SlideShare uma empresa Scribd logo
PLANO ANUAL DA BIBLIOTECA
HORÁRIO DE ATENDIMENTO
TURNO HORÁRIO RESPONSÁVEL
Matutino 07h15min às 11h15min
Vespertino 13h15min às 17h15min
JUSTIFICATIVA
O ato de planejar faz parte da história do ser humano, pois transforma pensamentos
em realidade. Em nosso cotidiano sempre enfrentamos situações que necessitam de
planejamento, portanto para realizar atividades que não estão inseridas em nosso dia a dia
usamos os processos racionais para alcançar o que desejamos.
Este plano será dividido por etapas bimestrais a fim de facilitar a sua execução,
portanto a importância do mesmo existe à medida que deixa de ser burocrático para ser
um guia das ações do serviço da biblioteca escolar.
As bibliotecas possuem um papel importante na educação de todas as pessoas.
Neste local, o foco principal é facilitar o acesso aos mais diversos portadores da escrita
contribuindo na formação dos estudantes e dando suporte na aprendizagem da leitura e
escrita em sala de aula.
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
O atendimento na biblioteca escolar sob a coordenação dos professores, busca
destacar as ações de caráter coletivo e individual, realizando o trabalho de orientação,
incentivo e atendimento aos alunos, professores e a comunidade em geral, destacando a
relevância da leitura para a formação do indivíduo.
A linha teórica que baseia essa ação está presente no caderno de orientação
pedagógica do Estado de Rondônia e na BNCC, onde mostra inúmeras competências de
linguagem a serem adquiridas pelos estudantes, onde o profissional da biblioteca será de
extrema valia no processo de aprendizagem, e desenvolvimento da leitura.
É importante frisar também que a prática de leitura patrocinada pela escola precisa
ocorrer em um espaço de maior liberdade possível, a leitura só se torna livre quando se
respeita os mesmos em momentos iniciais do aprendizado, o prazer ou a aversão a cada
leitor em relação a cada livro. Ou seja, quando não se obriga a toda a turma ler o mesmo
livro, com a justificativa de que tal livro é apropriado para aquela faixa etária (...) , entre
interesses e habilidades de leitura e bem mais do que fazem crer a pedagogia e o
marketing. (Loyola, 1993, p.109).
NECESSIDADES E PRIORIDADES EM RELAÇÃO À CLIENTELA
Manter a biblioteca escolar organizada, a fim de que os visitantes se sintam acolhidos;
Aumentar o acervo da biblioteca;
Fazer com que os alunos visitem a biblioteca com frequência;
Melhorar o nível de leitura para que possa ter melhor desenvolvimento em sala de aula e na
compreensão de mundo;
Desenvolver através da leitura a autoestima para se expressar oralmente;
Ser capaz de opinar acerca de diferentes gêneros textuais;
Adquirir hábito de leitura de forma espontânea;
Conhecer um universo maior de autores de livros.
OBJETIVOS
1. Atuar juntos aos professores na divulgação de livros da biblioteca nos projetos de
leitura, nos trabalhos de pesquisa;
2. Oportunizar o empréstimo individualizado ou coletivo do acervo da biblioteca;
3. Orientar os alunos quanto ao perfil do livro e autor escolhido pelo mesmo;
4. Promover visitas nas salas de aula, a fim de divulgar o trabalho da biblioteca escolar;
5. Desenvolver e intensificar o hábito da leitura;
6. Fazer um levantamento bimestral das turmas, a fim de constatar a quantidade de livros
lidos pelos alunos;
7. Elaborar estratégias junto à equipe gestora, para que haja o fortalecimento das ações
da biblioteca;
8. Avaliar continuamente através de observação e relatos a atuação dos alunos em sala
de aula, referente a leitura.
CRONOGRAMA
MÊS AÇÃO
FEVEREIRO/MARÇO Organizar os livros da biblioteca para recepção da clientela;
Elaborar fichas para empréstimos de livros;
Criar cronograma para visita à biblioteca e fichas para trabalho de
pesquisa;
Divulgar nas salas de aula as ações da biblioteca.
MARÇO / ABRIL Iniciar os empréstimos de livros (ano todo);
Elaboração do projeto de leitura;
Orientar os alunos nos trabalhos de pesquisa emgrupo (ano todo).
MAIO Levantamento de livros lidos pelos alunos (ano todo) nos quatro
bimestres;
Divulgação dos resultados junto à equipe gestora (nos quatro
bimestres).
JUNHO Ouvir propostas ou críticas dos usuários da biblioteca (caixa de
sugestões).
JULHO Fazer fechamento semestral dos livros lidos pelos alunos;
Conclusão de etapa do projeto de leitura;
AGOSTO Realizar visitas às salas de aula.
SETEMBRO Dar continuidade aos trabalhos implantados.
OUTUBRO Dar continuidade aos projetos implantados.
NOVEMBRO Dar continuidade aos projetos implantados.
DEZEMBRO Elaboração do relatório final das ações desenvolvidas pela biblioteca.
RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS
A biblioteca escolar conta com o quadro de dois profissionais (professores), uma
sala adaptada e um acervo considerável de títulos de livros. Com isso, constatamos que
os recursos físicos respondem as condições necessárias de trabalho.
AVALIAÇÃO
O trabalho na biblioteca escolar será avaliado continuamente e também no final
do ano letivo, a partir do relatório de projetos executados e propósitos que constam neste
Plano de Ação. Reconhecendo que a principal avaliação será constatada no
desenvolvimento de aprendizagem dos alunos.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília,
MEC/CONSED/UNDIME, 2017.
LOYOLA, Mariza. Do mundo da leitura para a leitura do mundo. São Paulo: Ática,
1993.
RONDÔNIA. Secretaria de Estado da Educação. Referencial Curricular de
Linguagens. Porto Velho, 2013.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Be, metas e ações
Be, metas e açõesBe, metas e ações
Be, metas e ações
Cláudia Damião
 
Projeto baú dos sonhos
Projeto            baú dos sonhosProjeto            baú dos sonhos
Projeto baú dos sonhos
Rosemary Batista
 
Biblioteca Escolar: Desafios e Metas
Biblioteca Escolar: Desafios e MetasBiblioteca Escolar: Desafios e Metas
Biblioteca Escolar: Desafios e Metas
Ana Ferreira
 
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leituraPlanejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Luciane tonete
 
Atividades da Biblioteca
Atividades da BibliotecaAtividades da Biblioteca
Atividades da Biblioteca
Mônica Inácio
 
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITAPROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
Jane Santos
 
Projeto de incentivo a leitura e escrita atividade 1.3 e 1.4
Projeto de incentivo a leitura e escrita    atividade 1.3 e 1.4Projeto de incentivo a leitura e escrita    atividade 1.3 e 1.4
Projeto de incentivo a leitura e escrita atividade 1.3 e 1.4
fla20mu
 
Incentivacão a leitura e a escrita
Incentivacão a leitura e a escritaIncentivacão a leitura e a escrita
Incentivacão a leitura e a escrita
nancecosta
 
Atividades desenvolvidas na biblioteca
Atividades desenvolvidas na bibliotecaAtividades desenvolvidas na biblioteca
Atividades desenvolvidas na biblioteca
Escola Municipal Irmã Irma Zorzi
 
Slide sala de leitura
Slide sala de leituraSlide sala de leitura
Slide sala de leitura
elienabetete
 
Projeto Leitura no Campo
Projeto Leitura no CampoProjeto Leitura no Campo
Projeto Leitura no Campo
Rosiane Assis
 
Projeto roda de leitura
Projeto roda de leituraProjeto roda de leitura
Projeto roda de leitura
Grupo "FG"
 
Aula 2 biblioteca escolar
Aula 2 biblioteca escolarAula 2 biblioteca escolar
Aula 2 biblioteca escolar
Biblio 2010
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestre
heliane
 
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciaisApresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
leao162010
 
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Atividades da Biblioteca EscolarPlano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologiasProjeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Nayane Mertens
 
Apresentação do projeto ler é um prazer
Apresentação do projeto ler é um prazerApresentação do projeto ler é um prazer
Apresentação do projeto ler é um prazer
onisse
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
jose ebner
 

Mais procurados (20)

Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
 
Be, metas e ações
Be, metas e açõesBe, metas e ações
Be, metas e ações
 
Projeto baú dos sonhos
Projeto            baú dos sonhosProjeto            baú dos sonhos
Projeto baú dos sonhos
 
Biblioteca Escolar: Desafios e Metas
Biblioteca Escolar: Desafios e MetasBiblioteca Escolar: Desafios e Metas
Biblioteca Escolar: Desafios e Metas
 
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leituraPlanejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
 
Atividades da Biblioteca
Atividades da BibliotecaAtividades da Biblioteca
Atividades da Biblioteca
 
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITAPROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
PROJETO DE LEITURA: UM PALCO PARA A LINGUAGEM ORAL E ESCRITA
 
Projeto de incentivo a leitura e escrita atividade 1.3 e 1.4
Projeto de incentivo a leitura e escrita    atividade 1.3 e 1.4Projeto de incentivo a leitura e escrita    atividade 1.3 e 1.4
Projeto de incentivo a leitura e escrita atividade 1.3 e 1.4
 
Incentivacão a leitura e a escrita
Incentivacão a leitura e a escritaIncentivacão a leitura e a escrita
Incentivacão a leitura e a escrita
 
Atividades desenvolvidas na biblioteca
Atividades desenvolvidas na bibliotecaAtividades desenvolvidas na biblioteca
Atividades desenvolvidas na biblioteca
 
Slide sala de leitura
Slide sala de leituraSlide sala de leitura
Slide sala de leitura
 
Projeto Leitura no Campo
Projeto Leitura no CampoProjeto Leitura no Campo
Projeto Leitura no Campo
 
Projeto roda de leitura
Projeto roda de leituraProjeto roda de leitura
Projeto roda de leitura
 
Aula 2 biblioteca escolar
Aula 2 biblioteca escolarAula 2 biblioteca escolar
Aula 2 biblioteca escolar
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestre
 
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciaisApresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais
 
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Atividades da Biblioteca EscolarPlano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
Plano Anual de Atividades da Biblioteca Escolar
 
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologiasProjeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
Projeto circuito de leitura e escrita com o uso das tecnologias
 
Apresentação do projeto ler é um prazer
Apresentação do projeto ler é um prazerApresentação do projeto ler é um prazer
Apresentação do projeto ler é um prazer
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
 

Semelhante a Plano Anual de Ação da Biblioteca Escolar

Fazer leitores. crescer com a biblioteca
Fazer leitores. crescer com a bibliotecaFazer leitores. crescer com a biblioteca
Fazer leitores. crescer com a biblioteca
António Pires
 
Modelo de apresentação congresso de boas práticas
Modelo de apresentação congresso de boas práticasModelo de apresentação congresso de boas práticas
Modelo de apresentação congresso de boas práticas
NRTE
 
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PEDAGOGIA GILMARA OLIVEIRA FAEPI-04.pptx
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PEDAGOGIA GILMARA OLIVEIRA FAEPI-04.pptxTRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PEDAGOGIA GILMARA OLIVEIRA FAEPI-04.pptx
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PEDAGOGIA GILMARA OLIVEIRA FAEPI-04.pptx
GihOliveira4
 
PROJETO DIÁRIO DE LEITURA: INSTRUMENTO DIDÁTICO PARA FORMAÇÃO DO ALUNO LEITOR
PROJETO DIÁRIO DE LEITURA: INSTRUMENTO DIDÁTICO PARA FORMAÇÃO DO ALUNO LEITOR PROJETO DIÁRIO DE LEITURA: INSTRUMENTO DIDÁTICO PARA FORMAÇÃO DO ALUNO LEITOR
PROJETO DIÁRIO DE LEITURA: INSTRUMENTO DIDÁTICO PARA FORMAÇÃO DO ALUNO LEITOR
elianegeraldo
 
Brochuracompleta 1ciclo
Brochuracompleta 1cicloBrochuracompleta 1ciclo
Brochuracompleta 1ciclo
MariaSouasa
 
Orientações para atividades de leitura 1º ciclo
Orientações para atividades de leitura 1º cicloOrientações para atividades de leitura 1º ciclo
Orientações para atividades de leitura 1º ciclo
Cátia Rosário
 
Pnl brochuracompleta 1ciclo (1) (1)
Pnl brochuracompleta 1ciclo (1) (1)Pnl brochuracompleta 1ciclo (1) (1)
Pnl brochuracompleta 1ciclo (1) (1)
Ministry of Education (Brazil)
 
Projeto de Leitura
Projeto de Leitura Projeto de Leitura
Projeto de Leitura
Joseneide Ferreira
 
Brochura 2ciclo
Brochura 2cicloBrochura 2ciclo
Brochura 2ciclo
MariaSouasa
 
A leitura e_a_literacia_-_power_point-1
A leitura e_a_literacia_-_power_point-1A leitura e_a_literacia_-_power_point-1
A leitura e_a_literacia_-_power_point-1
funtazztisc
 
A leitura e a literacia
A leitura e a literaciaA leitura e a literacia
A leitura e a literacia
Gracagonc
 
Plano de trabalho proeti
Plano de trabalho proetiPlano de trabalho proeti
Plano de trabalho proeti
Dag Soares
 
Oficina i workshop
Oficina i workshopOficina i workshop
Oficina i workshop
seduc e semed
 
Slides mary seminário
Slides mary seminárioSlides mary seminário
Slides mary seminário
Alessandra Aguiar
 
A funcionalidade da biblioteca no contexto escolar – resgatando o prazer da l...
A funcionalidade da biblioteca no contexto escolar – resgatando o prazer da l...A funcionalidade da biblioteca no contexto escolar – resgatando o prazer da l...
A funcionalidade da biblioteca no contexto escolar – resgatando o prazer da l...
Marilia Pires
 
Ações educativas do Bibliotecário
Ações educativas do BibliotecárioAções educativas do Bibliotecário
Ações educativas do Bibliotecário
Tatyanne Valdez
 
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdfProjeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
Glauber Eduardo Aragon Pereira
 
Projeto leitura
Projeto leituraProjeto leitura
Projeto leitura
FLÁVIA DUARTE
 
SALA DE LEITURA
SALA DE LEITURASALA DE LEITURA
SALA DE LEITURA
EVELISE NASCIMENTO
 
Slide projeto de leitura
Slide projeto de leituraSlide projeto de leitura
Slide projeto de leitura
Claudia Anjos
 

Semelhante a Plano Anual de Ação da Biblioteca Escolar (20)

Fazer leitores. crescer com a biblioteca
Fazer leitores. crescer com a bibliotecaFazer leitores. crescer com a biblioteca
Fazer leitores. crescer com a biblioteca
 
Modelo de apresentação congresso de boas práticas
Modelo de apresentação congresso de boas práticasModelo de apresentação congresso de boas práticas
Modelo de apresentação congresso de boas práticas
 
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PEDAGOGIA GILMARA OLIVEIRA FAEPI-04.pptx
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PEDAGOGIA GILMARA OLIVEIRA FAEPI-04.pptxTRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PEDAGOGIA GILMARA OLIVEIRA FAEPI-04.pptx
TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PEDAGOGIA GILMARA OLIVEIRA FAEPI-04.pptx
 
PROJETO DIÁRIO DE LEITURA: INSTRUMENTO DIDÁTICO PARA FORMAÇÃO DO ALUNO LEITOR
PROJETO DIÁRIO DE LEITURA: INSTRUMENTO DIDÁTICO PARA FORMAÇÃO DO ALUNO LEITOR PROJETO DIÁRIO DE LEITURA: INSTRUMENTO DIDÁTICO PARA FORMAÇÃO DO ALUNO LEITOR
PROJETO DIÁRIO DE LEITURA: INSTRUMENTO DIDÁTICO PARA FORMAÇÃO DO ALUNO LEITOR
 
Brochuracompleta 1ciclo
Brochuracompleta 1cicloBrochuracompleta 1ciclo
Brochuracompleta 1ciclo
 
Orientações para atividades de leitura 1º ciclo
Orientações para atividades de leitura 1º cicloOrientações para atividades de leitura 1º ciclo
Orientações para atividades de leitura 1º ciclo
 
Pnl brochuracompleta 1ciclo (1) (1)
Pnl brochuracompleta 1ciclo (1) (1)Pnl brochuracompleta 1ciclo (1) (1)
Pnl brochuracompleta 1ciclo (1) (1)
 
Projeto de Leitura
Projeto de Leitura Projeto de Leitura
Projeto de Leitura
 
Brochura 2ciclo
Brochura 2cicloBrochura 2ciclo
Brochura 2ciclo
 
A leitura e_a_literacia_-_power_point-1
A leitura e_a_literacia_-_power_point-1A leitura e_a_literacia_-_power_point-1
A leitura e_a_literacia_-_power_point-1
 
A leitura e a literacia
A leitura e a literaciaA leitura e a literacia
A leitura e a literacia
 
Plano de trabalho proeti
Plano de trabalho proetiPlano de trabalho proeti
Plano de trabalho proeti
 
Oficina i workshop
Oficina i workshopOficina i workshop
Oficina i workshop
 
Slides mary seminário
Slides mary seminárioSlides mary seminário
Slides mary seminário
 
A funcionalidade da biblioteca no contexto escolar – resgatando o prazer da l...
A funcionalidade da biblioteca no contexto escolar – resgatando o prazer da l...A funcionalidade da biblioteca no contexto escolar – resgatando o prazer da l...
A funcionalidade da biblioteca no contexto escolar – resgatando o prazer da l...
 
Ações educativas do Bibliotecário
Ações educativas do BibliotecárioAções educativas do Bibliotecário
Ações educativas do Bibliotecário
 
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdfProjeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
 
Projeto leitura
Projeto leituraProjeto leitura
Projeto leitura
 
SALA DE LEITURA
SALA DE LEITURASALA DE LEITURA
SALA DE LEITURA
 
Slide projeto de leitura
Slide projeto de leituraSlide projeto de leitura
Slide projeto de leitura
 

Mais de LOCIMAR MASSALAI

Retrospectiva 2020/2021
Retrospectiva 2020/2021Retrospectiva 2020/2021
Retrospectiva 2020/2021
LOCIMAR MASSALAI
 
Projeto Vim te buscar para ficar - Busca ativa em tempos de pandemia
Projeto Vim te buscar para ficar - Busca ativa em tempos de pandemiaProjeto Vim te buscar para ficar - Busca ativa em tempos de pandemia
Projeto Vim te buscar para ficar - Busca ativa em tempos de pandemia
LOCIMAR MASSALAI
 
Plano de Retorno às aulas presenciais
Plano de Retorno às aulas presenciais Plano de Retorno às aulas presenciais
Plano de Retorno às aulas presenciais
LOCIMAR MASSALAI
 
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
LOCIMAR MASSALAI
 
O papel do gestor
O papel do gestor O papel do gestor
O papel do gestor
LOCIMAR MASSALAI
 
BNCC da Educação Básica
BNCC da Educação Básica BNCC da Educação Básica
BNCC da Educação Básica
LOCIMAR MASSALAI
 
Caderno de Orientações Pedagógicas - Educação Infantil -RO
Caderno de Orientações Pedagógicas - Educação Infantil -ROCaderno de Orientações Pedagógicas - Educação Infantil -RO
Caderno de Orientações Pedagógicas - Educação Infantil -RO
LOCIMAR MASSALAI
 
Guia orientador do PP - CRE - Ji-Paraná
Guia orientador do PP - CRE - Ji-ParanáGuia orientador do PP - CRE - Ji-Paraná
Guia orientador do PP - CRE - Ji-Paraná
LOCIMAR MASSALAI
 
Sequencia Didática - Um mergulho na história da moda
Sequencia Didática - Um mergulho na história da moda Sequencia Didática - Um mergulho na história da moda
Sequencia Didática - Um mergulho na história da moda
LOCIMAR MASSALAI
 
Regimento Interno da E.E.E.F. Sílvio Micheluzzi
Regimento Interno da E.E.E.F. Sílvio Micheluzzi Regimento Interno da E.E.E.F. Sílvio Micheluzzi
Regimento Interno da E.E.E.F. Sílvio Micheluzzi
LOCIMAR MASSALAI
 
Modelo de Resumo para relatos de experiências
Modelo de Resumo para relatos de experiênciasModelo de Resumo para relatos de experiências
Modelo de Resumo para relatos de experiências
LOCIMAR MASSALAI
 
O Protagonismo de alunos de 6º ao 9º ano da Escola Estadual de Ensino Fundame...
O Protagonismo de alunos de 6º ao 9º ano da Escola Estadual de Ensino Fundame...O Protagonismo de alunos de 6º ao 9º ano da Escola Estadual de Ensino Fundame...
O Protagonismo de alunos de 6º ao 9º ano da Escola Estadual de Ensino Fundame...
LOCIMAR MASSALAI
 
Projeto Pedagógico Escolar
Projeto Pedagógico EscolarProjeto Pedagógico Escolar
Projeto Pedagógico Escolar
LOCIMAR MASSALAI
 
Plano de Ensino 1º ano - Anos Iniciais
Plano de Ensino 1º ano - Anos Iniciais Plano de Ensino 1º ano - Anos Iniciais
Plano de Ensino 1º ano - Anos Iniciais
LOCIMAR MASSALAI
 
Plano de Ensino de LP
Plano de Ensino de LPPlano de Ensino de LP
Plano de Ensino de LP
LOCIMAR MASSALAI
 
Plano Anual de Ação Secretaria Escolar
Plano Anual de Ação Secretaria Escolar Plano Anual de Ação Secretaria Escolar
Plano Anual de Ação Secretaria Escolar
LOCIMAR MASSALAI
 
Plano de Ensino 4º ano
Plano de Ensino 4º ano Plano de Ensino 4º ano
Plano de Ensino 4º ano
LOCIMAR MASSALAI
 
Plano Anual de Ação do Labin
Plano Anual de Ação do LabinPlano Anual de Ação do Labin
Plano Anual de Ação do Labin
LOCIMAR MASSALAI
 
Plano de Ensino de Ciências
Plano de Ensino de Ciências Plano de Ensino de Ciências
Plano de Ensino de Ciências
LOCIMAR MASSALAI
 
Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar
LOCIMAR MASSALAI
 

Mais de LOCIMAR MASSALAI (20)

Retrospectiva 2020/2021
Retrospectiva 2020/2021Retrospectiva 2020/2021
Retrospectiva 2020/2021
 
Projeto Vim te buscar para ficar - Busca ativa em tempos de pandemia
Projeto Vim te buscar para ficar - Busca ativa em tempos de pandemiaProjeto Vim te buscar para ficar - Busca ativa em tempos de pandemia
Projeto Vim te buscar para ficar - Busca ativa em tempos de pandemia
 
Plano de Retorno às aulas presenciais
Plano de Retorno às aulas presenciais Plano de Retorno às aulas presenciais
Plano de Retorno às aulas presenciais
 
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
implementação da BNCC: compromisso com a excelência e a equidade nas aprendiz...
 
O papel do gestor
O papel do gestor O papel do gestor
O papel do gestor
 
BNCC da Educação Básica
BNCC da Educação Básica BNCC da Educação Básica
BNCC da Educação Básica
 
Caderno de Orientações Pedagógicas - Educação Infantil -RO
Caderno de Orientações Pedagógicas - Educação Infantil -ROCaderno de Orientações Pedagógicas - Educação Infantil -RO
Caderno de Orientações Pedagógicas - Educação Infantil -RO
 
Guia orientador do PP - CRE - Ji-Paraná
Guia orientador do PP - CRE - Ji-ParanáGuia orientador do PP - CRE - Ji-Paraná
Guia orientador do PP - CRE - Ji-Paraná
 
Sequencia Didática - Um mergulho na história da moda
Sequencia Didática - Um mergulho na história da moda Sequencia Didática - Um mergulho na história da moda
Sequencia Didática - Um mergulho na história da moda
 
Regimento Interno da E.E.E.F. Sílvio Micheluzzi
Regimento Interno da E.E.E.F. Sílvio Micheluzzi Regimento Interno da E.E.E.F. Sílvio Micheluzzi
Regimento Interno da E.E.E.F. Sílvio Micheluzzi
 
Modelo de Resumo para relatos de experiências
Modelo de Resumo para relatos de experiênciasModelo de Resumo para relatos de experiências
Modelo de Resumo para relatos de experiências
 
O Protagonismo de alunos de 6º ao 9º ano da Escola Estadual de Ensino Fundame...
O Protagonismo de alunos de 6º ao 9º ano da Escola Estadual de Ensino Fundame...O Protagonismo de alunos de 6º ao 9º ano da Escola Estadual de Ensino Fundame...
O Protagonismo de alunos de 6º ao 9º ano da Escola Estadual de Ensino Fundame...
 
Projeto Pedagógico Escolar
Projeto Pedagógico EscolarProjeto Pedagógico Escolar
Projeto Pedagógico Escolar
 
Plano de Ensino 1º ano - Anos Iniciais
Plano de Ensino 1º ano - Anos Iniciais Plano de Ensino 1º ano - Anos Iniciais
Plano de Ensino 1º ano - Anos Iniciais
 
Plano de Ensino de LP
Plano de Ensino de LPPlano de Ensino de LP
Plano de Ensino de LP
 
Plano Anual de Ação Secretaria Escolar
Plano Anual de Ação Secretaria Escolar Plano Anual de Ação Secretaria Escolar
Plano Anual de Ação Secretaria Escolar
 
Plano de Ensino 4º ano
Plano de Ensino 4º ano Plano de Ensino 4º ano
Plano de Ensino 4º ano
 
Plano Anual de Ação do Labin
Plano Anual de Ação do LabinPlano Anual de Ação do Labin
Plano Anual de Ação do Labin
 
Plano de Ensino de Ciências
Plano de Ensino de Ciências Plano de Ensino de Ciências
Plano de Ensino de Ciências
 
Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar Plano Anual de Ação da Direção Escolar
Plano Anual de Ação da Direção Escolar
 

Último

Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 

Plano Anual de Ação da Biblioteca Escolar

  • 1. PLANO ANUAL DA BIBLIOTECA HORÁRIO DE ATENDIMENTO TURNO HORÁRIO RESPONSÁVEL Matutino 07h15min às 11h15min Vespertino 13h15min às 17h15min JUSTIFICATIVA O ato de planejar faz parte da história do ser humano, pois transforma pensamentos em realidade. Em nosso cotidiano sempre enfrentamos situações que necessitam de planejamento, portanto para realizar atividades que não estão inseridas em nosso dia a dia usamos os processos racionais para alcançar o que desejamos. Este plano será dividido por etapas bimestrais a fim de facilitar a sua execução, portanto a importância do mesmo existe à medida que deixa de ser burocrático para ser um guia das ações do serviço da biblioteca escolar. As bibliotecas possuem um papel importante na educação de todas as pessoas. Neste local, o foco principal é facilitar o acesso aos mais diversos portadores da escrita contribuindo na formação dos estudantes e dando suporte na aprendizagem da leitura e escrita em sala de aula.
  • 2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA O atendimento na biblioteca escolar sob a coordenação dos professores, busca destacar as ações de caráter coletivo e individual, realizando o trabalho de orientação, incentivo e atendimento aos alunos, professores e a comunidade em geral, destacando a relevância da leitura para a formação do indivíduo. A linha teórica que baseia essa ação está presente no caderno de orientação pedagógica do Estado de Rondônia e na BNCC, onde mostra inúmeras competências de linguagem a serem adquiridas pelos estudantes, onde o profissional da biblioteca será de extrema valia no processo de aprendizagem, e desenvolvimento da leitura. É importante frisar também que a prática de leitura patrocinada pela escola precisa ocorrer em um espaço de maior liberdade possível, a leitura só se torna livre quando se respeita os mesmos em momentos iniciais do aprendizado, o prazer ou a aversão a cada leitor em relação a cada livro. Ou seja, quando não se obriga a toda a turma ler o mesmo livro, com a justificativa de que tal livro é apropriado para aquela faixa etária (...) , entre interesses e habilidades de leitura e bem mais do que fazem crer a pedagogia e o marketing. (Loyola, 1993, p.109). NECESSIDADES E PRIORIDADES EM RELAÇÃO À CLIENTELA Manter a biblioteca escolar organizada, a fim de que os visitantes se sintam acolhidos; Aumentar o acervo da biblioteca; Fazer com que os alunos visitem a biblioteca com frequência; Melhorar o nível de leitura para que possa ter melhor desenvolvimento em sala de aula e na compreensão de mundo; Desenvolver através da leitura a autoestima para se expressar oralmente; Ser capaz de opinar acerca de diferentes gêneros textuais; Adquirir hábito de leitura de forma espontânea; Conhecer um universo maior de autores de livros. OBJETIVOS
  • 3. 1. Atuar juntos aos professores na divulgação de livros da biblioteca nos projetos de leitura, nos trabalhos de pesquisa; 2. Oportunizar o empréstimo individualizado ou coletivo do acervo da biblioteca; 3. Orientar os alunos quanto ao perfil do livro e autor escolhido pelo mesmo; 4. Promover visitas nas salas de aula, a fim de divulgar o trabalho da biblioteca escolar; 5. Desenvolver e intensificar o hábito da leitura; 6. Fazer um levantamento bimestral das turmas, a fim de constatar a quantidade de livros lidos pelos alunos; 7. Elaborar estratégias junto à equipe gestora, para que haja o fortalecimento das ações da biblioteca; 8. Avaliar continuamente através de observação e relatos a atuação dos alunos em sala de aula, referente a leitura. CRONOGRAMA MÊS AÇÃO FEVEREIRO/MARÇO Organizar os livros da biblioteca para recepção da clientela; Elaborar fichas para empréstimos de livros; Criar cronograma para visita à biblioteca e fichas para trabalho de pesquisa; Divulgar nas salas de aula as ações da biblioteca. MARÇO / ABRIL Iniciar os empréstimos de livros (ano todo); Elaboração do projeto de leitura; Orientar os alunos nos trabalhos de pesquisa emgrupo (ano todo). MAIO Levantamento de livros lidos pelos alunos (ano todo) nos quatro bimestres; Divulgação dos resultados junto à equipe gestora (nos quatro bimestres). JUNHO Ouvir propostas ou críticas dos usuários da biblioteca (caixa de sugestões). JULHO Fazer fechamento semestral dos livros lidos pelos alunos; Conclusão de etapa do projeto de leitura; AGOSTO Realizar visitas às salas de aula. SETEMBRO Dar continuidade aos trabalhos implantados. OUTUBRO Dar continuidade aos projetos implantados. NOVEMBRO Dar continuidade aos projetos implantados. DEZEMBRO Elaboração do relatório final das ações desenvolvidas pela biblioteca. RECURSOS HUMANOS E MATERIAIS
  • 4. A biblioteca escolar conta com o quadro de dois profissionais (professores), uma sala adaptada e um acervo considerável de títulos de livros. Com isso, constatamos que os recursos físicos respondem as condições necessárias de trabalho. AVALIAÇÃO O trabalho na biblioteca escolar será avaliado continuamente e também no final do ano letivo, a partir do relatório de projetos executados e propósitos que constam neste Plano de Ação. Reconhecendo que a principal avaliação será constatada no desenvolvimento de aprendizagem dos alunos. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017. LOYOLA, Mariza. Do mundo da leitura para a leitura do mundo. São Paulo: Ática, 1993. RONDÔNIA. Secretaria de Estado da Educação. Referencial Curricular de Linguagens. Porto Velho, 2013.