SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Baixar para ler offline
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ATENÇÃO ÀS
MULHERES
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
Ministério da Saúde, 2008.
O climatério não é uma doença e sim uma fase natural da vida da
mulher e muitas passam por ela sem queixas ou necessidade de
medicamentos. Outras têm sintomas que variam na sua diversidade e
intensidade. No entanto, em ambos os casos, é fundamental que haja,
nessa fase da vida, um acompanhamento sistemático visando à
promoção da saúde, o diagnóstico precoce, o tratamento imediato dos
agravos e a prevenção de danos.
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
Objetivos dessa apresentação:
• Apresentar as especificidades da depressão e ansiedade no climatério;
• Diferenciar quadros depressivos e ansiosos de alterações fisiológicas;
• Abordagens preventivas e terapêuticas.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
• O climatério é definido pela Organização Mundial da Saúde como uma fase biológica da vida e
não um processo patológico, que compreende a transição entre o período reprodutivo e o não
reprodutivo da vida da mulher. A menopausa é um marco dessa fase, correspondendo ao último
ciclo menstrual, somente reconhecida depois de passados 12 meses da sua ocorrência e
acontece geralmente em torno dos 48 aos 50 anos de idade.
• Traz o referencial de “meio da vida” para muitas mulheres, acarretando mudanças no curso de
vida que podem trazer crises, como a percepção do envelhecimento, de limitações físicas, a
saída das filhos de casa e ausência de um projeto pessoal, a noções de finitude, aparecimento de
doenças crônicas, etc.
• Dados atuais têm mostrado que o aumento dos sintomas da mulher neste período reflete
circunstâncias sociais e pessoais, e não somente eventos endócrinos do climatério e menopausa.
MS, 2008.
Climatério Definição
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
É importante ter em mente que sintomas depressivos, tristeza e ansiedade são respostas
fisiológicas humanas a eventos da vida.
Existe uma tendência mundial, iniciada na psiquiatria norte-americana, de medicalização da
tristeza e ansiedade. Porém, é fundamental diferenciar sintomas depressivos de transtorno
depressivo, e de ansiedade de transtorno de ansiedade.
Por outro lado, existem casos de depressão grave que podem levar inclusive ao suicidio e que
precisam ser diagnosticados e tratados adequadamente.
Depressão e ansiedade não são doenças com critérios diagnósticos e etiologia claros
como outras doenças metabólicas.
MS, 2008.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
O transtorno depressivo é uma síndrome na qual a
paciente apresenta muito comumente:
• Humor deprimido
• Diminuição do prazer e do interesse
• Alterações do apetite (aumento ou diminuição)
• Alterações do sono (despertar precoce ou hipersonia)
• Agitação ou retardo motor
• Fadiga
• Sentimento de inutilidade e culpa
• Dificuldade de concentração
• Pensamentos de que a morte seria um alívio para o
sofrimento
Como diferenciar Tristeza de Depressão?
Importante
Para o diagnostico de depressão,
não basta apenas somar estes
sintomas, é importante conhecer
mais sobre o contexto da mulher
que estamos tratando,
especialmente no climatério.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
Além de apresentar os sintomas clássicos, é necessário excluir causas orgânicas e outros
fatores sociais/ambientais que podem causar os mesmos sintomas:
• Mudança no padrão de sono podem estar associados à problemas urinários, ou ao
ronco do companheiro;
• As alterações do sono podem estar relacionadas ao estresse;
• A libido pode estar reduzida por inúmeros outros fatores, incluindo problemas no
relacionamento do casal;
Como diferenciar Tristeza de Depressão?
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
Como diferenciar Tristeza de Depressão?
• Mudanças no humor podem estar relacionadas ao uso excessivo de álcool ou drogas, ou
serem reflexo das características de personalidade , bem como à sobrecarga de papéis e
funções da mulher em relação aos cuidados com a família nuclear e ampliada. É comum
observar mulheres iniciando dependência de álcool e outras drogas nessa fase da vida;
• Mudanças de apetite e peso podem também ter como base alguma uma doença
orgânica ou resultado de medicação, estresse ou luto. Nessa fase do climatério pode
haver quadros orgânicos mimetizando um quadro depressivo
Na ausência de história prévia de depressão e início súbito,
sempre pensar em organicidade
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
Cefaléia
Fadiga
Tontura
Palpitações
Insônia
Perda de
memória
Falta de
concentração
Parestesias
Dores articulares
Ondas de calor
(fogachos)
Atenção: Não há
evidência para uso de
reposição hormonal para
tratamento de depressão
no climatério!
Principais sintomas do climatério que podem ser confundidos com
depressão/ansiedade
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
Depressão
Primária
Episódio depressivo
do transtorno
depressivo
recorrente
Episódio
depressivo de
transtorno
bipolar
Distimia
Secundária
Devido ao uso de
substâncias
Devido à outras
condições
médicas
Excluídas causas orgânicas e biopsicossociais, a classificação da depressão primária segue
a classificação abaixo:
Excluir
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
• Ansiedade e ataques de pânico podem surgir separados da depressão, sendo que a
ansiedade aparece praticamente em todos os transtornos mentais vivenciados no
climatério.
• Ansiedade é também uma resposta fisiológica ao perigo, caracteriza-se como uma
série de reações físicas diante de situações que são vivenciadas como ameaças agudas
(reação de fuga ou ataque).
• Pode ser caracterizada como ansiedade leve ou grave, sendo essa incapacitante.
Como diferenciar Ansiedade de Transtorno Ansioso?
A ansiedade passa a ser considerada patológica quando
acomete as funcionalidades dos indivíduos.
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
• O climatério é uma janela de vulnerabilidade para depressão e
ansiedade, não é uma causa.
• A avaliação de uma mulher deprimida ou ansiosa no climatério
precisa levar em conta os fatores biopsicossociais.
• Os sintomas mais frequentes no climatério – ondas de calor, suores
noturnos, insônia, fadiga, falta de concentração etc. – podem gerar
sentimentos de tristeza e ansiedade, que não são necessariamente
transtornos de ansiedade/depressão.
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
Transtornos de
Ansiedade
Transtornos fóbicos-ansiosos
Agorafobia Fobias sociais
Fobias
específicas
Outros transtornos
de ansiedade
Transtorno de
ansiedade generalizada
Transtorno
de pânico
Transtorno
obsessivo
-compulsivo
Transtornos
de Ansiedade
Dentro dos transtornos de ansiedade há os quadros relacionados a situações
especificas, como agorafobia (situação de ansiedade frente à um ambiente
fechado), de fobias sociais, exposição à um julgamento ou com medos
específicos, e o transtorno de ansiedade generalizada que, nos casos mais
intensos, leva ao transtorno de pânico (sensação súbita de iminência de morte).
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
O modelo biopsicossocial
Minha condição de saúde pode ter uma origem biológica.
Mas o impacto é sentido física, psicológica e socialmente.
O suporte médico me mantem vivo.
Mas é o suporte psicológico e social que me permite viver.
Patologia doença
sintomas
tratamentos
exames ciência
Estresse
Ansiedade
Depressão
Culpa Medo
Família
Trabalho
Rede social
Fardo Lazer
O diagnóstico de um quadro
ansioso deve ser feito levando
em conta o contexto em que
o sintoma aparece.
Avaliar a família, o ambiente
social, condições de lazer, de
vida saudável.
Os sintomas de climatério são
muito mais intensos em
mulheres com qualidade de
vida pior e que vivem em
países com maiores
desigualdades de renda.
Winkinson & Picket 2006
Psico
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
Os fatores de risco para depressão e ansiedade estão diretamente relacionados às condições em que
vivem as pessoas. Para as mulheres no climatério, há que se considerar a transversalidade das
inequidades de gênero e raça, que pioram todos os condicionantes de saúde.
É função da Atenção
Primária contribuir com
soluções que reconheçam
esses condicionantes de
saúde.
Fatores que levam à
perda de controle sobre a
própria vida não são
passíveis de serem
resolvidos com pílulas.
Perda da
Esperança
Exclusão
Impotência Saúde
comprometida
Obesidade
Tabagismo
Drogas e
Alcoolismo
Solidão
Violência
doméstica
Abuso
sexual
Violência
física/psicológica
Famílias
desestruturadas
Comunidades
violentas
Medo
Falta de
oportunidades
Desemprego
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
• Antes de encaminhar a um especialista, dedicar tempo para uma escuta atenta, considerando
além dos sintomas, o contexto biopsicossocial da mulher;
• Em caso de labilidade de humor, tentar identificar com ela os pontos gatilho que levam à
tristeza;
• Encaminhar à psicoterapia;
• Organizar grupos para discutir as questões do climatério, formando redes de informação e
apoio;
• Investimento em vida saudável - promover atividades físicas lúdicas (atividade física e dança,
por exemplo);
• Organizar grupos de matriciamento com psiquiatra, para que os profissionais da área básica
possam ir se familiarizando com as abordagens mais adequadas e conhecendo as principais
condutas;
• Não medicalizar sem antes excluir causas orgânicas e psicossociais.
O que a Atenção Primária pode fazer?
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
É importante assegurar que, apesar de algumas vezes apresentar
dificuldades, o climatério é um período importante e inevitável na vida,
devendo ser encarado como um processo natural, e não como doença.
Às vezes é vivenciado como uma passagem silenciosa (sem queixas);
outras vezes, essa fase pode ser muito expressiva, acompanhada de
sintomatologia que gera alterações na rotina.
Ministério da Saúde, 2008.
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
É uma fase com perdas e ganhos, altos e baixos, novas liberdades, novas
limitações e possibilidades para as mulheres.
Na atenção à sua saúde precisam ser oferecidas informações detalhadas
sobre as variadas facetas dessa nova etapa da vida, encorajando a
mulher a vivê-la com mais energia, coragem e a aprender os limites e
oportunidades do processo de envelhecimento, abrangendo as
transformações que ocorrem durante esse período.
Ministério da Saúde, 2008.
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
• Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Manual de Atenção à Mulher
no Climatério/Menopausa / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – Brasília
: Editora do Ministério da Saúde, 2008. 192 p. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Série Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos –
Caderno, n.9)
• Wikinson & Pickett 2006. The spirit level.
• Santoro N. Perimenopause: From Research to Practice. J Womens Health (Larchmt). 2016 Apr;25(4):332-9. doi: 10.1089/jwh.2015.5556. Epub
2015 Dec 10. PMID: 26653408; PMCID: PMC4834516.
Referências
ATENÇÃO ÀS
MULHERES
portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
Material de 28 de abril de 2023
Disponível em: portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br
Eixo: Atenção às Mulheres
Aprofunde seus conhecimentos acessando artigos disponíveis na biblioteca do Portal.
ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil - Sintomas de Doença
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil -  Sintomas de Doença U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil -  Sintomas de Doença
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil - Sintomas de Doença I.Braz Slideshares
 
Aspectos físicos e psicológicos da gravidez
Aspectos físicos e psicológicos da gravidezAspectos físicos e psicológicos da gravidez
Aspectos físicos e psicológicos da gravidezLeticia Miura
 
Aula sobre aspectos psicossociais do parto e nascimento e a segurança do paci...
Aula sobre aspectos psicossociais do parto e nascimento e a segurança do paci...Aula sobre aspectos psicossociais do parto e nascimento e a segurança do paci...
Aula sobre aspectos psicossociais do parto e nascimento e a segurança do paci...Proqualis
 
Segurança na infância [prevencao de acidentes]
Segurança na infância [prevencao de acidentes]Segurança na infância [prevencao de acidentes]
Segurança na infância [prevencao de acidentes]Leonardo Savassi
 
Alojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagemAlojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagemjusantos_
 
Saúde do Adolescente
Saúde do AdolescenteSaúde do Adolescente
Saúde do Adolescenteyolandasergia
 
Transtornos mentais
Transtornos mentaisTranstornos mentais
Transtornos mentaisjoao hermano
 
Curso Cuidador de Idoso (slides)
Curso Cuidador de Idoso (slides)Curso Cuidador de Idoso (slides)
Curso Cuidador de Idoso (slides)Ana Hollanders
 
Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas
Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicasManual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas
Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicasblogped1
 

Mais procurados (20)

U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil - Sintomas de Doença
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil -  Sintomas de Doença U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil -  Sintomas de Doença
U. 21 - Cuidados na Saúde Infantil - Sintomas de Doença
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
Saúde da Mulher
Saúde da MulherSaúde da Mulher
Saúde da Mulher
 
Aspectos físicos e psicológicos da gravidez
Aspectos físicos e psicológicos da gravidezAspectos físicos e psicológicos da gravidez
Aspectos físicos e psicológicos da gravidez
 
Orientações a gestantes
Orientações a gestantesOrientações a gestantes
Orientações a gestantes
 
Aula sobre aspectos psicossociais do parto e nascimento e a segurança do paci...
Aula sobre aspectos psicossociais do parto e nascimento e a segurança do paci...Aula sobre aspectos psicossociais do parto e nascimento e a segurança do paci...
Aula sobre aspectos psicossociais do parto e nascimento e a segurança do paci...
 
Desnutrição Infantil
Desnutrição InfantilDesnutrição Infantil
Desnutrição Infantil
 
Promoção do Aleitamento Materno no Pré-natal
Promoção do Aleitamento Materno no Pré-natalPromoção do Aleitamento Materno no Pré-natal
Promoção do Aleitamento Materno no Pré-natal
 
Segurança na infância [prevencao de acidentes]
Segurança na infância [prevencao de acidentes]Segurança na infância [prevencao de acidentes]
Segurança na infância [prevencao de acidentes]
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
Alojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagemAlojamento conjunto e enfermagem
Alojamento conjunto e enfermagem
 
Saúde do Adolescente
Saúde do AdolescenteSaúde do Adolescente
Saúde do Adolescente
 
Como cuidar da minha saúde mental?
Como cuidar da minha saúde mental?Como cuidar da minha saúde mental?
Como cuidar da minha saúde mental?
 
Transtornos mentais
Transtornos mentaisTranstornos mentais
Transtornos mentais
 
Curso Cuidador de Idoso (slides)
Curso Cuidador de Idoso (slides)Curso Cuidador de Idoso (slides)
Curso Cuidador de Idoso (slides)
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
 
Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas
Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicasManual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas
Manual do Bebê: Cuidados, orientações e dicas
 
Grupo com gestantes
Grupo com gestantesGrupo com gestantes
Grupo com gestantes
 
Amamentação
AmamentaçãoAmamentação
Amamentação
 
Depressao no idoso
Depressao no idosoDepressao no idoso
Depressao no idoso
 

Semelhante a Ansiedade e Depressão no Climatério: Fatores de Risco e Abordagens

Semelhante a Ansiedade e Depressão no Climatério: Fatores de Risco e Abordagens (20)

A depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trataA depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
 
doenças mentais
doenças mentaisdoenças mentais
doenças mentais
 
REVISTA SNC EM EVIDENCIA
REVISTA SNC EM EVIDENCIAREVISTA SNC EM EVIDENCIA
REVISTA SNC EM EVIDENCIA
 
Por que algumas pessoas sofrem de depressão?
Por que algumas pessoas sofrem de depressão? Por que algumas pessoas sofrem de depressão?
Por que algumas pessoas sofrem de depressão?
 
Cuidador de idoso_29
Cuidador de idoso_29Cuidador de idoso_29
Cuidador de idoso_29
 
TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.
TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.
TRANSTORNO BIPOLAR E DE ANSIEDADE.
 
Depressão e ansiedade
Depressão e ansiedade Depressão e ansiedade
Depressão e ansiedade
 
Depressão palestra uniplac
Depressão   palestra uniplacDepressão   palestra uniplac
Depressão palestra uniplac
 
Psicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docxPsicopatologia do Envelhecimento.docx
Psicopatologia do Envelhecimento.docx
 
Estresse e depressão
Estresse e depressãoEstresse e depressão
Estresse e depressão
 
8º ano B (Grupo 1) - O corpo em (des)ordem
8º ano B (Grupo 1) - O corpo em (des)ordem8º ano B (Grupo 1) - O corpo em (des)ordem
8º ano B (Grupo 1) - O corpo em (des)ordem
 
depressão em idosos grupo 4.docx
depressão em idosos grupo 4.docxdepressão em idosos grupo 4.docx
depressão em idosos grupo 4.docx
 
Psicologia na vida adulta
Psicologia na vida adultaPsicologia na vida adulta
Psicologia na vida adulta
 
E-book (1).pdf psicologia ansiedade
E-book (1).pdf psicologia ansiedade E-book (1).pdf psicologia ansiedade
E-book (1).pdf psicologia ansiedade
 
Anxiety disorders
Anxiety disordersAnxiety disorders
Anxiety disorders
 
Depressão e Suicício
Depressão e SuicícioDepressão e Suicício
Depressão e Suicício
 
Trabalho sobre depressão
Trabalho sobre depressãoTrabalho sobre depressão
Trabalho sobre depressão
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
32
3232
32
 
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALDEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
 

Mais de Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)

Mais de Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz) (20)

Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em PediatriaPrevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico em Pediatria
 
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
Diabetes Mellitus na Gestação: estratégias de organização e hierarquização da...
 
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
Prevenção do Câncer de Colo: quando a colposcopia é indicada?
 
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no BrasilDesospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
Desospitalização de Crianças com CCC: panorama da atenção domiciliar no Brasil
 
O Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
O Pré-natal e a Promoção do Parto NormalO Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
O Pré-natal e a Promoção do Parto Normal
 
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
 
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
Diretriz Clínica Brasileira de Linha de Cuidado para Malformações Cirúrgicas:...
 
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadasDiabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
Diabetes Mellitus na Gestação: alterações metabólicas associadas
 
Luto Perinatal
Luto PerinatalLuto Perinatal
Luto Perinatal
 
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e ManejoAnafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
Anafilaxia na Infância: Apresentação Clínica e Manejo
 
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e PuerpérioDiabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
Diabetes Mellitus na Gestação: Cuidados no Parto e Puerpério
 
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no BrasilRetomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
Retomada da Cobertura Vacinal: Desafios e Perspectivas no Brasil
 
Cuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Cuidados com a Saúde Bucal na GestaçãoCuidados com a Saúde Bucal na Gestação
Cuidados com a Saúde Bucal na Gestação
 
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
Hábitos Saudáveis e a Prevenção do Câncer de Mama: é possível?
 
Fibrose Cística: como diagnosticar?
Fibrose Cística: como diagnosticar?Fibrose Cística: como diagnosticar?
Fibrose Cística: como diagnosticar?
 
Osteogênese Imperfeita
Osteogênese ImperfeitaOsteogênese Imperfeita
Osteogênese Imperfeita
 
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natalDiabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
Diabetes Mellitus na Gestação: Tratamento e Cuidados no Pré-natal
 
Desafios na Introdução Alimentar
Desafios na Introdução AlimentarDesafios na Introdução Alimentar
Desafios na Introdução Alimentar
 
Diabetes Mellitus na Gestação: classificação e diagnóstico
Diabetes Mellitus na Gestação: classificação e diagnósticoDiabetes Mellitus na Gestação: classificação e diagnóstico
Diabetes Mellitus na Gestação: classificação e diagnóstico
 
SBP Recomendações para os cuidados com o recém-nascido e o aleitamento matern...
SBP Recomendações para os cuidados com o recém-nascido e o aleitamento matern...SBP Recomendações para os cuidados com o recém-nascido e o aleitamento matern...
SBP Recomendações para os cuidados com o recém-nascido e o aleitamento matern...
 

Ansiedade e Depressão no Climatério: Fatores de Risco e Abordagens

  • 2. ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br Ministério da Saúde, 2008. O climatério não é uma doença e sim uma fase natural da vida da mulher e muitas passam por ela sem queixas ou necessidade de medicamentos. Outras têm sintomas que variam na sua diversidade e intensidade. No entanto, em ambos os casos, é fundamental que haja, nessa fase da vida, um acompanhamento sistemático visando à promoção da saúde, o diagnóstico precoce, o tratamento imediato dos agravos e a prevenção de danos.
  • 3. ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br Objetivos dessa apresentação: • Apresentar as especificidades da depressão e ansiedade no climatério; • Diferenciar quadros depressivos e ansiosos de alterações fisiológicas; • Abordagens preventivas e terapêuticas.
  • 4. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO • O climatério é definido pela Organização Mundial da Saúde como uma fase biológica da vida e não um processo patológico, que compreende a transição entre o período reprodutivo e o não reprodutivo da vida da mulher. A menopausa é um marco dessa fase, correspondendo ao último ciclo menstrual, somente reconhecida depois de passados 12 meses da sua ocorrência e acontece geralmente em torno dos 48 aos 50 anos de idade. • Traz o referencial de “meio da vida” para muitas mulheres, acarretando mudanças no curso de vida que podem trazer crises, como a percepção do envelhecimento, de limitações físicas, a saída das filhos de casa e ausência de um projeto pessoal, a noções de finitude, aparecimento de doenças crônicas, etc. • Dados atuais têm mostrado que o aumento dos sintomas da mulher neste período reflete circunstâncias sociais e pessoais, e não somente eventos endócrinos do climatério e menopausa. MS, 2008. Climatério Definição
  • 5. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO É importante ter em mente que sintomas depressivos, tristeza e ansiedade são respostas fisiológicas humanas a eventos da vida. Existe uma tendência mundial, iniciada na psiquiatria norte-americana, de medicalização da tristeza e ansiedade. Porém, é fundamental diferenciar sintomas depressivos de transtorno depressivo, e de ansiedade de transtorno de ansiedade. Por outro lado, existem casos de depressão grave que podem levar inclusive ao suicidio e que precisam ser diagnosticados e tratados adequadamente. Depressão e ansiedade não são doenças com critérios diagnósticos e etiologia claros como outras doenças metabólicas. MS, 2008.
  • 6. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO O transtorno depressivo é uma síndrome na qual a paciente apresenta muito comumente: • Humor deprimido • Diminuição do prazer e do interesse • Alterações do apetite (aumento ou diminuição) • Alterações do sono (despertar precoce ou hipersonia) • Agitação ou retardo motor • Fadiga • Sentimento de inutilidade e culpa • Dificuldade de concentração • Pensamentos de que a morte seria um alívio para o sofrimento Como diferenciar Tristeza de Depressão? Importante Para o diagnostico de depressão, não basta apenas somar estes sintomas, é importante conhecer mais sobre o contexto da mulher que estamos tratando, especialmente no climatério.
  • 7. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO Além de apresentar os sintomas clássicos, é necessário excluir causas orgânicas e outros fatores sociais/ambientais que podem causar os mesmos sintomas: • Mudança no padrão de sono podem estar associados à problemas urinários, ou ao ronco do companheiro; • As alterações do sono podem estar relacionadas ao estresse; • A libido pode estar reduzida por inúmeros outros fatores, incluindo problemas no relacionamento do casal; Como diferenciar Tristeza de Depressão?
  • 8. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO Como diferenciar Tristeza de Depressão? • Mudanças no humor podem estar relacionadas ao uso excessivo de álcool ou drogas, ou serem reflexo das características de personalidade , bem como à sobrecarga de papéis e funções da mulher em relação aos cuidados com a família nuclear e ampliada. É comum observar mulheres iniciando dependência de álcool e outras drogas nessa fase da vida; • Mudanças de apetite e peso podem também ter como base alguma uma doença orgânica ou resultado de medicação, estresse ou luto. Nessa fase do climatério pode haver quadros orgânicos mimetizando um quadro depressivo Na ausência de história prévia de depressão e início súbito, sempre pensar em organicidade
  • 9. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO Cefaléia Fadiga Tontura Palpitações Insônia Perda de memória Falta de concentração Parestesias Dores articulares Ondas de calor (fogachos) Atenção: Não há evidência para uso de reposição hormonal para tratamento de depressão no climatério! Principais sintomas do climatério que podem ser confundidos com depressão/ansiedade
  • 10. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO Depressão Primária Episódio depressivo do transtorno depressivo recorrente Episódio depressivo de transtorno bipolar Distimia Secundária Devido ao uso de substâncias Devido à outras condições médicas Excluídas causas orgânicas e biopsicossociais, a classificação da depressão primária segue a classificação abaixo: Excluir
  • 11. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO • Ansiedade e ataques de pânico podem surgir separados da depressão, sendo que a ansiedade aparece praticamente em todos os transtornos mentais vivenciados no climatério. • Ansiedade é também uma resposta fisiológica ao perigo, caracteriza-se como uma série de reações físicas diante de situações que são vivenciadas como ameaças agudas (reação de fuga ou ataque). • Pode ser caracterizada como ansiedade leve ou grave, sendo essa incapacitante. Como diferenciar Ansiedade de Transtorno Ansioso? A ansiedade passa a ser considerada patológica quando acomete as funcionalidades dos indivíduos.
  • 12. ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br • O climatério é uma janela de vulnerabilidade para depressão e ansiedade, não é uma causa. • A avaliação de uma mulher deprimida ou ansiosa no climatério precisa levar em conta os fatores biopsicossociais. • Os sintomas mais frequentes no climatério – ondas de calor, suores noturnos, insônia, fadiga, falta de concentração etc. – podem gerar sentimentos de tristeza e ansiedade, que não são necessariamente transtornos de ansiedade/depressão.
  • 13. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO Transtornos de Ansiedade Transtornos fóbicos-ansiosos Agorafobia Fobias sociais Fobias específicas Outros transtornos de ansiedade Transtorno de ansiedade generalizada Transtorno de pânico Transtorno obsessivo -compulsivo Transtornos de Ansiedade Dentro dos transtornos de ansiedade há os quadros relacionados a situações especificas, como agorafobia (situação de ansiedade frente à um ambiente fechado), de fobias sociais, exposição à um julgamento ou com medos específicos, e o transtorno de ansiedade generalizada que, nos casos mais intensos, leva ao transtorno de pânico (sensação súbita de iminência de morte).
  • 14. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO O modelo biopsicossocial Minha condição de saúde pode ter uma origem biológica. Mas o impacto é sentido física, psicológica e socialmente. O suporte médico me mantem vivo. Mas é o suporte psicológico e social que me permite viver. Patologia doença sintomas tratamentos exames ciência Estresse Ansiedade Depressão Culpa Medo Família Trabalho Rede social Fardo Lazer O diagnóstico de um quadro ansioso deve ser feito levando em conta o contexto em que o sintoma aparece. Avaliar a família, o ambiente social, condições de lazer, de vida saudável. Os sintomas de climatério são muito mais intensos em mulheres com qualidade de vida pior e que vivem em países com maiores desigualdades de renda. Winkinson & Picket 2006 Psico
  • 15. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO Os fatores de risco para depressão e ansiedade estão diretamente relacionados às condições em que vivem as pessoas. Para as mulheres no climatério, há que se considerar a transversalidade das inequidades de gênero e raça, que pioram todos os condicionantes de saúde. É função da Atenção Primária contribuir com soluções que reconheçam esses condicionantes de saúde. Fatores que levam à perda de controle sobre a própria vida não são passíveis de serem resolvidos com pílulas. Perda da Esperança Exclusão Impotência Saúde comprometida Obesidade Tabagismo Drogas e Alcoolismo Solidão Violência doméstica Abuso sexual Violência física/psicológica Famílias desestruturadas Comunidades violentas Medo Falta de oportunidades Desemprego
  • 16. portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO • Antes de encaminhar a um especialista, dedicar tempo para uma escuta atenta, considerando além dos sintomas, o contexto biopsicossocial da mulher; • Em caso de labilidade de humor, tentar identificar com ela os pontos gatilho que levam à tristeza; • Encaminhar à psicoterapia; • Organizar grupos para discutir as questões do climatério, formando redes de informação e apoio; • Investimento em vida saudável - promover atividades físicas lúdicas (atividade física e dança, por exemplo); • Organizar grupos de matriciamento com psiquiatra, para que os profissionais da área básica possam ir se familiarizando com as abordagens mais adequadas e conhecendo as principais condutas; • Não medicalizar sem antes excluir causas orgânicas e psicossociais. O que a Atenção Primária pode fazer?
  • 17. ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br É importante assegurar que, apesar de algumas vezes apresentar dificuldades, o climatério é um período importante e inevitável na vida, devendo ser encarado como um processo natural, e não como doença. Às vezes é vivenciado como uma passagem silenciosa (sem queixas); outras vezes, essa fase pode ser muito expressiva, acompanhada de sintomatologia que gera alterações na rotina. Ministério da Saúde, 2008.
  • 18. ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br É uma fase com perdas e ganhos, altos e baixos, novas liberdades, novas limitações e possibilidades para as mulheres. Na atenção à sua saúde precisam ser oferecidas informações detalhadas sobre as variadas facetas dessa nova etapa da vida, encorajando a mulher a vivê-la com mais energia, coragem e a aprender os limites e oportunidades do processo de envelhecimento, abrangendo as transformações que ocorrem durante esse período. Ministério da Saúde, 2008.
  • 19. ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br • Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Manual de Atenção à Mulher no Climatério/Menopausa / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – Brasília : Editora do Ministério da Saúde, 2008. 192 p. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Série Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos – Caderno, n.9) • Wikinson & Pickett 2006. The spirit level. • Santoro N. Perimenopause: From Research to Practice. J Womens Health (Larchmt). 2016 Apr;25(4):332-9. doi: 10.1089/jwh.2015.5556. Epub 2015 Dec 10. PMID: 26653408; PMCID: PMC4834516. Referências
  • 20. ATENÇÃO ÀS MULHERES portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br Material de 28 de abril de 2023 Disponível em: portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br Eixo: Atenção às Mulheres Aprofunde seus conhecimentos acessando artigos disponíveis na biblioteca do Portal. ANSIEDADE E DEPRESSÃO NO CLIMATÉRIO