Um pátio para sonhar...

1.530 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.530
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
621
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Um pátio para sonhar...

  1. 1. Um pátio para sonhar… EMEI Sete Anões Professora Jessica Dreyer Trein
  2. 2. O ESPAÇO FÍSICO NÃO APENAS CONTRIBUI PARA A REALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO, MAS É EM SI UMA FORMA SILENCIOSA DE EDUCAR. COMO AFIRMA ANTÔNIO VIÑAO FRAGO, REFERINDO-SE AO ESPAÇO ESCOLAR, ESTE NÃO É APENAS UM “CENÁRIO” ONDE SE DESENVOLVE A EDUCAÇÃO, MAS SIM “UMA FORMA SILENCIOSA DE ENSINO” (FRAGO APUD BRASIL, 2006B, P. 7).
  3. 3. Orientações do MEC para a área externa Deve corresponder a, no mínimo, 20% do total da área construída e ser adequada para atividades de lazer, atividades físicas, eventos e festas da escola e da comunidade. Contemplar, sempre que possível, duchas com torneiras acessíveis às crianças, quadros azulejados com torneira para atividades com tinta lavável, brinquedos de parque, pisos variados, como, por exemplo, grama, terra e cimento. Havendo possibilidade, deve contemplar anfiteatro, casa em miniatura, bancos, brinquedos como escorregador, trepa-trepa, balanços, túneis, etc. Deve ser ensolarada e sombreada, prevendo a implantação de área verde, que pode contar com local para pomar, horta e jardim. (BRASIL, 2006b, p. 26)
  4. 4. <ul><li>São Paulo, SP </li></ul>“ Contemplar, sempre que possível, duchas com torneiras acessíveis às crianças, ...
  5. 5. ...quadros azulejados com torneira para atividades com tinta lavável,... <ul><li>Porto Alegre, RS </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Porto Alegre, RS </li></ul><ul><li>Esteio, RS </li></ul>
  7. 7. ...pisos variados, como, por exemplo, grama, terra e cimento.” (BRASIL, 2006b, p.26) <ul><li>Porto Alegre, RS </li></ul><ul><li>Rede Municipal de São Paulo </li></ul>
  8. 8. “ Sempre que possível, é interessante que as áreas externas sejam abastecidas com objetos ou equipamentos soltos, permitindo às crianças desenvolver sua tendência natural de fantasiar, a partir de brinquedos que possam ser manipulados, transportados e transformados.” (BRASIL, 2006a, p. 27 e 28) <ul><li>Porto Alegre, RS </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Rede Municipal de São Paulo - SP </li></ul><ul><li>Porto Alegre, RS </li></ul>
  10. 10. Trecho extraído da publicação CRITÉRIOS PARA UM ATENDIMENTO EM CRECHES QUE RESPEITE OS DIREITOS FUNDAMENTIS DAS CRIANÇAS (BRASIL, 2009, p. 18) “Nossas crianças têm direito ao contato com a natureza • Nossa creche procura ter plantas e canteiros em espaços disponíveis • Nossas crianças têm direito ao sol • Sempre que possível levamos os bebês e as crianças para passear ao ar livre • Nossas crianças aprendem a observar, amar e preservar a natureza... <ul><li>Porto Alegre, RS </li></ul>
  11. 11. ...Nossas crianças têm direito de brincar com água... <ul><li>Porto Alegre, RS </li></ul><ul><li>Esteio, RS </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Porto Alegre, RS </li></ul><ul><li>Rede Municipal de São Paulo, SP </li></ul>
  13. 13. ...Nossas crianças têm oportunidade de brincar com areia, argila, pedrinhas, gravetos e outros elementos da natureza” (BRASIL, 2009, p. 18) <ul><li>Porto Alegre, RS </li></ul><ul><li>Esteio, RS </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Porto Alegre, RS </li></ul>
  15. 15. Sonhando mais… Outras possibilidades Porto Alegre, RS Reggio Emilia, Itália
  16. 16. School Playground design, United Kingdom
  17. 17. School Playground design, United Kingdom Porto Alegre, RS Esteio, RS
  18. 18. School Playground design, United Kingdom
  19. 19. School Playground design, United Kingdom
  20. 20. School Playground design, United Kingdom
  21. 21. Rio de Janeiro, RJ Reggio Emilia, Itália
  22. 22. West Kensington, United Kingdom
  23. 23. REFERÊNCIAS <ul><li>BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Parâmetros básicos de Infra-estrutura para instituições de educação infantil: encarte 1. Brasília: MEC, SEB, 2006a. </li></ul><ul><li>BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Parâmetros básicos de Infra-estrutura para instituições de educação infantil . Brasília: MEC, SEB, 2006b. </li></ul><ul><li>BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Critérios para um atendimento em creches que respeite os direitos fundamentais das crianças. Brasília: MEC, SEB, 2009. </li></ul>IMAGENS <ul><li>EMEI Raio de Sol – Esteio, RS. Disponível em: http://queroumcolinhoeprimeirospassinhos.blogspot.com </li></ul><ul><li>Colégio João XXIII – Porto Alegre, RS. Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=0vKGkTDvA2k </li></ul>
  24. 24. <ul><li>JC Garden – School Playground design, United Kingdom. Disponível em: http://www.jcgardens.com </li></ul><ul><li>Professora Maria Cristina dos Santos (Rede municipal de São Paulo). Disponível em: http://paraalmdocuidar-educaoinfantil.blogspot.com/ </li></ul><ul><li>Piuí Educação Infantil – Rio de Janeiro, RJ. Disponível em: http://www.piuii.com.br/espaco-piuii/ </li></ul><ul><li>Reggio Emilia, Itália. Disponível em: http://www.catherineshafer.com/reggio.html </li></ul><ul><li>West Kensington Nursery, United Kingdom. Disponível em: http://www.lbhf.gov.uk/Directory/News/Nursery_garden_opens.asp </li></ul>

×