EETAD – Escola de Educação Teológica
das Assembleias de Deus no Brasil.
LIVRO: O Pentateuco
PROFESSOR: Pr Gesiel Oliveira
...
Etimologia
O Pentateuco é o título comumente
usado pelos cristãos para designar o
grupo dos cinco primeiros livros da
Bíbl...
Etimologia
GREGOS = Pentateuco
HEBREUS = Torá
TORÁ = “A LEI” o termo foi
tomado da matéria central,
com significado asso...
Etimologia
Os judeus também
usam a palavra Torá
num sentido mais
amplo, para se referir
ao ensinamento
judeu através da
h...
 Tal como os gregos,
os hebreus dividiram
o Pentateuco em
cinco livros, todos
localizados no Antigo
Testamento:
Gênesis
...
DIVISÃO BÁSICA
O PENTATEUCOO PENTATEUCO
(Torá para os judeus)(Torá para os judeus)
GÊNESIS Narra as origens do universo e ...
O Pentateuco
Resumo:
1-Gênesis: origens do cosmo, formação do povo de
Israel até a sua ida para o Egito como escravo.
2-Êx...
O Autor
 A autoria dos livros
do Pentateuco é
atribuída, pela
cultura judaico-
cristã, e também
tradicionalmente,
ao patr...
MOISÉS
Nome: Moisés
Significado: Mósis, em egípcio, significa "filho". Para
os judeus, Moshê , significa "retirado das águ...
Origem Grega
 Os nomes dos livros
foram dados pela
chamada Septuaginta
(palavra latina que
significa setenta) – que é
o n...
VISÃO
PANORÂMICA“No judaísmo não se imagina que todas as pessoas venham a se tornar
judias, mas existe a esperança de que ...
MISHNÁ/TALMUD E
OUTORS ESCRITOS
As muitas Tradições Orais da Bíblia foram comentadas, discutidas e apli-
cadas à vida conc...
Costumes judaicosOs judeus rezam três vezes ao
dia, enfatizam muito a higiene
pessoal, recitam bênçãos para
quase todos os...
Muitos livros foram perdidos nas guerras entre Israel e outras
nações. Alguns livros citados na Bíblia se perderam
 LIVRO...
O Pentateuco
O rolo original do Pentateuco foi encontrado “ipsis literis” em Qumran-Mar
Morto.
Os Manuscritos do Mar Morto...
Gênesis
 Significa “origem, nascimento,
sucessão dos gênes” (etimologia).
 É o primeiro dos livros bíblicos.
 Contém 50...
Origem Hebraica
  Seu  título  hebraico  Bereshit  (No 
Princípio) é tirado da primeira palavra na 
sua sentença inicial:...
Gênesis
 Narra acontecimentos, desde a criação do
mundo, na perspectiva judaica (o chamado
"relato do Gênesis"), passando...
Êxodo
É o segundo livro do Antigo
Testamento. O termo Êxodo (em
grego Êxodos) também deriva da
Septuaginta Grega.
Origem Hebraica
 
 O seu nome Êxodo em hebraico é Shemôtht,
que significa "Nomes", de acordo com o costume
judaico de int...
Êxodo
 Conta a história da
saída do povo de Israel
do Egito, onde foram
escravos durante 400
anos.
 Narra o nascimento, ...
Êxodo
 Mostra o início de
um relacionamento
entre o povo recém
saído do Egito e Deus
através de uma
aliança proposta pelo...
Levítico
  Basicamente  é  um  livro  teocrático,  de  caráter 
legislativo; 
 É o terceiro livro da Bíblia, livro do se...
Levítico
  Possui 27 capítulos. 
 Os  judeus  chamam-no  “Va-Yikra”  ou 
“Vaicrá” (E chamou). 
 Toda  a  tradição  juda...
Levítico
 Traz importantes leis e 
regulamentos 
sanitárias  e 
nutricionais.
Ex.: Circuncisão, banhar-
se  antes  de  en...
Números
 Do  hebraico  “Bamidba”  ou  “No
Ermo”, em latim “Numeri”, é o quarto 
livro da Bíblia. 
 Possui  36  capítulos...
Números
 Os dois censos de Israel mencionados 
no  livro,  são  narrados  por  Moisés, 
juntamente  com  os  eventos  que...
Números
 O  nome  Números 
foi  usado  pela 
primeira  vez  na 
tradução  grega  da 
versão,  sendo 
bastante  adequado, ...
Números
 Explica  que  Moisés  se 
dedicou  a  registrar  cada 
sitio  onde  os  hebreus 
acampavam  (tanto  os  oásis 
q...
Divisão dos Números
Trajetória
dos
Israelitas
1ª parte: o recenseamento do povo no
Sinai e os preparativos para retomar a
...
Deuteronômio
• É o quinto livro da Bíblia e possui
34 capítulos.
• O nome é de origem grega e quer
dizer “segunda lei” ou
...
Deuteronômio
• O nome hebraico deste quinto livro do Pentateuco é “Deva-
rím” (Palavras), tirado da frase inicial do texto...
Deuteronômio
• Também é enfatizado o
"caminho da benção e da
maldição", no qual Deus
previne o povo a seguir
seus mandamen...
O Pentateuco
Autoria do Pentateuco
O Pentateuco
Existe um consenso, já há alguns
séculos, entre judeus e cristãos, e até
algumas correntes de estudiosos não
...
O Pentateuco
A Bíblia dá inúmeras referências e inferências que defendem
a autoria de Moisés. Senão, vejamos:
a) - Antigo ...
O Pentateuco
Além do testemunho bíblico, existem argumentos
lógicos que apontam diretamente para a autoria de
Moisés e que...
“O Pentateuco”
b) - A convivência de Moisés com Reuel, seu sogro, em Midiã (Êx 2.21), também
reforça a idéia de que Moisés...
“O Pentateuco”
C) - As tradições judaica e
cristã, desde tempos imemoriais,
amparam e defendem a convicção
de que o testem...
“O Pentateuco”
Negação da autoria de
Moisés
O Pentateuco
Alguns intérpretes e eruditos no
passado questionaram a autoria de
Moisés com base em
aparentes discrepâncias...
O Pentateuco
b) - A referência acerca de Moisés
como varão "mui manso, mais do que
todos os homens que havia sobre a
terra...
O Pentateuco
c) - O relato de sua própria morte (Dt 34.5-
12).
Tais objeções e dificuldades de aceitação são
facilmente ex...
Contra argumento da autoria de Moisés
 A Edição Pastoral da Bíblia sustenta que o Pentateuco tem
origem na Tradição Oral ...
GÊNESIS
 O nome Gênesis vem da Septuaginta (Versão dos Setenta),
antiga versão grega. Significa "princípio", "origem" ou
...
GÊNESIS
 A OBRA DA CRIAÇÃO (Gn 1)
 "No principio, criou Deus os seus e a terra."
(Gn 1.1)
 No primeiro versículo de Gên...
GÊNESIS
GÊNESIS
 1º dia — "Disse Deus: Haja luz; e houve luz." (v. 3). Como bom artista,
Deus começa por iluminar o Seu campo de ...
GÊNESIS
 4º dia — A organização do sistema solar (vv. 14-19). Este período
assinala a período do nosso sistema solar e, n...
GÊNESIS
 A instituição da família e a queda do homem (Gn
2,3)
 Os capítulos 2 e 3 de Gênesis são de primordial importânc...
Gênesis
 A mulher não foi tirada da cabeça de Adão, para não o dirigir; nem
tampouco dos pés de Adão, para este não a esp...
Gênesis
 A mulher não foi tirada da cabeça de Adão, para não o dirigir; nem
tampouco dos pés de Adão, para este não a esp...
Gênesis
 Sete, o terceiro filho de Adao e Eva: Sete nasceu depois da morte de
Abel. Seu nome significa substituto ou outr...
Gênesis
 O capitulo 6 descreve a corrupção total do gênero humano. 0 pecado
assumiu proporção desastrosa, a ponto de pesa...
Gênesis
 Apos o dilúvio, a arca pousou sobre Um dos montes da Armênia e foi
descendo ao solo a medida que as águas baixav...
Gênesis
 O futuro das gerações de Sem, Jafé e Cam:
 Na aliança firmada entre Deus e Noé estão registrados três fatos
pro...
BIBLIOGRAFIA
 CHATELÊT, François.; DUHANEL, Olivier.; PISIER, Evelyne.
Dicionário das Obras Políticas . 2ª ED. São Paulo:...
Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira

3.160 visualizações

Publicada em

Aulas do livro Pentatuco da EETAD em formato PPT para professores. Lições 1 e 2

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.160
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
623
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
250
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pentateuco (lições 1 e 2) - EETAD - Pr Gesiel de Souza Oliveira

  1. 1. EETAD – Escola de Educação Teológica das Assembleias de Deus no Brasil. LIVRO: O Pentateuco PROFESSOR: Pr Gesiel Oliveira Núcleo: 176- AD A Pioneira O PENTATEUCO drgesiel.blogspot.com @PrGesiel_ (96)981115715 Gesiel Oliveira
  2. 2. Etimologia O Pentateuco é o título comumente usado pelos cristãos para designar o grupo dos cinco primeiros livros da Bíblia. O vocábulo vem do grego e significa "os cinco rolos” ou “cinco tomos".
  3. 3. Etimologia GREGOS = Pentateuco HEBREUS = Torá TORÁ = “A LEI” o termo foi tomado da matéria central, com significado associado ao “ensinamento, instrução”. •Também é “usado quando se deseja salientar a importância do conceito judaico de conteúdo legal” (ALMEIDA, 1987 p.149).
  4. 4. Etimologia Os judeus também usam a palavra Torá num sentido mais amplo, para se referir ao ensinamento judeu através da história como um todo.
  5. 5.  Tal como os gregos, os hebreus dividiram o Pentateuco em cinco livros, todos localizados no Antigo Testamento: Gênesis Êxodo Levítico Números  Deuteronômio.
  6. 6. DIVISÃO BÁSICA O PENTATEUCOO PENTATEUCO (Torá para os judeus)(Torá para os judeus) GÊNESIS Narra as origens do universo e do gênero humano até à formação paulatina do povo de Israel na sua estada no Egito. ÊXODO Narra a saída dos israelitas do Egito, conduzidos por Moisés aos pés do Sinai, para aí receberem de Deus a sua lei religiosa e civil e se constituírem, por meio de um pacto sagrado, em peculiar "povo de Deus (YAHWÉ ou Jeová).". LEVÍTICO Regula o culto religioso à maneira de ritual, dirigido especialmente aos levitas, que formavam o clero consagrado ao serviço do santuário. NÚMEROS Trata do recenseamento do povo contido na primeira parte, estendendo-se, depois, em referir fatos e providências legislativas correspondentes aos cerca de 40 anos de vida nômade no deserto da península do Monte Sinai. DEUTERONÔMIO A “segunda lei”, emanada pelo fim da jornada no deserto, foi escrito quando Moisés retoma a legislação precedente para adaptá-la às novas condições de vida sedentária, em que o povo viria a se encontrar com a conquista iminente da Palestina (Terra de Canaã = A Terra Prometida).
  7. 7. O Pentateuco Resumo: 1-Gênesis: origens do cosmo, formação do povo de Israel até a sua ida para o Egito como escravo. 2-Êxodo: Saída do Egito. Libertação do cativeiro. Peregrinação no deserto por 40 anos. 3-Levítico: Culto religioso dos hebreus, com relevância para o trabalho dos Levitas. Tribo de Levi 4-Números: Trata dos 2 censos. a) junto ao Sinai e b)na entrada da Terra prometida. 5-Deuteronômio: “segunda lei”. Síntese de Ex,Lv,Nm. Foi escrito para a nova geração (para os que nasceram no deserto)
  8. 8. O Autor  A autoria dos livros do Pentateuco é atribuída, pela cultura judaico- cristã, e também tradicionalmente, ao patriarca hebreu Moisés (em hebraico Moshê ben Amram).
  9. 9. MOISÉS Nome: Moisés Significado: Mósis, em egípcio, significa "filho". Para os judeus, Moshê , significa "retirado das águas". Avô: Coate, 2.º filho de Levi Mãe: Joquebede, Tia de Arnão Pai: Anrão, filho de Coate Esposa: Ziporá,ou Seforá(em hebraico tzipora) Sogro: Jetro Irmãos: Miriam / Aron ou Arão Tempo de Vida: 120 anos, segundo a Bíblia Local de Morte: Monte Nebo, Planíce de Moabe
  10. 10. Origem Grega  Os nomes dos livros foram dados pela chamada Septuaginta (palavra latina que significa setenta) – que é o nome de uma tradução da Torá para o idioma grego feita no século IIIa.c., encomendada por Ptolomeu II, rei do Egito, para ilustrar a recém- inaugurada Biblioteca de Alexandria.
  11. 11. VISÃO PANORÂMICA“No judaísmo não se imagina que todas as pessoas venham a se tornar judias, mas existe a esperança de que o mundo inteiro reconheça a soberania de um único Deus” (COOGAN, 2007, p.16) Tomando as letras iniciais de Torá, Neviim e Ketuvin se forma a pala- vra Tenakh, que se tornou a palavra hebraica para Bíblia, pois Bíblia é palavra grega. As Escrituras Judaicas se dividem em: TANAKH –BÍBLIA 1-A Lei (Torá)=Pentateuco ou 5 livros de Moisés (Gn,Ex,Lv,Nm e Dt) 2-Os Profetas (Neviim)= Livros históricos e proféticos (Josué, Juízes, 1 Samuel, 2 Samuel, 1 Reis, 2 Reis, Isaías, Jeremias, Ezequiel, Oséias, Joel, Amós, Obadias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuque, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias). 3-Os Escritos (Ketuvim)= livros sapienciais (Salmos, Jó, Provérbios, Rute, Cântico dos Cânticos, Eclesiastes, Lamentações, Ester, Daniel, Esdras, Neemias, 1 Crônicas e 2 Crônicas). A Torá é o “miolo” da Bíblia. Alguns grupos judaicos só usam a Torá.
  12. 12. MISHNÁ/TALMUD E OUTORS ESCRITOS As muitas Tradições Orais da Bíblia foram comentadas, discutidas e apli- cadas à vida concreta. Este trabalho recebe o nome de Mishná (O que é en- sinado). Representam a opinião das maiorias e das minorias. Ao serem compiladas em livros, recebem o nome de Talmude (Estudo). Além do Talmude havia também o Targum, que era a tradução da Torá para o aramaico. No século XIII um rabino espanhol, Moisés de León compilou uma porção de escritos aramaicos (Zohar). Estes serviram de Base da Cabala. Virou Eso-terismo.
  13. 13. Costumes judaicosOs judeus rezam três vezes ao dia, enfatizam muito a higiene pessoal, recitam bênçãos para quase todos os momentos do dia. Leem a Torá em trechos alter- nados aos sábados, ou seja, num ano devem ler toda a Torá Seu dia celebrativo é o Sá-bado. Nele não fazem ne-nhum trabalho, vão à sinago-ga para o culto. O calendário judaico é muito anterior ao calendário cristão. Quando o calen- dário cristão marcava 1999 o calendário judaico marcava 5759-60. Seu calendário é lunar e não fecha completamente com o calendário cristão. Por isto, em cada 19 anos eles acrescentam um mês para corrigir o calendário defasado.
  14. 14. Muitos livros foram perdidos nas guerras entre Israel e outras nações. Alguns livros citados na Bíblia se perderam  LIVROS Livros perdidos da Bíblia, e onde eles são mencionados:  1. Livro das Batalhas do SENHOR - Números 21.14.  2. Livro do Justo - Josué 10.13; 2 Sm 1.18.  3. História de Salomão - 1 Reis 11.41.  4. História dos Reis de Israel - 1 Reis 14.19 (e mais outras 14 referências)  5. História dos Reis de Judá 1 Reis 14.29 (e mais outras 17 referências)  6. Livro dos Reis de Israel - 1Crônicas 9.1; 2Crônicas 20.34.  7. Crônicas do Profeta Samuel - 1 Crônicas 29.29.  8. Crônicas do Profeta Natã - 1Crônicas 29.29.  9. Crônicas do Profeta Gade - 1Crônicas 29.29.  10. História do Profeta Natã - 2Crônicas 9.29.  11. Profecia de Aias, de Siló - 2Crônicas 9.29.  12. Visões do Profeta Ido - 2Crônicas 9.29.  13. História do Profeta Semaías e História do Profeta Ido - 2Crônicas 12.15.  14. História do Profeta Ido - 2Crônicas 13.22.  15. História dos Reis de Judá e de Israel - 2Crônicas 16.11.  16. História de Jeú, filho de Hanani (escrita na "História dos Reis de Israel") 2Crônicas 20.34.  17. Comentário sobre o Livro dos Reis 2Crônicas 24.27.  18. Atos de Uzias (escritos "pelo profeta Isaías") — 2Crônicas 26.22.  19. História dos Reis de Israel e de Judá 2Crônicas 27.7.  20. Visão do Profeta Isaías (escrita na "História dos Reis de Judá e de Israel") 2 Cr 32.32  21. História dos Reis de Israel - 2Crônicas 33.18.  22. História dos Profetas - 2Crônicas. 33.19.  23. Livro de Registros ou das Crônicas - Neemias 12.23.
  15. 15. O Pentateuco O rolo original do Pentateuco foi encontrado “ipsis literis” em Qumran-Mar Morto. Os Manuscritos do Mar Morto São uma coleção de centenas de textos e fragmentos de texto encontrados em cavernas de Qumran , no Mar Morto , no fim da década de 1940 e durante a década de 1950.  Foram compilados por uma doutrina de judeus conhecida como Essênios, que viveram em Qumran do Sec. IIa.C  até aproximadamente 70 a.C . Porções de toda a Bíblia Hebraica foram encontradas, exceto do Livro de Ester e do Livro de Neemias. Os manuscritos incluem também Livros Apócrifos e livros de regras da própria seita. Os Manuscritos do Mar Morto são de longe a versão mais antiga do texto bíblico, datando de 1000 anos antes do que o texto original da Bíblia Hebraica, usado pelos judeus atualmente. Atualmente, estão guardados no Santuário do Livro do Museu de
  16. 16. Gênesis  Significa “origem, nascimento, sucessão dos gênes” (etimologia).  É o primeiro dos livros bíblicos.  Contém 50 capítulos.
  17. 17. Origem Hebraica   Seu  título  hebraico  Bereshit  (No  Princípio) é tirado da primeira palavra na  sua sentença inicial: “No Princípio criou Deus os céus e a terra...”  (ALMEIDA,  1987, p.3)
  18. 18. Gênesis  Narra acontecimentos, desde a criação do mundo, na perspectiva judaica (o chamado "relato do Gênesis"), passando pelos Patriarcas hebreus, até à fixação deste povo no Egito, depois da história de José.  Conta da criação da Terra por Deus, da origem da humanidade através de Adão e Eva, da queda do homem (Pecado Original) e da escolha da nação de Israel por Deus.
  19. 19. Êxodo É o segundo livro do Antigo Testamento. O termo Êxodo (em grego Êxodos) também deriva da Septuaginta Grega.
  20. 20. Origem Hebraica    O seu nome Êxodo em hebraico é Shemôtht, que significa "Nomes", de acordo com o costume judaico de intitular os livros a partir das suas palavras iniciais. (Êxodo 1:1 - "Estes são os nomes ..."; em Língua hebraica We  élleh  shemôtht), Fonte : (ALMEIDA, 1987, p.70). 
  21. 21. Êxodo  Conta a história da saída do povo de Israel do Egito, onde foram escravos durante 400 anos.  Narra o nascimento, a vida e o ministério de Moisés diante do povo de Israel, bem como o estabelecimento da Lei e a construção do Tabernáculo.
  22. 22. Êxodo  Mostra o início de um relacionamento entre o povo recém saído do Egito e Deus através de uma aliança proposta pelo próprio Deus. Trata da organização do judaísmo.
  23. 23. Levítico   Basicamente  é  um  livro  teocrático,  de  caráter  legislativo;   É o terceiro livro da Bíblia, livro do serviço e do  andar com Deus.   Apresenta:  o ritual dos sacrifícios;  as normas que diferenciam o puro do impuro;  a lei da santidade; e   o  calendário  religioso  judaico  entre  outras  normas e legislações que regulariam a religião.
  24. 24. Levítico   Possui 27 capítulos.   Os  judeus  chamam-no  “Va-Yikra”  ou  “Vaicrá” (E chamou).   Toda  a  tradição  judaica-cristã,  leva  a  identificar  que  Moisés,  teria  obtido  as  informações de Jeová  Fonte: (Levítico 26:46 em ALMEIDA, 1987 p. 136). 
  25. 25. Levítico  Traz importantes leis e  regulamentos  sanitárias  e  nutricionais. Ex.: Circuncisão, banhar- se  antes  de  entrar  no  templo.  Levítico capítulos 11 a 15  e  18  (ALMEIDA,  1987,  p. 113-124). 
  26. 26. Números  Do  hebraico  “Bamidba”  ou  “No Ermo”, em latim “Numeri”, é o quarto  livro da Bíblia.   Possui  36  capítulos  e  recebe  esse  nome por causa dos censos relatados.  A época da escrita, por volta de 1470  a.c.  FONTE: (http://pt.wikipedia.org/wiki/Pentateuco).
  27. 27. Números  Os dois censos de Israel mencionados  no  livro,  são  narrados  por  Moisés,  juntamente  com  os  eventos  que  ocorreram  na  região  do  monte  Sinai,  durante  as  peregrinações  dos  israelitas no ermo e em Moabe. 
  28. 28. Números  O  nome  Números  foi  usado  pela  primeira  vez  na  tradução  grega  da  versão,  sendo  bastante  adequado,  pois  todo  o  livro  está  repleto  de  números. 
  29. 29. Números  Explica  que  Moisés  se  dedicou  a  registrar  cada  sitio  onde  os  hebreus  acampavam  (tanto  os  oásis  quanto os acampamentos).  As  palavras  finais  do  livro  indicam ser ele o escritor do  relato,  conforme  verso  13  do  seu  último  capítulo.  (Números  36:13,  ALMEIDA,  1987, p. 184).   Estas descrições tão antigas  chegaram  até  os  dias  atuais, intactas. 
  30. 30. Divisão dos Números Trajetória dos Israelitas 1ª parte: o recenseamento do povo no Sinai e os preparativos para retomar a marcha (Capítulo 1, versos de 1-10 e capítulo 10). 2ª parte: A história da jornada do Sinai até Moabe, no deserto, o envio dos espiões à Terra de Canaã e o relato que fizeram, e as murmurações (oito vezes) do povo contra as dificuldades do caminho (Capítulo 10, verso 11 até capítulo 22, verso 1). 3ª parte: os eventos na planície de Moabe, antes da travessia do Jordão (Capítulo 22, verso 2 até Capítulo 39, verso 13).
  31. 31. Deuteronômio • É o quinto livro da Bíblia e possui 34 capítulos. • O nome é de origem grega e quer dizer “segunda lei” ou “repetição da lei”.
  32. 32. Deuteronômio • O nome hebraico deste quinto livro do Pentateuco é “Deva- rím” (Palavras), tirado da frase inicial do texto hebraico. • Contém os discursos de Moisés ao povo, no deserto, durante seu êxodo do Egito à Terra Prometida por Deus. • Os discursos contidos nesse livro, em geral, reforçam a idéia de que servir a Deus não é apenas seguir sua lei. Moisés enfatiza a obediência em conseqüência do amor: "Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e com todo o teu entendimento" (Deuteronômio 6:5, ALMEIDA, 1987 p. 192).
  33. 33. Deuteronômio • Também é enfatizado o "caminho da benção e da maldição", no qual Deus previne o povo a seguir seus mandamentos, pelos quais o povo ou seria abençoado, ou receberia maldições (porém, caso se arrependesse e voltasse a seguir de coração a Deus, ele se arrependeria e perdoaria o povo).
  34. 34. O Pentateuco Autoria do Pentateuco
  35. 35. O Pentateuco Existe um consenso, já há alguns séculos, entre judeus e cristãos, e até algumas correntes de estudiosos não cristãos sobre a autoria mosaica do PENTATEUCO.
  36. 36. O Pentateuco A Bíblia dá inúmeras referências e inferências que defendem a autoria de Moisés. Senão, vejamos: a) - Antigo Testamento: Dt 1.5; 4.44; 31.9; 33.4; Js 8.31- 34; 1Rs 2.3; 2Rs 14.6; 23.25; 2Cr 23.18; Ed 3.2; Ne 8.1; Ml 4.4. b) - Novo Testamento: Lc 2.22; Jo 1.17; At 13.39; 28.23; 1Co 9.9; Hb 10.28. c) - O Testemunho pessoal de Jesus: Lc 24.44; 7.19;
  37. 37. O Pentateuco Além do testemunho bíblico, existem argumentos lógicos que apontam diretamente para a autoria de Moisés e que não podem ser ignorados. Vejamos: a) - Moisés era um dos poucos hebreus (ou talvez o único), em sua época, que tinha condições e cultura para compilar uma obra literária de tamanha monta. Nascido numa geração escravizada e subserviente, obviamente nenhum hebreu de sua época teve acesso ao conhecimento que ele adquiriu em sua convivência na corte faraônica (Êx 2.10).
  38. 38. “O Pentateuco” b) - A convivência de Moisés com Reuel, seu sogro, em Midiã (Êx 2.21), também reforça a idéia de que Moisés teve acesso a fontes orais e documentais inequívocas, que, obviamente, o ajudaram na compilação da Obra, sob o seguinte argumento: 1º) Reuel era sacerdote em Midiã, terra aparentada de Israel (Gn 25.1,2) e com tradições semelhantes. 2º) Moisés não viveu sob a única bandeira de Reuel, mas peregrinou naquela terra (Êx 2.22), o que possibilitou o seu contato com inúmeras fontes. 3º) O próprio Reuel, como sacerdote, pode ser considerado uma excelente fonte de informações para Moisés. O fato de seu nome aparecer mudado, cerca de quarenta anos depois (Êx 3.1), demonstra ter sido ele homem extremamente influente e respeitado entre os seus, certamente pela cultura ou sabedoria que tinha (Êx 18.12-27 deixa claro que a sabedoria de Jetro exercia forte influência sobre Moisés).
  39. 39. “O Pentateuco” C) - As tradições judaica e cristã, desde tempos imemoriais, amparam e defendem a convicção de que o testemunho do PENTATEUCO revela Moisés como seu autor.
  40. 40. “O Pentateuco” Negação da autoria de Moisés
  41. 41. O Pentateuco Alguns intérpretes e eruditos no passado questionaram a autoria de Moisés com base em aparentes discrepâncias cronológicas, dentre elas as principais: a) - A alusão da existência de reis sobre Israel, mesmo antes de vir a ser uma nação (Gn 36.31);
  42. 42. O Pentateuco b) - A referência acerca de Moisés como varão "mui manso, mais do que todos os homens que havia sobre a terra” (Nm 12.3); o que de acordo com alguns teólogos não condiz com a descrição firme, destemida e da grande liderança exercida por Moisés, descrita no Pentateuco.
  43. 43. O Pentateuco c) - O relato de sua própria morte (Dt 34.5- 12). Tais objeções e dificuldades de aceitação são facilmente explicadas sob o argumento da Revelação divina ou mesmo de pequenos acréscimos posteriores realizados por homens da confiança de Moisés (Josué bem poderia ter sido um deles, conforme defende o Talmude hebraico).
  44. 44. Contra argumento da autoria de Moisés  A Edição Pastoral da Bíblia sustenta que o Pentateuco tem origem na Tradição Oral e foi escrito durante seis séculos, reformulando, adaptando e atualizando tradições antigas e criando novas.  Juliius Welhausen (1844-1918) sustenta que o Pentateuco é uma obra redacional, composta de quatro diferentes tradições (documentos): a Javista com textos compostos na época da Monarquia (950 a.C.), a Eloísta com textos posteriores ao ano 750 a.C., a Deuteronomista com textos escritos aproximadamente no ano 600 a.C. e a Sacerdotal com textos escritos no exílio babilônico (por volta do ano 500 a.C.  Outros teólogos argumentam como prova de que Moisés não escreveu todo o Pentateuco, a descrição de sua morte no Capítulo
  45. 45. GÊNESIS  O nome Gênesis vem da Septuaginta (Versão dos Setenta), antiga versão grega. Significa "princípio", "origem" ou "nascimento". Os hebreus lhe chamavam "No princípio", pois designavam os livros da lei de acordo com sua primeira palavra ou frase.  a) O livro do Gênesis é a introdução à Bíblia toda. É o livro dos princípios, pois narra os começos da criação, do homem, do pecado, da redenção e da raça eleita. Tem sido chamado de "viveiro ou sementeiro da Bíblia" porque nele estão as sementes de todas as grandes doutrinas. Na opinião de Gillis, sem o Gênesis a Bíblia "é não só incompleta, mas incompreensível".
  46. 46. GÊNESIS  A OBRA DA CRIAÇÃO (Gn 1)  "No principio, criou Deus os seus e a terra." (Gn 1.1)  No primeiro versículo de Gênesis, Moisés apresenta em resumo a obra criadora de Deus, que vem detalhadamente nos versículos subsequentes. E o dogma fundamental da religião oposto a todos os falsos sistemas filosóficos e a todas as falsas religiões.
  47. 47. GÊNESIS
  48. 48. GÊNESIS  1º dia — "Disse Deus: Haja luz; e houve luz." (v. 3). Como bom artista, Deus começa por iluminar o Seu campo de ação. Não se trabalha no escuro porque sem luz — condição fundamental de toda a obra (cientificamente provado) — tudo é confuso. No plano natural das coisas, a luz procede da vibração. 0 versículos 3 revela a relação entre o movimento do Espírito sobre a matéria inerte e o efeito nela produzido.  2º) dia — "E chamou Deus ao firmamento Céus..." (vv. 6-8). Firmamento ou expansão já como Deus denominou o segundo elemento criado; foi a separação da matéria gasosa da qual surgira a luz. O que Deus chama de expansão ou céus não significa simplesmente a atmosfera a volta da terra,  0 Salmo 148.4 apresenta a expressão "águas que estão acima do firmamento", e, matéria gasosa sobre os céus, conforme afirma o versículos, e aquelas "águas debaixo", que incluem as nuvens da atmosfera, bem como os mares e os oceanos.  3º dia — No qual o movimento está relacionado a gravitação, o tudo e todas as demais forcas que começam a concentrar a matéria do firmamento a volta dos inúmeros centros, um dos quais passa a ser o nosso globo.
  49. 49. GÊNESIS  4º dia — A organização do sistema solar (vv. 14-19). Este período assinala a período do nosso sistema solar e, nessa astronomia primitiva de Moisés, surgem o sol, a lua e as estrelas. A expressão "estrelas" engloba os demais astros (planetas, cometas, etc.). A função dos dois astros-reis, a saber, o sol e a lua, é a de controlar o dia e a noite, respectivamente, de maneira a jamais faltar luz. O sol indica dias e anos; a lua, semanas e meses; e as estrelas, as estações do ano.  5º dia — O surgimento da fauna marinha (vv. 20-23). Neste quinto dia surgem os pequenos e grandes peixes, como também todas as variedades de aves. Os animais da água em geral e do mar tem muita semelhança. Há muitas ayes que também vivem em águas.  6º dia — A criação dos animais terrestres (vv. 24,25). A semelhança dos demais, estes animais também foram criados por Deus. Eles nascem na terra e nela vivem. Dividem- se em três grupos: gado ou animais domésticos, feras ou animais selvagens; e repteis, que se arrastam pelo solo.
  50. 50. GÊNESIS  A instituição da família e a queda do homem (Gn 2,3)  Os capítulos 2 e 3 de Gênesis são de primordial importância, pois registram a instituição da família por Deus, a queda do homem e fatos de profundo significado para a humanidade.  7º dia — "E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou" (2.3). Foi este um dia muito diferente dos demais descritos durante a obra da criação. Foi um dia santificado. Não teriam os outros seis sido também santificados? Claro que sim! Ocorre que o sétimo o foi em especial, porque nele o Senhor descansou de Suas obras. Isto não quer dizer que, tal qual um trabalhador humano, Deus estivesse cansado, mas que isso seria um padrão a ser seguido pelo homem - descansar após seis dias de trabalho seguidos. Comparemos Gn 2.3 com Ex20.11. O termo no original indica apenas cessação
  51. 51. Gênesis  A mulher não foi tirada da cabeça de Adão, para não o dirigir; nem tampouco dos pés de Adão, para este não a espezinhar; todavia, Eva foi tirada do lado de Adão, para que ele a amasse; assim serviriam Um ao outro, em perfeita harmonia de vida.  Cap 3:  1. A escolha do homem: foi a da desobediência a voz divina, uma transgressão que significou o repudio a autoridade de Deus, a disputa acerca de Sua sabedoria e o desprezo a Sua grata.  2. A consequência dessa escolha foi de reprovação, condenação, maldição e expulsão por parte de Deus, pois Ele não pode negar a Si mesmo. Assim, houve a queda do homem.  3. A profecia divina logo após a queda consiste em prova inconfundível do amor de Deus: o homem seria redimido do seu pecado. Gênesis 3.15 faz a primeira alusão ao Redentor que haveria de vir: "Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e o seu descendente. Este te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar".
  52. 52. Gênesis  A mulher não foi tirada da cabeça de Adão, para não o dirigir; nem tampouco dos pés de Adão, para este não a espezinhar; todavia, Eva foi tirada do lado de Adão, para que ele a amasse; assim serviriam Um ao outro, em perfeita harmonia de vida.  A serpente original não tinha esse aspecto como hoje (Gn 3.14)  O fato de Adão e Eva querem cobrir sua nudez é prova que foram despidos da Glória de Deus (Gn 3.8)  Profecia:“da semente da mulher virá a vitória sobre o pecado”(Gn3.15)  Caim (cultivador) e Abel (pastor de gado): Deus se agradou da oferta de Abel pela fé genuína e consagração.  O 1º assassinato.  Quem foi a esposa de Caim? Provavelmente uma de suas irmas. Ora, Eva era "... a mae de todos os seres humanos."
  53. 53. Gênesis  Sete, o terceiro filho de Adao e Eva: Sete nasceu depois da morte de Abel. Seu nome significa substituto ou outra semente (em lugar de Abel). Seu vocabulo hebraico também pode significar conceder. Os descendentes de Sete foram homens de fe, ao contrario dos descendentes de Caim, que foram "homens do mundo".  Enoque — homem de fé (Hb 11.5,6). Sua vida merece estudo profundo. Gênesis 5.24 diz apenas "... porque Deus o tomou para si." E Um dos casos mais extraordinários do relato bíblico, no entanto, é mencionado em poucas palavras. Diz a Bíblia que Ele "... foi trasladado para não ver a morte..." (Hb 11.5)
  54. 54. Gênesis  O capitulo 6 descreve a corrupção total do gênero humano. 0 pecado assumiu proporção desastrosa, a ponto de pesar no coração de Deus o faro de ter posto o homem na terra (6.6). Então, em consequência disto, Deus determinou a destruição do homem através de Um cataclismo — o dilúvio, de cuja catástrofe seriam poupados Noé, Um homem integro, que desfrutava da intima comunhão com Deus (6.9), e toda sua família.  Os textos de Gênesis 6.3 e 2 Pedro 2.5 parecem indicar que Deus, na sua longanimidade, deu ao homem ainda um prazo de 120 anos, durante os quais a justiça divina foi pregada, porem sempre rejeitada.  A tipologia da arca A arca, meio de salvação de Noé e sua família, prefigura Cristo. Ela atravessara as águas da morte, saindo delas ilesa. Produz então um novo inicio — Um mundo além do juízo. Cristo, pela Sua morte e ressurreição, salva da condenação eterna todo aquele que se chega a Ele: "E, assim, se alguém este' em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas jci passaram; eis que se fizeram novas." (2Co 5.17).
  55. 55. Gênesis  Apos o dilúvio, a arca pousou sobre Um dos montes da Armênia e foi descendo ao solo a medida que as águas baixavam, parando no sope do monte chamado Ararate. Esse lugar, segundo a tradição que the conservou a origem do fato, é conhecido pelo nome de "Naxuana" — ou o lugar da descida da arca.  Embriaguez de Noé: Esta passagem bíblica nos ensina que ate mesmo o homem ricamente abençoado com a grata de Deus pode ser vencido pelos pecados carnais. Sem e Jafé, filhos de Noé, demonstraram moral elevada e louvável. O terceiro filho (Cam), no entanto, vemos que a maldição não foi imputada a si mas sim a sua geração— os cananeus. Estes foram os adversários do povo de Deus e exterminados da terra quando da conquista de Canaã por Josué Os 24.18).
  56. 56. Gênesis  O futuro das gerações de Sem, Jafé e Cam:  Na aliança firmada entre Deus e Noé estão registrados três fatos proféticos com relação a seus filhos, a saber:  1. Os descendentes de Sem (os semitas) preservariam o conhecimento do verdadeiro Deus. Jesus, segundo a carne, e proveniente de Sem.  2. De Jafé viriam as raças que dominariam a maior parte do mundo e superariam as raças semíticas. 0 governo, a ciência e a arte tem se originado, de Irma geral, de pessoas originarias de Jafé.  3. Os descendentes de Cam — o mais moco dos irmãos, seriam raças servis, sempre inferiores aos demais Irmãos.
  57. 57. BIBLIOGRAFIA  CHATELÊT, François.; DUHANEL, Olivier.; PISIER, Evelyne. Dicionário das Obras Políticas . 2ª ED. São Paulo: Civilização Brasileira, 1993.  ALMEIDA, João Ferreira. A BIBLIA SAGRADA, ed.65, revista e corrigida. Rio de Janeiro: Imprensa Bíblica Brasileira, 1987.  William G. Dever, Who were the early israelites ?, William B. Eerdmans Publishing Co., Grand Rapids, MI (2003).  Neil A. Silberman et al., A Bíblia Desenterrada, Simon e Schuster, New York (2001).  OLIVEIRA, R.Ferreira; O PENTATEUCO: Os cinco livros de Moisés. EETAD-1ª Ed-Campinas, SP. 2009.

×