SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 79
Baixar para ler offline
Scrum 
Tiago Silva da Silva 
silvadasilva@unifesp.br 
! 
@tiagosdasilva 
! 
silvadasilva@gmail.com 
! 
tiago.silva.da.silva
Scrum 
Tiago Silva da Silva 
silvadasilva@unifesp.br 
! 
@tiagosdasilva 
! 
silvadasilva@gmail.com 
! 
tiago.silva.da.silva
Agenda 
• Origens 
• Pilares 
• Framework Scrum 
• Papéis 
• Artefatos 
• Cerimônias 
• Desafios
Por que utilizar Métodos 
Ágeis?
Origens
Origens 
• Takeuchi, H; Nonaka, I. The new new product 
development game. Harvard Business Review. P. 
137-146, 1986. 
• Conference on Object Oriented Programming 
Systems, Languages and Applications, 1995., Austin. 
Proceedings…Austin: OOPSLA, 1995. 
• Schwaber, K. Agile project management with Scrum. 
Redmond: Microsoft, 2004. 
• Schwaber, K.; Sutherland, J. The Scrum Guide., 2013.
Origens 
• Teorias empíricas de processo, 
empirismo. 
• Afirma que o conhecimento vem da 
experiência e de tomada de decisões 
baseadas no que é conhecido. 
• Emprega uma abordagem iterativa e 
incremental.
Pilares que apóiam o 
Scrum 
• Transparência 
• Inspeção 
• Adaptação
Transparência 
• Aspectos significativos do processo 
devem estar visíveis aos 
responsáveis pelos resultados
Inspeção 
• Os usuários Scrum devem, 
frequentemente, inspecionar os 
artefatos Scrum e o progresso em 
direção ao objetivo, para detectar 
indesejáveis variações.
Adaptação 
• Se um inspetor determina que um ou 
mais aspectos de um processo desviou 
para fora dos limites aceitáveis, e que o 
produto resultado será inaceitável, o 
processo ou material sendo produzido 
deve ser ajustado. 
• O ajuste deve ser realizado o mais breve 
possível para minimizar mais desvios.
Framework Scrum
Framework Scrum 
• …para apoiar a resolução de problemas 
complexos em ambientes de alta imprevisibilidade. 
• Scrum não é o seu processo, mas o framework 
sobre o qual você empiricamente construirá os 
seus processos, 
• você é bem mais habilitado para fazer isso do 
que outros profissionais que não conhecem a 
realidade de seu projeto e cultura da sua 
empresa.
Scrum 
• Papéis 
• Artefatos 
• Cerimônias
Scrum
Scrum 
Sprint 
Inspection and Adapttion 
24 hours 
Sprint Planning 
Sprint Backlog Tasks 
Product or 
increment 
Daily Scrum 
Inspection and Adaption 
Review 
Retrospective 
Adapted from Agile Software 
Development with Scrum by Ken 
Vision 
Release 
Planning 
Product Backlog Schwaber and Mike Beedle
24 hours 
Sprint 
Subset of 
the PBL 
Sprint 
Backlog 
Product or 
increment 
Daily Scrum 
Product Backlog 
Release 
Planning 
Sprint Planning 
Inspection 
Review 
Retrospective 
Inspection and Adaption 
Review if necessary 
Sprint Zero 
• Contracting 
• Team forming 
• Proof of concepts 
• Necessary requirements 
gathering 
• Necessary requirements 
eliciting 
Adapt in the 
next Sprint
Papéis
Papéis 
• Product Owner 
• Team 
• Scrum Master
Papéis 
• Product Owner 
• Team 
• Scrum Master 
! 
• Auto-organizadas 
• Multifuncionais
Product Owner
Product Owner 
• Entende e compartilha a visão do produto 
• Gerencia e maximiza o ROI 
• Sabe como priorizar o Product Backlog 
• Colabora constantemente com o Time e o 
SM 
• Planeja releases 
• Gerencia e poda o Product Backlog
Team
Team 
• Auto-organizado 
• Multidisciplinar 
• Responsável pela estimativa quanto ao tamanho dos itens do 
Product Backlog 
• Está em constante conflito 
• Compreende o conceito de auto-gerenciamento dentro do 
contexto técnico de uma Sprint 
• Ninguém os orienta sobre como transformar o Product 
Backlog em incrementos de funcionalidades de software 
pronto.
Scrum Master
Scrum Master 
• Remove impedimentos 
• Verifica se o o Scrum está sendo implementado 
adequadamente 
• Facilita as cerimônias 
• Melhora constantemente suas habilidades de liderança 
• Líder na questão do processo 
• Coach o Time e o PO 
• Para o restante da organização, ele servirá como interface 
e especialista em Scrum
Artefatos
Artefatos 
• Product Backlog 
• Sprint Backlog 
• Incremento
Product Backlog
Product Backlog 
• DEEP 
• Detailed appropriately 
• Estimable 
• Emergent 
• Prioritized
The Product Backlog 
Dynamics
The Product Backlog 
Dynamics 
• Foco na Representação, não na 
Documentação 
• Entregável vs. Consumível
The Product Backlog 
Dynamics 
High priority 
Low priority 
At each iteration, the set of 
higher priority (finer 
granularity) is selected. 
At any given moment, 
items can go up or 
down in the PBL 
PBI’s down in the PBL 
have coarse granularity 
and must be worked as 
the Sprints progresses
Product Backlog 
Backlog do Produto: Twitter 
Login de usuários já cadastrados 
Cadastrar novo usuário 
Tweetar 
Visualizar tweets de quem sigo 
Visualizar número de seguidores que possuo 
Visualizar histórico de um tweet 
Mostrar banner promocional 
Remover tweet 
Ver sugestões de usuários a seguir 
Listar trends 
Compor e alterar meu perfil de usuário 
(…)
Sprint Backlog
Sprint Backlog 
• US1: As a client, I need to 
log into the system in order 
to edit my data 
└ T1: Model and design database 
tables 
└ T2: Design front-end interface 
└ T3: Develop communication 
middleware 
└ T4: Develop login rules 
• US2: As a seller, I want a 
list of clients to be able to 
contact them. 
└ T1: blablabla 
└ T2: blablabla 
Sprint Planning 
Ordered Product Backlog
Sprint Backlog 
Meta da Sprint: usuários poderão estar no twitter 
Login de usuários já 
cadastrados 
Ativar login com usuário 
Gmail 
Montar layout do box de 
login 
Montar plano de segurança Testar integrado 
Estruturar log Revisar código 
Criar comportamento de 
login 
Inserir hint explicativo 
Atualizar documentação 
técnica 
(…) 
Cadastrar novo usuário 
Criar tabelas no banco de 
dados 
Estruturar persistência 
Definição sobre uso de 
templates 
Quando validado, ativar 
usuário 
Escrever testes Definir padrões para 
cadastros 
Atualizar documentação 
técnica 
Validar email cadastrado 
Testar integrado (…)
Incremento 
• Resultado do que foi produzido durante a sprint 
• Um dos principais conceitos do Scrum 
• Vai ao encontro da sua natureza empírica, já que 
permite ao PO perceber o valor do investimento 
e também vislumbrar outras possibilidade 
• Potentially Shippable - Potencialmente Entregável 
• O cliente pode colocar imediatamente em 
produção
DoD 
• Definition of Done 
• Uma funcionalidade somente é considerada pronta se 
tiver passado por todas as etapas definidas pela Equipe 
de Desenvolvimento. 
• Uma funcionalidade que não esteja pronta ao final da 
Sprint deve retornar ao Product Backlog para que seja 
incluída em uma próxima Sprint. 
• Conforme a Equipe amadurece, é esperado que esta 
DoD se expanda para acomodar mais critérios visando 
à melhora na qualidade.
Cerimônias
Cerimônias 
• Eventos de duração fixa (time-boxed) 
realizados em intervalos regulares. 
• Cada um desses eventos é uma 
oportunidade para Inspeção e Adaptação.
Sprint
Sprint 
Sprint 
24 hours 
Sprint Backlog Tasks 
Product or 
increment 
Daily Scrum 
Inspection and Adaption 
Review 
Vision 
Adapted from Agile Software 
Development with Scrum by Ken 
Product Backlog Schwaber and Mike Beedle 
Release 
Planning 
Sprint Planning 
Retrospective
Sprint 
• Todo o desenvolvimento em Scrum é feito de 
forma iterativa e incremental - ciclos completos 
de desenvolvimento de duração fixa que, ao 
final, resultem em incrementos potencialmente 
entregáveis do produto. 
• Duração de até um mês, o que permite 
feedbacks constantes. 
• Sprint Planing, Daily Scrum, Sprint Review e 
Retrospective.
Sprint Planning 
• O que será entregue no Incremento 
resultante nesta Sprint? 
• Como faremos para entregar o Incremento 
nesta Sprint?
Release Planning 
• Delineamento de entregas para o cliente 
• Criação do Product Backlog 
• Análise de Negócios
Sprint Planning vs. 
Release Planning 
• Sprint Planning acontece para planejar a iteração, logo: 
• Trabalha com histórias de menor granularidade 
• Tem um horizonte de planejamento curto 
• Representa um alto nível de comprometimento 
• Release Planning acontece para dar respostas ao cliente: 
• Quando será entregue 
• Maior granularidade: alto nível de abstração 
• Grande quantidade de histórias 
• Geralmente planeja-se 2-3 sprints antecipadamente
Daily Scrum 
Sprint 
24 hours 
Sprint Backlog Tasks 
Product or 
increment 
Daily Scrum 
Product Backlog 
Inspection and Adaption 
Vision 
Release 
Planning 
Sprint Planning 
Review 
Retrospective
Daily Scrum, Daily 
Meeting 
• O que fiz desde a última Daily? 
• O que pretendo fazer até a próxima Daily? 
• Existe algo me impedindo de concluir 
alguma tarefa?
Sprint Review vs. 
Retrospective 
Sprint 
24 hours 
Sprint Backlog Tasks 
Product or 
increment 
Daily Scrum 
Product Backlog 
Inspection and Adaption 
Vision 
Release 
Planning 
Sprint Planning 
Review 
Retrospective
Sprint Review 
• Entrada é o Produto. 
• Objetivo é inspecionar o que o Time produziu e 
colher impressões dos presentes para, caso seja 
necessário, adaptar o plano para a Sprint seguinte. 
• PO valida ou não as entregas da Sprint, de acordo 
com a meta acordada com o Time. 
• Demonstração 
• Time responde à perguntas
Sprint Retrospective 
• Entrada é o Processo. 
• Imediatamente após a Review. 
• Objetivo é a melhoria do processo 
• Interação entre os membros do Time 
• Práticas e ferramentas utilizadas 
• O que funcionou 
• O que precisa ser melhorado 
• Além de identificar problemas, deve-se identificar medidas a serem 
tomadas para a melhoria do processo já na próxima Sprint.
Desafios
Desafios 
• Framework que fornece visibilidade para a 
equipe e um mecanismo que permite 
realizar inspeções e adaptações constantes. 
• Transparência - deixa visíveis os problemas 
e impedimentos que impactam no PO e na 
eficiência da equipe. 
• Não resolve os problemas do 
desenvolvimento, apenas os deixa visíveis.
Desafios 
• Erro comum: quando se encontra uma prática 
do framework difícil de aplicar, tenta mudado o 
próprio Scrum, em vez de mudar a forma como 
a equipe trabalha. 
• Equipe com dificuldade de entregar o que foi 
planejado durante uma Sprint tende a estender 
seu prazo de duração. 
• Negando a possibilidade de aprender a 
melhor estimar e gerenciar seu tempo.
Perguntas
Perguntas 
• Sua empresa concorda em mudar o ciclo de vida dos 
projetos para timboxes de 1-4 semanas? 
• Sua organização concorda sem problemas em juntar 
divisões funcionais clássicas como analistas, 
programadores, testers, arquitetos em um único time? 
• Sua empresa concorda em abrir mão de hierarquias 
rígidas tradicionais para uma estrutura mais horizontal? 
• A liderança concorda em abrir mão do comando e 
controle, empoderando essa equipe multi-disciplinar a 
se auto-organizar e auto-gerenciar o trabalho?
Perguntas 
• Escolher um líder-servidor para atuar como ScrumMaster é 
algo fácil na sua organização ou vai gerar muita discussão? 
• O papel de Product Owner é facilmente identificável na sua 
organização? O cliente está “próximo”? 
• Sua empresa está disposta a uma queda inicial de 
produtividade devida a curva de aprendizado e a inspeção e 
adaptação? 
• Sua empresa está disposta a abrir mão dos atuais 
mecanismos de controle (custos, prazo, escopo) para adotar 
a forma ágil de controlar um projeto?
Problemas
Problemas 
! 
! 
• Equipe não dedicada (comprometimento). 
• Cliente ausente. 
• Muita interrupção.
Problemas 
• Como fica o planejamento e alinhamento 
com negócios? 
• Como a diretoria pode ver? 
• Por que não precisa de coordenação? 
• Como mostrar o andamento?
Desafios 
SCRUM SCRUM+ 
SCRUM+ 
...mas essa é a forma do 
Time B ser mais ágil. 
SCRUMBUT
Scrum 
Tiago Silva da Silva 
silvadasilva@unifesp.br 
! 
@tiagosdasilva 
! 
silvadasilva@gmail.com 
! 
tiago.silva.da.silva
Conceitos e Técnicas 
• User Stories 
• Burndown chart 
• Acceptance Tests 
• Story Points
User Stories
User Stories 
• Uma descrição informal das necessidades do 
negócio 
• São trabalhadas e amadurecem à medida que a 
análise progride 
• Uma história pode ser decomposta em duas ou mais 
histórias 
• Devem ser testadas e aprovadas 
• São priorizadas pelo PO de acordo com as 
necessidades do cliente
User Stories 
Epic 
blablablabla 
blabla 
blablablabla 
blabla 
blablablabla 
blabla 
Objective 
Feature 
Use Case/ 
User Story 
Functional 
requirements 
Non-functional 
requirements 
The relationship 
between use cases 
and user stories
Burndown
Burndown
Acceptance Tests
Acceptance Tests 
• Certificam que as stories implementadas 
correspondem ao que o cliente necessita 
• Devem ser automatizados, se possível
Story Points 
• Usado para estimar o tamanho de uma Story 
• Estimativa relativa; 2 story points requerem 
mais esforço que um story point e, 13 story 
points requerem muito mais esforço do que 
um story point 
• Por que a Sequencia de Fibonacci? 
• 1 - 3 - 5 - 8 - 13
Story Points 
• Empire State Building, 
• Teatro Amazonas, 
• sua casa, 
• Cristo Redentor, 
• Torre Eifel
Story Points 
• Empire State Building, 
• Teatro Amazonas, 
• sua casa, 
• Cristo Redentor, 
• Torre Eifel 
! 
• Estime a altura dos edifícios: 
• Escolha o menor 
• Use-o como 1 story point 
• Estime todos os outros de forma relativa ao primeiro escolhido
Referências 
• Takeuchi, H; Nonaka, I. The new new product development game. Harvard 
Business Review. P. 137-146, 1986. 
• Conference on Object Oriented Programming Systems, Languages and 
Applications, 1995., Austin. Proceedings…Austin: OOPSLA, 1995. 
• Schwaber, K. Agile project management with Scrum. Redmond: Microsoft, 
2004. 
• Schwaber, K.; Sutherland, J. The Scrum Guide., 2013. 
• Métodos Ágeis para Desenvolvimento de Software, Organizadores: Rafael 
Prikladnicki, Renato Willi e Fabiano Milani. Porto Alegre : Bookman., 2014. 
• Roriz, H. Certified Scrum Master Training (Apostila)., 2012. 
• Magno, A.. O julgamento do Scrum. Palestra proferida no Agile Brazil 2013.
Scrum 
Tiago Silva da Silva 
silvadasilva@unifesp.br 
! 
@tiagosdasilva 
! 
silvadasilva@gmail.com 
! 
tiago.silva.da.silva 
http://www.slideshare.net/silvadasilva 
http://www.speakerdeck.com/silvadasilva

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Seminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XPSeminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XPLays Lopes
 
Caminhos do Scrum
Caminhos do ScrumCaminhos do Scrum
Caminhos do Scrumjrompkovski
 
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - KanbanMetodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - KanbanMatheus Costa
 
Iterasys Test Show 2010 - Estratégia Baseada no Scrum
Iterasys Test Show 2010 -  Estratégia Baseada no ScrumIterasys Test Show 2010 -  Estratégia Baseada no Scrum
Iterasys Test Show 2010 - Estratégia Baseada no ScrumJosé Correia
 
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!Annelise Gripp
 
Apresentação de Serviços em Métodos Ágeis - Hiflex Consultoria
Apresentação de Serviços em Métodos Ágeis - Hiflex ConsultoriaApresentação de Serviços em Métodos Ágeis - Hiflex Consultoria
Apresentação de Serviços em Métodos Ágeis - Hiflex ConsultoriaVitor Massari
 
Métodos Ágeis para Desenvolvimento de Software
Métodos Ágeis para Desenvolvimento de SoftwareMétodos Ágeis para Desenvolvimento de Software
Métodos Ágeis para Desenvolvimento de Softwarealexandre_malaquias
 
Aplicando Scrum na prática para times ágeis
Aplicando Scrum na prática para times ágeisAplicando Scrum na prática para times ágeis
Aplicando Scrum na prática para times ágeisfayrusm
 
Apresentação Scrum, Xp e Kanban
Apresentação Scrum, Xp e KanbanApresentação Scrum, Xp e Kanban
Apresentação Scrum, Xp e KanbanManoela Oliveira
 
Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012Libia Boss
 
Cruz, fabio () gerenciamento agil de projetos com scrum pmbok
Cruz, fabio () gerenciamento agil de projetos com scrum pmbokCruz, fabio () gerenciamento agil de projetos com scrum pmbok
Cruz, fabio () gerenciamento agil de projetos com scrum pmbokNelson Diniz
 
Porque Story Points São Muito Melhores do que Horas
Porque Story Points São Muito Melhores do que HorasPorque Story Points São Muito Melhores do que Horas
Porque Story Points São Muito Melhores do que HorasLeandro Faria
 
Scrum e o gerenciamento de projetos
Scrum e o gerenciamento de projetosScrum e o gerenciamento de projetos
Scrum e o gerenciamento de projetosVitor Massari
 

Mais procurados (20)

Seminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XPSeminário - Scrum , Kaban e XP
Seminário - Scrum , Kaban e XP
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Caminhos do Scrum
Caminhos do ScrumCaminhos do Scrum
Caminhos do Scrum
 
Mini Curso Testes Ageis
Mini Curso Testes AgeisMini Curso Testes Ageis
Mini Curso Testes Ageis
 
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - KanbanMetodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
 
Treinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / ScrumTreinamento Ágil / Scrum
Treinamento Ágil / Scrum
 
Iterasys Test Show 2010 - Estratégia Baseada no Scrum
Iterasys Test Show 2010 -  Estratégia Baseada no ScrumIterasys Test Show 2010 -  Estratégia Baseada no Scrum
Iterasys Test Show 2010 - Estratégia Baseada no Scrum
 
Unificando PMBOK e SCRUM no gerenciamento de projetos
Unificando PMBOK e SCRUM no gerenciamento de projetosUnificando PMBOK e SCRUM no gerenciamento de projetos
Unificando PMBOK e SCRUM no gerenciamento de projetos
 
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
 
Apresentação de Serviços em Métodos Ágeis - Hiflex Consultoria
Apresentação de Serviços em Métodos Ágeis - Hiflex ConsultoriaApresentação de Serviços em Métodos Ágeis - Hiflex Consultoria
Apresentação de Serviços em Métodos Ágeis - Hiflex Consultoria
 
Metodologia SCRUM
Metodologia SCRUMMetodologia SCRUM
Metodologia SCRUM
 
Métodos Ágeis para Desenvolvimento de Software
Métodos Ágeis para Desenvolvimento de SoftwareMétodos Ágeis para Desenvolvimento de Software
Métodos Ágeis para Desenvolvimento de Software
 
Apostila introdutória ao Scrum (V1)
Apostila introdutória ao Scrum (V1)Apostila introdutória ao Scrum (V1)
Apostila introdutória ao Scrum (V1)
 
Aplicando Scrum na prática para times ágeis
Aplicando Scrum na prática para times ágeisAplicando Scrum na prática para times ágeis
Aplicando Scrum na prática para times ágeis
 
Apresentação Scrum, Xp e Kanban
Apresentação Scrum, Xp e KanbanApresentação Scrum, Xp e Kanban
Apresentação Scrum, Xp e Kanban
 
Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012Apresentação Scrum 2012
Apresentação Scrum 2012
 
Cruz, fabio () gerenciamento agil de projetos com scrum pmbok
Cruz, fabio () gerenciamento agil de projetos com scrum pmbokCruz, fabio () gerenciamento agil de projetos com scrum pmbok
Cruz, fabio () gerenciamento agil de projetos com scrum pmbok
 
Porque Story Points São Muito Melhores do que Horas
Porque Story Points São Muito Melhores do que HorasPorque Story Points São Muito Melhores do que Horas
Porque Story Points São Muito Melhores do que Horas
 
Scrum e o gerenciamento de projetos
Scrum e o gerenciamento de projetosScrum e o gerenciamento de projetos
Scrum e o gerenciamento de projetos
 
Agile SCRUM
Agile SCRUMAgile SCRUM
Agile SCRUM
 

Destaque

There's no magic: esforços para integrar Agile e UX
There's no magic: esforços para integrar Agile e UXThere's no magic: esforços para integrar Agile e UX
There's no magic: esforços para integrar Agile e UXTiago Silva da Silva
 
Ataques DOS, DDOS e Scamming
Ataques DOS, DDOS e ScammingAtaques DOS, DDOS e Scamming
Ataques DOS, DDOS e ScammingAricelio Souza
 
Documentação Ataques DOS, DDOS e Scamming
Documentação Ataques DOS, DDOS e ScammingDocumentação Ataques DOS, DDOS e Scamming
Documentação Ataques DOS, DDOS e ScammingAricelio Souza
 
Comparativo tecnico entre tecnologias de banco de dados: Relacional, NoSQL, N...
Comparativo tecnico entre tecnologias de banco de dados: Relacional, NoSQL, N...Comparativo tecnico entre tecnologias de banco de dados: Relacional, NoSQL, N...
Comparativo tecnico entre tecnologias de banco de dados: Relacional, NoSQL, N...Aricelio Souza
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareAricelio Souza
 
Metodologia Ágil Scrum
Metodologia Ágil ScrumMetodologia Ágil Scrum
Metodologia Ágil ScrumAricelio Souza
 
Capítulo 08 - desenvolvimento de layouts customizados
Capítulo 08 - desenvolvimento de layouts customizadosCapítulo 08 - desenvolvimento de layouts customizados
Capítulo 08 - desenvolvimento de layouts customizadosMarcio Palheta
 
Testes de Caixa Branca e Métricas de Código
Testes de Caixa Branca e Métricas de CódigoTestes de Caixa Branca e Métricas de Código
Testes de Caixa Branca e Métricas de CódigoAricelio Souza
 
Boas e Más Práticas para Agile UX
Boas e Más Práticas para Agile UXBoas e Más Práticas para Agile UX
Boas e Más Práticas para Agile UXTiago Silva da Silva
 
Aula 1 introdução a algoritmos
Aula 1   introdução a algoritmosAula 1   introdução a algoritmos
Aula 1 introdução a algoritmosAdilio Tavares
 
Trabalhando com Threads em JAVA
Trabalhando com Threads em JAVATrabalhando com Threads em JAVA
Trabalhando com Threads em JAVAMarcio Palheta
 
Padrões de projeto - Martin Fowler - P of EAA
Padrões de projeto - Martin Fowler - P of EAAPadrões de projeto - Martin Fowler - P of EAA
Padrões de projeto - Martin Fowler - P of EAAAricelio Souza
 
Chega de "tapa na UX" - Agile trends 2016
Chega de "tapa na UX" - Agile trends 2016Chega de "tapa na UX" - Agile trends 2016
Chega de "tapa na UX" - Agile trends 2016Tiago Silva da Silva
 
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1Adriano Tavares
 
Padrões-06 - Padrões Arquiteturais - Microkernel
Padrões-06 - Padrões Arquiteturais - MicrokernelPadrões-06 - Padrões Arquiteturais - Microkernel
Padrões-06 - Padrões Arquiteturais - MicrokernelEduardo Nicola F. Zagari
 
Implementação de Sockets em JAVA
Implementação de Sockets em JAVAImplementação de Sockets em JAVA
Implementação de Sockets em JAVAMarcio Palheta
 
Arquitetura de Software Visão Geral
Arquitetura de Software Visão GeralArquitetura de Software Visão Geral
Arquitetura de Software Visão Geralsergiocrespo
 

Destaque (20)

There's no magic: esforços para integrar Agile e UX
There's no magic: esforços para integrar Agile e UXThere's no magic: esforços para integrar Agile e UX
There's no magic: esforços para integrar Agile e UX
 
Lean UX Pyramid
Lean UX PyramidLean UX Pyramid
Lean UX Pyramid
 
Agile UX
Agile UXAgile UX
Agile UX
 
Ataques DOS, DDOS e Scamming
Ataques DOS, DDOS e ScammingAtaques DOS, DDOS e Scamming
Ataques DOS, DDOS e Scamming
 
Documentação Ataques DOS, DDOS e Scamming
Documentação Ataques DOS, DDOS e ScammingDocumentação Ataques DOS, DDOS e Scamming
Documentação Ataques DOS, DDOS e Scamming
 
Comparativo tecnico entre tecnologias de banco de dados: Relacional, NoSQL, N...
Comparativo tecnico entre tecnologias de banco de dados: Relacional, NoSQL, N...Comparativo tecnico entre tecnologias de banco de dados: Relacional, NoSQL, N...
Comparativo tecnico entre tecnologias de banco de dados: Relacional, NoSQL, N...
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de Software
 
Metodologia Ágil Scrum
Metodologia Ágil ScrumMetodologia Ágil Scrum
Metodologia Ágil Scrum
 
Capítulo 08 - desenvolvimento de layouts customizados
Capítulo 08 - desenvolvimento de layouts customizadosCapítulo 08 - desenvolvimento de layouts customizados
Capítulo 08 - desenvolvimento de layouts customizados
 
Testes de Caixa Branca e Métricas de Código
Testes de Caixa Branca e Métricas de CódigoTestes de Caixa Branca e Métricas de Código
Testes de Caixa Branca e Métricas de Código
 
Boas e Más Práticas para Agile UX
Boas e Más Práticas para Agile UXBoas e Más Práticas para Agile UX
Boas e Más Práticas para Agile UX
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de Software
 
Aula 1 introdução a algoritmos
Aula 1   introdução a algoritmosAula 1   introdução a algoritmos
Aula 1 introdução a algoritmos
 
Trabalhando com Threads em JAVA
Trabalhando com Threads em JAVATrabalhando com Threads em JAVA
Trabalhando com Threads em JAVA
 
Padrões de projeto - Martin Fowler - P of EAA
Padrões de projeto - Martin Fowler - P of EAAPadrões de projeto - Martin Fowler - P of EAA
Padrões de projeto - Martin Fowler - P of EAA
 
Chega de "tapa na UX" - Agile trends 2016
Chega de "tapa na UX" - Agile trends 2016Chega de "tapa na UX" - Agile trends 2016
Chega de "tapa na UX" - Agile trends 2016
 
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
 
Padrões-06 - Padrões Arquiteturais - Microkernel
Padrões-06 - Padrões Arquiteturais - MicrokernelPadrões-06 - Padrões Arquiteturais - Microkernel
Padrões-06 - Padrões Arquiteturais - Microkernel
 
Implementação de Sockets em JAVA
Implementação de Sockets em JAVAImplementação de Sockets em JAVA
Implementação de Sockets em JAVA
 
Arquitetura de Software Visão Geral
Arquitetura de Software Visão GeralArquitetura de Software Visão Geral
Arquitetura de Software Visão Geral
 

Semelhante a Scrum em

Treinamento - Product Owner - CLARO-NET-EMBRATEL
Treinamento - Product Owner - CLARO-NET-EMBRATELTreinamento - Product Owner - CLARO-NET-EMBRATEL
Treinamento - Product Owner - CLARO-NET-EMBRATELDaniel Calmazini
 
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetosCenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetosJoão Clineu - CTFL, CSM, CSD
 
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014Vanilton Pinheiro
 
Introdução ao desenvolvimento ágil com Scrum
Introdução ao desenvolvimento ágil com ScrumIntrodução ao desenvolvimento ágil com Scrum
Introdução ao desenvolvimento ágil com ScrumInove
 
Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.
Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.
Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.Rafael de Oliveira
 
Slides da Aula de Gestão de Projetos Digitais
Slides da Aula de Gestão de Projetos DigitaisSlides da Aula de Gestão de Projetos Digitais
Slides da Aula de Gestão de Projetos DigitaisMárcio Oya
 
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do ScrumScrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do ScrumAndré Borgonovo
 
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUMGerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUMLucas Vinícius
 
Métodos Ágeis e Scrum - Introdução
Métodos Ágeis e Scrum - IntroduçãoMétodos Ágeis e Scrum - Introdução
Métodos Ágeis e Scrum - IntroduçãoYuri Morais
 
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumApostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumMindMasterBrasil
 
Introdução A Gestão Ágil De Projetos Com Scrum
Introdução A Gestão Ágil De Projetos Com ScrumIntrodução A Gestão Ágil De Projetos Com Scrum
Introdução A Gestão Ágil De Projetos Com ScrumJuan Bernabó
 
Scrum e Plataforma Microsoft
Scrum e Plataforma MicrosoftScrum e Plataforma Microsoft
Scrum e Plataforma MicrosoftFernando Ferreira
 
SCRUM - Workshop Básico
SCRUM - Workshop BásicoSCRUM - Workshop Básico
SCRUM - Workshop BásicoIoná Dourado
 

Semelhante a Scrum em (20)

Treinamento - Product Owner - CLARO-NET-EMBRATEL
Treinamento - Product Owner - CLARO-NET-EMBRATELTreinamento - Product Owner - CLARO-NET-EMBRATEL
Treinamento - Product Owner - CLARO-NET-EMBRATEL
 
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetosCenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos
 
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014
 
Introdução ao desenvolvimento ágil com Scrum
Introdução ao desenvolvimento ágil com ScrumIntrodução ao desenvolvimento ágil com Scrum
Introdução ao desenvolvimento ágil com Scrum
 
Gerenciamento ágil de projetos com scrum
Gerenciamento ágil de projetos com scrumGerenciamento ágil de projetos com scrum
Gerenciamento ágil de projetos com scrum
 
Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.
Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.
Palestra sobre Fundamentos do Scrum e Kanban.
 
Slides da Aula de Gestão de Projetos Digitais
Slides da Aula de Gestão de Projetos DigitaisSlides da Aula de Gestão de Projetos Digitais
Slides da Aula de Gestão de Projetos Digitais
 
Talk 2 vitor massari
Talk 2   vitor massariTalk 2   vitor massari
Talk 2 vitor massari
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Aula 3 - Engenharia de Software
Aula 3 - Engenharia de SoftwareAula 3 - Engenharia de Software
Aula 3 - Engenharia de Software
 
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do ScrumScrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
Scrum - As Regras do Jogo segundo o Guia do Scrum
 
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUMGerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
 
Scrum em 1h.
Scrum em 1h.Scrum em 1h.
Scrum em 1h.
 
Métodos Ágeis e Scrum - Introdução
Métodos Ágeis e Scrum - IntroduçãoMétodos Ágeis e Scrum - Introdução
Métodos Ágeis e Scrum - Introdução
 
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumApostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
 
Introdução A Gestão Ágil De Projetos Com Scrum
Introdução A Gestão Ágil De Projetos Com ScrumIntrodução A Gestão Ágil De Projetos Com Scrum
Introdução A Gestão Ágil De Projetos Com Scrum
 
Scrum e Plataforma Microsoft
Scrum e Plataforma MicrosoftScrum e Plataforma Microsoft
Scrum e Plataforma Microsoft
 
[IFMG][ENGENHARIA DE SOFTWARE] - SCRUM
[IFMG][ENGENHARIA DE SOFTWARE] - SCRUM[IFMG][ENGENHARIA DE SOFTWARE] - SCRUM
[IFMG][ENGENHARIA DE SOFTWARE] - SCRUM
 
Scrum - Hands On
Scrum - Hands OnScrum - Hands On
Scrum - Hands On
 
SCRUM - Workshop Básico
SCRUM - Workshop BásicoSCRUM - Workshop Básico
SCRUM - Workshop Básico
 

Scrum em

  • 1. Scrum Tiago Silva da Silva silvadasilva@unifesp.br ! @tiagosdasilva ! silvadasilva@gmail.com ! tiago.silva.da.silva
  • 2. Scrum Tiago Silva da Silva silvadasilva@unifesp.br ! @tiagosdasilva ! silvadasilva@gmail.com ! tiago.silva.da.silva
  • 3. Agenda • Origens • Pilares • Framework Scrum • Papéis • Artefatos • Cerimônias • Desafios
  • 4. Por que utilizar Métodos Ágeis?
  • 5.
  • 6.
  • 8. Origens • Takeuchi, H; Nonaka, I. The new new product development game. Harvard Business Review. P. 137-146, 1986. • Conference on Object Oriented Programming Systems, Languages and Applications, 1995., Austin. Proceedings…Austin: OOPSLA, 1995. • Schwaber, K. Agile project management with Scrum. Redmond: Microsoft, 2004. • Schwaber, K.; Sutherland, J. The Scrum Guide., 2013.
  • 9. Origens • Teorias empíricas de processo, empirismo. • Afirma que o conhecimento vem da experiência e de tomada de decisões baseadas no que é conhecido. • Emprega uma abordagem iterativa e incremental.
  • 10.
  • 11. Pilares que apóiam o Scrum • Transparência • Inspeção • Adaptação
  • 12. Transparência • Aspectos significativos do processo devem estar visíveis aos responsáveis pelos resultados
  • 13. Inspeção • Os usuários Scrum devem, frequentemente, inspecionar os artefatos Scrum e o progresso em direção ao objetivo, para detectar indesejáveis variações.
  • 14. Adaptação • Se um inspetor determina que um ou mais aspectos de um processo desviou para fora dos limites aceitáveis, e que o produto resultado será inaceitável, o processo ou material sendo produzido deve ser ajustado. • O ajuste deve ser realizado o mais breve possível para minimizar mais desvios.
  • 16. Framework Scrum • …para apoiar a resolução de problemas complexos em ambientes de alta imprevisibilidade. • Scrum não é o seu processo, mas o framework sobre o qual você empiricamente construirá os seus processos, • você é bem mais habilitado para fazer isso do que outros profissionais que não conhecem a realidade de seu projeto e cultura da sua empresa.
  • 17. Scrum • Papéis • Artefatos • Cerimônias
  • 18. Scrum
  • 19. Scrum Sprint Inspection and Adapttion 24 hours Sprint Planning Sprint Backlog Tasks Product or increment Daily Scrum Inspection and Adaption Review Retrospective Adapted from Agile Software Development with Scrum by Ken Vision Release Planning Product Backlog Schwaber and Mike Beedle
  • 20. 24 hours Sprint Subset of the PBL Sprint Backlog Product or increment Daily Scrum Product Backlog Release Planning Sprint Planning Inspection Review Retrospective Inspection and Adaption Review if necessary Sprint Zero • Contracting • Team forming • Proof of concepts • Necessary requirements gathering • Necessary requirements eliciting Adapt in the next Sprint
  • 22. Papéis • Product Owner • Team • Scrum Master
  • 23. Papéis • Product Owner • Team • Scrum Master ! • Auto-organizadas • Multifuncionais
  • 25. Product Owner • Entende e compartilha a visão do produto • Gerencia e maximiza o ROI • Sabe como priorizar o Product Backlog • Colabora constantemente com o Time e o SM • Planeja releases • Gerencia e poda o Product Backlog
  • 26. Team
  • 27. Team • Auto-organizado • Multidisciplinar • Responsável pela estimativa quanto ao tamanho dos itens do Product Backlog • Está em constante conflito • Compreende o conceito de auto-gerenciamento dentro do contexto técnico de uma Sprint • Ninguém os orienta sobre como transformar o Product Backlog em incrementos de funcionalidades de software pronto.
  • 29. Scrum Master • Remove impedimentos • Verifica se o o Scrum está sendo implementado adequadamente • Facilita as cerimônias • Melhora constantemente suas habilidades de liderança • Líder na questão do processo • Coach o Time e o PO • Para o restante da organização, ele servirá como interface e especialista em Scrum
  • 31. Artefatos • Product Backlog • Sprint Backlog • Incremento
  • 33. Product Backlog • DEEP • Detailed appropriately • Estimable • Emergent • Prioritized
  • 35. The Product Backlog Dynamics • Foco na Representação, não na Documentação • Entregável vs. Consumível
  • 36. The Product Backlog Dynamics High priority Low priority At each iteration, the set of higher priority (finer granularity) is selected. At any given moment, items can go up or down in the PBL PBI’s down in the PBL have coarse granularity and must be worked as the Sprints progresses
  • 37. Product Backlog Backlog do Produto: Twitter Login de usuários já cadastrados Cadastrar novo usuário Tweetar Visualizar tweets de quem sigo Visualizar número de seguidores que possuo Visualizar histórico de um tweet Mostrar banner promocional Remover tweet Ver sugestões de usuários a seguir Listar trends Compor e alterar meu perfil de usuário (…)
  • 39. Sprint Backlog • US1: As a client, I need to log into the system in order to edit my data └ T1: Model and design database tables └ T2: Design front-end interface └ T3: Develop communication middleware └ T4: Develop login rules • US2: As a seller, I want a list of clients to be able to contact them. └ T1: blablabla └ T2: blablabla Sprint Planning Ordered Product Backlog
  • 40. Sprint Backlog Meta da Sprint: usuários poderão estar no twitter Login de usuários já cadastrados Ativar login com usuário Gmail Montar layout do box de login Montar plano de segurança Testar integrado Estruturar log Revisar código Criar comportamento de login Inserir hint explicativo Atualizar documentação técnica (…) Cadastrar novo usuário Criar tabelas no banco de dados Estruturar persistência Definição sobre uso de templates Quando validado, ativar usuário Escrever testes Definir padrões para cadastros Atualizar documentação técnica Validar email cadastrado Testar integrado (…)
  • 41. Incremento • Resultado do que foi produzido durante a sprint • Um dos principais conceitos do Scrum • Vai ao encontro da sua natureza empírica, já que permite ao PO perceber o valor do investimento e também vislumbrar outras possibilidade • Potentially Shippable - Potencialmente Entregável • O cliente pode colocar imediatamente em produção
  • 42. DoD • Definition of Done • Uma funcionalidade somente é considerada pronta se tiver passado por todas as etapas definidas pela Equipe de Desenvolvimento. • Uma funcionalidade que não esteja pronta ao final da Sprint deve retornar ao Product Backlog para que seja incluída em uma próxima Sprint. • Conforme a Equipe amadurece, é esperado que esta DoD se expanda para acomodar mais critérios visando à melhora na qualidade.
  • 44. Cerimônias • Eventos de duração fixa (time-boxed) realizados em intervalos regulares. • Cada um desses eventos é uma oportunidade para Inspeção e Adaptação.
  • 46. Sprint Sprint 24 hours Sprint Backlog Tasks Product or increment Daily Scrum Inspection and Adaption Review Vision Adapted from Agile Software Development with Scrum by Ken Product Backlog Schwaber and Mike Beedle Release Planning Sprint Planning Retrospective
  • 47. Sprint • Todo o desenvolvimento em Scrum é feito de forma iterativa e incremental - ciclos completos de desenvolvimento de duração fixa que, ao final, resultem em incrementos potencialmente entregáveis do produto. • Duração de até um mês, o que permite feedbacks constantes. • Sprint Planing, Daily Scrum, Sprint Review e Retrospective.
  • 48. Sprint Planning • O que será entregue no Incremento resultante nesta Sprint? • Como faremos para entregar o Incremento nesta Sprint?
  • 49. Release Planning • Delineamento de entregas para o cliente • Criação do Product Backlog • Análise de Negócios
  • 50. Sprint Planning vs. Release Planning • Sprint Planning acontece para planejar a iteração, logo: • Trabalha com histórias de menor granularidade • Tem um horizonte de planejamento curto • Representa um alto nível de comprometimento • Release Planning acontece para dar respostas ao cliente: • Quando será entregue • Maior granularidade: alto nível de abstração • Grande quantidade de histórias • Geralmente planeja-se 2-3 sprints antecipadamente
  • 51. Daily Scrum Sprint 24 hours Sprint Backlog Tasks Product or increment Daily Scrum Product Backlog Inspection and Adaption Vision Release Planning Sprint Planning Review Retrospective
  • 52. Daily Scrum, Daily Meeting • O que fiz desde a última Daily? • O que pretendo fazer até a próxima Daily? • Existe algo me impedindo de concluir alguma tarefa?
  • 53. Sprint Review vs. Retrospective Sprint 24 hours Sprint Backlog Tasks Product or increment Daily Scrum Product Backlog Inspection and Adaption Vision Release Planning Sprint Planning Review Retrospective
  • 54. Sprint Review • Entrada é o Produto. • Objetivo é inspecionar o que o Time produziu e colher impressões dos presentes para, caso seja necessário, adaptar o plano para a Sprint seguinte. • PO valida ou não as entregas da Sprint, de acordo com a meta acordada com o Time. • Demonstração • Time responde à perguntas
  • 55. Sprint Retrospective • Entrada é o Processo. • Imediatamente após a Review. • Objetivo é a melhoria do processo • Interação entre os membros do Time • Práticas e ferramentas utilizadas • O que funcionou • O que precisa ser melhorado • Além de identificar problemas, deve-se identificar medidas a serem tomadas para a melhoria do processo já na próxima Sprint.
  • 57. Desafios • Framework que fornece visibilidade para a equipe e um mecanismo que permite realizar inspeções e adaptações constantes. • Transparência - deixa visíveis os problemas e impedimentos que impactam no PO e na eficiência da equipe. • Não resolve os problemas do desenvolvimento, apenas os deixa visíveis.
  • 58. Desafios • Erro comum: quando se encontra uma prática do framework difícil de aplicar, tenta mudado o próprio Scrum, em vez de mudar a forma como a equipe trabalha. • Equipe com dificuldade de entregar o que foi planejado durante uma Sprint tende a estender seu prazo de duração. • Negando a possibilidade de aprender a melhor estimar e gerenciar seu tempo.
  • 60. Perguntas • Sua empresa concorda em mudar o ciclo de vida dos projetos para timboxes de 1-4 semanas? • Sua organização concorda sem problemas em juntar divisões funcionais clássicas como analistas, programadores, testers, arquitetos em um único time? • Sua empresa concorda em abrir mão de hierarquias rígidas tradicionais para uma estrutura mais horizontal? • A liderança concorda em abrir mão do comando e controle, empoderando essa equipe multi-disciplinar a se auto-organizar e auto-gerenciar o trabalho?
  • 61. Perguntas • Escolher um líder-servidor para atuar como ScrumMaster é algo fácil na sua organização ou vai gerar muita discussão? • O papel de Product Owner é facilmente identificável na sua organização? O cliente está “próximo”? • Sua empresa está disposta a uma queda inicial de produtividade devida a curva de aprendizado e a inspeção e adaptação? • Sua empresa está disposta a abrir mão dos atuais mecanismos de controle (custos, prazo, escopo) para adotar a forma ágil de controlar um projeto?
  • 63. Problemas ! ! • Equipe não dedicada (comprometimento). • Cliente ausente. • Muita interrupção.
  • 64. Problemas • Como fica o planejamento e alinhamento com negócios? • Como a diretoria pode ver? • Por que não precisa de coordenação? • Como mostrar o andamento?
  • 65. Desafios SCRUM SCRUM+ SCRUM+ ...mas essa é a forma do Time B ser mais ágil. SCRUMBUT
  • 66. Scrum Tiago Silva da Silva silvadasilva@unifesp.br ! @tiagosdasilva ! silvadasilva@gmail.com ! tiago.silva.da.silva
  • 67. Conceitos e Técnicas • User Stories • Burndown chart • Acceptance Tests • Story Points
  • 69. User Stories • Uma descrição informal das necessidades do negócio • São trabalhadas e amadurecem à medida que a análise progride • Uma história pode ser decomposta em duas ou mais histórias • Devem ser testadas e aprovadas • São priorizadas pelo PO de acordo com as necessidades do cliente
  • 70. User Stories Epic blablablabla blabla blablablabla blabla blablablabla blabla Objective Feature Use Case/ User Story Functional requirements Non-functional requirements The relationship between use cases and user stories
  • 74. Acceptance Tests • Certificam que as stories implementadas correspondem ao que o cliente necessita • Devem ser automatizados, se possível
  • 75. Story Points • Usado para estimar o tamanho de uma Story • Estimativa relativa; 2 story points requerem mais esforço que um story point e, 13 story points requerem muito mais esforço do que um story point • Por que a Sequencia de Fibonacci? • 1 - 3 - 5 - 8 - 13
  • 76. Story Points • Empire State Building, • Teatro Amazonas, • sua casa, • Cristo Redentor, • Torre Eifel
  • 77. Story Points • Empire State Building, • Teatro Amazonas, • sua casa, • Cristo Redentor, • Torre Eifel ! • Estime a altura dos edifícios: • Escolha o menor • Use-o como 1 story point • Estime todos os outros de forma relativa ao primeiro escolhido
  • 78. Referências • Takeuchi, H; Nonaka, I. The new new product development game. Harvard Business Review. P. 137-146, 1986. • Conference on Object Oriented Programming Systems, Languages and Applications, 1995., Austin. Proceedings…Austin: OOPSLA, 1995. • Schwaber, K. Agile project management with Scrum. Redmond: Microsoft, 2004. • Schwaber, K.; Sutherland, J. The Scrum Guide., 2013. • Métodos Ágeis para Desenvolvimento de Software, Organizadores: Rafael Prikladnicki, Renato Willi e Fabiano Milani. Porto Alegre : Bookman., 2014. • Roriz, H. Certified Scrum Master Training (Apostila)., 2012. • Magno, A.. O julgamento do Scrum. Palestra proferida no Agile Brazil 2013.
  • 79. Scrum Tiago Silva da Silva silvadasilva@unifesp.br ! @tiagosdasilva ! silvadasilva@gmail.com ! tiago.silva.da.silva http://www.slideshare.net/silvadasilva http://www.speakerdeck.com/silvadasilva