SlideShare uma empresa Scribd logo
ARTE CONCEITUAL:
Performance / Instalação / LandArte ou
    Arte ambiental/ Interferências

                   Por
         Elisa B. Herrera Peres
      Professora de Artes Visuais

                                         1
Artistas:

            Joseph Beuys

            Spencer Tunik

      Christo e Jean-Claude


                              2
PERFORMANCE ou Arte efímera
LINGUAGEM ARTÍSTCA MODERNA
A art performance ou performance artistítica é uma modalidade de
manifestação artística interdisciplinar que - assim como o happening - pode
combinar teatro, música, poesia ou vídeo. É característica da segunda metade
do século XX, mas suas origens estão ligadas aos movimentos
de vanguarda (dadaísmo, futurismo, Bauhaus, etc.) do início do século passado.
Difere do happening por ser mais cuidadosamente elaborada e não envolver
necessariamente a participação dos espectadores. Em geral, segue um "roteiro"
previamente definido, podendo ser reproduzida em outros momentos ou locais. É
realizada para uma plateia quase sempre restrita ou mesmo ausente e, assim,
depende de registros - através de fotografias, vídeos e/ou memoriais descritivos -
para se tornar conhecida do público.
                                                                                 3
A performance foi introduzida durante a década de 1960,
pelo grupo Fluxus e, muito especialmente, através das obras
de Joseph Beuys. Numa de suas performances, Beuys passou
horas sozinho na Galeria Schmela, em Düsseldorf, com o
rosto coberto de mel e folhas de ouro, carregando nos braços
uma lebre morta, a quem comentava detalhes sobre as obras
expostas.
Em alguns casos, as performances ligadas à body art se
tornaram sensoriais ou até masoquistas. Chris
Burden rastejou sobre um piso coberto com cacos de vidro,
levou tiros e foi crucificado sobre um automóvel.
                                                               4

Recomendado para você

Marcel duchamp
Marcel duchampMarcel duchamp
Marcel duchamp

Marcel Duchamp (1887-1968) foi um importante artista do século XX associado a movimentos como o dadaísmo e o surrealismo. Ele questionou os conceitos de arte e criatividade através do "ready-made", atribuindo nova simbologia a objetos comuns. Suas obras provocativas exploraram e ironizaram várias correntes artísticas.

As linguagens da arte
As linguagens da arteAs linguagens da arte
As linguagens da arte

Este documento discute as principais linguagens artísticas: artes cênicas (teatro, dança, ópera, circo), música e artes visuais. Ele fornece detalhes sobre cada uma dessas linguagens, incluindo seus elementos constituintes, origens históricas e profissionais associados. O documento também aborda conceitos como tragédia, comédia, elementos do som musical e da linguagem visual.

Joseph Beuys
Foi um artista alemão que produziu em vários meios e
técnicas, incluindo escultura, performance, vídeo e instalação.
Ele é considerado um dos mais influentes artistas europeus da
segunda metade do século XX.
Frases:
"Toda a gente é um artista."
"Libertar as pessoas é o objetivo da arte, portanto a arte para
mim é a ciência da liberdade."
"Tornai os segredos produtivos."
                                                                  5
• A Matilha (1969) - instalação com uma Kombi Volkswagen e 24 trenós de madeira
  contendo feltro, lanternas e gordura;
• Como Explicar Desenhos a uma Lebre Morta (1965) - o artista vaga pela galeria com o
  rosto recoberto de mel e ouro, carregando no colo uma lebre morta com quem ele
  fala;
• Terno de Feltro (1970) - um terno de feltro em um cabide de arame;
• Canto Gorduroso (1973) - gordura de porco no canto de um espaço. A gordura derrete
  e se torna rançosa com o tempo;
• Eu Amo a América e a América me Ama (EUA, 1974) - performance em que o artista
  ficou envolvido em feltro em uma sala com um coiote durante cinco dias;
• Bomba de Mel no Local de Trabalho (Documenta de Kassel, 1977) - instalação /
  performance em que alunos da Universidade Livre Internacional de Criatividade e
  Pesquisa Interdisciplinar tomam parte;
• 7.000 Carvalhos (1979) - Sete mil pedras foram espalhadas em Kassel durante uma
  documenta: para cada pedra retirada, Beuys determinou que seria plantado em seu
  lugar um carvalho, na esperança de que a ideia se espalharia para mais cidades.   6
Performance




Como Explicar Desenhos a uma Lebre Morta (1965) - Joseph Beuys
com mel e as folhas de ouro no rosto e o coelho morto no colo com quem ele conversa
Spencer Tunik

PERFORMANCE
LINGUAGEM ARTÍSTCA MODERNA

                             8

Recomendado para você

Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea

O documento resume as principais correntes artísticas contemporâneas desde o Op-Art até a videoarte, incluindo conceitualismo, expressionismo abstrato, pop art, minimalismo, land art, instalações, performances e intervenções. Destaca artistas como Piero Manzoni, Jackson Pollock, Andy Warhol, Donald Judd, Christo e Jeanne-Claude, Marina Abramovic e Nam June Paik.

colegio dom bosco maringaarte uemcolegio axia
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte

1. O documento discute o conceito de arte ao longo da história, desde a antiguidade até a era contemporânea. 2. São abordados os fatores que influenciam a obra de arte, como a personalidade do artista, as ideias da época e os conhecimentos técnicos. 3. Também são discutidas teorias sobre a função da arte, como imitação da realidade, expressão de emoções e mudança social.

história da arte
Pontilhismo
PontilhismoPontilhismo
Pontilhismo

O documento descreve o pontilhismo, uma técnica pictórica surgida no século XIX na França onde a imagem é formada por pequenos pontos. Georges Seurat foi o principal expoente desta corrente, destacando-se suas obras Tarde de Domingo na Ilha de Grande Jatte e a inacabada O Circo, nas quais aplicou de forma refinada a técnica do pontilhismo.

Spencer Tunick
É um fotógrafo que nasceu nos Estados Unidos, Middeltown,
em 1967 conhecido pelas suas polémicas fotografias onde
utiliza grandes aglomerações de pessoas em corpo nu. Por
exemplo, em 2005 foi detido pela polícia de Nova Iorque
quando fotografava uma modelo nua frente uma árvore de
natal no Rockfeller Center.
O fotógrafo americano Spencer Tunick é a única pessoa vestida
nas suas sessões de fotos. Ele recruta, ao redor do mundo,
milhares de voluntários para ficarem nus nos mais diferentes
cenários, do calor australiano às geleiras suíças.
                                                                9
Spencer Tunik
Numa parceria entre Tunick e o Greenpeace,
voluntários posam na geleira de Aletsch, Suíça,
para chamar a atenção sobre o aquecimento global.
                                                    10
Spencer Tunik
Quatrocentas e cinquenta mulheres são dispostas ao
redor do terminal de informações do Grand Central
Terminal de Nova York, a maior estação de trens do
mundo.                                               11
Spencer Tunik
Milhares de pessoas posam em Sidney,
Austrália.
                                       12

Recomendado para você

Vik Muniz - Arte contemporânea
Vik Muniz - Arte contemporâneaVik Muniz - Arte contemporânea
Vik Muniz - Arte contemporânea

Vik Muniz, artista brasileiro reconhecido internacionalmente. Usa da técnica de fotografia e materiais inusitados em suas suas obras.

arte vikmuniz
Arte naif
Arte naifArte naif
Arte naif

O documento discute a arte naïf, seu surgimento e características. A arte naïf surgiu no século XIX e foi inspirada pela obra de Henri Rousseau. Os artistas naïfs geralmente são autodidatas e pintam sem seguir regras acadêmicas. O Brasil é um dos principais países produtores de arte naïf no mundo.

Aula 12 Minimalismo Arte Conceitual
Aula 12  Minimalismo Arte ConceitualAula 12  Minimalismo Arte Conceitual
Aula 12 Minimalismo Arte Conceitual

O documento discute o minimalismo como: 1) Uma reação contra o expressionismo abstrato dos anos 1950 que buscava formas mais simples e geométricas. 2) Um movimento que enfatizava materiais industriais e a eliminação do gesto artístico. 3) Um estilo associado a artistas como Donald Judd, Robert Morris e Sol LeWitt que usavam formas geométricas repetidas.

arte moderna e contemporanea
No Brasil:
  Hélio Oiticica – nasceu no Rio de Janeiro em 1937, morreu no Rio em
1980. Suas instalações mostram que a arte pode fugir dos limites de um
quadro. Na instalação chamada “Penetráveis”, o espetador é convidado a
 entrar e andar pela obra. Os “Parangolés” são estandartes, bandeiras,
      capas de vestir onde o espetador usava esses elementos e se
    manifestava artisticamente, fazendo sua própria performance.




                                     Caetano Veloso vestindo um
                                          “Parangolé” - 1964




                                                                  13
INSTALAÇÃO
               LINGUAGEM ARTÍSTICA MODERNA

instalação (krafts) é uma manifestação artística onde a obra é
composta de elementos organizados em um ambiente. A
disposição de elementos no espaço tem a intenção de criar uma
relação com o espectador. É uma obra de arte que só "existe" na
hora da exposição, é montada na hora, e após isto é desmontada,
sendo que de lembrança da mesma só ficam fotos e recordações.
Uma das possibilidades da instalação é provocar
sensações: frio, calor, odores, som ou coisas que simplesmente
chamem a atenção do público ao redor.
                                                                 14
INSTALAÇÃO
LINGUAGEM ARTÍSTICA MODERNA




                              15
Instalação de Artur Barrio – na exposição nomeada de “situações
artísticas”, em Marselha.

                                                                  16

Recomendado para você

Ensino médio texto- análise de uma obra de arte-
Ensino médio  texto- análise de uma obra de arte-Ensino médio  texto- análise de uma obra de arte-
Ensino médio texto- análise de uma obra de arte-

O documento fornece instruções passo-a-passo para analisar obras de arte, incluindo: 1) analisar o contexto histórico e o autor; 2) descrever detalhes técnicos e estilísticos da obra; 3) analisar o significado e intenção do artista. Os alunos farão este exercício individualmente com obras sorteadas para obter sua nota bimestral de Artes.

historia da arte
Teste história da arte 2
Teste história da arte 2Teste história da arte 2
Teste história da arte 2

1) O documento discute o expressionismo alemão e o fauvismo francês, comparando suas abordagens em relação à emergência da expressão na arte das primeiras vanguardas. 2) A segunda questão problematiza as questões colocadas pelo cubismo à tradição representativa da pintura, especificamente em relação à análise e decomposição dos objetos na tela. 3) A terceira questão avalia a importância dos primeiros ready-mades de Marcel Duchamp como uma provocação da noção de obra de arte e defesa de uma arte que ult

Aula 02 videoarte
Aula 02 videoarteAula 02 videoarte
Aula 02 videoarte

O documento resume a história da videoarte desde sua origem na década de 1960 como uma forma de arte contrária à televisão comercial, passando pelas gerações subsequentes que exploraram novas formas como videoinstalações, até chegar à videoarte contemporânea que questiona a representação através da tecnologia.

Land Art                    (Arte ambiental)
A Land Art, também conhecida como Earth Art ou Earthwork é o tipo de arte em que o
terreno natural, em vez de prover o ambiente para uma obra de arte, é ele próprio
trabalhado de modo a integrar-se à obra.
A Land Art surgiu em finais da década de 1960, em parte como consequência de uma
insatisfação crescente em face da deliberada monotonia cultural pelas formas simples
do minimalismo, em parte como expressão de um desencanto relativo à
sofisticada tecnologia da cultura industrial, bem como ao aumento do interesse às questões
ligadas à ecologia. O conceito estabeleceu-se numa exposição organizada na Dwan
Gallery, Nova York, em 1968, e na exposição Earth Art, promovida pela Universidade de
Cornell, em 1969.
É um tipo de arte que, por suas características, não é possível expor em museus ou galerias
(a não ser por meio de fotografias). Devido às muitas dificuldades de colocar-se em prática
os esquemas de land art, suas obras muitas vezes não vão além do estágio de projeto.
Assim, a afinidade com a arte conceitual é mais do que apenas aparente.                 17
INTERFERÊNCIAS
         LINGUAGEM ARTÍSTICA CONTEMPORÂNEA


Christo Vladimirov Javacheff e Jeanne -Claude Denat de
Guillebon são um casal que se dedica à arte de “embrulhar”
grandes monumentos e cenários pelo mundo. Muitos consideram
esse trabalho uma forma de arte ecológica ou até mesmo um
protesto, porém, eles afirmam que o fazem somente pelo seu
apelo estético. Chisto afirma que é um artista com coragem pois
além dos desenhos preparatórios nada sobra de sua obra de arte.
“É preciso muito mais coragem para criar peças que irão
desaparecer do que para criar peças que ficam” diz Christo. Para
conhecer mais sobre o trabalho do casal acesse o site oficial de
Christo e Jeanne-Claude.

                                                               18
Christo e Jean-Claude   19
INTERFERÊNCIAS
LINGUAGEM ARTÍSTICA CONTEMPORÂNEA




                                    20
    Árvores embrulhadas na Suíça

Recomendado para você

EHA 05 Arte Urbana
EHA 05 Arte UrbanaEHA 05 Arte Urbana
EHA 05 Arte Urbana

O documento discute a arte urbana, seu surgimento e evolução. Começa explicando termos como street art e underground e como estes movimentos foram se tornando mais populares. Também apresenta importantes pensadores e movimentos artísticos relacionados como Arts & Crafts, Bauhaus e muralismo mexicano, além de estilos como grafite e suas manifestações ao longo da história.

artstreetpublic
Pop Art
Pop ArtPop Art
Pop Art

Pop Art: suas principais características, artistas e suas obras, e o pop art nos dias atuais. LIVROS PARA VOCÊ LER: • Andy Warhol - O gênio do pop: https://amzn.to/3mrymek • A História de Andy Warhol: https://amzn.to/37oU0d3 • Pop Art - Versão Ilustrada: https://amzn.to/3obaQD0 *Há um vídeo no último slide, porém acredito que não irá ser possível de visualizá-lo. Mas o vídeo é de 50 segundos da campanha "Colorize" da Ray Ban, que explora algumas características deste movimento.

ensino médioartestrabalho
Arte urbana
Arte urbana Arte urbana
Arte urbana

O documento fornece informações sobre arte urbana em 3 parágrafos. Resume o que é arte urbana, para que serve e quem a faz, incluindo intervenções artísticas e grafite nas cidades. Dois artistas, Bordalo II e Gonçalo MAR, são apresentados com breves biografias e estilos de trabalho.

Interferências:
As árvores "embrulhadas" na Suíça: intervenções
radicais na paisagem.


                                                  21
Central Park de Nova York
                            22
Parte sul do Central Park com os "portões" de Christo
As criações da dupla sempre foram cercadas de polêmica.



                                                          23
Interferências: Pont Neuf, Paris, 1985 –
trabalho de interferência de Christo e Jean-
Claude                                         24

Recomendado para você

História da Arte
História da ArteHistória da Arte
História da Arte

O documento fornece um resumo da história da arte ao longo dos períodos pré-histórico, antigo, medieval, moderno e contemporâneo. Ele descreve as principais manifestações artísticas em cada período como arquitetura, pintura e escultura, e destaca os movimentos artísticos mais importantes como Renascimento, Barroco, Impressionismo, Cubismo e Futurismo.

História da Arte: Realismo
História da Arte: RealismoHistória da Arte: Realismo
História da Arte: Realismo

O documento descreve o movimento artístico do Realismo no século XIX, que objetivava representar a realidade de forma livre de subjetividades. O Realismo surgiu após o Romantismo e se caracterizava por descrever fatos humanos e sociais de forma científica. Artistas como Courbet defendiam que a reprodução da realidade deveria ser feita com verdade. O Realismo também apresentava preocupações políticas e sociais, denunciando contrastes entre riqueza e pobreza.

realismohistória da arte
Arte Conceitual Semina´Rio
Arte Conceitual  Semina´RioArte Conceitual  Semina´Rio
Arte Conceitual Semina´Rio

O documento define Arte Conceitual como um movimento artístico em que a ideia é mais importante do que a estética da obra. Surge na década de 1960 e é influenciado por movimentos como Surrealismo, Dadaísmo e Minimalismo. Apresenta artistas conceituais internacionais e brasileiros importantes para o desenvolvimento da Arte Conceitual.

Palácio do Reichstag em Berlin, Alemanha

                                           25
Vallley Curtain, Rifle, Colorado, 1970-72




                                            26
Olhando de frente o Vallley Curtain, Rifle, Colorado,
1970-72

                                                        27
Fim

Recomendado para você

Ensino Médio- Arte conceitual no Brasil
Ensino Médio- Arte conceitual no BrasilEnsino Médio- Arte conceitual no Brasil
Ensino Médio- Arte conceitual no Brasil

Nelson Leirner enviou um porco empalhado para uma exposição de arte moderna em 1967, questionando os critérios para arte. Isto iniciou um debate sobre o que constitui arte conceitual no Brasil. Cildo Meireles, artista brasileiro nascido em 1948, criou instalações e performances explorando questões políticas e sociais do Brasil e a natureza do objeto artístico, como escrever "Yankees go home" em uma garrafa de Coca-Cola.

histÓria da arte.
Arte conceitual
Arte conceitualArte conceitual
Arte conceitual

A Arte Conceitual foi um movimento artístico que valorizava o conceito por trás da obra de arte mais do que sua aparência física, tendo suas origens no trabalho de Marcel Duchamp e se popularizando em 1967 após um texto de Sol LeWitt argumentar que a arte deveria se desenvolver primariamente no campo das ideias.

art
Arte conceitual
Arte conceitualArte conceitual
Arte conceitual

O documento discute a arte conceitual, definindo-a como um movimento onde a ideia é mais importante do que a execução da obra. Apresenta Sol LeWitt e sua definição de arte conceitual, além de exemplos de Marcel Duchamp e Cildo Meireles. Propõe atividades para os alunos produzirem obras atribuindo significados a objetos cotidianos e montarem uma exposição.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Op art, Pop art e outras artes
Op art, Pop art e outras artesOp art, Pop art e outras artes
Op art, Pop art e outras artes
Marcio Duarte
 
Arte - Esculturas
Arte - EsculturasArte - Esculturas
Arte - Esculturas
Alunos
 
Body Art
Body ArtBody Art
Body Art
Luana Colosio
 
Marcel duchamp
Marcel duchampMarcel duchamp
Marcel duchamp
Diogo Magalhães
 
As linguagens da arte
As linguagens da arteAs linguagens da arte
As linguagens da arte
dpport
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
VIVIAN TROMBINI
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
Ana Barreiros
 
Pontilhismo
PontilhismoPontilhismo
Pontilhismo
mila braga
 
Vik Muniz - Arte contemporânea
Vik Muniz - Arte contemporâneaVik Muniz - Arte contemporânea
Vik Muniz - Arte contemporânea
Angélica Santos
 
Arte naif
Arte naifArte naif
Arte naif
Over Lane
 
Aula 12 Minimalismo Arte Conceitual
Aula 12  Minimalismo Arte ConceitualAula 12  Minimalismo Arte Conceitual
Aula 12 Minimalismo Arte Conceitual
Aline Okumura
 
Ensino médio texto- análise de uma obra de arte-
Ensino médio  texto- análise de uma obra de arte-Ensino médio  texto- análise de uma obra de arte-
Ensino médio texto- análise de uma obra de arte-
ArtesElisa
 
Teste história da arte 2
Teste história da arte 2Teste história da arte 2
Aula 02 videoarte
Aula 02 videoarteAula 02 videoarte
Aula 02 videoarte
Venise Melo
 
EHA 05 Arte Urbana
EHA 05 Arte UrbanaEHA 05 Arte Urbana
EHA 05 Arte Urbana
Odair Tuono
 
Pop Art
Pop ArtPop Art
Pop Art
Bruna M
 
Arte urbana
Arte urbana Arte urbana
Arte urbana
Turmasthera
 
História da Arte
História da ArteHistória da Arte
História da Arte
Jaiza Nobre
 
História da Arte: Realismo
História da Arte: RealismoHistória da Arte: Realismo
História da Arte: Realismo
Raphael Lanzillotte
 

Mais procurados (20)

Op art, Pop art e outras artes
Op art, Pop art e outras artesOp art, Pop art e outras artes
Op art, Pop art e outras artes
 
Arte - Esculturas
Arte - EsculturasArte - Esculturas
Arte - Esculturas
 
Body Art
Body ArtBody Art
Body Art
 
Marcel duchamp
Marcel duchampMarcel duchamp
Marcel duchamp
 
Arte Conceitual
Arte ConceitualArte Conceitual
Arte Conceitual
 
As linguagens da arte
As linguagens da arteAs linguagens da arte
As linguagens da arte
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
 
Pontilhismo
PontilhismoPontilhismo
Pontilhismo
 
Vik Muniz - Arte contemporânea
Vik Muniz - Arte contemporâneaVik Muniz - Arte contemporânea
Vik Muniz - Arte contemporânea
 
Arte naif
Arte naifArte naif
Arte naif
 
Aula 12 Minimalismo Arte Conceitual
Aula 12  Minimalismo Arte ConceitualAula 12  Minimalismo Arte Conceitual
Aula 12 Minimalismo Arte Conceitual
 
Ensino médio texto- análise de uma obra de arte-
Ensino médio  texto- análise de uma obra de arte-Ensino médio  texto- análise de uma obra de arte-
Ensino médio texto- análise de uma obra de arte-
 
Teste história da arte 2
Teste história da arte 2Teste história da arte 2
Teste história da arte 2
 
Aula 02 videoarte
Aula 02 videoarteAula 02 videoarte
Aula 02 videoarte
 
EHA 05 Arte Urbana
EHA 05 Arte UrbanaEHA 05 Arte Urbana
EHA 05 Arte Urbana
 
Pop Art
Pop ArtPop Art
Pop Art
 
Arte urbana
Arte urbana Arte urbana
Arte urbana
 
História da Arte
História da ArteHistória da Arte
História da Arte
 
História da Arte: Realismo
História da Arte: RealismoHistória da Arte: Realismo
História da Arte: Realismo
 

Destaque

Arte Conceitual Semina´Rio
Arte Conceitual  Semina´RioArte Conceitual  Semina´Rio
Arte Conceitual Semina´Rio
guest2b9b0d
 
Ensino Médio- Arte conceitual no Brasil
Ensino Médio- Arte conceitual no BrasilEnsino Médio- Arte conceitual no Brasil
Ensino Médio- Arte conceitual no Brasil
ArtesElisa
 
Arte conceitual
Arte conceitualArte conceitual
Arte conceitual
Stefânia Balestero
 
Arte conceitual
Arte conceitualArte conceitual
Arte conceitual
Cristiano Acosta
 
O Audiovisual na Economia Criativa - Dia 1
O Audiovisual na Economia Criativa - Dia 1O Audiovisual na Economia Criativa - Dia 1
O Audiovisual na Economia Criativa - Dia 1
cultcultura
 
Iavm Projeto Interdisciplinar Arte E EducaçãO
Iavm   Projeto Interdisciplinar Arte E EducaçãOIavm   Projeto Interdisciplinar Arte E EducaçãO
Iavm Projeto Interdisciplinar Arte E EducaçãO
Edione Zelenka
 
9º ano B - Impactos ambientais da industrialização
9º ano B - Impactos ambientais da industrialização9º ano B - Impactos ambientais da industrialização
9º ano B - Impactos ambientais da industrialização
artedasustentabilidade
 
8° B - A sustentabilidade na rua
8° B -  A sustentabilidade na rua8° B -  A sustentabilidade na rua
8° B - A sustentabilidade na rua
artedasustentabilidade
 
Arte conceptual
Arte conceptualArte conceptual
Arte conceptual
mtjeronimo
 
Artigo arte e sustentabilidade
Artigo arte e sustentabilidadeArtigo arte e sustentabilidade
Artigo arte e sustentabilidade
Lígia Lima
 
08 A Arte da Sustentabilidade
08 A Arte da Sustentabilidade08 A Arte da Sustentabilidade
08 A Arte da Sustentabilidade
Kohän-Saagoyen Ltda
 
Arte - um Projeto de Desenvolvimento Sustentável
Arte - um Projeto de Desenvolvimento SustentávelArte - um Projeto de Desenvolvimento Sustentável
Arte - um Projeto de Desenvolvimento Sustentável
Adilson P Motta Motta
 
Mercado dobeco
Mercado dobecoMercado dobeco
Mercado dobeco
Mercado Do Beco
 
Arte e educação. proj. interdisciplinar
Arte e educação. proj. interdisciplinarArte e educação. proj. interdisciplinar
Arte e educação. proj. interdisciplinar
Gilbertofreitas
 
Arte conceptual
Arte conceptualArte conceptual
Arte conceptual
Inmaplastica
 
arte conceptual
arte conceptualarte conceptual
arte conceptual
Andres Cuervo
 
Ensino Médio- As muitas linguagens da arte contemporânea
 Ensino Médio-   As muitas linguagens da arte contemporânea Ensino Médio-   As muitas linguagens da arte contemporânea
Ensino Médio- As muitas linguagens da arte contemporânea
ArtesElisa
 
Arte Século XX
Arte Século XXArte Século XX
Arte Século XX
Carlos Vieira
 
Semana de arte moderna
Semana de arte moderna Semana de arte moderna
Semana de arte moderna
licss
 
0 arte pra que
0 arte pra que0 arte pra que
0 arte pra que
Denise Lugli
 

Destaque (20)

Arte Conceitual Semina´Rio
Arte Conceitual  Semina´RioArte Conceitual  Semina´Rio
Arte Conceitual Semina´Rio
 
Ensino Médio- Arte conceitual no Brasil
Ensino Médio- Arte conceitual no BrasilEnsino Médio- Arte conceitual no Brasil
Ensino Médio- Arte conceitual no Brasil
 
Arte conceitual
Arte conceitualArte conceitual
Arte conceitual
 
Arte conceitual
Arte conceitualArte conceitual
Arte conceitual
 
O Audiovisual na Economia Criativa - Dia 1
O Audiovisual na Economia Criativa - Dia 1O Audiovisual na Economia Criativa - Dia 1
O Audiovisual na Economia Criativa - Dia 1
 
Iavm Projeto Interdisciplinar Arte E EducaçãO
Iavm   Projeto Interdisciplinar Arte E EducaçãOIavm   Projeto Interdisciplinar Arte E EducaçãO
Iavm Projeto Interdisciplinar Arte E EducaçãO
 
9º ano B - Impactos ambientais da industrialização
9º ano B - Impactos ambientais da industrialização9º ano B - Impactos ambientais da industrialização
9º ano B - Impactos ambientais da industrialização
 
8° B - A sustentabilidade na rua
8° B -  A sustentabilidade na rua8° B -  A sustentabilidade na rua
8° B - A sustentabilidade na rua
 
Arte conceptual
Arte conceptualArte conceptual
Arte conceptual
 
Artigo arte e sustentabilidade
Artigo arte e sustentabilidadeArtigo arte e sustentabilidade
Artigo arte e sustentabilidade
 
08 A Arte da Sustentabilidade
08 A Arte da Sustentabilidade08 A Arte da Sustentabilidade
08 A Arte da Sustentabilidade
 
Arte - um Projeto de Desenvolvimento Sustentável
Arte - um Projeto de Desenvolvimento SustentávelArte - um Projeto de Desenvolvimento Sustentável
Arte - um Projeto de Desenvolvimento Sustentável
 
Mercado dobeco
Mercado dobecoMercado dobeco
Mercado dobeco
 
Arte e educação. proj. interdisciplinar
Arte e educação. proj. interdisciplinarArte e educação. proj. interdisciplinar
Arte e educação. proj. interdisciplinar
 
Arte conceptual
Arte conceptualArte conceptual
Arte conceptual
 
arte conceptual
arte conceptualarte conceptual
arte conceptual
 
Ensino Médio- As muitas linguagens da arte contemporânea
 Ensino Médio-   As muitas linguagens da arte contemporânea Ensino Médio-   As muitas linguagens da arte contemporânea
Ensino Médio- As muitas linguagens da arte contemporânea
 
Arte Século XX
Arte Século XXArte Século XX
Arte Século XX
 
Semana de arte moderna
Semana de arte moderna Semana de arte moderna
Semana de arte moderna
 
0 arte pra que
0 arte pra que0 arte pra que
0 arte pra que
 

Semelhante a Ensino Médio- Arte Conceitual-

Ensino Médio- A Arte Contemporânea
Ensino Médio-  A  Arte ContemporâneaEnsino Médio-  A  Arte Contemporânea
Ensino Médio- A Arte Contemporânea
ArtesElisa
 
2- Ensino Médio- As muitas linguagens da arte contemporânea
 2- Ensino Médio- As muitas linguagens da arte contemporânea 2- Ensino Médio- As muitas linguagens da arte contemporânea
2- Ensino Médio- As muitas linguagens da arte contemporânea
ArtesElisa
 
Apresentação Silêncios
Apresentação SilênciosApresentação Silêncios
Apresentação Silêncios
resespress
 
Ensino Médio - Arte Conceitual -Christo e Jeanne-Claude -14 slides-
Ensino Médio - Arte Conceitual -Christo e Jeanne-Claude    -14 slides-Ensino Médio - Arte Conceitual -Christo e Jeanne-Claude    -14 slides-
Ensino Médio - Arte Conceitual -Christo e Jeanne-Claude -14 slides-
ArtesElisa
 
HAA-III_ UNIDADE II - Arte Contemporânea.pdf
HAA-III_ UNIDADE II - Arte Contemporânea.pdfHAA-III_ UNIDADE II - Arte Contemporânea.pdf
HAA-III_ UNIDADE II - Arte Contemporânea.pdf
ssuser90b57a
 
04 julho 2012 nossa apresentaçao
04 julho 2012  nossa apresentaçao04 julho 2012  nossa apresentaçao
04 julho 2012 nossa apresentaçao
Sandra Kroetz
 
Fluxus arte digital e arte eletronica
Fluxus arte digital e arte eletronicaFluxus arte digital e arte eletronica
Fluxus arte digital e arte eletronica
Rodrigo Leite
 
Arte pop
Arte popArte pop
Arte abstrata 1910 1950
Arte abstrata        1910 1950Arte abstrata        1910 1950
Arte abstrata 1910 1950
Professor Gilson Nunes
 
Body arte, instalação e performance.
Body arte, instalação e performance. Body arte, instalação e performance.
Body arte, instalação e performance.
KATIALUIZAFOLLETO
 
Um pouco da arte contemporanea na fotografia
Um pouco da arte contemporanea na fotografiaUm pouco da arte contemporanea na fotografia
Um pouco da arte contemporanea na fotografia
SamaraSalesMendes2
 
25 arte anos 1950 2020
25 arte anos 1950 202025 arte anos 1950 2020
25 arte anos 1950 2020
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Pós Modernismo
Pós ModernismoPós Modernismo
Pós Modernismo
Bruno Conti
 
Minimalismo, Arte pop, Arte conceitual, Instalação, Performance, e Land Art.
Minimalismo,Arte pop, Arte conceitual,Instalação,Performance, e Land Art.Minimalismo,Arte pop, Arte conceitual,Instalação,Performance, e Land Art.
Minimalismo, Arte pop, Arte conceitual, Instalação, Performance, e Land Art.
Hebert Barbosa
 
arte.pdf
arte.pdfarte.pdf
arte.pdf
RafaelVictor46
 
Palestra - Arte Ambiental
Palestra - Arte Ambiental Palestra - Arte Ambiental
Palestra - Arte Ambiental
MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal
 
Nazismo, Pop ART, Expressionismo Abstrato, Arte conceitual,
Nazismo, Pop ART, Expressionismo Abstrato, Arte conceitual, Nazismo, Pop ART, Expressionismo Abstrato, Arte conceitual,
Nazismo, Pop ART, Expressionismo Abstrato, Arte conceitual,
Bianca Vasconcelos
 
Arte a partir dos anos 1950 contemporânea
Arte  a partir dos anos 1950  contemporânea Arte  a partir dos anos 1950  contemporânea
Arte a partir dos anos 1950 contemporânea
CLEBER LUIS DAMACENO
 
PS1.MoMA-PS1. Mestrado - apresentacao. bx.res.
PS1.MoMA-PS1. Mestrado - apresentacao. bx.res.PS1.MoMA-PS1. Mestrado - apresentacao. bx.res.
PS1.MoMA-PS1. Mestrado - apresentacao. bx.res.
Wesley Macedo
 
Carina pires joseph beuys
Carina pires   joseph beuysCarina pires   joseph beuys
Carina pires joseph beuys
CarinaAfonso27
 

Semelhante a Ensino Médio- Arte Conceitual- (20)

Ensino Médio- A Arte Contemporânea
Ensino Médio-  A  Arte ContemporâneaEnsino Médio-  A  Arte Contemporânea
Ensino Médio- A Arte Contemporânea
 
2- Ensino Médio- As muitas linguagens da arte contemporânea
 2- Ensino Médio- As muitas linguagens da arte contemporânea 2- Ensino Médio- As muitas linguagens da arte contemporânea
2- Ensino Médio- As muitas linguagens da arte contemporânea
 
Apresentação Silêncios
Apresentação SilênciosApresentação Silêncios
Apresentação Silêncios
 
Ensino Médio - Arte Conceitual -Christo e Jeanne-Claude -14 slides-
Ensino Médio - Arte Conceitual -Christo e Jeanne-Claude    -14 slides-Ensino Médio - Arte Conceitual -Christo e Jeanne-Claude    -14 slides-
Ensino Médio - Arte Conceitual -Christo e Jeanne-Claude -14 slides-
 
HAA-III_ UNIDADE II - Arte Contemporânea.pdf
HAA-III_ UNIDADE II - Arte Contemporânea.pdfHAA-III_ UNIDADE II - Arte Contemporânea.pdf
HAA-III_ UNIDADE II - Arte Contemporânea.pdf
 
04 julho 2012 nossa apresentaçao
04 julho 2012  nossa apresentaçao04 julho 2012  nossa apresentaçao
04 julho 2012 nossa apresentaçao
 
Fluxus arte digital e arte eletronica
Fluxus arte digital e arte eletronicaFluxus arte digital e arte eletronica
Fluxus arte digital e arte eletronica
 
Arte pop
Arte popArte pop
Arte pop
 
Arte abstrata 1910 1950
Arte abstrata        1910 1950Arte abstrata        1910 1950
Arte abstrata 1910 1950
 
Body arte, instalação e performance.
Body arte, instalação e performance. Body arte, instalação e performance.
Body arte, instalação e performance.
 
Um pouco da arte contemporanea na fotografia
Um pouco da arte contemporanea na fotografiaUm pouco da arte contemporanea na fotografia
Um pouco da arte contemporanea na fotografia
 
25 arte anos 1950 2020
25 arte anos 1950 202025 arte anos 1950 2020
25 arte anos 1950 2020
 
Pós Modernismo
Pós ModernismoPós Modernismo
Pós Modernismo
 
Minimalismo, Arte pop, Arte conceitual, Instalação, Performance, e Land Art.
Minimalismo,Arte pop, Arte conceitual,Instalação,Performance, e Land Art.Minimalismo,Arte pop, Arte conceitual,Instalação,Performance, e Land Art.
Minimalismo, Arte pop, Arte conceitual, Instalação, Performance, e Land Art.
 
arte.pdf
arte.pdfarte.pdf
arte.pdf
 
Palestra - Arte Ambiental
Palestra - Arte Ambiental Palestra - Arte Ambiental
Palestra - Arte Ambiental
 
Nazismo, Pop ART, Expressionismo Abstrato, Arte conceitual,
Nazismo, Pop ART, Expressionismo Abstrato, Arte conceitual, Nazismo, Pop ART, Expressionismo Abstrato, Arte conceitual,
Nazismo, Pop ART, Expressionismo Abstrato, Arte conceitual,
 
Arte a partir dos anos 1950 contemporânea
Arte  a partir dos anos 1950  contemporânea Arte  a partir dos anos 1950  contemporânea
Arte a partir dos anos 1950 contemporânea
 
PS1.MoMA-PS1. Mestrado - apresentacao. bx.res.
PS1.MoMA-PS1. Mestrado - apresentacao. bx.res.PS1.MoMA-PS1. Mestrado - apresentacao. bx.res.
PS1.MoMA-PS1. Mestrado - apresentacao. bx.res.
 
Carina pires joseph beuys
Carina pires   joseph beuysCarina pires   joseph beuys
Carina pires joseph beuys
 

Mais de ArtesElisa

6o. ano -A Arte no Egito- do livro Descobrindo a História da Arte de Graça P...
6o. ano  -A Arte no Egito- do livro Descobrindo a História da Arte de Graça P...6o. ano  -A Arte no Egito- do livro Descobrindo a História da Arte de Graça P...
6o. ano -A Arte no Egito- do livro Descobrindo a História da Arte de Graça P...
ArtesElisa
 
6o. ano texto -Arte na Grécia- 2-
6o. ano  texto -Arte na Grécia- 2-6o. ano  texto -Arte na Grécia- 2-
6o. ano texto -Arte na Grécia- 2-
ArtesElisa
 
6o. ano texto- arte na grécia -1-
6o. ano  texto- arte na grécia -1-6o. ano  texto- arte na grécia -1-
6o. ano texto- arte na grécia -1-
ArtesElisa
 
Ensino Médio- Academimismo v ersus. Modernismo
Ensino Médio- Academimismo v ersus. ModernismoEnsino Médio- Academimismo v ersus. Modernismo
Ensino Médio- Academimismo v ersus. Modernismo
ArtesElisa
 
texto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
texto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreentexto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
texto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
ArtesElisa
 
Ensino Médio- Marina abramovic performance- texto
Ensino Médio- Marina abramovic  performance- textoEnsino Médio- Marina abramovic  performance- texto
Ensino Médio- Marina abramovic performance- texto
ArtesElisa
 
Ensino Médio -3 pop arte -roy lichtentein-antonio dias-rubens gerchman- z
Ensino Médio -3  pop arte -roy lichtentein-antonio dias-rubens gerchman- zEnsino Médio -3  pop arte -roy lichtentein-antonio dias-rubens gerchman- z
Ensino Médio -3 pop arte -roy lichtentein-antonio dias-rubens gerchman- z
ArtesElisa
 
Ensino Médio - pop art- andy warhol - -23 slides-
Ensino Médio -  pop art-   andy warhol -     -23 slides-Ensino Médio -  pop art-   andy warhol -     -23 slides-
Ensino Médio - pop art- andy warhol - -23 slides-
ArtesElisa
 
Ensino Médio- A segunda metade do século XX - (3o. bimestre)
Ensino Médio- A segunda metade do século XX - (3o. bimestre)Ensino Médio- A segunda metade do século XX - (3o. bimestre)
Ensino Médio- A segunda metade do século XX - (3o. bimestre)
ArtesElisa
 
Ensino médio 1o. bimestre- a arte da primeira metade do século xx-expression...
Ensino médio  1o. bimestre- a arte da primeira metade do século xx-expression...Ensino médio  1o. bimestre- a arte da primeira metade do século xx-expression...
Ensino médio 1o. bimestre- a arte da primeira metade do século xx-expression...
ArtesElisa
 
Expressionismo
ExpressionismoExpressionismo
Expressionismo
ArtesElisa
 
Ensino Médio- A arte do cubismo
Ensino Médio- A arte do cubismoEnsino Médio- A arte do cubismo
Ensino Médio- A arte do cubismo
ArtesElisa
 
7o. ano renascimento na itália
7o. ano  renascimento na itália7o. ano  renascimento na itália
7o. ano renascimento na itália
ArtesElisa
 
Ensino médio dadaísmo marcel duchamp
Ensino médio  dadaísmo marcel duchampEnsino médio  dadaísmo marcel duchamp
Ensino médio dadaísmo marcel duchamp
ArtesElisa
 
8o. ano século xix na europa- as inovações na arte- neoclassicismo
8o. ano  século xix na europa- as inovações na arte- neoclassicismo8o. ano  século xix na europa- as inovações na arte- neoclassicismo
8o. ano século xix na europa- as inovações na arte- neoclassicismo
ArtesElisa
 
6o. ano a arte romana
6o. ano   a arte romana6o. ano   a arte romana
6o. ano a arte romana
ArtesElisa
 
7o. ano renascimento na alemanha e nos países baixos
7o. ano  renascimento na alemanha e nos países baixos7o. ano  renascimento na alemanha e nos países baixos
7o. ano renascimento na alemanha e nos países baixos
ArtesElisa
 
9o. ano final do século xix na europa
9o. ano  final do século xix na europa9o. ano  final do século xix na europa
9o. ano final do século xix na europa
ArtesElisa
 
6º ano continuação arte na pré-história
6º ano  continuação arte na pré-história6º ano  continuação arte na pré-história
6º ano continuação arte na pré-história
ArtesElisa
 
6o. ano - 1)-arte paleolítica ou arte rupestre na europa
6o. ano - 1)-arte paleolítica ou arte rupestre na europa6o. ano - 1)-arte paleolítica ou arte rupestre na europa
6o. ano - 1)-arte paleolítica ou arte rupestre na europa
ArtesElisa
 

Mais de ArtesElisa (20)

6o. ano -A Arte no Egito- do livro Descobrindo a História da Arte de Graça P...
6o. ano  -A Arte no Egito- do livro Descobrindo a História da Arte de Graça P...6o. ano  -A Arte no Egito- do livro Descobrindo a História da Arte de Graça P...
6o. ano -A Arte no Egito- do livro Descobrindo a História da Arte de Graça P...
 
6o. ano texto -Arte na Grécia- 2-
6o. ano  texto -Arte na Grécia- 2-6o. ano  texto -Arte na Grécia- 2-
6o. ano texto -Arte na Grécia- 2-
 
6o. ano texto- arte na grécia -1-
6o. ano  texto- arte na grécia -1-6o. ano  texto- arte na grécia -1-
6o. ano texto- arte na grécia -1-
 
Ensino Médio- Academimismo v ersus. Modernismo
Ensino Médio- Academimismo v ersus. ModernismoEnsino Médio- Academimismo v ersus. Modernismo
Ensino Médio- Academimismo v ersus. Modernismo
 
texto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
texto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreentexto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
texto Ensino Médio- Gravura, litografia, xilogravura, serigrafia ou silkscreen
 
Ensino Médio- Marina abramovic performance- texto
Ensino Médio- Marina abramovic  performance- textoEnsino Médio- Marina abramovic  performance- texto
Ensino Médio- Marina abramovic performance- texto
 
Ensino Médio -3 pop arte -roy lichtentein-antonio dias-rubens gerchman- z
Ensino Médio -3  pop arte -roy lichtentein-antonio dias-rubens gerchman- zEnsino Médio -3  pop arte -roy lichtentein-antonio dias-rubens gerchman- z
Ensino Médio -3 pop arte -roy lichtentein-antonio dias-rubens gerchman- z
 
Ensino Médio - pop art- andy warhol - -23 slides-
Ensino Médio -  pop art-   andy warhol -     -23 slides-Ensino Médio -  pop art-   andy warhol -     -23 slides-
Ensino Médio - pop art- andy warhol - -23 slides-
 
Ensino Médio- A segunda metade do século XX - (3o. bimestre)
Ensino Médio- A segunda metade do século XX - (3o. bimestre)Ensino Médio- A segunda metade do século XX - (3o. bimestre)
Ensino Médio- A segunda metade do século XX - (3o. bimestre)
 
Ensino médio 1o. bimestre- a arte da primeira metade do século xx-expression...
Ensino médio  1o. bimestre- a arte da primeira metade do século xx-expression...Ensino médio  1o. bimestre- a arte da primeira metade do século xx-expression...
Ensino médio 1o. bimestre- a arte da primeira metade do século xx-expression...
 
Expressionismo
ExpressionismoExpressionismo
Expressionismo
 
Ensino Médio- A arte do cubismo
Ensino Médio- A arte do cubismoEnsino Médio- A arte do cubismo
Ensino Médio- A arte do cubismo
 
7o. ano renascimento na itália
7o. ano  renascimento na itália7o. ano  renascimento na itália
7o. ano renascimento na itália
 
Ensino médio dadaísmo marcel duchamp
Ensino médio  dadaísmo marcel duchampEnsino médio  dadaísmo marcel duchamp
Ensino médio dadaísmo marcel duchamp
 
8o. ano século xix na europa- as inovações na arte- neoclassicismo
8o. ano  século xix na europa- as inovações na arte- neoclassicismo8o. ano  século xix na europa- as inovações na arte- neoclassicismo
8o. ano século xix na europa- as inovações na arte- neoclassicismo
 
6o. ano a arte romana
6o. ano   a arte romana6o. ano   a arte romana
6o. ano a arte romana
 
7o. ano renascimento na alemanha e nos países baixos
7o. ano  renascimento na alemanha e nos países baixos7o. ano  renascimento na alemanha e nos países baixos
7o. ano renascimento na alemanha e nos países baixos
 
9o. ano final do século xix na europa
9o. ano  final do século xix na europa9o. ano  final do século xix na europa
9o. ano final do século xix na europa
 
6º ano continuação arte na pré-história
6º ano  continuação arte na pré-história6º ano  continuação arte na pré-história
6º ano continuação arte na pré-história
 
6o. ano - 1)-arte paleolítica ou arte rupestre na europa
6o. ano - 1)-arte paleolítica ou arte rupestre na europa6o. ano - 1)-arte paleolítica ou arte rupestre na europa
6o. ano - 1)-arte paleolítica ou arte rupestre na europa
 

Último

Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
IsaiasJohaneSimango
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
GrazielaTorrezan
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
menesabi
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 

Último (20)

Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redaçãoRedação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
Redação e Leitura - Entenda o texto expositivo na redação
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 

Ensino Médio- Arte Conceitual-

  • 1. ARTE CONCEITUAL: Performance / Instalação / LandArte ou Arte ambiental/ Interferências Por Elisa B. Herrera Peres Professora de Artes Visuais 1
  • 2. Artistas: Joseph Beuys Spencer Tunik Christo e Jean-Claude 2
  • 3. PERFORMANCE ou Arte efímera LINGUAGEM ARTÍSTCA MODERNA A art performance ou performance artistítica é uma modalidade de manifestação artística interdisciplinar que - assim como o happening - pode combinar teatro, música, poesia ou vídeo. É característica da segunda metade do século XX, mas suas origens estão ligadas aos movimentos de vanguarda (dadaísmo, futurismo, Bauhaus, etc.) do início do século passado. Difere do happening por ser mais cuidadosamente elaborada e não envolver necessariamente a participação dos espectadores. Em geral, segue um "roteiro" previamente definido, podendo ser reproduzida em outros momentos ou locais. É realizada para uma plateia quase sempre restrita ou mesmo ausente e, assim, depende de registros - através de fotografias, vídeos e/ou memoriais descritivos - para se tornar conhecida do público. 3
  • 4. A performance foi introduzida durante a década de 1960, pelo grupo Fluxus e, muito especialmente, através das obras de Joseph Beuys. Numa de suas performances, Beuys passou horas sozinho na Galeria Schmela, em Düsseldorf, com o rosto coberto de mel e folhas de ouro, carregando nos braços uma lebre morta, a quem comentava detalhes sobre as obras expostas. Em alguns casos, as performances ligadas à body art se tornaram sensoriais ou até masoquistas. Chris Burden rastejou sobre um piso coberto com cacos de vidro, levou tiros e foi crucificado sobre um automóvel. 4
  • 5. Joseph Beuys Foi um artista alemão que produziu em vários meios e técnicas, incluindo escultura, performance, vídeo e instalação. Ele é considerado um dos mais influentes artistas europeus da segunda metade do século XX. Frases: "Toda a gente é um artista." "Libertar as pessoas é o objetivo da arte, portanto a arte para mim é a ciência da liberdade." "Tornai os segredos produtivos." 5
  • 6. • A Matilha (1969) - instalação com uma Kombi Volkswagen e 24 trenós de madeira contendo feltro, lanternas e gordura; • Como Explicar Desenhos a uma Lebre Morta (1965) - o artista vaga pela galeria com o rosto recoberto de mel e ouro, carregando no colo uma lebre morta com quem ele fala; • Terno de Feltro (1970) - um terno de feltro em um cabide de arame; • Canto Gorduroso (1973) - gordura de porco no canto de um espaço. A gordura derrete e se torna rançosa com o tempo; • Eu Amo a América e a América me Ama (EUA, 1974) - performance em que o artista ficou envolvido em feltro em uma sala com um coiote durante cinco dias; • Bomba de Mel no Local de Trabalho (Documenta de Kassel, 1977) - instalação / performance em que alunos da Universidade Livre Internacional de Criatividade e Pesquisa Interdisciplinar tomam parte; • 7.000 Carvalhos (1979) - Sete mil pedras foram espalhadas em Kassel durante uma documenta: para cada pedra retirada, Beuys determinou que seria plantado em seu lugar um carvalho, na esperança de que a ideia se espalharia para mais cidades. 6
  • 7. Performance Como Explicar Desenhos a uma Lebre Morta (1965) - Joseph Beuys com mel e as folhas de ouro no rosto e o coelho morto no colo com quem ele conversa
  • 9. Spencer Tunick É um fotógrafo que nasceu nos Estados Unidos, Middeltown, em 1967 conhecido pelas suas polémicas fotografias onde utiliza grandes aglomerações de pessoas em corpo nu. Por exemplo, em 2005 foi detido pela polícia de Nova Iorque quando fotografava uma modelo nua frente uma árvore de natal no Rockfeller Center. O fotógrafo americano Spencer Tunick é a única pessoa vestida nas suas sessões de fotos. Ele recruta, ao redor do mundo, milhares de voluntários para ficarem nus nos mais diferentes cenários, do calor australiano às geleiras suíças. 9
  • 10. Spencer Tunik Numa parceria entre Tunick e o Greenpeace, voluntários posam na geleira de Aletsch, Suíça, para chamar a atenção sobre o aquecimento global. 10
  • 11. Spencer Tunik Quatrocentas e cinquenta mulheres são dispostas ao redor do terminal de informações do Grand Central Terminal de Nova York, a maior estação de trens do mundo. 11
  • 12. Spencer Tunik Milhares de pessoas posam em Sidney, Austrália. 12
  • 13. No Brasil: Hélio Oiticica – nasceu no Rio de Janeiro em 1937, morreu no Rio em 1980. Suas instalações mostram que a arte pode fugir dos limites de um quadro. Na instalação chamada “Penetráveis”, o espetador é convidado a entrar e andar pela obra. Os “Parangolés” são estandartes, bandeiras, capas de vestir onde o espetador usava esses elementos e se manifestava artisticamente, fazendo sua própria performance. Caetano Veloso vestindo um “Parangolé” - 1964 13
  • 14. INSTALAÇÃO LINGUAGEM ARTÍSTICA MODERNA instalação (krafts) é uma manifestação artística onde a obra é composta de elementos organizados em um ambiente. A disposição de elementos no espaço tem a intenção de criar uma relação com o espectador. É uma obra de arte que só "existe" na hora da exposição, é montada na hora, e após isto é desmontada, sendo que de lembrança da mesma só ficam fotos e recordações. Uma das possibilidades da instalação é provocar sensações: frio, calor, odores, som ou coisas que simplesmente chamem a atenção do público ao redor. 14
  • 16. Instalação de Artur Barrio – na exposição nomeada de “situações artísticas”, em Marselha. 16
  • 17. Land Art (Arte ambiental) A Land Art, também conhecida como Earth Art ou Earthwork é o tipo de arte em que o terreno natural, em vez de prover o ambiente para uma obra de arte, é ele próprio trabalhado de modo a integrar-se à obra. A Land Art surgiu em finais da década de 1960, em parte como consequência de uma insatisfação crescente em face da deliberada monotonia cultural pelas formas simples do minimalismo, em parte como expressão de um desencanto relativo à sofisticada tecnologia da cultura industrial, bem como ao aumento do interesse às questões ligadas à ecologia. O conceito estabeleceu-se numa exposição organizada na Dwan Gallery, Nova York, em 1968, e na exposição Earth Art, promovida pela Universidade de Cornell, em 1969. É um tipo de arte que, por suas características, não é possível expor em museus ou galerias (a não ser por meio de fotografias). Devido às muitas dificuldades de colocar-se em prática os esquemas de land art, suas obras muitas vezes não vão além do estágio de projeto. Assim, a afinidade com a arte conceitual é mais do que apenas aparente. 17
  • 18. INTERFERÊNCIAS LINGUAGEM ARTÍSTICA CONTEMPORÂNEA Christo Vladimirov Javacheff e Jeanne -Claude Denat de Guillebon são um casal que se dedica à arte de “embrulhar” grandes monumentos e cenários pelo mundo. Muitos consideram esse trabalho uma forma de arte ecológica ou até mesmo um protesto, porém, eles afirmam que o fazem somente pelo seu apelo estético. Chisto afirma que é um artista com coragem pois além dos desenhos preparatórios nada sobra de sua obra de arte. “É preciso muito mais coragem para criar peças que irão desaparecer do que para criar peças que ficam” diz Christo. Para conhecer mais sobre o trabalho do casal acesse o site oficial de Christo e Jeanne-Claude. 18
  • 20. INTERFERÊNCIAS LINGUAGEM ARTÍSTICA CONTEMPORÂNEA 20 Árvores embrulhadas na Suíça
  • 21. Interferências: As árvores "embrulhadas" na Suíça: intervenções radicais na paisagem. 21
  • 22. Central Park de Nova York 22
  • 23. Parte sul do Central Park com os "portões" de Christo As criações da dupla sempre foram cercadas de polêmica. 23
  • 24. Interferências: Pont Neuf, Paris, 1985 – trabalho de interferência de Christo e Jean- Claude 24
  • 25. Palácio do Reichstag em Berlin, Alemanha 25
  • 26. Vallley Curtain, Rifle, Colorado, 1970-72 26
  • 27. Olhando de frente o Vallley Curtain, Rifle, Colorado, 1970-72 27
  • 28. Fim