História da Igreja I - Aula 1 - Introdução

10.927 visualizações

Publicada em

Curso desenvolvido para a ministração de aulas de História Eclesiástica I no Seminário Teológico Shalom. O curso envolve a exposição da história da igreja cristã, dos tempos de Jesus aos tempos atuais, passando pelo seu surgimento e desenvolvimento, domínio com a conversão de Constantino, ascensão papal, movimentos reformadores e avivalistas da era moderna, até os movimentos ecumenista e pentecostal do séc. XX.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.927
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.855
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
365
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

História da Igreja I - Aula 1 - Introdução

  1. 1. História Eclesiástica I Igreja Antiga e Medieval Pr. André dos Santos Falcão Nascimento Blog: http://prfalcao.blogspot.com Email: goldhawk@globo.com Seminário Teológico Shalom
  2. 2. Agenda  O que é História da Igreja?  Elementos da História da Igreja  Valor da História da Igreja  Organização da História da Igreja
  3. 3. O que é História da Igreja?  Geschichte (alemão): História como evento, mais do que processo ou produto. Acontecimento, evento real no tempo e no espaço como resultado da ação humana.  Também pode ser informação a respeito de um acontecimento. Geralmente indireta, preservada na forma de documento ou objeto relacionado ao acontecimento. Historiador está subjetivamente limitado por fazer parte do próprio objeto de estudo.  Historia (grego): Aprender pela pesquisa ou investigação (Gl. 1.18), para estabelecer a veracidade e descobrir dados acerca do passado. É uma ciência distinta com processo de pesquisa próprio.  Envolve também a interpretação dos fatos, com a reconstrução subjetiva do passado à luz dos dados, pressupostos do historiador e “clima da opinião” de sua época. É sempre parcial, sujeita a erros e interferências de opiniões pessoais.
  4. 4. O que é História da Igreja? - Definição “A história é um relato interpretado do passado humano socialmente importante, baseado em dados organizados, reunidos pelo método científico a partir de fontes arqueológicas, literárias ou vivas” “A história da Igreja é o relato interpretado da origem, processo e impacto do cristianismo sobre a sociedade humana, baseado em dados organizados, reunidos pelo método científico a partir de fontes arqueológicas, documentais ou vivas. Ela é a história interpretada e organizada da redenção da humanidade e da terra”
  5. 5. Elementos para a produção de uma história da Igreja  Elemento científico: Pela aplicação do método científico na análise histórica, como achados arqueológicos (catacumbas de Roma) e crítica literária (manuscritos antigos). Vale notar, porém, que este elemento não é exato porque as fontes podem ser incompletas (Manuscritos do Mar Morto) ou falsas (Doação de Constantino)  Elemento filosófico: Escolas de história e filosofias da história alteram a forma de analisar o tempo e o espaço. As primeiras buscam encontrar uma causalidade objetiva e científica no homem, as segundas buscam relacionar os dados a um supremo ou absoluto eterno.  Escolas: Determinista geográfica e econômica, biógrafos.  Filosofias: Pessimista, otimista, otimista-pessimista.  Elemento artístico: Apresentação agradável e artística da história e dos fatos, contextualizando o relato e tornando-o acessível ao leitor.
  6. 6. O Valor da História da Igreja  A História da Igreja como uma síntese  A história faz uma correlação entre os dados factuais do passado do Evangelho e sua proclamação e aplicação futura em uma síntese atual que nos ajuda a compreender nossa herança e inspira a sua proclamação e aplicação posterior. Ex.: Impacto da teologia sistemática sobre o pensamento e ação humana no passado.  A História da Igreja como um auxílio para a compreensão do presente  A História da Igreja como um guia  A História da Igreja como uma força motivadora  A História da Igreja como uma ferramenta prática  A História da Igreja como força libertadora
  7. 7. O Valor da História da Igreja  A História da Igreja como uma síntese  A História da Igreja como um auxílio para a compreensão do presente  O que vemos hoje é reflexo de algo que aconteceu no passado. Questões eclesiásticas, litúrgicas, doutrinárias e históricas possuem explicações em conflitos e questionamentos com séculos de idade. Ex.: Diversidade de grupos religiosos nos EUA, ato de ajoelhar na hora da Ceia por parte dos Metodistas, cristianismo ortodoxo na Rússia.  A História da Igreja como um guia  A História da Igreja como uma força motivadora  A História da Igreja como uma ferramenta prática  A História da Igreja como força libertadora
  8. 8. O Valor da História da Igreja  A História da Igreja como uma síntese  A História da Igreja como um auxílio para a compreensão do presente  A História da Igreja como um guia  Conhecendo os erros do passado, evitamos repeti-los (1 Co. 10.6,11). Ex.: Novas seitas geradas a partir de heresias antigas, antissemitismo, relação Igreja-Estado extremadamente próxima ou afastada gerando esfriamento espiritual ou perseguição dos dissidentes.  A História da Igreja como uma força motivadora  A História da Igreja como uma ferramenta prática  A História da Igreja como força libertadora
  9. 9. O Valor da História da Igreja  A História da Igreja como uma síntese  A História da Igreja como um auxílio para a compreensão do presente  A História da Igreja como um guia  A História da Igreja como uma força motivadora  Conhecer as lutas e vitórias de grandes homens na fé nos fortalece em nossas próprias lutas. Ex.: Esforços missionários de Wesley e William Carey, luta de Ambrósio contra o imperador Teodósio.  Compreender a geração do corpo doutrinário cristão esclarece dúvidas modernas. Ex.: Exército de Salvação de William Booth.  Perceber a perseverança da igreja mesmo em momentos anteriormente difíceis edifica a igreja atual. Ex.: Perseguições romanas, Arianismo, Reavivamento wesleyano na Inglaterra.  A História da Igreja como uma ferramenta prática  A História da Igreja como força libertadora
  10. 10. O Valor da História da Igreja  A História da Igreja como uma síntese  A História da Igreja como um auxílio para a compreensão do presente  A História da Igreja como um guia  A História da Igreja como uma força motivadora  A História da Igreja como uma ferramenta prática  A História da Igreja auxilia o obreiro na sua formação teológica. Ex.: Melhor compreensão da Teologia Sistemática, material para ilustração de sermões.  A História da Igreja como força libertadora
  11. 11. O Valor da História da Igreja  A História da Igreja como uma síntese  A História da Igreja como um auxílio para a compreensão do presente  A História da Igreja como um guia  A História da Igreja como uma força motivadora  A História da Igreja como uma ferramenta prática  A História da Igreja como força libertadora  A História da Igreja tem valor cultural, pois não se compreende a civilização ocidental sem se compreender o papel da religião cristã no desenvolvimento desta civilização.  Compreender a História da Igreja diminui a chance de isolamento denominacional e eclesiástico, pois mostra a unidade do verdadeiro Corpo de Cristo através dos séculos. Isso gera tolerância com outros grupos religiosos que possuem diferenças não-essenciais.
  12. 12. A organização da História da Igreja  A História da Igreja pode ser organizada a partir dos seguintes elementos:  Elemento político  Propagação da fé cristã  Perseguição à igreja  Administração eclesiástica  Polêmica interna e externa  Trabalho prático na vida do cristão  Apresentação da verdade
  13. 13. Períodos da História da Igreja  História da Igreja Antiga (5 a.C. – 590 d.C.)  Avanço do Cristianismo pelo império (até 100)  Luta pela sobrevivência da antiga Igreja Católica Imperial (100-313)  Supremacia da antiga Igreja Católica Imperial (313-590)  História da Igreja Medieval (590 – 1517)  História da Igreja Moderna (1517 – dias atuais)
  14. 14. Períodos da História da Igreja  História da Igreja Antiga (5 a.C. – 590 d.C.)  História da Igreja Medieval (590 – 1517)  Surgimento do Império e Cristianismo Latino-Teutônico (590-800)  Avanços e retrocessos nas relações entre Igreja e Estado (800-1054)  Supremacia do papado (1054-1305)  Declínio medieval e nascimento da Era Moderna (1305-1517)  História da Igreja Moderna (1517 – dias atuais)
  15. 15. Períodos da História da Igreja  História da Igreja Antiga (5 a.C. – 590 d.C.)  História da Igreja Medieval (590 – 1517)  História da Igreja Moderna (1517 – dias atuais)  Reforma e Contra-Reforma (1517-1648)  Racionalismo, Reavivamentismo e Denominacionalismo (1648-1789)  Tempos de reavivamentos, Missões e Modernismo (1789-1914)  Igreja e Sociedade em tensão (1914-tempos atuais)
  16. 16. Fontes  Texto base: CAIRNS, Earle E. O Cristianismo através dos séculos: uma história da igreja cristã. 3 ed. Trad. Israel Belo de Azevedo e Valdemar Kroker. São Paulo: Vida Nova, 2008.  Textos auxiliares:  DREHER, Martin N. Coleção História da Igreja, 4 vols. 4 ed. São Leopoldo: Sinodal, 1996.  GONZALEZ, Justo L. História ilustrada do cristianismo. 10 vols. São Paulo: Vida Nova, 1983

×