Do movimento sofista à filosofia moral

4.365 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.365
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Do movimento sofista à filosofia moral

  1. 1. DO MOVIMENTO SOFISTA À FILOSOFIA MORAL.
  2. 2. Significou a passagem da physis ao MOVIMENTO SOFISTA homem em sociedade. • Cobravam por seus ensinamentos.Vem do gregoSophos = sábio • Ensinavam a retórica / arte da persuasão. • projeção do homem em sociedade areté: virtude Sofistas Maiores: ligados à aristocracia ateniense. Sofistas menores: pertencentes camada emergente de artesãos e comerciantes.
  3. 3. “o homem é a medida de todas as coisas” Critério de decisão Protágoras(481-420 a. C.)Foi professor de Relativismo: o conhecimento é relativo a Péricles cada um; uma coisa pode ter significados diferentes para as pessoas. Nada é bom ou ruim; verdadeiro ou falso. Tudo é estabelecido da relação sujeito/objeto, através de suas percepções. • utilitarismo primitivo: “uma coisa é verdadeira quando é util.”
  4. 4. Diferentemente dos sofistas Sócrates não concordava com a ideia de vender seus discursos. Método socrático Areté: Parir das ideias trata-se da SÓCRATES identificação(469 – 399 a.C.) dos Ironia: através de Maiêutica: concentra- princípios interrogações Sócrates se na ideia de que o morais absolutos conduzia seus conhecimento é baseados na Junto a seguidores ao inerente ao ser razão. Protágoras é desenvolvimento humano, basta considerado racional. perguntas adequadas. fundador daFilosofia moral. “conhece-te a ti mesmo” Tenha consciência de Reconhecimento da ignorância tua ignorância diante das questões humanas “sei que nada sei”
  5. 5. MORAL OU ÉTICA?A moral corresponde ao tipo deprincípios, valores e normas queregem a conduta dos sereshumanos em sociedade. Ética diz respeito a área específica do saber filosófico que consiste na verificação racional dos fundamentos da moralidade.
  6. 6. “ Estás enganado, se pensas que um homem de bem deve ficar pensando, aopraticar seus atos, sobre a possibilidade de vida ou morte. O homem de valor moral deve considerar apenas, em seus atos, se eles são justos ou injustos, corajosos ou covardes”. PLATÃO. Defesa de Sócrates, p. 14(adaptado)
  7. 7. Platão (427-347 a. C)
  8. 8. O pensamento Platônico é dividido em três períodos: Socrático, Intermediário e Maturidade. • Buscou resgatar a imagem de Sócrates. Período socrático • ocorre a valorização da razão e da ética. (393-389 a. C.) •Diálogos em forma de aporia (nenhuma conclusão estabelecida)Platão (427-347 a. C) • Filosofia baseada não somente em Período questões éticas / morais. intermediário • Formulação da teoria das ideias. (385-370 a. C.) • A reminiscência platônica.Em 387 a. C. fundou a • Método dialético escola chamada academia, nos subúrbios de Atenas Período da • Considerado o período de auto-crítica maturidade platônica. • Identificação e antecipação dos pontos (369-347 a.C.) vulneráveis de sua teoria.
  9. 9. O MUNDO DAS IDEIAS Para Platão o conhecimento verdadeiro é dividido hierarquicamente em MUNDO INTELIGÍVEL MUNDO SENSÍVEL• Eterno e imutável • Percebido pelos sentidos• Onde reside a verdade • Universo material• Responsável pelo mundo sensível. • Copias físicas do inteligível Mundo da razão = causa de tudo que existe. Prevalecem as aparências = nos enganam. Verdade opinião Foram criados por um deus inferior, demiurgo = Artesão do mundo
  10. 10. HOMEM; CORPO E ALMA Alma Dualidade Corpo PlatônicaImortal, imutável, inteligível Matéria, perecível, sensível Guia a alma, habitação da razão Racional Emoções superiores: honra, ódio, injustiça = obedece a razão. Emocional Desejos inferiores, Sensual carnais, rebelde.
  11. 11. Como a alma é imortal, quando em A REMINISCÊNCIA OU REMEMORAÇÃO contato com o homem (sensível), ela estaria reconhecendo ideias passadas. A aprendizagem é sinônimo de recordação. ARTE O belo, é entendido por Platão como algo uno, atingidoPara Platão, os artistas são inúteis já que, através da alma. a arte nada mais é do que a cópia do BELO mundo das ideias. A ideia de beleza esta contida no Baseada na areté. mundo inteligivel.EDUCAÇÃO o ser humano deve ser educado para a virtude.
  12. 12. O Estado Proposto por Platão 1º (20 ano) O Estado Identificaria as assumiria o papel “alma de bronze” da Educação Deveriam dedica-se a subsistência da cidade. 2º (30 anos)ESTADO IDEAL Educação para Identificaria as (Cidade Bela) todos até os 20 “almas de Prata” Callipolis anos de idade Deveriam dedicarem-se a defesa da Cidade O Estado orientaria 3º (50 anos) a Eugenia Identificaria as (reprodução humana) “almas de Ouro” Caberia a eles o governa da Cidade

×