Reflexões em Torno da Socialização Juvenil - JUAREZ DAYRELL
É professor adjunto da Faculdade deEducação da Universidade Federal deMinas Gerais e coordenador doObservatório da Juventu...
A educação da juventude e a relação com a escola, tem sidoalvo de imensos debates; Existe uma culpabilização mutua entre...
Será que as tensões e os desafios existentes na relação atual dajuventude com a escola são reflexos das profundas mudanças...
 Este estudo foi realizado no Brasil em 2007 . Remete para jovensbrasileiros que frequentavam na sua maioria escolas públ...
Condição juvenil remete                                           para o modo como uma                                    ...
-No Brasil é natural     O mundo do trabalhoos jovens arranjarem     aparece associado adesde cedo                experime...
- A música, dança e o visual entre outras formas de expressão, têm sidoos mediadores que articulam jovens que se juntam pa...
•Expressa uma dinâmica de relações com os diferentes graus deimportância que definem aqueles que são os nossos melhores am...
As diferentes dimensões da condição juvenil são influenciadas pelo espaço onde são construídas. Os jovens tendem a transfo...
Para estes grupos existe uma ampliaçãodo domínio do espaço urbano para alémdo bairro, sendo comum para estes arealização d...
Constante VaivémMudam de turma, de amigos, de estilo musical;Aderem a grupos culturais hoje, e amanhã mudam-se paraoutro...
As trajetórias tendema ser individualizadas;                      A incerteza domina o                      quotidiano dos...
A escola tem-se tornado mais acessível ao cotexto social e ás suasinfluências:-Devido à maior difusão de informação pelas ...
Existe uma representaçãonegativa e preconceituosa      Por outro lado, a “lógica”em relação aos jovens. Estes   escolar in...
Os jovens criam momentos próprios de socialização baseados: nasrelações de amizade, nas instituições e até na escola, onde...
A escola faz as juventudes?
Os jovens ao serem tratados da mesma maneira são tratadosde maneiras diferentes;Pretendia-se uma maior união entre os jo...
O aluno tem responsabilidades diferentes do jovem“Tornar-se aluno” aproxima-se cada vez mais da condição “serjovem”
A instituição escolar tem                                    vindo a sofrer grandes                                       ...
Estudo feito no Brasil;O percurso escolar influência a vida futura de cadajovem;Abandono escolar.
Unidade Curricular: Sociologia da Educação II  Docente: Natália Alves      Discentes:           Ana Rita Oom              ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A escola faz juventudes?

1.998 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.998
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
135
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A escola faz juventudes?

  1. 1. Reflexões em Torno da Socialização Juvenil - JUAREZ DAYRELL
  2. 2. É professor adjunto da Faculdade deEducação da Universidade Federal deMinas Gerais e coordenador doObservatório da Juventude nessamesma faculdade.Licenciou-se em Sociologia naFaculdade de Educação daUniversidade de São Paulo e o seudouramento no Instituto de CiênciasSociais da Universidade de Lisboa.É investigador na área da Sociologia,com ênfase nos temas da juventude,cultura e educação.
  3. 3. A educação da juventude e a relação com a escola, tem sidoalvo de imensos debates; Existe uma culpabilização mutua entre escola e jovens acercadas responsabilidades que ambos têm e que por vezes nãocumprem; Isto leva ao que parece ser uma crise da Escola na relação que existe entre a Juventude e os Professores.
  4. 4. Será que as tensões e os desafios existentes na relação atual dajuventude com a escola são reflexos das profundas mudanças queestão a ocorrer na sociedade ocidental ?E que isso afeta diretamente asinstituições e os processos desocialização das novas gerações,interferindo na produção social dosindivíduos nos seus tempos e espaços ?
  5. 5.  Este estudo foi realizado no Brasil em 2007 . Remete para jovensbrasileiros que frequentavam na sua maioria escolas públicas e quepor vezes passam por dificuldades relacionadas com a pobreza; A maioria dos investigados viviam em periferias dos grandescentros urbanos em que a desigualdade social era/é umaconstante; Contudo com uma sociedade globalizada muitos dos desafiosvivenciados por estes jovens são ultrapassados contrariando assimas barreiras das condições sociais em que nasceram;
  6. 6. Condição juvenil remete para o modo como uma sociedade constitui e atribui significado a esse momento do ciclo da vida, no contexto geracional mas também a situação em relação às diferenças sociais – classe, género, etnia etc..E neste estudo foi notória a existência de uma nova condição juvenil noBrasil o jovem que chega à escola, na sua diversidade e que apresentapráticas sociais bastante diferentes das gerações anteriores.
  7. 7. -No Brasil é natural O mundo do trabalhoos jovens arranjarem aparece associado adesde cedo experimentação datrabalhos mesmo condição juvenilque precários paragarantir a suasobrevivênciaE isso não significa o Mesmo considerandoabandono escolar a diversidademas influencia o existente de situaçõespercurso na escola e posturas dos jovenspois o gerir das duas face à relação com ocoisas por vezes é trabalho.complicado.
  8. 8. - A música, dança e o visual entre outras formas de expressão, têm sidoos mediadores que articulam jovens que se juntam para trocar ideias,dançar entre outras formas de lazer…- O mundo da cultura aparece como um espaço privilegiado depráticas, representações, símbolos e rituais, no qual os jovens procurammarcar uma identidade juvenilPara os jovens mais carenciados o grupo cultural é um dos poucosespaços de construção de uma autoestima.
  9. 9. •Expressa uma dinâmica de relações com os diferentes graus deimportância que definem aqueles que são os nossos melhores amigos eaqueles mais distantes que são por exemplo : os colegas de escola outrabalho.• Ocorre tanto no quotidiano nas escolas e trabalho como nos tempos livrese de lazer. Conviver é socializar.A sociabilidade está associada a tentativa deestabelecer uma identidade, e nesta dimensãopor vezes ocorrem conflitos e violência quecostumam ocorrer em torno e a partir dosgrupos de amigos.
  10. 10. As diferentes dimensões da condição juvenil são influenciadas pelo espaço onde são construídas. Os jovens tendem a transformar os espaços físicos em espaços sociais, isto, porque lhes atribuem significados que os tornam pessoais. “Pode-se dizer que a condição juvenil, além de ser socialmente construída, tem também uma configuração espacial. “(Pais, 1993)No tempo presente é possível perceber formas diferentes de o viver, de acordocom o espaço: Instituições (escola, trabalho, família), assumem uma natureza institucional ,marcada pelos horários e a pontualidade; Espaços de natureza social, predominam os sentimentos e a experimentação.
  11. 11. Para estes grupos existe uma ampliaçãodo domínio do espaço urbano para alémdo bairro, sendo comum para estes arealização de festas e eventos no centroda cidade.Pode-se dizer que estes jovens produzemterritorialidades transitórias, afirmando oseu lugar numa cidade que os exclui.Portanto são nestes tempos e espaçosque eles criam o quotidiano, dandofestas e convivendo.
  12. 12. Constante VaivémMudam de turma, de amigos, de estilo musical;Aderem a grupos culturais hoje, e amanhã mudam-se paraoutro sem haver ressentimentos;No amor, existe a ideia de “ficar”, tendem a não criarcompromissos; Por fim, no trabalho, observa-se uma constante mudança deempregos que neste caso é reforçada pela própria precariedadedo mercado de trabalho que pouco oferece para além detrabalhos temporários.
  13. 13. As trajetórias tendema ser individualizadas; A incerteza domina o quotidiano dos jovens; As transições são confusas e sem rumo fixo; No caso dos jovens pobres… Existe uma realidade bastante complicada pois têm menos recursos e menos margem de escolha.
  14. 14. A escola tem-se tornado mais acessível ao cotexto social e ás suasinfluências:-Devido à maior difusão de informação pelas tecnologias;-Devido à convivência crescente com situações de violência naescola;-E até mesmo, com a polémica da participação dos pais naavaliação dos professores e da escola.
  15. 15. Existe uma representaçãonegativa e preconceituosa Por outro lado, a “lógica”em relação aos jovens. Estes escolar invade cada veztendem a ser vistos como mais a sociedade. Atingindoirresponsáveis, o que torna principalmente crianças emais difícil para a escola, jovens, reforçando a suaperceber o que é o jovem, o identidade como “alunos”.que realmente ele pensa e o Isto reflete-se no facto deque é capaz de fazer. hoje em dia as crianças terem o tempo regulado e estruturado com atividades que de certa forma têm a ver com a escola e cuja finalidade é formá-los.
  16. 16. Os jovens criam momentos próprios de socialização baseados: nasrelações de amizade, nas instituições e até na escola, onde trocaminformações e produzem aprendizagens.Ao mesmo tempo, a escola não consegue acompanhar odesenvolvimento dos jovens, tendo o poder limitado na superação dasdesigualdades sociais e nos processos da libertação social.Neste caso a instituição escolar é vista como parte dos problemas queela se propôs a resolver. Ou seja, tanto professores como alunos seperguntam pelo papel da escola e pela sua função.Fica então a questão:“Será que a escola “faz” a juventude?”
  17. 17. A escola faz as juventudes?
  18. 18. Os jovens ao serem tratados da mesma maneira são tratadosde maneiras diferentes;Pretendia-se uma maior união entre os jovens. “Os jovens pobres estão, cada vez mais, transpondo os seus muros, trazendo as suas experiencias e novos desafios”
  19. 19. O aluno tem responsabilidades diferentes do jovem“Tornar-se aluno” aproxima-se cada vez mais da condição “serjovem”
  20. 20. A instituição escolar tem vindo a sofrer grandes alterações Importância dos grupos“A escola passa a ser um espaço também para os amores, as amizades, gostos e distinções de todos os tipos”
  21. 21. Estudo feito no Brasil;O percurso escolar influência a vida futura de cadajovem;Abandono escolar.
  22. 22. Unidade Curricular: Sociologia da Educação II Docente: Natália Alves Discentes: Ana Rita Oom Diana Rodrigues Inês Videira

×