SlideShare uma empresa Scribd logo
Nome:________________________________________________________nº_______ Data:___/___/____
Professor: Cristiane Curso/Série: 30
série EM
LISTA DE EXERCÍCIOS DE QUÍMICA DE APE – 10
TRIMESTRE
QUÍMICA 2
1. (Mack -SP) É característica de substância pura:
a) ter densidade sempre constante, independentemente do seu estado físico;
b) que ocorra variação de temperatura durante as mudanças de estado;
c) não apresentar odor e ser límpida e transparente;
d) apresentar ponto de ebulição e de fusão constantes;
e) estar no estado sólido à temperatura ambiente.
2. Obtemos do petróleo alguns produtos importantes para as nossas indústrias, tais como: a gasolina, a
querosene, o óleo diesel, o asfalto, etc... que apresentam pontos de ebulição diferentes. Qual a melhor
maneira de se separar estes compostos refinados do petróleo?
a) destilação fracionada;
b) centrifugação;
c) filtração;
d) fusão fracionada;
e) decantação.
3. Faça a correspondência correta entre as colunas a seguir, com relação às formas de separação das
misturas.
I - decantação
II - destilação
III - catação
IV - fusão fracionada
( ) mistura de ferro, estanho, chumbo
( ) água e barro
( ) grãos de feijão e pedregulhos
( ) água misturada com álcool
4. Uma amostra de água do rio das Velhas, que apresentava partículas em suspensão, foi submetida a
processos de purificação obtendo-se, ao final do tratamento, uma solução límpida e cristalina. Em relação às
amostras de água antes e após o tratamento podemos AFIRMAR que correspondem, respectivamente, a
a) substâncias composta e simples.
b) substâncias simples e composta.
c) misturas homogênea e composta.
d) misturas heterogênea e homogênea.
e) mistura heterogênea e substância simples.
5. Durante uma atividade prática avaliativa, um professor entregou para o estudante um béquer contendo água,
clorofórmio e acetona (miscíveis) e dois cubos de gelo para classificar o sistema. A alternativa que
corresponde ao número de fases e componentes, respectivamente, é:
a) 2 e 3
b) 2 e 4
c) 3 e 3
d) 3 e 4
e) 3 e 5
6. O número de Avogadro corresponde a uma quantidade equivalente a 6x1023
unidades, e pode ser usado para
expressar diferentes espécies, tais como átomo, molécula, íon etc.
Considerando o exposto acima, podemos dizer então que em 196 gramas de ácido sulfúrico (H2SO4), também
EXISTE
Dado: Massa Molar (H2SO4) = 98 g/mol
a) 18x1023
átomos de hidrogênio.
b) 30x1023
átomos de oxigênio.
c) 16x1023
átomos de enxofre
d) 4 mol de átomos de oxigênio.
e) 12x1023
moléculas de acido sulfúrico
7. (Uflavras) A determinação da fórmula mínima através da análise elementar é importante na determinação da
fórmula molecular das substâncias químicas. Uma substância de massa molecular 200 contém 72% de
carbono, 16% de oxigênio e 12% de hidrogênio. Qual a sua fórmula molecular?
Massas molares (g/mol):
H = 1,0; C = 12,0; O = 16,0
a) C3H26O
b) C3H3O3
c) C9H2O5
d) C10H6O4
e) C12H24O2
8. (Vunesp-SP) A porcentagem em massa de carbono no clorofórmio, CHCl3, é:
(Dado: massas molares, em g/mol: H = 1; C = 12; Cl = 35,5)
a) 1%
b) 10%
c) 12%
d) 24%
e) 50%
9. O bicarbonato de sódio apresenta caráter básico que é comprovado pelo uso como anti-ácido pela
população. A respeito desse uso, podemos equacioná-lo da seguinte forma
NaHCO3 + HCl NaCl + H2O + CO2
Considerando a reação na CNTP, qual é o volume de gás carbônico produzido ao reagir completamente 100 gramas
de bicarbonato de sódio.
Dado: Massa molar do bicarbonato de sódio = 84 g/mol
10. Em setembro de 1998, cerca de 10.000 toneladas de ácido sulfúrico (H2SO4) foram derramadas pelo navio
Bahamas no litoral do Rio Grande do Sul. Para minimizar o impacto ambiental de um desastre desse tipo, é
preciso neutralizar a acidez resultante. Para isso pode-se, por exemplo, lançar calcário, minério rico em
carbonato de cálcio (CaCO3), na região atingida.
A equação química que representa a neutralização do H2SO4 por CaCO3, com a proporção aproximada entre
as massas dessas substâncias é:
Pode-se avaliar o esforço de mobilização que deveria ser empreendido para enfrentar tal situação, estimando a
quantidade de caminhões necessária para carregar o material neutralizante. Para transportar certo calcário que tem
80% de CaCO3, esse número de caminhões, cada um com carga de 30 toneladas, seria próximo de
a) 100.
b) 200.
c) 300.
d) 400.
e) 500.
QUÍMICA 3
11. Determine o volume ocupado, nas CNTP, por 350g de gás cloro. Dado: Massa Atômica – 35,5 u.
12. (FAAP – SP) Na respiração normal de um adulto, em um minuto, são inalados 4,0 L de ar, medidos a 25ºC e
1 atm de pressão. Um mergulhador a 43 m abaixo do nível do mar, onde a temperatura é de 25ºC e a
pressão de 5 atm, receberá a mesma massa de oxigênio se inalar:
a) 4,0 L de ar
b) 8,0 l de ar
c) 32 L de ar
d) 20 L de ar
e) 0,8 L de ar
13. (Cesgranrio) 5 moles de um gás ideal a uma temperatura de 27°C ocupam um volume de 16,4 litros. A
pressão exercida por essa quantidade do gás é:
Dado: R = 0,082 atm. l/mol.K
a) 0,675 atm
b) 0,75 atm
c) 6,75 atm
d) 7,5 atm
e) 75 atm
14. Um recipiente fechado à temperature constante contém 4,48 L de dióxido de carbono, 0,6 mol de oxigênio e
33,6 g de gás nitrogênio.
A pressão total do sistema é de 750 mmHg. Determine a pressão parcial do gás oxigênio na mistura em
mmHg.
Dados: Volume molar = 22, 4 L/mol e Massa Molar (N2) = 28 g/mol
15. Uma garrafa de 1,5 litros, indeformável e seca, foi fechada por uma tampa plástica. A pressão
ambiente era de 1,0 atmosfera e a temperatura de 27°C. Em seguida, essa garrafa foi colocada ao
sol e, após certo tempo, a temperatura em seu interior subiu para 57°C e a tampa foi arremessada
pelo efeito da pressão interna. Qual era a pressão no interior da garrafa no instante imediatamente
anterior à expulsão da tampa plástica?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cálculos químicos i soluções
Cálculos químicos i   soluçõesCálculos químicos i   soluções
Cálculos químicos i soluções
Aninha Felix Vieira Dias
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
Marcio Pereira
 
Dependência de química 2ª ano do ensino médio
Dependência de química 2ª ano do ensino médioDependência de química 2ª ano do ensino médio
Dependência de química 2ª ano do ensino médio
Escola Pública/Particular
 
Gases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabaritoGases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabarito
Rodrigo Sampaio
 
Questões revisão - Prova
Questões revisão - ProvaQuestões revisão - Prova
Questões revisão - Prova
Rodrigo Sampaio
 
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituição
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituiçãoExercíciosfundamentais propriedades xconstituição
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituição
ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 
Soluções share
Soluções shareSoluções share
Soluções share
Fábio Oisiovici
 
Cinética química
Cinética químicaCinética química
Cinética química
Rodrigo Sampaio
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
Aninha Felix Vieira Dias
 
CINÉTICA QUIMICA REVISÃO
CINÉTICA QUIMICA REVISÃOCINÉTICA QUIMICA REVISÃO
CINÉTICA QUIMICA REVISÃO
Fábio Oisiovici
 
Progressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º AnoProgressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º Ano
Escola Pública/Particular
 
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
Fábio Oisiovici
 
Lista 2 recuperacao
Lista 2   recuperacaoLista 2   recuperacao
Lista 2 recuperacao
Rodrigo Sampaio
 
Quim04 livro-propostos
Quim04 livro-propostosQuim04 livro-propostos
Quim04 livro-propostos
Fábio Oisiovici
 
Lista de exercícios VII Cinética química
Lista de exercícios VII Cinética químicaLista de exercícios VII Cinética química
Lista de exercícios VII Cinética química
Carlos Priante
 
Cálculos químicos
Cálculos químicosCálculos químicos
Cálculos químicos
Kaleb Reis
 
DISPERSÕES REVISÃO ENEM
DISPERSÕES REVISÃO ENEMDISPERSÕES REVISÃO ENEM
DISPERSÕES REVISÃO ENEM
Fábio Oisiovici
 
Ficha de exercicio 12º ano 15 16
Ficha de exercicio 12º ano 15 16Ficha de exercicio 12º ano 15 16
Ficha de exercicio 12º ano 15 16
Liceu dos Mosteiros
 
Densidade de misturas
Densidade de misturasDensidade de misturas
Densidade de misturas
ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 

Mais procurados (20)

Cálculos químicos i soluções
Cálculos químicos i   soluçõesCálculos químicos i   soluções
Cálculos químicos i soluções
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
 
Dependência de química 2ª ano do ensino médio
Dependência de química 2ª ano do ensino médioDependência de química 2ª ano do ensino médio
Dependência de química 2ª ano do ensino médio
 
Gases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabaritoGases ideais - Questões com gabarito
Gases ideais - Questões com gabarito
 
Questões revisão - Prova
Questões revisão - ProvaQuestões revisão - Prova
Questões revisão - Prova
 
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituição
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituiçãoExercíciosfundamentais propriedades xconstituição
Exercíciosfundamentais propriedades xconstituição
 
Soluções share
Soluções shareSoluções share
Soluções share
 
Cinética química
Cinética químicaCinética química
Cinética química
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
CINÉTICA QUIMICA REVISÃO
CINÉTICA QUIMICA REVISÃOCINÉTICA QUIMICA REVISÃO
CINÉTICA QUIMICA REVISÃO
 
Progressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º AnoProgressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º Ano
 
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
Exercícios complementares densidade_solubilidade_mudança de estado físico_mod...
 
Soluções
SoluçõesSoluções
Soluções
 
Lista 2 recuperacao
Lista 2   recuperacaoLista 2   recuperacao
Lista 2 recuperacao
 
Quim04 livro-propostos
Quim04 livro-propostosQuim04 livro-propostos
Quim04 livro-propostos
 
Lista de exercícios VII Cinética química
Lista de exercícios VII Cinética químicaLista de exercícios VII Cinética química
Lista de exercícios VII Cinética química
 
Cálculos químicos
Cálculos químicosCálculos químicos
Cálculos químicos
 
DISPERSÕES REVISÃO ENEM
DISPERSÕES REVISÃO ENEMDISPERSÕES REVISÃO ENEM
DISPERSÕES REVISÃO ENEM
 
Ficha de exercicio 12º ano 15 16
Ficha de exercicio 12º ano 15 16Ficha de exercicio 12º ano 15 16
Ficha de exercicio 12º ano 15 16
 
Densidade de misturas
Densidade de misturasDensidade de misturas
Densidade de misturas
 

Destaque

Trabalho de portugues 2013
Trabalho de portugues 2013Trabalho de portugues 2013
Trabalho de portugues 2013
Atividades Diversas Cláudia
 
Prova de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIAProva de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIA
Katia Lopes
 
História 2013 3º e 4º bim (4º ano)
História 2013   3º e 4º bim (4º ano)História 2013   3º e 4º bim (4º ano)
História 2013 3º e 4º bim (4º ano)
smece4e5
 
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e 2º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e  2º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e  2º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e 2º ano pdf
André Moraes
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
André Moraes
 
Provinhas para 2º ano
Provinhas para 2º anoProvinhas para 2º ano
Provinhas para 2º anoSherly Martins
 
Avaliação bimestral de historia
Avaliação bimestral de historiaAvaliação bimestral de historia
Avaliação bimestral de historia
Maria Aparecida Mendes
 

Destaque (7)

Trabalho de portugues 2013
Trabalho de portugues 2013Trabalho de portugues 2013
Trabalho de portugues 2013
 
Prova de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIAProva de HISTÓRIA
Prova de HISTÓRIA
 
História 2013 3º e 4º bim (4º ano)
História 2013   3º e 4º bim (4º ano)História 2013   3º e 4º bim (4º ano)
História 2013 3º e 4º bim (4º ano)
 
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e 2º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e  2º ano pdfIII Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e  2º ano pdf
III Atividade Avaliatíva de Geo e Hist 1º e 2º ano pdf
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
 
Provinhas para 2º ano
Provinhas para 2º anoProvinhas para 2º ano
Provinhas para 2º ano
 
Avaliação bimestral de historia
Avaliação bimestral de historiaAvaliação bimestral de historia
Avaliação bimestral de historia
 

Semelhante a 3 em -1tri-lista_de_exercicios_ape290420111527

concentração soluções
concentração soluçõesconcentração soluções
concentração soluções
Fábio Oisiovici
 
Ap 15
Ap 15Ap 15
Experimento 4 20091 determinação da massa molecular de um gás
Experimento 4 20091 determinação da massa molecular de um gásExperimento 4 20091 determinação da massa molecular de um gás
Experimento 4 20091 determinação da massa molecular de um gás
sergioviroli
 
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp0104 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
ferfla10
 
Estudos2
Estudos2Estudos2
Exerc cinetica termoquimica_solucoes
Exerc cinetica termoquimica_solucoesExerc cinetica termoquimica_solucoes
Exerc cinetica termoquimica_solucoes
Marcy Gomes
 
2016 aulas 4 e 5 - progressao ext noite
2016   aulas 4 e 5 - progressao ext noite2016   aulas 4 e 5 - progressao ext noite
2016 aulas 4 e 5 - progressao ext noite
paulomigoto
 
Gabarito 2ª lista estequiometria
Gabarito 2ª lista  estequiometriaGabarito 2ª lista  estequiometria
Gabarito 2ª lista estequiometria
Joao Paulo Oliveira
 
cálculos químicos e soluções
cálculos químicos e soluçõescálculos químicos e soluções
cálculos químicos e soluções
Aninha Felix Vieira Dias
 
Lista 9 2014
Lista 9   2014Lista 9   2014
Lista 9 2014
profNICODEMOS
 
Estudos independentes2
Estudos independentes2Estudos independentes2
Estudos independentes2
Escola Pública/Particular
 
leis ponderais 02.pdf
leis ponderais 02.pdfleis ponderais 02.pdf
leis ponderais 02.pdf
ThiagoMenezes85
 
Estequiometria simples
Estequiometria simplesEstequiometria simples
Estequiometria simples
Rodrigo Sampaio
 
Puc02q
Puc02qPuc02q
Puc02q
Davi Duarte
 
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADELista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Rodrigo Sampaio
 
Cálculo estequiométricos
Cálculo estequiométricosCálculo estequiométricos
Cálculo estequiométricos
Rogeria Gregio
 
Avaliacao parcial sobre efeitos coligativos 2018
Avaliacao parcial sobre efeitos coligativos  2018Avaliacao parcial sobre efeitos coligativos  2018
Avaliacao parcial sobre efeitos coligativos 2018
Clebson Ramos
 
Prova fuv2013 1fase
Prova fuv2013 1faseProva fuv2013 1fase
Prova fuv2013 1fase
Bruna Karen
 
Exercícios 2º ano 1ºb
Exercícios 2º ano 1ºbExercícios 2º ano 1ºb
Exercícios 2º ano 1ºb
blogprofbento
 
Psa 17 cálculos estequimétricos
Psa 17   cálculos estequimétricosPsa 17   cálculos estequimétricos
Psa 17 cálculos estequimétricos
Fisica-Quimica
 

Semelhante a 3 em -1tri-lista_de_exercicios_ape290420111527 (20)

concentração soluções
concentração soluçõesconcentração soluções
concentração soluções
 
Ap 15
Ap 15Ap 15
Ap 15
 
Experimento 4 20091 determinação da massa molecular de um gás
Experimento 4 20091 determinação da massa molecular de um gásExperimento 4 20091 determinação da massa molecular de um gás
Experimento 4 20091 determinação da massa molecular de um gás
 
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp0104 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
 
Estudos2
Estudos2Estudos2
Estudos2
 
Exerc cinetica termoquimica_solucoes
Exerc cinetica termoquimica_solucoesExerc cinetica termoquimica_solucoes
Exerc cinetica termoquimica_solucoes
 
2016 aulas 4 e 5 - progressao ext noite
2016   aulas 4 e 5 - progressao ext noite2016   aulas 4 e 5 - progressao ext noite
2016 aulas 4 e 5 - progressao ext noite
 
Gabarito 2ª lista estequiometria
Gabarito 2ª lista  estequiometriaGabarito 2ª lista  estequiometria
Gabarito 2ª lista estequiometria
 
cálculos químicos e soluções
cálculos químicos e soluçõescálculos químicos e soluções
cálculos químicos e soluções
 
Lista 9 2014
Lista 9   2014Lista 9   2014
Lista 9 2014
 
Estudos independentes2
Estudos independentes2Estudos independentes2
Estudos independentes2
 
leis ponderais 02.pdf
leis ponderais 02.pdfleis ponderais 02.pdf
leis ponderais 02.pdf
 
Estequiometria simples
Estequiometria simplesEstequiometria simples
Estequiometria simples
 
Puc02q
Puc02qPuc02q
Puc02q
 
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADELista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
 
Cálculo estequiométricos
Cálculo estequiométricosCálculo estequiométricos
Cálculo estequiométricos
 
Avaliacao parcial sobre efeitos coligativos 2018
Avaliacao parcial sobre efeitos coligativos  2018Avaliacao parcial sobre efeitos coligativos  2018
Avaliacao parcial sobre efeitos coligativos 2018
 
Prova fuv2013 1fase
Prova fuv2013 1faseProva fuv2013 1fase
Prova fuv2013 1fase
 
Exercícios 2º ano 1ºb
Exercícios 2º ano 1ºbExercícios 2º ano 1ºb
Exercícios 2º ano 1ºb
 
Psa 17 cálculos estequimétricos
Psa 17   cálculos estequimétricosPsa 17   cálculos estequimétricos
Psa 17 cálculos estequimétricos
 

Último

Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
AntonioVieira539017
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 

Último (20)

Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 

3 em -1tri-lista_de_exercicios_ape290420111527

  • 1. Nome:________________________________________________________nº_______ Data:___/___/____ Professor: Cristiane Curso/Série: 30 série EM LISTA DE EXERCÍCIOS DE QUÍMICA DE APE – 10 TRIMESTRE QUÍMICA 2 1. (Mack -SP) É característica de substância pura: a) ter densidade sempre constante, independentemente do seu estado físico; b) que ocorra variação de temperatura durante as mudanças de estado; c) não apresentar odor e ser límpida e transparente; d) apresentar ponto de ebulição e de fusão constantes; e) estar no estado sólido à temperatura ambiente. 2. Obtemos do petróleo alguns produtos importantes para as nossas indústrias, tais como: a gasolina, a querosene, o óleo diesel, o asfalto, etc... que apresentam pontos de ebulição diferentes. Qual a melhor maneira de se separar estes compostos refinados do petróleo? a) destilação fracionada; b) centrifugação; c) filtração; d) fusão fracionada; e) decantação. 3. Faça a correspondência correta entre as colunas a seguir, com relação às formas de separação das misturas. I - decantação II - destilação III - catação IV - fusão fracionada ( ) mistura de ferro, estanho, chumbo ( ) água e barro ( ) grãos de feijão e pedregulhos ( ) água misturada com álcool 4. Uma amostra de água do rio das Velhas, que apresentava partículas em suspensão, foi submetida a processos de purificação obtendo-se, ao final do tratamento, uma solução límpida e cristalina. Em relação às amostras de água antes e após o tratamento podemos AFIRMAR que correspondem, respectivamente, a a) substâncias composta e simples. b) substâncias simples e composta. c) misturas homogênea e composta. d) misturas heterogênea e homogênea. e) mistura heterogênea e substância simples. 5. Durante uma atividade prática avaliativa, um professor entregou para o estudante um béquer contendo água, clorofórmio e acetona (miscíveis) e dois cubos de gelo para classificar o sistema. A alternativa que corresponde ao número de fases e componentes, respectivamente, é: a) 2 e 3
  • 2. b) 2 e 4 c) 3 e 3 d) 3 e 4 e) 3 e 5 6. O número de Avogadro corresponde a uma quantidade equivalente a 6x1023 unidades, e pode ser usado para expressar diferentes espécies, tais como átomo, molécula, íon etc. Considerando o exposto acima, podemos dizer então que em 196 gramas de ácido sulfúrico (H2SO4), também EXISTE Dado: Massa Molar (H2SO4) = 98 g/mol a) 18x1023 átomos de hidrogênio. b) 30x1023 átomos de oxigênio. c) 16x1023 átomos de enxofre d) 4 mol de átomos de oxigênio. e) 12x1023 moléculas de acido sulfúrico 7. (Uflavras) A determinação da fórmula mínima através da análise elementar é importante na determinação da fórmula molecular das substâncias químicas. Uma substância de massa molecular 200 contém 72% de carbono, 16% de oxigênio e 12% de hidrogênio. Qual a sua fórmula molecular? Massas molares (g/mol): H = 1,0; C = 12,0; O = 16,0 a) C3H26O b) C3H3O3 c) C9H2O5 d) C10H6O4 e) C12H24O2 8. (Vunesp-SP) A porcentagem em massa de carbono no clorofórmio, CHCl3, é: (Dado: massas molares, em g/mol: H = 1; C = 12; Cl = 35,5) a) 1% b) 10% c) 12% d) 24% e) 50% 9. O bicarbonato de sódio apresenta caráter básico que é comprovado pelo uso como anti-ácido pela população. A respeito desse uso, podemos equacioná-lo da seguinte forma NaHCO3 + HCl NaCl + H2O + CO2 Considerando a reação na CNTP, qual é o volume de gás carbônico produzido ao reagir completamente 100 gramas de bicarbonato de sódio. Dado: Massa molar do bicarbonato de sódio = 84 g/mol 10. Em setembro de 1998, cerca de 10.000 toneladas de ácido sulfúrico (H2SO4) foram derramadas pelo navio Bahamas no litoral do Rio Grande do Sul. Para minimizar o impacto ambiental de um desastre desse tipo, é preciso neutralizar a acidez resultante. Para isso pode-se, por exemplo, lançar calcário, minério rico em carbonato de cálcio (CaCO3), na região atingida. A equação química que representa a neutralização do H2SO4 por CaCO3, com a proporção aproximada entre as massas dessas substâncias é:
  • 3. Pode-se avaliar o esforço de mobilização que deveria ser empreendido para enfrentar tal situação, estimando a quantidade de caminhões necessária para carregar o material neutralizante. Para transportar certo calcário que tem 80% de CaCO3, esse número de caminhões, cada um com carga de 30 toneladas, seria próximo de a) 100. b) 200. c) 300. d) 400. e) 500. QUÍMICA 3 11. Determine o volume ocupado, nas CNTP, por 350g de gás cloro. Dado: Massa Atômica – 35,5 u. 12. (FAAP – SP) Na respiração normal de um adulto, em um minuto, são inalados 4,0 L de ar, medidos a 25ºC e 1 atm de pressão. Um mergulhador a 43 m abaixo do nível do mar, onde a temperatura é de 25ºC e a pressão de 5 atm, receberá a mesma massa de oxigênio se inalar: a) 4,0 L de ar b) 8,0 l de ar c) 32 L de ar d) 20 L de ar e) 0,8 L de ar 13. (Cesgranrio) 5 moles de um gás ideal a uma temperatura de 27°C ocupam um volume de 16,4 litros. A pressão exercida por essa quantidade do gás é: Dado: R = 0,082 atm. l/mol.K a) 0,675 atm b) 0,75 atm c) 6,75 atm d) 7,5 atm e) 75 atm 14. Um recipiente fechado à temperature constante contém 4,48 L de dióxido de carbono, 0,6 mol de oxigênio e 33,6 g de gás nitrogênio. A pressão total do sistema é de 750 mmHg. Determine a pressão parcial do gás oxigênio na mistura em mmHg. Dados: Volume molar = 22, 4 L/mol e Massa Molar (N2) = 28 g/mol
  • 4. 15. Uma garrafa de 1,5 litros, indeformável e seca, foi fechada por uma tampa plástica. A pressão ambiente era de 1,0 atmosfera e a temperatura de 27°C. Em seguida, essa garrafa foi colocada ao sol e, após certo tempo, a temperatura em seu interior subiu para 57°C e a tampa foi arremessada pelo efeito da pressão interna. Qual era a pressão no interior da garrafa no instante imediatamente anterior à expulsão da tampa plástica?