Acidente do trabalho e doenças ocupacionais

2.562 visualizações

Publicada em

Acidente do trabalho e Doenças Ocupacionais.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.562
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
172
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Acidente do trabalho e doenças ocupacionais

  1. 1. ESCOLA TÉCNICA DE ENFERMAGEM SANTA JULIANA Curso Técnico em Segurança do Trabalho TEMA: ACIDENTE DO TRABALHO E DOENÇAS OCUPACIONAIS
  2. 2. Acidente do Trabalho  Conforme dispõe o art. 19 da Lei nº 8.213/91, "acidente de trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa ou pelo exercício do trabalho dos segurados referidos no inciso VII do art. 11 desta lei, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho".
  3. 3. LEI Nº 8.213, DE 24 DE JULHO DE 1991  § 1º A empresa é responsável pela adoção e uso das medidas coletivas e individuais de proteção e segurança da saúde do trabalhador.  § 2º Constitui contravenção penal, punível com multa, deixar a empresa de cumprir as normas de segurança e higiene do trabalho.  § 3º É dever da empresa prestar informações pormenorizadas sobre os riscos da operação a executar e do produto a manipular.  § 4º O Ministério do Trabalho e da Previdência Social fiscalizará e os sindicatos e entidades representativas de classe acompanharão o fiel cumprimento do disposto nos parágrafos anteriores, conforme dispuser o Regulamento.
  4. 4. Lei: 8.213/1991 do Auxílio- Acidente  Art. 86. O auxílio-acidente será concedido, como indenização, ao segurado quando, após consolidação das lesões decorrentes de acidente de qualquer natureza, resultarem sequelas que impliquem redução da capacidade para o trabalho que habitualmente exercia. § 1º O auxílio-acidente mensal e vitalício corresponderá a 50% (cinquenta por cento) do salário-de-benefício do segurado. (Redação dada pela Lei nº 9.032, de 1995) § 2º O auxílio-acidente será devido a partir do dia seguinte ao da cessação do auxílio-doença, independentemente de qualquer remuneração ou rendimento auferido pelo acidentado. § 3º O recebimento de salário ou concessão de outro benefício não prejudicará a continuidade do recebimento do auxílio- acidente.
  5. 5. Os acidentes de trabalho  Os acidentes de trabalho dividem-se em:  Acidentes típicos: são aqueles que ocorrem com o trabalhador no próprio órgão ou em qualquer outro local, quando esta prestando algum serviço , ou beneficio ao empregador  Acidentes de trajeto: São aqueles que ocorrem com o trabalhador no percurso de casa para o trabalho ou vice- versa.  Doenças ocupacionais: São doenças causadas pelo tipo de trabalho ou pelas condições do ambiente de trabalho.
  6. 6. Prevenção de Acidentes no Trabalho  A palavra chave é PREVENIR, quer na perspectiva do trabalhador quer na do empregador. Essa é a melhor forma de evitar que os acidentes aconteçam. As ações e medidas destinadas a evitar acidentes de trabalho estão diretamente ligadas ao tipo de atividade exercida, do ambiente de trabalho e das tecnologias e técnicas utilizadas.
  7. 7. FERRAMENTAS DE PREVENÇÃO  EPC’s  São o foco de todo prevencionista inteligente.  São todos dispositivos de uso coletivo, destinados a proteger as integridades física dos trabalhadores.  Equipamentos de Proteção Coletiva ou EPCs são dispositivos utilizados à proteção de trabalhadores durante realização de suas atividades. O EPC serve para neutralizar a ação dos agentes ambientais, evitando acidentes, protegendo contra danos à saúde e a integridade física dos trabalhadores, uma vez que o ambiente de trabalho não deve oferecer riscos à saúde ou à a segurança do trabalhador.
  8. 8. Exemplos: - Fitas de demarcação reflexivas: Utilizadas para delimitação e isolamento de áreas de trabalho - Cones de sinalização: Têm Finalidade de sinalização de áreas de trabalho e obras em vias públicas ou rodovias e orientação de trânsito de veículos e de pedestres e podem ser utilizados em conjunto com fita zebrada, sinalizador STROBO ou bandeirolas.
  9. 9. EPI´s  O Equipamento de Proteção Individual - EPI é todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado a proteção contra riscos capazes de ameaçar a sua segurança e a sua saúde.  Usá-lo apenas para a finalidade que se destina.  Responsabiliza-se por sua guarda e conservação.  Comunicar qualquer alteração que o torne impróprio para o uso.  Adquirir o tipo adequado a atividade do empregado.  Treinar o trabalhador sobre seu uso adequado.  Tornar obrigatório seu uso.  Substituí-lo quando danificado ou extraviado.
  10. 10. Exemplos: Proteção da cabeça: Capacete Proteção auditiva: Abafadores de ruído (ou protetores auriculares) e tampões Proteção respiratória Máscaras: aparelhos filtrantes próprios contra cada tipo de contaminante do ar: gases, aerossóis por exemplo. Proteção ocular e facial: Óculos, viseiras e máscaras
  11. 11. - DDS – Diálogo Diário de Segurança  É uma ótima ferramenta de conscientização dos funcionários.  São palestras curtas, que normalmente não chegam a 15 minutos. Habitualmente ministradas no próprio ambiente de trabalho. Com temas focados nos riscos presentes no ambiente, e nas medidas preventivas adotadas pela empresa.
  12. 12. Causas de acidentes de trabalho  Estresse mental: Vivemos em uma época em que produzir é muito importante. Tem pessoas que perdem até a família por causa do trabalho. Outras vão parar no hospício, se suicidam…  Uma pesquisa realizada pela Organização Mundial de Saúde - OMS - diz que 70% dos acidentes de trabalho, são causados pelo estresse. “Qualquer desequilíbrio emocional pode diminuir o rendimento profissional. Quanto ao estresse não é diferente”  Aprender a lidar com o estresse: Outro ponto importante é saber lidar com o estresse, não levar para o lado pessoal, não levar trabalho para casa. Não se pode permitir que o estresse afete a qualidade de vida do trabalhador
  13. 13.  Condições inseguras  As condições inseguras são fontes de perigo ou risco no ambiente de trabalho que não dependem da vontade do funcionário para acontecer. São condições que estão fora dos padrões de segurança.  São exemplos de condição insegura:  - Máquinas sem proteção  - Ferramentas defeituosas  - Ventilação inadequada  - Piso escorregadio  - Piso danificado  As condições inseguras são via de regra criadas pelo homem, por ação, omissão, crescimento não planejado da empresa, e muitos outros motivos possíveis.  Vale ressaltar que lei garante ao funcionário o “direito de recusa”
  14. 14. DOENÇAS OCUPACIONAIS  Doença ocupacional é designação de várias doenças que causam alterações na saúde do trabalhador, provocadas por fatores relacionados com o ambiente de trabalho. Elas se dividem em doenças profissionais ou tecnopatias, que são causadas por fatores inerentes à atividade laboral, e doenças do trabalho ou mesopatias, que são causadas pelas circunstâncias do trabalho. As mais comuns são doenças do sistema respiratório e da pele. Os cuidados são essencialmente preventivos, pois a maioria das doenças ocupacionais é de difícil tratamento.
  15. 15. SIGLAS IMPORTANTES  NTEP (NEXO TECNICO EPIDEMIOLOGICO PREVIDENCIARIO)  CAT (COMUNICAÇÃO DE ACIDENTE DO TRABALHO)  SESMT (SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA NO TRABALHO)  INSS (INSTITUTO NACIONAL DE SEGURIDADE SOCIAL)  FAP ( FATOR ACIDENTARIA PREVIDENCIARIO)  PPP (PERFIL PROFISSIOGRÁFICO PREVIDENCIÁRIO)  OIT ( ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO)  RAT (RISCOS AMBIENTAIS DO TRABALHO)
  16. 16. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), cerca de mais de dois milhões de pessoas morrem anualmente em decorrência de acidentes e doenças de origem profissional. A maioria dos acidentes ocorre pelo não uso dos EPI’s, por desobediência as normas e procedimentos, por negligência e imprudência pessoal e por terceirização de serviços.
  17. 17. Lei: 8.213/1991 Auxilio Doença:  Art. 59. O auxílio-doença será devido ao segurado que, havendo cumprido, quando for o caso, o período de carência exigido nesta Lei, ficar incapacitado para o seu trabalho ou para a sua atividade habitual por mais de 15 (quinze) dias consecutivos.  Parágrafo único. Não será devido auxílio-doença ao segurado que se filiar ao Regime Geral de Previdência Social já portador da doença ou da lesão invocada como causa para o benefício, salvo quando a incapacidade sobrevier por motivo de progressão ou agravamento dessa doença ou lesão.
  18. 18.  Dessa forma a saúde dos trabalhadores é considerada como objeto de estudo de suma importância. O principal intuito desses estudos é adequar o trabalho ao trabalhador, de forma que este corra menos risco, produza mais e obtenha mais satisfação profissional.  Dentro do local de trabalho, os trabalhadores podem estar sujeitos a alguns (ou muitos) riscos, de acordo com as tarefas exercidas, o local, etc. Mas quais seriam mesmo esses riscos?  1. Risco Físico: ruídos, vibrações, temperaturas extremas (frio/calor), pressões anormais, umidade, radiação ionizante (raios-X, alfa, gama) e radiações não-ionizantes (radiação do sol);  2. Risco Químico: poeiras, fumos (fumo de solda), névoas (névoa de tinta), neblinas (aerossóis), gases, vapores, etc.;  3. Risco Biológico: microorganismos indesejáveis (bactérias, fungos, protozoários, bacilos, vírus, etc.);  4. Risco Ergonômico: Pode gerar distúrbios psicológicos e/ou fisiológicos, provocando sérios danos a saúde do trabalhador. Por exemplo: local de trabalho inadequado, levantamento de peso excessivo, monotonia, repetitividade, posturas inadequadas, estresse, etc.;  5. Risco de Acidentes: todos aqueles que não se encaixam nas categorias anteriores, por exemplo, arranjo físico inadequado, iluminação inadequada, eletricidade, máquinas e equipamentos sem proteção, animais peçonhentos, piso escorregadio, probabilidade de incêndios, etc.
  19. 19. * DOENÇAS OCUPACIONAIS
  20. 20. 4.1 RELAÇÃO DE DOENÇAS OCUPACIONAIS  LER OU DORT.  ASMA OCUPACIONAL  DERMATOSE OCUPACIONAL  INTOXICAÇÃO POR METAIS PESADOS  PAIR (PERDA AUDITIVA INDUZIDA PELO RUIDO)  PNEUMOCOSE  SILICOSE  ASBESTOSE  DISTÚRBIOS PSÍQUICOS (assedio moral, humilhações e degradações)
  21. 21. LER OU DORT  É a doença campeã em afastamento do trabalho LER/DORT- Lesão por Esforços Repetidos / Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho, (DORES NAS COSTAS).  As Lesões por Esforços Repetitivos (LER), são movimentos repetidos de qualquer parte do corpo que podem provocar lesões em tendões, músculos e articulações, principalmente dos membros superiores, ombros e pescoço, devido ao uso repetitivo ou a manutenção de posturas inadequadas resultando no declínio do desempenho profissional. As vítimas mais comuns são os digitadores, datilógrafos, bancários, telefonistas, secretárias e trabalhadores de linhas de montagem.
  22. 22. GRAFICO DE CASOS DE LESÃO
  23. 23. As principais causas de LER  As principais causas de LER são: posto de trabalho inadequado, mas projetado ou ergonomicamente errado; atividades no trabalho que exijam força excessiva com as mãos; posturas inadequadas e desfavoráveis às articulações; repetição sistemática de um mesmo padrão de movimento; ritmo intenso de trabalho; jornada de trabalho prolongada; falta de possibilidade de realizar tarefas diferentes; falta de orientação e desconhecimento sobre os riscos da LER.
  24. 24. DOENÇAS DO SISTEMA OSTEOMUSCULAR ANO JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ 2013 5.493 5.513 6.772 7.540 6.842 5.975 6.395 6.871 7.023 7.026 6.110 4.890 FONTE:Prev.goV
  25. 25. M-65 Transtornos das sinóvias e dos tendões-2013 Total 10.760 2013 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ M-65 758 795 973 1.105 939 845 883 948 991 1.004 801 685 FONTE:PREV.GOV.BR
  26. 26. M-75 Lesões do Ombro-2013 Total 18.334 ANO JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ 2013 1.213 1.242 1.527 1.770 1.646 1.434 1.612 1.686 1.726 1.752 1.529 1.197 FONTE:PREV.GOV
  27. 27. TENOSSINOVITE
  28. 28. Errado Correto
  29. 29. DADOS DA PREVIDÊNCIA SOBRE ACIDENTES E DOENÇAS NO TRABALHO.  Em 2011 foram 711.164 acidentes e doenças no trabalho ocorridos em segurados, sem incluir os ocorridos com trabalhadores autônomos, destes foram 15.083 doenças relacionadas ao trabalho, 611.576 foram afastados por incapacidade temporária (309.631 até 15 dias e 301.945 acima de 15 dias), 14.811 foram afastados permanentemente, 2.884 entraram em óbito.  Resumindo ocorreram 1 morte a cada 3 horas, 81 acidentes e doenças do trabalho a cada 1 hora de jornada laboral, 49 trabalhadores por dia que não retornaram a suas funções por incapacidade permanente.  Neste mesmo ano foram gastos 63,60 bilhões isso em dados preliminares.
  30. 30. CONCLUSÃO;

×