Anúncio
Anúncio

Mais conteúdo relacionado

Apresentações para você(20)

Destaque(20)

Anúncio

Mais de Ulisses Vakirtzis(20)

Anúncio

2. algumas considerações sobre a infância e as políticas

  1. Algumas considerações sobre a infância e as políticas de educação infantil Professor Ulisses VakirtzisMaria Letícia Nascimento
  2. Pensar a infância no Brasil significa considerar diferentes grupos de crianças, cujas vidas e oportunidades, na maior parte das vezes, são determinadas por diferentes condições econômicas e sociais. ECA 90 CF 88 CONVENÇÃO DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS 1989 GRAU DE POBREZA GÊNERO ETNIA POUCA IDADE
  3. A infância deve ser compreendida como uma forma estrutural de qualquer sociedade, e como tal, “é conceitualmente comparável com o conceito de classe, no sentido da definição das características pelas quais os membros, por assim dizer, da infância estão organizados, e pela posição da infância assinalada por grupos sociais, mais dominantes (adultos).” Qvortrup
  4. A organização social utiliza o aspecto biológico para definir socialmente o lugar da infância e, dessa forma, os relacionamentos entre os adultos e as crianças envolvem tanto o exercício de poder quanto a expressão do amor. Gunilla Dahlberg
  5. (...) as crianças passam de um reconhecimento como seres universais, frágeis imaturos, para tornarem-se pessoas concretas e contextualizadas, submetidas aos mesmos problemas que atingem o grupo social que fazem parte.
  6. Sociologia da infância Creches Reggio Emilia Década de 90
  7. SOCIOLOGIA DA INFÂNCIA
  8. REGGIO EMILIA
  9. CF/88: direito da criança, dever do Estado e da Família LDB 9394/96: primeira etapa da educação básica
  10. Atenção com relação as crianças de 0 a 3 anos Dever do Estado em atender à demanda por creches; Ampliar convênios com instituições não governamentais, filantrópicas ou assistenciais.
  11. CRECHES CONVENIADAS (...)devem ser uma alternativa provisória, com sistema regular de acompanhamento, controle e supervisão na forma de apoio técnico- pedagógico para garantir que correspondam ao padrão mínimo de qualidade indicado na legislação.
  12. PEDAGOGIA DA INFÂNCIA (...) a organização dos espaços e dos tempos que privilegia a brincadeira e a voz das crianças, coconstrutoras de seus processos de desenvolvimento, de aprendizagem e de socialização.
Anúncio