SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
AÇÃO ORDINÁRIA (PROCEDIMENTO COMUM ORDINÁRIO) Nº 5015669-70.2012.404.7200/SC
AUTOR : MAURO KERBER
ADVOGADO : MICHELLE DE MENTZINGEN GOMES
RÉU : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS
SENTENÇA
Vistos etc.
Cuida-se de ação previdenciária na qual a parte autora pretende renunciar a aposentadoria
anteriormente concedida para que seja deferida nova aposentadoria em termos mais vantajosos.
Aduz que percebe aposentadoria desde 30/09/1998, mas que permaneceu exercendo suas
atividades laborais após aquela data.
Requer seja julgada procedente a pretensão para determinar ao INSS que 'desaposente' o
autor e conceda-lhe nova aposentadoria mais vantajosa sem a necessidade de restituir as parcelas
percebidas no benefício original e o condene ao pagamento das diferenças.
Junta documentos.
Indeferida a antecipação de tutela.
Citada, a União arguiu, preliminarmente, a decadência. No mérito, postulou a improcedência
do pedido.
Decido.
A presente ação busca a renúncia do benefício, não a sua revisão, pouco importando o fato de
a parte autora ter formulado pedido neste sentido perante o INSS.
Da prescrição e decadência:
A prescrição qüinqüenal das prestações vencidas não reclamadas, a contar da data em que
deveriam ter sido pagas, historicamente sempre vigorou em ordenamento jurídico próprio, estando prevista
atualmente no art. 103, parágrafo único da Lei nº 8.213/91.
Tendo a parte autora proposto a presente ação em 28/08/2012, prescritas estão as parcelas
vencidas desde a data de 28/08/2007.
Não obstante, por cuidar a presente ação de renúncia ao benefício de aposentadoria, cuja
pretensão somente foi comunicada ao INSS com a propositura desta ação, ainda que os cálculos do
eventual novo benefício previdenciário seja realizado com base em data pretérita, os efeitos financeiros
correspondentes devem ficar restritos à data da propositura desta ação - 28/08/2012.
Já a decadência do direito de rever o ato que concedeu o benefício previdenciário foi criada
pela MP n. 1.523-9, de 27/06/97, posteriormente convertida na Lei n. 9.528, de 10/12/97, que modificou
o art. 103 da Lei n. 8.213/91, inicialmente fixou o prazo em dez anos.
Por inexistir na legislação anterior previsão de prazo decadencial, o seu curso teria início
com a publicação da nova lei que o instituiu.
Porém, a MP n. 1.663-15, de 22/10/98, posteriormente convertida na Lei n. 9.711, de
20/11/98, reduziu esse prazo para cinco anos.
Ulteriormente, a MP n. 138, de 19/11/2003, posteriormente convertida na Lei n. 10.839, de
05/02/2004 modificou novamente o prazo para dez anos.
Ocorre que na presente ação não se busca a revisão do benefício, mas a renúncia do mesmo.
Dessa forma, inaplicável ao caso a decadência.
Do mérito:
Entende o Superior Tribunal de Justiça que é possível a renúncia de benefício previdenciário
por ser um direito patrimonial disponível, e que o tempo de serviço que foi utilizado para a concessão da
aposentadoria pode ser novamente contado e aproveitado para fins de concessão de uma posterior
aposentadoria, em um outro cargo ou regime previdenciário.
Neste sentido:
STJ - AGRESP 200701303311 Relator(a) FELIX FISCHER Fonte DJE DATA:10/11/2008
PROCESSO CIVIL. ADMINISTRATIVO. AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO ESPECIAL.
RENÚNCIA À APOSENTADORIA POSSIBILIDADE. DIREITO DISPONÍVEL.
É possível a renúncia ao benefício de aposentadoria pelo segurado que pretende voltar a contribuir
para a previdência social, no intuito de, futuramente, formular novo pedido de aposentadoria que
lhe seja mais vantajoso (precedentes das ee. 5ª e 6ª Turmas deste c. STJ).
Agravo regimental desprovido.
STJ - ROMS - 14624 Fonte DJ DATA:15/08/2005 PÁGINA:362 Relator(a) HÉLIO QUAGLIA
BARBOSA
RECURSO ORDINÁRIO EM MANDADO DE SEGURANÇA. APOSENTADORIA. RENÚNCIA.
POSSIBILIDADE. CONTAGEM DO TEMPO DE SERVIÇO. RECURSO PROVIDO.
1. A jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça tem reiteradamente se firmado no sentido de
que é plenamente possível a renúncia de benefício previdenciário, no caso, a aposentadoria, por
ser este um direito patrimonial disponível.
2. O tempo de serviço que foi utilizado para a concessão da aposentadoria pode ser novamente
contado e aproveitado para fins de concessão de uma posterior aposentadoria, num outro cargo ou
regime previdenciário.
3. Recurso provido.
Quanto à pretensão de dispensa de devolução à autarquia previdenciária dos valores
recebidos pelo segurado, modifico entendimento anteriormente adotado e acompanho a jurisprudência
mais recente, também do Superior Tribunal de Justiça, no sentido da desnecessidade de sua devolução.
Neste sentido:
STJ - AGRESP 201201039266 Relator(a) HERMAN BENJAMIN Fonte DJE DATA:24/08/2012 .
PROCESSUAL CIVIL E PREVIDENCIÁRIO. MATÉRIA PENDENTE DE JULGAMENTO NO STF.
SOBRESTAMENTO DO FEITO. DESCABIMENTO. DESAPOSENTAÇÃO PARA RECEBIMENTO DE
NOVA APOSENTADORIA. POSSIBILIDADE. DEVOLUÇÃO DOS VALORES RECEBIDOS.
DESNECESSIDADE.
1. A pendência de julgamento, no Supremo Tribunal Federal, não enseja o sobrestamento dos
recursos que tramitam no Superior Tribunal de Justiça.
2. Está sedimentada neste Tribunal Superior a tese da desnecessidade de o segurado devolver os
valores recebidos a título de aposentadoria como consequência da renúncia a esta para utilizar
posterior tempo de contribuição para futura concessão de benefício da mesma natureza.
3. Com a ressalva de meu entendimento, esposado pormenorizadamente nos Agravos Regimentais
nos Recursos Especiais 1.321.667/PR, 1.305.351/RS, 1.323.464/RS, 1.324.193/PR, 1.324.603/RS,
1.325.300/SC, 1.305.738/RS (sessão de 27.6.2012 da Segunda Turma), curvo-me à jurisprudência
consolidada na Terceira Seção do STJ acerca do tema ora em debate, que posteriormente foi
adotada pela Segunda Turma.
4. Agravo Regimental não provido. ..EMEN:
Dos acréscimos legais na liquidação da sentença:
Com a publicação da Lei n. 11.960, de 29/06/2009, houve alteração dos critérios de
atualização monetária e juros nos débitos da Fazenda Pública, conforme artigo 5º, que deu novo texto ao
Art. 1º-F da Lei n. 9.494, de 10/09/1997, a saber:
Art. 5º O art. 1o-F da Lei nº 9.494, de 10 de setembro de 1997, introduzido pelo art. 4º da Medida
Provisória nº 2.180-35, de 24 de agosto de 2001, passa a vigorar com a seguinte redação:
'Art. 1º-F. Nas condenações impostas à Fazenda Pública, independentemente de sua natureza e para
fins de atualização monetária, remuneração do capital e compensação da mora, haverá a
incidência uma única vez, até o efetivo pagamento, dos índices oficiais de remuneração básica e
juros aplicados à caderneta de poupança.'
Ante o exposto, julgo procedente o pedido para declarar o direito do autor à renúncia ao
benefício de aposentadoria para que novo benefício seja deferido a partir da data de propositura desta ação
(28/08/2012), dispensada a devolução dos valores recebidos pelo segurado, e condenar o INSS ao
pagamento das diferenças, com os acréscimos legais, nos termos da fundamentação.
Condeno o INSS ao pagamento das custas e honorários advocatícios, que fixo em 10% do
valor da condenação.
Sentença sujeita ao reexame necessário.
P.R.I.
Florianópolis, 25 de junho de 2013.
Gustavo Dias de Barcellos
JuizFederal Substituto na Titularidade Plena
Documento eletrônico assinado por Gustavo Dias de Barcellos, Juiz Federal Substituto na Titularidade Plena,
na forma do artigo 1º, inciso III, da Lei 11.419, de 19 de dezembro de 2006 e Resolução TRF 4ª Região nº 17, de 26
de março de 2010. A conferência da autenticidade do documento está disponível no endereço eletrônico
http://www.jfsc.jus.br/gedpro/verifica/verifica.php, mediante o preenchimento do código verificador 5299608v2 e, se
solicitado, do código CRC 8222EA5B.
Informações adicionais da assinatura:
Signatário (a): Gustavo Dias de Barcellos
Data e Hora: 25/06/2013 14:24

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Desaposentação Acórdão TRF1
Desaposentação  Acórdão TRF1Desaposentação  Acórdão TRF1
Desaposentação Acórdão TRF1Fabio Motta
 
Sentença com resolução de mérito 29II
Sentença com resolução de mérito 29IISentença com resolução de mérito 29II
Sentença com resolução de mérito 29IIFabio Motta
 
948515c69809e48e6645a7b80681576c (1)
948515c69809e48e6645a7b80681576c (1)948515c69809e48e6645a7b80681576c (1)
948515c69809e48e6645a7b80681576c (1)Fabio Motta
 
Desaposentação acórdão em agravo legal
Desaposentação acórdão em agravo legalDesaposentação acórdão em agravo legal
Desaposentação acórdão em agravo legalFabio Motta
 
527b8bcbea03372144cbcbfafe9e4882
527b8bcbea03372144cbcbfafe9e4882527b8bcbea03372144cbcbfafe9e4882
527b8bcbea03372144cbcbfafe9e4882Fabio Motta
 
Stj professor agravo regimental
Stj professor agravo regimentalStj professor agravo regimental
Stj professor agravo regimentalFabio Motta
 
Acórdão acréscimo 25% aposentado idade incapacitado que depende de ajuda de...
Acórdão   acréscimo 25% aposentado idade incapacitado que depende de ajuda de...Acórdão   acréscimo 25% aposentado idade incapacitado que depende de ajuda de...
Acórdão acréscimo 25% aposentado idade incapacitado que depende de ajuda de...Waldemar Ramos Junior
 
Fator previdenciário procedente
Fator previdenciário procedenteFator previdenciário procedente
Fator previdenciário procedenteFabio Motta
 
STJ - Não incidência do Fator previdenciário em aposentadoria para professor.
STJ - Não incidência do Fator previdenciário em aposentadoria para professor.STJ - Não incidência do Fator previdenciário em aposentadoria para professor.
STJ - Não incidência do Fator previdenciário em aposentadoria para professor.Fabio Motta
 
Plano verão banco do brasil sentença - interrupção do prazo
Plano verão banco do brasil   sentença - interrupção do prazoPlano verão banco do brasil   sentença - interrupção do prazo
Plano verão banco do brasil sentença - interrupção do prazoFabio Motta
 
Aposentadoria Professor sem Fator Previdenciário - Sentença com Antecipação d...
Aposentadoria Professor sem Fator Previdenciário - Sentença com Antecipação d...Aposentadoria Professor sem Fator Previdenciário - Sentença com Antecipação d...
Aposentadoria Professor sem Fator Previdenciário - Sentença com Antecipação d...Fabio Motta
 
Sentença revisão 4.07 2014
Sentença revisão 4.07 2014Sentença revisão 4.07 2014
Sentença revisão 4.07 2014Fabio Motta
 
Senten+âºa f prev_jef_floripa_-_paggiarin[1]
Senten+âºa f prev_jef_floripa_-_paggiarin[1]Senten+âºa f prev_jef_floripa_-_paggiarin[1]
Senten+âºa f prev_jef_floripa_-_paggiarin[1]Fabio Motta
 
Sentença amazonas
Sentença amazonasSentença amazonas
Sentença amazonasFabio Motta
 
Acórdão reconhecimento vínculo na justiça trabalhista para aposentadoria
Acórdão   reconhecimento vínculo na justiça trabalhista para aposentadoriaAcórdão   reconhecimento vínculo na justiça trabalhista para aposentadoria
Acórdão reconhecimento vínculo na justiça trabalhista para aposentadoriaWaldemar Ramos Junior
 
Empregados dos Correios admitidos antes de 1987 têm direito à incorporação do...
Empregados dos Correios admitidos antes de 1987 têm direito à incorporação do...Empregados dos Correios admitidos antes de 1987 têm direito à incorporação do...
Empregados dos Correios admitidos antes de 1987 têm direito à incorporação do...Fabio Motta
 
STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...
STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...
STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...Fabio Motta
 
Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...
Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...
Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...Waldemar Ramos Junior
 

Mais procurados (20)

Sentenã‡a
Sentenã‡aSentenã‡a
Sentenã‡a
 
Desaposentação Acórdão TRF1
Desaposentação  Acórdão TRF1Desaposentação  Acórdão TRF1
Desaposentação Acórdão TRF1
 
Sentença com resolução de mérito 29II
Sentença com resolução de mérito 29IISentença com resolução de mérito 29II
Sentença com resolução de mérito 29II
 
948515c69809e48e6645a7b80681576c (1)
948515c69809e48e6645a7b80681576c (1)948515c69809e48e6645a7b80681576c (1)
948515c69809e48e6645a7b80681576c (1)
 
Desaposentação acórdão em agravo legal
Desaposentação acórdão em agravo legalDesaposentação acórdão em agravo legal
Desaposentação acórdão em agravo legal
 
527b8bcbea03372144cbcbfafe9e4882
527b8bcbea03372144cbcbfafe9e4882527b8bcbea03372144cbcbfafe9e4882
527b8bcbea03372144cbcbfafe9e4882
 
Stj professor agravo regimental
Stj professor agravo regimentalStj professor agravo regimental
Stj professor agravo regimental
 
Acórdão acréscimo 25% aposentado idade incapacitado que depende de ajuda de...
Acórdão   acréscimo 25% aposentado idade incapacitado que depende de ajuda de...Acórdão   acréscimo 25% aposentado idade incapacitado que depende de ajuda de...
Acórdão acréscimo 25% aposentado idade incapacitado que depende de ajuda de...
 
Fator previdenciário procedente
Fator previdenciário procedenteFator previdenciário procedente
Fator previdenciário procedente
 
STJ - Não incidência do Fator previdenciário em aposentadoria para professor.
STJ - Não incidência do Fator previdenciário em aposentadoria para professor.STJ - Não incidência do Fator previdenciário em aposentadoria para professor.
STJ - Não incidência do Fator previdenciário em aposentadoria para professor.
 
Plano verão banco do brasil sentença - interrupção do prazo
Plano verão banco do brasil   sentença - interrupção do prazoPlano verão banco do brasil   sentença - interrupção do prazo
Plano verão banco do brasil sentença - interrupção do prazo
 
Texto 4270255
Texto 4270255Texto 4270255
Texto 4270255
 
Aposentadoria Professor sem Fator Previdenciário - Sentença com Antecipação d...
Aposentadoria Professor sem Fator Previdenciário - Sentença com Antecipação d...Aposentadoria Professor sem Fator Previdenciário - Sentença com Antecipação d...
Aposentadoria Professor sem Fator Previdenciário - Sentença com Antecipação d...
 
Sentença revisão 4.07 2014
Sentença revisão 4.07 2014Sentença revisão 4.07 2014
Sentença revisão 4.07 2014
 
Senten+âºa f prev_jef_floripa_-_paggiarin[1]
Senten+âºa f prev_jef_floripa_-_paggiarin[1]Senten+âºa f prev_jef_floripa_-_paggiarin[1]
Senten+âºa f prev_jef_floripa_-_paggiarin[1]
 
Sentença amazonas
Sentença amazonasSentença amazonas
Sentença amazonas
 
Acórdão reconhecimento vínculo na justiça trabalhista para aposentadoria
Acórdão   reconhecimento vínculo na justiça trabalhista para aposentadoriaAcórdão   reconhecimento vínculo na justiça trabalhista para aposentadoria
Acórdão reconhecimento vínculo na justiça trabalhista para aposentadoria
 
Empregados dos Correios admitidos antes de 1987 têm direito à incorporação do...
Empregados dos Correios admitidos antes de 1987 têm direito à incorporação do...Empregados dos Correios admitidos antes de 1987 têm direito à incorporação do...
Empregados dos Correios admitidos antes de 1987 têm direito à incorporação do...
 
STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...
STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...
STJ - SEGUNDA TURMA AFASTA A DECADENCIA DAS AÇÕES DO TEMA 334 / MELHOR BENEFI...
 
Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...
Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...
Sentença que determinou o cancelamento de cobrança de valores recebidos a t...
 

Destaque

Acordão stj desapsoentação
Acordão stj desapsoentaçãoAcordão stj desapsoentação
Acordão stj desapsoentaçãofabiomotta747
 
Liminar contra telex free
Liminar contra telex freeLiminar contra telex free
Liminar contra telex freefabiomotta747
 
Decisao monocrativa terminativa que negou seguimento ao Agravo de Instrumento
Decisao monocrativa terminativa que negou seguimento ao Agravo de InstrumentoDecisao monocrativa terminativa que negou seguimento ao Agravo de Instrumento
Decisao monocrativa terminativa que negou seguimento ao Agravo de Instrumentofabiomotta747
 
Não Obrigatoriedade do Advogado numerar folhas do processo. DECISÃO TST
Não Obrigatoriedade do Advogado numerar folhas do processo. DECISÃO TSTNão Obrigatoriedade do Advogado numerar folhas do processo. DECISÃO TST
Não Obrigatoriedade do Advogado numerar folhas do processo. DECISÃO TSTfabiomotta747
 
Liminar contra telexfre2
Liminar contra telexfre2Liminar contra telexfre2
Liminar contra telexfre2fabiomotta747
 
Relatório e voto desaposentação stj
Relatório e voto desaposentação stjRelatório e voto desaposentação stj
Relatório e voto desaposentação stjfabiomotta747
 
2ª vara federal franca fgts procedentes
2ª vara federal franca   fgts procedentes2ª vara federal franca   fgts procedentes
2ª vara federal franca fgts procedentesfabiomotta747
 
Ação revisional de financiamento de veículos
Ação revisional de financiamento de veículosAção revisional de financiamento de veículos
Ação revisional de financiamento de veículosRaphael Matos
 
Luiz antlivro ------antonio scavone jubnior 2015 modelos de peças no novo cp...
Luiz antlivro  ------antonio scavone jubnior 2015 modelos de peças no novo cp...Luiz antlivro  ------antonio scavone jubnior 2015 modelos de peças no novo cp...
Luiz antlivro ------antonio scavone jubnior 2015 modelos de peças no novo cp...Elizabeth zanatta
 

Destaque (13)

Acordão stj desapsoentação
Acordão stj desapsoentaçãoAcordão stj desapsoentação
Acordão stj desapsoentação
 
Yasmin senteça
Yasmin senteçaYasmin senteça
Yasmin senteça
 
Liminar contra telex free
Liminar contra telex freeLiminar contra telex free
Liminar contra telex free
 
Decisao monocrativa terminativa que negou seguimento ao Agravo de Instrumento
Decisao monocrativa terminativa que negou seguimento ao Agravo de InstrumentoDecisao monocrativa terminativa que negou seguimento ao Agravo de Instrumento
Decisao monocrativa terminativa que negou seguimento ao Agravo de Instrumento
 
Não Obrigatoriedade do Advogado numerar folhas do processo. DECISÃO TST
Não Obrigatoriedade do Advogado numerar folhas do processo. DECISÃO TSTNão Obrigatoriedade do Advogado numerar folhas do processo. DECISÃO TST
Não Obrigatoriedade do Advogado numerar folhas do processo. DECISÃO TST
 
Liminar contra telexfre2
Liminar contra telexfre2Liminar contra telexfre2
Liminar contra telexfre2
 
Relatório e voto desaposentação stj
Relatório e voto desaposentação stjRelatório e voto desaposentação stj
Relatório e voto desaposentação stj
 
2ª vara federal franca fgts procedentes
2ª vara federal franca   fgts procedentes2ª vara federal franca   fgts procedentes
2ª vara federal franca fgts procedentes
 
Ação revisional de contrato
Ação revisional de contratoAção revisional de contrato
Ação revisional de contrato
 
Ação revisional de financiamento de veículos
Ação revisional de financiamento de veículosAção revisional de financiamento de veículos
Ação revisional de financiamento de veículos
 
Ação Revisional - Consumidor
Ação Revisional - ConsumidorAção Revisional - Consumidor
Ação Revisional - Consumidor
 
Liminar negada bh
Liminar negada bhLiminar negada bh
Liminar negada bh
 
Luiz antlivro ------antonio scavone jubnior 2015 modelos de peças no novo cp...
Luiz antlivro  ------antonio scavone jubnior 2015 modelos de peças no novo cp...Luiz antlivro  ------antonio scavone jubnior 2015 modelos de peças no novo cp...
Luiz antlivro ------antonio scavone jubnior 2015 modelos de peças no novo cp...
 

Semelhante a Sentença procedência -Desaposentação 25/06/2013 - santa catarina (1)

Acórdão de sunderland desaposentação
Acórdão de sunderland desaposentaçãoAcórdão de sunderland desaposentação
Acórdão de sunderland desaposentaçãofabiomotta747
 
Provimento do stj contra descontos do ipsm
Provimento do stj contra descontos do ipsmProvimento do stj contra descontos do ipsm
Provimento do stj contra descontos do ipsmnoticiadacaserna
 
Stj define-tributacao-verbas
Stj define-tributacao-verbasStj define-tributacao-verbas
Stj define-tributacao-verbasTania Gurgel
 
Sentença parcial procedente 0020655-77.2013.8.26.0053
Sentença parcial procedente   0020655-77.2013.8.26.0053Sentença parcial procedente   0020655-77.2013.8.26.0053
Sentença parcial procedente 0020655-77.2013.8.26.0053macohinadv
 
LIMBO PREVIDENCIÁRIO_ROT-3-08_2021_5_14_0000.pdf
LIMBO PREVIDENCIÁRIO_ROT-3-08_2021_5_14_0000.pdfLIMBO PREVIDENCIÁRIO_ROT-3-08_2021_5_14_0000.pdf
LIMBO PREVIDENCIÁRIO_ROT-3-08_2021_5_14_0000.pdfMarciaKellyAndradeMa
 
Sebastião pereira de oliveira acórdão
Sebastião pereira de oliveira acórdãoSebastião pereira de oliveira acórdão
Sebastião pereira de oliveira acórdãoFabio Motta
 
Miralda sentença
Miralda sentençaMiralda sentença
Miralda sentençaFabio Motta
 
Ac trf melhor beneficio copy
Ac trf   melhor beneficio copyAc trf   melhor beneficio copy
Ac trf melhor beneficio copyFabio Motta
 
Notas Especiais a Respeito do Processo Previdenciário Acidentário
Notas Especiais a Respeito do Processo Previdenciário AcidentárioNotas Especiais a Respeito do Processo Previdenciário Acidentário
Notas Especiais a Respeito do Processo Previdenciário AcidentárioAlfredo Júnior
 
Notas Especiais a Respeito do Processo Previdencipário Acidentário
Notas Especiais a Respeito do Processo Previdencipário AcidentárioNotas Especiais a Respeito do Processo Previdencipário Acidentário
Notas Especiais a Respeito do Processo Previdencipário AcidentárioAlfredo Júnior
 
Stf melhor benefício
Stf   melhor benefícioStf   melhor benefício
Stf melhor benefícioFabio Motta
 
Decisão Melhor Benefício afastando a decadência - Turma Recursal - RS
Decisão Melhor Benefício afastando a decadência - Turma Recursal - RSDecisão Melhor Benefício afastando a decadência - Turma Recursal - RS
Decisão Melhor Benefício afastando a decadência - Turma Recursal - RSFabio Motta
 
Sentença Maria Regina Pedro - Depoimento
Sentença   Maria Regina Pedro - DepoimentoSentença   Maria Regina Pedro - Depoimento
Sentença Maria Regina Pedro - DepoimentoWaldemar Ramos Junior
 

Semelhante a Sentença procedência -Desaposentação 25/06/2013 - santa catarina (1) (20)

Acórdão de sunderland desaposentação
Acórdão de sunderland desaposentaçãoAcórdão de sunderland desaposentação
Acórdão de sunderland desaposentação
 
Stj desaposentadoria sem devolução de valores
Stj desaposentadoria sem devolução de valoresStj desaposentadoria sem devolução de valores
Stj desaposentadoria sem devolução de valores
 
Sentença
SentençaSentença
Sentença
 
Provimento do stj contra descontos do ipsm
Provimento do stj contra descontos do ipsmProvimento do stj contra descontos do ipsm
Provimento do stj contra descontos do ipsm
 
Sentença rr
Sentença rrSentença rr
Sentença rr
 
Paginador
PaginadorPaginador
Paginador
 
Inf0500
Inf0500Inf0500
Inf0500
 
Stj define-tributacao-verbas
Stj define-tributacao-verbasStj define-tributacao-verbas
Stj define-tributacao-verbas
 
Cel vivaldo
Cel vivaldoCel vivaldo
Cel vivaldo
 
Sentença parcial procedente 0020655-77.2013.8.26.0053
Sentença parcial procedente   0020655-77.2013.8.26.0053Sentença parcial procedente   0020655-77.2013.8.26.0053
Sentença parcial procedente 0020655-77.2013.8.26.0053
 
LIMBO PREVIDENCIÁRIO_ROT-3-08_2021_5_14_0000.pdf
LIMBO PREVIDENCIÁRIO_ROT-3-08_2021_5_14_0000.pdfLIMBO PREVIDENCIÁRIO_ROT-3-08_2021_5_14_0000.pdf
LIMBO PREVIDENCIÁRIO_ROT-3-08_2021_5_14_0000.pdf
 
Sebastião pereira de oliveira acórdão
Sebastião pereira de oliveira acórdãoSebastião pereira de oliveira acórdão
Sebastião pereira de oliveira acórdão
 
Miralda sentença
Miralda sentençaMiralda sentença
Miralda sentença
 
Ac trf melhor beneficio copy
Ac trf   melhor beneficio copyAc trf   melhor beneficio copy
Ac trf melhor beneficio copy
 
Notas Especiais a Respeito do Processo Previdenciário Acidentário
Notas Especiais a Respeito do Processo Previdenciário AcidentárioNotas Especiais a Respeito do Processo Previdenciário Acidentário
Notas Especiais a Respeito do Processo Previdenciário Acidentário
 
Notas Especiais a Respeito do Processo Previdencipário Acidentário
Notas Especiais a Respeito do Processo Previdencipário AcidentárioNotas Especiais a Respeito do Processo Previdencipário Acidentário
Notas Especiais a Respeito do Processo Previdencipário Acidentário
 
Stf melhor benefício
Stf   melhor benefícioStf   melhor benefício
Stf melhor benefício
 
Decisão Melhor Benefício afastando a decadência - Turma Recursal - RS
Decisão Melhor Benefício afastando a decadência - Turma Recursal - RSDecisão Melhor Benefício afastando a decadência - Turma Recursal - RS
Decisão Melhor Benefício afastando a decadência - Turma Recursal - RS
 
Nota do TJPE
Nota do TJPENota do TJPE
Nota do TJPE
 
Sentença Maria Regina Pedro - Depoimento
Sentença   Maria Regina Pedro - DepoimentoSentença   Maria Regina Pedro - Depoimento
Sentença Maria Regina Pedro - Depoimento
 

Mais de fabiomotta747

Turma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor Benefício
Turma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor BenefícioTurma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor Benefício
Turma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor Benefíciofabiomotta747
 
Tutela antecipada em Agravo no Juizado Especial Federal de Minas Gerais
Tutela antecipada  em Agravo no Juizado Especial Federal de Minas GeraisTutela antecipada  em Agravo no Juizado Especial Federal de Minas Gerais
Tutela antecipada em Agravo no Juizado Especial Federal de Minas Geraisfabiomotta747
 
Agravo liminar fosfoetanolamina
Agravo liminar fosfoetanolaminaAgravo liminar fosfoetanolamina
Agravo liminar fosfoetanolaminafabiomotta747
 
FOSFOETANOLAMINA - Liminar - Justiça Federal - Araçatuba
FOSFOETANOLAMINA - Liminar - Justiça Federal - AraçatubaFOSFOETANOLAMINA - Liminar - Justiça Federal - Araçatuba
FOSFOETANOLAMINA - Liminar - Justiça Federal - Araçatubafabiomotta747
 
Liminar deferida contra Serasa SCORE
Liminar deferida contra Serasa SCORELiminar deferida contra Serasa SCORE
Liminar deferida contra Serasa SCOREfabiomotta747
 
Sentença Trabalhista contra Bimbo do Brasil - Pão Pulmman -
Sentença Trabalhista contra Bimbo do Brasil - Pão Pulmman - Sentença Trabalhista contra Bimbo do Brasil - Pão Pulmman -
Sentença Trabalhista contra Bimbo do Brasil - Pão Pulmman - fabiomotta747
 
Feliz aniversário envelheço no judiciário
Feliz aniversário envelheço no judiciárioFeliz aniversário envelheço no judiciário
Feliz aniversário envelheço no judiciáriofabiomotta747
 
Corinthians patrocinio-caixa
Corinthians patrocinio-caixaCorinthians patrocinio-caixa
Corinthians patrocinio-caixafabiomotta747
 
Taxa corretagem taxa sati sentença santos
Taxa corretagem taxa sati sentença santosTaxa corretagem taxa sati sentença santos
Taxa corretagem taxa sati sentença santosfabiomotta747
 
Taxa corretagem taxa sati acordão santos
Taxa corretagem taxa sati acordão   santosTaxa corretagem taxa sati acordão   santos
Taxa corretagem taxa sati acordão santosfabiomotta747
 
Decisao deci sa_o dr marcos-obrigacao nao cumprida inss
Decisao deci sa_o dr marcos-obrigacao nao cumprida inssDecisao deci sa_o dr marcos-obrigacao nao cumprida inss
Decisao deci sa_o dr marcos-obrigacao nao cumprida inssfabiomotta747
 
Stj decisão sobre juros capitalizados - ilegalidade declarada
Stj   decisão sobre juros capitalizados - ilegalidade declaradaStj   decisão sobre juros capitalizados - ilegalidade declarada
Stj decisão sobre juros capitalizados - ilegalidade declaradafabiomotta747
 

Mais de fabiomotta747 (17)

Turma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor Benefício
Turma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor BenefícioTurma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor Benefício
Turma Recursal de São Paulo afasta decadência na Tese de Melhor Benefício
 
Tutela antecipada em Agravo no Juizado Especial Federal de Minas Gerais
Tutela antecipada  em Agravo no Juizado Especial Federal de Minas GeraisTutela antecipada  em Agravo no Juizado Especial Federal de Minas Gerais
Tutela antecipada em Agravo no Juizado Especial Federal de Minas Gerais
 
Agravo liminar fosfoetanolamina
Agravo liminar fosfoetanolaminaAgravo liminar fosfoetanolamina
Agravo liminar fosfoetanolamina
 
FOSFOETANOLAMINA - Liminar - Justiça Federal - Araçatuba
FOSFOETANOLAMINA - Liminar - Justiça Federal - AraçatubaFOSFOETANOLAMINA - Liminar - Justiça Federal - Araçatuba
FOSFOETANOLAMINA - Liminar - Justiça Federal - Araçatuba
 
Fgts sentença pa
Fgts sentença paFgts sentença pa
Fgts sentença pa
 
Liminar deferida contra Serasa SCORE
Liminar deferida contra Serasa SCORELiminar deferida contra Serasa SCORE
Liminar deferida contra Serasa SCORE
 
Sentença Trabalhista contra Bimbo do Brasil - Pão Pulmman -
Sentença Trabalhista contra Bimbo do Brasil - Pão Pulmman - Sentença Trabalhista contra Bimbo do Brasil - Pão Pulmman -
Sentença Trabalhista contra Bimbo do Brasil - Pão Pulmman -
 
Decisão stf
Decisão stfDecisão stf
Decisão stf
 
Gatoporlebre
GatoporlebreGatoporlebre
Gatoporlebre
 
Feliz aniversário envelheço no judiciário
Feliz aniversário envelheço no judiciárioFeliz aniversário envelheço no judiciário
Feliz aniversário envelheço no judiciário
 
Ficha final
Ficha finalFicha final
Ficha final
 
Corinthians patrocinio-caixa
Corinthians patrocinio-caixaCorinthians patrocinio-caixa
Corinthians patrocinio-caixa
 
Taxa corretagem taxa sati sentença santos
Taxa corretagem taxa sati sentença santosTaxa corretagem taxa sati sentença santos
Taxa corretagem taxa sati sentença santos
 
Taxa corretagem taxa sati acordão santos
Taxa corretagem taxa sati acordão   santosTaxa corretagem taxa sati acordão   santos
Taxa corretagem taxa sati acordão santos
 
Sentença (2)
Sentença (2)Sentença (2)
Sentença (2)
 
Decisao deci sa_o dr marcos-obrigacao nao cumprida inss
Decisao deci sa_o dr marcos-obrigacao nao cumprida inssDecisao deci sa_o dr marcos-obrigacao nao cumprida inss
Decisao deci sa_o dr marcos-obrigacao nao cumprida inss
 
Stj decisão sobre juros capitalizados - ilegalidade declarada
Stj   decisão sobre juros capitalizados - ilegalidade declaradaStj   decisão sobre juros capitalizados - ilegalidade declarada
Stj decisão sobre juros capitalizados - ilegalidade declarada
 

Sentença procedência -Desaposentação 25/06/2013 - santa catarina (1)

  • 1. AÇÃO ORDINÁRIA (PROCEDIMENTO COMUM ORDINÁRIO) Nº 5015669-70.2012.404.7200/SC AUTOR : MAURO KERBER ADVOGADO : MICHELLE DE MENTZINGEN GOMES RÉU : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS SENTENÇA Vistos etc. Cuida-se de ação previdenciária na qual a parte autora pretende renunciar a aposentadoria anteriormente concedida para que seja deferida nova aposentadoria em termos mais vantajosos. Aduz que percebe aposentadoria desde 30/09/1998, mas que permaneceu exercendo suas atividades laborais após aquela data. Requer seja julgada procedente a pretensão para determinar ao INSS que 'desaposente' o autor e conceda-lhe nova aposentadoria mais vantajosa sem a necessidade de restituir as parcelas percebidas no benefício original e o condene ao pagamento das diferenças. Junta documentos. Indeferida a antecipação de tutela. Citada, a União arguiu, preliminarmente, a decadência. No mérito, postulou a improcedência do pedido. Decido. A presente ação busca a renúncia do benefício, não a sua revisão, pouco importando o fato de a parte autora ter formulado pedido neste sentido perante o INSS. Da prescrição e decadência: A prescrição qüinqüenal das prestações vencidas não reclamadas, a contar da data em que deveriam ter sido pagas, historicamente sempre vigorou em ordenamento jurídico próprio, estando prevista atualmente no art. 103, parágrafo único da Lei nº 8.213/91. Tendo a parte autora proposto a presente ação em 28/08/2012, prescritas estão as parcelas vencidas desde a data de 28/08/2007. Não obstante, por cuidar a presente ação de renúncia ao benefício de aposentadoria, cuja pretensão somente foi comunicada ao INSS com a propositura desta ação, ainda que os cálculos do eventual novo benefício previdenciário seja realizado com base em data pretérita, os efeitos financeiros correspondentes devem ficar restritos à data da propositura desta ação - 28/08/2012. Já a decadência do direito de rever o ato que concedeu o benefício previdenciário foi criada pela MP n. 1.523-9, de 27/06/97, posteriormente convertida na Lei n. 9.528, de 10/12/97, que modificou o art. 103 da Lei n. 8.213/91, inicialmente fixou o prazo em dez anos. Por inexistir na legislação anterior previsão de prazo decadencial, o seu curso teria início com a publicação da nova lei que o instituiu. Porém, a MP n. 1.663-15, de 22/10/98, posteriormente convertida na Lei n. 9.711, de 20/11/98, reduziu esse prazo para cinco anos. Ulteriormente, a MP n. 138, de 19/11/2003, posteriormente convertida na Lei n. 10.839, de 05/02/2004 modificou novamente o prazo para dez anos. Ocorre que na presente ação não se busca a revisão do benefício, mas a renúncia do mesmo. Dessa forma, inaplicável ao caso a decadência.
  • 2. Do mérito: Entende o Superior Tribunal de Justiça que é possível a renúncia de benefício previdenciário por ser um direito patrimonial disponível, e que o tempo de serviço que foi utilizado para a concessão da aposentadoria pode ser novamente contado e aproveitado para fins de concessão de uma posterior aposentadoria, em um outro cargo ou regime previdenciário. Neste sentido: STJ - AGRESP 200701303311 Relator(a) FELIX FISCHER Fonte DJE DATA:10/11/2008 PROCESSO CIVIL. ADMINISTRATIVO. AGRAVO REGIMENTAL NO RECURSO ESPECIAL. RENÚNCIA À APOSENTADORIA POSSIBILIDADE. DIREITO DISPONÍVEL. É possível a renúncia ao benefício de aposentadoria pelo segurado que pretende voltar a contribuir para a previdência social, no intuito de, futuramente, formular novo pedido de aposentadoria que lhe seja mais vantajoso (precedentes das ee. 5ª e 6ª Turmas deste c. STJ). Agravo regimental desprovido. STJ - ROMS - 14624 Fonte DJ DATA:15/08/2005 PÁGINA:362 Relator(a) HÉLIO QUAGLIA BARBOSA RECURSO ORDINÁRIO EM MANDADO DE SEGURANÇA. APOSENTADORIA. RENÚNCIA. POSSIBILIDADE. CONTAGEM DO TEMPO DE SERVIÇO. RECURSO PROVIDO. 1. A jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça tem reiteradamente se firmado no sentido de que é plenamente possível a renúncia de benefício previdenciário, no caso, a aposentadoria, por ser este um direito patrimonial disponível. 2. O tempo de serviço que foi utilizado para a concessão da aposentadoria pode ser novamente contado e aproveitado para fins de concessão de uma posterior aposentadoria, num outro cargo ou regime previdenciário. 3. Recurso provido. Quanto à pretensão de dispensa de devolução à autarquia previdenciária dos valores recebidos pelo segurado, modifico entendimento anteriormente adotado e acompanho a jurisprudência mais recente, também do Superior Tribunal de Justiça, no sentido da desnecessidade de sua devolução. Neste sentido: STJ - AGRESP 201201039266 Relator(a) HERMAN BENJAMIN Fonte DJE DATA:24/08/2012 . PROCESSUAL CIVIL E PREVIDENCIÁRIO. MATÉRIA PENDENTE DE JULGAMENTO NO STF. SOBRESTAMENTO DO FEITO. DESCABIMENTO. DESAPOSENTAÇÃO PARA RECEBIMENTO DE NOVA APOSENTADORIA. POSSIBILIDADE. DEVOLUÇÃO DOS VALORES RECEBIDOS. DESNECESSIDADE. 1. A pendência de julgamento, no Supremo Tribunal Federal, não enseja o sobrestamento dos recursos que tramitam no Superior Tribunal de Justiça. 2. Está sedimentada neste Tribunal Superior a tese da desnecessidade de o segurado devolver os valores recebidos a título de aposentadoria como consequência da renúncia a esta para utilizar posterior tempo de contribuição para futura concessão de benefício da mesma natureza. 3. Com a ressalva de meu entendimento, esposado pormenorizadamente nos Agravos Regimentais nos Recursos Especiais 1.321.667/PR, 1.305.351/RS, 1.323.464/RS, 1.324.193/PR, 1.324.603/RS, 1.325.300/SC, 1.305.738/RS (sessão de 27.6.2012 da Segunda Turma), curvo-me à jurisprudência consolidada na Terceira Seção do STJ acerca do tema ora em debate, que posteriormente foi adotada pela Segunda Turma. 4. Agravo Regimental não provido. ..EMEN: Dos acréscimos legais na liquidação da sentença: Com a publicação da Lei n. 11.960, de 29/06/2009, houve alteração dos critérios de atualização monetária e juros nos débitos da Fazenda Pública, conforme artigo 5º, que deu novo texto ao Art. 1º-F da Lei n. 9.494, de 10/09/1997, a saber:
  • 3. Art. 5º O art. 1o-F da Lei nº 9.494, de 10 de setembro de 1997, introduzido pelo art. 4º da Medida Provisória nº 2.180-35, de 24 de agosto de 2001, passa a vigorar com a seguinte redação: 'Art. 1º-F. Nas condenações impostas à Fazenda Pública, independentemente de sua natureza e para fins de atualização monetária, remuneração do capital e compensação da mora, haverá a incidência uma única vez, até o efetivo pagamento, dos índices oficiais de remuneração básica e juros aplicados à caderneta de poupança.' Ante o exposto, julgo procedente o pedido para declarar o direito do autor à renúncia ao benefício de aposentadoria para que novo benefício seja deferido a partir da data de propositura desta ação (28/08/2012), dispensada a devolução dos valores recebidos pelo segurado, e condenar o INSS ao pagamento das diferenças, com os acréscimos legais, nos termos da fundamentação. Condeno o INSS ao pagamento das custas e honorários advocatícios, que fixo em 10% do valor da condenação. Sentença sujeita ao reexame necessário. P.R.I. Florianópolis, 25 de junho de 2013. Gustavo Dias de Barcellos JuizFederal Substituto na Titularidade Plena Documento eletrônico assinado por Gustavo Dias de Barcellos, Juiz Federal Substituto na Titularidade Plena, na forma do artigo 1º, inciso III, da Lei 11.419, de 19 de dezembro de 2006 e Resolução TRF 4ª Região nº 17, de 26 de março de 2010. A conferência da autenticidade do documento está disponível no endereço eletrônico http://www.jfsc.jus.br/gedpro/verifica/verifica.php, mediante o preenchimento do código verificador 5299608v2 e, se solicitado, do código CRC 8222EA5B. Informações adicionais da assinatura: Signatário (a): Gustavo Dias de Barcellos Data e Hora: 25/06/2013 14:24