Educação e suas tendências

6.103 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.103
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
106
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Educação e suas tendências

  1. 1. Pró-Reitoria de Graduação <ul><li>Abordagens teóricas do Processo Pedagógico : </li></ul><ul><li>Dialética - dinâmica social </li></ul><ul><li>Educação e Sociedade – relações e contradições </li></ul><ul><li>Conhecimento / Sala de aula </li></ul><ul><li>Processo pedagógico / avaliação </li></ul>
  2. 2. Não se mergulha duas vezes nas águas de um rio... No segundo mergulho, o rio não é mais o mesmo rio, e o mergulhador... (Dialética - Aristóteles) Dialética – dinâmica social
  3. 3. Educação e Sociedade É NO SEIO DA SOCIEDADE QUE A EDUCAÇÃO SE DEFINE A Sociedade está em constante movimento
  4. 4. Educação e Sociedade: relações e contradições Em cada contexto social: um conjunto de valores nas relações Sociedades: Primitiva Paternalista Escravista Feudal Capitalista
  5. 5. Educação e Sociedade: relações e contradições Em cada contexto social: uma tendência teórico ideológica Educação Escolar: Abordagens teóricas Não críticas ( sociedade é harmônica ) Critico-Reprodutivistas (escola reprodutora ideológica) Histórico-Críticas ( processo histórico e contradições sociais)
  6. 6. Educação e Sociedade: relações e contradições Teorias Não críticas : escola como um fim nela mesma, capaz de solucionar o fenômeno da marginalidade pela equalização social. Tradicional (sociedade é conservadora) Escolanovista (sociedade psicologizada) Tecnicista (Sociedade produtivista)
  7. 7. Tradicional – valores da sociedade
  8. 8. Tradicional – educação Escola de Geografia 1830
  9. 9. Tradicional - educação Escola de Odontologia 1882
  10. 10. Tradicional – a escola – o saber
  11. 11. Abordagem Tradicional Sociedade Tradicional - educação transmissora do conhecimento – escola é vista como passaporte para a ascensão social . O professor – é o centro da ação pedagógica e detentor do saber . A metodologia é expositiva, conteudista e padronizada. A avaliação é quantitativa, autoritária e punitiva . Aluno está na escola para aprender , é obediente, memorizador e passivo (Saviani,1985)
  12. 12. Abordagem Tradicional Avaliação Quantitativa - volume de conteúdos Autoritária – imposta sem participação do aluno Punitiva – quando usada como castigo Instrumentos Prova (Questionários, listas de exercícios etc.) Sabatinas realizadas ao sábados Chamada oral – improvisação quase sempre punitiva Avalia a aprendizagem ou seja: o que o aluno não sabe Nota
  13. 13. Sociedade moderna – questionamentos da tradicional Sociedade dos Poetas Mortos 1989 O Sorriso de Monaliza 2003
  14. 14. Abordagem Escolanovista Sociedade - Influenciada pela Psicologia e Biologia. Centrada no Individuo. Reconhece as deficiências. Escola continua vista como redentora. O professor – deixa de ser o centro da ação pedagógica para ser o orientador dela. A metodologia - centros de interesse. A avaliação – qualitativa e mediadora da aprendizagem. Aluno - passa a ser o centro e está na escola para aprender a aprender.
  15. 15. Abordagem Escolanovista Avaliação qualitativa considera: Os avanços da aprendizagem (processo) A superação das dificuldades (esforço) A qualidade do mínimo realizado pelo aluno Mediadora da aprendizagem: Aberta ao diálogo com o aluno Responsável pela aprendizagem Instrumentos metodologias dinâmicas e diversificadas .(retomar em módulo específico)
  16. 16. Sociedade fabril – técnica e produtividade
  17. 17. Sociedade Tecnicista - influenciada pelo desenvolvimento industrial e sistema produtivo. Escola continua vista como lugar de ascensão social pelo treinamento de habilidades. O professor – é um técnico amparado no Planejamento que passa a ser o centro da ação pedagógica. A metodologia – técnicas, manual de instrução. A avaliação – considera o produto final Aluno deixa de ser o centro e está na escola para aprender a fazer . Abordagem Tecnicista
  18. 18. A avaliação – considera o produto final Não valoriza o processo de aprendizagem Não considera as diferenças de aprendizagem, nem o diálogo. Valoriza a competência e qualidade – aspectos quantitativos e de resultados Instrumentos – testes de múltipla escolha Listas de exercícios Psicoténico Abordagem Tecnicista
  19. 19. SÍNTESE: Qual dessas abordagens: TRADICIONAL, ESCOLANOVISTA e TECNICISTA, Melhor caracteriza a área de ensino analisada?
  20. 20. E ainda... ABORDAGENS CRÍTICO-REPRODUTIVISTAS - Que afirmam que a educação escolar reproduz interesses dominantes. (AIE, V.S. e E.D.) HISTÓRICO-CRÍTICAS – Que confirmam uma educação transformadora, libertadora pelo desenvolvimento da consciência crítica do indivíduo (Paulo Freire)
  21. 21. CONHECIMENTO
  22. 22. CONHECIMENTO Quanto mais penso que sei, Mais sinto que não sei... ( Platão) De nada vale alcançar o mundo das idéias, se não houver habilidades para retornar ao mundo das sombras
  23. 23. CONHECIMENTO Conhecer como se dá o conhecimento: desafios de quem ensina e avalia a aprendizagem Para dar segurança ao conhecimento, o pensamento cria regras e procedimentos que permitam ao sujeito cognoscente aferir e controlar todos os passos que realiza, no conhecimento de algum objeto ou conjunto de objetos . (Marilena Chauí in: Convite à Filosofia Ed. Ática, 1999)
  24. 24. CONHECIMENTO Conhecimento é movido pela necessidade, interesse e relação com o mundo; Nasce da curiosidade e da dúvida que gera a pergunta e com ela a disposição para a busca do saber na resposta (pesquisa); Se processa no estabelecimento da relação entre a experiência e a informação.
  25. 25. Processo Pedagógico Processo pedagógico – percurso individual do aprendente na obtenção de conhecimento e desenvolvimento de aptidões e atitudes e de produção de saberes. Prática pedagógica – processos orientados pelo Professor na relação educacional mediados pela realidade. Relação pedagógica (Severino,1994) é o cerne da efetivação da formação humana que é mediada pela própria realidade , pois nela se dialoga com a sociedade em seus processos vitais e sobre o mundo real.
  26. 26. PROCESSO PEDAGÓGICO e PRÁTICA PEDAGÓGICA O conhecimento – é grande categoria do processo educacional, é estratégia fundamental e privilegiada de vida (prazerá) construída social e historicamente no cotidiano que emoldura e catalisa as experiências (Severino, 1994) O conhecimento é mediação central do processo pedagógico. Ele se constrói concretamente – com intencionalidade, por meio de metodologias e planejamento do ensino.
  27. 27. SALA DE AULA Aula: espaço de relação pedagógica e o conhecimento. A sala de aula é o centro, o lugar do acontecimento da relação pedagógica e esta se concretiza pela relação teoria e prática.
  28. 28. SALA DE AULA PROCESSO PEDAGÓGICO e PRÁTICA PEDAGÓGICA Os fatores determinantes da prática do professor são de duas ordens (Vasconcellos 2002 ): <ul><li>1 – OBJETIVA: </li></ul><ul><li>salário; </li></ul><ul><li>instalações; </li></ul><ul><li>equipamentos, </li></ul><ul><li>recursos didáticos; </li></ul><ul><li>número de alunos por classe; </li></ul><ul><li>Tempo para preparação das aulas; </li></ul><ul><li>Reunião pedagógica freqüente; </li></ul><ul><li>cobrança por parte da direção; </li></ul><ul><li>coordenação, colegas, pais, sistema educacional; </li></ul>
  29. 29. PROCESSO PEDAGÓGICO e PRÁTICA PEDAGÓGICA Os fatores determinantes da prática do professor são de duas ordens (Vasconcellos 2002 ): 2 – SUBJETIVA: <ul><li>Crença no que faz; </li></ul><ul><li>Referencial teórico articulado com a realidade; </li></ul><ul><li>Atitude de pesquisador de metodologias de ensino contextualizadas; </li></ul><ul><li>Outros. </li></ul>
  30. 30. Questões que norteiam a definição da prática na sala de aula: Qual é o Objeto do Conhecimento (área)? Quais os Objetivos para ensiná-lo? Que Habilidades desenvolver? Que Conteúdos selecionar ? Que Metodologia e Recursos utilizar? O Que Avaliar da Aprendizagem? Como Recuperar a Aprendizagem? Porquê?

×