SlideShare uma empresa Scribd logo
História da Arte - Arte egipcia
A ARTE EGÍPCIA

   Uma das principais
    civilizações da
    antiguidade.
   Religião é a base da
    arte.
   Grande importância na
    vida após a morte.




                            Anúbis, deus dos rituais
ARQUITETURA
   Características:
    • solidez e durabilidade;
    • sentimento de eternidade;
    • aspecto misterioso e impenetrável.
   Construção mais famosa: pirâmides de Gizé.
        Preservaria o corpo sagrado da decomposição.
        Acreditavam que o corpo tinha que ser preservado afim
        de que a alma pudesse continuar vivendo no além.
QUÉOPS

MIQUERINOS
                      QUÉFREN
PRESERVAÇÃO DAS IMAGENS
                           As construções arquitetônicas
                            não eram suficientes; a
                            imagem do rei também
                            deveria ser preservada
                            através da escultura, para
                            garantir a vida eterna.
                           Inicialmente, os ritos eram
                            reservados aos monarcas;
                            com o passar do tempo,
                            nobres da casa real passaram
                            a ter túmulos menores.
                           Simplicidade: o objetivo
                            principal do artista era
                            destacar os aspectos
                            essenciais.
               Cabeça, c. 2551-2528 a.C.
               Encontrado no túmulo em Gizé;
               calcario, altura 27,8cm;
               Kunsthistorisches Museum, Viena.
ESFINGE
                                 Esfinge:
   Tipos de Túmulos:            representa corpo
    • Pirâmide - túmulo real,    de leão (força) e
                                 cabeça humana
    destinado ao faraó;          (sabedoria).
    • Mastaba - túmulo para a    Eram colocadas
    nobreza;                     na alameda de
    • Hipogeu - túmulo           entrada        do
    destinado à gente do povo.   templo       para
                                 afastar os maus
                                 espíritos.
PINTURA
   Características:
    • ausência de três
    dimensões;
    • ignorância da profundidade;
    • colorido a tinta lisa, sem
    claro-escuro e sem indicação
    do relevo;
    • Lei da Frontalidade que
    determinava que o tronco da
    pessoa fosse representado
    sempre de frente, enquanto
    sua cabeça, suas pernas e
    seus pés eram vistos de
    perfil.
                       Retrato de Hesire, numa porta de
                       madeira em seu túmulo, c.2778-
                       2723 a.C.
                       madeira, altura115cm; Museu
                       Egípcio, Cairo
PINTURA
                                  O que mais importava não era a
                                  beleza, mas sim a plenitude. A
                                  tarefa do artista era preservar
                                  tudo com a maior clareza e
                                  permanência possível.
                                  O artista limitava-se a aprender
                                  as    técnicas    já    existentes,
                                  mantendo      a    tradição    das
                                  pinturas.
                                  Hierarquia da pintura: eram
                                  representadas       maiores      as
                                  pessoas com maior importância
                                  no reino, ou seja, nesta ordem de
                                  grandeza: o rei, a mulher do rei,
                                  o sacerdote, os soldados e o
                                  povo. As figuras femininas eram
                                  pintadas em ocre, enquanto que
                                  as masculinas pintadas de
                                  vermelho.


O jardim de Nebamun, c.1400 a.C
Mural do túmulo de khnumhotep, c.1900 a.C. Encontrado em Beni Hassan
AMENÓFIS IV – O HERÉTICO

 Rompimento com antigos costumes religiosos.
 Existência de apenas um deus, Aton, de quem
  era devoto e fez representar pela forma do
  disco do sol enviando seus raios, cada um
  dotado de uma mão.
 Não existia a dignidade dos faraós anteriores.
  Representou-se com sua esposa Nefertiti,
  acariciando seus filhos sob as bênçãos dos sol.
 Intitulou-se Akhnaton, referente ao seu deus.
Akhnaton e Nefertiti com seus filhos,
c.1345 a.C. Relevo em altar de pedra
calcária, 32,5 x 39 cm; Museu Egípcio,
Staatliche Museem, Berlin.
TUTANKHAMON – O SUCESSOR
                 O túmulo de Tutankhamon foi
                 descoberto repleto de ouro em 1922.
                 Algumas de suas obras ainda tem o
                 estilo moderno da religião Aton. No
                 decorrer de seu reinado, as velhas
                 crenças foram restauradas. Novos
                 temas foram introduzidos, novas
                 tarefas executadas mas nada de
                 essencialmente novo foi acrescentado
                 à realização artística.


                 Tutankhamon e esposa
                 c.1330 a.C.
                 Detalhe de talha dourada e pintada
                 proveniente do trono encontrado em
                 seu túmulo. Museu Egípcio, Cairo.
FONTES

 http://www.flickr.com/photos/designhistoriada
  arte
 http://www.historiadaarte.com.br

 :História da arte.E.H. Gombrich. LTC: Rio de
  Janeiro,1995.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A arte egípcia
A arte egípciaA arte egípcia
A arte egípcia
Rainha Maga
 
Arte Egípcia
Arte Egípcia Arte Egípcia
Arte Egípcia
Andrea Dressler
 
Historia da arte - período da antiguidade - resumo
Historia da arte - período da antiguidade - resumoHistoria da arte - período da antiguidade - resumo
Historia da arte - período da antiguidade - resumo
Andrea Dressler
 
Arte indígena
Arte indígenaArte indígena
Arte indígena
Sandro Bottene
 
Arte grega 2019
Arte grega 2019Arte grega 2019
Arte grega 2019
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
Michele Pó
 
Arte bizantina
Arte bizantinaArte bizantina
Arte bizantina
Silmara Nogueira
 
Arte Grega
Arte GregaArte Grega
Arte Grega
Carla Camuso
 
Arte grega texto para atividade
Arte grega texto para atividadeArte grega texto para atividade
Arte grega texto para atividade
Casiris Crescencio
 
Historia da arte
Historia da arteHistoria da arte
Historia da arte
julio2012souto
 
Arte na Pré História
Arte na Pré HistóriaArte na Pré História
Arte na Pré História
Arnaldo Szlachta
 
ARTE PRÉ COLOMBIANA
ARTE PRÉ COLOMBIANAARTE PRÉ COLOMBIANA
ARTE PRÉ COLOMBIANA
Cristiane Seibt
 
Arte indiana
Arte indianaArte indiana
Arte indiana
Marcioveras
 
A arte na pré história
A arte na pré históriaA arte na pré história
A arte na pré história
Daniella Cincoetti
 
Arte greco romana
Arte greco romanaArte greco romana
Arte greco romana
cattonia
 
ARTES: Renascimento
ARTES: RenascimentoARTES: Renascimento
ARTES: Renascimento
BlogSJuniinho
 
Arte do Renascimento
Arte do RenascimentoArte do Renascimento
Arte do Renascimento
Hca Faro
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
Andrea Dressler
 
Arte na mesopotâmia [modo de compatibilidade]
Arte na mesopotâmia [modo de compatibilidade]Arte na mesopotâmia [modo de compatibilidade]
Arte na mesopotâmia [modo de compatibilidade]
Viviane Marques
 
Arte Indígena Brasileira
Arte Indígena BrasileiraArte Indígena Brasileira
Arte Indígena Brasileira
Andrea Dressler
 

Mais procurados (20)

A arte egípcia
A arte egípciaA arte egípcia
A arte egípcia
 
Arte Egípcia
Arte Egípcia Arte Egípcia
Arte Egípcia
 
Historia da arte - período da antiguidade - resumo
Historia da arte - período da antiguidade - resumoHistoria da arte - período da antiguidade - resumo
Historia da arte - período da antiguidade - resumo
 
Arte indígena
Arte indígenaArte indígena
Arte indígena
 
Arte grega 2019
Arte grega 2019Arte grega 2019
Arte grega 2019
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Arte bizantina
Arte bizantinaArte bizantina
Arte bizantina
 
Arte Grega
Arte GregaArte Grega
Arte Grega
 
Arte grega texto para atividade
Arte grega texto para atividadeArte grega texto para atividade
Arte grega texto para atividade
 
Historia da arte
Historia da arteHistoria da arte
Historia da arte
 
Arte na Pré História
Arte na Pré HistóriaArte na Pré História
Arte na Pré História
 
ARTE PRÉ COLOMBIANA
ARTE PRÉ COLOMBIANAARTE PRÉ COLOMBIANA
ARTE PRÉ COLOMBIANA
 
Arte indiana
Arte indianaArte indiana
Arte indiana
 
A arte na pré história
A arte na pré históriaA arte na pré história
A arte na pré história
 
Arte greco romana
Arte greco romanaArte greco romana
Arte greco romana
 
ARTES: Renascimento
ARTES: RenascimentoARTES: Renascimento
ARTES: Renascimento
 
Arte do Renascimento
Arte do RenascimentoArte do Renascimento
Arte do Renascimento
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Arte na mesopotâmia [modo de compatibilidade]
Arte na mesopotâmia [modo de compatibilidade]Arte na mesopotâmia [modo de compatibilidade]
Arte na mesopotâmia [modo de compatibilidade]
 
Arte Indígena Brasileira
Arte Indígena BrasileiraArte Indígena Brasileira
Arte Indígena Brasileira
 

Destaque

05 primeiras civilizações
05   primeiras civilizações05   primeiras civilizações
05 primeiras civilizações
Carla Freitas
 
As primeiras civilizações
As primeiras civilizaçõesAs primeiras civilizações
As primeiras civilizações
inessalgado
 
Correção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O Egito
Correção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O EgitoCorreção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O Egito
Correção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O Egito
Patrícia Morais
 
As Reformas Religiosas
As Reformas ReligiosasAs Reformas Religiosas
As Reformas Religiosas
Carlos Vieira
 
A antiga civilização egípcia
A antiga civilização egípciaA antiga civilização egípcia
A antiga civilização egípcia
Rainha Maga
 
Ficha de Trabalho - O Egito
Ficha de Trabalho - O EgitoFicha de Trabalho - O Egito
Ficha de Trabalho - O Egito
Patrícia Morais
 

Destaque (6)

05 primeiras civilizações
05   primeiras civilizações05   primeiras civilizações
05 primeiras civilizações
 
As primeiras civilizações
As primeiras civilizaçõesAs primeiras civilizações
As primeiras civilizações
 
Correção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O Egito
Correção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O EgitoCorreção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O Egito
Correção do Teste de Avaliação As Civilizações dos Grandes Rios_O Egito
 
As Reformas Religiosas
As Reformas ReligiosasAs Reformas Religiosas
As Reformas Religiosas
 
A antiga civilização egípcia
A antiga civilização egípciaA antiga civilização egípcia
A antiga civilização egípcia
 
Ficha de Trabalho - O Egito
Ficha de Trabalho - O EgitoFicha de Trabalho - O Egito
Ficha de Trabalho - O Egito
 

Semelhante a História da Arte - Arte egipcia

Revisão - Arte Medieval, Antiguidade clássica e Idade Média
Revisão - Arte Medieval, Antiguidade clássica e Idade MédiaRevisão - Arte Medieval, Antiguidade clássica e Idade Média
Revisão - Arte Medieval, Antiguidade clássica e Idade Média
Maiara Giordani
 
Arte egipicia 1° ano
Arte egipicia 1° anoArte egipicia 1° ano
Arte egipicia 1° ano
Aline Raposo
 
Arte Egito antigo, principais carecterísticaspdf
Arte Egito antigo,  principais carecterísticaspdfArte Egito antigo,  principais carecterísticaspdf
Arte Egito antigo, principais carecterísticaspdf
Beto Cavalcante
 
Egito história da arte 7º ano
Egito história da arte 7º anoEgito história da arte 7º ano
Egito história da arte 7º ano
josivaldopassos
 
48787715 apostila-de-arte
48787715 apostila-de-arte48787715 apostila-de-arte
História da arte
História da arteHistória da arte
História da arte
Ana Cristina D Assumpcão
 
Revisão de História da Arte (01)
Revisão de História da Arte (01)Revisão de História da Arte (01)
Revisão de História da Arte (01)
Carlos Benjoino Bidu
 
Arte egipicia
Arte egipiciaArte egipicia
Arte egipicia
Graziih Gomes
 
Arte egipicia
Arte egipiciaArte egipicia
Arte egipicia
Graziih Gomes
 
2 arte egito 2020
2 arte egito 20202 arte egito 2020
2 arte egito 2020
CLEBER LUIS DAMACENO
 
A arte no egito
A arte no egitoA arte no egito
A arte no egito
Giorgia Marrone
 
Arte egípcia
Arte egípciaArte egípcia
Arte egípcia
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Arte egípcia,1
Arte egípcia,1Arte egípcia,1
Arte egípcia,1
CLEBER LUIS DAMACENO
 
A arte no egito
A arte no egitoA arte no egito
A arte no egito
Daniella Cincoetti
 
Breve estudo da história da arte
Breve estudo da história da arteBreve estudo da história da arte
Breve estudo da história da arte
Eliana Frade
 
02 IA-Arte Egipcia.pdf
02 IA-Arte Egipcia.pdf02 IA-Arte Egipcia.pdf
02 IA-Arte Egipcia.pdf
MAURICIOTRINDADE15
 
HistóRia Da Arte
HistóRia Da ArteHistóRia Da Arte
HistóRia Da Arte
Escola Adalgisa de Barros
 
Artes 03 gênesis 1º ano mesopotâmia - egito - grécia e roma antiga
Artes 03 gênesis 1º ano  mesopotâmia - egito - grécia e roma antigaArtes 03 gênesis 1º ano  mesopotâmia - egito - grécia e roma antiga
Artes 03 gênesis 1º ano mesopotâmia - egito - grécia e roma antiga
hbilinha
 
Artes 03 gênesis 1º ano mesopotâmia - egito - grécia e roma antiga
Artes 03 gênesis 1º ano  mesopotâmia - egito - grécia e roma antigaArtes 03 gênesis 1º ano  mesopotâmia - egito - grécia e roma antiga
Artes 03 gênesis 1º ano mesopotâmia - egito - grécia e roma antiga
hbilinha
 
Arte grega 2017
Arte grega 2017Arte grega 2017
Arte grega 2017
CLEBER LUIS DAMACENO
 

Semelhante a História da Arte - Arte egipcia (20)

Revisão - Arte Medieval, Antiguidade clássica e Idade Média
Revisão - Arte Medieval, Antiguidade clássica e Idade MédiaRevisão - Arte Medieval, Antiguidade clássica e Idade Média
Revisão - Arte Medieval, Antiguidade clássica e Idade Média
 
Arte egipicia 1° ano
Arte egipicia 1° anoArte egipicia 1° ano
Arte egipicia 1° ano
 
Arte Egito antigo, principais carecterísticaspdf
Arte Egito antigo,  principais carecterísticaspdfArte Egito antigo,  principais carecterísticaspdf
Arte Egito antigo, principais carecterísticaspdf
 
Egito história da arte 7º ano
Egito história da arte 7º anoEgito história da arte 7º ano
Egito história da arte 7º ano
 
48787715 apostila-de-arte
48787715 apostila-de-arte48787715 apostila-de-arte
48787715 apostila-de-arte
 
História da arte
História da arteHistória da arte
História da arte
 
Revisão de História da Arte (01)
Revisão de História da Arte (01)Revisão de História da Arte (01)
Revisão de História da Arte (01)
 
Arte egipicia
Arte egipiciaArte egipicia
Arte egipicia
 
Arte egipicia
Arte egipiciaArte egipicia
Arte egipicia
 
2 arte egito 2020
2 arte egito 20202 arte egito 2020
2 arte egito 2020
 
A arte no egito
A arte no egitoA arte no egito
A arte no egito
 
Arte egípcia
Arte egípciaArte egípcia
Arte egípcia
 
Arte egípcia,1
Arte egípcia,1Arte egípcia,1
Arte egípcia,1
 
A arte no egito
A arte no egitoA arte no egito
A arte no egito
 
Breve estudo da história da arte
Breve estudo da história da arteBreve estudo da história da arte
Breve estudo da história da arte
 
02 IA-Arte Egipcia.pdf
02 IA-Arte Egipcia.pdf02 IA-Arte Egipcia.pdf
02 IA-Arte Egipcia.pdf
 
HistóRia Da Arte
HistóRia Da ArteHistóRia Da Arte
HistóRia Da Arte
 
Artes 03 gênesis 1º ano mesopotâmia - egito - grécia e roma antiga
Artes 03 gênesis 1º ano  mesopotâmia - egito - grécia e roma antigaArtes 03 gênesis 1º ano  mesopotâmia - egito - grécia e roma antiga
Artes 03 gênesis 1º ano mesopotâmia - egito - grécia e roma antiga
 
Artes 03 gênesis 1º ano mesopotâmia - egito - grécia e roma antiga
Artes 03 gênesis 1º ano  mesopotâmia - egito - grécia e roma antigaArtes 03 gênesis 1º ano  mesopotâmia - egito - grécia e roma antiga
Artes 03 gênesis 1º ano mesopotâmia - egito - grécia e roma antiga
 
Arte grega 2017
Arte grega 2017Arte grega 2017
Arte grega 2017
 

Último

IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
marcos oliveira
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 

Último (20)

IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docxPlanejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
Planejamento_Anual_Ensino_Fundamental_2020.docx
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 

História da Arte - Arte egipcia

  • 2. A ARTE EGÍPCIA  Uma das principais civilizações da antiguidade.  Religião é a base da arte.  Grande importância na vida após a morte. Anúbis, deus dos rituais
  • 3. ARQUITETURA  Características: • solidez e durabilidade; • sentimento de eternidade; • aspecto misterioso e impenetrável.  Construção mais famosa: pirâmides de Gizé. Preservaria o corpo sagrado da decomposição. Acreditavam que o corpo tinha que ser preservado afim de que a alma pudesse continuar vivendo no além.
  • 5. PRESERVAÇÃO DAS IMAGENS  As construções arquitetônicas não eram suficientes; a imagem do rei também deveria ser preservada através da escultura, para garantir a vida eterna.  Inicialmente, os ritos eram reservados aos monarcas; com o passar do tempo, nobres da casa real passaram a ter túmulos menores.  Simplicidade: o objetivo principal do artista era destacar os aspectos essenciais. Cabeça, c. 2551-2528 a.C. Encontrado no túmulo em Gizé; calcario, altura 27,8cm; Kunsthistorisches Museum, Viena.
  • 6. ESFINGE Esfinge:  Tipos de Túmulos: representa corpo • Pirâmide - túmulo real, de leão (força) e cabeça humana destinado ao faraó; (sabedoria). • Mastaba - túmulo para a Eram colocadas nobreza; na alameda de • Hipogeu - túmulo entrada do destinado à gente do povo. templo para afastar os maus espíritos.
  • 7. PINTURA  Características: • ausência de três dimensões; • ignorância da profundidade; • colorido a tinta lisa, sem claro-escuro e sem indicação do relevo; • Lei da Frontalidade que determinava que o tronco da pessoa fosse representado sempre de frente, enquanto sua cabeça, suas pernas e seus pés eram vistos de perfil. Retrato de Hesire, numa porta de madeira em seu túmulo, c.2778- 2723 a.C. madeira, altura115cm; Museu Egípcio, Cairo
  • 8. PINTURA O que mais importava não era a beleza, mas sim a plenitude. A tarefa do artista era preservar tudo com a maior clareza e permanência possível. O artista limitava-se a aprender as técnicas já existentes, mantendo a tradição das pinturas. Hierarquia da pintura: eram representadas maiores as pessoas com maior importância no reino, ou seja, nesta ordem de grandeza: o rei, a mulher do rei, o sacerdote, os soldados e o povo. As figuras femininas eram pintadas em ocre, enquanto que as masculinas pintadas de vermelho. O jardim de Nebamun, c.1400 a.C
  • 9. Mural do túmulo de khnumhotep, c.1900 a.C. Encontrado em Beni Hassan
  • 10. AMENÓFIS IV – O HERÉTICO  Rompimento com antigos costumes religiosos.  Existência de apenas um deus, Aton, de quem era devoto e fez representar pela forma do disco do sol enviando seus raios, cada um dotado de uma mão.  Não existia a dignidade dos faraós anteriores. Representou-se com sua esposa Nefertiti, acariciando seus filhos sob as bênçãos dos sol.  Intitulou-se Akhnaton, referente ao seu deus.
  • 11. Akhnaton e Nefertiti com seus filhos, c.1345 a.C. Relevo em altar de pedra calcária, 32,5 x 39 cm; Museu Egípcio, Staatliche Museem, Berlin.
  • 12. TUTANKHAMON – O SUCESSOR O túmulo de Tutankhamon foi descoberto repleto de ouro em 1922. Algumas de suas obras ainda tem o estilo moderno da religião Aton. No decorrer de seu reinado, as velhas crenças foram restauradas. Novos temas foram introduzidos, novas tarefas executadas mas nada de essencialmente novo foi acrescentado à realização artística. Tutankhamon e esposa c.1330 a.C. Detalhe de talha dourada e pintada proveniente do trono encontrado em seu túmulo. Museu Egípcio, Cairo.
  • 13. FONTES  http://www.flickr.com/photos/designhistoriada arte  http://www.historiadaarte.com.br  :História da arte.E.H. Gombrich. LTC: Rio de Janeiro,1995.