SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 33
L E A N  H E A L T H C A R E   APLICAÇÃO DOS  PRINCÍPIOS  LEAN MANAGEMENT À SAÚDE JOÃO PAULO PINTO COMUNIDADE LEAN THINKING, 2009 V 08
O PENSAMENTO MAGRO ( LEAN THINKING ) ,[object Object],[object Object],[object Object]
PRINCÍPIOS LEAN THINKING DEFINIR  VALOR DEFINIR A  CADEIA DE VALOR OPTIMIZAR  FLUXOS IMPLEMENTAR O  SISTEMA PULL PERFEIÇÃO o  objectivo  de todos campo de  intervenção os  meios  a aplicar o  sistema  a usar insatisfação quem  servimos ? INOVAR  SEMPRE a  atitude  certa CONHECER O  CLIENTE
ASPECTOS FUNDAMENTAIS DO PENSAMENTO LEAN ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
LEAN  UM NOVO PARADIGMA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A CRIAÇÃO DE VALOR ,[object Object],[object Object],[object Object]
O DESPERDÍCIO NAS ORGANIZAÇÕES ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
OS 7 DESPERDÍCIOS NO SECTOR DA SAÚDE ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
O QUE É  LEAN HEALTHCARE ? ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
FLUXO TÍPICO DE UM PACIENTE Filas e amontoar de pacientes Actividades de NVA,  ie  atrasos e  muda
A MAIORIA DAS CADEIAS DE VALOR ( VALUE STREAM ) TÊM 2-5% DE TEMPO DE VALOR ACRESCENTADO (VA) CADEIA DE VALOR GLOBAL Supplier Hospital Customer Sabia que... MUDA visível MUDA escondido
A FORMULA LEAN  INICIAL ELIMINAR O DESPERDÍCIO RESPEITO PELAS PESSOAS MELHORIA CONTÍNUA
PORQUÊ APLICAR OS PRINCÍPIOS LEAN? ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
O QUE PODE LEAN FAZER PELA SUA ORGANIZAÇÃO? ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A S  M E T A S  L E A N  I N C L U E M Identificar problemas (defeitos e atrasos) antes que seja tarde demais Aprender fazendo Fazer as coisas a tempo Fazer bem à primeira vez Sintonizar os recursos com a procura Eliminar o Muda Melhorar o fluxo Dar poder às pessoas
COMO TORNAR-SE LEAN?
AS SOLUÇÕES  LEAN ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
FERRAMENTAS LEAN, Exemplos:
RESULTADOS DA APLICAÇÃO 5S Antes – vista da sala de enfermagem.  Notar a desordem e a falta de organização Depois – mais ordem, arrumação e logíca na colocação dos utensílios. Tudo identificado e numa sequência ordenada.
Antes Depois Antes Depois GESTÃO VISUAL
Antes Depois Antes Depois
ADOPÇÃO DA GESTÃO VISUAL
ERROR PROOFING ( POKA-YOKE ) ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
VSM:  MAPEAR TODA A CADEIA DE VALOR X X X X X X X X X= Processos ou tempos de espera eliminados
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
VSM actual muita duplicação, muito NVA e atrasos desnecessários.
PRINCÍPIOS BASICOS LEAN PARA MELHORIA DO FLUXO E REDUÇÃO DE TEMPOS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ESTRATEGIA  (porquê?) ROADMAP DA JORNADA LEAN OPERAÇÃO (o quê?) Capacidade e competências  (como?) 1. comprometer 2. Escolher 4. VSM as-is 5. Metricas Transferência de conhecimento e de boas práticas 6. VSM to-be  7. Planear  8. Decisão/ comprometimento 11. Próximos passos 9.  Implementar 10.  Reportar 3. Aprender Fase 1 Fase 2 Fase 3 Fase 4 Fase 5
PASSOS INICIAIS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
GOING LEAN   :  RESULTADOS ESPERADOS! ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
CHECKLIST PARA O SUCESSO LEAN ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],LESSONS LEARNT
Sede: Rua Cupertino de Miranda, 35 – 4Dto P-4760 124 VN de Famalicão Telf. 936.000.079/80/1 Fax. 211.454.136  [email_address] www.leanthinkingcommunity.org LEAN TODAY, WIN TOMORROW

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Indicadores estratégicos para a gestão empresarial
Indicadores estratégicos para a gestão empresarialIndicadores estratégicos para a gestão empresarial
Indicadores estratégicos para a gestão empresarialDawison Calheiros
 
Mapeamento da jornada do cliente
Mapeamento da jornada do cliente Mapeamento da jornada do cliente
Mapeamento da jornada do cliente Cra-es Conselho
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Sonia Rodrigues
 
teorias administrativas - administração em enfermagem
teorias administrativas - administração em enfermagemteorias administrativas - administração em enfermagem
teorias administrativas - administração em enfermagemRafael Lima
 
Responsabilidade ética e legal do profissional da enfermagem
Responsabilidade ética e legal do profissional da enfermagemResponsabilidade ética e legal do profissional da enfermagem
Responsabilidade ética e legal do profissional da enfermagemlidianeosantos
 
Teorias de Enfermagem: Teoria ambientalista
Teorias de Enfermagem: Teoria ambientalistaTeorias de Enfermagem: Teoria ambientalista
Teorias de Enfermagem: Teoria ambientalistaNaiiane Da Motta
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidadeCarlos Sousa
 
Hotelaria hospitalar 1
Hotelaria hospitalar 1Hotelaria hospitalar 1
Hotelaria hospitalar 1simonergimenes
 
Criação e gestão de indicadores processo - 2a parte
Criação e gestão de indicadores processo - 2a parte Criação e gestão de indicadores processo - 2a parte
Criação e gestão de indicadores processo - 2a parte Stratec Informática
 
Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...
Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...
Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...Proqualis
 
Relacionamento profissional de saúde e paciente
Relacionamento profissional de saúde e pacienteRelacionamento profissional de saúde e paciente
Relacionamento profissional de saúde e pacienteviviansantos2012
 
13 Reflexões sobre Cultura Organizacional Ok.pdf
13 Reflexões sobre Cultura Organizacional Ok.pdf13 Reflexões sobre Cultura Organizacional Ok.pdf
13 Reflexões sobre Cultura Organizacional Ok.pdfAntonioCandidoRodrig2
 

Mais procurados (20)

Lean Manufacturing 1
Lean Manufacturing 1Lean Manufacturing 1
Lean Manufacturing 1
 
Indicadores estratégicos para a gestão empresarial
Indicadores estratégicos para a gestão empresarialIndicadores estratégicos para a gestão empresarial
Indicadores estratégicos para a gestão empresarial
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidade Gestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
Mapeamento da jornada do cliente
Mapeamento da jornada do cliente Mapeamento da jornada do cliente
Mapeamento da jornada do cliente
 
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS
 
teorias administrativas - administração em enfermagem
teorias administrativas - administração em enfermagemteorias administrativas - administração em enfermagem
teorias administrativas - administração em enfermagem
 
Kaizen
KaizenKaizen
Kaizen
 
Responsabilidade ética e legal do profissional da enfermagem
Responsabilidade ética e legal do profissional da enfermagemResponsabilidade ética e legal do profissional da enfermagem
Responsabilidade ética e legal do profissional da enfermagem
 
Teorias de Enfermagem: Teoria ambientalista
Teorias de Enfermagem: Teoria ambientalistaTeorias de Enfermagem: Teoria ambientalista
Teorias de Enfermagem: Teoria ambientalista
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
Aula Lean
Aula LeanAula Lean
Aula Lean
 
Sae web
Sae webSae web
Sae web
 
Hotelaria hospitalar 1
Hotelaria hospitalar 1Hotelaria hospitalar 1
Hotelaria hospitalar 1
 
Atendimento ao cliente
Atendimento ao cliente   Atendimento ao cliente
Atendimento ao cliente
 
Criação e gestão de indicadores processo - 2a parte
Criação e gestão de indicadores processo - 2a parte Criação e gestão de indicadores processo - 2a parte
Criação e gestão de indicadores processo - 2a parte
 
Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...
Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...
Implementação do núcleo de segurança do paciente e elaboração do plano de seg...
 
Relacionamento profissional de saúde e paciente
Relacionamento profissional de saúde e pacienteRelacionamento profissional de saúde e paciente
Relacionamento profissional de saúde e paciente
 
13 Reflexões sobre Cultura Organizacional Ok.pdf
13 Reflexões sobre Cultura Organizacional Ok.pdf13 Reflexões sobre Cultura Organizacional Ok.pdf
13 Reflexões sobre Cultura Organizacional Ok.pdf
 
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da QualidadeAula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da Qualidade
 
Ciclo pdca
Ciclo pdcaCiclo pdca
Ciclo pdca
 

Semelhante a Lean Healthcare aplicação

Gestão da Qualidade Total
Gestão da Qualidade TotalGestão da Qualidade Total
Gestão da Qualidade TotalKelen Mendes
 
2017 07 29_qualidade_projetos_processos
2017 07 29_qualidade_projetos_processos2017 07 29_qualidade_projetos_processos
2017 07 29_qualidade_projetos_processosCarlos Sousa
 
Criação e gestão de indicadores processo 1a parte
Criação e gestão de indicadores processo   1a parteCriação e gestão de indicadores processo   1a parte
Criação e gestão de indicadores processo 1a partePriscila Nogueira
 
Senai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdfSenai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdfLuanaMaia48
 
2018 10 26_mudanca_caordica
2018 10 26_mudanca_caordica2018 10 26_mudanca_caordica
2018 10 26_mudanca_caordicaCarlos Sousa
 
Padrões Operacionais de Clínica - Guia para Criação de Procedimentos Eficient...
Padrões Operacionais de Clínica - Guia para Criação de Procedimentos Eficient...Padrões Operacionais de Clínica - Guia para Criação de Procedimentos Eficient...
Padrões Operacionais de Clínica - Guia para Criação de Procedimentos Eficient...Senior Consultoria em Gestão e Marketing
 
Apostila-GQ.ppsx
Apostila-GQ.ppsxApostila-GQ.ppsx
Apostila-GQ.ppsxSandroGally
 
Tecnologias de gestão atps
Tecnologias de gestão atpsTecnologias de gestão atps
Tecnologias de gestão atpsMaisa Macedo
 
Slides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptx
Slides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptxSlides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptx
Slides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptxSandraFigueiredo45
 
PLANO DE AULA 3 - SENAC - GESTÃO E NEGOCIOS - JAN 24.doc
PLANO DE AULA 3 - SENAC - GESTÃO E NEGOCIOS - JAN 24.docPLANO DE AULA 3 - SENAC - GESTÃO E NEGOCIOS - JAN 24.doc
PLANO DE AULA 3 - SENAC - GESTÃO E NEGOCIOS - JAN 24.docGivaldoBatistaMoroBo
 

Semelhante a Lean Healthcare aplicação (20)

Lean Maintenance
Lean MaintenanceLean Maintenance
Lean Maintenance
 
Gestão da Qualidade Total
Gestão da Qualidade TotalGestão da Qualidade Total
Gestão da Qualidade Total
 
2017 07 29_qualidade_projetos_processos
2017 07 29_qualidade_projetos_processos2017 07 29_qualidade_projetos_processos
2017 07 29_qualidade_projetos_processos
 
Apresentação Webinar Especial - Orçamento Positivo
Apresentação Webinar Especial - Orçamento PositivoApresentação Webinar Especial - Orçamento Positivo
Apresentação Webinar Especial - Orçamento Positivo
 
Lean Manufacturing
Lean ManufacturingLean Manufacturing
Lean Manufacturing
 
Osm Mktpassos
Osm   MktpassosOsm   Mktpassos
Osm Mktpassos
 
Osm Matriz
Osm MatrizOsm Matriz
Osm Matriz
 
Qualidade total oficial
Qualidade total oficialQualidade total oficial
Qualidade total oficial
 
Criação e gestão de indicadores processo 1a parte
Criação e gestão de indicadores processo   1a parteCriação e gestão de indicadores processo   1a parte
Criação e gestão de indicadores processo 1a parte
 
Kaisen e 5s
Kaisen e 5sKaisen e 5s
Kaisen e 5s
 
Senai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdfSenai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdf
 
Lean1
Lean1Lean1
Lean1
 
2018 10 26_mudanca_caordica
2018 10 26_mudanca_caordica2018 10 26_mudanca_caordica
2018 10 26_mudanca_caordica
 
Padrões Operacionais de Clínica - Guia para Criação de Procedimentos Eficient...
Padrões Operacionais de Clínica - Guia para Criação de Procedimentos Eficient...Padrões Operacionais de Clínica - Guia para Criação de Procedimentos Eficient...
Padrões Operacionais de Clínica - Guia para Criação de Procedimentos Eficient...
 
Apostila-GQ.ppsx
Apostila-GQ.ppsxApostila-GQ.ppsx
Apostila-GQ.ppsx
 
Manual dos 5S
Manual dos 5SManual dos 5S
Manual dos 5S
 
Tecnologias de gestão atps
Tecnologias de gestão atpsTecnologias de gestão atps
Tecnologias de gestão atps
 
Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015
Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015
Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015
 
Slides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptx
Slides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptxSlides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptx
Slides-Prontos-Recursos-Humanos-2021.pptx
 
PLANO DE AULA 3 - SENAC - GESTÃO E NEGOCIOS - JAN 24.doc
PLANO DE AULA 3 - SENAC - GESTÃO E NEGOCIOS - JAN 24.docPLANO DE AULA 3 - SENAC - GESTÃO E NEGOCIOS - JAN 24.doc
PLANO DE AULA 3 - SENAC - GESTÃO E NEGOCIOS - JAN 24.doc
 

Mais de CLT Valuebased Services (20)

Estudo de um Caso
Estudo de um CasoEstudo de um Caso
Estudo de um Caso
 
Caso testo lean
Caso testo leanCaso testo lean
Caso testo lean
 
Indicadores para a manutencao lean
Indicadores para a manutencao leanIndicadores para a manutencao lean
Indicadores para a manutencao lean
 
CPFR lean SCM
CPFR lean SCMCPFR lean SCM
CPFR lean SCM
 
Case study Parfois
Case study  ParfoisCase study  Parfois
Case study Parfois
 
Ikea case study
Ikea  case studyIkea  case study
Ikea case study
 
Case study Walmart
Case study WalmartCase study Walmart
Case study Walmart
 
Logistica Milk Run e Mizu
Logistica Milk Run e MizuLogistica Milk Run e Mizu
Logistica Milk Run e Mizu
 
Last Mile Logistics
Last Mile LogisticsLast Mile Logistics
Last Mile Logistics
 
Industry 4.0
Industry 4.0Industry 4.0
Industry 4.0
 
Lean 6Sigma Agile 2019
Lean 6Sigma Agile 2019Lean 6Sigma Agile 2019
Lean 6Sigma Agile 2019
 
Tabelas MTM ln IPC
Tabelas MTM ln IPCTabelas MTM ln IPC
Tabelas MTM ln IPC
 
Bordo de linha
Bordo de linhaBordo de linha
Bordo de linha
 
Scrum Book
Scrum BookScrum Book
Scrum Book
 
Booklet Estudo do Trabalho final
Booklet Estudo do Trabalho finalBooklet Estudo do Trabalho final
Booklet Estudo do Trabalho final
 
Domotica
DomoticaDomotica
Domotica
 
Projeto Implementação Lean
Projeto Implementação Lean Projeto Implementação Lean
Projeto Implementação Lean
 
Retrato de Poortugal 2019
Retrato de Poortugal 2019Retrato de Poortugal 2019
Retrato de Poortugal 2019
 
Fut global-edition
Fut  global-editionFut  global-edition
Fut global-edition
 
Tabelas MTM LM IPC
Tabelas MTM LM IPCTabelas MTM LM IPC
Tabelas MTM LM IPC
 

Lean Healthcare aplicação

  • 1. L E A N H E A L T H C A R E APLICAÇÃO DOS PRINCÍPIOS LEAN MANAGEMENT À SAÚDE JOÃO PAULO PINTO COMUNIDADE LEAN THINKING, 2009 V 08
  • 2.
  • 3. PRINCÍPIOS LEAN THINKING DEFINIR VALOR DEFINIR A CADEIA DE VALOR OPTIMIZAR FLUXOS IMPLEMENTAR O SISTEMA PULL PERFEIÇÃO o objectivo de todos campo de intervenção os meios a aplicar o sistema a usar insatisfação quem servimos ? INOVAR SEMPRE a atitude certa CONHECER O CLIENTE
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10. FLUXO TÍPICO DE UM PACIENTE Filas e amontoar de pacientes Actividades de NVA, ie atrasos e muda
  • 11. A MAIORIA DAS CADEIAS DE VALOR ( VALUE STREAM ) TÊM 2-5% DE TEMPO DE VALOR ACRESCENTADO (VA) CADEIA DE VALOR GLOBAL Supplier Hospital Customer Sabia que... MUDA visível MUDA escondido
  • 12. A FORMULA LEAN INICIAL ELIMINAR O DESPERDÍCIO RESPEITO PELAS PESSOAS MELHORIA CONTÍNUA
  • 13.
  • 14.
  • 15. A S M E T A S L E A N I N C L U E M Identificar problemas (defeitos e atrasos) antes que seja tarde demais Aprender fazendo Fazer as coisas a tempo Fazer bem à primeira vez Sintonizar os recursos com a procura Eliminar o Muda Melhorar o fluxo Dar poder às pessoas
  • 17.
  • 19. RESULTADOS DA APLICAÇÃO 5S Antes – vista da sala de enfermagem. Notar a desordem e a falta de organização Depois – mais ordem, arrumação e logíca na colocação dos utensílios. Tudo identificado e numa sequência ordenada.
  • 20. Antes Depois Antes Depois GESTÃO VISUAL
  • 23.
  • 24. VSM: MAPEAR TODA A CADEIA DE VALOR X X X X X X X X X= Processos ou tempos de espera eliminados
  • 25.
  • 26. VSM actual muita duplicação, muito NVA e atrasos desnecessários.
  • 27.
  • 28. ESTRATEGIA (porquê?) ROADMAP DA JORNADA LEAN OPERAÇÃO (o quê?) Capacidade e competências (como?) 1. comprometer 2. Escolher 4. VSM as-is 5. Metricas Transferência de conhecimento e de boas práticas 6. VSM to-be 7. Planear 8. Decisão/ comprometimento 11. Próximos passos 9. Implementar 10. Reportar 3. Aprender Fase 1 Fase 2 Fase 3 Fase 4 Fase 5
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33. Sede: Rua Cupertino de Miranda, 35 – 4Dto P-4760 124 VN de Famalicão Telf. 936.000.079/80/1 Fax. 211.454.136 [email_address] www.leanthinkingcommunity.org LEAN TODAY, WIN TOMORROW