10º encontro pnaic 2014 vânia ok

2.824 visualizações

Publicada em

CADERNO 6 PANAIC MATEMÁTICA 2014
GRANDEZAS E MEDIDAS

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.824
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
18
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
87
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

10º encontro pnaic 2014 vânia ok

  1. 1. Pacto Nacional Pela Alfabetização na Idade Certa Bom dia! Orientadora de Estudo do PNAIC Rozivania Lima Vicência, 08 de novembro 2014.
  2. 2. Acolhida Adoração ao Senhor!
  3. 3. Leitura deleite
  4. 4. Para Casa Socialização
  5. 5. Retomando... Reflexões/ Cobranças PARA CASA/ PARA ESCOLA/ PARA VIDA (Socialização das atividades desenvolvidas na escola e que não foram entregues)  Fazer o registro no caderno de planejamento e enviar fotos para o e-mail da turma, relatos e mediações de leituras; ( faltam muitos)  O e-mail da turma não está sendo utilizado;  Em muitos casos o planejamento não tem seguido o que estudamos;  O ambiente alfabetizador por uma boa parte, não tem seguido o padrão;  Muitos alunos não avançaram na aprendizagem;  E as sequências didáticas?  O compromisso?  A alfabetização das crianças no 3º ano?  O relato de experiência?
  6. 6. ANA Avaliação Nacional de Alfabetização
  7. 7. ANA Avaliação Nacional de Alfabetização POR ESCOLA UNIDADE ESCOLAR ALUNOS LEITURA ESCRITA MATEMÁTICA M P Formaçã o Docente 1 a 4 Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 4 Sem Pontos Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 4 Nível 1 Nível 2 Nível 3 Nível 4 ESCOLA MUNICIPAL MARIA JOSÉ MONTEIRO 19 13 50,00 Grupo 2 71,43 14,29 14,29 0 28,57 28,57 28,57 14,29 0 50 33,33 0 16,67 ESCOLA MUNICIPAL JACY ESTELITA 23 16 0,00 Grupo 2 25 50 25 0 12,5 25 37,5 12,5 12,5 25 37,5 25 12,5 ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ RUFINO 27 21 40,00 Grupo 2 45,45 36,36 9,09 9,09 0 33,33 22,22 22,22 22,22 40 30 10 20 ESCOLA MUNICIPAL LUIZA COUTINHO 52 37 0,00 Grupo 3 33,23 42,95 14,32 9,51 5,29 24,52 15,87 24,52 29,81 12,09 56,59 24,91 6,41 ESCOLA MUNICIPAL NAPOLEAO XAVIER 58 42 14,29 Grupo 3 56,32 21,84 17,82 4,02 15,24 0 23,79 41,34 19,63 35,21 39,75 11,14 13,89 ESCOLA MUNICIPAL JUVENATO Pe. GUEDES 71 68 40,00 Grupo 3 42,8 31,46 22,85 2,9 8,45 31,53 11,42 28,56 20,03 33,21 48,47 15,25 3,07 ESCOLA MUNICIPAL COMUNIDADE CRISTA 44 39 14,29 Grupo 1 52,22 32,22 15,56 0 15,56 32,22 0 42,22 10 60,71 26,79 12,5 0 ESCOLA MUNICIPAL ALFREDO GOMES 43 26 12,50 Grupo 2 72,09 27,91 0 0 5,43 61,24 10,85 22,48 0 62,79 25 6,1 6,1 ESCOLA MUNICIPAL LUIZ MARANHAO 94 62 8,33 Grupo 3 52,98 25,58 18,74 2,7 7,71 44,06 16,75 21,07 10,41 53,12 29,02 0 17,86 ESCOLA MUNICIPAL URBANO RAMOS 87 66 54,17 Grupo 2 45,78 42 9,61 2,61 0 43,15 7,21 40,7 8,93 58,83 29,37 9,18 2,61 ESCOLA MUL MARIA DE LOURDES MOURA 35 26 33,33 Grupo 3 30,77 30,77 23,08 15,38 0 23,08 0 53,85 23,08 30,77 46,15 7,69 15,38 ESCOLA MUNICIPAL DR BENJAMIN AZEVEDO 24 17 10,00 Grupo 1 66,67 11,11 22,22 0 42,86 28,57 0 28,57 0 71,43 14,29 14,29 0
  8. 8. ANA Avaliação Nacional de Alfabetização
  9. 9. Nível 4 – ANA (Leitura, Escrita e Matemática)
  10. 10. Nível 4 – ANA Leitura
  11. 11. Nível 4 – ANA Escrita
  12. 12. Matemática-ANA
  13. 13. Relatos de Experiências
  14. 14. Ponto de partida para a produção dos relatos do PNAIC Experiências dos professores alfabetizadores
  15. 15. O quê? tema Contexto social de produção textual Onde? suporte textual Para quê? objetivo Para quem? interlcutor Como? gênero
  16. 16. Como fazer um relato de experiência? 1. Tipo de Atividades: Sequência Didática, Projeto Didático, Atividades Permanentes, Atividades exploratórias; 2. Justificativa; 3. Conteúdos Trabalhados; (interdisciplinar) 4. Público Alvo; 5. Problematização do conteúdo; 6. Objetivos; 7. Materiais utilizados; 8. Produções das crianças; 9. Tempo definido para realização das atividades; 10. Período em que a experiência foi vivenciada; 11. Contempla várias áreas de conhecimento; 12. Eixos de ensino contemplados; 13. Direitos de aprendizagem contemplado; 14. Estratégias de avaliação; 15. Sistematização de conteúdos.
  17. 17. VAMOS?
  18. 18. GEOMETRIA Grandezas e Medidas Caderno 6 Espaço e Forma Caderno 5
  19. 19. Iniciando A Conversa Este caderno apresenta uma configuração com abordagens, sequências didáticas e encaminhamentos teóricos que, no conjunto, têm como objetivo oferecer aos professores possibilidades de trabalhar de modo adequado o eixo Grandezas e Medidas, considerando os diferentes contextos.
  20. 20. Objetivos / Caderno 6  construir estratégias para medir comprimento, massa, capacidade e tempo, utilizando unidades não padronizadas e seus registros; compreender o processo de medição, validando e aprimorando suas estratégias;  reconhecer, selecionar e utilizar instrumentos de medida apropriados à grandeza (tempo, comprimento, massa, capacidade), com compreensão do processo de medição e das características do instrumento escolhido;  produzir registros para comunicar o resultado de uma medição, explicando, quando necessário, o modo como ela foi obtida;  comparar comprimento de dois ou mais objetos para identificar: maior, menor, igual, mais alto, mais baixo, etc.;  identificar a ordem de eventos em programações diárias, usando palavras como: antes, depois, etc.;  reconhecer a noção de intervalo e período de tempo para o uso adequado na realização de atividades diversas;  construir a noção de ciclos através de períodos de tempo definidos por meio de diferentes unidades: horas, semanas, meses e ano;  identificar unidades de tempo – dia, semana, mês, bimestre, semestre, ano - e utilizar calendários e agenda; além de estabelecer relações entre as variadas unidades de tempo;  leitura de horas, comparando relógios digitais e analógicos;  reconhecer cédulas e moedas que circulam no Brasil e de possíveis trocas entre cédulas e moedas em função de seus valores em experiências com dinheiro em brincadeiras ou em situações de interesse das crianças.
  21. 21. Revisando: A MEDIDA EM NOSSAS VIDAS Eliane Costa Santos Júlio César do Valle Keli Mota Bezerra Maria do Carmo Santos Domite Régis Luíz Lima de Souza Rodrigo Abreu Valdirene Rosa de Souza Vanisio Luiz Silva
  22. 22. O ato de medir é muito comum em nosso dia a dia, leva, em geral, à necessidade do uso de números: estamos sempre falando do número de quilômetros em uma viagem, quantos dias faltam para o Natal ou para nosso aniversário, quantos quilogramas engordamos depois das festas de final de ano, etc. Os números nos informam como está a temperatura e o índice de umidade do ar, ou poderiam dizer quanto a água está “dura” expressando a concentração de cálcio ou, ainda, poderiam expressar uma unidade quase desconhecida como o albedo, que nos diz sobre o quanto um objeto reflete a luz. O ato de medir está tão presente no nosso dia a dia como o ato de contar e as medições são sempre expressas por números, mesmo que sejam medidas de grandezas das quais nunca ouvimos falar.
  23. 23. No entanto, o ensino e a aprendizagem das medidas na Educação Fundamental tem sido uma das mais frustrantes experiências para alunos e professores. Há dificuldades em falar sobre medida de tempo, de temperatura, de capacidade, dificuldades em converter uma unidade em outra e dificuldades com fórmulas. Embora aspectos como a conversão de unidades e o uso de fórmulas não sejam alvo do Ciclo de Alfabetização – que deve privilegiar a construção da noção de grandeza e de medida –, uma abordagem adequada do ponto de vista conceitual e didático neste ciclo poderá ajudar a minimizar estas dificuldades nos ciclos posteriores.
  24. 24. Revisando: A IMPORTÂNCIA DE ENSINAR GRANDEZAS E MEDIDAS Danilo Pereira Munhoz Mabi Katien Batista de Paula Mara Sueli Simão Moraes
  25. 25. Por que trabalhar Grandezas e Medidas na Educação Infantil e no Ensino Fundamental? • As grandezas (comprimento, massa, capacidade etc.) devem ser trabalhadas desde a Educação Infantil; • Parte-se da experiência da criança com o próprio corpo (unidades não padronizadas de medida de comprimento) para explorar múltiplas vivências dos educandos. • Compreender como o aluno está pensando é uma importante chave para fazer intervenções pertinentes, contribuindo para que o aluno tome consciência de seus erros e possa superá-los. Lima, Bellemain e Lima
  26. 26. O OLHAR OBSERVADOR Eliane Costa Santos Júlio César do Valle Keli Mota Bezerra Maria do Carmo Santos Domite Régis Luíz Lima de Souza Rodrigo Abreu Valdirene Rosa de Souza Vanisio Luiz Silva
  27. 27. Uma grande tarefa junto às crianças do campo ou da zona urbana, pode ser a de aprender a reconhecer os atributos que podem ser medidos. Uma lista parcial desses atributos, em ordem alfabética, está apresentada a seguir. Muitos deles, se não todos, estudados no ensino fundamental: área, capacidade, comprimento, densidade, distância, massa, temperatura, volume, entre outros. Tais aspectos são explorados em certas atividades que aparecem em livros didáticos onde, por exemplo, é apresentada uma lista de produtos e os alunos são solicitados a indicar os quais são comprados em função de uma determinada grandeza, de algo que pode ser medido.
  28. 28. TRABALHO COLETIVO ANÁLISE DAS ATIVIDADES RETIRADAS DO LIVRO DIDÁTICO RESPONDER... -Qual a grandeza abordada na questão? - O instrumento de medida é convencional ou não convencional? -Qual a unidade de medida utilizada?
  29. 29.  Qual a grandeza abordada na questão?  O instrumento de medida convencional ou não convencional?  Qual a unidade de medida utilizada? Grandezas abordadas: •Massa •Temperatura •Comprimento •Capacidade/ volume •Área •Tempo Medida utilizada: • Convencional • Não convencional;  Unidade de medida: •Balança •Clima, observação do tempo, observação do tamanho, vasilhas, observação da plantação, observação do tempo.
  30. 30. Grandezas abordadas: •Comprimento Medida utilizada: • Não convencional;  Unidade de medida: • Os dedos, e as mãos
  31. 31. Grandezas abordadas: •Capacidade/ volume Medida utilizada: • convencional; • Copo • Colher  Unidade de medida: •litro
  32. 32. Grandezas abordadas: •Tempo •Temperatura •Comprimento •Massa Medida utilizada: • Convencional;  Unidade de medida: • Relógio • termômetro • Metro articulado • balança
  33. 33. Grandezas abordadas: •Massa •Capacidade/ volume Medida utilizada: • Convencional;  Unidade de medida: •Litro •Quilograma
  34. 34. Grandezas abordadas: •Capacidade/ volume Medida utilizada: • Convencional; • Copo  Unidade de medida: •Litro
  35. 35. Grandezas abordadas: •Massa Medida utilizada: • Convencional;  Unidade de medida: •Quilograma
  36. 36. Grandezas abordadas: •Comprimento Medida utilizada: • Convencional -régua  Unidade de medida: •Centímetro
  37. 37. Grandezas abordadas: •Capacidade/ volume Medida utilizada: • Convencional;  Unidade de medida: •Litro e militro
  38. 38. Grandezas abordadas: •Tempo Medida utilizada: • Convencional;  Unidade de medida: • hora
  39. 39. Grandezas abordadas: •Valor monetário Medida utilizada: • Convencional;  Unidade de medida: • Cédulas e moedas
  40. 40. HORA DO LANCHE
  41. 41. Leitura deleite
  42. 42. VALOR MONETÁRIO Emerson Rolkouski
  43. 43. Quando falamos no trabalho com o valor monetário na escola, o que mais encontramos na prática são os projetos pedagógicos que resultam na criação de mercadinhos, alguns sofisticados a ponto de tomarem um tempo que pode até ser excessivo, se avaliado em relação aos conteúdos que abordam. Por outro lado, é certo que atividades como essa podem fazer parte do repertório do professor do ciclo de alfabetização, que deve avaliar a adequação do tempo destinado a cada conteúdo.
  44. 44. Com a atividade do mercadinho, as crianças terão oportunidade de realizar compras, vendas e trocas de moedas, cumprindo dois objetivos dos Direitos de Aprendizagem: o de reconhecer as cédulas e moedas do nosso Sistema Monetário e o de compreender as trocas possíveis. Além disso, aos poucos irão desenvolver um senso monetário, fazendo com que construam as noções (abstratas e subjetivas) de “barato” e “caro”. É um momento propício para as elaborações de problemas de estrutura multiplicativa e aditiva.
  45. 45. TRABALHO EM GRUPO
  46. 46. TRABALHO EM GRUPO LIVROS:  O Comprido  O Estreito  Gabi, perdi a hora  Tempo, tempo, tempo:Quem pode com ele  A economia de Maria  A lua dentro do coco
  47. 47. TRABALHO EM GRUPO Planejamento:  Indicação do Ano: 3º Ano  Áreas de Conhecimento:  Conteúdos:  Estratégias:  Recursos:  Avaliação:  (1º Momento e 2º Momento)
  48. 48. SOCIALIZAÇÃO
  49. 49. Almoço
  50. 50. Mediação de Leitura
  51. 51. Atividade Individual  Contorne os seus pés com sapato;  Contorne os seus pés sem sapatos;
  52. 52. Trabalho coletivo  Compare com o desenho do sapato de suas colegas para ver em qual deles seu pé cabe.  Compare também os contornos dos pés. -Qual é maior? -Qual é menor? SOCIALIZAÇÃO
  53. 53. Os professores podem organizar uma tabela junto com seus alunos, que faça uma síntese de diversos objetos e grandezas associadas, por exemplo:
  54. 54. “TEMPO” Questões iniciais: Discutindo sobre o tempo:
  55. 55. Leitura Individual Págs.28 a 31
  56. 56. Leitura Compartilhada Págs.53 a 62
  57. 57. TEMPO CABEÇA, TEMPO MÃO será que a cabeça tem o mesmo tempo que a mão? o tempo do pensamento, o tempo da ação [...] Arnaldo Antunes Carlos Roberto Vianna
  58. 58. Exibição do vídeo: TV Ra-Tim-Bum
  59. 59. Trabalho em Grupos Instrumentos de Medidas Calendários
  60. 60. Comando:  Leitura do Relato da professora Marlene Brunnquell (CONSTRUINDO CALENDÁRIOS)
  61. 61. Grupo 1: Confeccionar um calendário Anual Grupo 2: Confeccionar um calendário Mensal Grupo 3: confeccionar um calendário Semanal Grupo 4: confeccionar um calendário do Diário Grupo 5: confeccionar o calendário do relato
  62. 62. Socializando...
  63. 63. Sistematizando... “Gêneros Textuais relacionados ao tempo”
  64. 64. Referências Bibliográficas  BRASIL. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. Caderno 6. Grandezas e Medidas. MEC / SEB. Brasília, 2014;  Consulta do do Seminário 3 do CEEL /NEMAT.  Consulta do Material da orientadora Camila Ribeiro.
  65. 65. Reflexão:
  66. 66. Avaliação do Encontro
  67. 67. PARA CASA E ESCOLA  Executar a sequência didática planejada na aula de hoje;  Trabalhar os itens da ANA;  Fazer o Relato de experiência.
  68. 68. Rozivania Lima wanyacastro13@gmail.com pnaic3vicencia@gmail.com Celular: (81) 9873-2269

×