo fonico
Neemias
 
A.Apres.Estrut.Cognitivas.Ppoitn
A.Apres.Estrut.Cognitivas.PpoitnA.Apres.Estrut.Cognitivas.Ppoitn
A.Apres.Estrut.Cognitivas.Ppoitn
guesta2f5284
 
Curso metodos
Curso metodosCurso metodos
Curso metodos
Luciana
 
Ensinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciaisEnsinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciais
Maristela Couto
 
Cartilha letramento[1]
Cartilha  letramento[1]Cartilha  letramento[1]
Cartilha letramento[1]
Maria Clara Catanho
 
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
QUEDMA SILVA
 

Destaque (20)

Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmicaProposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
Proposta de atividades para uma biblioteca dinâmica
 
Fábuals do 5º ano E
Fábuals do 5º ano EFábuals do 5º ano E
Fábuals do 5º ano E
 
Cigarra e formiga
Cigarra e formigaCigarra e formiga
Cigarra e formiga
 
Desenhos fábula1
Desenhos fábula1Desenhos fábula1
Desenhos fábula1
 
Projeto o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Projeto   o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagemProjeto   o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
Projeto o uso da fábula e a mída no processo de ensino - aprendizagem
 
Trabalhando com sequencia didática slids
Trabalhando com sequencia didática  slidsTrabalhando com sequencia didática  slids
Trabalhando com sequencia didática slids
 
Plano de ação
Plano de açãoPlano de ação
Plano de ação
 
ALFABETIZAÇÃO
ALFABETIZAÇÃOALFABETIZAÇÃO
ALFABETIZAÇÃO
 
Plano de ação - Modelo
Plano de ação - ModeloPlano de ação - Modelo
Plano de ação - Modelo
 
Plano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógicaPlano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógica
 
Planejamento da biblioteca
Planejamento da bibliotecaPlanejamento da biblioteca
Planejamento da biblioteca
 
Plano de Ação Pedagogo
Plano de Ação PedagogoPlano de Ação Pedagogo
Plano de Ação Pedagogo
 
Ap. plano de ação
Ap. plano de açãoAp. plano de ação
Ap. plano de ação
 
Processo e objetivos da alfabetizacao
Processo e objetivos da alfabetizacaoProcesso e objetivos da alfabetizacao
Processo e objetivos da alfabetizacao
 
Projeto metodo fonico
Projeto metodo fonicoProjeto metodo fonico
Projeto metodo fonico
 
A.Apres.Estrut.Cognitivas.Ppoitn
A.Apres.Estrut.Cognitivas.PpoitnA.Apres.Estrut.Cognitivas.Ppoitn
A.Apres.Estrut.Cognitivas.Ppoitn
 
Curso metodos
Curso metodosCurso metodos
Curso metodos
 
Ensinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciaisEnsinar Matemática nas séries iniciais
Ensinar Matemática nas séries iniciais
 
Cartilha letramento[1]
Cartilha  letramento[1]Cartilha  letramento[1]
Cartilha letramento[1]
 
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
Plano de ação coordenação pedagógica 2013 ec10
 

Semelhante a PABE - Plano de Ação da Biblioteca da Escola D. João II - ano letivo 13 14

Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13
Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13
Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13
bepedronunes
 
Relatorio 3º Periodo 2011-2012
Relatorio 3º Periodo 2011-2012Relatorio 3º Periodo 2011-2012
Relatorio 3º Periodo 2011-2012
SalaAmarela Enxara Do Bispo
 
Balanço final - Ano letivo 2013/2014
Balanço final - Ano letivo 2013/2014Balanço final - Ano letivo 2013/2014
Balanço final - Ano letivo 2013/2014
papacas
 
avaliacao_esffl_BE_2009-2010
avaliacao_esffl_BE_2009-2010avaliacao_esffl_BE_2009-2010
avaliacao_esffl_BE_2009-2010
Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes
 
6ª tarefa - 2ª parte
6ª tarefa - 2ª parte6ª tarefa - 2ª parte
6ª tarefa - 2ª parte
Ana Luísa Fernandes
 
4º MóDulo Tarefa
4º MóDulo Tarefa4º MóDulo Tarefa
4º MóDulo Tarefa
candidaribeiro
 
Auto-Avaliação BE
Auto-Avaliação BEAuto-Avaliação BE
Auto-Avaliação BE
inbiblio
 
Ppt Mav SessãO3
Ppt Mav SessãO3Ppt Mav SessãO3
Ppt Mav SessãO3
Antonio Tavares
 
Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b[1]
Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b[1]Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b[1]
Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b[1]
ddfdelfim
 
Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b (tarefa 4)
Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b (tarefa 4)Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b (tarefa 4)
Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b (tarefa 4)
ddfdelfim
 
Plano De AvaliaçãO
Plano De AvaliaçãOPlano De AvaliaçãO
Plano De AvaliaçãO
claudinapires
 
O Modelo de Auto-Avaliação das bibliotecas escolares no contexto da Escola / ...
O Modelo de Auto-Avaliação das bibliotecas escolares no contexto da Escola / ...O Modelo de Auto-Avaliação das bibliotecas escolares no contexto da Escola / ...
O Modelo de Auto-Avaliação das bibliotecas escolares no contexto da Escola / ...
subranco
 
Plano de melhoria_da_be_2010_2011_pdf
Plano de melhoria_da_be_2010_2011_pdfPlano de melhoria_da_be_2010_2011_pdf
Plano de melhoria_da_be_2010_2011_pdf
BELidiaJorge
 
Plano De Auto AvaliaçãO Das Be Metodogias De OperacionalizaçãO Parte I
Plano De Auto  AvaliaçãO Das Be Metodogias De OperacionalizaçãO Parte IPlano De Auto  AvaliaçãO Das Be Metodogias De OperacionalizaçãO Parte I
Plano De Auto AvaliaçãO Das Be Metodogias De OperacionalizaçãO Parte I
anamariabpalma
 
Plano De Avaliacao[1]
Plano De Avaliacao[1]Plano De Avaliacao[1]
Plano De Avaliacao[1]
claudinapires
 
ApresentaçãO Maabe Ao Cp
ApresentaçãO Maabe Ao CpApresentaçãO Maabe Ao Cp
ApresentaçãO Maabe Ao Cp
Isabel Martins
 
Planificar avaliação BE
Planificar avaliação BEPlanificar avaliação BE
Planificar avaliação BE
Bibliotecajac
 
Planificar avaliação BE
Planificar avaliação BEPlanificar avaliação BE
Planificar avaliação BE
Bibliotecajac
 
Plano Avaliacao A22 A25
Plano Avaliacao A22 A25Plano Avaliacao A22 A25
Plano Avaliacao A22 A25
Ana Violante
 
Modelo AA da BE
Modelo AA da BEModelo AA da BE
Modelo AA da BE
Sílvia Baltazar
 

Semelhante a PABE - Plano de Ação da Biblioteca da Escola D. João II - ano letivo 13 14 (20)

Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13
Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13
Relatório de avaliação da biblioteca escolar esas 2012-13
 
Relatorio 3º Periodo 2011-2012
Relatorio 3º Periodo 2011-2012Relatorio 3º Periodo 2011-2012
Relatorio 3º Periodo 2011-2012
 
Balanço final - Ano letivo 2013/2014
Balanço final - Ano letivo 2013/2014Balanço final - Ano letivo 2013/2014
Balanço final - Ano letivo 2013/2014
 
avaliacao_esffl_BE_2009-2010
avaliacao_esffl_BE_2009-2010avaliacao_esffl_BE_2009-2010
avaliacao_esffl_BE_2009-2010
 
6ª tarefa - 2ª parte
6ª tarefa - 2ª parte6ª tarefa - 2ª parte
6ª tarefa - 2ª parte
 
4º MóDulo Tarefa
4º MóDulo Tarefa4º MóDulo Tarefa
4º MóDulo Tarefa
 
Auto-Avaliação BE
Auto-Avaliação BEAuto-Avaliação BE
Auto-Avaliação BE
 
Ppt Mav SessãO3
Ppt Mav SessãO3Ppt Mav SessãO3
Ppt Mav SessãO3
 
Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b[1]
Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b[1]Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b[1]
Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b[1]
 
Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b (tarefa 4)
Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b (tarefa 4)Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b (tarefa 4)
Metodologias de operacionalizacao_do_maabe_-_dominio_b (tarefa 4)
 
Plano De AvaliaçãO
Plano De AvaliaçãOPlano De AvaliaçãO
Plano De AvaliaçãO
 
O Modelo de Auto-Avaliação das bibliotecas escolares no contexto da Escola / ...
O Modelo de Auto-Avaliação das bibliotecas escolares no contexto da Escola / ...O Modelo de Auto-Avaliação das bibliotecas escolares no contexto da Escola / ...
O Modelo de Auto-Avaliação das bibliotecas escolares no contexto da Escola / ...
 
Plano de melhoria_da_be_2010_2011_pdf
Plano de melhoria_da_be_2010_2011_pdfPlano de melhoria_da_be_2010_2011_pdf
Plano de melhoria_da_be_2010_2011_pdf
 
Plano De Auto AvaliaçãO Das Be Metodogias De OperacionalizaçãO Parte I
Plano De Auto  AvaliaçãO Das Be Metodogias De OperacionalizaçãO Parte IPlano De Auto  AvaliaçãO Das Be Metodogias De OperacionalizaçãO Parte I
Plano De Auto AvaliaçãO Das Be Metodogias De OperacionalizaçãO Parte I
 
Plano De Avaliacao[1]
Plano De Avaliacao[1]Plano De Avaliacao[1]
Plano De Avaliacao[1]
 
ApresentaçãO Maabe Ao Cp
ApresentaçãO Maabe Ao CpApresentaçãO Maabe Ao Cp
ApresentaçãO Maabe Ao Cp
 
Planificar avaliação BE
Planificar avaliação BEPlanificar avaliação BE
Planificar avaliação BE
 
Planificar avaliação BE
Planificar avaliação BEPlanificar avaliação BE
Planificar avaliação BE
 
Plano Avaliacao A22 A25
Plano Avaliacao A22 A25Plano Avaliacao A22 A25
Plano Avaliacao A22 A25
 
Modelo AA da BE
Modelo AA da BEModelo AA da BE
Modelo AA da BE
 

Mais de bedjoaoii

Obras adquiridas Biblioteca - janeiro 2018
Obras adquiridas Biblioteca - janeiro 2018Obras adquiridas Biblioteca - janeiro 2018
Obras adquiridas Biblioteca - janeiro 2018
bedjoaoii
 
Continuidade na Mudança
Continuidade na MudançaContinuidade na Mudança
Continuidade na Mudança
bedjoaoii
 
Cartaz - O sono da razão produz monstros
Cartaz  - O sono da razão produz monstrosCartaz  - O sono da razão produz monstros
Cartaz - O sono da razão produz monstros
bedjoaoii
 
Cartazes de Exposição da Biblioteca Escolar
Cartazes de Exposição da Biblioteca EscolarCartazes de Exposição da Biblioteca Escolar
Cartazes de Exposição da Biblioteca Escolar
bedjoaoii
 
Cartaz Fashion Week
Cartaz  Fashion WeekCartaz  Fashion Week
Cartaz Fashion Week
bedjoaoii
 
Cartaz Arqueologia em Setúbal
Cartaz Arqueologia em SetúbalCartaz Arqueologia em Setúbal
Cartaz Arqueologia em Setúbal
bedjoaoii
 
Cartaz Arqueologia em Setúbal
Cartaz Arqueologia em SetúbalCartaz Arqueologia em Setúbal
Cartaz Arqueologia em Setúbal
bedjoaoii
 
Cartaz - A arte e os direitos humanos
Cartaz - A arte e os direitos humanosCartaz - A arte e os direitos humanos
Cartaz - A arte e os direitos humanos
bedjoaoii
 
Cartaz 3 anos_em_clicks_multimédia (1)
Cartaz 3 anos_em_clicks_multimédia (1)Cartaz 3 anos_em_clicks_multimédia (1)
Cartaz 3 anos_em_clicks_multimédia (1)
bedjoaoii
 
Cartaz Open Day
Cartaz Open DayCartaz Open Day
Cartaz Open Day
bedjoaoii
 
Cartaz Galo de Barcelos
Cartaz  Galo de BarcelosCartaz  Galo de Barcelos
Cartaz Galo de Barcelos
bedjoaoii
 
Cartaz Fernando, em Pessoa
Cartaz  Fernando, em PessoaCartaz  Fernando, em Pessoa
Cartaz Fernando, em Pessoa
bedjoaoii
 
Cartaz desfile de moda -fashionweek
Cartaz desfile de moda -fashionweekCartaz desfile de moda -fashionweek
Cartaz desfile de moda -fashionweek
bedjoaoii
 
Quando o desenho fala
Quando o desenho falaQuando o desenho fala
Quando o desenho fala
bedjoaoii
 
Folheto V Feira das Bibliotecas Escolares de Setúbal
Folheto V Feira das Bibliotecas Escolares de SetúbalFolheto V Feira das Bibliotecas Escolares de Setúbal
Folheto V Feira das Bibliotecas Escolares de Setúbal
bedjoaoii
 
Stop 10 minutos a ler
Stop 10 minutos a lerStop 10 minutos a ler
Stop 10 minutos a ler
bedjoaoii
 
Sessão da musica
Sessão da musicaSessão da musica
Sessão da musica
bedjoaoii
 
Regulamento do Concurso "Tem a Palavra a Poesia"
Regulamento do Concurso "Tem a Palavra a Poesia"Regulamento do Concurso "Tem a Palavra a Poesia"
Regulamento do Concurso "Tem a Palavra a Poesia"
bedjoaoii
 
Cartaz concurso "Tem a palavra a Poesia"
Cartaz concurso "Tem a palavra a Poesia"Cartaz concurso "Tem a palavra a Poesia"
Cartaz concurso "Tem a palavra a Poesia"
bedjoaoii
 
Sessão sobre Timor 2006-2012
Sessão sobre Timor 2006-2012Sessão sobre Timor 2006-2012
Sessão sobre Timor 2006-2012
bedjoaoii
 

Mais de bedjoaoii (20)

Obras adquiridas Biblioteca - janeiro 2018
Obras adquiridas Biblioteca - janeiro 2018Obras adquiridas Biblioteca - janeiro 2018
Obras adquiridas Biblioteca - janeiro 2018
 
Continuidade na Mudança
Continuidade na MudançaContinuidade na Mudança
Continuidade na Mudança
 
Cartaz - O sono da razão produz monstros
Cartaz  - O sono da razão produz monstrosCartaz  - O sono da razão produz monstros
Cartaz - O sono da razão produz monstros
 
Cartazes de Exposição da Biblioteca Escolar
Cartazes de Exposição da Biblioteca EscolarCartazes de Exposição da Biblioteca Escolar
Cartazes de Exposição da Biblioteca Escolar
 
Cartaz Fashion Week
Cartaz  Fashion WeekCartaz  Fashion Week
Cartaz Fashion Week
 
Cartaz Arqueologia em Setúbal
Cartaz Arqueologia em SetúbalCartaz Arqueologia em Setúbal
Cartaz Arqueologia em Setúbal
 
Cartaz Arqueologia em Setúbal
Cartaz Arqueologia em SetúbalCartaz Arqueologia em Setúbal
Cartaz Arqueologia em Setúbal
 
Cartaz - A arte e os direitos humanos
Cartaz - A arte e os direitos humanosCartaz - A arte e os direitos humanos
Cartaz - A arte e os direitos humanos
 
Cartaz 3 anos_em_clicks_multimédia (1)
Cartaz 3 anos_em_clicks_multimédia (1)Cartaz 3 anos_em_clicks_multimédia (1)
Cartaz 3 anos_em_clicks_multimédia (1)
 
Cartaz Open Day
Cartaz Open DayCartaz Open Day
Cartaz Open Day
 
Cartaz Galo de Barcelos
Cartaz  Galo de BarcelosCartaz  Galo de Barcelos
Cartaz Galo de Barcelos
 
Cartaz Fernando, em Pessoa
Cartaz  Fernando, em PessoaCartaz  Fernando, em Pessoa
Cartaz Fernando, em Pessoa
 
Cartaz desfile de moda -fashionweek
Cartaz desfile de moda -fashionweekCartaz desfile de moda -fashionweek
Cartaz desfile de moda -fashionweek
 
Quando o desenho fala
Quando o desenho falaQuando o desenho fala
Quando o desenho fala
 
Folheto V Feira das Bibliotecas Escolares de Setúbal
Folheto V Feira das Bibliotecas Escolares de SetúbalFolheto V Feira das Bibliotecas Escolares de Setúbal
Folheto V Feira das Bibliotecas Escolares de Setúbal
 
Stop 10 minutos a ler
Stop 10 minutos a lerStop 10 minutos a ler
Stop 10 minutos a ler
 
Sessão da musica
Sessão da musicaSessão da musica
Sessão da musica
 
Regulamento do Concurso "Tem a Palavra a Poesia"
Regulamento do Concurso "Tem a Palavra a Poesia"Regulamento do Concurso "Tem a Palavra a Poesia"
Regulamento do Concurso "Tem a Palavra a Poesia"
 
Cartaz concurso "Tem a palavra a Poesia"
Cartaz concurso "Tem a palavra a Poesia"Cartaz concurso "Tem a palavra a Poesia"
Cartaz concurso "Tem a palavra a Poesia"
 
Sessão sobre Timor 2006-2012
Sessão sobre Timor 2006-2012Sessão sobre Timor 2006-2012
Sessão sobre Timor 2006-2012
 

Último

Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 

PABE - Plano de Ação da Biblioteca da Escola D. João II - ano letivo 13 14

  • 1. 0 Introdução 2013/2014 Atividades aprovadas em Conselho Pedagógico de 11 de Novembro de 2013.
  • 2. 1 Índice Nota de Apresentação ...................................................................................................................................................................................................... 2 1. Atividades da Biblioteca Escolar ............................................................................................................................................................................... 5 2. Esquema de temas orientadores para as atividades a desenvolver ...................................................................................................................... 13 3. Plano de melhoria ................................................................................................................................................................................................... 14
  • 3. 2 Nota de Apresentação Biblioteca Escolar: Uma Porta para a Vida! A Biblioteca Escolar (BE) /Mediateca é um espaço multidisciplinar; utilizar adequadamente os seus recursos é um saber integrante do processo educativo que visa, a longo prazo, o desenvolvimento das competências necessárias aos alunos para poderem fazer face às solicitações do futuro, nos domínios das diferentes literacias. O plano de ação que apresentamos tem como objetivo multiplicar os usos da biblioteca (mediateca) e dos seus recursos por parte da comunidade educativa e, ao mesmo tempo, fazer da biblioteca mediadora do conhecimento e da articulação e desenvolvimento curricular. Neste plano pretendemos articular os documentos orientadores da escola, com as orientações superiores provenientes dos organismos do Ministério da Educação e da Ciência ligados a esta área de atuação. O Plano de Ação da Biblioteca integra as atividades, o esquema de temas selecionados para desenvolver este ano letivo e o plano de melhoria. Biblioteca Escolar Mediateca Conselho Pedagógico Direção Conselho Geral Coordenação Concelhia Gab. da Rede de Bibliotecas Escolares Plano Nacional de Leitura Regulamento interno Projeto Educativo Plano de Atividades Modelo de Avaliação Referencial: Aprender com a BE Quadro Estratégico 2014-2020 PLANO DE AÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR Plano de atividades Esquema de temas Plano de Melhoria
  • 4. 3 De modo a cumprir o que legalmente está estabelecido, o Plano de Ação da Biblioteca Escolar (mediateca) será também enviado para a Coordenação Interconcelhia das Bibliotecas Escolares (CIBE) e para o Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares (SABE) da Câmara Municipal de Setúbal. A avaliação das atividades das bibliotecas escolares (mabe) prevê a aplicação de um modelo definido centralmente; os instrumentos a usar estão igualmente previstos no referido modelo e aplicam-se a quatro domínios, a saber: Durante o ciclo 2009-2013 foram avaliados os domínios (A, B, e C). A nossa escola procedeu à avaliação do domínio A – Apoio ao desenvolvimento curricular – no ano letivo 2009/2010. A implementação do modelo de avaliação foi interrompida em 2010/2011 por diversos motivos. No ano letivo 2011/2012 retomámos o processo, privilegiando o domínio C – Projetos parcerias e atividades livres e de abertura à comunidade e, por fim, no ano letivo 2012/2013 procedemos à avaliação do domínio B – Leitura e literacia. O mabe foi alterado no início deste novo ciclo - 2013-2017 - nomeadamente ao nível das metodologias de aplicação. A partir deste ano letivo os quatro domínios são objeto de avaliação em simultâneo, alternando com a aplicação de planos de melhoria, elaborados a partir dos resultados obtidos. Assim sendo, no presente ano letivo, será implementado um plano de melhoria devidamente articulado com as atividades previstas. Por outro lado, na sequência do trabalho desenvolvido no ano anterior, continuaram integradas na Biblioteca Escolar as quatro medidas de sucesso educativo provenientes dos normativos em vigor, nomeadamente do Decreto-Lei n.º 139/2012 de 5 de julho – Revisão da Estrutura Curricular, Despacho normativo n.º 7/2013 – Organização do ano letivo, da Lei n.º 51/2012 de 5 de setembro- Estatuto do Aluno e Ética Escolar e também do Despacho normativo n.º 24-A/2012 A avaliação e certificação e medidas de promoção do sucesso escolar. As medidas acima referidas são as seguintes: i) Apoio ao estudo na BE; ii) Plano de Ocupação dos Tempos Escolares (aulas de substituição) e elaboração de atividades para o mesmo; iii) Realização e acompanhamento das Atividades de Recuperação de Aprendizagem; iv) Acompanhamento dos alunos com ordem de saída da sala de aula.
  • 5. 4 Estas medidas enquadram-se no domínio A – Currículo, Literacias e Aprendizagem, permitindo um apoio efetivo e diário ao currículo, muito para além do que se fazia anteriormente, sendo as atividades pedagógicas desenvolvidas em articulação com os grupos disciplinares, projetos, núcleos e clubes da escola. Para permitir a implementação destas quatro medidas foi criada uma equipa de cerca de 50 docentes, com tempos provenientes dos normativos acima referidos. Aproximadamente 50% dos docentes da escola estão na biblioteca, o que facilita a ligação com a maioria dos projetos e estruturas da escola, conduzindo ao planeamento e dinamização conjunta das atividades. No entanto, para que a articulação se torne efetiva, segundo Roldão (2007), o trabalho colaborativo não se resume a colocarmos um grupo de pessoas perante uma tarefa coletiva – não chega agrupar, nem é suficiente pedir resultados. O essencial das potencialidades do trabalho colaborativo joga-se no plano estratégico, e operacionaliza-se no plano técnico. O sucesso das equipas apoia-se em alguns aspetos fundamentais como a comunicação, cooperação, partilha de conhecimento, capacidade de estabelecer relacionamentos interpessoais, abertura para compreender o ponto de vista do outro e capacidade para ouvir e expressar-se de modo claro e consistente. No trabalho colaborativo temos sempre a vantagem de que a soma das partes será, certamente, mais rica do que cada parte em separado. Para concretizar e relacionar todas as atividades e medidas de promoção de sucesso educativo, construímos um esquema conceptual que nos permitisse ligar todos os elementos. AVALIAÇÃO Melhoria dos resultados dos alunos. Valorização e reconhecimento do empenho do aluno. INSTRUMENTOS Análise da evolução dos resultados do aluno. Correção e seleção dos produtos desenvolvidos, no âmbito dos diferentes desafios, elaborando ebooks temáticos ou divulgando-os na biblioteca, no blogue, no facebook e no twitter. Criação de Recursos Educativos Digitais Apoio ao estudo Aulas de substituição Atividades pedagógicas da BE Utilizados e testados nas seguintes situações Apoio - Acompanhamento - Recuperação ALUNO Objetivo Final
  • 6. 5 Após a experiência do primeiro ano e avaliação dos resultados, no final do ano letivo transato, foram implementadas algumas alterações no sentido de melhorar os aspetos menos bem conseguidos, que surgem integradas no plano de melhoria, no ponto 3 deste plano de ação. 1. Atividades da Biblioteca Escolar Domínio A. Currículo, Literacia e Aprendizagem PROJETO/ ÁREAS DA AÇÃO ATIVIDADE OBJETIVOS DESTINATÁRIOS ORGANIZADORES/ DINAMIZADORES CALENDÁRIO ORÇAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR Currículo, literacias e aprendizagem A.i. Visita à Biblioteca para divulgação dos espaços, recursos e normas de funcionamento  Formar utilizadores Alunos do Ensino Básico e 10º Ano Equipa da Biblioteca articulação Diretores de Turma 1º Período 20€ A.ii. Formação / workshops / paletras  Desenvolver competências nas diversas literacias e refletir sobre novas perpetivas de abordagem. Docentes Equipa da Biblioteca articulação Centro de Formação RBE e outros Ao longo do ano letivo 50€ a.Workshop: Organização da Informação dos Formulários do Registo Biográfico, Socio- económico e Cultural.  Desenvolver competências na elaboração de formulário online, organização e tratamento dos dados obtidos. Diretores de Turma Coordenadores de Diretores de Turma articulação Equipa da Biblioteca 1º Período 20€ A. Currículo, Literacia e Aprendizagem A.1. Apoio ao currículo e formação para as literacias da informação e dos media. A.2. Uso das tecnologias e da Internet como ferramentas de acesso, produção e comunicação de informação e como recurso de aprendizagem.
  • 7. 6 Currículo, literacias e aprendizagem Sessão de Formação em Tecnologias para docentes da Escola D.João II e Aranguez  Desenvolver as literacias da informação e dos media em contextos digitais. Professores articulação Professoras Bibliotecarias da D. João II e Escola B. 2,3º de Aranguez Ao longo do ano letivo 50€ Atividades sobre métodos de pesquisa, citações e organização de trabalhos escolares  Desenvolver competências nas diversas literacias e de respeito pelos direitos de autor. 3º Ciclo do Ensino Básico Equipa da Biblioteca articulação Professores Ao longo do ano letivo 20€ Utilização do mesmo guião de pesquisa e normas de apresentação de um trabalho escolar na BE da D. João II e D. Manuel Martins  Desenvolver competências nas diversas literacias e de respeito pelos direitos de autor.  Testar os mesmos guiões em dois contextos  Pormover a articulação entre bibliotecas. 3º Ciclo do Ensino Básico /Secundário Articulação Equipas das Bibliotecas D. João II e D. Manuel Martins Ao longo do ano letivo 50€ Apoio a alunos NEE  Implementar atividades de apoio educativo e estratégias de recuperação, acompanhamento e desenvolvimento dos alunos.  Apoiar a integração na vida ativa. Alunos com NEE Equipa da Biblioteca articulação Equipa de Apoio Educativo e Diretores de Turma Ao longo do ano letivo 50€ Recolha e organização de bibliografia temática.  Fazer o levantamento de bibliografia de temas e atividades a desenvolver. Docentes Equipa da Biblioteca Ao longo do ano letivo 20€ Recolha e organização dos recursos no âmbito da educação literária nas metas de 3º ciclo  Fazer o levantamento de obras e textos no âmbito da educação lietrária, prevista nas metas currículares de português para o 3º ciclo. Docentes e Alunos Equipa da Biblioteca Ao longo do ano letivo 200€ Apoio ao estudo  Implementar atividades de apoio educativo e estratégias de recuperação, acompanhamento e desenvolvimento dos alunos.  Desenvolver competências nas diversas áreas do saber e literacias. Alunos Equipa de apoio na BE Ao longo do ano letivo 500€
  • 8. 7 Currículo, literacias e aprendizagem Espaço de apoio ao estudo online  Continuar a criar recursos e dinamizar o espaço de apoio ao estudo online, na plataforma Moodle. Alunos Professores Ao longo do ano letivo 20€ Atividades de Recuperação  Implementar atividades de apoio educativo e estratégias de recuperação, acompanhamento e desenvolvimento dos alunos. Alunos Equipa de apoio na BE Ao longo do ano letivo 50€ Plano de Ocupação dos Tempos Escolares  Planear e organizar as atividades de substituição.  Integrar atividades que promovam a leitura, escrita e pesquisa.  Corrigir e selecionar os trabalhos para divulgação. Alunos Equipa de apoio na BE Ao longo do ano letivo 500€ Alunos com ordem de saída da sala de aula  Acompanhar as atividades a desenvolver. Alunos Equipa de apoio na BE Ao longo do ano letivo 50€ Domínio B. Leitura e literacia B. Leitura e literacia B.1. Criação e promoção da competência leitora e de hábitos de leitura. B. 2. Atividades e projetos de treino e melhoria das capacidades associadas à leitura.
  • 9. 8 PROJETO/ ÁREAS DA AÇÃO ATIVIDADE OBJETIVOS DESTINATÁRIOS ORGANIZADORES/ DINAMIZADORES CALENDÁRIO ORÇAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR Leitura e Literacia Mês da leitura Leitura de textos Apresentação de trabalhos no âmbito da leitura. Exposição de trabalhos.  Estimular o interesse e o gosto pela leitura.  Fomentar hábitos de leitura.  Desenvolver competências de leitura e de comunicação oral. Alunos Equipa da Biblioteca articulação Professores Março 100€ Concurso “Tem a Palavra … a Poesia”  Estimular a criatividade.  Desenvolver competências de escrita e de leitura.  Selecionar poemas para apresentação a concursos nacionais, como o concurso “Faça lá um poema” Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca articulação Professores 2º Período 50€ Destaques e desafios do mês  Estimular leitores criticos e autónomos  Fomentar a curiosidade sobre autores e temas em destaque.  Selecionar/divulgar obras para leitura autónoma.  Selecionar /divulgar os filmes relacionados com o tema.  Estimular a escrita criativa e o pensamento crítico Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca articulação Professores Ao longo do ano letivo 150€ Implementação de atividades no âmbito do Plano Nacional de Leitura (PNL)  Estimular o interesse e o gosto pela leitura Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca e Professores do Departamento de Línguas Ao longo do ano letivo 50€ Disponibilização de revistas e jornais  Estimular a leitura informativa Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca Ao longo do ano letivo 600€ Encontros com autores  Promover o interesse e o gosto pela leitura Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca Ao longo do ano letivo 250€ Concurso de Rimas  Desenvolver a escrita  Promover o gosto pela escrita Comunidade Escolar Biblioteca articulação Alunos de Mulitmédia 1º Período 20€
  • 10. 9 Domínio C. Projetos e parcerias PROJETO/ ÁREAS DA AÇÃO ATIVIDADE OBJETIVOS DESTINATÁRIOS ORGANIZADORES/ DINAMIZADORES CALENDÁRIO ORÇAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR Projetos e parcerias Receção aos Encarregados de Educação  Estimular a participação e mobilização dos encarregados de educação. Encarregados de Educação Equipa da Biblioteca Ao longo do ano letivo 15 € Desafios:Segurança na Internet e redes sociais  Criar hábitos de utilização segura da internet. Alunos do 3º ciclo Equipa da Biblioteca e Grupo de Informática Ao longo do ano letivo 15€ Feira de Trocas de Livros  Dar a conhecer obras literárias envolvendo os alunos. Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca A definir oportunamente 50€ Jornalismo na escola  Promover a educação para a cidadania  Promover a educação para os media  Incrementar o gosto pela leitura e pela escrita  Desenvolver o espírito crítico, incentivar a curiosidade e a criatividade. Alunos Professora Bibliotecária Jornal Setúbal na Rede Ao longo do ano letivo 50€ Sessão para professores: Discussão das Metas Curriculares para a disciplina de TIC no 8º ano.  Explorar a implementação das metas curriculares, bem como possíveis atividades a realizar. Professores de Informática dos concelhos de Setúbal, Sesimbra e Pinhal Novo Equipa da Biblioteca articulação Centro de Formação 1º Período 20€ C. Projetos e parcerias C.1. Desenvolvimento de atividades e serviços colaborativos com outras escolas/ bibliotecas. C.2. Participação em projetos e parcerias com entidades exteriores à escola. C.3. Envolvimento e mobilização dos pais, encarregados de educação e famílias.
  • 11. 10 PROJETO/ ÁREAS DA AÇÃO ATIVIDADE OBJETIVOS DESTINATÁRIOS ORGANIZADORES/ DINAMIZADORES CALENDÁRIO ORÇAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR Projetos e parcerias “Fragmentos” de informação  Criar um grupo de alunos redatores com competências nas diversas áreas (escrita, imagem, fotografia, organização de informação, composição gráfica…).  Divulgar informação e projetos da escola. Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca com a colaboração dos alunos Ao longo do ano letivo 20€ Blogue “Letras não São Tretas” Grupo no facebook Twitter  Envolver alunos na dinamização dos espaços digitais.  Divulgar as atividades da escola.  Planear atividades em colaboração com os elementos do grupo. Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca / alunos / projetos e grupos disciplinares Ao longo do ano letivo 20€ Projeto “Troca de Manuais” e Projejo “Papel por Alimentos”  Promover a troca de manuais escolares de forma a dar resposta às necessidades dos alunos.  Entregar ao banco alimentar os manuais não reutilizáveis no âmbito do projeto “papel por alimentos”. Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca Banco Alimentar Reutilizar Ao longo do ano letivo 20€ Sessões de esclarecimento/ paletras Temas a definir oportunamente  Promover sessões de esclarecimento e reflexão sobre vários temas. Alunos Equipa da Biblioteca Articulações com projetos e grupos disciplinares Ao longo do ano letivo 50€ Participação nas estruturas de trabalho concelhio.  Articular as atividades da escola com as orientações superiores, as estruturas concelhias e as restantes escolas. Professora Bibliotecária Ao longo do ano letivo 50€ Dinamizar e participar em sessões de formação concelhias  Desenvolver competências nas várias áreas de atuação da BE. Professores Bibliotecários Professora Bibliotecária Ao longo do ano letivo 20€ Olimpíadas da Criatividade  Sensibilizar para a importância da criatividade e demonstrar a sua aplicabilidade em diversos contextos (ex.: pessoal, cívico, tecnológico, linguístico, empresarial, artístico), sobretudo quando devidamente enquadrada por metodologias inovadoras e apropriadas. Aluna Professora Bibliotecária Olimpiadas da criatividade.org Ao longo do ano letivo 50€ Curso Livre de Alemão  Sensibilizar a comunidade educativa para a aprendizagem das línguas Comunidade Educativa Biblioteca / Professoras de Línguas Ao longo do ano letivo 50€
  • 12. 11 Domínio D.Gestão da biblioteca escolar PROJETO/ ÁREAS DA AÇÃO ATIVIDADE OBJETIVOS DESTINATÁRIOS ORGANIZADORES/ DINAMIZADORES CALENDÁRIO ORÇAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR Gestão da biblioteca escolar Gestão do Fundo Documental/ coleção  Planear a gestão da coleção, na medida das possibilidades, de acordo com as necessidades curriculares e da comunidade escolar.  Manter o fundo documental organizado.  Fomentar a requisição domiciliária.  Fomentar a leitura no espaço da BE  Rentabilizar a utilização do porbase implementando os processos: o Requisição domiciliária; o Disponibilizar pontos de pesquisa livre dos recursos disponíveis para a comunidade escolar; o Colocar o catálogo documental da escola para pesquisa online.  Criar instrumentos de apoio ao uso da coleção. Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca Ao longo do ano letivo 500€ C. Gestão da Biblioteca Escolar D.1. Recursos humanos, materiais e financeiros adequados às necessidades de gestão, funcionamento e dinamização da biblioteca escolar. D. 2. Integração e valorização da biblioteca escolar D.3. Desenvolvimento, organização, difusão e uso da coleção.
  • 13. 12 PROJETO/ ÁREAS DA AÇÃO ATIVIDADE OBJETIVOS DESTINATÁRIOS ORGANIZADORES/ DINAMIZADORES CALENDÁRIO ORÇAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR Gestão da biblioteca escolar Gestão do equipamento tecnológico  Disponibilizar e manter o equipamento funcional em articulação com o Coordenador PTE  Gerir o processo de requisição. Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca /Coordenador PTE Ao longo do ano letivo Depende das avarias Gestão dos processos (requisição do espaços, equipamento tecnológico e outros)  Aproximar, tanto quanto possível, os instrumentos de gestão de processos da biblioteca escolar aos do mabe com vista à elaboração dos diversos relatórios a apresentar.  Tratamento dos dados da base de dados. Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca Ao longo do ano letivo 50€ Difusão de Informação Informações provenientes do Conselho Pedagógico Placards da Escola Email institucional Website da escola Blogue Facebook Twitter  Melhorar os mecanismos de divulgação de informação mantendo as vias tradicionais e criando novas vias digitais que promovem o planeamento colaborativo de atividades com pessoal docente, não docente, alunos, técnicos de projetos e encarregados de educação. Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca Alunos, docentes, técnicos de projetos e EE colaboradores Ao longo do ano letivo 50€ Gestão do espaço  Gerir o processo de requisição.  Manter o espaço organizado. Comunidade Escolar Equipa da Biblioteca Ao longo do ano letivo 200€ Gestão da Equipa  Coordenação da equipa e distribuição de funções e atividades.  Fomentar e desenvolver trabalho colaborativo. Equipa da Biblioteca Ao longo do ano letivo 50€
  • 14. 13 2. Esquema de temas orientadores para as atividades a desenvolver O esquema orientador de temas a desenvolver durante o ano letivo 2013-2014: tem como objetivo ser um indicador para promover articulações das atividades com os departamentos, grupos de recrutamento, diretores de turma, projetos, clubes, núcleos e ateliers da escola. Não pretende ser um instrumento que limite a integração de outras atividades que surjam posteriormente e se mostrem pertinentes para o desenvolvimento e aprendizagem dos nossos alunos. Os temas definidos são transversais às diversas atividades previstas nos quatro domínios acima desenvolvidos e também são a base para as exposições, decorações, destaques e desafios pedagógicos. Período mês Temas e cores 1º outubro Tema: Música; Cor predominante: preto Em outubro juntamos a comemoração do Mês Internacional das Bibliotecas Escolares com o Dia Internacional da Música. dezembro Tema: Laço; Cor predominante: Dourado Laços familiares; solidariedade; festas natalícias; Dia Internacional da Luta contra a Sida; Dia do Emigrante, Dia Internacional do Portador de Deficiência. 2º janeiro Tema: Animação; Cor predominante: Laranja Tema dedicado à banda desenhada, ao desenho, à ilustração, leitura de imagem. fevereiro Tema: Segurança nas relações; Cor predominante: Rosa Juntamos a data comemorativa da Internet Mais Segura com Dia de São Valentim. março Tema: Mês da Leitura; Cor predominante: azul A língua e a poesia 3º abril Tema: Ambiente; Cor predominante: verde Dia da Terra maio Tema: Talentos; Cor predominante: arco-íris Promover a oferta formativa da escola, bem como os diversos talentos dos alunos.
  • 15. 14 3. Plano de Melhoria Nível obtido Para implementar o modelo de avaliação das bibliotecas escolares (mabe) atualizado e de modo a fazê-lo segundo as metodologias de aplicação propostas, decidimos elaborar o Plano de Melhoria relativamente aos domínios B. Leitura e literacia e C. Projetos e parcerias. Optamos por estes dois domínios para o Plano de Melhoria do corrente ano letivo (2013/2014), uma vez que o domínio D, no ciclo que terminou, não foi avaliado por motivos devidamente justificados, na altura, pela direção da escola, junto dos diversos intervenientes. Quanto ao domínio A, quando se procedeu à avaliação (2009/2010), o contexto da biblioteca escolar era totalmente diferente, por isso os resultados obtidos estão completamente descontextualizados. Por um lado, o próprio espaço físico mudou totalmente; As condições atuais não se podem comparar com as que existiam em 2009/2010. Por outro lado, os projetos têm muito das pessoas que os dinamizam; assim sendo, a equipa mudou e cresceu (de 4 ou 5 elementos para 50 a 60 docentes) e a professora bibliotecária também mudou; acresce ainda o facto de terem sido integradas, neste serviço, as medidas de promoção do sucesso educativo e outras atividades. Por todos os motivos referidos a Biblioteca Escolar (re)organizou-se em função das novas instalações, recursos, decisões internas da Direção e Conselho Pedagógico. Salientam-se as alterações relativamente à dimensão do espaço físico e à dimensão da nova equipa, e ainda a integração de algumas medidas de sucesso educativo para dar resposta às necessidades da comunidade educativa. 2 3,4 3,7 Como já referimos, durante o ciclo 2009-2013 foram avaliados os domínios (A, B, e C). Ano letivo 2009/2010: domínio A – Apoio ao desenvolvimento curricular Ano letivo 2010/2011: A implementação do modelo de avaliação foi interrompida por diversos motivos. Ano letivo 2011/2012: domínio C – Projetos parcerias e atividades livres e de abertura à comunidade Ano letivo 2012/2013: domínio B – Leitura e literacia.
  • 16. 15 Domínio B. Leitura e literacia No relatório de avaliação conclui-se que fazer mais (quantidade) atividades, era quase humanamente impossível, mas fazer melhor (qualidade/consolidação) é sempre exequível, melhorando e fortalecendo articulações, fazendo ajustes que tornem os serviços mais fluídos, entre outros. Resultados esperados: Envolver 85% das turmas em projetos e atividades de leitura e de animação da leitura. Fomentar a leitura de forma a aumentar a requisição e consulta de livros em 20% relativamente ao ano letivo 2012/2013. Consolidar o nível de colaboração/articulação com os departamentos, grupos disciplinares e outras estruturas intermédias. Consolidar o nível de colaboração/articulação com os projetos, núcleos, clubes e ateliers da escola. Reforçar a divulgação dos textos criativos e coletivos, resultantes dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos no âmbito dos desafios do mês, das atividades das aulas de substituição, publicando-os na Biblioteca em suporte de papel e em formato digital e/ou ebook no blogue, facebook e twitter. Ações de melhoria a desenvolver indicadas por ordem de prioridade Data de início Data de conclusão Instrumentos para avaliar a melhoria Pessoas responsáveis / Recursos envolvidos B.1. Criação e promoção da competência leitora e dos hábitos de leitura. Mês da leitura (Leitura de textos; apresentação de trabalhos no âmbito da leitura, exposição de trabalhos). Encontros com autores Disponibilização de revistas e jornais setembro 2013 junho 2014 Instrumentos de avaliação do mabe. Instrumentos de recolha de dados elaborados pela equipa. Dados da requisição dos recursos da Biblioteca. Equipa da Biblioteca Professores de Apoio na BE Professores da escola Recursos tecnológicos, fundo documental e coleção da biblioteca. Material de divulgação e guiões para as atividades. B. 2. Atividades e projetos de treino e melhoria das capacidades associadas à leitura. Destaques e desafios do mês Concurso de Rimas Concurso “Tem a Palavra … a Poesia” setembro 2013 junho 2014
  • 17. 16 Domínio C. Projetos e parcerias O domínio C foi avaliado e 2011/2012, nos questionários aplicados aos pais e encarregados de educação durante o processo de avaliação da BE, aproximadamente 74% revelaram não conhecer a Biblioteca Escolar. 1. Conhece a biblioteca escolar que serve a escola do seu filho/ educando? Sim 26.4% Não 73.6% Refletindo sobre os resultados obtidos e no sentido de colmatar esta lacuna apresentámos em Conselho Pedagógico de 6 de setembro de 2012 (inicio do ano letivo seguinte) as seguintes propostas: Proposta 1: Quando as primeiras reuniões dos Diretores de Turma com os EE/pais estiverem agendadas, a Equipa da Biblioteca Escolar prepara a receção aos Encarregados de Educação, permanecendo a BE aberta durante o período de realização das reuniões (18h.30m – 20h.00m), para que os Diretores de Turma os possam conduzir numa visita guiada. A proposta foi aprovada pelo Conselho Pedagógico e implementada pela equipa da Biblioteca Escolar, conduzindo à seguinte avaliação. ATIVIDADE: RECEÇÃO AOS ENCARREGADOS DE EDUCAÇÃO Relatório /descrição Data: 1 a 4 de outubro de 2012 A Biblioteca da Escola abriu entre as 19h e as 20h, de 1 a 4 de outubro, para fazer a receção aos Encarregados de Educação durante as reuniões com os Diretores de Turma. Os alunos do Curso Profissional de Turismo fizeram a visita guiada. Fica também um agradecimento a todos os Diretores de Turma que colaboraram. Articulação: Biblioteca – Diretores de Turma Professores dinamizadores: Professora Bibliotecária (Fernanda Ledesma) e alunos do Curso de Técnicos de Turismo. Público- Alvo: Encarregados de Educação/Pais
  • 18. 17 No processo de avaliação do final do ano letivo de 2012/2013 os resultados das ações implementadas levaram à inverção dos resultados. 1. Conhece a biblioteca escolar que serve a escola do seu filho/ educando? Sim 40 75,5% Não 13 24,5% Total 53 100,00% Também no processo de avaliação de 2011/2012, se verificou que relativamente à questão “os encarregados de educação costumam receber informação sobre as atividades da BE” a resposta não foi a melhor. 5. Costuma receber informações sobre atividades desenvolvidas pela biblioteca escolar? Frequentemente 3.6% Ocasionalmente 41.8% Nunca 54.5% De forma a melhorar este item de avaliação e porque a escola não pode dispor de verbas para impressão e distribuição desta informação em suporte de papel, propusemos o seguinte: Proposta 2: Solicitámos o apoio dos diretores de turma, na recolha dos endereços eletrónicos dos encarregados de educação que mostrem interesse em receber mensalmente a lista de atividades que se irão realizar. 5. Costuma receber informações sobre atividades desenvolvidas pela biblioteca escolar? Frequentemente 6 11,1% Ocasionalmente 24 44,4% Nunca 24 44,4% Total 54 99,90%
  • 19. 18 Resultados esperados: Consolidação e aumento da participação dos pais/ encarregados de educação nas atividades. Receção de informação, pelos encarregados de educação e pais, com maior regularidade, sobre as atividades que vão sendo realizadas. Consolidação dos encontros, sessões e workhops para partilha de experiências com outros professores bibliotecários e outras escolas. Consolidação das parcerias com instituições na organização de atividades e projetos. Ações de melhoria a desenvolver indicadas por ordem de prioridade Data de início Data de conclusão Instrumentos para avaliar a melhoria Pessoas responsáveis / Recursos envolvidos C.1. Desenvolvimento de atividades e serviços colaborativos com outras escolas/ bibliotecas. Sessões de esclarecimento/ paletras (Temas a definir oportunamente) Participação nas estruturas de trabalho concelhio. Dinamizar e participar em sessões de formação Setembro 1013 Setembro 2013 Setembro 2013 Junho 2014 Junho 2014 Junho 2014 Instrumentos de avaliação do mabe. Instrumentos de recolha de dados elaborados pela equipa. Equipa da biblioteca Escolar Material de divulgação e guiões para as atividades. C.2. Participação em projetos e parcerias com entidades exteriores à escola. Desafios:Segurança na Internet e redes sociais Feira de Trocas de Livros Projeto: Jornalismo na escola Sessão para professores: Discussão das Metas Curriculares para a disciplina de TIC no 8º ano. Projeto “Troca de Manuais” e Projejo “Papel por Alimentos” Olimpíadas da Criatividade 2º período Setembro 1º Período Setembro Setembro 2º período Junho 1º período Junho Junho Instrumentos de avaliação do mabe. Instrumentos de recolha de dados elaborados pela equipa. Equipa da biblioteca Escolar Jornal: Setúbal na Rede Centro de Formação da Ordem de Santiago Reutilizar Materiais de divulgação e recursos pedagógicos adequados a cada projeto C.3. Envolvimento e mobilização dos pais, encarregados de educação e famílias. Receção aos Encarregados de Educação “Fragmentos” de informação Divulgação de informação Blogue “Letras não São Tretas”, grupo no facebook e twitter Curso Livre de Alemão Setembro Setembro Setembro Setembro Junho Junho Junho Junho Instrumentos de avaliação do mabe. Instrumentos de recolha de dados elaborados pela equipa. Equipa da biblioteca Escolar Professores de Apoio na BE Diretores de Turma Material de divulgação.
  • 20. 19 O Plano de Ação da Biblioteca Escolar (Mediateca) foi elaborado tendo em conta as linhas orientadoras da escola e as externas; procurámos apresentá-lo numa perspetiva flexível, sendo possível, na sua operacionalização, a abertura à dinamização de outras atividades em cooperação com a comunidade escolar. O plano de atividades da Biblioteca Escolar foi integrado no Plano de Atividades da Escola e aprovado em Conselho Pedagógico no dia de 11 de Novembro de 2013. Referências Bibliográficas Roldão, M. (2007). Colaborar é preciso. Questão de qualidade e eficácia no trabalho dos professores. Noesis, n. 71, Out./Dez. 2007, 24-29.