Agile customs

332 visualizações

Publicada em

Agile Tour Niterói e Paranavaí

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
332
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Agile customs

  1. 1. @JulianoRibeiro - www.julianoribeiro.com.br
  2. 2. São Paulo Curitiba Maringá A Empresa Desenvolvimento de Software Customizado Consultoria e Treinamento em Métodos Ágeis
  3. 3. Alguns Clientes
  4. 4. Juliano Ribeiro • Desenvolvedor desde 1994 • Pós-graduado em POO com Java • Certified Scrum Professional pela Scrum Alliance • Licensed Learning 3.0 Facilitator • Certified Delphi Developer pela Embarcadero • Professor de métodos ágeis na Faculdade Cidade Verde • Agile Coach na Objective Solutions • Organizador do Agile Tour desde 2010 – 2015 em São Paulo, Maringá, Cascavel, Londrina, Paranavaí, Rio de Janeiro e Curitiba • Palestrante regular nas principais conferências sobre agilidade no Brasil – Agile Brazil, Agile Trends, The Developers Conference, DevInSantos, DevCamp, Linguágil, Scrum Gathering Equador, Scrum Gathering Rio
  5. 5. Período pré-waterfall
  6. 6. Waterfall
  7. 7. Waterfall Managing The Development of Large Software Systems – Dr Winston Royce
  8. 8. Waterfall Managing The Development of Large Software Systems – Dr Winston Royce
  9. 9. Waterfall Managing The Development of Large Software Systems – Dr Winston Royce
  10. 10. O Legado do Waterfall
  11. 11. Manifesto ágil http://manifestoagil.com.br/
  12. 12. Kanban Jeff Patton
  13. 13. Scrum
  14. 14. Extreme Programming
  15. 15. Extreme Programming • Jogo de Planejamento (Planning Game) • Fases pequenas (Small Releases) • Metáfora (Metaphor) • Design Simples (Simple Design) • Time Coeso (Whole Team) • Testes de Aceitação (Customer Tests) • Semana de 40 horas (Sustainable Pace) • Reuniões em pé (Stand-up Meeting) • Propriedade Coletiva (Collective Ownership) • Programação Pareada (Pair Programming) • Padronização do Codigo (Coding Standards) • Desenvolvimento Orientado a Testes (Test Driven Development) • Refatoração (Refactoring) • Integração Contínua (Continuous Integration)
  16. 16. Estado inicial Scrum TDD Continuous Integration
  17. 17. Como foi? Sprints falhando… Foco na entrega versus qualidade Várias histórias quase aceitas… Cliente insatisfeito Por consequência, nós também!
  18. 18. As mudanças Adoção de Pair Programming Continuous Integration = Continuous delivery Mudança no comprometimento Não estimar mais
  19. 19. Resultados Time entrega apenas 5 histórias por semana/iteração/sprint O cliente tem seu pedido atendido no menor tempo possível, podendo valida-lo imediatamente, com a maior qualidade que o time consegue entregar
  20. 20. Objective Solutions Começaram com Scrum “by the book” Desde o início com técnicas de XP
  21. 21. Observações Overhead de planejamento, cerimônias… Sprints constantemente cancelados, os requisitos mudavam frequentemente Pair programming exige mais que disciplina, exige método O time precisa do controle sutil, mesmo um time maduro
  22. 22. Mudanças Iterações > Fluxo Contínuo As tarefas levam o tempo que levarem Algoritmo para disciplinar o Pair Programming Criaram a ronda ativa
  23. 23. Shu Ra Ri
  24. 24. Fábula Indiana
  25. 25. Manifesto ágil http://manifestoagil.com.br/
  26. 26. Não desenvolva apego a nenhuma arma ou escola de combate. Miyamoto Musashi
  27. 27. Obrigado @JulianoRibeiro juliano.ribeiro@objective.com.br www.julianoribeiro.com.br

×