1 
CONTABILIDADE E GESTÃO 
ESTRATÉGICA DE CUSTOS 
Formas de Organização Empresarial 
1 
CONTABILIDADE (DEFINIÇÃO) 
— Conta...
2 
USUÁRIOS DA CONTABILIDADE (internos ou externos) 
EMPRESA 
3 
Investidores 
Fornecedores 
Bancos 
Governos 
Administrad...
3 
5 
2 
PATRIMÔNIO 
— As obrigações representam as dívidas que a 
entidade contrai junto a terceiros. Em 
contabilidade, ...
4 
— O PATRIMÔNIO LÍQUIDO é o resultado obtido pela diferença 
entre os elementos positivos (bens e direitos) e os 
elemen...
5 
DEMONSTRATIVO DO RESULTADO DO EXERCICIO (DRE) 
RECEITA OPERACIONAL BRUTA 
Venda de Produtos (1000 unidades x preço de v...
6 
Firma Individual (único proprietário) 
PONTOS FORTES: 
— O proprietário recebe todos os 
lucros e assume todos os preju...
7 
13 
2 
FORMAS BÁSICAS DE ORGANIZAÇÃO EMPRESARIAL 
SOCIEDADE LIMITADA 
DOIS OU MAIS PROPRIETÁRIOS OPERANDO 
JUNTOS COM F...
8 
Sociedade Limitada dois sócios ou mais (Partnership) 
PONTOS FRACOS: 
— Os proprietários, normalmente 
tem responsabili...
9 
SOCIEDADE ANÔNIMA - AÇÃO 
— AÇÃO é um titulo representativo da menor parcela em 
que se divide o capital de uma Empresa...
10 
SOCIEDADE POR AÇÕES (S/A) 
PONTOS FORTES: 
— Os proprietários tem responsabilidade 
limitada o que garante que não pod...
11 
MEI ME EPP EMPRESA NORMAL 
21 
Simples 
EIRELI 
Até R$ 
Até R$ 
3.6 
Por opção ou com 
faturamento acima 
Simples 
Nac...
12 
CLASSIFICAÇÃO POR FATURAMENTO 
— A Sociedade Empresarial de Grande Porte 
(ainda que não constituída sob a forma de 
s...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 2 - Financeira Patrimônio - Formas de organização empresarial - Parte 1

638 visualizações

Publicada em

Financeira Patrimônio - Formas de organização empresarial - Parte 1

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
638
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 2 - Financeira Patrimônio - Formas de organização empresarial - Parte 1

  1. 1. 1 CONTABILIDADE E GESTÃO ESTRATÉGICA DE CUSTOS Formas de Organização Empresarial 1 CONTABILIDADE (DEFINIÇÃO) — Contabilidade é a ciência social que estuda e controla o patrimônio das entidades mediante o registro de dados, com a finalidade de oferecer informações sobre sua composição e suas variações aos seus usuários internos e externos. — A Contabilidade é a linguagem dos negócios. Ela mede os resultados das empresas, avalia o desempenho dos negócios e dá diretrizes para tomada de decisões. — A Contabilidade pode ser feita para Pessoa Física ou Pessoa Jurídica. 2
  2. 2. 2 USUÁRIOS DA CONTABILIDADE (internos ou externos) EMPRESA 3 Investidores Fornecedores Bancos Governos Administradores Concorrentes PATRIMÔNIO 4 2 — Patrimônio é o conjunto de bens, direitos e obrigações avaliáveis em moeda e vinculados a uma entidade pela propriedade, por cessão ou a qualquer título. — Bens podem ser definidos como itens avaliados em moeda e capazes de satisfazer às necessidades das entidades, sejam estas pessoas físicas ou jurídicas. Podem ser divididos em bens tangíveis ou intangíveis. — Direitos, em contabilidade, são os valores a receber de terceiros. São gerados por meio das operações da entidade, como prestar serviços, alugar um imóvel, vender mercadorias a prazo.
  3. 3. 3 5 2 PATRIMÔNIO — As obrigações representam as dívidas que a entidade contrai junto a terceiros. Em contabilidade, esse item também pode ser chamado de obrigações exigíveis ou somente exigível, ou seja, um terceiro exige o pagamento da dívida. — O patrimônio líquido é o resultado obtido pela diferença entre os elementos positivos (bens e direitos) e os elementos negativos (obrigações) de uma entidade (FAL et al, 2008). PL= B + D - O — Patrimônio Líquido = Bens + Direitos - Obrigações O BALANÇO PATRIMONIAL é a demonstração contábil destinada a evidenciar, quantitativa e qualitativamente, numa determinada data, a posição patrimonial e financeira da Entidade. Sua estrutura é constituído pelo ativo, pelo passivo e pelo Patrimônio Líquido. Permite saber a situação liquida patrimonial da entidade se é superavitária, igualitária ou deficitária. È REALIZADO NO FIM DO EXERCICIO ATIVO PASSIVO Bancos a Pagar__________30.000 Móveis e utensilios________80.000 Veículo__________________ 30.000 Salários a pagar__________20.000 TOTAL DAS OBRIGAÇÕES = 100.000 TOTAL DO PATRIMÔNIO LIQUIDO = 300.000 6 2 BENS Caixa ____________________50.000 Estoques de Mercadorias___100.000 Prédio___________________40.000 TOTAL DOS BENS = 300.000 DIREITOS OBRIGAÇÕES Fornecedores a pagar____ 40.000 Impostos a pagar_________ 10.000 PATRIMÔNIO LIQUIDO Duplicatas a Receber______100.000 TOTAL DOS DIREITOS = 100.000 TOTAL DO TOTAL DO ATIVO = 400.000 PASSIVO = 400.000 PARTIDAS DOBRADAS =>DÉBITO = CRÉDITO, OU ORIGENS = APLICAÇÕES
  4. 4. 4 — O PATRIMÔNIO LÍQUIDO é o resultado obtido pela diferença entre os elementos positivos (bens e direitos) e os elementos negativos (obrigações) de uma entidade (FAL et al, 2008). PL= B + D - O TOTAL DO ATIVO CIRCULANTE = 150.000 ATIVO NÃO CIRCULANTE (giro + de 365 dias) 7 2 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE (giro menos 365 dias) PASSIVO CIRCULANTE (giro menos 365 dias) Fornecedores a pagar____ 25.000 Bancos a Pagar__________10.000 Salários a pagar__________5.000 Impostos a pagar_________5.000 TOTAL DO PASSIVO CIRCULANTE = 50.000 Promissória a pagar (450 dias)_ 50.000 PASSIVO NÃO CIRCULANTE (giro + de 365 dias) TOTAL DO PASSIVO NÃO CIRCULANTE = 50.000 PATRIMÔNIO LIQUIDO Caixa____________________10.000 Capital Social____________200.000 Lucros Acumulados______50.000 Total do patrimônio liquido = 250.000 Duplicatas a receber_______50.000 Estoque de Mercadorias_____90.000 Promissória receber (366 dias)__50.000 Prédio_____________________40.000 Veículo____________________30.000 Móveis e utensilios__________80.000 TOTAL DO ATIVO NÃO CIRCULANTE = 200.000 TOTAL DO TOTAL DO ATIVO = 350.000 PASSIVO = 350.000 DEMONSTRATIVO DO RESULTADO DO EXERCICIO DRE) A DRE É UMA DEMONSTRAÇÃO FINANCEIRA QUE EVIDENCIA O RESULTADO APURADO PELA COMPANHIA, POR MEIO DO CONFRONTO ENTRE AS RECEITAS, AS DESPESAS E OS CUSTOS. POSSIBILITA APURAR O LUCRO OU PREJUÍZO DA EMPRESA NO EXERCÍCIO. — IMPOSTOS E TAXAS SOBRE VENDAS SÃO AQUELES GERADOS NO MOMENTO 8 DA VENDA: — ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (governo estadual) (alíquota varia por estado). — IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados (governo federal) – de 0 a 400%. — PIS – Programa de Integração Social – taxa s/ o faturamento (governo federal) 1,65% — COFINS – Contribuição para a Seguridade Social (governo federal) - 7,60% (não-cumulativo a partir de 2003). — ISSQN – Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (governo municipal) Município SP de 0 a 10%. — IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados (governo federal) – de 0 a 400%. — PIS – Programa de Integração Social – taxa s/ o faturamento (governo federal) 1,65% — COFINS – Contribuição para a Seguridade Social (governo federal) - 7,65% (não-cumulativo a partir de 2003). — ISSQN – Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (governo municipal) Município SP de 0 a 10%. — IMPOSTOS INCIDENTES SOBRE A RENDA (IRPJ E CSSL)
  5. 5. 5 DEMONSTRATIVO DO RESULTADO DO EXERCICIO (DRE) RECEITA OPERACIONAL BRUTA Venda de Produtos (1000 unidades x preço de venda de R$ 1.000) 1.000.000 (-) Deduções da Receita Bruta Cancelamentos de Vendas 20.000 Impostos e Contribuições (ICMS, IPI, PIS, Cofins) = 28% S/Vendas 280.000 (=) RECEITA OPERACIONAL LIQUIDA 700.000 (-) CUSTOS DAS VENDAS Custos das Mercadorias Vendidas (R$ 400 x 1000 unidades) 400.000 (=) LUCRO BRUTO 300.000 (-) DESPESAS OPERACIONAIS Despesas Com Vendas (comissões, fretes) 30.000 Despesas Administrativas (Pessoal, Gastos, etc.) 70.000 (-) DESPESAS FINANCEIRAS LIQUIDAS Pagamento de Juros sobre empréstimos (bancos) 40.000 (=) LUCRO ANTES DO IMPOSTO DE RENDA (LAIR) 160.000 (-) Imposto de Renda = 15% 24.000 (-) Contribuição Social = 9% 14.400 IRPJ CSSL (=) LUCRO LIQUIDO DO EXERCICIO (Antes das Participações) 121.600 (-) PARTICIPAÇÕES (-) PLR dos Funcionários (5% Sobre Lucro Liquido no Exercicio) 6 .080 (-) Dividendos de Ações Preferenciais = 1.000 x R$ 10,00 10.000 (=) Lucro à ser distribuido para o Capital Social (acionistas ordinários) 105.520 Lucro Liquido por ação = (ações ordinárias = 100 unidades) 1 .055 FORMAS BÁSICAS DE ORGANIZAÇÃO EMPRESARIAL 10 2 FIRMA INDIVIDUAL NEGÓCIO PERTENCENTE A UMA ÚNICA PESSOA
  6. 6. 6 Firma Individual (único proprietário) PONTOS FORTES: — O proprietário recebe todos os lucros e assume todos os prejuízos; — Custo baixo de organização; — Lucro incluído e tributado na declaração de rendimento de pessoa física do proprietário; — Independência e Sigilo. — Facilidade de dissolução. 11 Firma Individual (único proprietário) PONTOS FRACOS: — O proprietário tem responsabilidade ilimitada, todo o seu patrimônio pessoal pode se usado para pagar dividas da empresa; — A capacidade limitada de captação de recursos tende a restringir o crescimento; — Gestão multifuncional (tudo um pouco). — Dificuldade de oportunidade de carreira; — Perda de continuidade em caso de morte do proprietário. 12
  7. 7. 7 13 2 FORMAS BÁSICAS DE ORGANIZAÇÃO EMPRESARIAL SOCIEDADE LIMITADA DOIS OU MAIS PROPRIETÁRIOS OPERANDO JUNTOS COM FINALIDADE LUCRATIVA; Sociedade Limitada dois sócios ou mais (Partnership) PONTOS FORTES: — Pode captar mais recursos do que as firmas individuais; — Poder de endividamento ampliado com a existência de mais sócios; — Maior disponibilidade de conhecimentos e habilidades de gestão; — Lucro incluído e tributado na declaração de rendimento de pessoa física do proprietário; 14
  8. 8. 8 Sociedade Limitada dois sócios ou mais (Partnership) PONTOS FRACOS: — Os proprietários, normalmente tem responsabilidade ilimitada e podem ser obrigados a saldar a divida dos demais sócios; — A Sociedade é dissolvida em caso de morte de um dos sócios; — Difícil liquidação e dissolução da sociedade. 15 16 2 FORMAS BÁSICAS DE ORGANIZAÇÃO EMPRESARIAL SOCIEDADE ANÔNIMA EMPRESA DE CAPITAL ABERTO: PARTICIPAÇÃO ACIONÁRIA DE INVESTIDORES
  9. 9. 9 SOCIEDADE ANÔNIMA - AÇÃO — AÇÃO é um titulo representativo da menor parcela em que se divide o capital de uma Empresa S/A. Ao comprar-se uma ação, adquire-se um pedacinho da empresa. E como sócio participa-se proporcionalmente das possibilidades de ganhos ou prejuízos do negócio. Para a empresa é uma forma de captação de dinheiro ao menor custo e crescimento, econômico e divide-se em Ação Ordinária e Preferencial. — Ação Ordinária é aquela que proporciona participação nos lucros em uma empresa e confere a seu titular direito de voto em assembleias e decisão na administração da empresa. — Ação Preferencial é aquela que confere ao possuidor a preferência no recebimento de dividendos (parte do lucro) e no reembolso do capital, na eventual dissolução da empresa, mas que não dá direito a voto. 17 SOCIEDADE ANÔNIMA - AÇÃO — Na concepção de investidores, acionistas são aqueles que possuem ações e dividem-se em Acionistas Majoritários e Minoritários. — Acionistas Majoritários, são aqueles que detêm uma quantidade tal de ações com direito a voto, que lhes permite manter o controle acionário de uma empresa e os rumos da sua administração (51% das ações). Conselho de acionista escolhe os administradores. — Acionistas Minoritários, são aqueles detentores de uma quantidade inexpressiva de ações com direito a voto e recebimento de dividendos; porém, insuficientes para controlar a empresa. — O QUE SÃO DIVIDENDOS? São os valores distribuídos aos acionistas, em dinheiro na proporção da quantidade de ações possuídas. Normalmente é o resultado de parte dos lucros de uma empresa. O acionista poderá ganhar de duas formas: quando a empresa tem lucros (dividendos) e quando as ações se valorizam (alta no preço). 18
  10. 10. 10 SOCIEDADE POR AÇÕES (S/A) PONTOS FORTES: — Os proprietários tem responsabilidade limitada o que garante que não podem perder mais do investem; — Podem alcançar porte substancial com venda de ações; — As participações (ações) são facilmente transferíveis; — Podem contratar administração profissional; — Acesso a financiamentos; Duração longa; — Podem oferecer plano de carreira e aposentadoria aos funcionários. 19 SOCIEDADE POR AÇÕES (S/A) PONTOS FRACOS: — Impostos geralmente mais altos pois o lucro da empresa é tributado; — Custo mais elevado da organização; — Sujeita à regulamentação mais intensa; — Ausência de sigilo, pois os acionistas recebem relatórios anuais e os balanços são publicados em jornais de grande circulação. 20
  11. 11. 11 MEI ME EPP EMPRESA NORMAL 21 Simples EIRELI Até R$ Até R$ 3.6 Por opção ou com faturamento acima Simples Nacional, Lucro Real ou Junta Sociedade Limitada Até R$ 360 mil Até R$ 3.6 milhões Por opção ou com faturamento acima de 3.6 milhões Dois ou mais Sócios Simples Nacional, Lucro Real ou Presumido Junta Comercial Tipo de Empresa Enquadramento/ Faturamento Anual Sócio/Titular Opções Tributárias Onde Formalizar Empresário Individual Um Titular Até R$ 60 mil Nacional Internet Até R$ 360 mil Um Titular Simples Nacional, Lucro Real ou Presumido Junta Comercial Até R$ 3.6 milhões Por opção ou com faturamento acima de 3.6 milhões 360 mil milhões de 3.6 milhões Um Titular Presumido Comercial CLASSIFICAÇÃO FISCAL =>FONTE: PORTAL DO EMPREENDEDOR CLASSIFICAÇÃO ECONÔMICA BNDES Classificação Receita operacional bruta anual Microempresa Menor ou igual a R$ 2,4 milhões 22 Pequena empresa Maior que R$ 2,4 milhões e menor ou igual a R$ 16 milhões Média empresa Maior que R$ 16 milhões e menor ou igual a R$ 90 milhões Média-grande empresa Maior que R$ 90 milhões e menor ou igual a R$ 300 milhões Grande empresa Maior que R$ 300 milhões
  12. 12. 12 CLASSIFICAÇÃO POR FATURAMENTO — A Sociedade Empresarial de Grande Porte (ainda que não constituída sob a forma de sociedade por ações) está obrigada, além da escrituração e elaboração das demonstrações financeiras, a submeter-se a auditoria independente. — De acordo com a lei das S/A, são consideradas de grande porte as sociedades sob controle comum que tiver, no exercício social anterior, ativo total superior a R$ 240.000.000,00 ou receita bruta anual superior a R$ 300.000.000,00, caso em que terá que optar pelo Lucro Real. 23

×