28 reforma protestante e contra reforma

1.595 visualizações

Publicada em

Crise da igreja católica
Contestação
Reforma Protestante
Igrejas Protestantes
Reforma católica
Contra-Reforma

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.595
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
139
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

28 reforma protestante e contra reforma

  1. 1. História 8º Ano Prof. Carla Freitas
  2. 2. Crise da Igreja Católica no séc. XIV-XV  Críticas e apelos à reforma por parte de:  John Wyclif, na Inglaterra,  Jan Huss, na actual República Checa  Girolamo Savonarola , na Itália  Cisma do Ocidente: lealdade divide-se entre os dois papas existentes
  3. 3. Crise da igreja católica no séc. XVI Eis os soberanos Pontífices, os cardeais e os bispos (…). Hoje (…) estes pastores não fazem nada senão alimentar-se bem. Deixam o cuidado do rebanho ao próprio Cristo (…). Esquecem que o nome de bispo significa labor, vigilância (…). Estas qualidades servem-lhes para deitar mão ao dinheiro (…). Se os soberanos Pontífices, que estão no lugar de Cristo, se esforçassem por imitá-lo na sua pobreza, nos seus trabalhos, na sua sabedoria, na sua cruz e no desprezo da vida (…) não seriam os mais infelizes dos Homens? Erasmo de Roterdão, O Elogio da Loucura.
  4. 4. Crise da igreja católica no séc. XVI  Alguns ensinamentos da Igreja são postos em causa (Geocentrismo)  Corrupção e imoralidade do clero  O acesso aos altos cargos eclesiásticos era muitas vezes comprado por nobres  Vida imoral (vários elementos do clero tinham mulher e filhos, contrariando o voto de celibato)  Luxo e ostentação do alto clero  Falta de preparação e vocação do clero  Comercialização de relíquias  Afastamento dos fieis (missas prolongadas e em latim)
  5. 5. Questão das Indulgências  1513 - O Papa Leão X - publicou a Bula das Indulgências (concedia o perdão dos pecados aos cristãos que dessem esmolas para a construção da basílica de S. Pedro) Papa Leão X (1513-1521)
  6. 6. A ruptura com a Igreja  Indignado Martinho Lutero, monge agostinho, afixou nas portas da catedral de Vitemberga, em 1517, as 95 Teses Contra as Indulgências.  Condenava a venda das indulgências a troco de dinheiro  Demonstrava que a capacidade para conceder o perdão dos pecados não pertencia ao Papa  Defendia que a absolvição passava pela prática de boas ações.  Lutero é excomungado
  7. 7. O Protestantismo
  8. 8. O Luteranismo  Igreja criada por Martinho Lutero, na Alemanha.  Princípios doutrinários definidos na Confissão de Ausburgo:  Autoridade única da Bíblia  Tradução do texto sagrado para alemão.  Interpretação livre por cada um  Relação directa do crente com Deus:  Rejeição do papel mediador do clero  Rejeição da autoridade do Papa  Alteração da doutrina da Igreja  Salvação obtida pela fé e não pelas obras  Aceita apenas dois sacramentos (baptismo e eucaristia);  Rejeição do culto dos santos e da Virgem;  Perdão obtido graças a uma conduta correta  Instituição de pastores (responsáveis pelo culto) Martinho Lutero (1483-1546)
  9. 9. O Calvinismo  Igreja criada por João Calvino, na Suiça.  Protestantismo mais severo:  Defende a teoria da Predestinação (Cada crente estaria, desde a origem, destinado por Deus à Salvação ou à condenação eterna - sucesso no trabalho é um indício de salvação)  Criação de escolas religiosas  Fim dos jogos e diversões  Sermões  festas com músicas religiosas  Autocontrole  disciplina no trabalho João Calvino (1509-1564)
  10. 10. O Anglicanismo  Igreja criada pelo rei Henrique VIII de Inglaterra, em 1534, através do Acto de Supremacia.  Motivada pelo interesse do rei em anular o seu casamento com Catarina de Aragão e voltar a casar com Ana de Bolena. (teve 6 mulheres)  O rei é o chefe máximo da Igreja  Mantêm o cerimonial e a hierarquia da Igreja Católica  Contestação do poder do Papa e do clero em Inglaterra. (nobres ficam com as terras da Igreja)  Reforma mais política e económica do que religiosa Henrique VIII (1509-1547)
  11. 11. Divisão religiosa na Europa: Sul – católico Norte – protestante  Expansão devido a :  Interesse de príncipes e nobres nas terras da Igreja  Expansão da ideia de liberdade religiosa  Camponeses interessados em deixar de pagar impostos à Igreja
  12. 12. Conflitos em França  Massacre da Noite de São Bartolomeu – massacre dos protestantes  1598 – Édito de Nantes estabelece a liberdade de culto Revoltas camponesas na Alemanha  Camponeses insurgem-se contra a cobrança de impostos, a exploração e a perda de terras
  13. 13. A Igreja Católica com um movimento simultaneamente de renovação interna (Reforma Católica) e de combate à expansão do protestantismo (Contra-Reforma). Concílio de Trento(1545-1563)  Foi o mais longo concílio da história da Igreja.  Três períodos: 1545-1549, 1551-1552 e 1562-1563.  Presidido pelos papas Paulo III, Júlio III, Marcelo II e Pio IV.
  14. 14. Decisões do Concílio de Trento  Reestruturação do clero com a imposição de uma disciplina mais severa para combater a falta de formação e os abusos dos membros do clero:  Criação de seminários como centros de formação dos padres;  Proibição da acumulação de cargos;  Proibição da ordenação sacerdotal antes dos 25 anos;  Manutenção do celibato.  Reafirmação da doutrina oficial da igreja, posta em causa pelas doutrinas protestantes  Introdução do catecismo  Reafirmação de todos os dogmas da Igreja;  Manutenção dos sete sacramentos (Batismo, Confirmação, Eucaristia, Penitência, Unção dos Enfermos, Ordem e Matrimónio)  Reforço do culto dos Santos e da Virgem Maria  Reforço da autoridade do papa  Introdução do Barroco(Cerimonial e Templos tornam-se mais atrativos)  Criação dos Instrumentos da Contra reforma  Reabilitação da Inquisição (luta contra protestantes e outras heresias)  Criação da Companhia de Jesus (difusão da fé católica)  Elaboração do Índex (lista de livros proibidos)
  15. 15. Instrumentos  Companhia de Jesus  Criada em 1539, pelo nobre espanhol Inácio de Loyola.  Tinha como grandes objectivos:  Defender o catolicismo e promover a sua difusão pelo mundo.  Promover a missionação, pregação e ensino. Santo Inácio de Loyola (1491-1556)
  16. 16. Instrumentos  Index (Index Librorum Prohibitorum)  Fundado em 1543  Lista dos livros considerados perigosos para a fé e cuja impressão, venda e leitura era proibida, sob pena de excomunhão.
  17. 17. Instrumentos  Inquisição (Tribunal do Santo Ofício/Santa Inquisição)  Tribunal eclesiástico destinado a “defender a fé católica e os bons costumes”  Tinha poderes para prender, torturar e condenar, geralmente à morte na fogueira, os suspeitos de praticarem bruxaria ou outras religiões, especialmente o Luteranismo e o Judaísmo.
  18. 18. Península Ibérica Impenetrável ao reformismo protestante Grande comunidade Judaica  Espanha  Reactivação da Inquisição em 1492;  Expulsão dos Judeus do território  Portugal  1496 – D. Manuel I dá ordem de expulsão dos Judeus que não se convertessem ao cristianismo;  Os convertidos passaram a ser designados por Cristão-novo. (príncipais vítimas da inquisição)  1536 – D. João III introduz a Inquisição em Portugal  Foram realizados milhares de autos-de-fé
  19. 19. Portugal 2 tipos de Cristão Cristão-Velho Cristão-Novo Judeu convertido ao cristianismo Aquele que já seguia a fé católica Vitimas preferenciais da Inquisição, por vezes, por motivos económicos, pois a inquisição ficava com os bens dos condenados e muitos cristãos novos eram abastados
  20. 20. Auto-de-fé: execução pública de condenados pela inquisição.
  21. 21.  Reforma Protestante - movimento reformista cristão que culmina com a publicação das 95 teses de Lutero no início do século XVI, este movimento protestava contra diversos pontos da doutrina da Igreja católica, propondo uma reforma no catolicismo romano.  Indulgências - perdão total ou parcial dos pecados.  Predestinação- Perspectiva segundo a qual Deus predestina previa e absolutamente a humanidade, escolhendo entre os homens aqueles que irão salvar-se e aqueles que vão ser condenados.  Reforma Católica - Movimento de renovação interna que redefiniu a doutrina oficial da Igreja e reestruturou o clero, de forma a melhorar a sua formação e a sua conduta.  Contra-Reforma- Movimento da Igreja Católica de prevenção e combate ao avanço do Protestantismo, por meio do recurso à Companhia de Jesus, à Inquisição e ao Índex.  Index - Lista dos livros considerados perigosos para a fé e cuja impressão, venda e leitura era proibida, sob pena de excomunhão.  Inquisição - Tribunal eclesiástico destinado a “defender a fé católica e os bons costumes”, com poderes para prender, torturar e condenar, geralmente à morte na fogueira, os suspeitos de praticarem bruxaria ou outras religiões, especialmente o Luteranismo e o Judaísmo.  Cristãos-Novos - Judeus convertidos ao Cristianismo durante o reinado de D. Manuel I e seus descendentes.  Auto-de-fé - Cerimónia pública em que os condenados pela Inquisição ouviam as acusações e as penas a que seriam sujeitos. Conceitos a Reter
  22. 22. Metas – O que deves saber desta matéria 1. Justificar a crise da Igreja católica nos séculos XIV a XVI. 2. Explicar a importância da Bula das Indulgências para o aparecimento do protestantismo. 3. Identificar as três principais Igrejas Protestantes e seus fundadores. 4. Caracterizar as doutrinas das três igrejas protestantes. 5. Definir Reforma Católica e Contra-Reforma. 6. Descrever as principais decisões do Concílio de Trento 7. Identificar os instrumentos e Contra-Reforma 8. Explicar os objetivos desses instrumentos 9. Explicar a especificidade do caso peninsular. 10.Caracterizar a atuação da Inquisição em portugal

×