SlideShare uma empresa Scribd logo
ESTUDOS INDEPENDENTES 
1º ANO DO ENSINO MÉDIO 
Aluno (a):______________________________________________ Nº _______ Turma: 1º Ano _______ Valor: 30,0 pontos. 
Professor: Claudinei O. Oliveira Data de entrega: 19/12/2014 
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 
1) Unifor-CE Um material que pode ser considerado substância pura é: 
a) o petróleo; 
b) o querosene; 
c) a água do mar; 
d) o carbono diamante; 
e) o ar atmosférico. 
2) Unifor-CE Uma amostra de material apresenta as seguintes características: 
• temperatura de ebulição constante à pressão atmosférica; 
• composição química constante; 
• é formada por moléculas idênticas entre si; 
• é formada por dois elementos químicos diferentes. 
Logo, tal material pode ser classificado como: 
a) mistura homogênea, monofásica; 
b) substância pura, simples; 
c) mistura heterogênea, bifásica; 
d) substância pura, composta; 
e) mistura heterogênea, trifásica. 
3) UEMS Aço, gás ozônio e gás carbônico são respectivamente exemplos de: 
a) Mistura, substância simples e substância composta. 
b) Mistura, substância composta e substância composta. 
c) Substância simples, substância simples e substância composta. 
d) Substância composta, mistura e substância simples. 
e) Mistura, substância simples e mistura. 
4) U.E. Londrina-PR Um termo químico, principalmente na linguagem cotidiana, pode ter significados diversos, dependendo do contexto em que se encontra. Considere as seguintes frases: 
I. A água é composta de hidrogênio e oxigênio; 
II. O hidrogênio é uma substância simples; 
III. O ozônio é uma das formas alotrópicas do oxigênio; 
IV. O gás hidrogênio reage com o gás oxigênio para formar água. 
V. A água é constituída por dois hidrogênios e um oxigênio; 
Com relação ao significado dos termos sublinhados, é incorreto afirmar: 
a) Água significa substância química em I e molécula de água em V; 
b) Hidrogênio em II significa substância química; 
c) Hidrogênio em IV significa substância química, e em V, átomos de hidrogênio; 
d) O significado de oxigênio em III e IV é o mesmo; 
e) Oxigênio em V significa átomo de oxigênio; 
Escola Estadual Quintiliano Jardim 
Rua Oswaldo Cruz, 300 – Bairro Estados Unidos – Uberaba-MG. CEP - 38015-230 
Decreto 9.455 MG, de 25/01/1966. Resolução SEE nº 276/73 Fone: (34) 3332-0919
5) Analise a tabela abaixo: SUBSTÂNCIA PF ( °C) PE( °C) I Clorofórmio -63 61 II 
Éter etílico 
-116 
34 III Etanol -117 78 IV 
Fenol 
41 
182 V Pentano -130 36 
Com relação ao estado de agregação (sólido, líquido, gasoso) das substâncias da tabela quando se encontram em um ambiente a 40 °C e na pressão a 1atm, a alternativa verdadeira é: 
a) IV, II e III são sólidos 
b) I II e V são líquidos 
c) II e V são vapores 
d) I, II, III e V são gases 
6) Unioeste-PR(modificada) As transformações da matéria podem ser classificadas em processos químicos ou físicos. 
Em relação a estes processos, dizemos: 
01. A obtenção de serragem é um exemplo de processo químico de transformação da madeira; 
02. Toda reação química é um processo químico; 
04. O derretimento do gelo, a fusão do chumbo e a queima do papel são exemplos de processos físicos; 
08. A equação química é uma maneira de representar um processo químico; 
16. O amadurecimento de uma fruta é um exemplo de processo físico, pois não há formação de novas substâncias; 
32. Todos os processos de mudanças de estado físico são processos físicos; 
64. Apenas os materiais sintéticos são passíveis de realizar processos químicos; 
A soma das afirmativas corretas é igual __________. 
7) Observe os sistemas abaixo: 
A quantidade de átomos, tipos de elementos e tipos de substâncias são respectivamente: 
a) 10, 23 e 04; 
b) 23, 04 e 04; 
c) 23, 10 e 4; 
d) 03, 10 e 23; 
e) 04, 04 e 23; 
8) Quando se deixa cair uma peça de metal com massa 85,12 g em um cilindro graduado que contem 33,67 mL de água, o nível de água sobe para 39,27 mL. Qual é a densidade do metal (em gramas por centímetro cúbico)? 
9) A densidade do diamante é 3,51 g.cm-3. A unidade prática internacional (que não é SI) para a pesagem de diamantes é o “quilate” (1 quilate = 200,0 mg, exatamente). Qual é o volume do diamante de 17,55 quilates? 
10) A prata sólida possui densidade 10,5 g.cm-3. Qual o volume ocupado por 57,75 g desse metal? 
11) Um bloco de metal tem volume de 150mL e massa de 930 g. 
a) Qual a densidade desse metal, expressa em g/cm3? 
b) Qual o volume da amostra em 1,395 Kg desse metal? 
12) Um vidro contém 50 cm3 de mercúrio de densidade 13,96 g/cm3. Qual a massa contida no vidro?
13) Na sala de aula o professor de química realizou uma aula prática demonstrativa, objetivando aos alunos que conhecessem a densidade de alguns materiais que, quando colocados na ordem correta, em um cilindro graduado, as substâncias não misturariam. Foram usadas as seguintes substâncias: 
a) Querosene (d = 0,765 g/cm3) 
b) Água (d = 1,00 g/cm3) 
c) Glucose de milho (d = 1,44 g/cm3) 
d) Álcool etílico (d = 0,789 g/cm3) 
e) Óleo de soja (d = 0,891 g/cm3) 
Analisando a densidade das substâncias, determine a ordem correta em que o professor deve adicionar as substâncias, sabendo que a substância mais densa deve ser a primeira a ser adicionada e a menos densa a última. 
14) O Germânio apresenta o número atômico 32 e o número de massa 72. Essa informação indica que: 
a) Cada núcleo de germânio contém 32 prótons. 
b) A maioria dos átomos de germânio contém 32 nêutrons. 
c) Um átomo de germânio contém 42 elétrons. 
d) a eletrosfera representa uma fração muito pequena no volume do átomo de germânio. 
15) Preencha as lacunas da seguinte tabela: 
Elemento 
Nº de prótons 
Nº de elétrons do átomo no seu estado fundamental 
Nº de nêutrons 
Nº de massa 
Re 
75 
75 
111 
186 
Fe 
26 
26 
30 
56 
Lendo da esquerda para a direita, formar-se-á, com os números inseridos, a seguinte sequência numérica: 
a) 56, 56, 75, 75. 
b) 111, 75, 56, 26. 
c) 75, 111, 26, 56. 
16) Para responder a esta questão, considere a tabela abaixo, que fornece características de diferentes átomos. São isótopos entre si, somente os átomos: 
a) I e II 
b) I e III 
c) I e IV 
d) II e III 
e) III e IV 
17) (UFSM-RS) Em relação à configuração eletrônica nos níveis e subníveis dos átomos, analise as seguintes afirmativas: 
I. Quanto maior a distância de um elétron do núcleo, maior será a sua energia total. 
II. A terceira e quarta camadas admitem, no máximo, 32 elétrons. 
III. A primeira camada é a menos energética e pode ter, no máximo, 8 elétrons. 
Está(ão) correta(s): 
a) I apenas 
b) II apenas 
c) III apenas 
d) I e II apenas 
18) (U. Uberaba-MG) Um átomo cuja configuração eletrônica é 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 tem como número atômico: 
1,0 ponto 
1,0 ponto
a) 10 
b) 20 
c) 18 
d) 2 
19) (Unitau-SP) Um átomo que possui configuração 1s2 2s2 2p6 3s2 3p3 apresenta na camada mais externa: 
a) 2 elétrons 
b) 3 elétrons 
c) 5 elétrons 
d) 15 elétrons 
20) (Cesgranrio-RJ) A distribuição eletrônica correta do átomo 26Fe, em camadas, é: 
a) 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d6 
b) 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d10 4p6 5s2 4d10 5p6 6s2 
c) K=2 L=8 M=16 
d) K=2 L=8 M=14 N=2 
e) K=2 L=8 M=18 N=18 O=8 P=2 
21) (FEI-SP) Sendo o subnível 4s1 (com um elétron) o mais energético de um átomo, podemos afirmar que: 
I. o número total de elétrons deste átomo é igual a 19; 
II. este átomo apresenta 4 camadas eletrônicas; 
III. sua configuração eletrônica é: 1s2; 2s2; 2p6; 3s2; 3p6; 3d 10; 4s1 
a) Apenas a afirmação I é correta. 
b) Apenas a afirmação II é correta. 
c) Apenas a afirmação III é correta. 
d) As afirmações I e II são corretas. 
22) (Uneb-BA) Considere os elementos de números atômicos 11, 15, 19 e 35. Assinale a afirmação falsa a respeito desses elementos. 
a) Os elementos de números atômicos 11 e 15 pertencem ao terceiro período. 
b) Os elementos de números atômicos 19 e 35 pertencem ao quarto período. 
c) O elemento de número atômico 15 é um gás nobre. 
d) Os elementos de números atômicos 11 e 19 são metais alcalinos. 
e) O elemento de número atômico 35 é um halogênio. 
23) (Unimep-SP) Um determinado elemento químico está situado no quarto período da Tabela Periódica e pertence à família VI A. O número atômico desse elemento é 
a) 52 
b) 34 
c) 35 
d) 33 
e) 53 
24) (Uneb-BA) Os elementos químicos Be, Mg, Sr, Ba e Ra pertencem à seguinte família da tabela periódica: 
a) 1 (alcalinos). 
b) 2 (alcalinoterrosos). 
c) 3 (grupos: III B) 
d) 15 (grupos: V A) 
e) 16 (grupos: VI A) 
25) (Fuvest-SP) O Nitrogênio e o Oxigênio são essenciais para que os seres humanos e os animais possam respirar. Um astronauta foi capturado por habitantes de um planeta hostil e aprisionado numa cela, sem seu capacete espacial. Logo começou a sentir falta de ar. Ao mesmo tempo, notou um painel como o da figura 
Apertou duas delas, voltando a respirar bem. As teclas apertadas foram: 
a) @ e # 
b) # e $ 
c) $ e % 
d) % e & 
e) & e *
26) (Uneb-BA) Na tabela periódica atual, os elementos são ordenados em ordem crescente de: 
a) massa atômica. 
b) número de massa. 
c) número de nêutrons. 
d) número de elétrons. 
e) número de prótons. 
27) (UFMA-MA) Identifique a série dos elementos químicos que contém calcogênio, metal alcalino, metal alcalinoterroso e halogênio. 
a) O, Ca, Ba e I 
b) Ar, K, Cl e Ne 
c) S, Na, Mg e F 
d) Rb, Br, Po e Xe 
e) Ba, Tl, Li e I 
28) Fazendo-se a associação entre as colunas abaixo, que correspondem às famílias de elementos segundo a tabela periódica, a sequencia numérica será: 
1. Gases nobres ( ) Grupo IA 
2. Metais alcalinos ( ) Grupo II A 
3. Metais alcalinoterrosos ( ) Grupo VI A 
2. Calcogênios ( ) Grupo VII A 
2. Halogênios ( ) Grupo VIII A 
a) 1, 2, 3, 4 e 5 
b) 2, 3, 4, 5 e 1 
c) 3, 2, 5, 4 e 1 
d) 3, 2, 4, 5 e 1 
e) 5, 2, 4, 3 e 1 
29) (Uneb-BA) A combinação entre átomos dos elementos potássio (K), da família IA (metal alcalino) e fósforo (P), da família VA (família do nitrogênio) resulta na substância de fórmula: 
a) K3P2 
b) KP3 
c) K3P 
d) KP 
e) K2P 
30) (UFJF-MG) Num composto iônico XY3, sendo X o cátion e Y o ânion, no estado normal, os átomos X e Y devem possuir, respectivamente, na última camada: 
a) 3 e 6 elétrons. 
b) 5 e 7 elétrons. 
c) 2 e 5 elétrons. 
d) 3 e 7 elétrons. 
e) 1 e 3 elétrons. 
31) (UFJF-MG) Em uma ligação química em que há grande diferença de eletronegatividade entre os átomos, irá ocorrer formação de compostos 
a) moleculares. 
b) de baixo ponto de fusão. 
c) não condutores de corrente elétrica quando fundidos. 
d) insolúveis em água. 
e) que apresentam retículo cristalino 
32) (FGV-SP) Quantos átomos de cloro se combinam com um átomo de qualquer elemento da família IIA da Tabela Periódica? 
a) 1 
b) 2 
c) 3 
d) 4 
e) 5
33) (U.F. Uberlândia) Na reação de um metal da família IA com um elemento B, obteve-se uma substância de fórmula A2B. O elemento B provavelmente é um 
a) Halogênio (VIIA) 
b) Metal de transição 
c) Metal alcalinoterroso (IIA) 
d) Gás nobre (VIIIA) 
e) Calcogênio (VIA) 
34) (FESP) O composto que apresenta ligação iônica é: 
a) P4 (fósforo branco). 
b) Fe (ferro metálico). 
c) HCl (cloreto de hidrogênio). 
d) ICl (cloreto de iodo). 
e) LiH (hidreto de lítio). 
35) (PUC-MG) Todas as afirmações em relação às ligações químicas estão corretas, exceto: 
a) Não-metal + hidrogênio ligação covalente. 
b) Não-metal + não-metal ligação covalente. 
c) Substância que apresenta ligações iônicas e covalentes é classificada como covalente. 
d) Metal + metal ligação metálica. 
e) Metal + hidrogênio ligação iônica. 
36) O iodo (I) combina-se com o hidrogênio (H), formando o ácido iodídrico. Sabendo-se que o número atômico do iodo (Z) é igual a 53 e o do hidrogênio é igual a 1, qual a fórmula molecular do ácido iodídrico? 
a) H2I. 
b) NaI. 
c) HI. 
d) I2H. 
e) H3I 
37) (UFRGS-RS) A destruição do World Trade Center, em Nova Iorque, espalhou poeira contendo amianto, uma fibra natural também conhecida como asbesto, utilizada na estrutura para conter incêndios. Sabe-se que o pó de amianto é cancerígeno e pode, no futuro, causar doenças nas pessoas que o respiram. Quimicamente, o amianto é formado por silicatos hidratados de cálcio e magnésio. Sobre o amianto, é correto afirmar que ele é: 
a) um composto covalente. 
b) uma substância simples. 
c) uma mistura tipicamente molecular. 
d) um sal orgânico. 
e) uma mistura de compostos iônicos e covalentes. 
38) (Unicamp-SP) A fórmula estrutural da água oxigenada, ao lado, fornece as seguintes informações: a molécula possui dois átomos de oxigênio ligados entre si e cada um deles está ligado a um átomo de hidrogênio; há dois pares de elétrons isolados em cada átomo de oxigênio. 
Com as informações dadas, escreva a fórmula estrutural de uma molécula com as seguintes características: possui dois átomos de nitrogênio ligados entre si e cada um deles está ligado a dois átomos de hidrogênio; há um par de elétrons isolado em cada átomo de nitrogênio. 
39) (Mackenzie-SP_modificado) Combinando átomos de cloro e hidrogênio e de cloro e sódio, formam-se, respectivamente, HCl (ácido clorídrico) e NaCl (cloreto de sódio), a respeito dos quais são feitas as afirmações: 
I) HCl é um composto iônico. 
II) NaCl é um composto molecular. 
III) HCl ioniza, liberando íons H+, quando colocado em água. 
IV) NaCl é um composto iônico. 
V) HCl apresenta uma ligação covalente.
Das afirmações, são corretas, apenas: (Dado: número atômico H = 1 ; Na = 11 ; Cl = 17) 
a) I e III 
b) II e IV 
c) II, IV e V 
d) III, IV e V 
e) IV e V 
40) Considere a aparelhagem desenhada a seguir, empregada para testes de condutividade elétrica. O teste deu positivo com qual dos líquidos? 
a) Água pura. 
b) Solução aquosa de açúcar. 
c) Solução aquosa de NaCl. 
d) Óleo de cozinha puro. 
e) Óleo de cozinha com sal. 
41) Complete as frases e defina os conceitos abaixo: 
a) Ácido é todo ___________________ que, em solução aquosa libera como único cátion ______. 
b) Base é todo composto que, em solução __________________ libera como único _____________ OH-. 
c) Funções são ______________ de substâncias que possuem propriedades __________________ semelhantes. 
d) As principais funções inorgânicas são: _______________, ______________, ____________ e _____________. 
e) Uma solução que não é ácida e não conduz corrente elétrica pode ser chamada de solução ____________. 
Dados: bases; ácidos; ânion; composto; molecular; conjuntos; químicas; H+; sais; óxidos; aquosa. 
42) O indicador “suco de repolho roxo” é obtido através da extração das substâncias presentes nas folhas do legume. Em solução neutra, este indicador apresenta coloração roxa. Marque dentre as alternativas a seguir aquela que melhor classifica a natureza deste indicador. 
a) indicador ácido base sintético. 
b) indicador de acidez natural. 
c) indicador de substâncias neutras. 
d) indicador ácido base natural. 
43) Sabe-se que o leite pode ser usado para controlar a azia (acidez estomacal). Partindo deste princípio, é possível deduzir que o pH do leite possui valor próximo ou igual a 7. Para comprovar, um químico aplicou indicador fenolfaleína à solução. Marque dentre as alternativas a seguir, a cor resultante e o valor correspondente de pH para este alimento: 
a) rosa, pH = 7,2 
b) incolor, pH = 8,0 
c) rosa, incolor, pH = 4,3 
d) incolor, pH = 6,4 
44) Se for preciso testar o pH de uma sustância utilizando o indicador ácido base fenolftaleína, como por exemplo o detergente, que possui pH entre 8,0 e 9,0, qual seria a cor obtida durante a reação? 
a) rosa. 
b) verde. 
c) amarelo 
d) roxo 
45) Num recipiente contendo uma substância A foram adicionadas gotas de fenolftaleína, dando uma coloração rósea. Adicionando-se uma substância B em A, a solução apresenta-se incolor. Com base nessas informações podemos afirmar que: 
a) A e B são bases. 
b) A é um ácido e B é uma base. 
c) A é uma base e B é um ácido 
d) A e B são ácidos. 
46) Um aluno, trabalhando no laboratório de sua escola, deixou cair uma certa quantidade de solução alcoólica de fenolftaleína sobre um balcão que estava sendo limpo com sapólio. O local onde caiu a fenolftaleína adquiriu, quase que imediatamente, uma coloração rósea. Esse aluno, observando a mancha rósea, concluiu que: 
a) o sapólio deve ser o meio ácido. 
b) o sapólio deve ser o meio básico. 
c) o sapólio deve ser o meio neutro. 
d) o sapólio tem características de um sal. 
e) a fenolftaleína removeu o sapólio do local. 
Anexar ao trabalho as pesquisas dos temas abaixo, que darão base teórica para resolução das questões estabelecidas: Matéria, corpos e objetos; Propriedades Gerais da matéria; Estados físicos da matéria; Evolução dos modelos atômicos; Elementos Químicos; Principais partículas dos átomos; Configuração eletrônica; Íons; Ligações químicas (Ligações iônicas; Ligações covalentes; Ligações metálicas); Funções químicas (Introdução às funções químicas; Ácidos; Bases ou hidróxidos).

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
Maiquel Vieira
 
Atividade atomística 2 bim 1 ano
Atividade atomística 2 bim 1 anoAtividade atomística 2 bim 1 ano
Atividade atomística 2 bim 1 ano
Escola Pública/Particular
 
Revisão 1ano
Revisão 1anoRevisão 1ano
Revisão 1ano
borisnunes
 
avaliação 9 ano química
avaliação 9 ano químicaavaliação 9 ano química
avaliação 9 ano química
daianafrs
 
Teste avaliação Química 10_3
 Teste avaliação Química 10_3 Teste avaliação Química 10_3
Teste avaliação Química 10_3
ana paula candeias
 
lista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COClista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COC
Rodrigo Sampaio
 
Meterial de férias 3º
Meterial de férias 3ºMeterial de férias 3º
Meterial de férias 3º
profronaldopompeu
 
Tabela periódica 9º ano
Tabela periódica 9º anoTabela periódica 9º ano
Tabela periódica 9º ano
Carlos Magno Braga
 
Apsa1
Apsa1Apsa1
Gabarito da segunda avaliação
Gabarito da segunda avaliaçãoGabarito da segunda avaliação
Gabarito da segunda avaliação
professoraludmila
 
Apoio 1ªsuplementar resolução
Apoio 1ªsuplementar resoluçãoApoio 1ªsuplementar resolução
Apoio 1ªsuplementar resolução
ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 
Exercícios 1º ano 1ºb
Exercícios   1º ano 1ºbExercícios   1º ano 1ºb
Exercícios 1º ano 1ºb
blogprofbento
 
Avaliação 9º ano liceu batalha 3 bim
Avaliação 9º ano liceu batalha   3 bimAvaliação 9º ano liceu batalha   3 bim
Avaliação 9º ano liceu batalha 3 bim
Liceu Municipal de Maracanaú
 
Exercícios de química sbts pura e mistura
Exercícios de química sbts pura e misturaExercícios de química sbts pura e mistura
Exercícios de química sbts pura e mistura
Universidade Tecnológica Federal do Paraná
 
Exercícios de Química
Exercícios de QuímicaExercícios de Química
Exercícios de Química
Romeu Abdala
 
Ficha 2: massa e tamanho dos átomos
Ficha 2: massa e tamanho dos átomosFicha 2: massa e tamanho dos átomos
Ficha 2: massa e tamanho dos átomos
Raquel Antunes
 
Dependência de química 2ª ano do ensino médio
Dependência de química 2ª ano do ensino médioDependência de química 2ª ano do ensino médio
Dependência de química 2ª ano do ensino médio
Escola Pública/Particular
 
P2 1º ano 1ºbimestre_1_corrigida
P2 1º ano 1ºbimestre_1_corrigidaP2 1º ano 1ºbimestre_1_corrigida
P2 1º ano 1ºbimestre_1_corrigida
Escola Pública/Particular
 
Ap quimica modulo 01 exercicios
Ap quimica modulo 01 exerciciosAp quimica modulo 01 exercicios
Ap quimica modulo 01 exercicios
comentada
 
Quimica 1º ano
Quimica   1º anoQuimica   1º ano
Quimica 1º ano
Josenildocte
 

Mais procurados (20)

CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3CADERNO DE RESPOSTAS-  Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
CADERNO DE RESPOSTAS- Treinamento para as aulas 1, 2 a 3
 
Atividade atomística 2 bim 1 ano
Atividade atomística 2 bim 1 anoAtividade atomística 2 bim 1 ano
Atividade atomística 2 bim 1 ano
 
Revisão 1ano
Revisão 1anoRevisão 1ano
Revisão 1ano
 
avaliação 9 ano química
avaliação 9 ano químicaavaliação 9 ano química
avaliação 9 ano química
 
Teste avaliação Química 10_3
 Teste avaliação Química 10_3 Teste avaliação Química 10_3
Teste avaliação Química 10_3
 
lista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COClista de questões - Volta são joão - COC
lista de questões - Volta são joão - COC
 
Meterial de férias 3º
Meterial de férias 3ºMeterial de férias 3º
Meterial de férias 3º
 
Tabela periódica 9º ano
Tabela periódica 9º anoTabela periódica 9º ano
Tabela periódica 9º ano
 
Apsa1
Apsa1Apsa1
Apsa1
 
Gabarito da segunda avaliação
Gabarito da segunda avaliaçãoGabarito da segunda avaliação
Gabarito da segunda avaliação
 
Apoio 1ªsuplementar resolução
Apoio 1ªsuplementar resoluçãoApoio 1ªsuplementar resolução
Apoio 1ªsuplementar resolução
 
Exercícios 1º ano 1ºb
Exercícios   1º ano 1ºbExercícios   1º ano 1ºb
Exercícios 1º ano 1ºb
 
Avaliação 9º ano liceu batalha 3 bim
Avaliação 9º ano liceu batalha   3 bimAvaliação 9º ano liceu batalha   3 bim
Avaliação 9º ano liceu batalha 3 bim
 
Exercícios de química sbts pura e mistura
Exercícios de química sbts pura e misturaExercícios de química sbts pura e mistura
Exercícios de química sbts pura e mistura
 
Exercícios de Química
Exercícios de QuímicaExercícios de Química
Exercícios de Química
 
Ficha 2: massa e tamanho dos átomos
Ficha 2: massa e tamanho dos átomosFicha 2: massa e tamanho dos átomos
Ficha 2: massa e tamanho dos átomos
 
Dependência de química 2ª ano do ensino médio
Dependência de química 2ª ano do ensino médioDependência de química 2ª ano do ensino médio
Dependência de química 2ª ano do ensino médio
 
P2 1º ano 1ºbimestre_1_corrigida
P2 1º ano 1ºbimestre_1_corrigidaP2 1º ano 1ºbimestre_1_corrigida
P2 1º ano 1ºbimestre_1_corrigida
 
Ap quimica modulo 01 exercicios
Ap quimica modulo 01 exerciciosAp quimica modulo 01 exercicios
Ap quimica modulo 01 exercicios
 
Quimica 1º ano
Quimica   1º anoQuimica   1º ano
Quimica 1º ano
 

Destaque

Uespi 2010 ( biologia quimica )
Uespi 2010 ( biologia   quimica )Uespi 2010 ( biologia   quimica )
Uespi 2010 ( biologia quimica )
tamandarealfamanha
 
2º ano
2º ano2º ano
Atividade atomística
Atividade atomísticaAtividade atomística
Atividade atomística
Escola Pública/Particular
 
Quimica 1EM 1BIM
Quimica 1EM 1BIM Quimica 1EM 1BIM
Quimica 1EM 1BIM
Alice MLK
 
Rc – 3º ano
Rc – 3º anoRc – 3º ano
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1_gabarito
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1_gabaritoAtividade 3º ano pré-enem_módulo 1_gabarito
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1_gabarito
Escola Pública/Particular
 
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1
Escola Pública/Particular
 
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2
Escola Pública/Particular
 
Atividade cadeia carbônica – 3º ano
Atividade cadeia carbônica – 3º anoAtividade cadeia carbônica – 3º ano
Atividade cadeia carbônica – 3º ano
Escola Pública/Particular
 
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2_gabarito
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2_gabaritoAtividade 3º ano pré-enem_módulo 2_gabarito
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2_gabarito
Escola Pública/Particular
 
Trabalho de quimica ensino médio
Trabalho de quimica ensino médioTrabalho de quimica ensino médio
Trabalho de quimica ensino médio
WANDERSON JONER
 
Plano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médio
Plano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médioPlano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médio
Plano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médio
Escola Pública/Particular
 
Trabalho de quimica modelo thomson
Trabalho de quimica   modelo thomsonTrabalho de quimica   modelo thomson
Trabalho de quimica modelo thomson
Jhorlando
 
Atividade classificação das cadeias carbônicas
Atividade classificação das cadeias carbônicasAtividade classificação das cadeias carbônicas
Atividade classificação das cadeias carbônicas
Escola Pública/Particular
 
Plano de ensino quimica e medio 1
Plano de ensino quimica e medio 1Plano de ensino quimica e medio 1
Plano de ensino quimica e medio 1
sergioviroli
 
Revisao -quimica_organica_funções
Revisao  -quimica_organica_funçõesRevisao  -quimica_organica_funções
Revisao -quimica_organica_funções
Escola Pública/Particular
 
ÁTomos e moléculas
ÁTomos e moléculasÁTomos e moléculas
ÁTomos e moléculas
Piedade Alves
 

Destaque (17)

Uespi 2010 ( biologia quimica )
Uespi 2010 ( biologia   quimica )Uespi 2010 ( biologia   quimica )
Uespi 2010 ( biologia quimica )
 
2º ano
2º ano2º ano
2º ano
 
Atividade atomística
Atividade atomísticaAtividade atomística
Atividade atomística
 
Quimica 1EM 1BIM
Quimica 1EM 1BIM Quimica 1EM 1BIM
Quimica 1EM 1BIM
 
Rc – 3º ano
Rc – 3º anoRc – 3º ano
Rc – 3º ano
 
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1_gabarito
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1_gabaritoAtividade 3º ano pré-enem_módulo 1_gabarito
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1_gabarito
 
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 1
 
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2
 
Atividade cadeia carbônica – 3º ano
Atividade cadeia carbônica – 3º anoAtividade cadeia carbônica – 3º ano
Atividade cadeia carbônica – 3º ano
 
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2_gabarito
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2_gabaritoAtividade 3º ano pré-enem_módulo 2_gabarito
Atividade 3º ano pré-enem_módulo 2_gabarito
 
Trabalho de quimica ensino médio
Trabalho de quimica ensino médioTrabalho de quimica ensino médio
Trabalho de quimica ensino médio
 
Plano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médio
Plano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médioPlano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médio
Plano de aula 02 introdução à química orgânica 3º médio
 
Trabalho de quimica modelo thomson
Trabalho de quimica   modelo thomsonTrabalho de quimica   modelo thomson
Trabalho de quimica modelo thomson
 
Atividade classificação das cadeias carbônicas
Atividade classificação das cadeias carbônicasAtividade classificação das cadeias carbônicas
Atividade classificação das cadeias carbônicas
 
Plano de ensino quimica e medio 1
Plano de ensino quimica e medio 1Plano de ensino quimica e medio 1
Plano de ensino quimica e medio 1
 
Revisao -quimica_organica_funções
Revisao  -quimica_organica_funçõesRevisao  -quimica_organica_funções
Revisao -quimica_organica_funções
 
ÁTomos e moléculas
ÁTomos e moléculasÁTomos e moléculas
ÁTomos e moléculas
 

Semelhante a 1º ano

Meterial de férias 3º
Meterial de férias 3ºMeterial de férias 3º
Meterial de férias 3º
profronaldopompeu
 
Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1
Leonardo Carneiro
 
Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1
Leonardo Carneiro
 
Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1
Leonardo Carneiro
 
Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1
Leonardo Carneiro
 
Lista ciencias 9oano_karol_2bim
Lista ciencias 9oano_karol_2bimLista ciencias 9oano_karol_2bim
Lista ciencias 9oano_karol_2bim
Karol Maia
 
Ligaçoes iônicas
Ligaçoes iônicasLigaçoes iônicas
Ligaçoes iônicas
suellem camillato
 
LISTA LILIAN EXERCÍCIOS
LISTA LILIAN EXERCÍCIOSLISTA LILIAN EXERCÍCIOS
LISTA LILIAN EXERCÍCIOS
primaquim
 
2 lista 1 ano modelos atômicos
2 lista 1 ano modelos atômicos2 lista 1 ano modelos atômicos
2 lista 1 ano modelos atômicos
Interaquimica Quimica
 
Folha de exame quimica ii periode 14
Folha de exame quimica ii periode 14Folha de exame quimica ii periode 14
Folha de exame quimica ii periode 14
Quimia
 
Folha de exame quimica ii periode 14
Folha de exame quimica ii periode 14Folha de exame quimica ii periode 14
Folha de exame quimica ii periode 14
Celestino Silva
 
Lista 01 quimica
Lista 01   quimicaLista 01   quimica
Lista 01 quimica
universidade upt
 
Simulado p2 terceiros anos
Simulado p2 terceiros anosSimulado p2 terceiros anos
Simulado p2 terceiros anos
DIRLUIZ
 
Lista de exercícios de química revisão
Lista de exercícios de química   revisãoLista de exercícios de química   revisão
Lista de exercícios de química revisão
Profª Alda Ernestina
 
Apoio 2ªsuplementar gabarito
Apoio 2ªsuplementar gabaritoApoio 2ªsuplementar gabarito
Apoio 2ªsuplementar gabarito
ProCLAUDIA/LUCIANE MEIJON/SOARES
 
P2 1º ano 1ºbimestre_2_corrigida
P2 1º ano 1ºbimestre_2_corrigidaP2 1º ano 1ºbimestre_2_corrigida
P2 1º ano 1ºbimestre_2_corrigida
Escola Pública/Particular
 
Exame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdf
Exame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdfExame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdf
Exame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdf
Hadrianlorrandasilva
 
Substâncias puras e misturas
  Substâncias puras e misturas  Substâncias puras e misturas
Substâncias puras e misturas
blogprofbento
 
Exercicios gerais
Exercicios geraisExercicios gerais
Exercicios gerais
SEED
 
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-robertoexercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
Kassen Azanki
 

Semelhante a 1º ano (20)

Meterial de férias 3º
Meterial de férias 3ºMeterial de férias 3º
Meterial de férias 3º
 
Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1
 
Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1
 
Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1
 
Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1Lista de exercícios básicos para simulado 1
Lista de exercícios básicos para simulado 1
 
Lista ciencias 9oano_karol_2bim
Lista ciencias 9oano_karol_2bimLista ciencias 9oano_karol_2bim
Lista ciencias 9oano_karol_2bim
 
Ligaçoes iônicas
Ligaçoes iônicasLigaçoes iônicas
Ligaçoes iônicas
 
LISTA LILIAN EXERCÍCIOS
LISTA LILIAN EXERCÍCIOSLISTA LILIAN EXERCÍCIOS
LISTA LILIAN EXERCÍCIOS
 
2 lista 1 ano modelos atômicos
2 lista 1 ano modelos atômicos2 lista 1 ano modelos atômicos
2 lista 1 ano modelos atômicos
 
Folha de exame quimica ii periode 14
Folha de exame quimica ii periode 14Folha de exame quimica ii periode 14
Folha de exame quimica ii periode 14
 
Folha de exame quimica ii periode 14
Folha de exame quimica ii periode 14Folha de exame quimica ii periode 14
Folha de exame quimica ii periode 14
 
Lista 01 quimica
Lista 01   quimicaLista 01   quimica
Lista 01 quimica
 
Simulado p2 terceiros anos
Simulado p2 terceiros anosSimulado p2 terceiros anos
Simulado p2 terceiros anos
 
Lista de exercícios de química revisão
Lista de exercícios de química   revisãoLista de exercícios de química   revisão
Lista de exercícios de química revisão
 
Apoio 2ªsuplementar gabarito
Apoio 2ªsuplementar gabaritoApoio 2ªsuplementar gabarito
Apoio 2ªsuplementar gabarito
 
P2 1º ano 1ºbimestre_2_corrigida
P2 1º ano 1ºbimestre_2_corrigidaP2 1º ano 1ºbimestre_2_corrigida
P2 1º ano 1ºbimestre_2_corrigida
 
Exame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdf
Exame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdfExame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdf
Exame_OBQ_2023_Fase_III_Modalidade B v04 Gabarito provisorio.pdf
 
Substâncias puras e misturas
  Substâncias puras e misturas  Substâncias puras e misturas
Substâncias puras e misturas
 
Exercicios gerais
Exercicios geraisExercicios gerais
Exercicios gerais
 
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-robertoexercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
exercicios-de-tabela-periodica-profº-agamenon-roberto
 

Mais de Escola Pública/Particular

ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdfATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
Escola Pública/Particular
 
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdfATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
Escola Pública/Particular
 
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdfATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
Escola Pública/Particular
 
Progressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º AnoProgressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º Ano
Escola Pública/Particular
 
Estudos2
Estudos2Estudos2
Estudos1
Estudos1Estudos1
Estudos3
Estudos3Estudos3
Sal e oxidos
Sal e oxidosSal e oxidos
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Cinética Química 2
Cinética Química 2Cinética Química 2
Cinética Química 2
Escola Pública/Particular
 
Ácido e Base de Arrhenius
Ácido e Base de ArrheniusÁcido e Base de Arrhenius
Ácido e Base de Arrhenius
Escola Pública/Particular
 
Cinetica1
Cinetica1Cinetica1
Atividade Cálculos estequiométricos
Atividade Cálculos estequiométricosAtividade Cálculos estequiométricos
Atividade Cálculos estequiométricos
Escola Pública/Particular
 
Resumo_Equilíbrio iônico da água
Resumo_Equilíbrio iônico da águaResumo_Equilíbrio iônico da água
Resumo_Equilíbrio iônico da água
Escola Pública/Particular
 
Propriedades
PropriedadesPropriedades
Projeto miniworkshop
Projeto miniworkshopProjeto miniworkshop
Projeto miniworkshop
Escola Pública/Particular
 
Atividade Concentração Comum
Atividade Concentração ComumAtividade Concentração Comum
Atividade Concentração Comum
Escola Pública/Particular
 
Estudos independentes3
Estudos independentes3Estudos independentes3
Estudos independentes3
Escola Pública/Particular
 
Estudos independentes2
Estudos independentes2Estudos independentes2
Estudos independentes2
Escola Pública/Particular
 
Estudos independentes
Estudos independentesEstudos independentes
Estudos independentes
Escola Pública/Particular
 

Mais de Escola Pública/Particular (20)

ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdfATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
ATIVIDADE_10_Nomenclatura de Hidrocarbonetos.pdf
 
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdfATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
ATIVIDADE ESTEQUIOMETRIA.pdf
 
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdfATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
ATIVIDADE DISTRIBUIÇÃO ELETRÔNICA_1º ANO.pdf
 
Progressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º AnoProgressão Parcial 3º Ano
Progressão Parcial 3º Ano
 
Estudos2
Estudos2Estudos2
Estudos2
 
Estudos1
Estudos1Estudos1
Estudos1
 
Estudos3
Estudos3Estudos3
Estudos3
 
Sal e oxidos
Sal e oxidosSal e oxidos
Sal e oxidos
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 
Cinética Química 2
Cinética Química 2Cinética Química 2
Cinética Química 2
 
Ácido e Base de Arrhenius
Ácido e Base de ArrheniusÁcido e Base de Arrhenius
Ácido e Base de Arrhenius
 
Cinetica1
Cinetica1Cinetica1
Cinetica1
 
Atividade Cálculos estequiométricos
Atividade Cálculos estequiométricosAtividade Cálculos estequiométricos
Atividade Cálculos estequiométricos
 
Resumo_Equilíbrio iônico da água
Resumo_Equilíbrio iônico da águaResumo_Equilíbrio iônico da água
Resumo_Equilíbrio iônico da água
 
Propriedades
PropriedadesPropriedades
Propriedades
 
Projeto miniworkshop
Projeto miniworkshopProjeto miniworkshop
Projeto miniworkshop
 
Atividade Concentração Comum
Atividade Concentração ComumAtividade Concentração Comum
Atividade Concentração Comum
 
Estudos independentes3
Estudos independentes3Estudos independentes3
Estudos independentes3
 
Estudos independentes2
Estudos independentes2Estudos independentes2
Estudos independentes2
 
Estudos independentes
Estudos independentesEstudos independentes
Estudos independentes
 

Último

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
CamilaSouza544051
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
CarolineSaback2
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 

Último (20)

EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdfAdaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
Adaptacoes-de-Provas-para-Alunos-com-Deficiencia.pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 

1º ano

  • 1. ESTUDOS INDEPENDENTES 1º ANO DO ENSINO MÉDIO Aluno (a):______________________________________________ Nº _______ Turma: 1º Ano _______ Valor: 30,0 pontos. Professor: Claudinei O. Oliveira Data de entrega: 19/12/2014 _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 1) Unifor-CE Um material que pode ser considerado substância pura é: a) o petróleo; b) o querosene; c) a água do mar; d) o carbono diamante; e) o ar atmosférico. 2) Unifor-CE Uma amostra de material apresenta as seguintes características: • temperatura de ebulição constante à pressão atmosférica; • composição química constante; • é formada por moléculas idênticas entre si; • é formada por dois elementos químicos diferentes. Logo, tal material pode ser classificado como: a) mistura homogênea, monofásica; b) substância pura, simples; c) mistura heterogênea, bifásica; d) substância pura, composta; e) mistura heterogênea, trifásica. 3) UEMS Aço, gás ozônio e gás carbônico são respectivamente exemplos de: a) Mistura, substância simples e substância composta. b) Mistura, substância composta e substância composta. c) Substância simples, substância simples e substância composta. d) Substância composta, mistura e substância simples. e) Mistura, substância simples e mistura. 4) U.E. Londrina-PR Um termo químico, principalmente na linguagem cotidiana, pode ter significados diversos, dependendo do contexto em que se encontra. Considere as seguintes frases: I. A água é composta de hidrogênio e oxigênio; II. O hidrogênio é uma substância simples; III. O ozônio é uma das formas alotrópicas do oxigênio; IV. O gás hidrogênio reage com o gás oxigênio para formar água. V. A água é constituída por dois hidrogênios e um oxigênio; Com relação ao significado dos termos sublinhados, é incorreto afirmar: a) Água significa substância química em I e molécula de água em V; b) Hidrogênio em II significa substância química; c) Hidrogênio em IV significa substância química, e em V, átomos de hidrogênio; d) O significado de oxigênio em III e IV é o mesmo; e) Oxigênio em V significa átomo de oxigênio; Escola Estadual Quintiliano Jardim Rua Oswaldo Cruz, 300 – Bairro Estados Unidos – Uberaba-MG. CEP - 38015-230 Decreto 9.455 MG, de 25/01/1966. Resolução SEE nº 276/73 Fone: (34) 3332-0919
  • 2. 5) Analise a tabela abaixo: SUBSTÂNCIA PF ( °C) PE( °C) I Clorofórmio -63 61 II Éter etílico -116 34 III Etanol -117 78 IV Fenol 41 182 V Pentano -130 36 Com relação ao estado de agregação (sólido, líquido, gasoso) das substâncias da tabela quando se encontram em um ambiente a 40 °C e na pressão a 1atm, a alternativa verdadeira é: a) IV, II e III são sólidos b) I II e V são líquidos c) II e V são vapores d) I, II, III e V são gases 6) Unioeste-PR(modificada) As transformações da matéria podem ser classificadas em processos químicos ou físicos. Em relação a estes processos, dizemos: 01. A obtenção de serragem é um exemplo de processo químico de transformação da madeira; 02. Toda reação química é um processo químico; 04. O derretimento do gelo, a fusão do chumbo e a queima do papel são exemplos de processos físicos; 08. A equação química é uma maneira de representar um processo químico; 16. O amadurecimento de uma fruta é um exemplo de processo físico, pois não há formação de novas substâncias; 32. Todos os processos de mudanças de estado físico são processos físicos; 64. Apenas os materiais sintéticos são passíveis de realizar processos químicos; A soma das afirmativas corretas é igual __________. 7) Observe os sistemas abaixo: A quantidade de átomos, tipos de elementos e tipos de substâncias são respectivamente: a) 10, 23 e 04; b) 23, 04 e 04; c) 23, 10 e 4; d) 03, 10 e 23; e) 04, 04 e 23; 8) Quando se deixa cair uma peça de metal com massa 85,12 g em um cilindro graduado que contem 33,67 mL de água, o nível de água sobe para 39,27 mL. Qual é a densidade do metal (em gramas por centímetro cúbico)? 9) A densidade do diamante é 3,51 g.cm-3. A unidade prática internacional (que não é SI) para a pesagem de diamantes é o “quilate” (1 quilate = 200,0 mg, exatamente). Qual é o volume do diamante de 17,55 quilates? 10) A prata sólida possui densidade 10,5 g.cm-3. Qual o volume ocupado por 57,75 g desse metal? 11) Um bloco de metal tem volume de 150mL e massa de 930 g. a) Qual a densidade desse metal, expressa em g/cm3? b) Qual o volume da amostra em 1,395 Kg desse metal? 12) Um vidro contém 50 cm3 de mercúrio de densidade 13,96 g/cm3. Qual a massa contida no vidro?
  • 3. 13) Na sala de aula o professor de química realizou uma aula prática demonstrativa, objetivando aos alunos que conhecessem a densidade de alguns materiais que, quando colocados na ordem correta, em um cilindro graduado, as substâncias não misturariam. Foram usadas as seguintes substâncias: a) Querosene (d = 0,765 g/cm3) b) Água (d = 1,00 g/cm3) c) Glucose de milho (d = 1,44 g/cm3) d) Álcool etílico (d = 0,789 g/cm3) e) Óleo de soja (d = 0,891 g/cm3) Analisando a densidade das substâncias, determine a ordem correta em que o professor deve adicionar as substâncias, sabendo que a substância mais densa deve ser a primeira a ser adicionada e a menos densa a última. 14) O Germânio apresenta o número atômico 32 e o número de massa 72. Essa informação indica que: a) Cada núcleo de germânio contém 32 prótons. b) A maioria dos átomos de germânio contém 32 nêutrons. c) Um átomo de germânio contém 42 elétrons. d) a eletrosfera representa uma fração muito pequena no volume do átomo de germânio. 15) Preencha as lacunas da seguinte tabela: Elemento Nº de prótons Nº de elétrons do átomo no seu estado fundamental Nº de nêutrons Nº de massa Re 75 75 111 186 Fe 26 26 30 56 Lendo da esquerda para a direita, formar-se-á, com os números inseridos, a seguinte sequência numérica: a) 56, 56, 75, 75. b) 111, 75, 56, 26. c) 75, 111, 26, 56. 16) Para responder a esta questão, considere a tabela abaixo, que fornece características de diferentes átomos. São isótopos entre si, somente os átomos: a) I e II b) I e III c) I e IV d) II e III e) III e IV 17) (UFSM-RS) Em relação à configuração eletrônica nos níveis e subníveis dos átomos, analise as seguintes afirmativas: I. Quanto maior a distância de um elétron do núcleo, maior será a sua energia total. II. A terceira e quarta camadas admitem, no máximo, 32 elétrons. III. A primeira camada é a menos energética e pode ter, no máximo, 8 elétrons. Está(ão) correta(s): a) I apenas b) II apenas c) III apenas d) I e II apenas 18) (U. Uberaba-MG) Um átomo cuja configuração eletrônica é 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 tem como número atômico: 1,0 ponto 1,0 ponto
  • 4. a) 10 b) 20 c) 18 d) 2 19) (Unitau-SP) Um átomo que possui configuração 1s2 2s2 2p6 3s2 3p3 apresenta na camada mais externa: a) 2 elétrons b) 3 elétrons c) 5 elétrons d) 15 elétrons 20) (Cesgranrio-RJ) A distribuição eletrônica correta do átomo 26Fe, em camadas, é: a) 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d6 b) 1s2 2s2 2p6 3s2 3p6 4s2 3d10 4p6 5s2 4d10 5p6 6s2 c) K=2 L=8 M=16 d) K=2 L=8 M=14 N=2 e) K=2 L=8 M=18 N=18 O=8 P=2 21) (FEI-SP) Sendo o subnível 4s1 (com um elétron) o mais energético de um átomo, podemos afirmar que: I. o número total de elétrons deste átomo é igual a 19; II. este átomo apresenta 4 camadas eletrônicas; III. sua configuração eletrônica é: 1s2; 2s2; 2p6; 3s2; 3p6; 3d 10; 4s1 a) Apenas a afirmação I é correta. b) Apenas a afirmação II é correta. c) Apenas a afirmação III é correta. d) As afirmações I e II são corretas. 22) (Uneb-BA) Considere os elementos de números atômicos 11, 15, 19 e 35. Assinale a afirmação falsa a respeito desses elementos. a) Os elementos de números atômicos 11 e 15 pertencem ao terceiro período. b) Os elementos de números atômicos 19 e 35 pertencem ao quarto período. c) O elemento de número atômico 15 é um gás nobre. d) Os elementos de números atômicos 11 e 19 são metais alcalinos. e) O elemento de número atômico 35 é um halogênio. 23) (Unimep-SP) Um determinado elemento químico está situado no quarto período da Tabela Periódica e pertence à família VI A. O número atômico desse elemento é a) 52 b) 34 c) 35 d) 33 e) 53 24) (Uneb-BA) Os elementos químicos Be, Mg, Sr, Ba e Ra pertencem à seguinte família da tabela periódica: a) 1 (alcalinos). b) 2 (alcalinoterrosos). c) 3 (grupos: III B) d) 15 (grupos: V A) e) 16 (grupos: VI A) 25) (Fuvest-SP) O Nitrogênio e o Oxigênio são essenciais para que os seres humanos e os animais possam respirar. Um astronauta foi capturado por habitantes de um planeta hostil e aprisionado numa cela, sem seu capacete espacial. Logo começou a sentir falta de ar. Ao mesmo tempo, notou um painel como o da figura Apertou duas delas, voltando a respirar bem. As teclas apertadas foram: a) @ e # b) # e $ c) $ e % d) % e & e) & e *
  • 5. 26) (Uneb-BA) Na tabela periódica atual, os elementos são ordenados em ordem crescente de: a) massa atômica. b) número de massa. c) número de nêutrons. d) número de elétrons. e) número de prótons. 27) (UFMA-MA) Identifique a série dos elementos químicos que contém calcogênio, metal alcalino, metal alcalinoterroso e halogênio. a) O, Ca, Ba e I b) Ar, K, Cl e Ne c) S, Na, Mg e F d) Rb, Br, Po e Xe e) Ba, Tl, Li e I 28) Fazendo-se a associação entre as colunas abaixo, que correspondem às famílias de elementos segundo a tabela periódica, a sequencia numérica será: 1. Gases nobres ( ) Grupo IA 2. Metais alcalinos ( ) Grupo II A 3. Metais alcalinoterrosos ( ) Grupo VI A 2. Calcogênios ( ) Grupo VII A 2. Halogênios ( ) Grupo VIII A a) 1, 2, 3, 4 e 5 b) 2, 3, 4, 5 e 1 c) 3, 2, 5, 4 e 1 d) 3, 2, 4, 5 e 1 e) 5, 2, 4, 3 e 1 29) (Uneb-BA) A combinação entre átomos dos elementos potássio (K), da família IA (metal alcalino) e fósforo (P), da família VA (família do nitrogênio) resulta na substância de fórmula: a) K3P2 b) KP3 c) K3P d) KP e) K2P 30) (UFJF-MG) Num composto iônico XY3, sendo X o cátion e Y o ânion, no estado normal, os átomos X e Y devem possuir, respectivamente, na última camada: a) 3 e 6 elétrons. b) 5 e 7 elétrons. c) 2 e 5 elétrons. d) 3 e 7 elétrons. e) 1 e 3 elétrons. 31) (UFJF-MG) Em uma ligação química em que há grande diferença de eletronegatividade entre os átomos, irá ocorrer formação de compostos a) moleculares. b) de baixo ponto de fusão. c) não condutores de corrente elétrica quando fundidos. d) insolúveis em água. e) que apresentam retículo cristalino 32) (FGV-SP) Quantos átomos de cloro se combinam com um átomo de qualquer elemento da família IIA da Tabela Periódica? a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5
  • 6. 33) (U.F. Uberlândia) Na reação de um metal da família IA com um elemento B, obteve-se uma substância de fórmula A2B. O elemento B provavelmente é um a) Halogênio (VIIA) b) Metal de transição c) Metal alcalinoterroso (IIA) d) Gás nobre (VIIIA) e) Calcogênio (VIA) 34) (FESP) O composto que apresenta ligação iônica é: a) P4 (fósforo branco). b) Fe (ferro metálico). c) HCl (cloreto de hidrogênio). d) ICl (cloreto de iodo). e) LiH (hidreto de lítio). 35) (PUC-MG) Todas as afirmações em relação às ligações químicas estão corretas, exceto: a) Não-metal + hidrogênio ligação covalente. b) Não-metal + não-metal ligação covalente. c) Substância que apresenta ligações iônicas e covalentes é classificada como covalente. d) Metal + metal ligação metálica. e) Metal + hidrogênio ligação iônica. 36) O iodo (I) combina-se com o hidrogênio (H), formando o ácido iodídrico. Sabendo-se que o número atômico do iodo (Z) é igual a 53 e o do hidrogênio é igual a 1, qual a fórmula molecular do ácido iodídrico? a) H2I. b) NaI. c) HI. d) I2H. e) H3I 37) (UFRGS-RS) A destruição do World Trade Center, em Nova Iorque, espalhou poeira contendo amianto, uma fibra natural também conhecida como asbesto, utilizada na estrutura para conter incêndios. Sabe-se que o pó de amianto é cancerígeno e pode, no futuro, causar doenças nas pessoas que o respiram. Quimicamente, o amianto é formado por silicatos hidratados de cálcio e magnésio. Sobre o amianto, é correto afirmar que ele é: a) um composto covalente. b) uma substância simples. c) uma mistura tipicamente molecular. d) um sal orgânico. e) uma mistura de compostos iônicos e covalentes. 38) (Unicamp-SP) A fórmula estrutural da água oxigenada, ao lado, fornece as seguintes informações: a molécula possui dois átomos de oxigênio ligados entre si e cada um deles está ligado a um átomo de hidrogênio; há dois pares de elétrons isolados em cada átomo de oxigênio. Com as informações dadas, escreva a fórmula estrutural de uma molécula com as seguintes características: possui dois átomos de nitrogênio ligados entre si e cada um deles está ligado a dois átomos de hidrogênio; há um par de elétrons isolado em cada átomo de nitrogênio. 39) (Mackenzie-SP_modificado) Combinando átomos de cloro e hidrogênio e de cloro e sódio, formam-se, respectivamente, HCl (ácido clorídrico) e NaCl (cloreto de sódio), a respeito dos quais são feitas as afirmações: I) HCl é um composto iônico. II) NaCl é um composto molecular. III) HCl ioniza, liberando íons H+, quando colocado em água. IV) NaCl é um composto iônico. V) HCl apresenta uma ligação covalente.
  • 7. Das afirmações, são corretas, apenas: (Dado: número atômico H = 1 ; Na = 11 ; Cl = 17) a) I e III b) II e IV c) II, IV e V d) III, IV e V e) IV e V 40) Considere a aparelhagem desenhada a seguir, empregada para testes de condutividade elétrica. O teste deu positivo com qual dos líquidos? a) Água pura. b) Solução aquosa de açúcar. c) Solução aquosa de NaCl. d) Óleo de cozinha puro. e) Óleo de cozinha com sal. 41) Complete as frases e defina os conceitos abaixo: a) Ácido é todo ___________________ que, em solução aquosa libera como único cátion ______. b) Base é todo composto que, em solução __________________ libera como único _____________ OH-. c) Funções são ______________ de substâncias que possuem propriedades __________________ semelhantes. d) As principais funções inorgânicas são: _______________, ______________, ____________ e _____________. e) Uma solução que não é ácida e não conduz corrente elétrica pode ser chamada de solução ____________. Dados: bases; ácidos; ânion; composto; molecular; conjuntos; químicas; H+; sais; óxidos; aquosa. 42) O indicador “suco de repolho roxo” é obtido através da extração das substâncias presentes nas folhas do legume. Em solução neutra, este indicador apresenta coloração roxa. Marque dentre as alternativas a seguir aquela que melhor classifica a natureza deste indicador. a) indicador ácido base sintético. b) indicador de acidez natural. c) indicador de substâncias neutras. d) indicador ácido base natural. 43) Sabe-se que o leite pode ser usado para controlar a azia (acidez estomacal). Partindo deste princípio, é possível deduzir que o pH do leite possui valor próximo ou igual a 7. Para comprovar, um químico aplicou indicador fenolfaleína à solução. Marque dentre as alternativas a seguir, a cor resultante e o valor correspondente de pH para este alimento: a) rosa, pH = 7,2 b) incolor, pH = 8,0 c) rosa, incolor, pH = 4,3 d) incolor, pH = 6,4 44) Se for preciso testar o pH de uma sustância utilizando o indicador ácido base fenolftaleína, como por exemplo o detergente, que possui pH entre 8,0 e 9,0, qual seria a cor obtida durante a reação? a) rosa. b) verde. c) amarelo d) roxo 45) Num recipiente contendo uma substância A foram adicionadas gotas de fenolftaleína, dando uma coloração rósea. Adicionando-se uma substância B em A, a solução apresenta-se incolor. Com base nessas informações podemos afirmar que: a) A e B são bases. b) A é um ácido e B é uma base. c) A é uma base e B é um ácido d) A e B são ácidos. 46) Um aluno, trabalhando no laboratório de sua escola, deixou cair uma certa quantidade de solução alcoólica de fenolftaleína sobre um balcão que estava sendo limpo com sapólio. O local onde caiu a fenolftaleína adquiriu, quase que imediatamente, uma coloração rósea. Esse aluno, observando a mancha rósea, concluiu que: a) o sapólio deve ser o meio ácido. b) o sapólio deve ser o meio básico. c) o sapólio deve ser o meio neutro. d) o sapólio tem características de um sal. e) a fenolftaleína removeu o sapólio do local. Anexar ao trabalho as pesquisas dos temas abaixo, que darão base teórica para resolução das questões estabelecidas: Matéria, corpos e objetos; Propriedades Gerais da matéria; Estados físicos da matéria; Evolução dos modelos atômicos; Elementos Químicos; Principais partículas dos átomos; Configuração eletrônica; Íons; Ligações químicas (Ligações iônicas; Ligações covalentes; Ligações metálicas); Funções químicas (Introdução às funções químicas; Ácidos; Bases ou hidróxidos).