SlideShare uma empresa Scribd logo
QUÍMICA – PROFESSOR : FÁBIO OISIOVICI
Cinética Química
01.
1. Analise o quadro, que mostra seis
classes de enzimas e os tipos de reações
que catalisam.
Classe de
enzima
Tipo de reação que
catalisa
1. óxido-
redutases
óxido-redução
2. transferases transferência de grupos
3. hidrolases hidrólise
4. liases
adição de grupos a
duplas ligações ou
remoção de grupos,
formando dupla ligação
5. isomerases
rearranjos
intramoleculares
6. ligases
condensação de duas
moléculas, associada à
hidrólise de uma ligação
de alta energia (em
geral, do ATP)
A enzima álcool desidrogenase catalisa a
transformação de etanol em acetaldeído e
a enzima sacarase catalisa a reação de
sacarose com água, produzindo glicose e
frutose. Portanto, essas duas enzimas
pertencem, respectivamente, às classes
a) 6 e 5.
b) 1 e 3.
c) 4 e 5.
d) 1 e 2.
e) 3 e 6.
2. Conversores catalíticos de automóveis
são utilizados para reduzir a emissão de
poluentes. Os gases resultantes da
combustão no motor e o ar passam por
substâncias catalisadoras que aceleram a
transformação de monóxido de carbono
(CO) em dióxido de carbono 2(CO ) e a
decomposição de óxidos de nitrogênio
(genericamente x yN O )
em gás nitrogênio
2(N ) e gás oxigênio 2(O ).
Em relação ao uso de catalisadores e as
substâncias citadas no texto, são feitas as
seguintes afirmações:
I. As reações de decomposição dos óxidos
de nitrogênio a gás oxigênio e a gás
nitrogênio ocorrem com variação no
número de oxidação das espécies.
II. O 2CO
é um óxido ácido que quando
reage com a água forma o ácido carbônico.
III. Catalisadores são substâncias que
iniciam as reações químicas que seriam
impossíveis sem eles, aumentando a
velocidade e também a energia de ativação
da reação.
IV. O monóxido de carbono é um óxido
básico que ao reagir com a água forma
uma base.
V. A molécula do gás carbônico apresenta
geometria espacial angular.
Das afirmativas feitas estão corretas
apenas:
a) I e II.
b) II e V.
c) III e IV.
d) I, III e V.
e) II, IV e V.
3. 1ª Etapa (lenta):
(g) 2(g) 2 (g) 2 (g)2 NO H N O H O  
2ª Etapa (rápida):
2 (g) 2(g) 2(g) 2 (g)N O H N H O  
O monóxido de nitrogênio ou óxido nítrico
(NO) é um dos principais poluentes do ar
atmosférico. As emissões desse gás,
considerando a origem antropogênica, são
resultados da queima, a altas
temperaturas, de combustíveis fósseis em
indústrias e em veículos automotores. Uma
alternativa para reduzir a emissão de NO
para a atmosfera é a sua decomposição
em um conversor catalítico. Uma reação de
decomposição do NO é quando este reage
com gás hidrogênio, produzindo gás
nitrogênio e vapor de água conforme as
etapas em destaque. Ao realizar algumas
vezes a reação do NO com 2H ,
alterando
a concentração de um ou de ambos os
reagentes à temperatura constante, foram
obtidos os seguintes dados:
[NO]
mol L
2[H ]
mol L
Taxa de
desenvolvimento
(mol L h)
3
1 10
 3
1 10
 5
3 10

3
1 10
 3
2 10
 5
6 10

3
2 10
 3
2 10
 5
24 10

Com base nessas informações, é correto
afirmar:
a) O valor da constante k para a reação
global é igual a 300.
b) A taxa de desenvolvimento da reação
global depende de todas as etapas.
c) Ao se duplicar a concentração de 2H e
reduzir à metade a concentração de NO, a
taxa de desenvolvimento não se altera.
d) Ao se duplicar a concentração de ambos
os reagentes, NO e 2H , a taxa de
desenvolvimento da reação torna-se quatro
vezes maior.
e) Quando ambas as concentrações de
NO e de 2H forem iguais a
3
3 10 mol L,

a taxa de desenvolvimento será igual a
5
81 10 mol L h.
 
4. Considere que a decomposição do
2 5N O ,
representada pela equação química
global
2 5 2 22 N O 4 NO O , 
apresente lei de velocidade de primeira
ordem. No instante inicial da reação, a
concentração de 2 5N O
é de
1
0,10 mol L

e a velocidade de consumo desta espécie é
de
1 1
0,022 mol L min . 
 
Assinale a opção
que apresenta o valor da constante de
velocidade da reação global, em
1
min .
a) 0,0022
b) 0,011
c) 0,022
d) 0,11
e) 0,22
5. Uma reação química hipotética é
representada pela seguinte equação:
(g) (g) (g) (g)A B C D  
e ocorre em duas
etapas:
(g) (g) (g)A E D 
(Etapa lenta)
(g) (g) (g)E B C 
(Etapa rápida)
A lei da velocidade da reação pode ser
dada por
a)
v k [A] 
b)
v k [A][B] 
c)
v k [C][D] 
d)
v k [E][B] 
6. Para mostrar a diferença da rapidez da
reação entre ferro e ácido clorídrico, foi
utilizado o ferro em limalha e em barra.
Pingando dez gotas de ácido clorídrico
1
1,0 mol L

em cada material de ferro,
espera-se que a reação seja
a) mais rápida no ferro em barra porque a
superfície de contato é menor.
b) mais rápida no ferro em limalha porque a
superfície de contato é maior.
c) igual, pois a concentração e a
quantidade do ácido foram iguais.
d) mais lenta no ferro em limalha porque a
superfície de contato é menor.
e) mais lenta no ferro em barra porque a
superfície de contato é maior.
7. Os gases butano e propano são os
principais componentes do gás de cozinha
(GLP - Gás Liquefeito de Petróleo). A
combustão do butano 4 10(C H )
correspondente à equação:
4 10 2 2 2C H O CO H O Energia   
Se a velocidade da reação for 0,1 mols
butano-minuto qual a massa de 2CO
produzida
em 1 hora?
a)
1.056 g
b)
176 g
c)
17,6 g
d)
132 g
e)
26,4 g
8. Uma reação genérica em fase aquosa
apresenta a cinética descrita abaixo.
2
3A B 2C v k[A] [B]  
A velocidade dessa reação foi determinada
em dependência das concentrações dos
reagentes, conforme os dados relacionados
a seguir.
1
[A] (mol L ) 1
[B] (mol L ) 1 1
v (mol L min ) 
0,01 0,01 5
3,0 10

0,02 0,01 x
0,01 0,02 5
6,0 10

0,02 0,02 y
Assinale, respectivamente, os valores de x
e y que completam a tabela de modo
adequado.
a)
5
6,0 10
 e
5
9,0 10

b)
5
6,0 10
 e
5
12,0 10

c)
5
12,0 10
 e
5
12,0 10

d)
5
12,0 10
 e
5
24,0 10

e)
5
18,0 10
 e
5
24,0 10

9. Um estudante resolveu fazer três
experimentos com comprimidos
efervescentes, muito utilizados no combate
à azia, que liberam 2CO
quando
dissolvidos em água.
Experimento 1: Em três copos distintos
foram adicionados a mesma quantidade de
2H O,
mas com temperaturas diferentes
( 6, 25 e 100 C).  Em seguida, foi
adicionado um comprimido efervescente
inteiro em cada copo.
Experimento 2: Em dois copos distintos foi
adicionada a mesma quantidade de 2H O à
temperatura ambiente. Ao primeiro copo foi
adicionado um comprimido inteiro e ao
segundo um comprimido triturado.
Experimento 3: Em três copos distintos
foram adicionados a mesma quantidade de
2H O à temperatura ambiente e
1 ,
2 1 e
11
2 comprimido não triturado,
respectivamente.
Com base nos parâmetros que influenciam
a cinética de uma reação química, o
estudante deve observar que:
a) No experimento 1 a temperatura da água
não interfere no processo de liberação de
2CO .
b) No experimento 2 o aumento da
superfície de contato favorece a liberação
de 2CO .
c) No experimento 3 a massa de
comprimido é inversamente proporcional à
quantidade de 2CO
liberada.
d) No experimento 1 a água gelada
( 6 C) 
favorece a dissolução do comprimido
liberando mais 2CO .
e) Nos experimentos 2 e 3 a massa do
comprimido e a superfície de contato não
interferem no processo de liberação de
2CO .
10. Alguns medicamentos são
apresentados na forma de comprimidos
que, quando ingeridos, dissolvem-se
lentamente no líquido presente no tubo
digestório, garantindo um efeito prolongado
no organismo. Contudo, algumas pessoas,
por conta própria, amassam o comprimido
antes de tomá-lo.
Esse procedimento é inconveniente, pois
reduz o efeito prolongado devido
a) à diminuição da superfície de contato do
comprimido, provocando redução na
velocidade da reação.
b) à diminuição da superfície de contato,
favorecendo a dissolução.
c) ao aumento da velocidade da reação em
consequência do aumento da superfície de
contato do comprimido.
d) diminuição da frequência de colisões das
partículas do comprimido com as moléculas
do líquido presente no tubo digestório.
11. O etanal pode ser usado em fábricas
de espelhos na redução de sais de prata
que fixados no vidro permitem a reflexão da
imagem. A velocidade inicial de
decomposição de etanal foi medida em
diferentes concentrações, conforme
mostrado a seguir.
[etanal]
(mol / L)
0,10
0,20 0,30 0,40
velocidade
(mol / L s)
0,085 0,34 0,76
1,40
3 (g) 4(g) (g)CH CHO CH CO 
Baseado nas informações fornecidas e nos
conceitos químicos, analise as afirmações
a seguir.
I. A reação química abordada é de primeira
ordem.
II. A decomposição do etanal produz uma
substância apolar e outra polar.
III. O etanal possui a função química
aldeído.
IV. Sob condições apropriadas a oxidação
do etanal produz ácido acético.
Assinale a alternativa correta.
a) Todas as afirmações estão corretas.
b) Apenas II, III e IV estão corretas.
c) Apenas I e II estão corretas.
d) Apenas a afirmação III está correta.
12. Os automóveis são os principais
poluidores dos centros urbanos. Para
diminuir a poluição, a legislação obriga o
uso de catalisadores automotivos. Eles
viabilizam reações que transformam os
gases de escapamento dos motores,
óxidos de nitrogênio e monóxido de
carbono, em substâncias bem menos
poluentes.
Os catalisadores _______ a energia de
ativação da reação no sentido da formação
dos produtos, _______ a energia de
ativação da reação no sentido dos
reagentes e _______ no equilíbrio
reacional.
No texto, as lacunas são preenchidas,
correta e respectivamente, por:
a) diminuem … aumentam … interferem
b) diminuem … diminuem … não interferem
c) diminuem … aumentam … não
interferem
d) aumentam … diminuem … interferem
e) aumentam … aumentam … interferem
13. Para a obtenção de um determinado
produto, realiza-se uma reação em 2
etapas.
O caminho dessa reação é representado
no diagrama abaixo.
Considere as afirmações abaixo, sobre
essa reação.
I. A etapa determinante da velocidade da
reação é a etapa 2.
II. A reação é exotérmica.
III. A energia de ativação da etapa 1 é
maior que a energia de ativação da etapa
2.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.
14. (Enem 2ª aplicação 2010) Alguns
fatores podem alterar a rapidez das
reações químicas. A seguir, destacam-se
três exemplos no contexto da preparação e
da conservação de alimentos:
1. A maioria dos produtos alimentícios se
conserva por muito mais tempo quando
submetidos à refrigeração. Esse
procedimento diminui a rapidez das
reações que contribuem para a degradação
de certos alimentos.
2. Um procedimento muito comum utilizado
em práticas de culinária é o corte dos
alimentos para acelerar o seu cozimento,
caso não se tenha uma panela de pressão.
3. Na preparação de iogurtes, adicionam-se
ao leite bactérias produtoras de enzimas
que aceleram as reações envolvendo
açúcares e proteínas lácteas.
Com base no texto, quais são os fatores
que influenciam a rapidez das
transformações químicas relacionadas aos
exemplos 1, 2 e 3, respectivamente?
a) Temperatura, superfície de contato e
concentração.
b) Concentração, superfície de contato e
catalisadores.
c) Temperatura, superfície de contato e
catalisadores.
d) Superfície de contato, temperatura e
concentração.
e) Temperatura, concentração e
catalisadores.
15. (Enem PPL 2013) Há processos
industriais que envolvem reações químicas
na obtenção de diversos produtos ou bens
consumidos pelo homem. Determinadas
etapas de obtenção desses produtos
empregam catalisadores químicos
tradicionais, que têm sido, na medida do
possível, substituídos por enzimas. Em
processos industriais, uma das vantagens
de se substituírem os catalisadores
químicos tradicionais por enzimas decorre
do fato de estas serem
a) consumidas durante o processo.
b) compostos orgânicos e biodegradáveis.
c) inespecíficas para os substratos.
d) estáveis em variações de temperatura.
e) substratos nas reações químicas.
16. (Enem PPL 2013) A hematita (a-
Fe2O3), além de ser utilizada para obtenção
do aço, também é utilizada como um
catalisador de processos químicos, como
na síntese da amônia, importante matéria-
prima da indústria agroquímica.
MEDEIROS, M. A. F. Química Nova na
Escola, São Paulo, v. 32, n. 3, ago. 2010
(adaptado).
O uso da hematita viabiliza
economicamente a produção da amônia,
porque
a) diminui a rapidez da reação.
b) diminui a energia de ativação da reação.
c) aumenta a variação da entalpia da
reação.
d) aumenta a quantidade de produtos
formados.
e) aumenta o tempo do processamento da
reação.
Gabarito:
Resposta da questão 1:
[B]
Resposta da questão 2:
[A]
Resposta da questão 3:
[E]
Resposta da questão 4:
[D]
Resposta da questão 5:
[A]
Resposta da questão 6:
[B]
Resposta da questão 7:
[A]
Resposta da questão 8:
[D]
Resposta da questão 9:
[B]
Resposta da questão 10:
[C]
Resposta da questão 11:
[B]
Resposta da questão 12:
[B]
Resposta da questão 13:
[D]
Resposta da questão 14:
[C]
Resposta da questão 15:
[B]
Resposta da questão 16:
[B]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Termoquimicaparte01 supermed
Termoquimicaparte01 supermedTermoquimicaparte01 supermed
Termoquimicaparte01 supermed
Fábio Oisiovici
 
Lista de Exercícios: Concentração de Soluções
Lista de Exercícios: Concentração de SoluçõesLista de Exercícios: Concentração de Soluções
Lista de Exercícios: Concentração de Soluções
Hebertty Dantas
 
Lista de Exercícios: Solucões
Lista de Exercícios: SolucõesLista de Exercícios: Solucões
Lista de Exercícios: Solucões
Hebertty Dantas
 
Simulado qui02
Simulado qui02Simulado qui02
Simulado qui02
Fábio Oisiovici
 
revisão enem cálculos químicos
revisão enem cálculos químicosrevisão enem cálculos químicos
revisão enem cálculos químicos
Fábio Oisiovici
 
Soluções lista
Soluções lista Soluções lista
Soluções lista
Fábio Oisiovici
 
Lista equilíbrio
Lista equilíbrioLista equilíbrio
Lista equilíbrio
Rodrigo Sampaio
 
mol, massa molar,etc
mol, massa molar,etcmol, massa molar,etc
mol, massa molar,etc
Fábio Oisiovici
 
Nox e Reações de Óxido Redução
Nox e Reações de Óxido ReduçãoNox e Reações de Óxido Redução
Nox e Reações de Óxido Redução
Fábio Oisiovici
 
Cinética química
Cinética químicaCinética química
Cinética química
Rodrigo Sampaio
 
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADELista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Rodrigo Sampaio
 
Questões revisão - Prova
Questões revisão - ProvaQuestões revisão - Prova
Questões revisão - Prova
Rodrigo Sampaio
 
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEMELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
Fábio Oisiovici
 
Exercícios cinética química
Exercícios cinética químicaExercícios cinética química
Exercícios cinética química
fabioquimico
 
Gabarito da Lista de Exercícios: Solucões
Gabarito da Lista de Exercícios: SolucõesGabarito da Lista de Exercícios: Solucões
Gabarito da Lista de Exercícios: Solucões
Hebertty Dantas
 
Nox e oxirredução
Nox e oxirreduçãoNox e oxirredução
Nox e oxirredução
Rodrigo Sampaio
 
Cálculos químicos share
Cálculos químicos shareCálculos químicos share
Cálculos químicos share
Fábio Oisiovici
 
concentração soluções
concentração soluçõesconcentração soluções
concentração soluções
Fábio Oisiovici
 
Eletrolise exercícios
Eletrolise exercíciosEletrolise exercícios
Eletrolise exercícios
Fábio Oisiovici
 
Inor parte 1
Inor parte 1Inor parte 1
Inor parte 1
Fábio Oisiovici
 

Mais procurados (20)

Termoquimicaparte01 supermed
Termoquimicaparte01 supermedTermoquimicaparte01 supermed
Termoquimicaparte01 supermed
 
Lista de Exercícios: Concentração de Soluções
Lista de Exercícios: Concentração de SoluçõesLista de Exercícios: Concentração de Soluções
Lista de Exercícios: Concentração de Soluções
 
Lista de Exercícios: Solucões
Lista de Exercícios: SolucõesLista de Exercícios: Solucões
Lista de Exercícios: Solucões
 
Simulado qui02
Simulado qui02Simulado qui02
Simulado qui02
 
revisão enem cálculos químicos
revisão enem cálculos químicosrevisão enem cálculos químicos
revisão enem cálculos químicos
 
Soluções lista
Soluções lista Soluções lista
Soluções lista
 
Lista equilíbrio
Lista equilíbrioLista equilíbrio
Lista equilíbrio
 
mol, massa molar,etc
mol, massa molar,etcmol, massa molar,etc
mol, massa molar,etc
 
Nox e Reações de Óxido Redução
Nox e Reações de Óxido ReduçãoNox e Reações de Óxido Redução
Nox e Reações de Óxido Redução
 
Cinética química
Cinética químicaCinética química
Cinética química
 
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADELista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
Lista estudo - Terceiro COC - 3 UNIDADE
 
Questões revisão - Prova
Questões revisão - ProvaQuestões revisão - Prova
Questões revisão - Prova
 
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEMELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
ELETROQUIMICA REVISÃO ENEM
 
Exercícios cinética química
Exercícios cinética químicaExercícios cinética química
Exercícios cinética química
 
Gabarito da Lista de Exercícios: Solucões
Gabarito da Lista de Exercícios: SolucõesGabarito da Lista de Exercícios: Solucões
Gabarito da Lista de Exercícios: Solucões
 
Nox e oxirredução
Nox e oxirreduçãoNox e oxirredução
Nox e oxirredução
 
Cálculos químicos share
Cálculos químicos shareCálculos químicos share
Cálculos químicos share
 
concentração soluções
concentração soluçõesconcentração soluções
concentração soluções
 
Eletrolise exercícios
Eletrolise exercíciosEletrolise exercícios
Eletrolise exercícios
 
Inor parte 1
Inor parte 1Inor parte 1
Inor parte 1
 

Semelhante a CINÉTICA QUIMICA REVISÃO

Cinetica
CineticaCinetica
Cinetica
Claderci Junior
 
Cinetica
CineticaCinetica
Cinetica
Claderci Junior
 
Cinetica
CineticaCinetica
Cinetica
Glayson Sombra
 
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Cinética Química
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Cinética QuímicaSlides da aula de Química (Manoel) sobre Cinética Química
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Cinética Química
Turma Olímpica
 
Listao organica
Listao organicaListao organica
Listao organica
Enéderson Rossetto
 
Cinética Química
Cinética QuímicaCinética Química
Cinética Química
Vinny Silva
 
Ufpe fase2
Ufpe fase2Ufpe fase2
Ufpe fase2
Junior Dou
 
Aula 10 (lista de exercicio)
Aula 10 (lista de exercicio)Aula 10 (lista de exercicio)
Aula 10 (lista de exercicio)
Elio Junior
 
Lista 2 ano final nox
Lista 2 ano final noxLista 2 ano final nox
Lista 2 ano final nox
Renato Souza
 
Questões gerais de química_2º ano
Questões gerais de química_2º anoQuestões gerais de química_2º ano
Questões gerais de química_2º ano
Escola Pública/Particular
 
Cineticaquimica
CineticaquimicaCineticaquimica
Cineticaquimica
Cláudia Martins Ledesma
 
Aula 01_ cinetica química das reações.pdf
Aula 01_ cinetica química das reações.pdfAula 01_ cinetica química das reações.pdf
Aula 01_ cinetica química das reações.pdf
LayzzaTardindaSilvaS
 
Lista 08 -_estequiometria
Lista 08 -_estequiometriaLista 08 -_estequiometria
Lista 08 -_estequiometria
torquatofp
 
Ita2008 4dia
Ita2008 4diaIta2008 4dia
Ita2008 4dia
cavip
 
Cinetica exerci
Cinetica exerciCinetica exerci
Cinetica exerci
aguiarte10
 
Lista 2 ano_19.06
Lista 2 ano_19.06Lista 2 ano_19.06
Lista 2 ano_19.06
Marcello Brandão
 
Termoquímica 2015 exercicios ii unidade
Termoquímica 2015 exercicios ii unidadeTermoquímica 2015 exercicios ii unidade
Termoquímica 2015 exercicios ii unidade
Junior Dou
 
Exercícios de recuperação 2
Exercícios de recuperação 2Exercícios de recuperação 2
Exercícios de recuperação 2
Claudia Cinara Braga
 
Cinetica
CineticaCinetica
Cinetica
Bruno2014
 
Cinetica
CineticaCinetica
Cinetica
Bruno2014
 

Semelhante a CINÉTICA QUIMICA REVISÃO (20)

Cinetica
CineticaCinetica
Cinetica
 
Cinetica
CineticaCinetica
Cinetica
 
Cinetica
CineticaCinetica
Cinetica
 
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Cinética Química
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Cinética QuímicaSlides da aula de Química (Manoel) sobre Cinética Química
Slides da aula de Química (Manoel) sobre Cinética Química
 
Listao organica
Listao organicaListao organica
Listao organica
 
Cinética Química
Cinética QuímicaCinética Química
Cinética Química
 
Ufpe fase2
Ufpe fase2Ufpe fase2
Ufpe fase2
 
Aula 10 (lista de exercicio)
Aula 10 (lista de exercicio)Aula 10 (lista de exercicio)
Aula 10 (lista de exercicio)
 
Lista 2 ano final nox
Lista 2 ano final noxLista 2 ano final nox
Lista 2 ano final nox
 
Questões gerais de química_2º ano
Questões gerais de química_2º anoQuestões gerais de química_2º ano
Questões gerais de química_2º ano
 
Cineticaquimica
CineticaquimicaCineticaquimica
Cineticaquimica
 
Aula 01_ cinetica química das reações.pdf
Aula 01_ cinetica química das reações.pdfAula 01_ cinetica química das reações.pdf
Aula 01_ cinetica química das reações.pdf
 
Lista 08 -_estequiometria
Lista 08 -_estequiometriaLista 08 -_estequiometria
Lista 08 -_estequiometria
 
Ita2008 4dia
Ita2008 4diaIta2008 4dia
Ita2008 4dia
 
Cinetica exerci
Cinetica exerciCinetica exerci
Cinetica exerci
 
Lista 2 ano_19.06
Lista 2 ano_19.06Lista 2 ano_19.06
Lista 2 ano_19.06
 
Termoquímica 2015 exercicios ii unidade
Termoquímica 2015 exercicios ii unidadeTermoquímica 2015 exercicios ii unidade
Termoquímica 2015 exercicios ii unidade
 
Exercícios de recuperação 2
Exercícios de recuperação 2Exercícios de recuperação 2
Exercícios de recuperação 2
 
Cinetica
CineticaCinetica
Cinetica
 
Cinetica
CineticaCinetica
Cinetica
 

Mais de Fábio Oisiovici

Inor parte 2
Inor parte 2Inor parte 2
Inor parte 2
Fábio Oisiovici
 
Simulado ENEM Química
Simulado ENEM QuímicaSimulado ENEM Química
Simulado ENEM Química
Fábio Oisiovici
 
revisão enem radioatividade
revisão enem radioatividaderevisão enem radioatividade
revisão enem radioatividade
Fábio Oisiovici
 
Gaba termo super med/exatas
Gaba termo super med/exatasGaba termo super med/exatas
Gaba termo super med/exatas
Fábio Oisiovici
 
alotropia
alotropiaalotropia
alotropia
Fábio Oisiovici
 
Classificação e Propriedades da Matéria
Classificação e Propriedades da MatériaClassificação e Propriedades da Matéria
Classificação e Propriedades da Matéria
Fábio Oisiovici
 
polímeros exercícios
polímeros exercíciospolímeros exercícios
polímeros exercícios
Fábio Oisiovici
 
Bioquímica questões
Bioquímica questõesBioquímica questões
Bioquímica questões
Fábio Oisiovici
 
Lista radioatividade
Lista radioatividadeLista radioatividade
Lista radioatividade
Fábio Oisiovici
 
Radio coc share
Radio coc shareRadio coc share
Radio coc share
Fábio Oisiovici
 
Oxidos
OxidosOxidos
Estequiometriaextensivo
EstequiometriaextensivoEstequiometriaextensivo
Estequiometriaextensivo
Fábio Oisiovici
 
Simulado de química face
Simulado de química faceSimulado de química face
Simulado de química face
Fábio Oisiovici
 
simulado QUÍMICA
simulado QUÍMICAsimulado QUÍMICA
simulado QUÍMICA
Fábio Oisiovici
 
Simulado QUIMICA facebook
Simulado QUIMICA facebookSimulado QUIMICA facebook
Simulado QUIMICA facebook
Fábio Oisiovici
 
cálculos análise
cálculos análisecálculos análise
cálculos análise
Fábio Oisiovici
 

Mais de Fábio Oisiovici (16)

Inor parte 2
Inor parte 2Inor parte 2
Inor parte 2
 
Simulado ENEM Química
Simulado ENEM QuímicaSimulado ENEM Química
Simulado ENEM Química
 
revisão enem radioatividade
revisão enem radioatividaderevisão enem radioatividade
revisão enem radioatividade
 
Gaba termo super med/exatas
Gaba termo super med/exatasGaba termo super med/exatas
Gaba termo super med/exatas
 
alotropia
alotropiaalotropia
alotropia
 
Classificação e Propriedades da Matéria
Classificação e Propriedades da MatériaClassificação e Propriedades da Matéria
Classificação e Propriedades da Matéria
 
polímeros exercícios
polímeros exercíciospolímeros exercícios
polímeros exercícios
 
Bioquímica questões
Bioquímica questõesBioquímica questões
Bioquímica questões
 
Lista radioatividade
Lista radioatividadeLista radioatividade
Lista radioatividade
 
Radio coc share
Radio coc shareRadio coc share
Radio coc share
 
Oxidos
OxidosOxidos
Oxidos
 
Estequiometriaextensivo
EstequiometriaextensivoEstequiometriaextensivo
Estequiometriaextensivo
 
Simulado de química face
Simulado de química faceSimulado de química face
Simulado de química face
 
simulado QUÍMICA
simulado QUÍMICAsimulado QUÍMICA
simulado QUÍMICA
 
Simulado QUIMICA facebook
Simulado QUIMICA facebookSimulado QUIMICA facebook
Simulado QUIMICA facebook
 
cálculos análise
cálculos análisecálculos análise
cálculos análise
 

Último

D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 

Último (20)

D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 

CINÉTICA QUIMICA REVISÃO

  • 1. QUÍMICA – PROFESSOR : FÁBIO OISIOVICI Cinética Química 01. 1. Analise o quadro, que mostra seis classes de enzimas e os tipos de reações que catalisam. Classe de enzima Tipo de reação que catalisa 1. óxido- redutases óxido-redução 2. transferases transferência de grupos 3. hidrolases hidrólise 4. liases adição de grupos a duplas ligações ou remoção de grupos, formando dupla ligação 5. isomerases rearranjos intramoleculares 6. ligases condensação de duas moléculas, associada à hidrólise de uma ligação de alta energia (em geral, do ATP) A enzima álcool desidrogenase catalisa a transformação de etanol em acetaldeído e a enzima sacarase catalisa a reação de sacarose com água, produzindo glicose e frutose. Portanto, essas duas enzimas pertencem, respectivamente, às classes a) 6 e 5. b) 1 e 3. c) 4 e 5. d) 1 e 2. e) 3 e 6. 2. Conversores catalíticos de automóveis são utilizados para reduzir a emissão de poluentes. Os gases resultantes da combustão no motor e o ar passam por substâncias catalisadoras que aceleram a transformação de monóxido de carbono (CO) em dióxido de carbono 2(CO ) e a decomposição de óxidos de nitrogênio (genericamente x yN O ) em gás nitrogênio 2(N ) e gás oxigênio 2(O ). Em relação ao uso de catalisadores e as substâncias citadas no texto, são feitas as seguintes afirmações: I. As reações de decomposição dos óxidos de nitrogênio a gás oxigênio e a gás nitrogênio ocorrem com variação no número de oxidação das espécies. II. O 2CO é um óxido ácido que quando reage com a água forma o ácido carbônico. III. Catalisadores são substâncias que iniciam as reações químicas que seriam impossíveis sem eles, aumentando a velocidade e também a energia de ativação da reação.
  • 2. IV. O monóxido de carbono é um óxido básico que ao reagir com a água forma uma base. V. A molécula do gás carbônico apresenta geometria espacial angular. Das afirmativas feitas estão corretas apenas: a) I e II. b) II e V. c) III e IV. d) I, III e V. e) II, IV e V. 3. 1ª Etapa (lenta): (g) 2(g) 2 (g) 2 (g)2 NO H N O H O   2ª Etapa (rápida): 2 (g) 2(g) 2(g) 2 (g)N O H N H O   O monóxido de nitrogênio ou óxido nítrico (NO) é um dos principais poluentes do ar atmosférico. As emissões desse gás, considerando a origem antropogênica, são resultados da queima, a altas temperaturas, de combustíveis fósseis em indústrias e em veículos automotores. Uma alternativa para reduzir a emissão de NO para a atmosfera é a sua decomposição em um conversor catalítico. Uma reação de decomposição do NO é quando este reage com gás hidrogênio, produzindo gás nitrogênio e vapor de água conforme as etapas em destaque. Ao realizar algumas vezes a reação do NO com 2H , alterando a concentração de um ou de ambos os reagentes à temperatura constante, foram obtidos os seguintes dados: [NO] mol L 2[H ] mol L Taxa de desenvolvimento (mol L h) 3 1 10  3 1 10  5 3 10  3 1 10  3 2 10  5 6 10  3 2 10  3 2 10  5 24 10  Com base nessas informações, é correto afirmar: a) O valor da constante k para a reação global é igual a 300. b) A taxa de desenvolvimento da reação global depende de todas as etapas. c) Ao se duplicar a concentração de 2H e reduzir à metade a concentração de NO, a taxa de desenvolvimento não se altera. d) Ao se duplicar a concentração de ambos os reagentes, NO e 2H , a taxa de desenvolvimento da reação torna-se quatro vezes maior. e) Quando ambas as concentrações de NO e de 2H forem iguais a 3 3 10 mol L,  a taxa de desenvolvimento será igual a 5 81 10 mol L h.   4. Considere que a decomposição do 2 5N O , representada pela equação química global 2 5 2 22 N O 4 NO O ,  apresente lei de velocidade de primeira ordem. No instante inicial da reação, a concentração de 2 5N O é de 1 0,10 mol L 
  • 3. e a velocidade de consumo desta espécie é de 1 1 0,022 mol L min .    Assinale a opção que apresenta o valor da constante de velocidade da reação global, em 1 min . a) 0,0022 b) 0,011 c) 0,022 d) 0,11 e) 0,22 5. Uma reação química hipotética é representada pela seguinte equação: (g) (g) (g) (g)A B C D   e ocorre em duas etapas: (g) (g) (g)A E D  (Etapa lenta) (g) (g) (g)E B C  (Etapa rápida) A lei da velocidade da reação pode ser dada por a) v k [A]  b) v k [A][B]  c) v k [C][D]  d) v k [E][B]  6. Para mostrar a diferença da rapidez da reação entre ferro e ácido clorídrico, foi utilizado o ferro em limalha e em barra. Pingando dez gotas de ácido clorídrico 1 1,0 mol L  em cada material de ferro, espera-se que a reação seja a) mais rápida no ferro em barra porque a superfície de contato é menor. b) mais rápida no ferro em limalha porque a superfície de contato é maior. c) igual, pois a concentração e a quantidade do ácido foram iguais. d) mais lenta no ferro em limalha porque a superfície de contato é menor. e) mais lenta no ferro em barra porque a superfície de contato é maior. 7. Os gases butano e propano são os principais componentes do gás de cozinha (GLP - Gás Liquefeito de Petróleo). A combustão do butano 4 10(C H ) correspondente à equação: 4 10 2 2 2C H O CO H O Energia    Se a velocidade da reação for 0,1 mols butano-minuto qual a massa de 2CO produzida em 1 hora? a) 1.056 g b) 176 g c) 17,6 g d) 132 g e) 26,4 g 8. Uma reação genérica em fase aquosa apresenta a cinética descrita abaixo.
  • 4. 2 3A B 2C v k[A] [B]   A velocidade dessa reação foi determinada em dependência das concentrações dos reagentes, conforme os dados relacionados a seguir. 1 [A] (mol L ) 1 [B] (mol L ) 1 1 v (mol L min )  0,01 0,01 5 3,0 10  0,02 0,01 x 0,01 0,02 5 6,0 10  0,02 0,02 y Assinale, respectivamente, os valores de x e y que completam a tabela de modo adequado. a) 5 6,0 10  e 5 9,0 10  b) 5 6,0 10  e 5 12,0 10  c) 5 12,0 10  e 5 12,0 10  d) 5 12,0 10  e 5 24,0 10  e) 5 18,0 10  e 5 24,0 10  9. Um estudante resolveu fazer três experimentos com comprimidos efervescentes, muito utilizados no combate à azia, que liberam 2CO quando dissolvidos em água. Experimento 1: Em três copos distintos foram adicionados a mesma quantidade de 2H O, mas com temperaturas diferentes ( 6, 25 e 100 C).  Em seguida, foi adicionado um comprimido efervescente inteiro em cada copo. Experimento 2: Em dois copos distintos foi adicionada a mesma quantidade de 2H O à temperatura ambiente. Ao primeiro copo foi adicionado um comprimido inteiro e ao segundo um comprimido triturado. Experimento 3: Em três copos distintos foram adicionados a mesma quantidade de 2H O à temperatura ambiente e 1 , 2 1 e 11 2 comprimido não triturado, respectivamente. Com base nos parâmetros que influenciam a cinética de uma reação química, o estudante deve observar que: a) No experimento 1 a temperatura da água não interfere no processo de liberação de 2CO . b) No experimento 2 o aumento da superfície de contato favorece a liberação de 2CO . c) No experimento 3 a massa de comprimido é inversamente proporcional à quantidade de 2CO liberada. d) No experimento 1 a água gelada ( 6 C)  favorece a dissolução do comprimido liberando mais 2CO . e) Nos experimentos 2 e 3 a massa do comprimido e a superfície de contato não interferem no processo de liberação de 2CO . 10. Alguns medicamentos são apresentados na forma de comprimidos
  • 5. que, quando ingeridos, dissolvem-se lentamente no líquido presente no tubo digestório, garantindo um efeito prolongado no organismo. Contudo, algumas pessoas, por conta própria, amassam o comprimido antes de tomá-lo. Esse procedimento é inconveniente, pois reduz o efeito prolongado devido a) à diminuição da superfície de contato do comprimido, provocando redução na velocidade da reação. b) à diminuição da superfície de contato, favorecendo a dissolução. c) ao aumento da velocidade da reação em consequência do aumento da superfície de contato do comprimido. d) diminuição da frequência de colisões das partículas do comprimido com as moléculas do líquido presente no tubo digestório. 11. O etanal pode ser usado em fábricas de espelhos na redução de sais de prata que fixados no vidro permitem a reflexão da imagem. A velocidade inicial de decomposição de etanal foi medida em diferentes concentrações, conforme mostrado a seguir. [etanal] (mol / L) 0,10 0,20 0,30 0,40 velocidade (mol / L s) 0,085 0,34 0,76 1,40 3 (g) 4(g) (g)CH CHO CH CO  Baseado nas informações fornecidas e nos conceitos químicos, analise as afirmações a seguir. I. A reação química abordada é de primeira ordem. II. A decomposição do etanal produz uma substância apolar e outra polar. III. O etanal possui a função química aldeído. IV. Sob condições apropriadas a oxidação do etanal produz ácido acético. Assinale a alternativa correta. a) Todas as afirmações estão corretas. b) Apenas II, III e IV estão corretas. c) Apenas I e II estão corretas. d) Apenas a afirmação III está correta. 12. Os automóveis são os principais poluidores dos centros urbanos. Para diminuir a poluição, a legislação obriga o uso de catalisadores automotivos. Eles viabilizam reações que transformam os gases de escapamento dos motores, óxidos de nitrogênio e monóxido de carbono, em substâncias bem menos poluentes. Os catalisadores _______ a energia de ativação da reação no sentido da formação dos produtos, _______ a energia de ativação da reação no sentido dos reagentes e _______ no equilíbrio reacional. No texto, as lacunas são preenchidas, correta e respectivamente, por: a) diminuem … aumentam … interferem b) diminuem … diminuem … não interferem c) diminuem … aumentam … não interferem
  • 6. d) aumentam … diminuem … interferem e) aumentam … aumentam … interferem 13. Para a obtenção de um determinado produto, realiza-se uma reação em 2 etapas. O caminho dessa reação é representado no diagrama abaixo. Considere as afirmações abaixo, sobre essa reação. I. A etapa determinante da velocidade da reação é a etapa 2. II. A reação é exotérmica. III. A energia de ativação da etapa 1 é maior que a energia de ativação da etapa 2. Quais estão corretas? a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas III. d) Apenas II e III. e) I, II e III. 14. (Enem 2ª aplicação 2010) Alguns fatores podem alterar a rapidez das reações químicas. A seguir, destacam-se três exemplos no contexto da preparação e da conservação de alimentos: 1. A maioria dos produtos alimentícios se conserva por muito mais tempo quando submetidos à refrigeração. Esse procedimento diminui a rapidez das reações que contribuem para a degradação de certos alimentos. 2. Um procedimento muito comum utilizado em práticas de culinária é o corte dos alimentos para acelerar o seu cozimento, caso não se tenha uma panela de pressão. 3. Na preparação de iogurtes, adicionam-se ao leite bactérias produtoras de enzimas que aceleram as reações envolvendo açúcares e proteínas lácteas. Com base no texto, quais são os fatores que influenciam a rapidez das transformações químicas relacionadas aos exemplos 1, 2 e 3, respectivamente? a) Temperatura, superfície de contato e concentração. b) Concentração, superfície de contato e catalisadores. c) Temperatura, superfície de contato e catalisadores. d) Superfície de contato, temperatura e concentração. e) Temperatura, concentração e catalisadores. 15. (Enem PPL 2013) Há processos industriais que envolvem reações químicas na obtenção de diversos produtos ou bens consumidos pelo homem. Determinadas etapas de obtenção desses produtos empregam catalisadores químicos tradicionais, que têm sido, na medida do possível, substituídos por enzimas. Em processos industriais, uma das vantagens
  • 7. de se substituírem os catalisadores químicos tradicionais por enzimas decorre do fato de estas serem a) consumidas durante o processo. b) compostos orgânicos e biodegradáveis. c) inespecíficas para os substratos. d) estáveis em variações de temperatura. e) substratos nas reações químicas. 16. (Enem PPL 2013) A hematita (a- Fe2O3), além de ser utilizada para obtenção do aço, também é utilizada como um catalisador de processos químicos, como na síntese da amônia, importante matéria- prima da indústria agroquímica. MEDEIROS, M. A. F. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 32, n. 3, ago. 2010 (adaptado). O uso da hematita viabiliza economicamente a produção da amônia, porque a) diminui a rapidez da reação. b) diminui a energia de ativação da reação. c) aumenta a variação da entalpia da reação. d) aumenta a quantidade de produtos formados. e) aumenta o tempo do processamento da reação.
  • 8. Gabarito: Resposta da questão 1: [B] Resposta da questão 2: [A] Resposta da questão 3: [E] Resposta da questão 4: [D] Resposta da questão 5: [A] Resposta da questão 6: [B] Resposta da questão 7: [A] Resposta da questão 8: [D] Resposta da questão 9: [B] Resposta da questão 10: [C] Resposta da questão 11: [B] Resposta da questão 12: [B] Resposta da questão 13: [D] Resposta da questão 14: [C] Resposta da questão 15: [B] Resposta da questão 16: [B]