26 - Renascimento

1.950 visualizações

Publicada em

Itália berço do Renascimento
Mentalidade Renascentista
Personalidades do Renascimento
Ciências
Literatura

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

26 - Renascimento

  1. 1. RENASCIMENTO História 8º ano Prof. Carla Freitas
  2. 2. ANTROPOCENTRISMO  Teocentrismo Visão do mundo centrada em Deus Antropocentrismo Visão do mundo centrada no Homem  Descobrimentos  Crença na capacidade do homem
  3. 3. ITÁLIA O BERÇO DO RENASCIMENTO  Localização privilegiada com muito tráfego comercial  Divisão política com uma acentuada concorrência entre as diferentes cidades  Cidades mostravam o seu poder e riqueza através das obras de arte construídas
  4. 4.  Mecenato Os príncipes, Papas e grandes senhores encomendavam obras aos artistas financiando-as, para mostrar o seu poder Galeazzo Maria Sforza Papa Júlio IILourenço de Médicis
  5. 5.  Proximidade dos vestígios greco-romanos, cuja cultura o renascimento vai valorizar.  Existência de muitas universidades e intelectuais em Itália.
  6. 6. MENTALIDADE RENASCENTISTA  Classicismo Recuperação do conhecimento, cultura e modelos da antiguidade clássica “Entendo e quero que aprendas as línguas perfeitamente. Em primeiro lugar, a grega, como quer Quintiliano; em segundo, a latina; e depois, a hebraica, para as letras sagradas, e a caldaica e arábiga igualmente, e que formes o teu estilo, quanto à grega, à imitação de Platão, e quanto à latina, de Cícero.” Rabelais, Cartas de Gargântua a Pantagruel, 1534
  7. 7. MENTALIDADE RENASCENTISTA  Antropocentrismo Valorização do ser humano «Deus escolheu o Homem e, colocando-o no centro do Mundo disse-lhe: És tu que segundo os teus desejos e o teu discernimento, podes escolher.» Pico della Mirandola, Sobre a dignidade do Homem , 1486
  8. 8.  Espírito Crítico O conhecimento não é apenas imitado e aceite, é sujeito a um olhar crítico que se estende à sociedade em que o Homem se insere, à ciência e à Igreja. «Se alguém julgar que falo com mais atrevimento do que verdade, venha inspecionar comigo as vidas humanas. Este mete no ventre tudo quanto ganha, poucos dias depois, passa fome. Aquele não vê a felicidade senão no sono e no ócio. Os negociantes mentem, roubam, defraudam, enganam e consideram-se pessoas muito importantes, porque andam com os dedos cheios de anéis de ouro.» Erasmo de Roterdão, Elogio da Loucura, 1511
  9. 9.  Individualismo Confiança nas capacidades do indivíduo que devem ser valorizadas com uma formação completa «Coloquei-te no centro do Mundo para que, daí, pudesses facilmente observar as coisas. És tu que, pela tua livre vontade, podes escolher o teu próprio modelo e a forma de te realizares. Pela tua vontade, poderás descer às formas degradadas da vida, que são animais. Pela tua vontade, conseguirás alcançar as formas mais elevadas que são divinas.» Pico della Mirandola, Sobre a dignidade do Homem , 1486
  10. 10.  Humanismo Valorização da formação cultural e do estudo dos clássicos, com um apurado sentido crítico face à sociedade e ao Homem. «No nosso tempo, todas as matérias nos interessam. Aprendemos grego (sem o qual ninguém se pode considerar sábio), hebraico e latim. Considero indispensável que aprendas estas línguas.» Rabelais, Cartas de Gargântua a Pantagruel, 1534
  11. 11. ESCRITORES HUMANISTAS  Erasmo de Roterdão, O Elogio da Loucura (1509)  Thomas More, Utopia (1516)  Nicolau Maquiavel, O Príncipe (1513)
  12. 12. ESCRITORES DE INSPIRAÇÃO CLÁSSICA  Shakespeare, Rei Lear, Romeu e Julieta  Luís de Camões, Os Lusíadas  Miguel Cervantes, D. Quixote de La Mancha  Fernão Mendes Pinto, A Peregrinação
  13. 13. IMPRENSA  Gutenberg inventou a primeira prensa de tipos móveis em 1439.  A invenção da imprensa facilitou a difusão das ideias porque:  Há mais livros  São mais baratos  É mais rápido fazer cópias
  14. 14. AS CIÊNCIAS  Naturalismo Interesse pelo estudo do homem e da natureza em todas as suas vertentes. «Quanto à Natureza, quero que a estudes cuidadosamente: deves conhecer os peixes que enchem os mares e as aves que voam nos céus; as árvores de todas as florestas e as ervas de todos os campos; os metais ocultos no ventre da Terra e as pedras preciosas de todos os continentes. Depois, mais cuidadosamente ainda, estuda os livros dos médicos gregos, árabes e latinos e através da prática da anatomia, procura conhecer esse outro mundo que é o homem.» Rabelais, Cartas de Gargântua a Pantagruel, 1534
  15. 15.  Experiencialismo Necessidade de comprovar pela observação e pela experiência qualquer facto antes de o aceitar como válido; valorização do conhecimento. «Nunca os nossos antepassados imaginaram que viria o tempo em que o Ocidente conheceria o Oriente como agora conhece. Os escritores antigos escreveram sobre isso tantas fábulas que se pensava ser impossível navegar até ao Oriente. Como a experiência é a mãe de todas as coisas, por ela soubemos radicalmente a verdade.» Duarte Pacheco Pereira, Esmeraldo de Situ Orbis, 1505
  16. 16.  Racionalismo O conhecimento deve ser comprovado pela razão Desejo insaciável por saber a verdade Satisfazer a curiosidade Explicar as contradições e insuficiências do saber antigo Conhecimento deve ser confirmado pela: Razão Observação Experiência Mentalidade Racionalista
  17. 17.  Astronomia • Heliocentrismo
  18. 18.  Medicina • Circulação do Sangue  Anatomia • Autópsias
  19. 19.  Matemátic a  Geografia  Botânica Zoologia
  20. 20.  Antropocentrismo – sistema filosófico que considera o homem como o centro do universo.  Mecenato – Proteção às artes e letras, ou aos seus cultores, concedida por homens ricos e amantes delas.  Humanismo – Doutrina dos humanistas do Renascimento que ressuscitaram o culto das línguas e das literaturas antigas.  Individualismo – Valorização do indivíduo e das suas ações e capacidades.  Naturalismo – Interesse pelo estudo do homem e da natureza em todas as suas vertentes.  Heliocentrismo – teoria explicativa do Universo, devida a Copérnico, astrónomo polaco (1473-1543), que considerava o Sol como o centro do nosso sistema astral.  Experiencialismo – Índio, ameríndio ou nativo americano são os nomes dados aos habitantes do continente americano antes da chegada dos europeus. Conceitos a Reter
  21. 21. Metas – O que deves saber desta matéria 1. Relacionar o Renascimento e o antropocentrismo com os descobrimentos. 2. Justificar o aparecimento do renascimento em Itália. 3. Explicar a importância do mecenato. 4. Caracterizar a mentalidade Renascentista. 5. Explicar a importância da invenção da imprensa. 6. Identificar obras e escritores humanistas. 7. Caracterizar o pensamento científico durante o Renascimento. 8. Identificar descobertas científicas relevantes durante este período. 9. Justificar o desenvolvimento de algumas ciências durante o Renascimento e após os descobrimentos.

×