SlideShare uma empresa Scribd logo
Cubismo
Introdução


• Surgiu no século XX e é considerado o mais influente deste
  período;

• Com suas formas geométricas representadas por cubos e
  cilindros;

• Rompeu com os padrões estéticos que primavam pela
  perfeição das formas na busca da imagem realista da
  natureza.
Principais Artistas

                         Pablo Picasso




Georgeus Braque
Origem do Cubismo


• O marco inicial do Cubismo ocorreu em Paris, em 1907, com
  a tela de Pablo Picasso Les Demoiselles d''Avignon.

• Nesta obra, o artista espanhol retratou a nudez feminina de
  uma forma inusitada, onde as formas reais, naturalmente
  arredondadas, deram espaço a figuras geométricas
  perfeitamente trabalhadas.
Les Demoiselles d'Avignon
Origem do Cubismo


• A ruptura empreendida pelo cubismo encontra suas fontes
  primeiras na obra de Paul Cézanne - e em sua forma de
  construção de espaços por meio de volumes e da
  decomposição de planos - e também na arte africana,
  máscaras, fotografias e objetos.

• Alguns críticos chamam atenção para o débito do movimento
  em relação a Henri Rousseau, um dos primeiros a subverter
  as técnicas tradicionais de representação: perspectiva, relevo
  e relações tonais.
Casas de L’estaque
Artistas de Destaque


•   Georges Braque (1882-1963)
•   Juan Gris (1887-1927)
•   Fernand Léger (1881-1955)
•   Robert Delaunay (1885-1941)
•   Tarsila do Amaral (1886 - 1973)
•   Rego Monteiro (1899-1970)
Cubismo Analítico (1909)


• Caracterizado pela desestruturação da obra em todos os seus
  elementos.

• Decompondo a obra em partes, o artista registra todos os
  seus elementos em planos sucessivos e superpostos,
  procurando a visão total da figura, examinando-a em todos
  os ângulos no mesmo instante, através da fragmentação
  dela.

• Essa fragmentação dos seres foi tão grande, que se tornou
  impossível o reconhecimento de qualquer figura nas pinturas
  cubistas. A cor se reduz aos tons de castanho, cinza e bege.
Cubismo Analítico (1909)
Cubismo Sintético (1911)


• Reagindo à excessiva fragmentação dos objetos e à
  destruição de sua estrutura.

• Procurou tornar as figuras novamente reconhecíveis.

• Introduziu letras, palavras, números, pedaços de madeira,
  vidro, metal e até objetos inteiros nas pinturas.

• Criau efeitos plásticos e de ultrapassar os limites das
  sensações visuais que a pintura sugere, despertando
  também no observador as sensações táteis.
Cubismo Sintético (1911)
Cubismo no Brasil


• Influências do cubismo podem ser observadas em parte dos
  artistas reunidos no modernismo de 1922, em alguns
  trabalhos de Vicente do Rego Monteiro, Antônio Gomide e
  sobretudo na obra de Tarsila do Amaral.

• O aprendizado com André Lhote, Gleizes e, principalmente,
  com Léger reverbera nas tendências construtivas da obra de
  Tarsila, em especial na fase pau-brasil.
Cubismo no Brasil


• A pintora vai encontrar em Léger, especialmente em suas
  "paisagens animadas", motivos ligados ao espaço da vida
  moderna - máquinas, engrenagens, operários das fábricas
  etc. - e o aprendizado de formas curvilíneas.

• Emblemáticas do contato com o mestre francês são as telas
  criadas em 1924, como Estrada de Ferro Central do Brasil e
  Carnaval em Madureira.
Estrada de Ferro Central do Brasil
Carnaval em Madureira
Características das Obras


• O espaço do quadro rejeita distinções entre forma e fundo
  ou qualquer noção de profundidade.

• Corpos, paisagens e objetos como garrafas, instrumentos
  musicais e frutas têm sua estrutura investigada nos trabalhos
  de Braque e Picasso, tão afinados em termos de projeto
  plástico que não é fácil distinguir as telas de um e de outro.

• Mesmo assim, nota-se uma ênfase de Braque nos elementos
  cromáticos e, de Picasso, em aspectos plásticos.
Características das Obras


• Representação de objetos com todas as suas partes num
  mesmo plano, é como se eles tivessem abertos e
  apresentassem todos os seus lados no plano frontal em
  relação ao espectador;

• Renúncia à perspectiva;

• Não pretendiam representar fielmente a aparência real das
  coisas;
Características das Obras


• O pintor cubista tenta representar os objetos em três
  dimensões numa superfície plana, sob formas geométricas,
  com a utilização de várias cores e de linhas retas;

• O Cubismo apresenta objetos tal como são concebidos pela
  mente, o pintor cubista pinta o que existe e não como se vê;

• O pintor não tem intenção de pintar um corpo ou um objeto;
Características das Obras


• Sensação de pintura pictórica;

• Cores austeras, do branco ao negro passando pelo cinza, por
  um ocre apagado ou um castanho suave;
Exemplos do Cubismo na Publicidade
Exemplos do Cubismo na Publicidade
Exemplos do Cubismo na Publicidade
Aplicações Cubistas
Aplicações Cubistas
Aplicações Cubistas
Aplicações Cubistas
Bibliografia


• http://www.suapesquisa.com/artesliteratura/cubismo/
• http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_i
  c/index.cfm?fuseaction=termos_texto&cd_verbete=3781
• http://www.infoescola.com/artes/cubismo/
• http://www.historiadaarte.com.br/linha/cubismo.html
• http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/cubismo/cubism
  o-1.php
• http://sobnossaoptica.blogspot.com.br/2012/01/cubismo-
  sobnossaoptica.html
• http://www.youtube.com/watch?v=2JcI5yxOd8c
Integrantes


•   Ana Carolina Barreto dos Santos
•   Ana Carolina Peixoto dos Santos
•   Luiz Henrique Cruz da Silva
•   Nathalie Torraque Mascarenhas
•   Pamela Pacheco
•   Paulo Henrique de Moraes Ribeiro
•   Thaís de Araújo Rodrigues

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Abstracionismo (Arte Abstrata)
Abstracionismo (Arte Abstrata)Abstracionismo (Arte Abstrata)
Abstracionismo (Arte Abstrata)
Samara Coimbra
 
Expressionismo
ExpressionismoExpressionismo
Expressionismo
Inês Filipa
 
Arte abstrata
Arte abstrataArte abstrata
Arte abstrata
Ana Barreiros
 
Arte romantica
Arte romanticaArte romantica
Arte romantica
Carla Teixeira
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
Arte Educadora
 
Arte Barroca
Arte BarrocaArte Barroca
Arte Barroca
Carlos Pinheiro
 
Slide De Cubismo
Slide De CubismoSlide De Cubismo
Slide De Cubismo
babelisa
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
VIVIAN TROMBINI
 
Futurismo
Futurismo Futurismo
Futurismo
Dominique Dariva
 
Arte moderna brasileira
Arte moderna brasileiraArte moderna brasileira
Arte moderna brasileira
Arte Educadora
 
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiro
Junior Onildo
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
Anna Caroline
 
Semana de arte moderna
Semana de arte modernaSemana de arte moderna
Semana de arte moderna
Lucas Nascimento
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
annaartes
 
História da Arte - Barroco
História da Arte - BarrocoHistória da Arte - Barroco
História da Arte - Barroco
Maiara Giordani
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
Ana Barreiros
 
O que é arte?!
O que é arte?!O que é arte?!
O que é arte?!
Mary Lopes
 
Pop Art
Pop ArtPop Art
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
Ana Barreiros
 
Arte - Romantismo
Arte - RomantismoArte - Romantismo
Arte - Romantismo
Maiara Giordani
 

Mais procurados (20)

Abstracionismo (Arte Abstrata)
Abstracionismo (Arte Abstrata)Abstracionismo (Arte Abstrata)
Abstracionismo (Arte Abstrata)
 
Expressionismo
ExpressionismoExpressionismo
Expressionismo
 
Arte abstrata
Arte abstrataArte abstrata
Arte abstrata
 
Arte romantica
Arte romanticaArte romantica
Arte romantica
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
 
Arte Barroca
Arte BarrocaArte Barroca
Arte Barroca
 
Slide De Cubismo
Slide De CubismoSlide De Cubismo
Slide De Cubismo
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 
Futurismo
Futurismo Futurismo
Futurismo
 
Arte moderna brasileira
Arte moderna brasileiraArte moderna brasileira
Arte moderna brasileira
 
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiro
 
Arte renascentista
Arte renascentistaArte renascentista
Arte renascentista
 
Semana de arte moderna
Semana de arte modernaSemana de arte moderna
Semana de arte moderna
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 
História da Arte - Barroco
História da Arte - BarrocoHistória da Arte - Barroco
História da Arte - Barroco
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
 
O que é arte?!
O que é arte?!O que é arte?!
O que é arte?!
 
Pop Art
Pop ArtPop Art
Pop Art
 
Neoclassicismo
NeoclassicismoNeoclassicismo
Neoclassicismo
 
Arte - Romantismo
Arte - RomantismoArte - Romantismo
Arte - Romantismo
 

Destaque

Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Michele Pó
 
O cubismo
O cubismoO cubismo
O cubismo
Cardosia
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
guestd19f54b
 
CUBISMO.
CUBISMO.CUBISMO.
CUBISMO.
Ana_SantosO
 
Cubismo
Cubismo  Cubismo
Pablo Picasso e o Cubismo.
Pablo Picasso e o Cubismo.Pablo Picasso e o Cubismo.
Pablo Picasso e o Cubismo.
Roger Pimentel
 
Cubismo
Cubismo  Cubismo
Cubismo
legiordano
 
El Cubismo
El CubismoEl Cubismo
Cubismo
Cubismo Cubismo
Cubismo
Sarinha Silva
 
Cubismo literario
Cubismo literarioCubismo literario
Cubismo literario
Bárbara C.
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
aliceartecob
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Jaimellata15
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo Literario: Caligramas
Cubismo Literario: Caligramas Cubismo Literario: Caligramas
Cubismo Literario: Caligramas
natrala
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
guest9bd847
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
Ellen_Assad
 
Ensino Médio- A arte do cubismo
Ensino Médio- A arte do cubismoEnsino Médio- A arte do cubismo
Ensino Médio- A arte do cubismo
ArtesElisa
 
Vanguarda - Cubismo
Vanguarda - CubismoVanguarda - Cubismo
Vanguarda - Cubismo
Daniel Leitão
 
Pablo picasso e o cubismo
Pablo picasso e o cubismoPablo picasso e o cubismo
Pablo picasso e o cubismo
Meire Falco
 
Cubismo
CubismoCubismo

Destaque (20)

Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
O cubismo
O cubismoO cubismo
O cubismo
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
CUBISMO.
CUBISMO.CUBISMO.
CUBISMO.
 
Cubismo
Cubismo  Cubismo
Cubismo
 
Pablo Picasso e o Cubismo.
Pablo Picasso e o Cubismo.Pablo Picasso e o Cubismo.
Pablo Picasso e o Cubismo.
 
Cubismo
Cubismo  Cubismo
Cubismo
 
El Cubismo
El CubismoEl Cubismo
El Cubismo
 
Cubismo
Cubismo Cubismo
Cubismo
 
Cubismo literario
Cubismo literarioCubismo literario
Cubismo literario
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Cubismo Literario: Caligramas
Cubismo Literario: Caligramas Cubismo Literario: Caligramas
Cubismo Literario: Caligramas
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
 
Surrealismo
SurrealismoSurrealismo
Surrealismo
 
Ensino Médio- A arte do cubismo
Ensino Médio- A arte do cubismoEnsino Médio- A arte do cubismo
Ensino Médio- A arte do cubismo
 
Vanguarda - Cubismo
Vanguarda - CubismoVanguarda - Cubismo
Vanguarda - Cubismo
 
Pablo picasso e o cubismo
Pablo picasso e o cubismoPablo picasso e o cubismo
Pablo picasso e o cubismo
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 

Semelhante a Cubismo

Cubismo
CubismoCubismo
Seminário sobre o cubismo
Seminário sobre o cubismoSeminário sobre o cubismo
Seminário sobre o cubismo
Fernanda Scaramboni
 
Cubismo ii
Cubismo iiCubismo ii
Cubismo ii
Alaor
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Anacrislinda
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
ggmota93
 
Cubismo
Cubismo Cubismo
Cubismo
Dorinhaa
 
Cubismo 3º a
Cubismo 3º aCubismo 3º a
Cubismo 3º a
Dorinhaa
 
2C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
2C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_20112C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
2C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
www.historiadasartes.com
 
CUBISMO
CUBISMOCUBISMO
Slide De Cubismo
Slide De CubismoSlide De Cubismo
Slide De Cubismo
babelisa
 
Slide de-cubismo-1209491501610995-8
Slide de-cubismo-1209491501610995-8Slide de-cubismo-1209491501610995-8
Slide de-cubismo-1209491501610995-8
Osmar Sandoval
 
História da Arte: Cubismo
História da Arte: CubismoHistória da Arte: Cubismo
História da Arte: Cubismo
Raphael Lanzillotte
 
2C14_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
2C14_Cubismo_Museu Lasar Segall_20112C14_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
2C14_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
www.historiadasartes.com
 
CUBISMO.pptx
CUBISMO.pptxCUBISMO.pptx
CUBISMO.pptx
EEMAS
 
Trabalho imprimir
Trabalho imprimirTrabalho imprimir
Trabalho imprimir
José Emílio
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
Jonny Peter
 
Impressionismo e-cubismo
Impressionismo e-cubismoImpressionismo e-cubismo
Impressionismo e-cubismo
leu16
 
História da Arte - Cubismo
História da Arte - CubismoHistória da Arte - Cubismo
História da Arte - Cubismo
Tiago Toledo Jr.
 
Hd 2016.1 aula 6_influências das vanguardas europeias - cubismo
Hd 2016.1 aula 6_influências das vanguardas europeias - cubismoHd 2016.1 aula 6_influências das vanguardas europeias - cubismo
Hd 2016.1 aula 6_influências das vanguardas europeias - cubismo
Ticianne Darin
 
[HA2012] 06 - Cubismo
[HA2012] 06 - Cubismo[HA2012] 06 - Cubismo
[HA2012] 06 - Cubismo
Eduardo Novais
 

Semelhante a Cubismo (20)

Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Seminário sobre o cubismo
Seminário sobre o cubismoSeminário sobre o cubismo
Seminário sobre o cubismo
 
Cubismo ii
Cubismo iiCubismo ii
Cubismo ii
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Cubismo
Cubismo Cubismo
Cubismo
 
Cubismo 3º a
Cubismo 3º aCubismo 3º a
Cubismo 3º a
 
2C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
2C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_20112C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
2C26_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
 
CUBISMO
CUBISMOCUBISMO
CUBISMO
 
Slide De Cubismo
Slide De CubismoSlide De Cubismo
Slide De Cubismo
 
Slide de-cubismo-1209491501610995-8
Slide de-cubismo-1209491501610995-8Slide de-cubismo-1209491501610995-8
Slide de-cubismo-1209491501610995-8
 
História da Arte: Cubismo
História da Arte: CubismoHistória da Arte: Cubismo
História da Arte: Cubismo
 
2C14_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
2C14_Cubismo_Museu Lasar Segall_20112C14_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
2C14_Cubismo_Museu Lasar Segall_2011
 
CUBISMO.pptx
CUBISMO.pptxCUBISMO.pptx
CUBISMO.pptx
 
Trabalho imprimir
Trabalho imprimirTrabalho imprimir
Trabalho imprimir
 
Cubismo
CubismoCubismo
Cubismo
 
Impressionismo e-cubismo
Impressionismo e-cubismoImpressionismo e-cubismo
Impressionismo e-cubismo
 
História da Arte - Cubismo
História da Arte - CubismoHistória da Arte - Cubismo
História da Arte - Cubismo
 
Hd 2016.1 aula 6_influências das vanguardas europeias - cubismo
Hd 2016.1 aula 6_influências das vanguardas europeias - cubismoHd 2016.1 aula 6_influências das vanguardas europeias - cubismo
Hd 2016.1 aula 6_influências das vanguardas europeias - cubismo
 
[HA2012] 06 - Cubismo
[HA2012] 06 - Cubismo[HA2012] 06 - Cubismo
[HA2012] 06 - Cubismo
 

Último

Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 

Cubismo

  • 2. Introdução • Surgiu no século XX e é considerado o mais influente deste período; • Com suas formas geométricas representadas por cubos e cilindros; • Rompeu com os padrões estéticos que primavam pela perfeição das formas na busca da imagem realista da natureza.
  • 3. Principais Artistas Pablo Picasso Georgeus Braque
  • 4. Origem do Cubismo • O marco inicial do Cubismo ocorreu em Paris, em 1907, com a tela de Pablo Picasso Les Demoiselles d''Avignon. • Nesta obra, o artista espanhol retratou a nudez feminina de uma forma inusitada, onde as formas reais, naturalmente arredondadas, deram espaço a figuras geométricas perfeitamente trabalhadas.
  • 6. Origem do Cubismo • A ruptura empreendida pelo cubismo encontra suas fontes primeiras na obra de Paul Cézanne - e em sua forma de construção de espaços por meio de volumes e da decomposição de planos - e também na arte africana, máscaras, fotografias e objetos. • Alguns críticos chamam atenção para o débito do movimento em relação a Henri Rousseau, um dos primeiros a subverter as técnicas tradicionais de representação: perspectiva, relevo e relações tonais.
  • 8. Artistas de Destaque • Georges Braque (1882-1963) • Juan Gris (1887-1927) • Fernand Léger (1881-1955) • Robert Delaunay (1885-1941) • Tarsila do Amaral (1886 - 1973) • Rego Monteiro (1899-1970)
  • 9. Cubismo Analítico (1909) • Caracterizado pela desestruturação da obra em todos os seus elementos. • Decompondo a obra em partes, o artista registra todos os seus elementos em planos sucessivos e superpostos, procurando a visão total da figura, examinando-a em todos os ângulos no mesmo instante, através da fragmentação dela. • Essa fragmentação dos seres foi tão grande, que se tornou impossível o reconhecimento de qualquer figura nas pinturas cubistas. A cor se reduz aos tons de castanho, cinza e bege.
  • 11. Cubismo Sintético (1911) • Reagindo à excessiva fragmentação dos objetos e à destruição de sua estrutura. • Procurou tornar as figuras novamente reconhecíveis. • Introduziu letras, palavras, números, pedaços de madeira, vidro, metal e até objetos inteiros nas pinturas. • Criau efeitos plásticos e de ultrapassar os limites das sensações visuais que a pintura sugere, despertando também no observador as sensações táteis.
  • 13. Cubismo no Brasil • Influências do cubismo podem ser observadas em parte dos artistas reunidos no modernismo de 1922, em alguns trabalhos de Vicente do Rego Monteiro, Antônio Gomide e sobretudo na obra de Tarsila do Amaral. • O aprendizado com André Lhote, Gleizes e, principalmente, com Léger reverbera nas tendências construtivas da obra de Tarsila, em especial na fase pau-brasil.
  • 14. Cubismo no Brasil • A pintora vai encontrar em Léger, especialmente em suas "paisagens animadas", motivos ligados ao espaço da vida moderna - máquinas, engrenagens, operários das fábricas etc. - e o aprendizado de formas curvilíneas. • Emblemáticas do contato com o mestre francês são as telas criadas em 1924, como Estrada de Ferro Central do Brasil e Carnaval em Madureira.
  • 15. Estrada de Ferro Central do Brasil
  • 17. Características das Obras • O espaço do quadro rejeita distinções entre forma e fundo ou qualquer noção de profundidade. • Corpos, paisagens e objetos como garrafas, instrumentos musicais e frutas têm sua estrutura investigada nos trabalhos de Braque e Picasso, tão afinados em termos de projeto plástico que não é fácil distinguir as telas de um e de outro. • Mesmo assim, nota-se uma ênfase de Braque nos elementos cromáticos e, de Picasso, em aspectos plásticos.
  • 18. Características das Obras • Representação de objetos com todas as suas partes num mesmo plano, é como se eles tivessem abertos e apresentassem todos os seus lados no plano frontal em relação ao espectador; • Renúncia à perspectiva; • Não pretendiam representar fielmente a aparência real das coisas;
  • 19. Características das Obras • O pintor cubista tenta representar os objetos em três dimensões numa superfície plana, sob formas geométricas, com a utilização de várias cores e de linhas retas; • O Cubismo apresenta objetos tal como são concebidos pela mente, o pintor cubista pinta o que existe e não como se vê; • O pintor não tem intenção de pintar um corpo ou um objeto;
  • 20. Características das Obras • Sensação de pintura pictórica; • Cores austeras, do branco ao negro passando pelo cinza, por um ocre apagado ou um castanho suave;
  • 21. Exemplos do Cubismo na Publicidade
  • 22. Exemplos do Cubismo na Publicidade
  • 23. Exemplos do Cubismo na Publicidade
  • 28. Bibliografia • http://www.suapesquisa.com/artesliteratura/cubismo/ • http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_i c/index.cfm?fuseaction=termos_texto&cd_verbete=3781 • http://www.infoescola.com/artes/cubismo/ • http://www.historiadaarte.com.br/linha/cubismo.html • http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/cubismo/cubism o-1.php • http://sobnossaoptica.blogspot.com.br/2012/01/cubismo- sobnossaoptica.html • http://www.youtube.com/watch?v=2JcI5yxOd8c
  • 29. Integrantes • Ana Carolina Barreto dos Santos • Ana Carolina Peixoto dos Santos • Luiz Henrique Cruz da Silva • Nathalie Torraque Mascarenhas • Pamela Pacheco • Paulo Henrique de Moraes Ribeiro • Thaís de Araújo Rodrigues