Protozoários e protozooses

22.940 visualizações

Publicada em

Protozoários e doenças causadas por eles.

(Protoctista - Protozoa & Deseases)

http://biolo

Publicada em: Educação
1 comentário
25 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
22.940
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8.670
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
822
Comentários
1
Gostaram
25
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Protozoários e protozooses

  1. 1. REINOPROTISTA:Protozoáriose suasdoençasProfessor Guilherme Goularthttp://biologiagui.com.br
  2. 2. Os protozoários, pela classifica-ção de Whittaker, 1969 (a decinco Reinos), fazem parte doReino PROTOCTISTA, que alémdeles abrigam as algas e osmixomicetos.São considerados ogrupo base para aorigem dos animais(Reino Metazoa).São EUCARIONTESde vida livre,parasita ou séssil.A classificação dos proto-zoários ainda é bastantecontroversa devido a proximi-dade com algas e até fungos.Neste material adoto aclassificação com SEIS Filos.
  3. 3. Características Gerais• Unicelulares livres, parasitas ou atésésseis;• Célula eucarionte pouco especializada;• Locomoção por cílios, flagelos oupseudópodes;FISIOLOGIA:Digestão: intracelular; por fagocitose;com citóstoma e citoprocto (alguns).Respiração: aeróbios (livres) eanaeróbios obrigatórios ou facultativos(parasitas).Excreção: amônia.A osmorregulação é realizada emprotozoários de água doce por umVACÚOLOS CONTRÁTEIS, que eliminamágua que entra do meio hipotônicoexterno por osmose.CitoproctoCitóstomo
  4. 4. ClassificaçãoA classificação mais didática atualmente divide protozoários quanto a forma delocomoção e a estrutura celular.São aceitos, nessa classificação, SEIS FILOS. Alguns autores apontam até vinte filos.
  5. 5. FILO RHIZOPODA ou SARCODINA (amebas)- Células assimétricas;- Locomoção por pseudópodos;- Nutrição por fagocitose;- Livres ou parasitas;- Vacúolos desenvolvidos;- Com (Arcella) ou sem carapaça(Entamoeba – o rizópodo maisconhecido, causador da ambíase).Etapas do processo de fagocitoseArcella
  6. 6. FILO ACTINOPODA (radiolários e heliozoários)Cápsula interna de um radiolário Fotomicrografia de um heliozoárioApresentam pseudópodes afilados (raios) chamdos axópodes. Nos radioláriosocorre uma cápsula central esférica perfurada formada por quitina.Radiolários são exclusivamente marinhos, heliozoários, no entanto, sãopraticamente todos dulcículas. São formadores do zooplâncton.
  7. 7. FILO FORAMINIFERA (foraminíferos)A “areia estrelada", encontrada nas praiasjaponeses de Okinawa, é composta deminúsculos fósseis de foraminíferos. Asemelhança com certas conchas demoluscos é impressionante.ᔥ Flickr photo sharingOs foraminíferos possuemcarapaças, de carbonato de cálcioou quitina, com perfurações poronde saem os pseudópodes.As pirâmides do Egito foram cons-truídas com vasa, uma rochacalcárea formada por cara-paças de foraminíferos.
  8. 8. FILO APICOMPLEXA (esporozoários)Plasmodium em processo de infecçãoàs hemácias. Vê-se o complexo apical.Apicomplexos não apresentam apêndiceslocomotores. Contudo são dotados, emalgum estágio de vida, do complexo apical,que possui função de penetração nas célulashospedeiras.Todos esporozoários são parasitas. Asdoenças mais conhecidas causadas por elessão a malária (causada pelo Plasmodium sp.)e a toxoplasmose (causada pelo Toxoplasmagondii).Toxoplasma em umacélula hospedeira.
  9. 9. FILO ZOOMASTIGOPHORA (flagelados)Protozoários normalmente dotados de flagelos de vida livre, parasita ou séssil. Háexemplos também de mutualistas.Tripanosoma cruzi, o causadorda doença de ChagasLeishmania brasiliensis, ocausador da leishmaniose.Codosiga sp., umprotozoário colonial séssil.Certos flagelados, como os do gênero Thrichonymphavivem no intestino de cupins e, em uma associaçãomutualista, ajudam esse artrópodo a realizar adigestão de celulose.
  10. 10. FILO CILIOPHORA (ciliados)Paramecium, o maisdesenvolvido protozoário.Vorticella, um exemplo deciliado séssil. Balantidium, parasita deintestino de porco que,muito ocasionalmente,pode parasitar o homem.Os ciliados caracterizam-se por melhor desenvolvimento das funções celulares,cílios para a locomoção e a presença de um macronúcleo (que contém o DNA usadonos processo vitais) e um micronúcleo (que participa dos processos sexuais)
  11. 11. Reprodução“Sexuada”: ConjugaçãoAssexuada:- Divisão binária (1 → 2)- Divisão múltipla (1 → vários)
  12. 12. ParasitosesAs principais doenças causadas porPROTOZOÁRIOS são: Malária Doença de Chagas Leishmaniose Amebíase Giardíase Tricomoníase Toxoplasmose Doença-do-sono Balantidose
  13. 13. A malária é uma doença tropical negligenciada, segundo a OMS.Malária“Estima-se que, descontadas as guerras e as mortes acidentais, essa doença foi responsávelpor metade dos óbitos da história da humanidade desde a Idade da Pedra, 600 mil anosatrás.” (ᔥ Mundo Estranho)
  14. 14. AGENTES ETIOLÓGICOS: Plasmodium falciparum Plasmodium malarie Plasmodium vivax(Filo Apicomplexa)A mais comum forma de malária éprovocada pelo P. vivax e é estaque mais ocorre no Brasil.P. falciparum atacando eritrócitoEsta doença tem como AGENTETRANSMISSOR o mosquito Anopheles,denominado vulgarmente de“mosquito-prego”. A transmissão damalária ocorre pela saliva do mosquito.
  15. 15. CICLO DE VIDA DO PlasmodiumHemólise liberando gametócitos.O parasita ataca o fígado e dentrode TRÊS DIAS provoca destruiçãodos eritrócitos, provocando febrealta e cíclica (terçã).HOMEM:Hospediero intermediárioMOSQUITO:Hospedeiro definitivo
  16. 16. Fonte: OMS (WHO - World Health Organization)
  17. 17. Doença de ChagasA Doença de Chagasé típica da Américado Sul, com focosprincipalmente emMinas Gerais, sul doBrasil e norte daArgentina.“A tripanossomíase americana foidescoberta em 1909 sobcircunstâncias peculiares: o autorda descoberta, Carlos Chagas,havia sido enviado a um povoadoem Minas Gerais para dirigir umacampanha antimalárica quandotomou conhecimento de uminseto hematófago – o vetor dainfecção parasitária. Ele havia sidoalertado sobre a coincidência desintomas peculiares e a presençadeste inseto nas casas de barro ede madeira da região.”(ᔥ M. Coutinho & J. C. P. Dias)
  18. 18. AGENTE ETIOLÓGICO: Trypanosoma cruzi(Filo Zoomastigophora)Também existe outra forma detripanossomíase, a africana, conhecidapopularmente como “doença-do-sono”.Esta é causada pelo T. brucei.AGENTE TRANSMISSOR: Triatoma infestans (barbeiro)O barbeiro é um percevejo (FamíliaHemiptera) hematófago que provoca ainfestação por meio de suas fezes,normalmente depositadas próximas aoporo da picada.
  19. 19. CICLO DE VIDA DO Trypanosoma21453
  20. 20. O sinal de Romaña é um sintomarecorrente em aproximadamente 20%dos casos, na fase aguda. A cardiome-galia se manifesta ao decorrer da fasecrônica, que pode durar anos.Coração normalCoração chagástico
  21. 21. LeishmanioseAGENTE ETIOLÓGICO: Leishmania brasiliensis (LEISHMANIOSE CUTÂNEA) Leishmania donovani (LEISHMANIOSE VISCERAL)(Filo Zoomastigophora)AGENTE TRANSMISSOR: Phlebotomus (o mosquito-palha)10 µm
  22. 22. CICLO DEVIDA DOLeishmaniaO principal banco de reser-va para a leishmaniose sãocães. Entre as medidas pro-filáticas para a doença estáerradicar animais contami-nados.
  23. 23. Criança comleishmaniosevisceral:notávelinchaço dacavidadeabdominalLeishmaniosemucocutânea:lesão cartila-ginosaLeishmaniosecutânea:úlcera-de-bauru
  24. 24. Doença Causador Infecção SintomasAmebíase Entamoeba histolyticaÁgua ou alimentoscontaminadosDiarreias e, em casos maisgraves, comprometimentode órgãos e tecidosGiardíase Giardia lambliaÁgua ou alimentoscontaminadosDiarreia crônica com cheiroforte, fraqueza e cólicasabdominaisTricomoníase Trichomonas vaginalis Relação sexualSecreção espumosa de corverde-amarelada e odordesagradável, provenienteda vaginaToxoplasmose Toxoplasma gondiiÁgua ou alimentoscontaminados; gatosAbortos, neuropatias eoftalmopatiasDoença-do-sonoTrypanosoma bruceiPicada da mosca tsé-tsé (Glosina)Febre, tremores, doresmusculares e articulares,linfadenopatia, mal estar,perda de pesoBalantidíase Balandidium sp.Água ou alimentoscontaminadosFebre, anorexia, náuseas,vômitos e diarréiaOutras protozooses
  25. 25. Professor Guilherme Goularthttp://biologiagui.com.brhttp://www.facebook.com/biologiaprofguihttp://www.slideshare.net/biologiagui

×