SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
Acolhimento e Adaptação,
uma etapa que envolve
sutilezas.
Danielle Buna
Formadora na área de Gestão Pedagógica e Ed.
Infantil . É formada em Pedagogia pela UNICEUMA,
com especialização Psicopedagogia, MBA em
Gestão Empresarial pela FGV, Master Coaching
pela FEBRACIS, foi formadora da rede municipal de
São Paulo pelo Sistema de Ensino PUERI DOMUS,
Gerente de Formação e Educação pela PEARSON
EDUCATION e Sócia Fundadora da Escola
Crescimento Calhau. Atualmente é consultora,
empreendedora, escritora amadora, coaching e
Sócia Fundadora da CONCEITO + Inspirações e
Soluções.
- Discutir sobre o processo de adaptação e acolhimento da Escola;
- Inspirar você a perceber-se inserido no processo de adaptação e a
partir dessa percepção melhorar sua postura diante do processo;
- Fortalecer competências emocionais para produzir melhores
resultados;
OBJETIVOS
Para começar...
olhe,
escute,
sinta e
recorde...
uma autoanálise
*ROTEIRO 1
O que eu sinto quando passo por
um momento de adaptação?
insegurança
angústia
medo
adrenalina
raiva
indiferença
apatia
instabilidade
abandono
solidão
Autoconsciência
“conhecer o próprio estado
interno, preferências
recursos e intuições”
(Goleman)
EMOÇÕES
SERTIR
X
DEIXAR DOMINAR
Emoções e
Decisões
Saber viver a experiência de cada
sentimento e não ser dominado
pelo sentimento.
Toda emoção contém informações
valiosas, é preciso buscar perceber
as próprias emoções e identificar
onde se ancoram.
O MUNDO SOBRE
A PERPECTIVA
DA CRIANÇA
Temporalidade
de espaço
sobre o ato de
acolher
• Considerar as múltiplas formas de
se relacionar com o tempo é
perceber que cada ser humano tem
seu ritmo próprio e,
consequentemente, seu tempo.
• Respeitar o tempo do outro é um
aprendizado. Fazer com que a
criança se sinta bem na escola é
importante para seu
desenvolvimento e sua
aprendizagem, o que implica uma
reflexão constante do uso que se
faz do tempo na escola.
Estratégias para o período de adaptação
Orientações aos pais:
– manter a rotina da criança e evitar mudanças, como
retirada de bico e fralda, por exemplo;
– evitar fazer comentários sobre a adaptação da criança em
sua presença;
– antes do início das aulas, passar com a criança em frente
à escola, parar, olhar os detalhes, ouvir os seus
comentários com atenção, responder às perguntas e
sempre que não souber responder dizer que poderão
descobrir juntos quando as aulas começarem;
Orientações aos pais:
– nos primeiros dias de aula, conduzir o filho caminhando, e
não no colo, até a professora. Isso facilita a despedida;
– evitar sair escondido e despedir-se de forma natural;
– se a criança chorar, explicar que voltarão para buscá-la,
demonstrando tranquilidade e segurança;
– respeitar o horário de entrada e saída estipulado;
– em caso de dúvida ou insegurança, procurar a equipe da
escola.
*(revista crescer)
PAPEL DOS PAIS
Gratidão por sua
atenção e participação
Siga-nos nas redes…
somos.conceito
somosconceito.contato@gmail.com
98 99192-8844
(profissional)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reunião de Pais - 5º ano
Reunião de Pais - 5º anoReunião de Pais - 5º ano
Reunião de Pais - 5º ano
Myzer
 
Como participar da vida escolar dos filhos
Como participar da vida escolar dos filhosComo participar da vida escolar dos filhos
Como participar da vida escolar dos filhos
Fatinha Bretas
 
Leia com atençao.
Leia com atençao.Leia com atençao.
Leia com atençao.
papacampos
 
Transtorno de deficit de atencao
Transtorno de deficit de atencaoTranstorno de deficit de atencao
Transtorno de deficit de atencao
68bomfim
 
Líder em sala de Aula. O que é?
Líder em sala de Aula. O que é?Líder em sala de Aula. O que é?
Líder em sala de Aula. O que é?
MauraFernandes
 
Eleição de represetante de turma 2013
Eleição de represetante de turma 2013Eleição de represetante de turma 2013
Eleição de represetante de turma 2013
Wany Goes Dias
 
Como lidar com crianças autistas na escola
Como lidar com crianças autistas na escolaComo lidar com crianças autistas na escola
Como lidar com crianças autistas na escola
maria joana
 

Mais procurados (20)

Reunião de Pais - 5º ano
Reunião de Pais - 5º anoReunião de Pais - 5º ano
Reunião de Pais - 5º ano
 
Como participar da vida escolar dos filhos
Como participar da vida escolar dos filhosComo participar da vida escolar dos filhos
Como participar da vida escolar dos filhos
 
Educación inicial portugués - Mi profesión
Educación inicial   portugués -  Mi profesiónEducación inicial   portugués -  Mi profesión
Educación inicial portugués - Mi profesión
 
Leia com atençao.
Leia com atençao.Leia com atençao.
Leia com atençao.
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Limites com Carinho
Limites com CarinhoLimites com Carinho
Limites com Carinho
 
A importância de resgatar o aluno incômodo
A importância de resgatar o aluno incômodoA importância de resgatar o aluno incômodo
A importância de resgatar o aluno incômodo
 
Representantes de turma
Representantes de turmaRepresentantes de turma
Representantes de turma
 
Img033
Img033Img033
Img033
 
7º ano reda cem - 7.4
7º ano   reda cem - 7.47º ano   reda cem - 7.4
7º ano reda cem - 7.4
 
Transtorno de deficit de atencao
Transtorno de deficit de atencaoTranstorno de deficit de atencao
Transtorno de deficit de atencao
 
O desenvolvimento sócio afetivo da criança
O desenvolvimento sócio afetivo da criançaO desenvolvimento sócio afetivo da criança
O desenvolvimento sócio afetivo da criança
 
Entrada escola
Entrada escolaEntrada escola
Entrada escola
 
Transição escolar
Transição escolarTransição escolar
Transição escolar
 
10 dicas para melhorar o desempenho escolar do seu filho
10 dicas para melhorar o desempenho escolar do seu filho10 dicas para melhorar o desempenho escolar do seu filho
10 dicas para melhorar o desempenho escolar do seu filho
 
Líder em sala de Aula. O que é?
Líder em sala de Aula. O que é?Líder em sala de Aula. O que é?
Líder em sala de Aula. O que é?
 
Estilos de aprendizagem
Estilos de aprendizagemEstilos de aprendizagem
Estilos de aprendizagem
 
Eleição de represetante de turma 2013
Eleição de represetante de turma 2013Eleição de represetante de turma 2013
Eleição de represetante de turma 2013
 
Como lidar com crianças autistas na escola
Como lidar com crianças autistas na escolaComo lidar com crianças autistas na escola
Como lidar com crianças autistas na escola
 
87 autismo e adaptação na educação infantil por simone helen drumond
87 autismo e adaptação na educação infantil por simone helen drumond87 autismo e adaptação na educação infantil por simone helen drumond
87 autismo e adaptação na educação infantil por simone helen drumond
 

Semelhante a Adaptação & Acolhimento - Família

Avaliação na Educação Infantil
Avaliação na Educação InfantilAvaliação na Educação Infantil
Avaliação na Educação Infantil
Ana Pierangeli
 
Avaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantilAvaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantil
Fátima Regina
 
O QUE É IMPRESCINDÍVEL PARA TRABALHAR COM A Educação Infantil.pptx
O QUE É IMPRESCINDÍVEL PARA TRABALHAR COM A Educação Infantil.pptxO QUE É IMPRESCINDÍVEL PARA TRABALHAR COM A Educação Infantil.pptx
O QUE É IMPRESCINDÍVEL PARA TRABALHAR COM A Educação Infantil.pptx
novaesjosiana2020
 

Semelhante a Adaptação & Acolhimento - Família (20)

Avaliação na Educação Infantil
Avaliação na Educação InfantilAvaliação na Educação Infantil
Avaliação na Educação Infantil
 
526e366bb400b186256077b2bed1d7f7 ISCKANIAN.pdf
526e366bb400b186256077b2bed1d7f7 ISCKANIAN.pdf526e366bb400b186256077b2bed1d7f7 ISCKANIAN.pdf
526e366bb400b186256077b2bed1d7f7 ISCKANIAN.pdf
 
A inclusão e o tdah
A inclusão e o tdahA inclusão e o tdah
A inclusão e o tdah
 
Ansiedade na Escola.pdf
Ansiedade na Escola.pdfAnsiedade na Escola.pdf
Ansiedade na Escola.pdf
 
Foldem encontro de pais
Foldem encontro de paisFoldem encontro de pais
Foldem encontro de pais
 
Respostas sociais e educativas para crianças e jovens- A criança e o jovem no...
Respostas sociais e educativas para crianças e jovens- A criança e o jovem no...Respostas sociais e educativas para crianças e jovens- A criança e o jovem no...
Respostas sociais e educativas para crianças e jovens- A criança e o jovem no...
 
formação.pptx
formação.pptxformação.pptx
formação.pptx
 
E book aulas online.docx
E book aulas online.docxE book aulas online.docx
E book aulas online.docx
 
O PAPEL DO CUIDADOR.MEDIADOR.pptx
O PAPEL DO CUIDADOR.MEDIADOR.pptxO PAPEL DO CUIDADOR.MEDIADOR.pptx
O PAPEL DO CUIDADOR.MEDIADOR.pptx
 
Síndrome de Down e TDAH
Síndrome de Down e TDAHSíndrome de Down e TDAH
Síndrome de Down e TDAH
 
Gestão da sala de aula
Gestão da sala de aulaGestão da sala de aula
Gestão da sala de aula
 
Avaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantilAvaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantil
 
Dislexia
DislexiaDislexia
Dislexia
 
Volta às aulas
Volta às aulasVolta às aulas
Volta às aulas
 
Apresentação de impacto aula show
Apresentação de impacto aula showApresentação de impacto aula show
Apresentação de impacto aula show
 
Da creche, ao jardim de infancia, á escola
Da creche, ao jardim de infancia, á escolaDa creche, ao jardim de infancia, á escola
Da creche, ao jardim de infancia, á escola
 
Como ajudar seu filho a não tirar notas vermelhas
Como ajudar seu filho a não tirar notas vermelhasComo ajudar seu filho a não tirar notas vermelhas
Como ajudar seu filho a não tirar notas vermelhas
 
322 volta às aulas 1
322 volta às aulas 1322 volta às aulas 1
322 volta às aulas 1
 
O QUE É IMPRESCINDÍVEL PARA TRABALHAR COM A Educação Infantil.pptx
O QUE É IMPRESCINDÍVEL PARA TRABALHAR COM A Educação Infantil.pptxO QUE É IMPRESCINDÍVEL PARA TRABALHAR COM A Educação Infantil.pptx
O QUE É IMPRESCINDÍVEL PARA TRABALHAR COM A Educação Infantil.pptx
 
O perfil-doa-educadora-infantil
O perfil-doa-educadora-infantilO perfil-doa-educadora-infantil
O perfil-doa-educadora-infantil
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 

Adaptação & Acolhimento - Família

  • 1.
  • 2.
  • 3. Acolhimento e Adaptação, uma etapa que envolve sutilezas. Danielle Buna
  • 4. Formadora na área de Gestão Pedagógica e Ed. Infantil . É formada em Pedagogia pela UNICEUMA, com especialização Psicopedagogia, MBA em Gestão Empresarial pela FGV, Master Coaching pela FEBRACIS, foi formadora da rede municipal de São Paulo pelo Sistema de Ensino PUERI DOMUS, Gerente de Formação e Educação pela PEARSON EDUCATION e Sócia Fundadora da Escola Crescimento Calhau. Atualmente é consultora, empreendedora, escritora amadora, coaching e Sócia Fundadora da CONCEITO + Inspirações e Soluções.
  • 5. - Discutir sobre o processo de adaptação e acolhimento da Escola; - Inspirar você a perceber-se inserido no processo de adaptação e a partir dessa percepção melhorar sua postura diante do processo; - Fortalecer competências emocionais para produzir melhores resultados; OBJETIVOS
  • 7. O que eu sinto quando passo por um momento de adaptação?
  • 9. Autoconsciência “conhecer o próprio estado interno, preferências recursos e intuições” (Goleman)
  • 11. Emoções e Decisões Saber viver a experiência de cada sentimento e não ser dominado pelo sentimento. Toda emoção contém informações valiosas, é preciso buscar perceber as próprias emoções e identificar onde se ancoram.
  • 12. O MUNDO SOBRE A PERPECTIVA DA CRIANÇA
  • 13.
  • 15. • Considerar as múltiplas formas de se relacionar com o tempo é perceber que cada ser humano tem seu ritmo próprio e, consequentemente, seu tempo. • Respeitar o tempo do outro é um aprendizado. Fazer com que a criança se sinta bem na escola é importante para seu desenvolvimento e sua aprendizagem, o que implica uma reflexão constante do uso que se faz do tempo na escola.
  • 16. Estratégias para o período de adaptação
  • 17. Orientações aos pais: – manter a rotina da criança e evitar mudanças, como retirada de bico e fralda, por exemplo; – evitar fazer comentários sobre a adaptação da criança em sua presença; – antes do início das aulas, passar com a criança em frente à escola, parar, olhar os detalhes, ouvir os seus comentários com atenção, responder às perguntas e sempre que não souber responder dizer que poderão descobrir juntos quando as aulas começarem;
  • 18. Orientações aos pais: – nos primeiros dias de aula, conduzir o filho caminhando, e não no colo, até a professora. Isso facilita a despedida; – evitar sair escondido e despedir-se de forma natural; – se a criança chorar, explicar que voltarão para buscá-la, demonstrando tranquilidade e segurança; – respeitar o horário de entrada e saída estipulado; – em caso de dúvida ou insegurança, procurar a equipe da escola. *(revista crescer)
  • 20.
  • 21. Gratidão por sua atenção e participação