SlideShare uma empresa Scribd logo
REFERENCIAL CURRICULAR 
NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO 
INFANTIL
Contexto histórico 
 A Educação Infantil era de caráter somente assistencialista, a 
Constituição Federal de 1988, reconheceu o direito das crianças de 
0 a 6 anos de idade (hoje de 0 a 5) de serem educadas em creches 
e pré escolas . O ECA/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente) 
veio garantir direitos fundamentais para a criança e o adolescente. 
A LDB/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional) veio 
nesta mesma direção quando proclamou a educação infantil 
como direito da criança de 0 a 6 anos e dever do Estado, 
estabelecendo então a Educação Infantil como a primeira etapa 
da Educação Básica.
Referencial Curricular Nacional para 
Educação Infantil 
Em 1998 o MEC (Ministério da Educação ) lança o Referencial Curricular 
Nacional para a Educação Infantil. 
Este documento foi elaborado a partir de discussões entre os 
profissionais ligados a Educação, veio com o intuito de sintetizar uma pratica 
pedagógica dispersa no Brasil. 
O RCNEI tem como base para o desenvolvimento infantil as teorias de 
Piaget, Vygotsky e Wallon. É baseado em uma concepção construtivista do 
desenvolvimento, do ensino e da aprendizagem. 
O RCNEI está subdividido em três partes: 
 Vol. 1 - Introdução 
 Vol. 2 -Formação Pessoal e Social 
 Vol. 3- Conhecimento de Mundo
Referencial Curricular nacional para 
Educação Infantil... 
Pré-escola (4 á 5 anos) 
Creche (0 a 3 anos)
Referencial Nacional para a Educação 
Infantil 
Vol. I Introdução- Apresenta uma reflexão sobre creches e pré-escolas. 
Há a presença de conceitos importantes para a área, com ênfase 
em: criança, educar, cuidar, brincar, relações creche-família, professor 
de educação infantil, educar crianças com necessidades especiais, a 
instituição e o projeto educativo. 
Fala ainda em condições internas e externas destacando a 
organização do espaço e do tempo, parceria com as famílias, mapeia os 
objetivos gerais da educação infantil, a importância da observação, 
registros e avaliação formativa entre outros.
Criança 
 A criança é a referencia no documento, nele está 
enfatizado seus processos de construção como ser humano 
em diferentes contextos sociais, suas culturas, suas 
capacidades intelectuais, artísticas, criativas e expressivas. 
 É um ser historicamente construído. É capaz de construir 
conhecimento na interação com o meio e com o outro. É um 
ser possuidor de direitos, e como tal tem direito de 
desenvolver-se em um ambiente propício sem nenhuma 
intervenção que possa tolher seu desenvolvimento. 
 A criança é vista como um ser que sente e pensa o mundo 
de forma singular.
RCNEI
cuidar 
 Na Educação infantil o cuidado é parte integrante 
da educação. 
 Cuidar é antes de tudo estar comprometido com 
o outro. 
 Cuidar é ajudar a desenvolver capacidades, e isto 
implica em procedimentos específicos.
Brincadeiras...
Brincar 
 O brincar é o principal meio pelo qual as crianças 
internaliza seus conhecimentos, reproduz as relações 
e atividades dos adultos de uma forma lúdica. 
 A brincadeira favorece a autoestima das crianças. 
 É através do brincar que as crianças desenvolvem 
seus conhecimentos; produzem e reproduzem aquilo 
que sabem sobre as várias áreas do conhecimento.
Educar 
 Está integrada a função de cuidar, 
 Educar é propiciar situações de cuidados, brincadeiras 
e aprendizagens orientadas de forma integradas e 
respeitando a espontaneidade da criança. 
 Deve contribuir para a formação de crianças felizes e 
saudáveis. 
 “Educar está diretamente relacionado a favorecer 
condições de aprendizagens que favoreçam o 
desenvolvimento infantil, a partir de brincadeiras 
espontâneas e situações pedagógicas orientadas pelos 
professores “ (Alessandra Arce ,2010)
Professor 
 O Referencial faz uma breve constatação da realidade dos 
profissionais da área quanto a sua denominação e formação e 
considera-o: “professor de educação infantil” 
 Cabe ao professor trabalhar desde os cuidados básicos 
essenciais até saberes específicos das diversas áreas do 
conhecimento. Isso implica que o professor tenha uma 
competência polivalente. 
 É o mediador entre as crianças e o conhecimento. 
 “(...) o professor constitui-se, portanto, no parceiro mais 
experiente por excelência, cuja função é propiciar e garantir um 
ambiente rico, prazeroso, saudável e não discriminatório de 
experiências educativas e sociais variadas.” (Vol.I p. 30)
RCNEI
Educar crianças com necessidades 
especiais 
 A formação de uma sociedade democrática e não 
excludente deve promover uma ação educativa que promova o 
convívio com a diversidade e essa diversidade deve incluir 
também as competências e as particularidades de cada um. 
 Ainda é um desafio desenvolver uma pedagogia centrada 
na criança, capaz de educar a todas, sem discriminação, 
respeitando suas diferenças, suas necessidades e solicitando 
apoio de instituições especializadas quando necessário. 
 É preciso o envolvimento da comunidade para que o 
processo de integração dessas crianças de fato possa acontecer.
A Instituição e o projeto educativo 
 O Referencial Curricular propõe um diálogo com 
programas e projetos curriculares de instituição de 
educação infantil, nos estados e municípios, 
atentando para duas dimensões: uma de natureza 
externa; outra , interna às instituições, garantindo 
assim a eficácia das propostas.
A Instituição e o projeto educativo 
 Condições externas: A proposta curricular deve estar 
vinculada as características socioculturais da comunidade, 
deve considerar as necessidades e expectativas da 
população atendida. 
 Condições internas: Deve considerar o período de 
funcionamento da instituição; a quantidade de crianças; a 
idade de inicio das crianças; as formas de gestão; 
considerar a organização dos grupamentos; entre outros.
Organização do Espaço e do Tempo 
 A organização do espaço é fundamental para a prática 
educativa isto implica em planejamento. 
 O espaço na instituição infantil deve propiciar condições 
para que as crianças possam usufruí-lo em benefício do seu 
desenvolvimento . 
 O tempo na Educação Infantil deve ser planejado dentro de 
uma rotina que facilite os processos de desenvolvimento e 
aprendizagem. Deve considerar a criança e adaptar-se a ela 
atendendo suas necessidades. organização do tempo é 
estruturado na rotina, 
 A rotina é um instrumento facilitador na estruturação e 
organização do tempo e do espaço na educação infantil. 
 As atividades permanentes, as sequencias de atividades e 
os projetos de trabalho são formas de organização do tempo.
Parceria com as famílias 
 As instituições devem ter uma visão mais atualizada da 
família entendendo-a como uma criação humana e 
mutável,sujeita ao contexto social, e que não existe um modelo 
ideal. 
Cabe às instituições estabelecerem um diálogo aberto com 
as famílias, tornando-as parceiras no processo de educação 
infantil. 
 A instituição deve acolher sem preconceitos as mais 
diversas organizações e arranjos familiares. 
 A instituição deve evitar julgamentos moralistas, pessoais, 
ou vinculados a preconceitos, deve acolher e respeitar as 
diferentes culturas , valores e crenças das famílias.
Observação, registro e avaliação 
formativa 
 A observação e o registro são os principais 
instrumentos na prática do professor, por meio deles 
pode-se acompanhar e avaliar os processos de 
desenvolvimento das crianças. 
 A observação pode ser registrada de várias maneiras: 
a escrita é a mais acessível, porem pode ser consideradas 
as gravações, as produções das crianças, fotografias, etc. 
 A avaliação nessa etapa deve ser processual e 
destinada a auxiliar o processo de aprendizagem, deve 
permitir que as crianças acompanhem suas conquistas, 
suas dificuldades e suas possibilidades, fortalecendo a 
autoestima.
Objetivos gerais para educação 
infantil 
 A organização da prática da educação infantil deve 
possibilitar que as crianças desenvolvam as seguintes 
capacidades: 
 -Desenvolver uma imagem positiva de si; 
 - Descobrir e conhecer seu próprio corpo,suas 
potencialidades e limites; 
 - Estabeler e ampliar cada vez mais as relações sociais; 
 - Observar e explorar o ambiente com atitude de 
curiosidade;
Objetivos gerais para educação 
infantil 
 - Brincar, expressando emoções, sentimentos, 
pensamentos, desejos e necessidades; 
 - Utilizar diferentes linguagens (corporal, musical, 
plástica, oral e escrita ) ajustadas às diferentes 
intenções e situações de comunicação; 
 - Conhecer algumas manifestações culturais, 
demonstrando respeito e interesse, valorizando a 
diversidade.
Referencial Curricular para a 
Educação Infantil 
 O volume I define os dois âmbitos de experiências nos 
quais deve pautar a educação infantil: Formação Pessoal e 
Social e Conhecimento de Mundo e discorre sobre eles. 
 “O âmbito de Formação Pessoal e Social refere-se às 
experiências que favorecem, prioritariamente, a 
construção do sujeito. Está organizado de forma a 
explicitar as complexas questões que envolvem o 
desenvolvimento de capacidades de natureza global e 
afetiva das crianças, seus esquemas simbólicos de 
interação com os outros e com o meio, assim como a 
relação consigo mesmas” (vol. 1 p.46).
Referencial Curricular Nacional para a 
Educação Infantil 
 “O âmbito de Conhecimento de Mundo refere-se à 
construção das diferentes linguagens pelas crianças e às 
relações que estabelecem com os objetos de 
conhecimento. Este âmbito traz uma ênfase na relação das 
crianças com alguns aspectos da cultura. A cultura é aqui 
entendida de uma forma ampla e plural como o conjunto 
de códigos e produções simbólica,cientificas e sociais da 
humanidade construído ao longo das histórias dos diversos 
grupos, englobando múltiplos aspectos e em constante 
processo de reelaboração e ressignificação” (Vol. 1 p. 46).
Referencial Curricular para a 
Educação Infantil - Vol. II e Vol. III 
 O Volume II: Formação Pessoal e Social - enfatiza 
a construção da identidade e autonomia das crianças. 
 O Volume III: Conhecimento de Mundo - este tem 
por princípio o desenvolvimento de diferentes 
linguagens pela criança, e divide-as em seis subeixos: 
Movimento, Música, Artes Visuais, Linguagem oral e 
Escrita, Natureza e Sociedade e Matemática.
Estrutura do Referencial Curricular 
Nacional para a Educação Infantil
Para Refletir... 
 Embora o Referencial Curricular não seja de cunho 
obrigatório, é apenas um referencial... 
 “Curricular” nos remete a currículo , e como tal implica 
escolhas, controle, seleção de conhecimentos, formação 
de identidades, é moldador, é produtor de significados. 
Currículo escolar é poder, legitima valores e discursos 
como verdades, forma a subjetividade. 
 O que o documento traz de fundamental para nós?
Didática e Estagio na Educação 
Infantil 
Professora: Adriana Padilha 
Alunas: Flavia Ogeda Ferreira RA:11905023 
Gracielia Alves de Almeida RA:11743085 
Maria A. B. de Oliveira RA:11905502 
Patrícia E. da Cunha Lima RA:11905155
Referencias Bibliográficas: 
Referencial curricular Nacional para Educação 
Infantil Volumes: 1,2 e 3. 
Quem tem medo de ensinar na Educação 
Infantil? Em defesa do ato de ensinar. 
http://www.scielo.br/pdf/es/v23n80/12935.pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTILLUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
ritagatti
 
Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento
Adriana Pereira
 
Política e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação BrasileiraPolítica e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação Brasileira
Edneide Lima
 
Estrutura e funcionamento do ensino
Estrutura e funcionamento do ensino Estrutura e funcionamento do ensino
Estrutura e funcionamento do ensino
Darlan Campos
 
Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação Infantil
Luúh Reis
 
Resolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELAS
Resolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELASResolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELAS
Resolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELAS
Beatriz Dornelas
 
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaçoOrg do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
Fabiola Sampaio
 
Legislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional BrasileiraLegislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional Brasileira
Messias Mota Vieira
 
Organização do sistema de educação brasileiro
Organização do sistema de educação brasileiroOrganização do sistema de educação brasileiro
Organização do sistema de educação brasileiro
Jaqueline Lira
 
8.parecer cne ceb nº 20 2009
8.parecer cne ceb nº 20 20098.parecer cne ceb nº 20 2009
8.parecer cne ceb nº 20 2009
Ulisses Vakirtzis
 
Slides rcnei 05052014
Slides rcnei 05052014Slides rcnei 05052014
Slides rcnei 05052014
João Alberto
 
Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil
Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação InfantilDiretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil
Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil
Carina
 
Projeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPPProjeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPP
Profissão Professor
 
Lúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aulaLúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aula
Celismara Seleguin
 
Slide história da educação - pdf
Slide   história da educação - pdfSlide   história da educação - pdf
Slide história da educação - pdf
Prof. Antônio Martins de Almeida Filho
 
Histórico Ed Infantil
Histórico Ed InfantilHistórico Ed Infantil
Histórico Ed Infantil
Maria Bárbara Floriano
 
Curriculo
CurriculoCurriculo
Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil Vol 3
Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil Vol 3Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil Vol 3
Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil Vol 3
Clarisse Bueno
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
Heloiza Moura
 
Educar e cuidar
Educar e cuidarEducar e cuidar
Educar e cuidar
nil1967
 

Mais procurados (20)

LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTILLUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
LUDICIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento
 
Política e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação BrasileiraPolítica e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação Brasileira
 
Estrutura e funcionamento do ensino
Estrutura e funcionamento do ensino Estrutura e funcionamento do ensino
Estrutura e funcionamento do ensino
 
Estágio Educação Infantil
Estágio Educação InfantilEstágio Educação Infantil
Estágio Educação Infantil
 
Resolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELAS
Resolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELASResolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELAS
Resolução 05 2009 DCNEI Profª. BEATRIZ DORNELAS
 
Org do tempo e espaço
Org do tempo e espaçoOrg do tempo e espaço
Org do tempo e espaço
 
Legislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional BrasileiraLegislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional Brasileira
 
Organização do sistema de educação brasileiro
Organização do sistema de educação brasileiroOrganização do sistema de educação brasileiro
Organização do sistema de educação brasileiro
 
8.parecer cne ceb nº 20 2009
8.parecer cne ceb nº 20 20098.parecer cne ceb nº 20 2009
8.parecer cne ceb nº 20 2009
 
Slides rcnei 05052014
Slides rcnei 05052014Slides rcnei 05052014
Slides rcnei 05052014
 
Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil
Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação InfantilDiretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil
Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação Infantil
 
Projeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPPProjeto politico pedagogico PPP
Projeto politico pedagogico PPP
 
Lúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aulaLúdico na sla de aula
Lúdico na sla de aula
 
Slide história da educação - pdf
Slide   história da educação - pdfSlide   história da educação - pdf
Slide história da educação - pdf
 
Histórico Ed Infantil
Histórico Ed InfantilHistórico Ed Infantil
Histórico Ed Infantil
 
Curriculo
CurriculoCurriculo
Curriculo
 
Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil Vol 3
Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil Vol 3Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil Vol 3
Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil Vol 3
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
 
Educar e cuidar
Educar e cuidarEducar e cuidar
Educar e cuidar
 

Destaque

ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA
ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICAALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA
ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA
Leonarda Macedo
 
PNAIC Alfabetização matematica- caderno introdução
PNAIC Alfabetização matematica- caderno introduçãoPNAIC Alfabetização matematica- caderno introdução
PNAIC Alfabetização matematica- caderno introdução
Aline Manzini
 
RCNEI resumo eixos 2014
RCNEI resumo eixos 2014RCNEI resumo eixos 2014
RCNEI resumo eixos 2014
Jacqueline Campos
 
Alfabetização Matemática ll PNAIC
Alfabetização Matemática ll PNAIC Alfabetização Matemática ll PNAIC
Alfabetização Matemática ll PNAIC
Marlene de Fátima Gonçalves
 
Direitos de aprendizagens do ciclo de alfabetização
Direitos de aprendizagens do ciclo de alfabetizaçãoDireitos de aprendizagens do ciclo de alfabetização
Direitos de aprendizagens do ciclo de alfabetização
Valéria Maciel
 
PNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemática
PNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemáticaPNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemática
PNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemática
ElieneDias
 
PNAIC - Matemática - Alfabetização Matemática
PNAIC - Matemática - Alfabetização MatemáticaPNAIC - Matemática - Alfabetização Matemática
PNAIC - Matemática - Alfabetização Matemática
ElieneDias
 

Destaque (7)

ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA
ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICAALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA
ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA
 
PNAIC Alfabetização matematica- caderno introdução
PNAIC Alfabetização matematica- caderno introduçãoPNAIC Alfabetização matematica- caderno introdução
PNAIC Alfabetização matematica- caderno introdução
 
RCNEI resumo eixos 2014
RCNEI resumo eixos 2014RCNEI resumo eixos 2014
RCNEI resumo eixos 2014
 
Alfabetização Matemática ll PNAIC
Alfabetização Matemática ll PNAIC Alfabetização Matemática ll PNAIC
Alfabetização Matemática ll PNAIC
 
Direitos de aprendizagens do ciclo de alfabetização
Direitos de aprendizagens do ciclo de alfabetizaçãoDireitos de aprendizagens do ciclo de alfabetização
Direitos de aprendizagens do ciclo de alfabetização
 
PNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemática
PNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemáticaPNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemática
PNAIC - Matemática - Direitos da aprendizagem em matemática
 
PNAIC - Matemática - Alfabetização Matemática
PNAIC - Matemática - Alfabetização MatemáticaPNAIC - Matemática - Alfabetização Matemática
PNAIC - Matemática - Alfabetização Matemática
 

Semelhante a Referencial curricular nacional para a educação infantil

Documento
DocumentoDocumento
Documento
Riboura
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
angelamesfreire2015
 
Diretrizes curriculares nacionais para educação infantil
Diretrizes curriculares nacionais para educação infantilDiretrizes curriculares nacionais para educação infantil
Diretrizes curriculares nacionais para educação infantil
EMEI Julio Alves Pereira
 
BNCC_EDUC_INF.pptx
BNCC_EDUC_INF.pptxBNCC_EDUC_INF.pptx
BNCC_EDUC_INF.pptx
KEILACRISTINABATISTA2
 
Gestao de educacao_infantil_10
Gestao de educacao_infantil_10Gestao de educacao_infantil_10
Gestao de educacao_infantil_10
Liberty Ensino
 
Projecto Curricular
Projecto CurricularProjecto Curricular
Projecto Curricular
Traquinas em Linha, lda
 
Rcnei vol1
Rcnei vol1Rcnei vol1
Rcnei vol1
Gizelia Reboucas
 
Rcnei vol 1
Rcnei vol 1Rcnei vol 1
Rcnei vol 1
Renata Peruce
 
Rcnei vol1
Rcnei vol1Rcnei vol1
Rcnei vol1
Sandra Cardoso
 
Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil - Vol 1
 Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil - Vol 1 Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil - Vol 1
Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil - Vol 1
Renata Ferrari
 
Rcnei vol1
Rcnei vol1Rcnei vol1
Rcnei vol1
alaecioramos
 
Referencial curricular nacional educação infantil vol1
Referencial curricular nacional educação infantil vol1Referencial curricular nacional educação infantil vol1
Referencial curricular nacional educação infantil vol1
pedagogiaveracruz
 
Referencial curricular nacional para a ed infantil volume 1
Referencial curricular nacional para a ed infantil volume 1Referencial curricular nacional para a ed infantil volume 1
Referencial curricular nacional para a ed infantil volume 1
Monique Melin
 
RCNEI.pdf
RCNEI.pdfRCNEI.pdf
RCNEI.pdf
karlliny martins
 
29 dezembro a relatório de investigação
29 dezembro a relatório de investigação29 dezembro a relatório de investigação
29 dezembro a relatório de investigação
SimoneHelenDrumond
 
Trabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberes
Trabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberesTrabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberes
Trabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberes
SimoneHelenDrumond
 
Educação Especial, publico alvo e suas especificidades
Educação Especial, publico alvo e suas especificidadesEducação Especial, publico alvo e suas especificidades
Educação Especial, publico alvo e suas especificidades
638287
 
Diretriz municipal da_educação_infantil
Diretriz municipal da_educação_infantilDiretriz municipal da_educação_infantil
Diretriz municipal da_educação_infantil
Ronaldo Obaski
 
Proposta curricular
Proposta curricularProposta curricular
Proposta curricular
RebecaRuan
 
Alinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzziAlinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzzi
Fernando Pissuto
 

Semelhante a Referencial curricular nacional para a educação infantil (20)

Documento
DocumentoDocumento
Documento
 
Educação infantil
Educação infantilEducação infantil
Educação infantil
 
Diretrizes curriculares nacionais para educação infantil
Diretrizes curriculares nacionais para educação infantilDiretrizes curriculares nacionais para educação infantil
Diretrizes curriculares nacionais para educação infantil
 
BNCC_EDUC_INF.pptx
BNCC_EDUC_INF.pptxBNCC_EDUC_INF.pptx
BNCC_EDUC_INF.pptx
 
Gestao de educacao_infantil_10
Gestao de educacao_infantil_10Gestao de educacao_infantil_10
Gestao de educacao_infantil_10
 
Projecto Curricular
Projecto CurricularProjecto Curricular
Projecto Curricular
 
Rcnei vol1
Rcnei vol1Rcnei vol1
Rcnei vol1
 
Rcnei vol 1
Rcnei vol 1Rcnei vol 1
Rcnei vol 1
 
Rcnei vol1
Rcnei vol1Rcnei vol1
Rcnei vol1
 
Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil - Vol 1
 Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil - Vol 1 Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil - Vol 1
Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil - Vol 1
 
Rcnei vol1
Rcnei vol1Rcnei vol1
Rcnei vol1
 
Referencial curricular nacional educação infantil vol1
Referencial curricular nacional educação infantil vol1Referencial curricular nacional educação infantil vol1
Referencial curricular nacional educação infantil vol1
 
Referencial curricular nacional para a ed infantil volume 1
Referencial curricular nacional para a ed infantil volume 1Referencial curricular nacional para a ed infantil volume 1
Referencial curricular nacional para a ed infantil volume 1
 
RCNEI.pdf
RCNEI.pdfRCNEI.pdf
RCNEI.pdf
 
29 dezembro a relatório de investigação
29 dezembro a relatório de investigação29 dezembro a relatório de investigação
29 dezembro a relatório de investigação
 
Trabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberes
Trabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberesTrabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberes
Trabalho 2 ok natureza e cultura conhecimentos e saberes
 
Educação Especial, publico alvo e suas especificidades
Educação Especial, publico alvo e suas especificidadesEducação Especial, publico alvo e suas especificidades
Educação Especial, publico alvo e suas especificidades
 
Diretriz municipal da_educação_infantil
Diretriz municipal da_educação_infantilDiretriz municipal da_educação_infantil
Diretriz municipal da_educação_infantil
 
Proposta curricular
Proposta curricularProposta curricular
Proposta curricular
 
Alinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzziAlinne alessandra muzzi
Alinne alessandra muzzi
 

Último

3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
eltinhorg
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
marcos oliveira
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptxagosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
FredPaixaoeSilva
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 

Último (20)

3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptxagosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
agosto - A cidadania - direitos e deveres em países hispanohablantes.pptx
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
Discursos Éticos e Políticos Acerca do Meio Ambiente e Desenvolvimento Susten...
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 

Referencial curricular nacional para a educação infantil

  • 1. REFERENCIAL CURRICULAR NACIONAL PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL
  • 2. Contexto histórico  A Educação Infantil era de caráter somente assistencialista, a Constituição Federal de 1988, reconheceu o direito das crianças de 0 a 6 anos de idade (hoje de 0 a 5) de serem educadas em creches e pré escolas . O ECA/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente) veio garantir direitos fundamentais para a criança e o adolescente. A LDB/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional) veio nesta mesma direção quando proclamou a educação infantil como direito da criança de 0 a 6 anos e dever do Estado, estabelecendo então a Educação Infantil como a primeira etapa da Educação Básica.
  • 3. Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil Em 1998 o MEC (Ministério da Educação ) lança o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil. Este documento foi elaborado a partir de discussões entre os profissionais ligados a Educação, veio com o intuito de sintetizar uma pratica pedagógica dispersa no Brasil. O RCNEI tem como base para o desenvolvimento infantil as teorias de Piaget, Vygotsky e Wallon. É baseado em uma concepção construtivista do desenvolvimento, do ensino e da aprendizagem. O RCNEI está subdividido em três partes:  Vol. 1 - Introdução  Vol. 2 -Formação Pessoal e Social  Vol. 3- Conhecimento de Mundo
  • 4. Referencial Curricular nacional para Educação Infantil... Pré-escola (4 á 5 anos) Creche (0 a 3 anos)
  • 5. Referencial Nacional para a Educação Infantil Vol. I Introdução- Apresenta uma reflexão sobre creches e pré-escolas. Há a presença de conceitos importantes para a área, com ênfase em: criança, educar, cuidar, brincar, relações creche-família, professor de educação infantil, educar crianças com necessidades especiais, a instituição e o projeto educativo. Fala ainda em condições internas e externas destacando a organização do espaço e do tempo, parceria com as famílias, mapeia os objetivos gerais da educação infantil, a importância da observação, registros e avaliação formativa entre outros.
  • 6. Criança  A criança é a referencia no documento, nele está enfatizado seus processos de construção como ser humano em diferentes contextos sociais, suas culturas, suas capacidades intelectuais, artísticas, criativas e expressivas.  É um ser historicamente construído. É capaz de construir conhecimento na interação com o meio e com o outro. É um ser possuidor de direitos, e como tal tem direito de desenvolver-se em um ambiente propício sem nenhuma intervenção que possa tolher seu desenvolvimento.  A criança é vista como um ser que sente e pensa o mundo de forma singular.
  • 8. cuidar  Na Educação infantil o cuidado é parte integrante da educação.  Cuidar é antes de tudo estar comprometido com o outro.  Cuidar é ajudar a desenvolver capacidades, e isto implica em procedimentos específicos.
  • 10. Brincar  O brincar é o principal meio pelo qual as crianças internaliza seus conhecimentos, reproduz as relações e atividades dos adultos de uma forma lúdica.  A brincadeira favorece a autoestima das crianças.  É através do brincar que as crianças desenvolvem seus conhecimentos; produzem e reproduzem aquilo que sabem sobre as várias áreas do conhecimento.
  • 11. Educar  Está integrada a função de cuidar,  Educar é propiciar situações de cuidados, brincadeiras e aprendizagens orientadas de forma integradas e respeitando a espontaneidade da criança.  Deve contribuir para a formação de crianças felizes e saudáveis.  “Educar está diretamente relacionado a favorecer condições de aprendizagens que favoreçam o desenvolvimento infantil, a partir de brincadeiras espontâneas e situações pedagógicas orientadas pelos professores “ (Alessandra Arce ,2010)
  • 12. Professor  O Referencial faz uma breve constatação da realidade dos profissionais da área quanto a sua denominação e formação e considera-o: “professor de educação infantil”  Cabe ao professor trabalhar desde os cuidados básicos essenciais até saberes específicos das diversas áreas do conhecimento. Isso implica que o professor tenha uma competência polivalente.  É o mediador entre as crianças e o conhecimento.  “(...) o professor constitui-se, portanto, no parceiro mais experiente por excelência, cuja função é propiciar e garantir um ambiente rico, prazeroso, saudável e não discriminatório de experiências educativas e sociais variadas.” (Vol.I p. 30)
  • 13. RCNEI
  • 14. Educar crianças com necessidades especiais  A formação de uma sociedade democrática e não excludente deve promover uma ação educativa que promova o convívio com a diversidade e essa diversidade deve incluir também as competências e as particularidades de cada um.  Ainda é um desafio desenvolver uma pedagogia centrada na criança, capaz de educar a todas, sem discriminação, respeitando suas diferenças, suas necessidades e solicitando apoio de instituições especializadas quando necessário.  É preciso o envolvimento da comunidade para que o processo de integração dessas crianças de fato possa acontecer.
  • 15. A Instituição e o projeto educativo  O Referencial Curricular propõe um diálogo com programas e projetos curriculares de instituição de educação infantil, nos estados e municípios, atentando para duas dimensões: uma de natureza externa; outra , interna às instituições, garantindo assim a eficácia das propostas.
  • 16. A Instituição e o projeto educativo  Condições externas: A proposta curricular deve estar vinculada as características socioculturais da comunidade, deve considerar as necessidades e expectativas da população atendida.  Condições internas: Deve considerar o período de funcionamento da instituição; a quantidade de crianças; a idade de inicio das crianças; as formas de gestão; considerar a organização dos grupamentos; entre outros.
  • 17. Organização do Espaço e do Tempo  A organização do espaço é fundamental para a prática educativa isto implica em planejamento.  O espaço na instituição infantil deve propiciar condições para que as crianças possam usufruí-lo em benefício do seu desenvolvimento .  O tempo na Educação Infantil deve ser planejado dentro de uma rotina que facilite os processos de desenvolvimento e aprendizagem. Deve considerar a criança e adaptar-se a ela atendendo suas necessidades. organização do tempo é estruturado na rotina,  A rotina é um instrumento facilitador na estruturação e organização do tempo e do espaço na educação infantil.  As atividades permanentes, as sequencias de atividades e os projetos de trabalho são formas de organização do tempo.
  • 18. Parceria com as famílias  As instituições devem ter uma visão mais atualizada da família entendendo-a como uma criação humana e mutável,sujeita ao contexto social, e que não existe um modelo ideal. Cabe às instituições estabelecerem um diálogo aberto com as famílias, tornando-as parceiras no processo de educação infantil.  A instituição deve acolher sem preconceitos as mais diversas organizações e arranjos familiares.  A instituição deve evitar julgamentos moralistas, pessoais, ou vinculados a preconceitos, deve acolher e respeitar as diferentes culturas , valores e crenças das famílias.
  • 19. Observação, registro e avaliação formativa  A observação e o registro são os principais instrumentos na prática do professor, por meio deles pode-se acompanhar e avaliar os processos de desenvolvimento das crianças.  A observação pode ser registrada de várias maneiras: a escrita é a mais acessível, porem pode ser consideradas as gravações, as produções das crianças, fotografias, etc.  A avaliação nessa etapa deve ser processual e destinada a auxiliar o processo de aprendizagem, deve permitir que as crianças acompanhem suas conquistas, suas dificuldades e suas possibilidades, fortalecendo a autoestima.
  • 20. Objetivos gerais para educação infantil  A organização da prática da educação infantil deve possibilitar que as crianças desenvolvam as seguintes capacidades:  -Desenvolver uma imagem positiva de si;  - Descobrir e conhecer seu próprio corpo,suas potencialidades e limites;  - Estabeler e ampliar cada vez mais as relações sociais;  - Observar e explorar o ambiente com atitude de curiosidade;
  • 21. Objetivos gerais para educação infantil  - Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;  - Utilizar diferentes linguagens (corporal, musical, plástica, oral e escrita ) ajustadas às diferentes intenções e situações de comunicação;  - Conhecer algumas manifestações culturais, demonstrando respeito e interesse, valorizando a diversidade.
  • 22. Referencial Curricular para a Educação Infantil  O volume I define os dois âmbitos de experiências nos quais deve pautar a educação infantil: Formação Pessoal e Social e Conhecimento de Mundo e discorre sobre eles.  “O âmbito de Formação Pessoal e Social refere-se às experiências que favorecem, prioritariamente, a construção do sujeito. Está organizado de forma a explicitar as complexas questões que envolvem o desenvolvimento de capacidades de natureza global e afetiva das crianças, seus esquemas simbólicos de interação com os outros e com o meio, assim como a relação consigo mesmas” (vol. 1 p.46).
  • 23. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil  “O âmbito de Conhecimento de Mundo refere-se à construção das diferentes linguagens pelas crianças e às relações que estabelecem com os objetos de conhecimento. Este âmbito traz uma ênfase na relação das crianças com alguns aspectos da cultura. A cultura é aqui entendida de uma forma ampla e plural como o conjunto de códigos e produções simbólica,cientificas e sociais da humanidade construído ao longo das histórias dos diversos grupos, englobando múltiplos aspectos e em constante processo de reelaboração e ressignificação” (Vol. 1 p. 46).
  • 24. Referencial Curricular para a Educação Infantil - Vol. II e Vol. III  O Volume II: Formação Pessoal e Social - enfatiza a construção da identidade e autonomia das crianças.  O Volume III: Conhecimento de Mundo - este tem por princípio o desenvolvimento de diferentes linguagens pela criança, e divide-as em seis subeixos: Movimento, Música, Artes Visuais, Linguagem oral e Escrita, Natureza e Sociedade e Matemática.
  • 25. Estrutura do Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil
  • 26. Para Refletir...  Embora o Referencial Curricular não seja de cunho obrigatório, é apenas um referencial...  “Curricular” nos remete a currículo , e como tal implica escolhas, controle, seleção de conhecimentos, formação de identidades, é moldador, é produtor de significados. Currículo escolar é poder, legitima valores e discursos como verdades, forma a subjetividade.  O que o documento traz de fundamental para nós?
  • 27. Didática e Estagio na Educação Infantil Professora: Adriana Padilha Alunas: Flavia Ogeda Ferreira RA:11905023 Gracielia Alves de Almeida RA:11743085 Maria A. B. de Oliveira RA:11905502 Patrícia E. da Cunha Lima RA:11905155
  • 28. Referencias Bibliográficas: Referencial curricular Nacional para Educação Infantil Volumes: 1,2 e 3. Quem tem medo de ensinar na Educação Infantil? Em defesa do ato de ensinar. http://www.scielo.br/pdf/es/v23n80/12935.pdf