SlideShare uma empresa Scribd logo
Rodolfo Maduro Almeida
• O que é um projeto?
• O que é a elaboração de um projeto?
• O projeto como um documento
• A formulação de um projeto
• Roteiro para a elaboração de um projeto
• Considerações finais
Projeto é um empreendimento planejado, que
consiste em um conjunto de atividades inter-
relacionadas e coordenadas, com o fim de alcançar
objetivos específicos, dentro dos limites de um
orçamento, e de um período de tempo.
Elaborar um projeto é, antes de mais nada, contribuir
para a solução de problemas, transformando ideias em
ações.
Ideias Ações
É a formalização de um documento que contém tudo
que é necessário para o desenvolvimento de um
conjunto de atividades a serem executadas
A organização do documento deve seguir:
1. Identificação do problema que se pretende resolver
2. Compartilhar a imagem do que se quer alcançar
3. Identificar as principais deficiências a superar e possíveis
falhas durante a execução das atividades
4. Delinear os custos para se realizar as etapas
5. Descrever os resultados esperados
6. Sistematizar o trabalho em etapas a serem cumpridas ao
longo do período de sua execução
Problema
Causas Consequências
Como resolver?
1
O que? O que o projeto está tentando alcançar?
O que você espera mudar ou influenciar com o projeto?
1
O que? O que o projeto está tentando alcançar?
O que você espera mudar ou influenciar com o projeto?
2
Por que?
Por que você?
Por que você escreveu o projeto?
Por que você é a melhor pessoa para lidar com o projeto?
1
O que? O que o projeto está tentando alcançar?
O que você espera mudar ou influenciar com o projeto?
2
Por que?
Por que você?
Por que você escreveu o projeto?
Por que você é a melhor pessoa para lidar com o projeto?
3
Como?
Onde?
Quando?
Como será conduzido o projeto?
Onde será executado o projeto?
Quando acontecerão as atividades do projeto?
1
O que? O que o projeto está tentando alcançar?
O que você espera mudar ou influenciar com o projeto?
2
Por que?
Por que você?
Por que você escreveu o projeto?
Por que você é a melhor pessoa para lidar com o projeto?
3
Como?
Onde?
Quando?
Como será conduzido o projeto?
Onde será executado o projeto?
Quando acontecerão as atividades do projeto?
4
Como você vai
agir?
Como você vai monitorar o desempenho do projeto em
andamento?
1
O que? O que o projeto está tentando alcançar?
O que você espera mudar ou influenciar com o projeto?
2
Por que?
Por que você?
Por que você escreveu o projeto?
Por que você é a melhor pessoa para lidar com o projeto?
3
Como?
Onde?
Quando?
Como será conduzido o projeto?
Onde será executado o projeto?
Quando acontecerão as atividades do projeto?
4
Como você vai
agir?
Como você vai monitorar o desempenho do projeto em
andamento?
5
Quanto? Quanto custará o projeto?
Quais recursos serão necessários para quais aspectos do
projeto?
1
O que? O que o projeto está tentando alcançar?
O que você espera mudar ou influenciar com o projeto?
2
Por que?
Por que você?
Por que você escreveu o projeto?
Por que você é a melhor pessoa para lidar com o projeto?
3
Como?
Onde?
Quando?
Como será conduzido o projeto?
Onde será executado o projeto?
Quando acontecerão as atividades do projeto?
4
Como você vai
agir?
Como você vai monitorar o desempenho do projeto em
andamento?
5
Quanto? Quanto custará o projeto?
Quais recursos serão necessários para quais aspectos do
projeto?
6
E depois? Como o projeto se sustentará?
O que acontecerá a medida que as etapas forem consolidadas?
1
O que? O que o projeto está tentando alcançar?
O que você espera mudar ou influenciar com o projeto?
2
Por que?
Por que você?
Por que você escreveu o projeto?
Por que você é a melhor pessoa para lidar com o projeto?
3
Como?
Onde?
Quando?
Como será conduzido o projeto?
Onde será executado o projeto?
Quando acontecerão as atividades do projeto?
4
Como você vai
agir?
Como você vai monitorar o desempenho do projeto em
andamento?
5
Quanto? Quanto custará o projeto?
Quais recursos serão necessários para quais aspectos do
projeto?
6
E depois? Como o projeto se sustentará?
O que acontecerá a medida que as etapas forem consolidadas?
7
E o que mais? Que outras informações você pode oferecer para dar apoio à
proposta?
Dados gerais
 Identificação do projeto
 Identificação do proponente
 Histórico de experiência da instituição do proponente
Projeto
 Título do projeto
 Caracterização do problema e justificativa
 Objetivos
 Metas (opcional)
 Metodologia
 Cronograma
 Orçamento
 Bibliografia
 Identificação do projeto:
‒ Deve conter o título do projeto, local a ser implementado, data de
elaboração, a duração do projeto e o início previsto.
 Identificação do proponente:
‒ Nome, endereço, dados pessoais do proponente, competência, colaboradores
e respectivas competências
 Histórico de experiência da instituição do proponente:
‒ Descrição sucinta dos trabalhos que vem sendo, ou que já foram, realizados
pela instituição do proponente
‒ Indica a experiência e aptidão da instituição em desenvolver trabalhos
semelhantes
 Título do projeto:
‒ Deve dar uma ideia clara e concisa do objetivo do projeto.
 Caracterização do problema e justificativa:
‒ O que? Introdução do que pretende-se resolver, caracterizando o
problema a ser abordado.
‒ Por que? A justificativa para se abordar este problema no projeto.
‒ É o momento de “vender o peixe”:
• Por que executar o projeto?
• Por que ele deve ser aprovado ou implementado?
• Qual a importância deste problema?
• Qual a possível relação entre o problema e o projeto proposto?
• Quais benefícios econômicos, sociais e ambientais do projeto?
 Objetivos (O que será feito?):
‒ Delineia a formulação da solução-chave do problema.
‒ Objetivo geral:
• Corresponde ao produto final que o projeto quer atingir.
‒ Objetivos específicos:
• Corresponde às ações que se propõe a executar para se alcançar o produto final
que o projeto quer atingir.
 Metas (O que e quando será feito?):
‒ Cada objetivo específico deve conter uma ou mais metas
• Quanto melhor dimensionada estiver a meta, mais fácil será definir os indicadores
que permitirão evidenciar seu alcance.
• Nem sempre é necessário a descrição de objetivos específicos e metas
separadamente.
 Metodologia (Onde? Como? Com que?):
‒ Um projeto pode ser considerado bem elaborado quando tem metodologia
bem definida e clara.
• É a metodologia que vai dar aos avaliadores, a certeza de que os objetivos do
projeto realmente tem condições de serem alcançados.
• É importante pesquisar metodologias que foram empregadas em projetos
semelhantes, verificando sua aplicabilidade e deficiências, e é sempre oportuno
mencionar as referências bibliográficas.
‒ A metodologia deve corresponder às seguintes questões:
• Como o projeto vai atingir seus objetivos?
• Como as atividades serão executadas?
• Como serão coordenadas e gerenciadas as atividades?
 Cronograma (Quando?)
‒ As atividades que serão desenvolvidas devem se inserir neste lapso de
tempo.
‒ O cronograma é a disposição gráfica das épocas em que as atividades vão
se dar e permite uma rápida visualização da sequência em que devem
acontecer.
 Orçamento (Com quanto? O que custa quanto?)
‒ É um cronograma financeiro onde as despesas são agrupadas: material de
consumo, custos administrativos, serviços de terceiros, diárias e
hospedagem, veículos, máquinas e equipamentos, obras e instalações.
‒ As instituições de fomento exigem uma descrição detalhada de todos os
custos.
 Bibliografia
‒ Referências bibliográficas que possam conceituar o problema, ou servir de
base para a ação, podem e devem ser apresentadas.
‒ Transmite a noção de quanto o autor domina o assunto em nível
conceitual/teórico.
• Atenção ao edital:
– Sempre o edital explicita um roteiro pré-definido para
estrutura dos projetos
• Quando o sistema de submissão for online:
– O arquivo digital do projeto deve estar em um formato
especificado
– A submissão do projeto se dá por uma interface de
preenchimento via formulário.
• PROCHNOW, Miriam; SCHAFFER, W.B. Pequeno
manual para elaboração de projetos. Rio do Sul:
Instituto Socioambiental e APREMAVI, 2001

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula - Projeto de vida
Aula - Projeto de vidaAula - Projeto de vida
Aula - Projeto de vida
Alessandro Santos
 
ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2
Mariangela Santos
 
Aula 2 ética profissional
Aula 2   ética profissionalAula 2   ética profissional
Aula 2 ética profissional
Jéssika Monteiro
 
Qualidade de vida no trabalho
Qualidade de vida no trabalhoQualidade de vida no trabalho
Qualidade de vida no trabalho
niedsonsantana
 
Etica no Ambiente de Trabalho
Etica no Ambiente de TrabalhoEtica no Ambiente de Trabalho
Etica no Ambiente de Trabalho
Nyedson Barbosa
 
Projeto de Vida - Simplificado
Projeto de Vida - SimplificadoProjeto de Vida - Simplificado
Projeto de Vida - Simplificado
Daniel Santos
 
Consumo Sustentável
Consumo SustentávelConsumo Sustentável
Consumo Sustentável
Marco Santos
 
A Escolha de uma Profissão
A Escolha de uma ProfissãoA Escolha de uma Profissão
A Escolha de uma Profissão
Cassia Dias
 
Aula ABNT finalizada.pptx
Aula ABNT finalizada.pptxAula ABNT finalizada.pptx
Aula ABNT finalizada.pptx
EvanderMarcosFreitas
 
Slide Qualidade de Vida no Trabalho
Slide Qualidade de Vida no TrabalhoSlide Qualidade de Vida no Trabalho
Slide Qualidade de Vida no Trabalho
Crícia Silva
 
Aula planejamento de carreira
Aula planejamento de carreiraAula planejamento de carreira
Aula planejamento de carreira
André Boaratti
 
Etica e postura profissional
Etica e postura profissionalEtica e postura profissional
Etica e postura profissional
adelynny
 
O que são Personas e por que usá-las?
O que são Personas e por que usá-las?O que são Personas e por que usá-las?
O que são Personas e por que usá-las?
Mateada
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
Giselli Espindola Boemer
 
Como Elaborar Projetos Sociais
Como Elaborar Projetos SociaisComo Elaborar Projetos Sociais
Como Elaborar Projetos Sociais
Rosane Domingues
 
Mercado de trabalho
Mercado de trabalhoMercado de trabalho
Mercado de trabalho
LucianoMadeira
 
Aula 1 Ética
Aula 1 ÉticaAula 1 Ética
Aula 1 Ética
etecmas
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
Nyedson Barbosa
 
Atividade - Missão Visão e Valores
Atividade - Missão Visão e ValoresAtividade - Missão Visão e Valores
Atividade - Missão Visão e Valores
Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Ceará
 
Diversidade e Inclusão
Diversidade e InclusãoDiversidade e Inclusão
Diversidade e Inclusão
Bruna Silva de Araujo
 

Mais procurados (20)

Aula - Projeto de vida
Aula - Projeto de vidaAula - Projeto de vida
Aula - Projeto de vida
 
ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2ÉTica e cidadania 2
ÉTica e cidadania 2
 
Aula 2 ética profissional
Aula 2   ética profissionalAula 2   ética profissional
Aula 2 ética profissional
 
Qualidade de vida no trabalho
Qualidade de vida no trabalhoQualidade de vida no trabalho
Qualidade de vida no trabalho
 
Etica no Ambiente de Trabalho
Etica no Ambiente de TrabalhoEtica no Ambiente de Trabalho
Etica no Ambiente de Trabalho
 
Projeto de Vida - Simplificado
Projeto de Vida - SimplificadoProjeto de Vida - Simplificado
Projeto de Vida - Simplificado
 
Consumo Sustentável
Consumo SustentávelConsumo Sustentável
Consumo Sustentável
 
A Escolha de uma Profissão
A Escolha de uma ProfissãoA Escolha de uma Profissão
A Escolha de uma Profissão
 
Aula ABNT finalizada.pptx
Aula ABNT finalizada.pptxAula ABNT finalizada.pptx
Aula ABNT finalizada.pptx
 
Slide Qualidade de Vida no Trabalho
Slide Qualidade de Vida no TrabalhoSlide Qualidade de Vida no Trabalho
Slide Qualidade de Vida no Trabalho
 
Aula planejamento de carreira
Aula planejamento de carreiraAula planejamento de carreira
Aula planejamento de carreira
 
Etica e postura profissional
Etica e postura profissionalEtica e postura profissional
Etica e postura profissional
 
O que são Personas e por que usá-las?
O que são Personas e por que usá-las?O que são Personas e por que usá-las?
O que são Personas e por que usá-las?
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
Como Elaborar Projetos Sociais
Como Elaborar Projetos SociaisComo Elaborar Projetos Sociais
Como Elaborar Projetos Sociais
 
Mercado de trabalho
Mercado de trabalhoMercado de trabalho
Mercado de trabalho
 
Aula 1 Ética
Aula 1 ÉticaAula 1 Ética
Aula 1 Ética
 
Empreendedorismo
EmpreendedorismoEmpreendedorismo
Empreendedorismo
 
Atividade - Missão Visão e Valores
Atividade - Missão Visão e ValoresAtividade - Missão Visão e Valores
Atividade - Missão Visão e Valores
 
Diversidade e Inclusão
Diversidade e InclusãoDiversidade e Inclusão
Diversidade e Inclusão
 

Destaque

Salão mineiro copa 2014 salão mineiro
Salão mineiro copa 2014 salão mineiroSalão mineiro copa 2014 salão mineiro
Salão mineiro copa 2014 salão mineiro
Espalhe Minas
 
Manual diretrizes politica de turismo minas gerais
Manual diretrizes politica de turismo minas geraisManual diretrizes politica de turismo minas gerais
Manual diretrizes politica de turismo minas gerais
Espalhe Minas
 
01 Projetos - Indrodução
01 Projetos - Indrodução01 Projetos - Indrodução
01 Projetos - Indrodução
Freelancer - Projetos
 
2007 2010 balanço da gestão
2007   2010 balanço da gestão2007   2010 balanço da gestão
2007 2010 balanço da gestão
Espalhe Minas
 
Congresso mineiro de hotelaria
Congresso mineiro de hotelariaCongresso mineiro de hotelaria
Congresso mineiro de hotelaria
Espalhe Minas
 
Projeto Informacional
Projeto InformacionalProjeto Informacional
Projeto Informacional
Marcel Gois
 

Destaque (6)

Salão mineiro copa 2014 salão mineiro
Salão mineiro copa 2014 salão mineiroSalão mineiro copa 2014 salão mineiro
Salão mineiro copa 2014 salão mineiro
 
Manual diretrizes politica de turismo minas gerais
Manual diretrizes politica de turismo minas geraisManual diretrizes politica de turismo minas gerais
Manual diretrizes politica de turismo minas gerais
 
01 Projetos - Indrodução
01 Projetos - Indrodução01 Projetos - Indrodução
01 Projetos - Indrodução
 
2007 2010 balanço da gestão
2007   2010 balanço da gestão2007   2010 balanço da gestão
2007 2010 balanço da gestão
 
Congresso mineiro de hotelaria
Congresso mineiro de hotelariaCongresso mineiro de hotelaria
Congresso mineiro de hotelaria
 
Projeto Informacional
Projeto InformacionalProjeto Informacional
Projeto Informacional
 

Semelhante a Orientações básicas para a elaboração de projetos

ELABORAÇÃO DE PROJETOS.pptx
ELABORAÇÃO DE PROJETOS.pptxELABORAÇÃO DE PROJETOS.pptx
ELABORAÇÃO DE PROJETOS.pptx
ElizabeteNunes7
 
Como fazer projetos pioneiros
Como fazer projetos pioneirosComo fazer projetos pioneiros
Como fazer projetos pioneiros
Ismael Strada
 
Como elaborar projetos sociais_Rafael Bandeira
Como elaborar projetos sociais_Rafael BandeiraComo elaborar projetos sociais_Rafael Bandeira
Como elaborar projetos sociais_Rafael Bandeira
Rafael Bandeira
 
Gerenciamento de Comunicação em Projetos-parte 2
Gerenciamento de Comunicação em Projetos-parte 2Gerenciamento de Comunicação em Projetos-parte 2
Gerenciamento de Comunicação em Projetos-parte 2
Cláudia
 
Slide 2
Slide 2Slide 2
Slide 2
paularevel
 
Planejamento e Gerenciamento de projetos
Planejamento e Gerenciamento de projetos Planejamento e Gerenciamento de projetos
Planejamento e Gerenciamento de projetos
Vinicius Carossini
 
PMO - Project Management Office
PMO - Project Management OfficePMO - Project Management Office
PMO - Project Management Office
Aragon Vieira
 
Manual para elaboração de projetos ambientais
Manual para elaboração de projetos ambientaisManual para elaboração de projetos ambientais
Manual para elaboração de projetos ambientais
Marco Antonio Jesus Bizerra
 
Elaboração de projetos sociais
Elaboração de projetos sociaisElaboração de projetos sociais
03 trabalhando com projetos jc
03   trabalhando com projetos  jc03   trabalhando com projetos  jc
03 trabalhando com projetos jc
ensinoinovadorsc
 
Trabalho Projecto
Trabalho ProjectoTrabalho Projecto
Trabalho Projecto
J. Martins
 
Revisao 2
Revisao 2Revisao 2
Revisao 2
Ariel Guareschi
 
Elaboração de projeto - interdisciplina para pesquisa
Elaboração de projeto - interdisciplina para pesquisaElaboração de projeto - interdisciplina para pesquisa
Elaboração de projeto - interdisciplina para pesquisa
alexpercon007
 
Como montar um projeto
Como montar um projetoComo montar um projeto
Como montar um projeto
Andressa Dequero
 
01 - Introdução a projetos - v1.0
01 - Introdução a projetos - v1.001 - Introdução a projetos - v1.0
01 - Introdução a projetos - v1.0
César Augusto Pessôa
 
Gestão de Projetos (18/08/2014)
Gestão de Projetos (18/08/2014)Gestão de Projetos (18/08/2014)
Gestão de Projetos (18/08/2014)
Alessandro Almeida
 
Elaboracao de projetos
Elaboracao de projetosElaboracao de projetos
Elaboracao de projetos
Felipe Mago
 
Elaboracao de projetos
Elaboracao de projetosElaboracao de projetos
Elaboracao de projetos
Felipe Mago
 
Ciclo de vida de um projeto social, por Instituto Fonte
Ciclo de vida de um projeto social, por Instituto FonteCiclo de vida de um projeto social, por Instituto Fonte
Ciclo de vida de um projeto social, por Instituto Fonte
Fundação Abrinq
 
Workshop Entregando Valor E Não Apenas Funcionalidades
Workshop Entregando Valor E Não Apenas FuncionalidadesWorkshop Entregando Valor E Não Apenas Funcionalidades
Workshop Entregando Valor E Não Apenas Funcionalidades
Marcelo Neves
 

Semelhante a Orientações básicas para a elaboração de projetos (20)

ELABORAÇÃO DE PROJETOS.pptx
ELABORAÇÃO DE PROJETOS.pptxELABORAÇÃO DE PROJETOS.pptx
ELABORAÇÃO DE PROJETOS.pptx
 
Como fazer projetos pioneiros
Como fazer projetos pioneirosComo fazer projetos pioneiros
Como fazer projetos pioneiros
 
Como elaborar projetos sociais_Rafael Bandeira
Como elaborar projetos sociais_Rafael BandeiraComo elaborar projetos sociais_Rafael Bandeira
Como elaborar projetos sociais_Rafael Bandeira
 
Gerenciamento de Comunicação em Projetos-parte 2
Gerenciamento de Comunicação em Projetos-parte 2Gerenciamento de Comunicação em Projetos-parte 2
Gerenciamento de Comunicação em Projetos-parte 2
 
Slide 2
Slide 2Slide 2
Slide 2
 
Planejamento e Gerenciamento de projetos
Planejamento e Gerenciamento de projetos Planejamento e Gerenciamento de projetos
Planejamento e Gerenciamento de projetos
 
PMO - Project Management Office
PMO - Project Management OfficePMO - Project Management Office
PMO - Project Management Office
 
Manual para elaboração de projetos ambientais
Manual para elaboração de projetos ambientaisManual para elaboração de projetos ambientais
Manual para elaboração de projetos ambientais
 
Elaboração de projetos sociais
Elaboração de projetos sociaisElaboração de projetos sociais
Elaboração de projetos sociais
 
03 trabalhando com projetos jc
03   trabalhando com projetos  jc03   trabalhando com projetos  jc
03 trabalhando com projetos jc
 
Trabalho Projecto
Trabalho ProjectoTrabalho Projecto
Trabalho Projecto
 
Revisao 2
Revisao 2Revisao 2
Revisao 2
 
Elaboração de projeto - interdisciplina para pesquisa
Elaboração de projeto - interdisciplina para pesquisaElaboração de projeto - interdisciplina para pesquisa
Elaboração de projeto - interdisciplina para pesquisa
 
Como montar um projeto
Como montar um projetoComo montar um projeto
Como montar um projeto
 
01 - Introdução a projetos - v1.0
01 - Introdução a projetos - v1.001 - Introdução a projetos - v1.0
01 - Introdução a projetos - v1.0
 
Gestão de Projetos (18/08/2014)
Gestão de Projetos (18/08/2014)Gestão de Projetos (18/08/2014)
Gestão de Projetos (18/08/2014)
 
Elaboracao de projetos
Elaboracao de projetosElaboracao de projetos
Elaboracao de projetos
 
Elaboracao de projetos
Elaboracao de projetosElaboracao de projetos
Elaboracao de projetos
 
Ciclo de vida de um projeto social, por Instituto Fonte
Ciclo de vida de um projeto social, por Instituto FonteCiclo de vida de um projeto social, por Instituto Fonte
Ciclo de vida de um projeto social, por Instituto Fonte
 
Workshop Entregando Valor E Não Apenas Funcionalidades
Workshop Entregando Valor E Não Apenas FuncionalidadesWorkshop Entregando Valor E Não Apenas Funcionalidades
Workshop Entregando Valor E Não Apenas Funcionalidades
 

Mais de Rodolfo Almeida

Geoprocessamento aplicado a estudos ambientais
Geoprocessamento aplicado a estudos ambientaisGeoprocessamento aplicado a estudos ambientais
Geoprocessamento aplicado a estudos ambientais
Rodolfo Almeida
 
Classificação não-supervisionada de imagens de sensoriamento remoto utilizand...
Classificação não-supervisionada de imagens de sensoriamento remoto utilizand...Classificação não-supervisionada de imagens de sensoriamento remoto utilizand...
Classificação não-supervisionada de imagens de sensoriamento remoto utilizand...
Rodolfo Almeida
 
Introdução à Modelagem Ambiental
Introdução à Modelagem AmbientalIntrodução à Modelagem Ambiental
Introdução à Modelagem Ambiental
Rodolfo Almeida
 
Ricardo Mendes de Freitas - Modelagem Matemática em Ecologia de Populações
Ricardo Mendes de Freitas - Modelagem Matemática em Ecologia de PopulaçõesRicardo Mendes de Freitas - Modelagem Matemática em Ecologia de Populações
Ricardo Mendes de Freitas - Modelagem Matemática em Ecologia de Populações
Rodolfo Almeida
 
Criando uma base cartográfica a partir de dados de Sensoriamento Remoto
Criando uma base cartográfica a partir de dados de Sensoriamento RemotoCriando uma base cartográfica a partir de dados de Sensoriamento Remoto
Criando uma base cartográfica a partir de dados de Sensoriamento Remoto
Rodolfo Almeida
 
Introdução à Computação Aplicada
Introdução à Computação AplicadaIntrodução à Computação Aplicada
Introdução à Computação Aplicada
Rodolfo Almeida
 
Sensoriamento Remoto dos Recursos Naturais - Aula 01
Sensoriamento Remoto dos Recursos Naturais - Aula 01Sensoriamento Remoto dos Recursos Naturais - Aula 01
Sensoriamento Remoto dos Recursos Naturais - Aula 01
Rodolfo Almeida
 
Matlab - Conceitos Básicos
Matlab - Conceitos BásicosMatlab - Conceitos Básicos
Matlab - Conceitos Básicos
Rodolfo Almeida
 
Introdução às Geotecnologias - GPS (Global Positioning System)
Introdução às Geotecnologias - GPS (Global Positioning System)Introdução às Geotecnologias - GPS (Global Positioning System)
Introdução às Geotecnologias - GPS (Global Positioning System)
Rodolfo Almeida
 
Cálculo numérico aula 04 - resolução de sistemas de equações lineares - mét...
Cálculo numérico   aula 04 - resolução de sistemas de equações lineares - mét...Cálculo numérico   aula 04 - resolução de sistemas de equações lineares - mét...
Cálculo numérico aula 04 - resolução de sistemas de equações lineares - mét...
Rodolfo Almeida
 
Cálculo Numérico - Aula01: Introdução aos métodos numéricos
Cálculo Numérico - Aula01: Introdução aos métodos numéricosCálculo Numérico - Aula01: Introdução aos métodos numéricos
Cálculo Numérico - Aula01: Introdução aos métodos numéricos
Rodolfo Almeida
 
Cálculo Numérico - Aula 02: Introdução ao SCILAB
Cálculo Numérico - Aula 02: Introdução ao SCILABCálculo Numérico - Aula 02: Introdução ao SCILAB
Cálculo Numérico - Aula 02: Introdução ao SCILAB
Rodolfo Almeida
 
Cálculo Numérico - Aula 03: Zeros de funções
Cálculo Numérico - Aula 03: Zeros de funçõesCálculo Numérico - Aula 03: Zeros de funções
Cálculo Numérico - Aula 03: Zeros de funções
Rodolfo Almeida
 

Mais de Rodolfo Almeida (13)

Geoprocessamento aplicado a estudos ambientais
Geoprocessamento aplicado a estudos ambientaisGeoprocessamento aplicado a estudos ambientais
Geoprocessamento aplicado a estudos ambientais
 
Classificação não-supervisionada de imagens de sensoriamento remoto utilizand...
Classificação não-supervisionada de imagens de sensoriamento remoto utilizand...Classificação não-supervisionada de imagens de sensoriamento remoto utilizand...
Classificação não-supervisionada de imagens de sensoriamento remoto utilizand...
 
Introdução à Modelagem Ambiental
Introdução à Modelagem AmbientalIntrodução à Modelagem Ambiental
Introdução à Modelagem Ambiental
 
Ricardo Mendes de Freitas - Modelagem Matemática em Ecologia de Populações
Ricardo Mendes de Freitas - Modelagem Matemática em Ecologia de PopulaçõesRicardo Mendes de Freitas - Modelagem Matemática em Ecologia de Populações
Ricardo Mendes de Freitas - Modelagem Matemática em Ecologia de Populações
 
Criando uma base cartográfica a partir de dados de Sensoriamento Remoto
Criando uma base cartográfica a partir de dados de Sensoriamento RemotoCriando uma base cartográfica a partir de dados de Sensoriamento Remoto
Criando uma base cartográfica a partir de dados de Sensoriamento Remoto
 
Introdução à Computação Aplicada
Introdução à Computação AplicadaIntrodução à Computação Aplicada
Introdução à Computação Aplicada
 
Sensoriamento Remoto dos Recursos Naturais - Aula 01
Sensoriamento Remoto dos Recursos Naturais - Aula 01Sensoriamento Remoto dos Recursos Naturais - Aula 01
Sensoriamento Remoto dos Recursos Naturais - Aula 01
 
Matlab - Conceitos Básicos
Matlab - Conceitos BásicosMatlab - Conceitos Básicos
Matlab - Conceitos Básicos
 
Introdução às Geotecnologias - GPS (Global Positioning System)
Introdução às Geotecnologias - GPS (Global Positioning System)Introdução às Geotecnologias - GPS (Global Positioning System)
Introdução às Geotecnologias - GPS (Global Positioning System)
 
Cálculo numérico aula 04 - resolução de sistemas de equações lineares - mét...
Cálculo numérico   aula 04 - resolução de sistemas de equações lineares - mét...Cálculo numérico   aula 04 - resolução de sistemas de equações lineares - mét...
Cálculo numérico aula 04 - resolução de sistemas de equações lineares - mét...
 
Cálculo Numérico - Aula01: Introdução aos métodos numéricos
Cálculo Numérico - Aula01: Introdução aos métodos numéricosCálculo Numérico - Aula01: Introdução aos métodos numéricos
Cálculo Numérico - Aula01: Introdução aos métodos numéricos
 
Cálculo Numérico - Aula 02: Introdução ao SCILAB
Cálculo Numérico - Aula 02: Introdução ao SCILABCálculo Numérico - Aula 02: Introdução ao SCILAB
Cálculo Numérico - Aula 02: Introdução ao SCILAB
 
Cálculo Numérico - Aula 03: Zeros de funções
Cálculo Numérico - Aula 03: Zeros de funçõesCálculo Numérico - Aula 03: Zeros de funções
Cálculo Numérico - Aula 03: Zeros de funções
 

Último

17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
Estuda.com
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
Maria das Graças Machado Rodrigues
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
helenawaya9
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 

Último (20)

17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
VIAGEM AO PASSADO -
VIAGEM AO PASSADO                        -VIAGEM AO PASSADO                        -
VIAGEM AO PASSADO -
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdfgestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
gestão_de_conflitos_no_ambiente_escolar.pdf
 
Elogio da Saudade .
Elogio da Saudade                          .Elogio da Saudade                          .
Elogio da Saudade .
 
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptxAdministração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
Administração Em Enfermagem.pptx caala - Cópia-1.pptx
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 

Orientações básicas para a elaboração de projetos

  • 2. • O que é um projeto? • O que é a elaboração de um projeto? • O projeto como um documento • A formulação de um projeto • Roteiro para a elaboração de um projeto • Considerações finais
  • 3. Projeto é um empreendimento planejado, que consiste em um conjunto de atividades inter- relacionadas e coordenadas, com o fim de alcançar objetivos específicos, dentro dos limites de um orçamento, e de um período de tempo.
  • 4. Elaborar um projeto é, antes de mais nada, contribuir para a solução de problemas, transformando ideias em ações. Ideias Ações
  • 5. É a formalização de um documento que contém tudo que é necessário para o desenvolvimento de um conjunto de atividades a serem executadas
  • 6. A organização do documento deve seguir: 1. Identificação do problema que se pretende resolver 2. Compartilhar a imagem do que se quer alcançar 3. Identificar as principais deficiências a superar e possíveis falhas durante a execução das atividades 4. Delinear os custos para se realizar as etapas 5. Descrever os resultados esperados 6. Sistematizar o trabalho em etapas a serem cumpridas ao longo do período de sua execução
  • 8. 1 O que? O que o projeto está tentando alcançar? O que você espera mudar ou influenciar com o projeto?
  • 9. 1 O que? O que o projeto está tentando alcançar? O que você espera mudar ou influenciar com o projeto? 2 Por que? Por que você? Por que você escreveu o projeto? Por que você é a melhor pessoa para lidar com o projeto?
  • 10. 1 O que? O que o projeto está tentando alcançar? O que você espera mudar ou influenciar com o projeto? 2 Por que? Por que você? Por que você escreveu o projeto? Por que você é a melhor pessoa para lidar com o projeto? 3 Como? Onde? Quando? Como será conduzido o projeto? Onde será executado o projeto? Quando acontecerão as atividades do projeto?
  • 11. 1 O que? O que o projeto está tentando alcançar? O que você espera mudar ou influenciar com o projeto? 2 Por que? Por que você? Por que você escreveu o projeto? Por que você é a melhor pessoa para lidar com o projeto? 3 Como? Onde? Quando? Como será conduzido o projeto? Onde será executado o projeto? Quando acontecerão as atividades do projeto? 4 Como você vai agir? Como você vai monitorar o desempenho do projeto em andamento?
  • 12. 1 O que? O que o projeto está tentando alcançar? O que você espera mudar ou influenciar com o projeto? 2 Por que? Por que você? Por que você escreveu o projeto? Por que você é a melhor pessoa para lidar com o projeto? 3 Como? Onde? Quando? Como será conduzido o projeto? Onde será executado o projeto? Quando acontecerão as atividades do projeto? 4 Como você vai agir? Como você vai monitorar o desempenho do projeto em andamento? 5 Quanto? Quanto custará o projeto? Quais recursos serão necessários para quais aspectos do projeto?
  • 13. 1 O que? O que o projeto está tentando alcançar? O que você espera mudar ou influenciar com o projeto? 2 Por que? Por que você? Por que você escreveu o projeto? Por que você é a melhor pessoa para lidar com o projeto? 3 Como? Onde? Quando? Como será conduzido o projeto? Onde será executado o projeto? Quando acontecerão as atividades do projeto? 4 Como você vai agir? Como você vai monitorar o desempenho do projeto em andamento? 5 Quanto? Quanto custará o projeto? Quais recursos serão necessários para quais aspectos do projeto? 6 E depois? Como o projeto se sustentará? O que acontecerá a medida que as etapas forem consolidadas?
  • 14. 1 O que? O que o projeto está tentando alcançar? O que você espera mudar ou influenciar com o projeto? 2 Por que? Por que você? Por que você escreveu o projeto? Por que você é a melhor pessoa para lidar com o projeto? 3 Como? Onde? Quando? Como será conduzido o projeto? Onde será executado o projeto? Quando acontecerão as atividades do projeto? 4 Como você vai agir? Como você vai monitorar o desempenho do projeto em andamento? 5 Quanto? Quanto custará o projeto? Quais recursos serão necessários para quais aspectos do projeto? 6 E depois? Como o projeto se sustentará? O que acontecerá a medida que as etapas forem consolidadas? 7 E o que mais? Que outras informações você pode oferecer para dar apoio à proposta?
  • 15. Dados gerais  Identificação do projeto  Identificação do proponente  Histórico de experiência da instituição do proponente Projeto  Título do projeto  Caracterização do problema e justificativa  Objetivos  Metas (opcional)  Metodologia  Cronograma  Orçamento  Bibliografia
  • 16.  Identificação do projeto: ‒ Deve conter o título do projeto, local a ser implementado, data de elaboração, a duração do projeto e o início previsto.  Identificação do proponente: ‒ Nome, endereço, dados pessoais do proponente, competência, colaboradores e respectivas competências  Histórico de experiência da instituição do proponente: ‒ Descrição sucinta dos trabalhos que vem sendo, ou que já foram, realizados pela instituição do proponente ‒ Indica a experiência e aptidão da instituição em desenvolver trabalhos semelhantes
  • 17.  Título do projeto: ‒ Deve dar uma ideia clara e concisa do objetivo do projeto.  Caracterização do problema e justificativa: ‒ O que? Introdução do que pretende-se resolver, caracterizando o problema a ser abordado. ‒ Por que? A justificativa para se abordar este problema no projeto. ‒ É o momento de “vender o peixe”: • Por que executar o projeto? • Por que ele deve ser aprovado ou implementado? • Qual a importância deste problema? • Qual a possível relação entre o problema e o projeto proposto? • Quais benefícios econômicos, sociais e ambientais do projeto?
  • 18.  Objetivos (O que será feito?): ‒ Delineia a formulação da solução-chave do problema. ‒ Objetivo geral: • Corresponde ao produto final que o projeto quer atingir. ‒ Objetivos específicos: • Corresponde às ações que se propõe a executar para se alcançar o produto final que o projeto quer atingir.  Metas (O que e quando será feito?): ‒ Cada objetivo específico deve conter uma ou mais metas • Quanto melhor dimensionada estiver a meta, mais fácil será definir os indicadores que permitirão evidenciar seu alcance. • Nem sempre é necessário a descrição de objetivos específicos e metas separadamente.
  • 19.  Metodologia (Onde? Como? Com que?): ‒ Um projeto pode ser considerado bem elaborado quando tem metodologia bem definida e clara. • É a metodologia que vai dar aos avaliadores, a certeza de que os objetivos do projeto realmente tem condições de serem alcançados. • É importante pesquisar metodologias que foram empregadas em projetos semelhantes, verificando sua aplicabilidade e deficiências, e é sempre oportuno mencionar as referências bibliográficas. ‒ A metodologia deve corresponder às seguintes questões: • Como o projeto vai atingir seus objetivos? • Como as atividades serão executadas? • Como serão coordenadas e gerenciadas as atividades?
  • 20.  Cronograma (Quando?) ‒ As atividades que serão desenvolvidas devem se inserir neste lapso de tempo. ‒ O cronograma é a disposição gráfica das épocas em que as atividades vão se dar e permite uma rápida visualização da sequência em que devem acontecer.
  • 21.  Orçamento (Com quanto? O que custa quanto?) ‒ É um cronograma financeiro onde as despesas são agrupadas: material de consumo, custos administrativos, serviços de terceiros, diárias e hospedagem, veículos, máquinas e equipamentos, obras e instalações. ‒ As instituições de fomento exigem uma descrição detalhada de todos os custos.
  • 22.  Bibliografia ‒ Referências bibliográficas que possam conceituar o problema, ou servir de base para a ação, podem e devem ser apresentadas. ‒ Transmite a noção de quanto o autor domina o assunto em nível conceitual/teórico.
  • 23. • Atenção ao edital: – Sempre o edital explicita um roteiro pré-definido para estrutura dos projetos • Quando o sistema de submissão for online: – O arquivo digital do projeto deve estar em um formato especificado – A submissão do projeto se dá por uma interface de preenchimento via formulário.
  • 24. • PROCHNOW, Miriam; SCHAFFER, W.B. Pequeno manual para elaboração de projetos. Rio do Sul: Instituto Socioambiental e APREMAVI, 2001