SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 48
Baixar para ler offline
Estudo e aplicação do
Framework Scrum
Rafael de Oliveira
Fatec - 2017
Quem sou eu...
• 9 anos de experiência com desenvolvimento de
software, sendo 4 deles estudando
Metodologias ágeis;
• Especialista em Engenharia de Software – USC;
• Bacharel em Ciência da Computação – USC;
• Gerente de Projetos Ágeis – New Way
Soluções Web e Mobile.;
• Palestrante e escrito de artigos no LinkedIn
sobre Metodologias Ágeis.
Agenda
1. Metodologias Ágeis;
2. Por que usar o Scrum?;
3. O que é Scrum?;
4. Documento de Requisitos e User Stories;
5. Kanban;
6. Perguntas;
Metodologias Ágeis
•O que é?
• Manifesto Ágil surgiu em 2001.
• Tem o objetivo de acelerar o desenvolvimento de software;
• Busca melhoria contínua;
• Aumento da comunicação e interação entre as equipes;
• Respostas rápidas a mudanças;
• Aumento da produtividade;
Princípios Ágeis
Software em funcionamentomais que
documentação abrangente.
Colaboração com o cliente mais que negociação
de contratos.
Responder a mudanças mais que seguir um plano.
Indivíduos e interação entre eles mais que
processos e ferramentas.
Tipos de Frameworks Ágeis
Scrum
FDD
TDD
XP
Less
(Extreme Programming)
(Test Driven Development)
(Feature Driven Development)
Nexus SAFe
Management 3.0
(Scaled Agile Framework)
Crystal
(Large Scaled Scrum)
O que é o Framework Scrum?
• O nome Scrum vem de uma jogada ou formação do Rugby;
• Framework para gerenciamento de projetos ágeis;
• Existem papéis e responsabilidades bem definidos;
• Possui diversas etapas e ritos que devem ser cumpridos para
se ter mais feedback, entregas frequentes e melhoria
contínua;
• Equipes enxutas e multidisciplinares;
• Ele não resolve os problemas, mas dá mecanismos para que a
EQUIPE “corra atrás” de soluções.
Porque usar o Scrum?
• Entregas frequentes;
• Aberto a mudanças;
• Qualidade;
• Visibilidade;
• Redução de desperdícios;
• Produtividade;
• Gestão compartilhada.
Entregas frequentes
• Retorno mais rápido ao investimento do cliente;
• Feedback rápido sobre o produto para que se realizem as
mudanças ou adições necessárias;
• Ciclos curtos de desenvolvimento.
Aberto a mudanças
• As mudanças são acolhidas como oportunidades e não como
acontecimentos indesejáveis;
• As mudanças também representam os detalhes do produto;
• As necessidades de negócios e consequentes especificações e
planos não são definidos detalhadamente no princípio do
projeto.
Qualidade
• Entregar um produto de qualidade é entregar um produto
que gere valor ao cliente;
• Cada ciclo de desenvolvimento deve possuir a qualidade
necessária para poder ser entregue aos clientes do projeto;
• É responsabilidade de TODOS.
Visibilidade
• Processos ágeis visam garantir a visibilidade, transparência e
senso de progresso do projeto;
• Participantes;
• Clientes;
• Demais partes interessadas do próprio time.
• Os clientes estão muito mais próximos e colaboram com o
time na evolução do produto.
Redução de desperdícios
• As regras e práticas do Scrum ajudam a evitar alguns tipos de
desperdícios:
• Produzir apenas o que os usuários irão utilizar;
• Planejar apenas com o nível de detalhes possível;
• Utilizar apenas os artefatos necessários e suficientes;
• Maior objetividade durante a Sprint de desenvolvimento.
Como gerar mais Produtividade?
• Rápida comunicação entre as equipes;
• Rápida adaptação;
• Inspeção constante;
• Produzir a solução mais simples e funcional (MVP).
Gestão Compartilhada
• Não existe um líder;
• As decisões e responsabilidades são de todos;
• Facilitadores;
• Disseminação de conhecimento;
• Utilizar o melhor de cada membro da equipe.
Benefícios do Scrum
Fonte: http://www.tiexames.com.br
• Entregas pequenas e parciais – 1
a 4 semanas;
• Entrega do maior valor agregado
mais cedo;
• Redução das incertezas;
• Motivação do time;
• Melhoria contínua;
• Cliente mais confiante.
• Times multifuncionais;
• Times capazes de se auto
organizarem;
• As tarefas são do time e todos
são responsáveis;
• Forte comprometimento com os
resultados.
Processo iterativo e incremental Auto organização
Pilares do Scrum
Transparência Inspeção Adaptação
Valores do Scrum
Comprometimento
Coragem
Foco
Respeito
Transparência
Scrum X Cascata
Framework Scrum
Papéis do Scrum
Papéis do Scrum
• É quem define o produto a ser desenvolvido;
• Prioriza as atividades dentro do Backlog;
• Conhece as sprints e a importância delas;
• Tem conhecimento de mercado, regras de
negócio e faz ponte entre cliente e o Time
Scrum.
Papéis do Scrum
• É quem orienta a equipe, assumindo papel
de Coach;
• Atua como facilitador e removedor de
impedimentos para o Time Scrum;
• Tem como missão garantir a adoção de
todas as práticas do Scrum e ágeis pela
equipe.
Papéis do Scrum
• Equipes de 3 a 9 pessoas;
• Multidisciplinares (Modelam, desenvolvem,
testam);
• Responsáveis pelas atividades e por estimar
o tempo de desenvolvimento das mesmas;
• Equipe Auto Gerenciada.
Eventos do Scrum
Sprint
Sprint
Planning
Daily
Scrum
Sprint
Review
Sprint
Retrosp
ective
Eventos do Scrum
• Trabalho realizado com iterações ou ciclos;
• Uma semana até um mês;
• Uma nova Sprint segue imediatamente a conclusão
da anterior;
• Deseja-se que não exista nenhuma alteração de
escopo ou pessoas durante o ciclo.
Sprint
Eventos do Scrum
• Reunião para entender e selecionar as atividades
que serão desenvolvidas na Sprint;
• Realizada com Product Owner, Scrum Master e
Time de Desenvolvimento;
• Time-box de 8 horas para Sprint de um mês;
• Define:
• Objetivo da Sprint;
• O que poderá ser entregue na Sprint;
• Como o trabalho a ser entregue será realizado.
• Planning Poker, Técnica de Moscow, Homem Hora...
Sprint
Planning
Eventos do Scrum
• Time-box de 15 minutos;
• Realizar para inspecionar o trabalho e reduzir a
complexidade;
• Respondido três perguntas:
• O que fiz ontem?
• O que vou fazer hoje?
• Possuo algum impedimento para continuar a atividade?
Daily
Scrum
Eventos do Scrum
• Time-box de 4 horas para Sprints de um mês;
• Revisar todo o trabalho que foi desenvolvido com
sucesso;
• Realizar entre Product Owner, Scrum Master e Time
de Desenvolvimento;
• Se necessário o Stakeholder pode participar.
Sprint
Review
Eventos do Scrum
• Realizada para verificar as lições aprendidas e falhas
que aconteceram durante a Sprint;
• Time-box de 3 horas para Sprints de um mês;
• A saída dessa reunião são melhorias para o processo
e para a equipe;
• Scrum Master e Time de Desenvolvimento.
Sprint
Retrospective
Artefatos do Scrum
Backlog
Sprint
Backlog
Planning
Poker
User
Stories
Task
Board
(Kanban)
Artefatos do Scrum
• Lista de todas as atividades que constituem a
versão futura do produto;
• Administrado pelo Product Owner, bem como
disponibilidade e prioridade das atividades;
• Dele saí as atividades para a Sprint;
• Para definição de prioridade pode ser utilizada a
Técnica de Moscow.
Backlog
Artefatos do Scrum
• Conjunto de atividades contidas na Sprint para
desenvolvimento;
• A saída desse artefato é um incremento pronto para
ser implantado no cliente.
Sprint
Backlog
Artefatos do Scrum
• Artefato com cartas de baralho numeradas utilizadas
para realizar estimativas de pontos ou horas;
• Baseada no consenso de todo o time;
• Utilizado na Sprint Planning;
• Sequência de Fibonacci.
Planning
Poker
Artefatos do Scrum
• Definir e organizar os requisitos de um sistema;
• Focam nos objetivos do usuário e como o sistema os
alcança;
• São descrições simples que descrevem uma
funcionalidade. Sendo recomendável que sejam escritas
segundo o ponto de vista do usuário;
• Devemos conseguir escrevê-las em um simples e
pequeno cartão;
• Podemos construir User Stories especificando o ator, a
ação e a funcionalidade desejada;
• Quem solicitou?, O que solicitou? E Por que solicitou?
User
Stories
Artefatos do Scrum
• É um quadro com cartões de atividades que visa
minimizar o trabalho em andamento, evitando assim
os gargalos em determinadas fases do processo;
• Com ele é possível:
• Visualizar o trabalho em andamento;
• Visualizar cada passo em sua cadeia de valor;
• Limitar o trabalho em progresso;
• Medir e gerenciar o fluxo das atividades.
• Busca mudanças incrementais e evolucionárias;
• Principais soluções on-line: Trello, Kanban Flow e Jira.
Task
Board
(Kanban)
Artefatos do Scrum
• Quando devo considerar trabalhar com o Kanban?
• Você tem se esforçado para implementar Métodos
Ágeis em sua organização, mas sem muito sucesso?
• Suas prioridades mudam diariamente?
• Precisa de uma transição gradual da execução em
cascata para o Agile, para evitar altos níveis de
resistência organizacional?
Task
Board
(Kanban)
Artefatos do Scrum
• Kanban – WIP:
• Work in Progress;
• Criar limitação de quantidade de atividades em cada
etapa do processo de desenvolvimento;
• Limitar é necessário e importante;
• Não existe um número mágico para o WIP.
Task
Board
(Kanban)
O WIP é um forte conceito do Kanban utilizado para
cadenciar as atividades no fluxo de desenvolvimento.
Modelos de Kanban
Modelos de Kanban
Modelos de Kanban
Equipe
Motivação
Confiança
Comunicação
Conhecimento Compartilhado
Valor
Qualidade
Melhoria Contínua
Responsabilidade
Framework Scrum: Estudo e aplicação do método ágil
Framework Scrum: Estudo e aplicação do método ágil
Framework Scrum: Estudo e aplicação do método ágil

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!Annelise Gripp
 
Palestra sobre metodologia Scrum
Palestra sobre metodologia ScrumPalestra sobre metodologia Scrum
Palestra sobre metodologia ScrumPersonal
 
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...Thiago Compan
 
Plano de Projeto de Software do​ Residents Control
Plano de Projeto de Software do​ Residents ControlPlano de Projeto de Software do​ Residents Control
Plano de Projeto de Software do​ Residents Controlazarael2607
 
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUMGerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUMLucas Vinícius
 
Scrum - Faça o dobro do trabalho na metade do tempo
Scrum - Faça o dobro do trabalho na metade do tempoScrum - Faça o dobro do trabalho na metade do tempo
Scrum - Faça o dobro do trabalho na metade do tempoFernando Fagonde
 
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do ScrumO Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do ScrumScrumHalf Tool
 
Apresentação sobre metodologia Scrum
Apresentação sobre metodologia ScrumApresentação sobre metodologia Scrum
Apresentação sobre metodologia ScrumIsaacBessa
 
Workshop Agilizando Projetos com SCRUM
Workshop Agilizando Projetos com SCRUMWorkshop Agilizando Projetos com SCRUM
Workshop Agilizando Projetos com SCRUMElumini Outdoing IT
 
Gerenciamento e desenvolvimento ágil de software
Gerenciamento e desenvolvimento ágil de softwareGerenciamento e desenvolvimento ágil de software
Gerenciamento e desenvolvimento ágil de softwareImpacta Eventos
 
Governança Ágil - Ágiles 2009
Governança Ágil - Ágiles 2009Governança Ágil - Ágiles 2009
Governança Ágil - Ágiles 2009Clavius Tales
 
Scrum - Gestão Ágil de Projetos de Software
Scrum - Gestão Ágil de Projetos de SoftwareScrum - Gestão Ágil de Projetos de Software
Scrum - Gestão Ágil de Projetos de SoftwareLucas Gonçalves Nadalete
 

Mais procurados (20)

Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
Scrum - Fundamentos, teorias e práticas!
 
Kanban em 10 passos
Kanban em 10 passosKanban em 10 passos
Kanban em 10 passos
 
Metodologia SCRUM
Metodologia SCRUMMetodologia SCRUM
Metodologia SCRUM
 
Um guia definitivo para o Scrum em Português
Um guia definitivo para o Scrum em PortuguêsUm guia definitivo para o Scrum em Português
Um guia definitivo para o Scrum em Português
 
Palestra sobre metodologia Scrum
Palestra sobre metodologia ScrumPalestra sobre metodologia Scrum
Palestra sobre metodologia Scrum
 
Agile SCRUM
Agile SCRUMAgile SCRUM
Agile SCRUM
 
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
Resumo do livro SCRUM a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo ...
 
Plano de Projeto de Software do​ Residents Control
Plano de Projeto de Software do​ Residents ControlPlano de Projeto de Software do​ Residents Control
Plano de Projeto de Software do​ Residents Control
 
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUMGerenciamento ágil de processos - SCRUM
Gerenciamento ágil de processos - SCRUM
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Scrum - Faça o dobro do trabalho na metade do tempo
Scrum - Faça o dobro do trabalho na metade do tempoScrum - Faça o dobro do trabalho na metade do tempo
Scrum - Faça o dobro do trabalho na metade do tempo
 
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do ScrumO Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
O Time Scrum e suas responsabilidades - Papéis do Scrum
 
Apresentação sobre metodologia Scrum
Apresentação sobre metodologia ScrumApresentação sobre metodologia Scrum
Apresentação sobre metodologia Scrum
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Workshop Agilizando Projetos com SCRUM
Workshop Agilizando Projetos com SCRUMWorkshop Agilizando Projetos com SCRUM
Workshop Agilizando Projetos com SCRUM
 
Trabalho scrum
Trabalho scrumTrabalho scrum
Trabalho scrum
 
Gerenciamento e desenvolvimento ágil de software
Gerenciamento e desenvolvimento ágil de softwareGerenciamento e desenvolvimento ágil de software
Gerenciamento e desenvolvimento ágil de software
 
Governança Ágil - Ágiles 2009
Governança Ágil - Ágiles 2009Governança Ágil - Ágiles 2009
Governança Ágil - Ágiles 2009
 
Scrum - Gestão Ágil de Projetos de Software
Scrum - Gestão Ágil de Projetos de SoftwareScrum - Gestão Ágil de Projetos de Software
Scrum - Gestão Ágil de Projetos de Software
 
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com ScrumGerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
Gerenciamento Ágil de Projetos com Scrum
 

Semelhante a Framework Scrum: Estudo e aplicação do método ágil

Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumApostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumMindMasterBrasil
 
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - KanbanMetodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - KanbanMatheus Costa
 
Workshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horasWorkshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horasWise Systems
 
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...Rosa Sampaio
 
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para QA | Desenvolvedores | e para o...
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para  QA | Desenvolvedores  | e para o...Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para  QA | Desenvolvedores  | e para o...
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para QA | Desenvolvedores | e para o...Rosa Sampaio
 
Quem é e qual o papel do Product Owner para o Negócio
Quem é e qual o papel do Product Owner para o NegócioQuem é e qual o papel do Product Owner para o Negócio
Quem é e qual o papel do Product Owner para o NegócioDaniel Calmazini
 
Métodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do Conhecimento
Métodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do ConhecimentoMétodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do Conhecimento
Métodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do ConhecimentoClaudia Hofart Guzzo
 
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetosCenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetosJoão Clineu - CTFL, CSM, CSD
 
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014Vanilton Pinheiro
 
#HubEscola2016 | Gestão ágil de projetos para "não TI" | Rafael Rocha
#HubEscola2016 | Gestão ágil de projetos para "não TI" | Rafael Rocha#HubEscola2016 | Gestão ágil de projetos para "não TI" | Rafael Rocha
#HubEscola2016 | Gestão ágil de projetos para "não TI" | Rafael RochaRafael Rocha
 
Extreme Programming (XP) e Scrum
Extreme Programming (XP) e ScrumExtreme Programming (XP) e Scrum
Extreme Programming (XP) e ScrumRafael Souza
 

Semelhante a Framework Scrum: Estudo e aplicação do método ágil (20)

Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do ScrumApostila Scrum: Fundamentos do Scrum
Apostila Scrum: Fundamentos do Scrum
 
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - KanbanMetodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
Metodologias Ágeis para Gestão e Planejamento de Projetos Scrum - XP - Kanban
 
Workshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horasWorkshop Scrum - 8 horas
Workshop Scrum - 8 horas
 
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
Scrum | Estimativas Ágil Consciente | Apresentação para Empresa Desenvolvedor...
 
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para QA | Desenvolvedores | e para o...
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para  QA | Desenvolvedores  | e para o...Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para  QA | Desenvolvedores  | e para o...
Scrum | Estimativa ágil | Apresentação para QA | Desenvolvedores | e para o...
 
Scrum
ScrumScrum
Scrum
 
Enter SCRUM
Enter SCRUMEnter SCRUM
Enter SCRUM
 
Scrum - conceitos iniciais
Scrum - conceitos iniciaisScrum - conceitos iniciais
Scrum - conceitos iniciais
 
Scrum Overview
Scrum OverviewScrum Overview
Scrum Overview
 
Quem é e qual o papel do Product Owner para o Negócio
Quem é e qual o papel do Product Owner para o NegócioQuem é e qual o papel do Product Owner para o Negócio
Quem é e qual o papel do Product Owner para o Negócio
 
Scrum trainning
Scrum trainningScrum trainning
Scrum trainning
 
Métodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do Conhecimento
Métodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do ConhecimentoMétodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do Conhecimento
Métodos Ágeis de Gestão de Projetos aplicados à Gestão do Conhecimento
 
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetosCenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos
Cenartec 2014 - FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos
 
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014
FPF Tech - SCRUM - Framework para desenvolver projetos - Cenartec 2014
 
Scrum workshop
Scrum   workshopScrum   workshop
Scrum workshop
 
Aula 3 - Engenharia de Software
Aula 3 - Engenharia de SoftwareAula 3 - Engenharia de Software
Aula 3 - Engenharia de Software
 
#HubEscola2016 | Gestão ágil de projetos para "não TI" | Rafael Rocha
#HubEscola2016 | Gestão ágil de projetos para "não TI" | Rafael Rocha#HubEscola2016 | Gestão ágil de projetos para "não TI" | Rafael Rocha
#HubEscola2016 | Gestão ágil de projetos para "não TI" | Rafael Rocha
 
Extreme Programming (XP) e Scrum
Extreme Programming (XP) e ScrumExtreme Programming (XP) e Scrum
Extreme Programming (XP) e Scrum
 
Processos Ágeis
Processos Ágeis Processos Ágeis
Processos Ágeis
 
Scrum em 1h.
Scrum em 1h.Scrum em 1h.
Scrum em 1h.
 

Framework Scrum: Estudo e aplicação do método ágil

  • 1. Estudo e aplicação do Framework Scrum Rafael de Oliveira Fatec - 2017
  • 2. Quem sou eu... • 9 anos de experiência com desenvolvimento de software, sendo 4 deles estudando Metodologias ágeis; • Especialista em Engenharia de Software – USC; • Bacharel em Ciência da Computação – USC; • Gerente de Projetos Ágeis – New Way Soluções Web e Mobile.; • Palestrante e escrito de artigos no LinkedIn sobre Metodologias Ágeis.
  • 3. Agenda 1. Metodologias Ágeis; 2. Por que usar o Scrum?; 3. O que é Scrum?; 4. Documento de Requisitos e User Stories; 5. Kanban; 6. Perguntas;
  • 4. Metodologias Ágeis •O que é? • Manifesto Ágil surgiu em 2001. • Tem o objetivo de acelerar o desenvolvimento de software; • Busca melhoria contínua; • Aumento da comunicação e interação entre as equipes; • Respostas rápidas a mudanças; • Aumento da produtividade;
  • 5. Princípios Ágeis Software em funcionamentomais que documentação abrangente. Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos. Responder a mudanças mais que seguir um plano. Indivíduos e interação entre eles mais que processos e ferramentas.
  • 6. Tipos de Frameworks Ágeis Scrum FDD TDD XP Less (Extreme Programming) (Test Driven Development) (Feature Driven Development) Nexus SAFe Management 3.0 (Scaled Agile Framework) Crystal (Large Scaled Scrum)
  • 7.
  • 8. O que é o Framework Scrum? • O nome Scrum vem de uma jogada ou formação do Rugby; • Framework para gerenciamento de projetos ágeis; • Existem papéis e responsabilidades bem definidos; • Possui diversas etapas e ritos que devem ser cumpridos para se ter mais feedback, entregas frequentes e melhoria contínua; • Equipes enxutas e multidisciplinares; • Ele não resolve os problemas, mas dá mecanismos para que a EQUIPE “corra atrás” de soluções.
  • 9. Porque usar o Scrum? • Entregas frequentes; • Aberto a mudanças; • Qualidade; • Visibilidade; • Redução de desperdícios; • Produtividade; • Gestão compartilhada.
  • 10. Entregas frequentes • Retorno mais rápido ao investimento do cliente; • Feedback rápido sobre o produto para que se realizem as mudanças ou adições necessárias; • Ciclos curtos de desenvolvimento.
  • 11. Aberto a mudanças • As mudanças são acolhidas como oportunidades e não como acontecimentos indesejáveis; • As mudanças também representam os detalhes do produto; • As necessidades de negócios e consequentes especificações e planos não são definidos detalhadamente no princípio do projeto.
  • 12. Qualidade • Entregar um produto de qualidade é entregar um produto que gere valor ao cliente; • Cada ciclo de desenvolvimento deve possuir a qualidade necessária para poder ser entregue aos clientes do projeto; • É responsabilidade de TODOS.
  • 13. Visibilidade • Processos ágeis visam garantir a visibilidade, transparência e senso de progresso do projeto; • Participantes; • Clientes; • Demais partes interessadas do próprio time. • Os clientes estão muito mais próximos e colaboram com o time na evolução do produto.
  • 14. Redução de desperdícios • As regras e práticas do Scrum ajudam a evitar alguns tipos de desperdícios: • Produzir apenas o que os usuários irão utilizar; • Planejar apenas com o nível de detalhes possível; • Utilizar apenas os artefatos necessários e suficientes; • Maior objetividade durante a Sprint de desenvolvimento.
  • 15. Como gerar mais Produtividade? • Rápida comunicação entre as equipes; • Rápida adaptação; • Inspeção constante; • Produzir a solução mais simples e funcional (MVP).
  • 16. Gestão Compartilhada • Não existe um líder; • As decisões e responsabilidades são de todos; • Facilitadores; • Disseminação de conhecimento; • Utilizar o melhor de cada membro da equipe.
  • 17. Benefícios do Scrum Fonte: http://www.tiexames.com.br • Entregas pequenas e parciais – 1 a 4 semanas; • Entrega do maior valor agregado mais cedo; • Redução das incertezas; • Motivação do time; • Melhoria contínua; • Cliente mais confiante. • Times multifuncionais; • Times capazes de se auto organizarem; • As tarefas são do time e todos são responsáveis; • Forte comprometimento com os resultados. Processo iterativo e incremental Auto organização
  • 18. Pilares do Scrum Transparência Inspeção Adaptação
  • 20.
  • 22.
  • 25. Papéis do Scrum • É quem define o produto a ser desenvolvido; • Prioriza as atividades dentro do Backlog; • Conhece as sprints e a importância delas; • Tem conhecimento de mercado, regras de negócio e faz ponte entre cliente e o Time Scrum.
  • 26. Papéis do Scrum • É quem orienta a equipe, assumindo papel de Coach; • Atua como facilitador e removedor de impedimentos para o Time Scrum; • Tem como missão garantir a adoção de todas as práticas do Scrum e ágeis pela equipe.
  • 27. Papéis do Scrum • Equipes de 3 a 9 pessoas; • Multidisciplinares (Modelam, desenvolvem, testam); • Responsáveis pelas atividades e por estimar o tempo de desenvolvimento das mesmas; • Equipe Auto Gerenciada.
  • 29. Eventos do Scrum • Trabalho realizado com iterações ou ciclos; • Uma semana até um mês; • Uma nova Sprint segue imediatamente a conclusão da anterior; • Deseja-se que não exista nenhuma alteração de escopo ou pessoas durante o ciclo. Sprint
  • 30. Eventos do Scrum • Reunião para entender e selecionar as atividades que serão desenvolvidas na Sprint; • Realizada com Product Owner, Scrum Master e Time de Desenvolvimento; • Time-box de 8 horas para Sprint de um mês; • Define: • Objetivo da Sprint; • O que poderá ser entregue na Sprint; • Como o trabalho a ser entregue será realizado. • Planning Poker, Técnica de Moscow, Homem Hora... Sprint Planning
  • 31. Eventos do Scrum • Time-box de 15 minutos; • Realizar para inspecionar o trabalho e reduzir a complexidade; • Respondido três perguntas: • O que fiz ontem? • O que vou fazer hoje? • Possuo algum impedimento para continuar a atividade? Daily Scrum
  • 32. Eventos do Scrum • Time-box de 4 horas para Sprints de um mês; • Revisar todo o trabalho que foi desenvolvido com sucesso; • Realizar entre Product Owner, Scrum Master e Time de Desenvolvimento; • Se necessário o Stakeholder pode participar. Sprint Review
  • 33. Eventos do Scrum • Realizada para verificar as lições aprendidas e falhas que aconteceram durante a Sprint; • Time-box de 3 horas para Sprints de um mês; • A saída dessa reunião são melhorias para o processo e para a equipe; • Scrum Master e Time de Desenvolvimento. Sprint Retrospective
  • 35. Artefatos do Scrum • Lista de todas as atividades que constituem a versão futura do produto; • Administrado pelo Product Owner, bem como disponibilidade e prioridade das atividades; • Dele saí as atividades para a Sprint; • Para definição de prioridade pode ser utilizada a Técnica de Moscow. Backlog
  • 36. Artefatos do Scrum • Conjunto de atividades contidas na Sprint para desenvolvimento; • A saída desse artefato é um incremento pronto para ser implantado no cliente. Sprint Backlog
  • 37. Artefatos do Scrum • Artefato com cartas de baralho numeradas utilizadas para realizar estimativas de pontos ou horas; • Baseada no consenso de todo o time; • Utilizado na Sprint Planning; • Sequência de Fibonacci. Planning Poker
  • 38. Artefatos do Scrum • Definir e organizar os requisitos de um sistema; • Focam nos objetivos do usuário e como o sistema os alcança; • São descrições simples que descrevem uma funcionalidade. Sendo recomendável que sejam escritas segundo o ponto de vista do usuário; • Devemos conseguir escrevê-las em um simples e pequeno cartão; • Podemos construir User Stories especificando o ator, a ação e a funcionalidade desejada; • Quem solicitou?, O que solicitou? E Por que solicitou? User Stories
  • 39. Artefatos do Scrum • É um quadro com cartões de atividades que visa minimizar o trabalho em andamento, evitando assim os gargalos em determinadas fases do processo; • Com ele é possível: • Visualizar o trabalho em andamento; • Visualizar cada passo em sua cadeia de valor; • Limitar o trabalho em progresso; • Medir e gerenciar o fluxo das atividades. • Busca mudanças incrementais e evolucionárias; • Principais soluções on-line: Trello, Kanban Flow e Jira. Task Board (Kanban)
  • 40. Artefatos do Scrum • Quando devo considerar trabalhar com o Kanban? • Você tem se esforçado para implementar Métodos Ágeis em sua organização, mas sem muito sucesso? • Suas prioridades mudam diariamente? • Precisa de uma transição gradual da execução em cascata para o Agile, para evitar altos níveis de resistência organizacional? Task Board (Kanban)
  • 41. Artefatos do Scrum • Kanban – WIP: • Work in Progress; • Criar limitação de quantidade de atividades em cada etapa do processo de desenvolvimento; • Limitar é necessário e importante; • Não existe um número mágico para o WIP. Task Board (Kanban) O WIP é um forte conceito do Kanban utilizado para cadenciar as atividades no fluxo de desenvolvimento.