SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
Baixar para ler offline
Livro de Emmanuel
Psicografia de Chico Xavier
A Mensagem Cristã
Lição 13
 Decorridos quase 2000
anos da passagem do
Mestre pela Terra, ainda há
os que afirmam, mesmo
dentro do movimento
espírita, que sua
mensagem não se difere ou
não se sobrepõe a de
outros sábios de tempos
variados.
 Afinal, quem é Jesus? O
que sua mensagem trouxe
para a humanidade? Quais
as razões de segui-lo, ou
de tê-lo como modelo e
guia, na afirmativa dos
espíritos a Kardec?
 O primeiro ponto a ser observado:
 "Não se reveste o ensinamento de Jesus de quaisquer
fórmulas complicadas." Roteiro
 Einstein dizia que "Se você não consegue explicar algo de
forma simples, você não entendeu suficientemente bem."
Assim, a lição de Jesus é simples, assimilável, de fácil
entendimento, não obstante há quem o diga de forma
diferente. É certo que os anos encarregaram-se de dar um
ar de complexidade a certos ensinos deixados pelo Mestre,
até mesmo em razão da cultura judaica tão diversa da
nossa, ocidental. Não obstante, em sua essência, ela é
simples, límpida e precisamos ter isto em mente se
queremos compreender-lhe, e mais ainda, seguir-lhe.
 Continua Emmanuel:
 "Guardando embora o devido respeito a todas as
escolas de revelação da fé com os seus colégios
iniciáticos, notamos que o Senhor desce da
Altura, a fim de libertar o templo do coração
humano para a sublimidade do amor e da luz,
através da fraternidade, do amor e do
conhecimento." Roteiro
 Eis o segundo ponto: liberdade.
 Certa feita uma querida amiga me ensinou que não existe
nada mais livre do que o amor incondicional. Tão simples,
e tão verdadeiro. O amor que nada exige em troca, que não
depende de uma ação ou pensamento do outro para existir,
que se sustenta em si mesmo, sem nenhuma condição para
permanecer ou não, este amor possui uma liberdade que
ainda desconhecemos. Nós a estamos exercitando, através
do perdão, mas ainda não alcançamos a liberdade de amar,
apenas o Cristo a demonstrou de forma límpida e plena.
 Fraternidade, amor e conhecimento é a tríade que
Emmanuel nos informa como os meios pelos quais se dá a
nossa libertação. Tudo o que estiver fora destes três
pensamentos, posso concluir, será ignorância e escravidão.
O amor liberta, o conhecimento liberta, a fraternidade
liberta. Acreditamos nisto? Pautamos a nossa vida nestes
alicerces?
 Sigamos em frente com a lição:
 "Para isso, o Mestre não exige que os homens se façam heróis ou santos de
um dia para outro. Não pede que os seguidores pratiquem milagres, nem lhes
reclama o impossível.
 Dirige-se a palavra dEle à vida comum, aos campos mais simples do
sentimento, à luta vulgar e às experiências de cada dia." Roteiro
 Jesus é um Mestre que conhece seus aprendizes, sabe quem somos e sabe do
que necessitamos. Nosso Pai Celestial colocou-lhe como o espírito responsável
por nossa trajetória evolutiva, o Cristo de Deus que nos acompanha desde os
primórdios.
 Darwin ao observar durante anos a natureza e o comportamento das diversas
espécies afirmou que a natureza não dá saltos, eis uma lei natural, que serve
para a mais simples criatura, e também para nós, enquanto espíritos em
caminho evolutivo. Passo a passo vamos trilhando um caminho único e
individual, sabedores de que cada vitória sobre o nosso orgulho e sobre o nosso
egoísmo é um passa a frente na trajetória evolutiva, ou, lembrando do
parágrafo anterior, cada passo que damos em direção ao amor, à fraternidade e
ao conhecimento, são passos importantes que representam o avanço do nosso
ser espiritual.
 Prossegue Emmanuel:
 "Contrariamente a
todos os mentores da
Humanidade, que
viviam, até então, entre
mistérios religiosos e
dominações políticas,
convive com a massa
popular, convidando as
criaturas a levantarem
o santuário do Senhor
nos próprios corações."
Roteiro
 Antes de entrar nos ensinamentos deixados pelo Cristo, em sublime
síntese, Emmanuel no informa um ponto essencial na trajetória do
Cristo e de todos os que o seguem: conviver com a massa popular. Jesus
viveu a fraternidade de forma plena, amou a todos indistintamente e
semeou o conhecimento das leis divinas por onde passou, o fez de
forma simples, caminhando com o povo, nos montes, praças, a beira do
mar num barco de simples pescadores. Não há em sua trajetória
mistérios religiosos ou dominações políticas, ele jamais sucumbiu as
tentações do poder e do intelecto, manteve-se fiel a sua missão e nos
mostrou o único caminho verdadeiro.
 Teremos sempre o nosso livre arbítrio para fazer nossas escolhas,
porém, ser cristão implica olhar para o Cristo, para sua vida e deixar-se
tocar por ela, deixar-se influenciar por seus passos.
 E é justamente estes passos, ditos ensinamentos que teremos a
oportunidade de ver em seguida, um a um:
 "Ama a Deus, Nosso Pai - ensinava Ele -, com
toda a tua alma, com todo o teu coração e com
todo o teu entendimento." Roteiro
 Mateus 22:37-38: “E Jesus disse-lhe: Amarás o
Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a
tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o
primeiro e grande mandamento.”

 Eis o mandamento maior, que já os antigos conheciam, eis
que constava da Lei Mosaica o mesmo entendimento:
 "Amarás o SENHOR, teu Deus, com todo o coração, com
toda a tua alma e com todas as tuas forças." Deuteronômio
6:5
 E o Evangelista Mateus o apresenta novamente (Mateus
22:37).
 Alma, coração e entendimento, compreendem a essência do
nosso ser e esta essência se expressa, quando ama a Deus,
fraternidade, amor e conhecimento. Tríades que se unem
para expressar que somos a imagem e semelhança do nosso
Pai Criador, em última instância, amá-lo é descobrir quem
somos.
 "Ama o próximo como a ti mesmo." Roteiro
 Mateus 22:39: “E o segundo, semelhante a este, é:
Amarás o teu próximo como a ti mesmo.

 Novamente uma citação que consta no Antigo (Levítico 19:18) e no Novo
Testamento (Mateus 22:39).

 Não obstante a regra ser conhecida, insistia o povo judeu que o próximo era
apenas seu irmão de raça, ao que Jesus demonstrou como um entendimento
limitado, que necessitava ser melhor compreendido, ensinando a todos a
Parábola do Bom Samaritano.

 Eis a régra áurea, que muitos conheciam, como nos diz Emmanuel no livro
Caminho, Verdade e Vida:
 "Diziam os gregos: “Não façais ao próximo o que não desejais receber dele.”
 Afirmavam os persas: “Fazei como quereis que se vos faça.”
 Declaravam os chineses: “O que não desejais para vós, não façais a outrem.”
 Recomendavam os egípcios: “Deixai passar aquele que fez aos outros o que
desejava para si.”
 Doutrinavam os hebreus: “O que não quiserdes para vós, não desejeis para o
próximo.”
 Insistiam os romanos: “A lei gravada nos corações humanos é amar os
membros da sociedade como a si mesmo.”
 Interessante que são os mesmos povos que o próprio
Emmanuel enumera na lição anterior, mostrando-nos,
porém, suas quedas e desenganos. E nos explica, enfim,
como aplicá-la: "Com o Mestre, todavia, a Regra Áurea é a
novidade divina, porque Jesus a ensinou e
exemplificou, não com virtudes parciais, mas em plenitude
de trabalho, abnegação e amor, à claridade das praças
públicas, revelando-se aos olhos da Humanidade inteira."
 Não apenas ensinou, mas viveu o que ensinava, através do
trabalho, da abnegação e do amor em todos os lugares por
onde andou.
 Sigamos com mais um trecho do livro Roteiro:
 "Perdoa ao companheiro quantas vezes se fizerem
necessárias." Roteiro
 Mateus 18:21-22: "Então Pedro se aproximou dele e
disse: Senhor, quantas vezes devo perdoar a meu
irmão, quando ele pecar contra mim? Até sete
vezes? Respondeu Jesus: Não te digo até sete vezes,
mas até setenta vezes sete."
 Pedro questionara Jesus quantas vezes ainda teria que perdoar,
se havia um limite para a paciência com as faltas alheias, ao
que ele responde 70 vezes 7. Sem o perdão não conseguiremos
vivenciar o amor, nossa condição ainda imperfeita nos remete a
erros, equívocos, desenganos, carecendo da benevolência alheia
quando erramos e, principalmente, quando reiteremos erros já
cometidos.
 Se acreditamos que a liberdade virá através da vivência
amorosa, se esta premissa é verdadeira em nossos corações, o
perdão será uma consequência lógica e também decorrente dos
mais puros sentimentos que nutrimos por nós, pelo outro e por
Deus, que a todos criou.
 "Empresta sem aguardar retribuição."
 Lucas 6:35 " Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei
bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será
grande o vosso galardão, e sereis filhos do
Altíssimo; porque ele é benigno até para com os
ingratos e maus."
 Eis a fraternidade em sua melhor expressão, fazer algo bom
por alguém sem aguardar nada em troca, nem
reconhecimento, nem agradecimentos, nem bonificações. É
o bem pelo bem, é fazer algo bom porque se acredita que
este é o melhor caminho sempre.
 Emmanuel usa o verbo "empresta" e é digno de nota a sua
perspicácia. Porque o que empresta dá algo de si mesmo,
algo que é seu por direito e que oferece ao outro. Em geral,
quem empresta quer de volta, mas com o Cristo somos
convidados a trabalhar o nosso egoísmo, ofertando sem
esperar a contrapartida.
 "Ora pelos que te perseguem e caluniam." Roteiro
 Mateus 5:43/44: "Ouvistes o que foi dito: ‘Amarás o
teu próximo e odiarás o teu inimigo’. Eu, porém,
vos digo: Amai os vossos inimigos e orai pelos que
vos perseguem;
 Mais um rico ensinamento do Mestre. Muitos o queriam morto,
muitos rejeitavam sua proposta de fraternidade, de igualdade,
perdão e amor, não obstante a todos ele amou e ama. Orar por
quem não nos quer bem, pedindo a Deus como se pode por um
irmão vai na contramão do que ouvimos e vemos em nosso dia
a dia. O "toma lá dá cá" está em plena vigência e o desafio é
não entrar neste círculo vicioso, mais que isso, é quebrar este
eterno círculo de vingança e desforra. Se alguém lhe fez mal,
lhe persegue, lhe calunia, ore, deixo-o sob a proteção e justiça
de Deus, a nós é isso que cabe, Deus agirá.

 "Ajuda os adversários.” Roteiro
 Mateus 5:25: "Concilia-te depressa com o teu
adversário, enquanto estás no caminho com ele,
para que não aconteça que o adversário te entregue
ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te
encerrem na prisão."
 Eis uma grande pedra no caminho daqueles que tentam aderir ao
cristianismo, sem porém, buscarem seguir seus ensinos. O perdão é
exemplificado por Jesus a todo momento e, não apenas aos que
amamos e queremos bem, mas sobretudo aos que se colocam em nosso
caminho como inimigos, como adversários.
 Emmanuel comenta este versículo no livro Palavras da Vida Eterna,
lição 178:
 "Jesus nos solicitou a imediata reconciliação com os adversários, para
que a nossa oração se dirija a Deus, escoimada de qualquer sentimento
aviltante. Não ignoramos que os adversários são nossos opositores ou,
mais propriamente, aqueles que alimentam pontos de vista contrários
aos nossos. E muitos deles, indiscutivelmente, se encontram em
condições muito superiores às nossas, em determinados ângulos de
serviço e merecimento. Não nos cabe, assim, o direito de espezinhá-los
e sim o dever de respeitá-los e cooperar com eles, no trabalho do bem
comum, embora não lhes possamos abraçar o quadro integral das
opiniões.“
 "Não condenes para que não sejas condenado."
Roteiro
 Mateus 7:1: "Não julgueis para que não sejais
julgados."
 Um desdobramento da régra áurea que nos diz para
fazermos ao outro todo bem que quereríamos que nos
fizessem, vale também na contramão, não condenar, não
julgar, não atirar pedras a quem quer que seja.
 Adverte-nos, porém, Emmanuel (livro Refúgio) que: "não
equivale dizer que é preciso abolir a análise do nosso
campo de inteligência, mas, sim, que toda condenação é
vinagre no pão da fraternidade com que pretendemos nutrir
a concórdia entre os homens."
 "A quem te pedir a capa cede igualmente a
túnica." Roteiro
 Lucas 6:29: "Ao que te ferir numa face, oferece-lhe
também a outra; e ao que te houver tirado a capa,
nem a túnica recuses;"
 Mateus 5:40: “E se ao que quiser pleitear contigo,
tirar-te o vestido, larga-lhe também a capa.”
 Este versículo nos pede para ir além da suposta justiça
que nossos olhos alcançam, pede-nos indulgência, é
primeiro exemplificar, semeando o bem, para depois
esperar a colheita, no tempo de cada um.
 Esta é a luz do Evangelho Segundo o Espiritismo:
“Sede indulgentes com as faltas alheias, quaisquer que
elas sejam; não julgueis com severidade senão as
vossas próprias ações e o Senhor usará da indulgência
para convosco, como de indulgência houverdes usado
para com os outros.” — Cap. X, 17
 "Se alguém te solicita a jornada de mil passos,
segue com ele dois mil." Roteiro
 Mateus 5:41: " “E se qualquer te obrigar a caminhar
uma milha, vai com ele duas”
 "As milhas a que se reportam os ensinamentos do Mestre são
aquelas de nossa jornada espiritual, no processo de elevação,
cada dia. Aprende a ceder para os outros, se desejas realmente
ajudar. Não regenerarás o criminoso atormentando-lhe o campo
íntimo com chibatadas verbais, não corrigirás o transviado à
força de imposições humilhantes e nem conquistarás a confiança
curativa do enfermo, aprofundando-lhes as próprias chagas."
Emmanuel - Cartas do Coração
 Aprender a ceder...eis um conselho do Cristo, um caminho para a
fraternidade e para a paz.
 "Não procures o primeiro lugar nas assembléias,
para que a vaidade te não tente o coração.”
Roteiro
 Lucas 14:8: "“Quando por alguém fores convidado
para um banquete de casamento, não busques o
lugar de honra; pois é possível que tenha sido
convidada também outra pessoa, ainda mais digna
do que tu."
 A lição da humildade que nos remete a exemplos valorosos
que nos ensinam, mas sobretudo no educam. Chico Xavier
transitou pela Terra desconhecido de muitos, seu trabalho
era desenvolvido com humilde extrema, não obstante, a
possibilidade de conforto e regalias, viveu tal qual o Cristo
ensinou, nunca buscou um lugar de honra, e, hoje, o
reconhecemos como um grande e honrado trabalhador do
Cristo, com um exemplo de vida raras vezes visto.
 "Quem se humilha, será exaltado." Roteiro
 Mateus 23:12: "Portanto, todo aquele que a si
mesmo se exaltar será humilhado, e todo aquele que
a si mesmo se humilhar será exaltado."
 Já diziam os antigos que "A sabedoria ministra o temor
do SENHOR, e a humildade antecede a honra."
Provérbios 15:33
 Ao que buscou aplausos, toda a glória já lhe foi
concedida, mas ao que passou pelo mundo esquecido de
si mesmo, dignificou-se como exemplo, inspirando aos
que vieram depois. Eis, novamente, Chico Xavier, como
um forte exemplo desta máxima trazida por Emmanuel.
 "Ao que te bater numa face, oferece também a
outra." Roteiro
 Lucas 6:29: Ao que te ferir numa face, oferece-lhe
também a outra; e ao que te houver tirado a capa,
nem a túnica recuses;
 "Bendize aquele que te amaldiçoa." Roteiro
 Lucas 6:28: "abençoai aos que vos amaldiçoam, orai
pelos que vos acusam falsamente”
 Em tempos de críticas e maledicências, eis a lição
nos lembrando de como deve agir um cristão. E se
não conseguirmos bendizer, usemos o silêncio
como aprendizado, para mais a frente, sermos
capazes de encontrar no irmão mais bondade que
defeito.
 E seguem os ensinos do Cristo, que Emmanuel tão
bem sintetiza, harmonizando-se com os pilares do
amor, da fraternidade e da liberdade:
 "Liberta e serás libertado.
 Dá e receberás.
 Sê misericordioso.
 Faze o bem ao que te odeia.
 Qualquer que perder a sua vida, por amor ao
apostolado da redenção, ganhá-la-á mais perfeita, na
glória da eternidade.
 Resplandeça a tua luz.
 Tem bom ânimo.
 Deixa aos mortos o cuidado de enterrar os seus
mortos." Roteiro
 Certo é que, ainda, estamos distantes de andar de
acordo com estas máximas, não obstante, nossa ação
reiterada no bem e nossa vontade em seguir os passos
do Mestre nos conduzirá neste caminho, abençoando-
nos na luzes do amor e da fraternidade, a fim de que
sejamos livres para amar e viver.
 Encerra a lição:
 "Se pretendes encontrar-me na luz da ressurreição, nega a ti mesmo,
alegra-te sob o peso da cruz dos próprios deveres e segue-me os passos
no calvário de suor e sacrifício que precede os júbilos da aurora
divina!
 E, diante desses apelos, gradativamente, há vinte séculos, calam-se as
vozes que mandam revidar e ferir!... E a palavra do Cristo, acima de
editos e espadas, decretos e encíclicas, sobe sempre e cresce cada vez
mais, na acústica do mundo, preparando os homens e a vida para a
soberania do Amor Universal." Roteiro
 Passaram os reinos, passaram os reis, os poderes, até mesmo aqueles
que caminharam usando o nome santo de Jesus para interesses próprios
passaram e passarão, e a cada dia, quando o sol nascer, saberemos que o
Cristo jamais passará, apenas sua palavra de amor e perdão é eterna e
nos conduzirá.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cb 10 descrição do mundo espiritual e mediunidade
Cb 10   descrição do mundo espiritual e mediunidadeCb 10   descrição do mundo espiritual e mediunidade
Cb 10 descrição do mundo espiritual e mediunidadeNorberto Scavone Augusto
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 05 Ouvindo instruções
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 05 Ouvindo instruçõesEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 05 Ouvindo instruções
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 05 Ouvindo instruçõesJose Luiz Maio
 
Estudo do livro Roteiro lição 12
Estudo do livro Roteiro lição 12Estudo do livro Roteiro lição 12
Estudo do livro Roteiro lição 12Candice Gunther
 
3.10 - Lei de Liberdade.pptx
3.10 - Lei de Liberdade.pptx3.10 - Lei de Liberdade.pptx
3.10 - Lei de Liberdade.pptxMarta Gomes
 
Estudo Sobre o Passe nas Reuniões Mediúnicas (FEB)
Estudo Sobre o Passe nas Reuniões Mediúnicas (FEB)Estudo Sobre o Passe nas Reuniões Mediúnicas (FEB)
Estudo Sobre o Passe nas Reuniões Mediúnicas (FEB)Rodrigo De Oliveira Reis
 
3 palestra sobre transição planetaria
3 palestra sobre transição planetaria3 palestra sobre transição planetaria
3 palestra sobre transição planetariaumecamaqua
 
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMOAMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMOAngela Ewerling
 
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV. Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV. PatiSousa1
 
Segundo Módulo - Aula 09 - Lei do progresso II
Segundo Módulo - Aula 09 - Lei do progresso IISegundo Módulo - Aula 09 - Lei do progresso II
Segundo Módulo - Aula 09 - Lei do progresso IICeiClarencio
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósRicardo Azevedo
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundasEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundasJose Luiz Maio
 

Mais procurados (20)

Cb 10 descrição do mundo espiritual e mediunidade
Cb 10   descrição do mundo espiritual e mediunidadeCb 10   descrição do mundo espiritual e mediunidade
Cb 10 descrição do mundo espiritual e mediunidade
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 05 Ouvindo instruções
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 05 Ouvindo instruçõesEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros   capitulo 05 Ouvindo instruções
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 05 Ouvindo instruções
 
Estudo do livro Roteiro lição 12
Estudo do livro Roteiro lição 12Estudo do livro Roteiro lição 12
Estudo do livro Roteiro lição 12
 
Livre arbítrio na ótica espírita
Livre arbítrio na ótica espíritaLivre arbítrio na ótica espírita
Livre arbítrio na ótica espírita
 
3.10 - Lei de Liberdade.pptx
3.10 - Lei de Liberdade.pptx3.10 - Lei de Liberdade.pptx
3.10 - Lei de Liberdade.pptx
 
Estudo Sobre o Passe nas Reuniões Mediúnicas (FEB)
Estudo Sobre o Passe nas Reuniões Mediúnicas (FEB)Estudo Sobre o Passe nas Reuniões Mediúnicas (FEB)
Estudo Sobre o Passe nas Reuniões Mediúnicas (FEB)
 
Jugo leve
Jugo leveJugo leve
Jugo leve
 
A parábola da rede
A parábola da redeA parábola da rede
A parábola da rede
 
3 palestra sobre transição planetaria
3 palestra sobre transição planetaria3 palestra sobre transição planetaria
3 palestra sobre transição planetaria
 
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMOAMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
 
Aborto na visão Espírita
Aborto na visão EspíritaAborto na visão Espírita
Aborto na visão Espírita
 
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNOO TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
O TEMPO - PRESENTE DO ETERNO
 
A Parábola dos Talentos
A Parábola dos TalentosA Parábola dos Talentos
A Parábola dos Talentos
 
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV. Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
 
Segundo Módulo - Aula 09 - Lei do progresso II
Segundo Módulo - Aula 09 - Lei do progresso IISegundo Módulo - Aula 09 - Lei do progresso II
Segundo Módulo - Aula 09 - Lei do progresso II
 
O Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nósO Deus de cada um de nós
O Deus de cada um de nós
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundasEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
 
Palestra o poder da fé
Palestra   o poder da féPalestra   o poder da fé
Palestra o poder da fé
 
O Poder da Prece
O Poder da PreceO Poder da Prece
O Poder da Prece
 
O Dever e a virtude
O Dever e a virtudeO Dever e a virtude
O Dever e a virtude
 

Semelhante a Estudo do livro Roteiro liçao 13

Estudo do livro Roteiro lição 19
Estudo do livro Roteiro lição 19Estudo do livro Roteiro lição 19
Estudo do livro Roteiro lição 19Candice Gunther
 
Jesus ontem, hoje e sempre
Jesus ontem, hoje e sempreJesus ontem, hoje e sempre
Jesus ontem, hoje e sempreGorete Ferreira
 
Jesus ontem, hoje e sempre
Jesus ontem, hoje e sempreJesus ontem, hoje e sempre
Jesus ontem, hoje e sempreGorete Ferreira
 
Estudo do livro Roteiro lição 33
Estudo do livro Roteiro lição 33Estudo do livro Roteiro lição 33
Estudo do livro Roteiro lição 33Candice Gunther
 
Evangelização - Fraternidade - O Bom Samaritano
Evangelização - Fraternidade - O Bom SamaritanoEvangelização - Fraternidade - O Bom Samaritano
Evangelização - Fraternidade - O Bom SamaritanoAntonino Silva
 
Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)
Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)
Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)Ricardo Azevedo
 
A porta estreita.pptx
A porta estreita.pptxA porta estreita.pptx
A porta estreita.pptxIgorBoggione1
 
FEB-ERV.Vt-Turma-2-Livro-I-Tema-4.2.pdf
FEB-ERV.Vt-Turma-2-Livro-I-Tema-4.2.pdfFEB-ERV.Vt-Turma-2-Livro-I-Tema-4.2.pdf
FEB-ERV.Vt-Turma-2-Livro-I-Tema-4.2.pdfGutemberg Câmara
 
O PERDÃO COMO PRÁTICA CRISTÃ
O PERDÃO COMO PRÁTICA CRISTÃO PERDÃO COMO PRÁTICA CRISTÃ
O PERDÃO COMO PRÁTICA CRISTÃElcio Cunha
 
Decisoes2 - Amar o Proximo
Decisoes2 -  Amar o ProximoDecisoes2 -  Amar o Proximo
Decisoes2 - Amar o ProximoEliezer Almeida
 
Amara deuscomoatimesmo
Amara deuscomoatimesmoAmara deuscomoatimesmo
Amara deuscomoatimesmoRenato Cardoso
 
Eae 64 Estudo das Epístolas
Eae 64 Estudo das EpístolasEae 64 Estudo das Epístolas
Eae 64 Estudo das EpístolasPatiSousa1
 
Chico Xavier - Emmanuel - Caminho, Verdade e Vida
Chico Xavier - Emmanuel - Caminho, Verdade e VidaChico Xavier - Emmanuel - Caminho, Verdade e Vida
Chico Xavier - Emmanuel - Caminho, Verdade e Vida. Sobrenome
 
Novo(a) apresentação do microsoft office power point
Novo(a) apresentação do microsoft office power pointNovo(a) apresentação do microsoft office power point
Novo(a) apresentação do microsoft office power pointJosé De Sousa Coelho
 

Semelhante a Estudo do livro Roteiro liçao 13 (20)

Estudo do livro Roteiro lição 19
Estudo do livro Roteiro lição 19Estudo do livro Roteiro lição 19
Estudo do livro Roteiro lição 19
 
Fraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E EcumenismoFraternidade E Ecumenismo
Fraternidade E Ecumenismo
 
Jesus ontem, hoje e sempre
Jesus ontem, hoje e sempreJesus ontem, hoje e sempre
Jesus ontem, hoje e sempre
 
Jesus ontem, hoje e sempre
Jesus ontem, hoje e sempreJesus ontem, hoje e sempre
Jesus ontem, hoje e sempre
 
Viveras para sempre
Viveras para sempreViveras para sempre
Viveras para sempre
 
Estudo do livro Roteiro lição 33
Estudo do livro Roteiro lição 33Estudo do livro Roteiro lição 33
Estudo do livro Roteiro lição 33
 
Cooperação
CooperaçãoCooperação
Cooperação
 
Evangelização - Fraternidade - O Bom Samaritano
Evangelização - Fraternidade - O Bom SamaritanoEvangelização - Fraternidade - O Bom Samaritano
Evangelização - Fraternidade - O Bom Samaritano
 
Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)
Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)
Jesus - O Amor na forma humana (1a. edição)
 
Cooperação
CooperaçãoCooperação
Cooperação
 
A porta estreita.pptx
A porta estreita.pptxA porta estreita.pptx
A porta estreita.pptx
 
FEB-ERV.Vt-Turma-2-Livro-I-Tema-4.2.pdf
FEB-ERV.Vt-Turma-2-Livro-I-Tema-4.2.pdfFEB-ERV.Vt-Turma-2-Livro-I-Tema-4.2.pdf
FEB-ERV.Vt-Turma-2-Livro-I-Tema-4.2.pdf
 
O PERDÃO COMO PRÁTICA CRISTÃ
O PERDÃO COMO PRÁTICA CRISTÃO PERDÃO COMO PRÁTICA CRISTÃ
O PERDÃO COMO PRÁTICA CRISTÃ
 
Decisoes2 - Amar o Proximo
Decisoes2 -  Amar o ProximoDecisoes2 -  Amar o Proximo
Decisoes2 - Amar o Proximo
 
Amara deuscomoatimesmo
Amara deuscomoatimesmoAmara deuscomoatimesmo
Amara deuscomoatimesmo
 
Jesus, O Psicopedagogo
Jesus, O PsicopedagogoJesus, O Psicopedagogo
Jesus, O Psicopedagogo
 
Eae 64 Estudo das Epístolas
Eae 64 Estudo das EpístolasEae 64 Estudo das Epístolas
Eae 64 Estudo das Epístolas
 
Edição n. 34 do CH Notícias - Abril / 2018
Edição n. 34 do CH Notícias - Abril  / 2018Edição n. 34 do CH Notícias - Abril  / 2018
Edição n. 34 do CH Notícias - Abril / 2018
 
Chico Xavier - Emmanuel - Caminho, Verdade e Vida
Chico Xavier - Emmanuel - Caminho, Verdade e VidaChico Xavier - Emmanuel - Caminho, Verdade e Vida
Chico Xavier - Emmanuel - Caminho, Verdade e Vida
 
Novo(a) apresentação do microsoft office power point
Novo(a) apresentação do microsoft office power pointNovo(a) apresentação do microsoft office power point
Novo(a) apresentação do microsoft office power point
 

Mais de Candice Gunther

Poesias Maria Dolores - Serie Max Rive
Poesias Maria Dolores - Serie Max RivePoesias Maria Dolores - Serie Max Rive
Poesias Maria Dolores - Serie Max RiveCandice Gunther
 
Carta aos Corintios com Emmanuel - Sabedoria
Carta aos Corintios com Emmanuel - SabedoriaCarta aos Corintios com Emmanuel - Sabedoria
Carta aos Corintios com Emmanuel - SabedoriaCandice Gunther
 
Carta aos Coríntios com Emmanuel - A Cidade de Corinto
Carta aos Coríntios com Emmanuel - A Cidade de CorintoCarta aos Coríntios com Emmanuel - A Cidade de Corinto
Carta aos Coríntios com Emmanuel - A Cidade de CorintoCandice Gunther
 
Estudo do livro Roteiro lição 40
Estudo do livro Roteiro lição 40Estudo do livro Roteiro lição 40
Estudo do livro Roteiro lição 40Candice Gunther
 
Estudo do livro Roteiro lição 39
Estudo do livro Roteiro lição 39Estudo do livro Roteiro lição 39
Estudo do livro Roteiro lição 39Candice Gunther
 
Estudo do livro Roteiro lição 38
Estudo do livro Roteiro lição 38Estudo do livro Roteiro lição 38
Estudo do livro Roteiro lição 38Candice Gunther
 
Estudo do livro Roteiro liçãoo 37
Estudo do livro Roteiro liçãoo 37Estudo do livro Roteiro liçãoo 37
Estudo do livro Roteiro liçãoo 37Candice Gunther
 
Poesias de Maria Dolores - Serie Turner
Poesias de Maria Dolores - Serie TurnerPoesias de Maria Dolores - Serie Turner
Poesias de Maria Dolores - Serie TurnerCandice Gunther
 
Estudo do livro Roteiro lição 35
Estudo do livro Roteiro lição 35Estudo do livro Roteiro lição 35
Estudo do livro Roteiro lição 35Candice Gunther
 
Estudo do livro Roteiro lição 32
Estudo do livro Roteiro lição 32Estudo do livro Roteiro lição 32
Estudo do livro Roteiro lição 32Candice Gunther
 
Estudo do livro Roteiro lição 30
Estudo do livro Roteiro lição 30Estudo do livro Roteiro lição 30
Estudo do livro Roteiro lição 30Candice Gunther
 
Estudo do livro Roteiro lição 29
Estudo do livro Roteiro lição 29Estudo do livro Roteiro lição 29
Estudo do livro Roteiro lição 29Candice Gunther
 
Estudo do livro Roteiro, lição 28
Estudo do livro Roteiro, lição 28Estudo do livro Roteiro, lição 28
Estudo do livro Roteiro, lição 28Candice Gunther
 
Estudo do livro Roteiro lição 27
Estudo do livro Roteiro lição 27Estudo do livro Roteiro lição 27
Estudo do livro Roteiro lição 27Candice Gunther
 
Estudo do livro Roteiro lição 26
Estudo do livro Roteiro lição 26Estudo do livro Roteiro lição 26
Estudo do livro Roteiro lição 26Candice Gunther
 
Estudo do livro Roteiro, lição 25
Estudo do livro Roteiro, lição 25Estudo do livro Roteiro, lição 25
Estudo do livro Roteiro, lição 25Candice Gunther
 

Mais de Candice Gunther (20)

Poesias Maria Dolores - Serie Max Rive
Poesias Maria Dolores - Serie Max RivePoesias Maria Dolores - Serie Max Rive
Poesias Maria Dolores - Serie Max Rive
 
A obra de Chico Xavier
A obra de Chico XavierA obra de Chico Xavier
A obra de Chico Xavier
 
Carta aos Corintios com Emmanuel - Sabedoria
Carta aos Corintios com Emmanuel - SabedoriaCarta aos Corintios com Emmanuel - Sabedoria
Carta aos Corintios com Emmanuel - Sabedoria
 
Dissensões
Dissensões Dissensões
Dissensões
 
Carta aos Coríntios com Emmanuel - A Cidade de Corinto
Carta aos Coríntios com Emmanuel - A Cidade de CorintoCarta aos Coríntios com Emmanuel - A Cidade de Corinto
Carta aos Coríntios com Emmanuel - A Cidade de Corinto
 
Estudo do livro Roteiro lição 40
Estudo do livro Roteiro lição 40Estudo do livro Roteiro lição 40
Estudo do livro Roteiro lição 40
 
Estudo do livro Roteiro lição 39
Estudo do livro Roteiro lição 39Estudo do livro Roteiro lição 39
Estudo do livro Roteiro lição 39
 
Estudo do livro Roteiro lição 38
Estudo do livro Roteiro lição 38Estudo do livro Roteiro lição 38
Estudo do livro Roteiro lição 38
 
Estudo do livro Roteiro liçãoo 37
Estudo do livro Roteiro liçãoo 37Estudo do livro Roteiro liçãoo 37
Estudo do livro Roteiro liçãoo 37
 
Poesias de Maria Dolores - Serie Turner
Poesias de Maria Dolores - Serie TurnerPoesias de Maria Dolores - Serie Turner
Poesias de Maria Dolores - Serie Turner
 
Estudo do livro Roteiro lição 35
Estudo do livro Roteiro lição 35Estudo do livro Roteiro lição 35
Estudo do livro Roteiro lição 35
 
Estudo do livro Roteiro lição 32
Estudo do livro Roteiro lição 32Estudo do livro Roteiro lição 32
Estudo do livro Roteiro lição 32
 
Roteiro lição 31
Roteiro lição 31Roteiro lição 31
Roteiro lição 31
 
Viver com misericórdia
Viver com misericórdiaViver com misericórdia
Viver com misericórdia
 
Estudo do livro Roteiro lição 30
Estudo do livro Roteiro lição 30Estudo do livro Roteiro lição 30
Estudo do livro Roteiro lição 30
 
Estudo do livro Roteiro lição 29
Estudo do livro Roteiro lição 29Estudo do livro Roteiro lição 29
Estudo do livro Roteiro lição 29
 
Estudo do livro Roteiro, lição 28
Estudo do livro Roteiro, lição 28Estudo do livro Roteiro, lição 28
Estudo do livro Roteiro, lição 28
 
Estudo do livro Roteiro lição 27
Estudo do livro Roteiro lição 27Estudo do livro Roteiro lição 27
Estudo do livro Roteiro lição 27
 
Estudo do livro Roteiro lição 26
Estudo do livro Roteiro lição 26Estudo do livro Roteiro lição 26
Estudo do livro Roteiro lição 26
 
Estudo do livro Roteiro, lição 25
Estudo do livro Roteiro, lição 25Estudo do livro Roteiro, lição 25
Estudo do livro Roteiro, lição 25
 

Último

Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfLehonanSouza
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxCelso Napoleon
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 

Último (8)

Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 

Estudo do livro Roteiro liçao 13

  • 1. Livro de Emmanuel Psicografia de Chico Xavier A Mensagem Cristã Lição 13
  • 2.  Decorridos quase 2000 anos da passagem do Mestre pela Terra, ainda há os que afirmam, mesmo dentro do movimento espírita, que sua mensagem não se difere ou não se sobrepõe a de outros sábios de tempos variados.  Afinal, quem é Jesus? O que sua mensagem trouxe para a humanidade? Quais as razões de segui-lo, ou de tê-lo como modelo e guia, na afirmativa dos espíritos a Kardec?
  • 3.  O primeiro ponto a ser observado:  "Não se reveste o ensinamento de Jesus de quaisquer fórmulas complicadas." Roteiro  Einstein dizia que "Se você não consegue explicar algo de forma simples, você não entendeu suficientemente bem." Assim, a lição de Jesus é simples, assimilável, de fácil entendimento, não obstante há quem o diga de forma diferente. É certo que os anos encarregaram-se de dar um ar de complexidade a certos ensinos deixados pelo Mestre, até mesmo em razão da cultura judaica tão diversa da nossa, ocidental. Não obstante, em sua essência, ela é simples, límpida e precisamos ter isto em mente se queremos compreender-lhe, e mais ainda, seguir-lhe.
  • 4.  Continua Emmanuel:  "Guardando embora o devido respeito a todas as escolas de revelação da fé com os seus colégios iniciáticos, notamos que o Senhor desce da Altura, a fim de libertar o templo do coração humano para a sublimidade do amor e da luz, através da fraternidade, do amor e do conhecimento." Roteiro  Eis o segundo ponto: liberdade.
  • 5.  Certa feita uma querida amiga me ensinou que não existe nada mais livre do que o amor incondicional. Tão simples, e tão verdadeiro. O amor que nada exige em troca, que não depende de uma ação ou pensamento do outro para existir, que se sustenta em si mesmo, sem nenhuma condição para permanecer ou não, este amor possui uma liberdade que ainda desconhecemos. Nós a estamos exercitando, através do perdão, mas ainda não alcançamos a liberdade de amar, apenas o Cristo a demonstrou de forma límpida e plena.  Fraternidade, amor e conhecimento é a tríade que Emmanuel nos informa como os meios pelos quais se dá a nossa libertação. Tudo o que estiver fora destes três pensamentos, posso concluir, será ignorância e escravidão. O amor liberta, o conhecimento liberta, a fraternidade liberta. Acreditamos nisto? Pautamos a nossa vida nestes alicerces?
  • 6.  Sigamos em frente com a lição:  "Para isso, o Mestre não exige que os homens se façam heróis ou santos de um dia para outro. Não pede que os seguidores pratiquem milagres, nem lhes reclama o impossível.  Dirige-se a palavra dEle à vida comum, aos campos mais simples do sentimento, à luta vulgar e às experiências de cada dia." Roteiro  Jesus é um Mestre que conhece seus aprendizes, sabe quem somos e sabe do que necessitamos. Nosso Pai Celestial colocou-lhe como o espírito responsável por nossa trajetória evolutiva, o Cristo de Deus que nos acompanha desde os primórdios.  Darwin ao observar durante anos a natureza e o comportamento das diversas espécies afirmou que a natureza não dá saltos, eis uma lei natural, que serve para a mais simples criatura, e também para nós, enquanto espíritos em caminho evolutivo. Passo a passo vamos trilhando um caminho único e individual, sabedores de que cada vitória sobre o nosso orgulho e sobre o nosso egoísmo é um passa a frente na trajetória evolutiva, ou, lembrando do parágrafo anterior, cada passo que damos em direção ao amor, à fraternidade e ao conhecimento, são passos importantes que representam o avanço do nosso ser espiritual.
  • 7.  Prossegue Emmanuel:  "Contrariamente a todos os mentores da Humanidade, que viviam, até então, entre mistérios religiosos e dominações políticas, convive com a massa popular, convidando as criaturas a levantarem o santuário do Senhor nos próprios corações." Roteiro
  • 8.  Antes de entrar nos ensinamentos deixados pelo Cristo, em sublime síntese, Emmanuel no informa um ponto essencial na trajetória do Cristo e de todos os que o seguem: conviver com a massa popular. Jesus viveu a fraternidade de forma plena, amou a todos indistintamente e semeou o conhecimento das leis divinas por onde passou, o fez de forma simples, caminhando com o povo, nos montes, praças, a beira do mar num barco de simples pescadores. Não há em sua trajetória mistérios religiosos ou dominações políticas, ele jamais sucumbiu as tentações do poder e do intelecto, manteve-se fiel a sua missão e nos mostrou o único caminho verdadeiro.  Teremos sempre o nosso livre arbítrio para fazer nossas escolhas, porém, ser cristão implica olhar para o Cristo, para sua vida e deixar-se tocar por ela, deixar-se influenciar por seus passos.  E é justamente estes passos, ditos ensinamentos que teremos a oportunidade de ver em seguida, um a um:
  • 9.  "Ama a Deus, Nosso Pai - ensinava Ele -, com toda a tua alma, com todo o teu coração e com todo o teu entendimento." Roteiro  Mateus 22:37-38: “E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento.” 
  • 10.  Eis o mandamento maior, que já os antigos conheciam, eis que constava da Lei Mosaica o mesmo entendimento:  "Amarás o SENHOR, teu Deus, com todo o coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças." Deuteronômio 6:5  E o Evangelista Mateus o apresenta novamente (Mateus 22:37).  Alma, coração e entendimento, compreendem a essência do nosso ser e esta essência se expressa, quando ama a Deus, fraternidade, amor e conhecimento. Tríades que se unem para expressar que somos a imagem e semelhança do nosso Pai Criador, em última instância, amá-lo é descobrir quem somos.
  • 11.  "Ama o próximo como a ti mesmo." Roteiro  Mateus 22:39: “E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. 
  • 12.  Novamente uma citação que consta no Antigo (Levítico 19:18) e no Novo Testamento (Mateus 22:39).   Não obstante a regra ser conhecida, insistia o povo judeu que o próximo era apenas seu irmão de raça, ao que Jesus demonstrou como um entendimento limitado, que necessitava ser melhor compreendido, ensinando a todos a Parábola do Bom Samaritano.   Eis a régra áurea, que muitos conheciam, como nos diz Emmanuel no livro Caminho, Verdade e Vida:  "Diziam os gregos: “Não façais ao próximo o que não desejais receber dele.”  Afirmavam os persas: “Fazei como quereis que se vos faça.”  Declaravam os chineses: “O que não desejais para vós, não façais a outrem.”  Recomendavam os egípcios: “Deixai passar aquele que fez aos outros o que desejava para si.”  Doutrinavam os hebreus: “O que não quiserdes para vós, não desejeis para o próximo.”  Insistiam os romanos: “A lei gravada nos corações humanos é amar os membros da sociedade como a si mesmo.”
  • 13.  Interessante que são os mesmos povos que o próprio Emmanuel enumera na lição anterior, mostrando-nos, porém, suas quedas e desenganos. E nos explica, enfim, como aplicá-la: "Com o Mestre, todavia, a Regra Áurea é a novidade divina, porque Jesus a ensinou e exemplificou, não com virtudes parciais, mas em plenitude de trabalho, abnegação e amor, à claridade das praças públicas, revelando-se aos olhos da Humanidade inteira."  Não apenas ensinou, mas viveu o que ensinava, através do trabalho, da abnegação e do amor em todos os lugares por onde andou.  Sigamos com mais um trecho do livro Roteiro:
  • 14.  "Perdoa ao companheiro quantas vezes se fizerem necessárias." Roteiro  Mateus 18:21-22: "Então Pedro se aproximou dele e disse: Senhor, quantas vezes devo perdoar a meu irmão, quando ele pecar contra mim? Até sete vezes? Respondeu Jesus: Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete."
  • 15.  Pedro questionara Jesus quantas vezes ainda teria que perdoar, se havia um limite para a paciência com as faltas alheias, ao que ele responde 70 vezes 7. Sem o perdão não conseguiremos vivenciar o amor, nossa condição ainda imperfeita nos remete a erros, equívocos, desenganos, carecendo da benevolência alheia quando erramos e, principalmente, quando reiteremos erros já cometidos.  Se acreditamos que a liberdade virá através da vivência amorosa, se esta premissa é verdadeira em nossos corações, o perdão será uma consequência lógica e também decorrente dos mais puros sentimentos que nutrimos por nós, pelo outro e por Deus, que a todos criou.
  • 16.  "Empresta sem aguardar retribuição."  Lucas 6:35 " Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque ele é benigno até para com os ingratos e maus."
  • 17.  Eis a fraternidade em sua melhor expressão, fazer algo bom por alguém sem aguardar nada em troca, nem reconhecimento, nem agradecimentos, nem bonificações. É o bem pelo bem, é fazer algo bom porque se acredita que este é o melhor caminho sempre.  Emmanuel usa o verbo "empresta" e é digno de nota a sua perspicácia. Porque o que empresta dá algo de si mesmo, algo que é seu por direito e que oferece ao outro. Em geral, quem empresta quer de volta, mas com o Cristo somos convidados a trabalhar o nosso egoísmo, ofertando sem esperar a contrapartida.
  • 18.  "Ora pelos que te perseguem e caluniam." Roteiro  Mateus 5:43/44: "Ouvistes o que foi dito: ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo’. Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem;
  • 19.  Mais um rico ensinamento do Mestre. Muitos o queriam morto, muitos rejeitavam sua proposta de fraternidade, de igualdade, perdão e amor, não obstante a todos ele amou e ama. Orar por quem não nos quer bem, pedindo a Deus como se pode por um irmão vai na contramão do que ouvimos e vemos em nosso dia a dia. O "toma lá dá cá" está em plena vigência e o desafio é não entrar neste círculo vicioso, mais que isso, é quebrar este eterno círculo de vingança e desforra. Se alguém lhe fez mal, lhe persegue, lhe calunia, ore, deixo-o sob a proteção e justiça de Deus, a nós é isso que cabe, Deus agirá. 
  • 20.  "Ajuda os adversários.” Roteiro  Mateus 5:25: "Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão."
  • 21.  Eis uma grande pedra no caminho daqueles que tentam aderir ao cristianismo, sem porém, buscarem seguir seus ensinos. O perdão é exemplificado por Jesus a todo momento e, não apenas aos que amamos e queremos bem, mas sobretudo aos que se colocam em nosso caminho como inimigos, como adversários.  Emmanuel comenta este versículo no livro Palavras da Vida Eterna, lição 178:  "Jesus nos solicitou a imediata reconciliação com os adversários, para que a nossa oração se dirija a Deus, escoimada de qualquer sentimento aviltante. Não ignoramos que os adversários são nossos opositores ou, mais propriamente, aqueles que alimentam pontos de vista contrários aos nossos. E muitos deles, indiscutivelmente, se encontram em condições muito superiores às nossas, em determinados ângulos de serviço e merecimento. Não nos cabe, assim, o direito de espezinhá-los e sim o dever de respeitá-los e cooperar com eles, no trabalho do bem comum, embora não lhes possamos abraçar o quadro integral das opiniões.“
  • 22.  "Não condenes para que não sejas condenado." Roteiro  Mateus 7:1: "Não julgueis para que não sejais julgados."
  • 23.  Um desdobramento da régra áurea que nos diz para fazermos ao outro todo bem que quereríamos que nos fizessem, vale também na contramão, não condenar, não julgar, não atirar pedras a quem quer que seja.  Adverte-nos, porém, Emmanuel (livro Refúgio) que: "não equivale dizer que é preciso abolir a análise do nosso campo de inteligência, mas, sim, que toda condenação é vinagre no pão da fraternidade com que pretendemos nutrir a concórdia entre os homens."
  • 24.  "A quem te pedir a capa cede igualmente a túnica." Roteiro  Lucas 6:29: "Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses;"  Mateus 5:40: “E se ao que quiser pleitear contigo, tirar-te o vestido, larga-lhe também a capa.”
  • 25.  Este versículo nos pede para ir além da suposta justiça que nossos olhos alcançam, pede-nos indulgência, é primeiro exemplificar, semeando o bem, para depois esperar a colheita, no tempo de cada um.  Esta é a luz do Evangelho Segundo o Espiritismo: “Sede indulgentes com as faltas alheias, quaisquer que elas sejam; não julgueis com severidade senão as vossas próprias ações e o Senhor usará da indulgência para convosco, como de indulgência houverdes usado para com os outros.” — Cap. X, 17
  • 26.  "Se alguém te solicita a jornada de mil passos, segue com ele dois mil." Roteiro  Mateus 5:41: " “E se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas”
  • 27.  "As milhas a que se reportam os ensinamentos do Mestre são aquelas de nossa jornada espiritual, no processo de elevação, cada dia. Aprende a ceder para os outros, se desejas realmente ajudar. Não regenerarás o criminoso atormentando-lhe o campo íntimo com chibatadas verbais, não corrigirás o transviado à força de imposições humilhantes e nem conquistarás a confiança curativa do enfermo, aprofundando-lhes as próprias chagas." Emmanuel - Cartas do Coração  Aprender a ceder...eis um conselho do Cristo, um caminho para a fraternidade e para a paz.
  • 28.  "Não procures o primeiro lugar nas assembléias, para que a vaidade te não tente o coração.” Roteiro  Lucas 14:8: "“Quando por alguém fores convidado para um banquete de casamento, não busques o lugar de honra; pois é possível que tenha sido convidada também outra pessoa, ainda mais digna do que tu."
  • 29.  A lição da humildade que nos remete a exemplos valorosos que nos ensinam, mas sobretudo no educam. Chico Xavier transitou pela Terra desconhecido de muitos, seu trabalho era desenvolvido com humilde extrema, não obstante, a possibilidade de conforto e regalias, viveu tal qual o Cristo ensinou, nunca buscou um lugar de honra, e, hoje, o reconhecemos como um grande e honrado trabalhador do Cristo, com um exemplo de vida raras vezes visto.
  • 30.  "Quem se humilha, será exaltado." Roteiro  Mateus 23:12: "Portanto, todo aquele que a si mesmo se exaltar será humilhado, e todo aquele que a si mesmo se humilhar será exaltado."
  • 31.  Já diziam os antigos que "A sabedoria ministra o temor do SENHOR, e a humildade antecede a honra." Provérbios 15:33  Ao que buscou aplausos, toda a glória já lhe foi concedida, mas ao que passou pelo mundo esquecido de si mesmo, dignificou-se como exemplo, inspirando aos que vieram depois. Eis, novamente, Chico Xavier, como um forte exemplo desta máxima trazida por Emmanuel.
  • 32.  "Ao que te bater numa face, oferece também a outra." Roteiro  Lucas 6:29: Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra; e ao que te houver tirado a capa, nem a túnica recuses;
  • 33.  "Bendize aquele que te amaldiçoa." Roteiro  Lucas 6:28: "abençoai aos que vos amaldiçoam, orai pelos que vos acusam falsamente”
  • 34.  Em tempos de críticas e maledicências, eis a lição nos lembrando de como deve agir um cristão. E se não conseguirmos bendizer, usemos o silêncio como aprendizado, para mais a frente, sermos capazes de encontrar no irmão mais bondade que defeito.  E seguem os ensinos do Cristo, que Emmanuel tão bem sintetiza, harmonizando-se com os pilares do amor, da fraternidade e da liberdade:
  • 35.  "Liberta e serás libertado.  Dá e receberás.  Sê misericordioso.  Faze o bem ao que te odeia.  Qualquer que perder a sua vida, por amor ao apostolado da redenção, ganhá-la-á mais perfeita, na glória da eternidade.  Resplandeça a tua luz.  Tem bom ânimo.  Deixa aos mortos o cuidado de enterrar os seus mortos." Roteiro
  • 36.  Certo é que, ainda, estamos distantes de andar de acordo com estas máximas, não obstante, nossa ação reiterada no bem e nossa vontade em seguir os passos do Mestre nos conduzirá neste caminho, abençoando- nos na luzes do amor e da fraternidade, a fim de que sejamos livres para amar e viver.
  • 37.  Encerra a lição:  "Se pretendes encontrar-me na luz da ressurreição, nega a ti mesmo, alegra-te sob o peso da cruz dos próprios deveres e segue-me os passos no calvário de suor e sacrifício que precede os júbilos da aurora divina!  E, diante desses apelos, gradativamente, há vinte séculos, calam-se as vozes que mandam revidar e ferir!... E a palavra do Cristo, acima de editos e espadas, decretos e encíclicas, sobe sempre e cresce cada vez mais, na acústica do mundo, preparando os homens e a vida para a soberania do Amor Universal." Roteiro  Passaram os reinos, passaram os reis, os poderes, até mesmo aqueles que caminharam usando o nome santo de Jesus para interesses próprios passaram e passarão, e a cada dia, quando o sol nascer, saberemos que o Cristo jamais passará, apenas sua palavra de amor e perdão é eterna e nos conduzirá.