SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
psicológicos
da VIDA
MODERNA
Transtornos
Introdução
A ideia de uma vida moderna nos sugere um dia a dia
cheio de coisas práticas e facilidades trazidas pela
tecnologia, o que realmente simplifica em alguns
aspectos.
No entanto, com o desenvolvimento da tecnologia, o
avanço do mercado de trabalho e a mudança dos
padrões sociais, a modernidade também se tornou,
para muitos motivo de adoecimento.
A saúde física pode ser bastante prejudicada, mas seus
efeitos logo são percebidos. Porém, nem sempre o
mesmo acontece com a saúde mental.
01
Estamos vivendo uma era de transtornos psicológicos
sem precedentes.
A atenção sempre voltada para a conquista de status
tem levado um número cada vez maior de pessoas a
sofrerem com estresse, transtorno de ansiedade e
depressão.
O objetivo deste e-book é te auxiliar a perceber os
sinais de algumas doenças psicológicas para que você
esteja atento e, se for o caso, procure ajuda.
É também um convite para a busca do
autoconhecimento, aspecto fundamental para uma
mente saudável.
Espero que goste!
02
Depressão
Não é exagero dizer que a depressão é o “mal do século”.
Parece que quanto mais o mundo evolui e se enche de coisas,
mais as pessoas adoecem. Digo adoecem porque, ao contrário
do que muitos pensam, ficar depressivo não é simplesmente
estar triste.
A tristeza faz parte da vida; afinal, nem todos os dias são
incríveis, nem tudo é perfeito, ninguém é feliz o tempo todo.
Mas ela (a tristeza) não dura para sempre. Porém, a
depressão, se não tratada pode piorar e levar à morte.
Quem sofre de depressão carrega dentro si uma dor que não
passa, uma ausência de alegria que parece não ter fim.
03
É como se a vida fosse aos poucos perdendo as cores e se
apagando, como uma foto antiga desbotada e sem brilho.
Tanto que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS),
ela é o principal motivo de incapacidade em todo o mundo,
além de abrir portas para outras doenças.
Não é possível determinar uma única causa, pois sua origem é
multifatorial e pode estar ligada a condições genéticas,
cerebrais ou experiências de vida negativas.
No entanto, fatores de risco como problemas psiquiátricos;
estresse crônico; transtorno de ansiedade; disfunções
hormonais; dependência química; traumas psicológicos;
doenças cardiovasculares, endocrinológicas ou neurológicas;
conflitos familiares ou perdas muito dolorosas podem deixar a
pessoa mais vulnerável.
04
Depressão não é frescura, não é algo que “daqui a pouco
passa”, não é drama. É um problema sério de saúde.
SINAIS DA DEPRESSÃO
05
Desânimo profundo
Perda de interesse por
coisas que gostava
Incapacidade de se sentir feliz
ou alegre
Isolamento
Perda de apetite
Autodesvalorização
Apatia
Vontade de morrer
Distúrbios do sono
Sintomas físicos sem motivo
clínico
Estresse
Quem nunca usou a seguinte frase: “Estou estressado!” De
fato, a vida moderna parece deixar muita gente “com os
nervos à flor da pele”, mas o estresse não é algo tão simples
como um momento de irritação, impaciência ou apenas um
dia ruim.
A palavra estresse vem do inglês stress, que significa pressão,
tensão ou insistência. Em sua forma natural, trata-se de um
sistema de defesa do organismo, que dispara um “alarme”
(pequenas descargas dos hormônios cortisol, adrenalina e
noradrenalina) para nos deixar alertas diante de algum perigo.
No entanto, o que tem se tornado perigoso é o excesso de
responsabilidades, preocupações, trabalho e cobranças.
06
Todo este acúmulo causa um estado de ausência de bem-estar
psicológico que caracteriza o estresse crônico, mas também
podem ocorrer picos de irritabilidade e descontrole,
classificados como um momento de estresse agudo.
Como corpo e mente são inseparáveis, essa condição afeta
também a saúde física, podendo até levar ao surgimento de
hipertensão, aumento do risco de sofrer um infarto e
envelhecimento precoce.
Porém, a forma grave do estresse não acontece de um dia
para o outro. Podemos dizer que é como uma torneira
pingando, que vai acumulando água na pia e um dia ela
transborda. Na fase inicial (alerta) o problema pode ser
facilmente confundido com cansaço diário, mas não passa
totalmente.
07
Aos poucos os sintomas vão se sobrepondo, até que a pessoa
chega a uma fase de exaustão.
ALGUNS SINTOMAS DE ESTRESSE SÃO:
08
Dores de cabeça
Distúrbios do sono
Mudanças de humor
Irritabilidade
Alterações de apetite
Diminuição da libido
Dores de estômago
Cansaço constante
Crises de choro
Problemas de pele
Síndrome de Burnout
O diagnóstico da síndrome de Burnout ocorre quando a
ausência de bem-estar e instabilidade emocional têm sua
origem muito bem definida: o ambiente de trabalho.
Nestes casos, o esgotamento físico e emocional está
diretamente ligado a uma situação profissional extremamente
desgastante, seja pela carga horária excessiva, grande
número de demandas ou cobranças demasiadas.
Ela atinge principalmente profissionais que lidam todos os
dias com situações limite como professores, agentes de
segurança e equipes de saúde. Pode afetar também aqueles
que recebem desafios muito grandes, que coloquem suas
capacidades em dúvida.
09
Assim como no estresse, os sintomas (que em sua maioria são
os mesmos) podem começar de forma sutil mas, se não forem
investigados e tratados, podem levar à depressão ou
transtorno do estresse pós-traumático (sofrimento
relacionado a circunstâncias negativas passadas).
10
ALÉM DOS SINTOMAS JÁ CITADOS, OS SINAIS QUE
INDICAM A SÍNDROME DE BURNOUT SÃO:
Baixa autoestima
Negatividade constante
Fadiga
Dificuldade de concentração
Sensação de estar sempre
exausto
Sentimento de fracasso e
insegurança
Transtorno de Ansiedade Generalizada
Falar de ansiedade parece “estar na moda” de um tempo para
cá, mas a verdade é que a maioria das pessoas não sabem, de
fato, do que se trata.
A primeira coisa que precisa ficar clara é que a ansiedade é
uma reação bioquímica natural que nos deixa “ligados” diante
de algo inesperado (aquele frio na barriga quando tomamos
um susto, mas que logo passa) ou da expectativa de algo
muito desejado como o aniversário, uma entrevista
importante ou aquela viagem tão esperada.
Quando nos assustamos, temos uma descarga de ansiedade
momentânea. Já nas outras situações, ela pode durar dois ou
três dias, mas se dá por algo positivo.
11
Entretanto, nem sempre é assim. A vida moderna, além do
excesso de trabalho e cobranças do cotidiano, também nos
traz uma carga exagerada de informações. Esse fluxo intenso
muitas vezes nos leva a ativar o “piloto automático”, o que
torna difícil para corpo e mente manterem a harmonia.
Quando tudo foge do controle e as preocupações, medos e
estado de alerta se enraízam na rotina e fazem com que a
pessoa se perca de si mesma, afetando seu dia a dia,
produtividade e relações sociais, geralmente estamos diante
do Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).
Ele ocorre quando a ansiedade natural se desequilibra e passa
a ser prejudicial.
12
Nesse ponto, o indivíduo passa a ter reações ansiosas que não
condizem com a realidade. Entrar em determinado local, falar
de um assunto específico ou pensar sobre uma possibilidade
negativa, ainda que improvável, pode desencadear a crise.
SINTOMAS DA CRISE DE ANSIEDADE:
13
Tensão muscular
Taquicardia
Falta de ar
Suor excessivo
Sensação de morte iminente
Tremores
Longos períodos de insônia
Medo desproporcional
Obs.: A crise de ansiedade configura-se quando pelo menos três dos sintomas acima acontecem ao mesmo tempo.
Síndrome do Pânico
Imagine todo o mal-estar da crise de ansiedade tomando
conta de uma pessoa a qualquer momento e repetidas vezes.
Pode ser num almoço de família, num passeio, no parque,
dentro do ônibus...
A síndrome do pânico, também chamada de Transtorno do
Pânico (TP) se caracteriza pela incidência frequente e
repentina das crises de ansiedade mesmo sem que haja um
motivo aparente. Geralmente, as crises atingem sua
intensidade máxima em até 10 minutos.
Além do sofrimento psíquico e físico, quem tem síndrome do
pânico tende a se isolar por medo/vergonha de sofrer uma
crise em público.
14
As repetidas crises de ansiedade geram um medo intenso,
levando o indivíduo a preocupações constantes pelo receio da
ocorrência de novos ataques, reduzindo sua capacidade de
relacionar-se com os outros e ainda de realizar suas atividades
diárias, incluindo o trabalho.
A psicoterapia é essencial para a redução das crises até a sua
recuperação total. Em casos mais graves inclui-se o
tratamento medicamentoso, possibilitando assim a melhora
de quem sofre com a síndrome do pânico e a retomada à sua
vida social e pessoal.
15
15
OS SINTOMAS SÃO OS MESMOS DA CRISE DE
ANSIEDADE, MAS PODEM OCORRER TAMBÉM:
Desmaios
Formigamento
Pernas bambas
Náusea e vômitos
Palidez
Sensação de estar "fora do
corpo"
Hábitos que melhoram sua saúde mental
Tudo o que foi descrito até aqui está relacionado a sintomas e
transtornos já instalados mas, mais importante que perceber
os sinais, procurar ajuda, receber diagnóstico e tratamento
corretos é evitar que estes problemas ocorram.
O cuidado (no sentido de ter zelo e atenção) é tão importante
na saúde mental quanto nas questões físicas e, assim como
tudo que se refere ao bem-estar e qualidade de vida, não se
trata apenas de ações pontuais, mas de construir hábitos que
sejam saudáveis e proporcionem benefícios.
Evitar o adoecimento psicológico, inclusive fazendo terapia
como forma de prevenção, é fundamental para viver melhor,
ter mais satisfação e melhores relacionamentos. Portanto:
16
17
Faça exercícios
físicos
Tenha uma
alimentação
saudável
Desconecte-se das
redes sociais de
vez em quando
Escolha um hobby
e dedique-se a ele
Separe um tempo
para cuidar de
você
Pratique o
autoconhecimento
Não abra mão de
tirar férias
Não leve trabalho
para casa
Socialize com as
pessoas que você
ama e divirta-se
Porque dentro de nós existe o potencial, mesmo que não saibamos!
“Um dia, quando olhares para trás, verás que os dias mais belos foram
aqueles em que lutaste.”
[Sigmund Freud]
18
Maristela Silva
Psicóloga
CRP 06/100464
(11) 99245-4687
Sou psicóloga desde 2009 e me
especializei em transtornos alimentares
e atualmente curso a formação em
Psicanálise.
Através do meu trabalho quero propiciar
às pessoas que elas se aproximem dos
seus reais desejos, que superem as suas
dificuldades e lidem melhor com as
questões do dia a dia.
Para isso, busco aprimorar a minha
escuta de maneira genuína, respeitando
o momento de cada um, mas
proporcionando ao indivíduo um
caminho único de autoconhecimento e
crescimento de si.
No Mundo Psicologia, atendo
adolescentes, adultos e casais.
Mundo Psicologia
@maristelasilva.psicologia
mundopsicologia.com.br

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a E-book (1).pdf psicologia ansiedade

Estresse e Doenças da Alma
Estresse e Doenças da AlmaEstresse e Doenças da Alma
Estresse e Doenças da AlmaRobson Roberto
 
Folheto de saúde mental uremia
Folheto de saúde mental uremiaFolheto de saúde mental uremia
Folheto de saúde mental uremiaDenílson Maia
 
ELETIVAS – a vida em movimento.pptx
ELETIVAS – a vida em movimento.pptxELETIVAS – a vida em movimento.pptx
ELETIVAS – a vida em movimento.pptxSuzy De Abreu Santana
 
Artigo: Crise de ansiedade não só machuca fisicamente, mas também corrói a alma
Artigo: Crise de ansiedade não só machuca fisicamente, mas também corrói a almaArtigo: Crise de ansiedade não só machuca fisicamente, mas também corrói a alma
Artigo: Crise de ansiedade não só machuca fisicamente, mas também corrói a almaClarice Ribeiro
 
SAÚDE MENTAL NO TRABALHO.ppt
SAÚDE MENTAL NO TRABALHO.pptSAÚDE MENTAL NO TRABALHO.ppt
SAÚDE MENTAL NO TRABALHO.pptMarcos Welber
 
cartilha-saude-mental-b.pdf
cartilha-saude-mental-b.pdfcartilha-saude-mental-b.pdf
cartilha-saude-mental-b.pdfDaniloEphigenio2
 
DISTÚRBIOS MENTAIS E SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO, VISÃO HOLÍSTICA DO SER HUMANO...
DISTÚRBIOS MENTAIS E SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO, VISÃO HOLÍSTICA DO SER HUMANO...DISTÚRBIOS MENTAIS E SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO, VISÃO HOLÍSTICA DO SER HUMANO...
DISTÚRBIOS MENTAIS E SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO, VISÃO HOLÍSTICA DO SER HUMANO...JoiceLima69
 
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trataA depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trataCosmo Palasio
 
Os primeiros sinais de depressão
Os primeiros sinais de depressãoOs primeiros sinais de depressão
Os primeiros sinais de depressãoTeresa Batista
 
UBS JARDIM ADELAIDE ....................
UBS JARDIM ADELAIDE ....................UBS JARDIM ADELAIDE ....................
UBS JARDIM ADELAIDE ....................martins15anacarolina
 

Semelhante a E-book (1).pdf psicologia ansiedade (20)

Estresse e Doenças da Alma
Estresse e Doenças da AlmaEstresse e Doenças da Alma
Estresse e Doenças da Alma
 
Síndrome de burn out
Síndrome de burn  outSíndrome de burn  out
Síndrome de burn out
 
Folheto de saúde mental uremia
Folheto de saúde mental uremiaFolheto de saúde mental uremia
Folheto de saúde mental uremia
 
ELETIVAS – a vida em movimento.pptx
ELETIVAS – a vida em movimento.pptxELETIVAS – a vida em movimento.pptx
ELETIVAS – a vida em movimento.pptx
 
Artigo: Crise de ansiedade não só machuca fisicamente, mas também corrói a alma
Artigo: Crise de ansiedade não só machuca fisicamente, mas também corrói a almaArtigo: Crise de ansiedade não só machuca fisicamente, mas também corrói a alma
Artigo: Crise de ansiedade não só machuca fisicamente, mas também corrói a alma
 
Evite o estresse
Evite o estresseEvite o estresse
Evite o estresse
 
SAÚDE MENTAL NO TRABALHO.ppt
SAÚDE MENTAL NO TRABALHO.pptSAÚDE MENTAL NO TRABALHO.ppt
SAÚDE MENTAL NO TRABALHO.ppt
 
Cuidador de idoso_29
Cuidador de idoso_29Cuidador de idoso_29
Cuidador de idoso_29
 
cartilha-saude-mental-b.pdf
cartilha-saude-mental-b.pdfcartilha-saude-mental-b.pdf
cartilha-saude-mental-b.pdf
 
DISTÚRBIOS MENTAIS E SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO, VISÃO HOLÍSTICA DO SER HUMANO...
DISTÚRBIOS MENTAIS E SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO, VISÃO HOLÍSTICA DO SER HUMANO...DISTÚRBIOS MENTAIS E SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO, VISÃO HOLÍSTICA DO SER HUMANO...
DISTÚRBIOS MENTAIS E SUAS MEDIDAS DE PREVENÇÃO, VISÃO HOLÍSTICA DO SER HUMANO...
 
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trataA depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
A depressao-e-uma-doenca-que-se-trata
 
Os primeiros sinais de depressão
Os primeiros sinais de depressãoOs primeiros sinais de depressão
Os primeiros sinais de depressão
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
Por que algumas pessoas sofrem de depressão?
Por que algumas pessoas sofrem de depressão? Por que algumas pessoas sofrem de depressão?
Por que algumas pessoas sofrem de depressão?
 
Depressão tem Cura?
Depressão tem Cura?Depressão tem Cura?
Depressão tem Cura?
 
Depressão
DepressãoDepressão
Depressão
 
8º ano B (Grupo 1) - O corpo em (des)ordem
8º ano B (Grupo 1) - O corpo em (des)ordem8º ano B (Grupo 1) - O corpo em (des)ordem
8º ano B (Grupo 1) - O corpo em (des)ordem
 
ANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptxANSIEDADE.pptx
ANSIEDADE.pptx
 
UBS JARDIM ADELAIDE ....................
UBS JARDIM ADELAIDE ....................UBS JARDIM ADELAIDE ....................
UBS JARDIM ADELAIDE ....................
 
depressão em idosos grupo 4.docx
depressão em idosos grupo 4.docxdepressão em idosos grupo 4.docx
depressão em idosos grupo 4.docx
 

Último

avaliação pratica. pdf
avaliação pratica.                           pdfavaliação pratica.                           pdf
avaliação pratica. pdfHELLEN CRISTINA
 
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obrasosnikobus1
 
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdfAULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdfLviaParanaguNevesdeL
 
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTOPROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTOvilcielepazebem
 
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdfHELLEN CRISTINA
 
AULA__04_Sinais_Vitais CUIDADOR DE IDOSOS.pdf
AULA__04_Sinais_Vitais CUIDADOR DE IDOSOS.pdfAULA__04_Sinais_Vitais CUIDADOR DE IDOSOS.pdf
AULA__04_Sinais_Vitais CUIDADOR DE IDOSOS.pdfLviaParanaguNevesdeL
 
Aula de Anatomia e fisiologia socorrista .pptx
Aula de Anatomia e fisiologia socorrista .pptxAula de Anatomia e fisiologia socorrista .pptx
Aula de Anatomia e fisiologia socorrista .pptxAndersonMoreira538200
 
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfEduardoSilva185439
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfMarceloMonteiro213738
 
Nutrição Enteral e parenteral para enfermagem .pdf
Nutrição Enteral e parenteral para enfermagem .pdfNutrição Enteral e parenteral para enfermagem .pdf
Nutrição Enteral e parenteral para enfermagem .pdfThiagoAlmeida458596
 
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdfAULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdfLviaParanaguNevesdeL
 
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptxAULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptxEnfaVivianeCampos
 

Último (12)

avaliação pratica. pdf
avaliação pratica.                           pdfavaliação pratica.                           pdf
avaliação pratica. pdf
 
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
 
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdfAULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
 
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTOPROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
 
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
 
AULA__04_Sinais_Vitais CUIDADOR DE IDOSOS.pdf
AULA__04_Sinais_Vitais CUIDADOR DE IDOSOS.pdfAULA__04_Sinais_Vitais CUIDADOR DE IDOSOS.pdf
AULA__04_Sinais_Vitais CUIDADOR DE IDOSOS.pdf
 
Aula de Anatomia e fisiologia socorrista .pptx
Aula de Anatomia e fisiologia socorrista .pptxAula de Anatomia e fisiologia socorrista .pptx
Aula de Anatomia e fisiologia socorrista .pptx
 
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
 
Nutrição Enteral e parenteral para enfermagem .pdf
Nutrição Enteral e parenteral para enfermagem .pdfNutrição Enteral e parenteral para enfermagem .pdf
Nutrição Enteral e parenteral para enfermagem .pdf
 
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdfAULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
 
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptxAULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
 

E-book (1).pdf psicologia ansiedade

  • 2. Introdução A ideia de uma vida moderna nos sugere um dia a dia cheio de coisas práticas e facilidades trazidas pela tecnologia, o que realmente simplifica em alguns aspectos. No entanto, com o desenvolvimento da tecnologia, o avanço do mercado de trabalho e a mudança dos padrões sociais, a modernidade também se tornou, para muitos motivo de adoecimento. A saúde física pode ser bastante prejudicada, mas seus efeitos logo são percebidos. Porém, nem sempre o mesmo acontece com a saúde mental. 01
  • 3. Estamos vivendo uma era de transtornos psicológicos sem precedentes. A atenção sempre voltada para a conquista de status tem levado um número cada vez maior de pessoas a sofrerem com estresse, transtorno de ansiedade e depressão. O objetivo deste e-book é te auxiliar a perceber os sinais de algumas doenças psicológicas para que você esteja atento e, se for o caso, procure ajuda. É também um convite para a busca do autoconhecimento, aspecto fundamental para uma mente saudável. Espero que goste! 02
  • 4. Depressão Não é exagero dizer que a depressão é o “mal do século”. Parece que quanto mais o mundo evolui e se enche de coisas, mais as pessoas adoecem. Digo adoecem porque, ao contrário do que muitos pensam, ficar depressivo não é simplesmente estar triste. A tristeza faz parte da vida; afinal, nem todos os dias são incríveis, nem tudo é perfeito, ninguém é feliz o tempo todo. Mas ela (a tristeza) não dura para sempre. Porém, a depressão, se não tratada pode piorar e levar à morte. Quem sofre de depressão carrega dentro si uma dor que não passa, uma ausência de alegria que parece não ter fim. 03
  • 5. É como se a vida fosse aos poucos perdendo as cores e se apagando, como uma foto antiga desbotada e sem brilho. Tanto que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ela é o principal motivo de incapacidade em todo o mundo, além de abrir portas para outras doenças. Não é possível determinar uma única causa, pois sua origem é multifatorial e pode estar ligada a condições genéticas, cerebrais ou experiências de vida negativas. No entanto, fatores de risco como problemas psiquiátricos; estresse crônico; transtorno de ansiedade; disfunções hormonais; dependência química; traumas psicológicos; doenças cardiovasculares, endocrinológicas ou neurológicas; conflitos familiares ou perdas muito dolorosas podem deixar a pessoa mais vulnerável. 04
  • 6. Depressão não é frescura, não é algo que “daqui a pouco passa”, não é drama. É um problema sério de saúde. SINAIS DA DEPRESSÃO 05 Desânimo profundo Perda de interesse por coisas que gostava Incapacidade de se sentir feliz ou alegre Isolamento Perda de apetite Autodesvalorização Apatia Vontade de morrer Distúrbios do sono Sintomas físicos sem motivo clínico
  • 7. Estresse Quem nunca usou a seguinte frase: “Estou estressado!” De fato, a vida moderna parece deixar muita gente “com os nervos à flor da pele”, mas o estresse não é algo tão simples como um momento de irritação, impaciência ou apenas um dia ruim. A palavra estresse vem do inglês stress, que significa pressão, tensão ou insistência. Em sua forma natural, trata-se de um sistema de defesa do organismo, que dispara um “alarme” (pequenas descargas dos hormônios cortisol, adrenalina e noradrenalina) para nos deixar alertas diante de algum perigo. No entanto, o que tem se tornado perigoso é o excesso de responsabilidades, preocupações, trabalho e cobranças. 06
  • 8. Todo este acúmulo causa um estado de ausência de bem-estar psicológico que caracteriza o estresse crônico, mas também podem ocorrer picos de irritabilidade e descontrole, classificados como um momento de estresse agudo. Como corpo e mente são inseparáveis, essa condição afeta também a saúde física, podendo até levar ao surgimento de hipertensão, aumento do risco de sofrer um infarto e envelhecimento precoce. Porém, a forma grave do estresse não acontece de um dia para o outro. Podemos dizer que é como uma torneira pingando, que vai acumulando água na pia e um dia ela transborda. Na fase inicial (alerta) o problema pode ser facilmente confundido com cansaço diário, mas não passa totalmente. 07
  • 9. Aos poucos os sintomas vão se sobrepondo, até que a pessoa chega a uma fase de exaustão. ALGUNS SINTOMAS DE ESTRESSE SÃO: 08 Dores de cabeça Distúrbios do sono Mudanças de humor Irritabilidade Alterações de apetite Diminuição da libido Dores de estômago Cansaço constante Crises de choro Problemas de pele
  • 10. Síndrome de Burnout O diagnóstico da síndrome de Burnout ocorre quando a ausência de bem-estar e instabilidade emocional têm sua origem muito bem definida: o ambiente de trabalho. Nestes casos, o esgotamento físico e emocional está diretamente ligado a uma situação profissional extremamente desgastante, seja pela carga horária excessiva, grande número de demandas ou cobranças demasiadas. Ela atinge principalmente profissionais que lidam todos os dias com situações limite como professores, agentes de segurança e equipes de saúde. Pode afetar também aqueles que recebem desafios muito grandes, que coloquem suas capacidades em dúvida. 09
  • 11. Assim como no estresse, os sintomas (que em sua maioria são os mesmos) podem começar de forma sutil mas, se não forem investigados e tratados, podem levar à depressão ou transtorno do estresse pós-traumático (sofrimento relacionado a circunstâncias negativas passadas). 10 ALÉM DOS SINTOMAS JÁ CITADOS, OS SINAIS QUE INDICAM A SÍNDROME DE BURNOUT SÃO: Baixa autoestima Negatividade constante Fadiga Dificuldade de concentração Sensação de estar sempre exausto Sentimento de fracasso e insegurança
  • 12. Transtorno de Ansiedade Generalizada Falar de ansiedade parece “estar na moda” de um tempo para cá, mas a verdade é que a maioria das pessoas não sabem, de fato, do que se trata. A primeira coisa que precisa ficar clara é que a ansiedade é uma reação bioquímica natural que nos deixa “ligados” diante de algo inesperado (aquele frio na barriga quando tomamos um susto, mas que logo passa) ou da expectativa de algo muito desejado como o aniversário, uma entrevista importante ou aquela viagem tão esperada. Quando nos assustamos, temos uma descarga de ansiedade momentânea. Já nas outras situações, ela pode durar dois ou três dias, mas se dá por algo positivo. 11
  • 13. Entretanto, nem sempre é assim. A vida moderna, além do excesso de trabalho e cobranças do cotidiano, também nos traz uma carga exagerada de informações. Esse fluxo intenso muitas vezes nos leva a ativar o “piloto automático”, o que torna difícil para corpo e mente manterem a harmonia. Quando tudo foge do controle e as preocupações, medos e estado de alerta se enraízam na rotina e fazem com que a pessoa se perca de si mesma, afetando seu dia a dia, produtividade e relações sociais, geralmente estamos diante do Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG). Ele ocorre quando a ansiedade natural se desequilibra e passa a ser prejudicial. 12
  • 14. Nesse ponto, o indivíduo passa a ter reações ansiosas que não condizem com a realidade. Entrar em determinado local, falar de um assunto específico ou pensar sobre uma possibilidade negativa, ainda que improvável, pode desencadear a crise. SINTOMAS DA CRISE DE ANSIEDADE: 13 Tensão muscular Taquicardia Falta de ar Suor excessivo Sensação de morte iminente Tremores Longos períodos de insônia Medo desproporcional Obs.: A crise de ansiedade configura-se quando pelo menos três dos sintomas acima acontecem ao mesmo tempo.
  • 15. Síndrome do Pânico Imagine todo o mal-estar da crise de ansiedade tomando conta de uma pessoa a qualquer momento e repetidas vezes. Pode ser num almoço de família, num passeio, no parque, dentro do ônibus... A síndrome do pânico, também chamada de Transtorno do Pânico (TP) se caracteriza pela incidência frequente e repentina das crises de ansiedade mesmo sem que haja um motivo aparente. Geralmente, as crises atingem sua intensidade máxima em até 10 minutos. Além do sofrimento psíquico e físico, quem tem síndrome do pânico tende a se isolar por medo/vergonha de sofrer uma crise em público. 14
  • 16. As repetidas crises de ansiedade geram um medo intenso, levando o indivíduo a preocupações constantes pelo receio da ocorrência de novos ataques, reduzindo sua capacidade de relacionar-se com os outros e ainda de realizar suas atividades diárias, incluindo o trabalho. A psicoterapia é essencial para a redução das crises até a sua recuperação total. Em casos mais graves inclui-se o tratamento medicamentoso, possibilitando assim a melhora de quem sofre com a síndrome do pânico e a retomada à sua vida social e pessoal. 15
  • 17. 15 OS SINTOMAS SÃO OS MESMOS DA CRISE DE ANSIEDADE, MAS PODEM OCORRER TAMBÉM: Desmaios Formigamento Pernas bambas Náusea e vômitos Palidez Sensação de estar "fora do corpo"
  • 18. Hábitos que melhoram sua saúde mental Tudo o que foi descrito até aqui está relacionado a sintomas e transtornos já instalados mas, mais importante que perceber os sinais, procurar ajuda, receber diagnóstico e tratamento corretos é evitar que estes problemas ocorram. O cuidado (no sentido de ter zelo e atenção) é tão importante na saúde mental quanto nas questões físicas e, assim como tudo que se refere ao bem-estar e qualidade de vida, não se trata apenas de ações pontuais, mas de construir hábitos que sejam saudáveis e proporcionem benefícios. Evitar o adoecimento psicológico, inclusive fazendo terapia como forma de prevenção, é fundamental para viver melhor, ter mais satisfação e melhores relacionamentos. Portanto: 16
  • 19. 17 Faça exercícios físicos Tenha uma alimentação saudável Desconecte-se das redes sociais de vez em quando Escolha um hobby e dedique-se a ele Separe um tempo para cuidar de você Pratique o autoconhecimento Não abra mão de tirar férias Não leve trabalho para casa Socialize com as pessoas que você ama e divirta-se
  • 20. Porque dentro de nós existe o potencial, mesmo que não saibamos! “Um dia, quando olhares para trás, verás que os dias mais belos foram aqueles em que lutaste.” [Sigmund Freud] 18
  • 21. Maristela Silva Psicóloga CRP 06/100464 (11) 99245-4687 Sou psicóloga desde 2009 e me especializei em transtornos alimentares e atualmente curso a formação em Psicanálise. Através do meu trabalho quero propiciar às pessoas que elas se aproximem dos seus reais desejos, que superem as suas dificuldades e lidem melhor com as questões do dia a dia. Para isso, busco aprimorar a minha escuta de maneira genuína, respeitando o momento de cada um, mas proporcionando ao indivíduo um caminho único de autoconhecimento e crescimento de si. No Mundo Psicologia, atendo adolescentes, adultos e casais. Mundo Psicologia @maristelasilva.psicologia mundopsicologia.com.br