O slideshow foi denunciado.

Aula 3 - Acidente de Trabalho

2.641 visualizações

Publicada em

Aula 3 - Acidente de Trabalho

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Aula 3 - Acidente de Trabalho

  1. 1. Prof. ª Enfermeira do Trabalho – Ravena Rocha 2013
  2. 2. Acidente de Trabalho  Conceito Acidente é toda ocorrência não desejada que modifica ou põe fim ao andamento normal de qualquer tipo de atividade.
  3. 3. Acidente de Trabalho  Aplicação Pode ser aplicado a um equipamento danificado (perdas materiais), ou quando alguém sofre algum tipo de lesão que venha a provocar danos ao indivíduo que foi vitimado.
  4. 4. Acidente de Trabalho  Conceitos Legais Segundo a legislação brasileira do M.T.E., no seu artigo 2º. da Lei nº. 6.367, de 19/10/1976 - “é aquele que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que causa a morte ou perda, ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho”.
  5. 5. Acidente de Trabalho  Importante Portanto, mesmo ocorrências que não resultem em lesões ou danos materiais, devem ser tidas como acidentes e exigem uma investigação do pessoal técnico, para evitar a repetição do fato.
  6. 6. Acidente de Trabalho  Importante As empresas têm a responsabilidade de garantir condições seguras aos seus empregados e a segurança do trabalho tem a função de prevenir o aparecimento de acidentes, criar programas de controle de riscos e garantir o cumprimentos das regras de prevenção e comportamentos dos trabalhadores.
  7. 7. Acidente de Trabalho Causas O estudo das causas constitui-se numa maneira de se obterem conhecimentos de como e por que surgem os acidentes de trabalho. Isso facilita o estudo das medidas preventivas, isto é, o estudo das medidas que impedem o surgimento das causas e, portanto, a ocorrência de novos acidentes.
  8. 8. Acidente de Trabalho Causas Principais fatores para a ocorrência do Acidente de Trabalho: A condição ambiente de insegurança, que é a condição ambiental existente na empresa e que predispõe ao acidente. O Ato inseguro, que é qualquer comportamento inadequado que predispõe ao acidente.
  9. 9. Acidente de Trabalho  Circunstâncias  Qualquer tipo de lesão ocorrida no local de trabalho caminho ou volta do trabalho.  Qualquer tipo de lesão ocorrida fora dos limites da empresa e fora do local de trabalho, fora do local da empresa, mais em função dele.
  10. 10. Acidente de Trabalho  Tipos 1. Acidentes sem afastamento. Quando o empregado é acidentado e continua a trabalhar normalmente após ter ocorrido o acidente;
  11. 11. Acidente de Trabalho  Tipos 1. Acidentes com afastamento. Quando o empregado acidentado deixa de trabalhar durante algum tempo, devido às consequências do acidente. Podendo resultar:
  12. 12. Acidente de Trabalho  Tipos 1. Acidentes com afastamento. a) Incapacidade temporária, que significa a perda total da capacidade de trabalho durante o dia do acidente, podendo se prolongar por mais dias. Porém, ao retornar ao trabalho, o empregado assume o cargo que ocupava sem redução de sua capacidade de trabalhar.
  13. 13. Acidente de Trabalho  Tipos 1. Acidentes com afastamento. b) Incapacidade permanente parcial, que é a redução permanente e parcial da capacidade de trabalhar motivada por redução da função ou perda de qualquer membro ou parte dele devido ao acidente;
  14. 14. Acidente de Trabalho  Tipos 1. Acidentes com afastamento. c) Incapacidade total permanente que é a perda total, em caráter permanente, da capacidade de trabalho; d) Morte;
  15. 15. Acidente de Trabalho Repercussão Social 1. Limitação das atividades sociais do acidentado. Ocorrendo em função da gravidade do acidente, pode até marginalizar o trabalhador da sociedade.
  16. 16. Acidente de Trabalho  Repercussão Social 2. Reflexos familiares, caracterizados pelos cuidados especiais que lhe terão de ser dispensados, ocasionando, inclusive, o afastamento de outras pessoas do trabalho. Necessário aumento de despesas com medicamentos etc. e, consequente, redução da renda familiar. Alteração de projetos que, diante da natureza do acidente, podem até ser cancelados
  17. 17. Acidente de Trabalho  Repercussão Social 3. Diminuição da força de trabalho da coletividade e Aumento do preço dos produtos: Preço final do produto, que fica onerado pela diminuição de produção em escala e pelos encargos adicionais advindos do amparo ao acidentado e substituição do trabalhador; Maior número de dependentes da coletividade
  18. 18. Acidente de Trabalho Repercussão Econômica 1. O tempo de trabalho perdido, com o afastamento do acidentado. 2. Queda de produção pela interrupção do trabalho, até que o trabalhador retorne, ou seja substituído, há um lapso de tempo em que suas tarefas deixam de ser executadas, influindo para a redução da produção
  19. 19. Acidente de Trabalho  Repercussão Econômica 3. Diminuição da produtividade causada pelos impactos emocionais. Custos de máquinas ou equipamentos danificados e matéria-prima ou materiais perdidos. Gastos com primeiros socorros e transporte de acidentados. Atraso na entrega de produtos e imagem negativa da empresa.
  20. 20. Acidente de Trabalho  Benefícios – redução 1. Redução de encargos pela Previdência Social, em decorrência de acidentes. 2. Maior força de trabalho. 3. Equilíbrio de ânimos pela ausência do mal estar que causa os acidentes
  21. 21. Acidente de Trabalho  Benefícios – redução 4. Maior equilíbrio entre a renda e despesas do trabalhador. 5. Benefícios para a empresa com redução de prejuízos. 6. Menor despesa com treinamento de substitutos de acidentados.
  22. 22. Acidente de Trabalho  Benefícios – redução 7. Aumento na produção 8. Maior produtividade dos trabalhadores. 9. Redução de despesas médicas e salários não cobertos pelo seguro.
  23. 23. Acidente de Trabalho  Causas Principais 1. Operacionais – Falhas de componentes, reações aceleradas ou inesperadas, perdas de controle e etc.; 2. Ambientais – Mudanças climáticas, interferência de outro acidente e etc.; 3. Pessoais – Erros, desobediências, etc.; 4. Organizacionais - Inadequações no gerenciamento.
  24. 24. Acidente de Trabalho Consequências acordo com a extensão e tipo de: 1. Área afetada; 2. Número de pessoas atingidas; 3. Tipo de pessoas atingidas 4. Perdas materiais; 5. Danos na vida comunitária.
  25. 25. Acidente de Trabalho  Árvore de Causas: Método prático de investigação de acidentes do trabalho. Baseado na teoria de sistemas e na pluricausalidade do fenômeno acidente.
  26. 26. Acidente de Trabalho  Árvore de Causas: Implicando em pesquisa minuciosa dos fatores relacionados com a ocorrência de cada acidente. Exploram aspectos envolvidos na ocorrência dos acidentes, particularmente os relativos à organização do trabalho.
  27. 27. Acidente de Trabalho  Árvore de Causas. O método é composto de quatro etapas: Coleta e organização de dados. Elaboração da árvore. Seguida de sua leitura e interpretação. Identificação de medidas preventivas, seleção de medidas preventivas, acompanhamento de sua implantação e de seu resultado.
  28. 28. Acidente de Trabalho  Comunicação do acidente de trabalho – CAT A comunicação será feita ao INSS por intermédio do formulário CAT, preenchido em quatro vias, com a seguinte destinação: 1ª via: ao INSS; 2ª via: ao segurado ou dependente; 3ª via: ao sindicato dos trabalhadores; 4ª via: à empresa.
  29. 29. Acidente de Trabalho  Comunicação do acidente de trabalho – CAT A empresa é responsável pelo pagamento dos 15 (quinze) primeiros dias a partir da data do acidente. A Previdência Social é responsável pelo pagamento a partir do 16º dia da data do afastamento da atividade.
  30. 30. Acidente de Trabalho  Comunicação do acidente de trabalho – CAT Ocorrendo o acidente de trabalho, independentemente de afastamento ou não, ainda que por meio período, é obrigatória a emissão da CAT por parte do empregador.
  31. 31. Acidente de Trabalho  Comunicação do acidente de trabalho – CAT Havendo acidente de trabalho sem o preenchimento da CAT pela empresa, podem formalizá-lo o próprio acidentado, seus dependentes, a entidade sindical competente, o médico que o assistiu ou qualquer autoridade pública (inclusive o próprio perito do INSS quando da realização da perícia).
  32. 32. Acidente de Trabalho  Comunicação do acidente de trabalho – CAT Hoje qualquer trabalhador que incorra em algum acidente de trabalho, poderá se dirigir a um hospital do SUS ou devidamente credenciado, para ter atendimento.
  33. 33. Acidente de Trabalho

×