Depressao no idoso

9.446 visualizações

Publicada em

1 comentário
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Eu sofria muito com problemas emocionais, mais preferi os tratamentos alternativos que funcionaram mais do que os metódos tradicionais, um treinamento online que me ajudou bastante o foi o da Meditação Emocional, vou deixar o link aqui, me ajudou muito: http://supercursos.besaba.com/meditacao-emocional
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.446
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
405
Comentários
1
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Depressao no idoso

  1. 1. Depressão no Idoso Dr. SABRI LAKHDARI Especialista em Geriatria SBGG/AMB
  2. 2. O que é depressão? <ul><li>A depressão é uma doença que afeta o humor, a disposição e os sentimentos. </li></ul><ul><li>Prevalência alta. </li></ul><ul><li>Várias formas clínicas. </li></ul><ul><li>Predisposição genética. </li></ul><ul><li>Intensidade variável. </li></ul><ul><li>Exógena ou endógena? </li></ul>
  3. 3. Quadro clínico <ul><li>Tristeza </li></ul><ul><li>Angústia, ansiedade </li></ul><ul><li>Irritabilidade </li></ul><ul><li>Anedonia, diminuição da capacidade de sentir alegria </li></ul><ul><li>Astenia e falta de energia </li></ul><ul><li>Diminuição da libido </li></ul>
  4. 4. Quadro clínico <ul><li>Alterações do sono e do apetite </li></ul><ul><li>Dores pelo corpo e outras somatizações </li></ul><ul><li>Dificuldade de concentração, memória e raciocínio </li></ul><ul><li>Pensamentos de culpa, morte, fracasso, medo e outros pensamentos negativos. </li></ul>
  5. 5. Critérios DSM IV de Depressão Maior <ul><li>Pelo menos cinco dos sintomas relacionados a seguir devem ocorrer concomitantemente. </li></ul><ul><li>Pelo menos um dos dois primeiros deve estar presente. </li></ul><ul><li>Os sintomas devem estar presentes na maior parte do dia, quase diariamente, por pelo menos duas semanas. </li></ul>
  6. 6. Critérios DSM IV de Depressão Maior <ul><li>1. Baixa do humor (tristeza, desânimo) </li></ul><ul><li>2. Anedonia, perda do prazer </li></ul><ul><li>3. Aumento ou diminuição do sono </li></ul><ul><li>4. Aumento ou diminuição do apetite ou peso </li></ul><ul><li>5. Aumento ou diminuição das atividades </li></ul><ul><li>6. Falta de energia </li></ul><ul><li>7. Falta de concentração </li></ul><ul><li>8. Baixa da auto-estima </li></ul><ul><li>9. Sentimento de culpa </li></ul><ul><li>10. Idéia de morte, doença ou suicídio </li></ul>
  7. 7. Depressão no idoso <ul><li>Sintomas atípicos </li></ul><ul><li>Diagnóstico difícil </li></ul><ul><li>Principais sinais: dor moral e lentificação ideomotora </li></ul><ul><li>As “máscaras” da depressão </li></ul>
  8. 8. Máscaras da Depressão <ul><li>Distúrbios cognitivos (pseudo-demência) </li></ul><ul><li>Ansiedade (agitação, insônia) </li></ul><ul><li>Queixas somáticas </li></ul><ul><li>Delírios de prejuízo </li></ul><ul><li>Atitude regressiva </li></ul>
  9. 9. Depressão secundária <ul><li>AVC </li></ul><ul><li>Demência </li></ul><ul><li>Doença de Parkinson </li></ul><ul><li>Distúrbio tireoideano </li></ul><ul><li>Vasculites </li></ul><ul><li>Coronariopatias e ICC </li></ul><ul><li>Câncer </li></ul><ul><li>Dor crônica </li></ul>
  10. 10. Depressão secundária <ul><li>Indometacina, Opióides </li></ul><ul><li>Sulfonamida, Etambutol </li></ul><ul><li>Digital, Clonidina, Metildopa, Reserpina, Hidralazina, Metoprolol, Propranolol, Indapamida, Prazosin, Procainamida </li></ul><ul><li>Álcool, Anfetaminas </li></ul><ul><li>Barbitúricos, Benzodiazepínicos, Haloperidol, Fenotiazídicos, L-Dopa </li></ul><ul><li>Corticosteróides, Cimetidina </li></ul><ul><li>Agentes antineoplásicos </li></ul>
  11. 11. Como avaliar a depressão? <ul><li>Com calma... </li></ul><ul><li>Saber respeitar um luto. </li></ul><ul><li>Escalas de depressão: </li></ul><ul><ul><li>EDG de Sheikh e Yesavage </li></ul></ul><ul><ul><li>Hamilton </li></ul></ul><ul><ul><li>MADRS (Montgomery and Asberg) </li></ul></ul><ul><ul><li>Beck </li></ul></ul><ul><ul><li>Cornell </li></ul></ul>
  12. 12. ESCALA DE DEPRESSÃO GERIÁTRICA (de Sheikh e Yesavage, 1986 - Versão curta) <ul><li>Você se considera globalmente satisfeito com sua vida? </li></ul><ul><li>Você tem abandonado muitas de suas atividades e interesses? </li></ul><ul><li>Você tem a sensação de que sua vida está vazia? </li></ul><ul><li>Você se aborrece com freqüência? </li></ul><ul><li>Você habitualmente está de bom humor? </li></ul>
  13. 13. ESCALA DE DEPRESSÃO GERIÁTRICA (de Sheikh e Yesavage, 1986 - Versão curta) <ul><li>Você tem medo de que algo ruim possa lhe acontecer? </li></ul><ul><li>Você se sente feliz na maior parte do tempo? </li></ul><ul><li>Você se sente freqüentemente sem ajuda, desamparado? </li></ul><ul><li>Você prefere ficar em casa ao invés de sair e fazer alguma coisa? </li></ul><ul><li>Você acha que sua memória é pior do que a das outras pessoas? </li></ul>
  14. 14. ESCALA DE DEPRESSÃO GERIÁTRICA (de Sheikh e Yesavage, 1986 - Versão curta) <ul><li>Você acha maravilhoso viver nos dias de hoje? </li></ul><ul><li>Você atualmente se sente sem valor? </li></ul><ul><li>Você se sente cheio de energia? </li></ul><ul><li>Você se julga sem esperança em relação a sua situação atual? </li></ul><ul><li>Você acha que a maioria das pessoas vive melhor do que você? </li></ul>
  15. 15. ESCALA DE DEPRESSÃO GERIÁTRICA (de Sheikh e Yesavage, 1986 - Versão curta) <ul><li>Interpretação : Contar 1 ponto para cada resposta negativa ou depressiva </li></ul><ul><ul><li>De 0 a 5 pontos: exame normal </li></ul></ul><ul><ul><li>De 5 a 10 pontos: indícios de quadro depressivo leve </li></ul></ul><ul><ul><li>Acima de 11 pontos: provável depressão severa. </li></ul></ul>
  16. 16. MADRS- Escala de Depressão de Montgomery and Asberg <ul><li>1.Tristeza aparente </li></ul><ul><li>2.Tristeza expressa </li></ul><ul><li>3.Tensão interna </li></ul><ul><li>4. Redução do sono </li></ul><ul><li>5. Redução do apetite </li></ul><ul><li>6. Dificuldades de concentração </li></ul><ul><li>7. Lassidão </li></ul><ul><li>8. Incapacidade para ressentir </li></ul><ul><li>9. Pensamentos pessimistas </li></ul><ul><li>10. Idéias de suicídio </li></ul>
  17. 17. Outras Escalas <ul><li>Hamilton (21 itens) </li></ul><ul><li>Beck </li></ul><ul><li>Auto-avaliação QD2AG </li></ul><ul><li>Cornell (na demência) </li></ul>
  18. 18. Tratamento não medicamentoso <ul><li>Psicoterapia </li></ul><ul><li>Suporte familiar </li></ul><ul><li>Terapia ocupacional </li></ul><ul><li>Atividades físicas </li></ul><ul><li>Religião </li></ul><ul><li>Nos casos graves, com risco de morte: e letroconvulsoterapia </li></ul>
  19. 19. Tratamento medicamentoso <ul><li>Longa duração </li></ul><ul><li>Efeitos colaterais precoces </li></ul><ul><li>Efeito terapêutico tardio </li></ul><ul><li>Resposta muito individual </li></ul>
  20. 20. Tratamento medicamentoso <ul><li>ISRS </li></ul><ul><li>Mianserina, Mirtazapina </li></ul><ul><li>Trazodona </li></ul><ul><li>Tricíclicos </li></ul><ul><li>Tianeptina </li></ul><ul><li>Bupropiona </li></ul><ul><li>Venlafaxina </li></ul>
  21. 21. Prognóstico <ul><li>Geralmente bom </li></ul><ul><li>Recidivas frequentes </li></ul><ul><li>Necessidade de acompanhamento clínico regular. </li></ul>
  22. 22. Suicídio <ul><li>3 vezes mais comuns > 65 anos </li></ul><ul><li>Incidência aumenta com a idade </li></ul><ul><li>Cuidado com a desinibição no início do tratamento. </li></ul>
  23. 23. Apatia <ul><li>“ Ausência ou falta de sentimento, emoções, interesse ou preocupações” </li></ul><ul><li>Muitas vezes associada à disfunção frontal, ou lesões vasculares na região posterior da cápsula interna. </li></ul><ul><li>Existe grande prevalência de depressão pós-AVC... </li></ul><ul><li>Conceito de “depressão vascular” </li></ul>
  24. 24. Transtorno Bipolar no idoso <ul><li>Definição de episódio maníaco: </li></ul><ul><li>Humor expansível ou irritável por mais de uma semana, com 3 ou mais dos sintomas seguintes: sentimento de grandeza, diminuição do sono, logorréia, fuga de idéias, diminuição da fixação, hiperatividade, agitação ou realização de atividades de risco ou prazerosas. </li></ul>
  25. 25. Transtorno Bipolar no idoso <ul><li>Baixa prevalência </li></ul><ul><li>Formas clínicas: tipo I, tipo II, ciclotimia, hipomania. </li></ul><ul><li>Desorientação, idéias delirantes, distúrbio cognitivo reversível </li></ul><ul><li>Diagnóstico difícil </li></ul><ul><li>Tratamento </li></ul><ul><ul><li>No quadro agudo </li></ul></ul><ul><ul><li>Profilaxia das recidivas </li></ul></ul><ul><li>Mortalidade maior </li></ul>
  26. 26. Obrigado!

×