Seres Vivos

28.961 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
28.961
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.131
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
203
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seres Vivos

  1. 1. Características dos Seres Vivos Sua Alimentação: Hábito Alimentar: • Carnívoro: Ser no qual apenas come carne. Ex: Leão, jacaré, etc... • Herbívoro: Ser no qual apenas come vegetais. Ex: Coelho, cavalo, etc... • Onívoro: Ser no qual come carne e vegetais. Ex: Galinha, macaco, etc... Produção Alimentícia: • Autótrofo: Ser vivo que produz seu alimento. Ex: Plantas e microorganismos. • Heterótrofo: Não produzem seu próprio alimento. Ex: Homem. Localização na Cadeia Alimentar: • Produtores: Fabricam seu próprio alimento. Ex: Vegetais. • Consumidores: Não fabricam seu próprio alimento. • Decompositores: Eles consomem os restos mortais dos seres vivos. Ex: Fungos e bactérias. Ciclo Vital: É o ciclo que determina as fases da vida de um ser. Ele nasce, cresce, reproduz, envelhece e morre. Ex: Todos os seres vivos. Sensibilidade: É a capacidade que o ser vivo tem de responder a estímulos de temperatura. • Heterotérmicos: São os seres vivos que a temperatura interna varia de acordo com a temperatura do ambiente. Ex: peixes, anfíbios e répteis. • Homeotérmicos: São seres vivos que a temperatura interna do corpo se mantém constante, independente da temperatura do ambiente. Ex: aves e mamíferos. Reprodução: 1
  2. 2. É a capacidade dos seres vivos de produzirem descendentes férteis. • Assexuada: Reprodução no qual não necessita de gametas sexuais. • Sexuada: Reprodução no qual necessita de gametas sexuais. • Hermafrodita: Ser vivo no qual contem os dois órgãos sexuais (masculino e feminino). Respiração: • Anaeróbico: Ser no qual não precisa de oxigênio para sobreviver. Ex: Bactérias. • Aeróbico: Ser no qual precisa de oxigênio para sobreviver. Ex: Humano. Célula: É a menor parte viva de um organismo. • Unicelular: Ser no qual contem apenas uma célula. Ex: bactéria. • Pluricelular: Ser no qual contem muitas células. Ex: Ser humano. Estrutura Básica das Células: • Membrana plasmática: Membrana que protege a célula. É porosa e semi- permeável. • Citoplasma: Estrutura de sustentação, ela da suporte para as células. Ele tem a forma de um gel. • Núcleo: Centro de comando da célula, no núcleo se encontra o material genético (DNA, cromossomos, gens, etc.). • Carioteca: Membrana no qual envolve o núcleo, nos seres eucariontes. É semi-permeável e porosa. Estrutura Básica das Células Vegetais: • Parede celular: Membrana de proteção extra. Tem celulose. • Vacúolo Muito Grande: Estrutura de armazenamento, de depósito e reserva de nutrientes nos vegetais. • Cloroplasto: Estrutura que contém clorofila (capta a energia solar, para a realização da fotossíntese nos vegetais). 2
  3. 3. Classificação dos Seres Vivos O ser humano precisa organizar e classificar coisas em geral. Essa organização é feita analisando critérios, para efeito de separação ou agrupamento geralmente a classificação ocorre por causa da quantidade e da diversidade. Em relação aos seres vivos a biodiversidade e enorme e a quantidade de seres vivos no planeta é variável. Há mais de 1.000.000 de espécies de seres vivos conhecidos. Como classificá-los? Antigamente existia apenas divisão entre seres vivos e seres brutos. Depois passou para reinos animal, reino vegetal e reino mineral. Mas era sem critério e muito genérico, abrangente. E geralmente os cientistas usavam suas próprias regras, ninguém entendia suas anotações. Sergiu um cientista que não se conformava com os métodos e critérios de classificação antigas sugeriu uma nova classificação e nomenclatura para os seres vivos. O nome desse cientista é Lineu. Ele deu o nome para essa nova classificação de: Classificação Taxonômica de Lineu. Ela da idéia de conjuntos matemáticos onde um grupo é uma reunião do outro, indo do geral para a particular. Vejamos: Reino = conjunto de filos Filo = conjunto de classes Classe = conjunto de ordens Ordem = conjunto de família Família = conjunto de gêneros Gênero = conjunto de espécies Nomenclatura de Lineu Lineu elaborou uma nomenclatura científica binominal, (com 2 nomes).Ex: Felis catus. 3
  4. 4. Nesse binômio o primeiro nome indica o gênero, o segundo nome indica a espécie. Felis catus Gênero espécie A primeira letra do gênero é escrita com letra maiúscula. O nome da espécie começa e termina com letra minúscula. Ex: Canis familiares Lembre-se: Todo nome cientifico deve ser escrito em latim. Os Reinos da Natureza O cientista Wethaker dividiu os seres vivos em 5 reinos (deixou o vírus sem reino).Os reinos: Reino Monera: Bactérias, etc. Reino Protista: Protozoários, etc. Reino Fungi: Cogumelos, etc. Reino Animalia: Vertebrados e Invertebrados. Reino Plantae: Plantas. Vírus: SEM Reino: AIDS Os vírus Os vírus não possuem reino. Um vírus fora de uma célula viva lembra uma pedrinha microscópica de cristal. São seres submicroscópicos, parasitas intracelulares específicos e são patogênicos (causam doenças). Quando os vírus, em forma de cristal, entram em contato com uma célula específica ela manifesta as características da vida e começa a sua reprodução. Os vírus possuem basicamente, material genético e cápsula protéica. Os vírus causam muitas doenças. Ex: gripe, sarampo, rubéola, AIDS, varíola, herps, poliomielite, caxumba, hidrofobia hepatite, catapora, dengue, etc. Vírus bacteriófago 4
  5. 5. Reprodução de um Vírus Bacteriófago. Reino Monera Características em Geral: Os seres desse reino são microscópicos unicelulares e procariontes, ou seja, o material genético não está isolado do citoplasma (por causa da membrana nuclear). Autótrofos: Algas azuis e algumas espécies de bactérias. Heterótrofos: Bactérias em geral. Reprodução: Assexuada (por bipartição). • Algas Azuis: Também chamadas cianofíceas, tem ficocianina (pigmento azul). São anaeróbicos, mas são nitrificantes (absorvem nitrogênio). • Bactérias: São aeróbicos e anaeróbicos. Vivem isolados ou em colônias. São classificados de acordo com suas formas: Suas conseqüências: 5
  6. 6. • Fixadores de nitrogênio. • Decompositores ou saprófagos. • Fermentadores. • Parasitas e patogênicos (causam doenças. Ex: Lepra, meningite, pneumonia, sífilis, tuberculose, etc.). Protista • Protozoários: Heterotróficos. • Algas: Autótrofos. Protozoários: São unicelulares e eucariontes. Reprodução: • Assexuada: Divisão binária. • Sexuada: Gametas, material genético. Classificação: Os Protozoários são classificados de acordo com seu meio de locomoção: • Rizópodes: Utilizam Pseudópodes. • Ciliados: Numerosos e Pequenos Fios funciona como Remos-Cílios. • Flagelados: Pouco Numerosos e mais Longos Fios, funciona como chicote-flagelo. • Esporozoários: Sem estrutura de locomoção. Parasitas do Homem: • Entamoeba Hystolitica: Causa a doença amebíase, transmitida pela água e por alimentos contaminados. • Trypanossoma Cruzi: Causa a doença de chagas, transmitida pelas fezes do barbeiro. • Plasmodium sp: Causa a doença malária, é transmitida pela picada do mosquito Anopheles (a doença invade os glóbulos vermelhos). • Leishmania sp: Causa a doença leishmaniose tegumentar, transmitida por um mosquito (não lembro o nome no momento) ataca principalmente a cartilagem e mucosas da boca e nariz. 6
  7. 7. Algas: São unicelulares, autótrofas, possuem clorofila e realizam a fotossíntese (Contem pigmentos que lhe dão cores). Diatomáceas: Cor dourada com parede celular (formato de carapaça). Euglenófitas: Cor verde e flagelada. Dinoflagelados: Tem 2 flagelos que permitem rodar como um pião. Reprodução: Assexuada (raramente por sexuada). Fungos Características gerais: • Heterótrofos; • Eucariontes; • Podem ser Unicelulares (leveduras e fermento) ou Pluricelulares (cogumelos, orelha-de-pau e bolores); • Reproduzem-se assexuadamente ou sexuadamente; • Suas células contem parede celular (parecido com as das plantas), mas a sua é formada por quitina (enquanto a das plantas é formada por celulose). Por esse motivo os Fungos ganharam seu próprio reino; Obs.: Os fungos pluricelulares têm o corpo composto por hifas (filamentos que formam o micélio). Seu núcleo pode ser dividido em micélio reprodutor (corpo de frutificação) e núcleo vegetativo (parte subterrânea). Reprodução: • Brotamento: Uma parte do corpo separa e desenvolve um novo organismo. EX: Levedura. • Esporulação: Formação do corpo de frutificação do cogumelo ou dos esporos. EX: Champignons. Classificação: • Zigomicetos: Faz bolsas para a produção de esporos. EX: Bolor de Pão. • Ascomicetos: Leveduras no qual são usadas na fabricação de cervejas, pães, remédios, etc. 7
  8. 8. • Basidiomicetos: Formam o corpo de frutificação. EX: Champignons. Importância dos Fungos • São saprófagos, se alimentam decompondo organismos mortos; • Alguns são parasitas, causando doenças em animais e plantas; • Muitas espécies são utilizadas na alimentação; • Associam-se a outros organismos, como no caso dos Liquens (algas e fungos) e as Micorrizas (fungos e raízes de plantas). Animais Invertebrados: São divididos em: Poríferos, cnidários, platelmintos, nematóides, anelídeos, moluscos, artrópodes e equinodermos. Poríferos Não apresentam órgãos e o corpo é cheio de poros. São sésseis, (vivem fixos ao substrato). Maioria marítima, mas há representantes de água doce. Podem viver isoladamente ou em colônias. O corpo das Esponjas: Não possuem tecidos. Cada célula de uma esponja realiza todas as funções vitais do organismo. A sustentação do corpo é feita por um esqueleto, que pode ser constituído de espongina (proteína que gera uma rede de fibras flexíveis e macias) ou de espículas (numerosas estruturas de calcário ou de sílica que podem causar irritação na pele) ou de ambas. A água entra pelos poros, passa pela cavidade central do corpo (chamado átrio), o movimento da água dentro do corpo chama coanócitos. A água sai pela abertura na parte de cima do corpo chamada ósculo. As esponjas comem partículas pequenas de alimento (por isso são consideradas filtradoras). Reprodução das Esponjas: • Assexuada: Brotamento • Sexuada: Hermafroditas ou sexos separados. Espermatozóides e óvulos, fecundação interna e desenvolvimento indireto (larva). 8
  9. 9. Cnidários Características em Geral: Tem os animais conhecidos: água-vivas, hidras, corais, caravelas e anêmonas- do-mar. São exclusivamente aquáticos, principalmente marinhos (mas há representantes de água doce).Vivem isolados ou em colônias e podem medir de poucos milímetros a vários metros. São vistosos e possuem grande variedade de formas. São dois tipos: • Pólipo: Formato cilíndrico, boca na extremidade superior e são sésseis (alguns geram uma estrutura calcária gerando recifes). • Medusa: Formato semelhante ao de um guarda-chuva, boca na parte inferior é e livre para nadar. Possuem ao redor da boca, tentáculos, usados na captura do alimento (nos tentáculos que estão os cnidócitos). Dentro de cada cnidócito, há uma cápsula (nematocisto) com um liquido tóxico e um longo filamento enovelado. Quando o cnidócito é tocado sua cápsula abre e o filamento desenrola entrando na pele da presa e injetando a toxina, que pode de paralisar e matar pequenos animais. O alimento entra pela boca aonde chega numa cavidade que faz a digestão (o que não é aproveitado e retirado do corpo pela boca). Reprodução dos Cnidários • Assexuada: Brotamento. • Sexuada: Usa os gametas (espermatozóides e óvulos). Depois da fecundação, torna-se uma larva livre que depois se torna um individuo adulto. Desenvolvimento indireto. Há espécies que apresentam as duas formas de reprodução de modo alternado no ciclo de vida. È chamado de alternância de gerações. Platelmintos Características em Geral: Possuem o corpo alongado e achatado, parece uma fita. Características das Planárias: As planarias tem a região anterior definida, (cabeça), com duas manchas, (estas manchas são os olhos, bem simples.). Elas comem pequenos animais vivos ou mortos. Ele é ingerido pela boca, localizado na superfície ventral do corpo. 9
  10. 10. São hermafroditas e se reproduzem sexuada e assexuadamente. Sexuada, dois indivíduos põem seus poros genitais em contato, colocando seus espermatozóides em um no corpo do outro e vice-versa (fecundação interna). Assexuada, ocorre e quando as planárias se dividem o corpo em duas ou mais partes e cada parte gera um novo individuo. Características das Tênias e Esquistossomos: São parasitas, retiram seu alimento de seus hospedeiros. As tênias na tem boca nem intestino, elas sugam seus nutrientes pela pele. Os esquistossomos têm sexos separados (o macho abriga a fêmea que tem o corpo mais longo e fino). As doenças mais comuns (causa platelmintos): • Esquistossomose: é causada por platelmintos da espécie schistossoma mansoni que se instalam nos vasos sanguíneos do intestino, do fígado ou do baço de ser humano; • Teníase: é causada por algumas espécies de platelmintos do gênero Taenia que se instalam no intestino humano; • Cisticercose: é causada, principalmente, por Taenia solium. Nematelminto: Características gerais: Vermes com corpo formato de cilindro. Reproduzem sexuadamente (por fecundação interna), geram ovos que vão se transformam em larvas, depois em vermes. Mais comuns: • Lombriga. • Ancilóstomo. • Filaria. • Bicho geográfico. Anelídeos: Características gerais: Possui um corpo cilíndrico que é cheio de anéis (daí o nome). Locomoção: Pelas cerdas do corpo e por músculos circulares. Habitat: Minhoca (terra úmida) sanguessuga (água doce), nereide (água salgada). Classificação dos anelídeos: 10
  11. 11. Oligoquetos: Poucas cerdas. Ex: Minhoca. Poliqueto: Muitas cerdas. Ex: Nereide Hirudíneo: Sem cerdas. Ex: Sanguessugas. Respiração e Reprodução: Cutânea (por pele). Ex: Minhocas e sanguessugas. Pulmonar. Ex: Nereide. Sexuada (por fecundação externa): Poliqueto: Sexos separados. Oligoquetos e Hirudíneos: Hermafroditas. Curiosidade: Onde fica as estruturas de reprodução da minhoca chama cliteto. A minhoca é muito importante para a agricultura, pois ela permite (com seus túneis), deixar ao solo mais arejado e que a água se infiltre melhor no solo. Moluscos Molusco vem do latim: mollis = mole; usco = grau diminutivo. O estudo desses animais é difícil, já que vivem em águas muito profundas. A maioria dos moluscos vive na água. Tanto na água doce como na água do mar. Na cabeça ficam os órgãos dos sentidos. No caso do caracol encontramos tentáculos com olhos e tentáculos especializados no olfato e no tato. Na cabeça está a boca, na qual em muitos moluscos há uma língua com dentes de quitina, chamada rádula. A massa visceral é a parte do corpo que contem vísceras (órgãos responsáveis pelas funções vitais do organismo). Alguns moluscos possuem brânquias; outros respiram pelo manto. Os moluscos são apreciados principalmente por servirem de alimento ou por suas conchas. Os moluscos são divididos em: Gastrópodes. Ex: Caramujos, caracóis e lesmas. Bivalves. Ex: Ostras e mexilhões. Cefalópodes. EX: Polvos, lulas, sibas e náutilos. Artrópodes Características gerais: Artrópodes vêm do grego: Arthros = Articulação. (Pés Articulados.) Podos = Pés. 11
  12. 12. São animais que possuem exoesqueleto (esqueleto externo), corpo segmentado, sistema digestório completo, circulação sanguínea aberta e sexos separados. Durante um período eles trocam seu exoesqueleto permitindo seu crescimento. São divididos em quatro grupos: crustáceos, miriápodes, insetos e aracnídeos. Classe dos Crustáceos. Grande parte é marinha. Ex: caranguejo, lagosta, camarão, lagostim, tatuzinho- de-jardim, etc. Corpo dividido em cefalotórax e abdome, cinco ou mais pares de pernas, respiração branquial, 2 pares de antenas e sangue incolor. Classe dos Miriápodes. São as lacraias e os piolhos-de-cobra. Quilópodes: As lacraias são carnívoras, tem corpo achatado e um par de garras no primeiro segmento do corpo (daí elas injetam seu veneno). Diplópodes: Os piolhos-de-cobra são herbívoros (comem plantas em decomposição), corpo cilíndrico (e se encostar, enrolam todo o corpo). Classe dos Aracnídeos Ex: Aranhas, escorpiões, ácaros e carrapatos. Corpo dividido em cefalotórax e abdome, 4 pares de pernas, ausência de antenas, respiração traqueal e circulação sanguínea aberta. Em sua boca há quelíceras, a das aranhas ajudam na alimentação e injetam o veneno, nos escorpiões ajuda na alimentação (pois os escorpiões injetam seu veneno por seus aguilhões) e nos carrapatos serve para sugar o sangue. Classe dos Insetos Corpo dividido em cabeça, tórax e abdome, 3 pares de pernas,1 par de asas, 1 par de antenas (com função olfativa), respiração traqueal, circulação aberta com sangue incolor. Seu olho e quadriculado (com varias divisões), cada divisão e chamada de omatídeo. Reprodução com metamorfose, completa, incompleta e alguns não tem. Ex: Traça-dos-livros sem metamorfose; gafanhoto metamorfose incompleta; borboleta metamorfose completa. Seu aparelho bucal varia de acordo com espécie. Os insetos possuem um sistema digestório com glândulas que fabricam enzimas digestivas e um sistema circulatório que leva o alimento até as células. Equinodermos Seu nome vem do grego significa: Espinho na Pele. 12
  13. 13. Respiração branquial, tubo digestório completo. Sexos separados, do ovo sai uma larva que sofre metamorfose e vira adulta. Esqueleto feito de calcário, que fica sem cima de uma fina pele, quase sempre contem espinhos, em geral medem centímetros (mas há uma espécie de estrela-do-mar que pode chegar a um metro.). São todos marinhos e tem regeneração. São divididos em cinco classes principais: Asteróides. Ex: Estrelas-do-mar. Equinóides. Ex: Ouriços-do-mar. Holoturóides. Ex: Pepinos-do-mar. Ofiuróides. Ex: Estrelas-serpentes. Crinóides. Ex: Lírios-do-mar. Vertebrados: São divididos em: Peixes, anfíbios, répteis, aves, mamíferos. 13

×