Reinos: Monera, Fungi e Protista

460 visualizações

Publicada em

Aula 10 sobre Reinos: Monera, Fungi e Protista. Biologia, Prof Carlos Priante. Turma preparatório ENEM, Escola Fatorial.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
460
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reinos: Monera, Fungi e Protista

  1. 1. Monera, Protista & Fungi Prof Carlos Priante AULA 10
  2. 2. • Formado por: • Arqueobacterias (Archea) • Eubacterias (Bacteria) Bactérias Cianobactérias
  3. 3. Cianobactérias • Algas azuis / cianofíceas • Procariontes • Autótrofos fotossintetizantes (clorofila) • Reprodução por cissiparidade
  4. 4. BACTÉRIAS • Procariontes • Unicelulares • Vivem isoladamente ou associadas (colônias) • Autótrofas ou heterótrofas
  5. 5. Habitat • Solo, água, ar, associados a outros seres... • Algumas espécies se adaptam a situações extremas »Geleiras polares »Fontes térmicas de água quente (60 a 80° C) »Águas de elevada salinidade Obs.: 1g de solo fértil = 2,5 milhões de bactérias
  6. 6. Estrutura • Parede celular • Citoplasma o Ribossomos-Síntese proteica • Material genético o Um cromossomo circular o Plasmídios – segmentos de DNA • Membrana plasmática o Mesossomo: invaginação que prende o cromossomo durante a divisão celular o Enzimas - respiração celular
  7. 7. Locomoção Aderência
  8. 8. Forma Cocos (esféricas) —Diplococos —Estreptococos —Estafilococos Bacilos (bastões) Vibriões (vírgula)Espiroquetas (espirais)
  9. 9. Nutrição • Autótrofas -> produzem matéria orgânica a partir de matéria inorgânica • Quimiossíntese • Fotossíntese (bacterioclorofila) • Heterótrofas -> se alimentam de matéria orgânica já elaborada • Parasitas • Decompositoras
  10. 10. Respiração • As bactérias degradam a glicose para obter energia e para isso utilizam-se da respiração • Aeróbias - usam O2 para degradar a glicose • Anaeróbias – não usam O2. Realizam fermentação • Facultativas – na presença de O2 realizam respiração aeróbia; na falta de O2 realizam fermentação
  11. 11. Reprodução • Assexuada • Cissiparidade • Sexuada • Conjugação • Transformação • Transdução
  12. 12. Cissiparidade (Bipartição) • A bactéria duplica seu cromossomo, divide-se ao meio e origina duas bactérias idênticas
  13. 13. Conjugação • Bactéria passa pedaços de DNA diretamente para outra através de tubos proteicos (pelos sexuais)
  14. 14. Transformação • Bactéria absorve e incorpora DNA disperso no ambiente
  15. 15. Transdução • Moléculas de DNA são transferidas de uma bactéria para outra através de um vírus
  16. 16. Esporulação • Produção de estruturas de baixo metabolismo resistentes a alterações ambientais (seca, inverno rigoroso)- Endospóros • Em condições ideais, entram em atividade e reproduzem-se por cissiparidade • Ex. Tétano
  17. 17. Importância das Bactérias Ecológica - decompositoras: degradam matéria orgânica Indústria de alimentos - fabricação de queijo, iogurte, vinagre... Indústria farmacêutica - fabricação de antibióticos Engenharia genética - fabricação de insulina
  18. 18. Doenças • Tuberculose (pulmões) • Pneumonia (pulmões) • Meningite (meninges) • Hanseníase (terminações nervosas da pele) • Leptospirose (sistema nervoso e muscular) • Tétano (sistema nervoso)
  19. 19. DúviDas???
  20. 20. Protozoários • Eucariontes • Heterótrofos • Unicelulares
  21. 21. Classificação • 4 classes – Ciliados: locomoção por cílios – Flagelados: locomoção por flagelos – Rizópodes (Ameboides): locomoção por pseudópodes – Esporozoários: sem estrutura locomotora
  22. 22. Ciliados Flagelados Rizópodes Esporozoários
  23. 23. Habitat • A maioria das espécies é de vida livre, encontrados na água ou na terra úmida Obs: Paramecium: encontrado em água doce. Possui vacúolo contrátil para regulação osmótica.
  24. 24. • Existem espécies que vivem no interior de outro ser vivo (hospedeiro) – Parasitas: vivem às custas do hospedeiro, causando doença – Mutualismo: relação de interdependência com o hospedeiro – Ex: protozoário que vive no intestino do cupim
  25. 25. Reprodução • Assexuada – Cissiparidade: célula cresce e se divide em duas – Divisão Múltipla: o núcleo se multiplica várias vezes e cada um gera uma nova célula
  26. 26. Reprodução • Sexuada: –Conjugação: dois indivíduos trocam material genético
  27. 27. Algas
  28. 28. • Protozooses = doenças causadas por protozoários • Obs: – Hospedeiro definitivo: aquele no qual o parasita se reproduz sexuadamente – Hospedeiro intermediário: aquele no qual o parasita se reproduz assexuadamente
  29. 29. AMEBÍASE • Disenteria amebiana • Causador: Entamoeba histolytica (ameba) • Hematófagos (se alimentam de sangue) • As amebas vivem no intestino grosso causando lesões de difícil cicatrização
  30. 30. 1) INGESTÃO DE ÁGUA OU ALIMENTOS CONTAMINADOS COM CISTOS 2) ATINGINDO O INTESTINO GROSSO, CADA CISTO SE ROMPE E LIBERA 4 AMEBAS QUE IRÃO INVADIR A PAREDE INTESTINAL 3) AS AMEBAS SE REPRODUZEM, GERANDO TROFOZOÍTOS OU CISTOS 4) OS CISTOS SERÃO ELIMINADOS PELAS FEZES E CONTAMINAM ÁGUA E ALIMENTOS
  31. 31. • Profilaxia (prevenção) – Ferver ou filtrar a água a ser bebida – Lavar muito bem alimentos crus – Saneamento básico –Tratamento de esgoto –Tratamento da água a ser distribuída à população
  32. 32. DOENÇA DE CHAGAS • Tripanossomíase • Causador: Trypanosoma cruzi • Transmissor: Triatoma infestans (barbeiro) • Local do parasitismo: vários órgãos, principalmente o coração
  33. 33. Trypanosoma cruzi Barbeiro
  34. 34. 1) Barbeiro contaminado com Trypanosoma cruzi pica o homem e elimina protozoários junto com as fezes 2) Ao coçar o local, os protozoários entram na corrente sanguínea e atingem diversos órgãos 3) No tecido cardíaco, se proliferam e destroem diversas células cardíacas 4) Pessoas contaminadas, ao serem picadas por outros barbeiros, dão continuidade ao ciclo
  35. 35. • Pofilaxia – Combate ao barbeiro – Construção de casas de alvenarias – Uso de telas em janelas – Controle de qualidade de sangue usado em transfusões
  36. 36. LEISHMANIOSE CUTÂNEA • Úlcera de Bauru • Causador: Leishmania brasiliensis • Transmissor: Phlebotomus (mosquito-palha)
  37. 37. 1) MOSQUITO CONTAMINADO PICA UMA PESSOA SADIA E INJETA PROTOZOÁRIOS 2) AS LEISHMANIAS ATINGEM A PELE E AS MUCOSAS, CAUSANDO LESÕES 3) NOS FERIMENTOS, OS PARASITAS SE MULTIPLICAM 4) MOSQUITOS SE CONTAMINAM PICANDO DOENTES
  38. 38. • Profilaxia – Vacinação – Combate ao mosquito transmissor – Tratar doentes
  39. 39. MALÁRIA • Causador: Plasmodium • Hospedeiro definitivo: mosquitos do gênero Anopheles • Hospedeiro intermediário: homem • Local do parasitismo: glóbulos vermelhos do sangue (hemácias)
  40. 40. 1) MOSQUITO INJETA NO HOMEM SALIVA COM PROTOZOÁRIOS 2) PELA CIRCULAÇÃO, CHEGAM NO FÍGADO, ONDE SE REPRODUZEM 3) SAEM DO FÍGADO E INVADEM AS HEMÁCIAS, ONDE SE REPRODUZEM NOVAMENTE 4) ROMPIMENTO DAS HEMÁCIAS E LIBERAÇÃO DE PROTOZOÁRIOS NA CIRCULAÇÃO 5) MOSQUITO SE CONTAMINA COM GAMETÓCITOS MASCULINOS E FEMININOS 6) GAMETÓCITOS VIRAM GAMETAS, QUE FECUNDAM E GERAM PROTOZOÁRIOS QUE MIGRARÃO PRAS GLÂNDULAS SALIVARES DO MOSQUITO
  41. 41. Fungos • Bolores, mofos, cogumelos, orelha-de- pau • Eucariontes • Uni ou pluricelulares • Heterótrofos • Parede celular (celulose ou quitina)
  42. 42. Estrutura • Micélio (tecido único) = conjunto de hifas • Hifas são filamentos formados por células com 1 ou 2 núcleos • Liberam enzimas digestivas (digestão extracorporal) • Quando o ambiente está favorável, o micélio se desenvolve emerge o corpo de frutificação
  43. 43. Habitat • Ambientes com matéria orgânica • Solo úmido • Água
  44. 44. Reprodução • Assexuada: –Cissiparidade: ocorre em fungos unicelulares (uma célula sofre divisão e gera duas células) –Fragmentação: micélio se fragmenta e gera novos fungos
  45. 45. –Brotamento: formação de brotos que geram novos fungos –Esporulação: produção de esporos que serão transportados pelo vento ou água • Sexuada: –Fecundação: ocorre em fungos aquáticos; participação de gametas móveis que se encontram na água
  46. 46. Importância • Ecológica: – Decompositores • Biotecnológica: – Fermento de padaria: fermenta o açúcar e o CO2 liberado faz a massa do pão crescer – Antibióticos • Penicillium (penicilina)
  47. 47. • Patogênica –Parasitas • Micoses • Candidíase (sapinho) –Substâncias Alucinógenas
  48. 48. • Alimentar – Champignons – Trufas – Queijos

×