SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 77
Baixar para ler offline
CONTABILIDADE GERAL

José Mauro BACELLAR de Almeida




                                 1
Contabilidade Geral
Contabilidade e Patrimônio
Estrutura das demonstrações:
• Balanço Patrimonial
• Demonstração do Resultado do Exercício
• Demonstração das Mutações do Patrimônio
  Líquido, Demonstração de Lucros ou Prejuízos
  Acumulados


                                                 2
Contabilidade

Objetivos:
• CONTROLAR
• INFORMAR
Clientes:
• Internos: administradores/donos, empregados
• Externos: financiadores, governo, investidores etc.


                                                    3
Patrimônio
É o objeto da Contabilidade

• Contabilidade é a ciência social que estuda,
  registra, controla, interpreta e demonstra os
  fatos ocorridos no PATRIMÔNIO das entidades,
  visando informar sua composição, alterações e
  resultados produzidos



                                                  4
Patrimônio
É o conjunto de bens, direitos e obrigações
• BEM = satisfaz as necessidades. Pode ser
  tangível (material) ou intangível (abstrato)
• DIREITO = valores a receber
• OBRIGAÇÃO = valores a pagar

Lógica da
integração patrimonial =>

                                                 5
Patrimônio
Representação gráfica:


            BENS
                           OBRIGAÇÕES
          DIREITOS




Equação: Bens + Direitos = Obrigações
                                        6
Patrimônio
Bens + Direitos = ATIVO (parte positiva)

Obrigações = PASSIVO (parte negativa)
• Passivo exigível = valores a pagar a terceiros
• Passivo não exigível = investimento dos
  proprietários (valor original + ganhos não
  “retirados”) = PATRIMÔNIO LÍQUIDO

ATIVO = PASSIVO + PATRIMÔNIO LÍQUIDO
                                              7
Situação Patrimonial Líquida
                BALANÇO PATRIMONIAL   1




                                 PASSIVO

            ATIVO

                               PATRIMÔNIO
                                 LÍQUIDO


• Ativo > Passivo Exigível => empresa tem bens e
  direitos suficientes para cobrir suas obrigações e
  ainda sobra recursos para os proprietários
  (situação patrimonial líquida positiva)
                                                       8
Situação Patrimonial Líquida
                BALANÇO PATRIMONIAL   2




            ATIVO                PASSIVO




• Ativo = Passivo Exigível => bens e direitos saldam
  apenas os compromissos com terceiros, não
  sobrando recursos para os donos do negócio
  (situação patrimonial líquida nula)
                                                  9
Situação Patrimonial Líquida
               BALANÇO PATRIMONIAL   3




           ATIVO

                                PASSIVO

         PATRIMÔNIO
           LÍQUIDO



• Ativo < Passivo Exigível => dívidas superam os
  bens + direitos: PASSIVO A DESCOBERTO
  (situação patrimonial líquida negativa)
                                                   10
Patrimônio
Visão financeira:


         ATIVO              PASSIVO + PL

      APLICAÇÕES                 ORIGENS

     DE RECURSOS            DE RECURSOS



                                           11
Patrimônio
Visão financeira:



                           FONTE DE CAPITAIS
      APLICAÇÕES             DE TERCEIROS

     DE RECURSOS

                           FONTE DE CAPITAIS
                              PRÓPRIOS

                                          12
Patrimônio Líquido
É composto por:
• CAPITAL SOCIAL
• RESERVAS
• RESULTADOS ACUMULADOS

Aumenta por lucros e novos aportes de capital
Diminui por prejuízos e retiradas de lucros

                                                13
Resultado do Exercício (período)
• RECEITA = indenização por atender
  necessidade de 3°; acréscimo ao PL (por
  vendas) que aumenta a riqueza
• DESPESA = consumo de ativos para obter
  receita
RESULTADO = RECEITA – DESPESA
• Pode ser Lucro (R>D), Prejuízo (R<D) ou Nulo
  (R=D)
• Demonstrativo    “vertical”    (demonstração
  dedutiva)
                                                 14
Patrimônio
Considere as seguintes afirmações relacionadas com a equação patrimonial:
 I - o resultado da soma do ativo com o patrimônio líquido é igual ao
 passivo;
 II - ao subtrairmos do ativo a soma do passivo com o patrimônio líquido,
 encontramos um valor igual a zero;
 III - ao subtrairmos do ativo o patrimônio líquido, encontramos um valor
 igual ao passivo;
 IV - o resultado da subtração do patrimônio líquido pelo passivo é igual ao
 ativo;
 V - ao somarmos o ativo com o passivo, encontramos um valor igual ao
 patrimônio líquido.

Estão corretas somente as afirmativas:
 (A) I e IV     (B) II e III  (C) II e IV     (D) III e IV   (E) IV e V

                                                                      15
Patrimônio
 Uma empresa possui um passivo a descoberto quando:

(A) o passivo é superior ao ativo
(B) ativo = passivo + patrimônio líquido
(C) ativo = patrimônio líquido
(D) ativo = passivo
(E) o patrimônio líquido é nulo


                                                16
Patrimônio
Os bens de uma empresa são representados por contas
 de:
(A) receita
(B) passivo
(C) patrimônio líquido
(D) ativo
(E) despesa

                                                17
Patrimônio
Assinale a alternativa que indica situação
patrimonial inconcebível:

(A) Situação Líquida = Ativo
(B) Situação Líquida > Ativo
(C) Situação Líquida < Ativo
(D) Situação Líquida > Passivo Exigível
(E) Situação Líquida < Passivo Exigível
                                             18
Sistema Contábil
CONTA = representa um componente patrimonial
 (bem, direito, obrigação) ou de resultado
 (receita, despesa)

• Concentra as anotações relativas às operações
  homogêneas (conta da receita com vendas,
  conta do dinheiro em caixa, conta de
  fornecedores a pagar etc.)


                                                  19
Sistema Contábil
• As contas são movimentadas através de registros
  (lançamentos) contábeis

• Os lançamentos aumentam ou diminuem os saldos
  das contas

Ex.: entrada de dinheiro na empresa aumenta a conta
  Caixa; saída de dinheiro diminui essa mesma conta
  Caixa
Saldo Final da Conta = Saldo Inicial + Entradas – Saídas
                                                       20
Sistema Contábil
• Os aumentos nas contas do Ativo chamam-se
  DÉBITOS. Inversamente, as diminuições no
  Ativo são CRÉDITOS (a natureza dos saldos
  ativos é, portanto, devedora)

• Os aumentos nas contas do Passivo chamam-
  se CRÉDITOS. As diminuições no Passivo
  chamam-se DÉBITOS (a natureza dos saldos
  passivos é credora)
                                              21
Sistema Contábil
• As Despesas aumentam por DÉBITOS e
  diminuem por CRÉDITOS (saldo de natureza
  devedora = saldo devedor)

• As Receitas aumentam por CRÉDITOS e
  diminuem por DÉBITOS (saldo de natureza
  credora = saldo credor)

• O RESULTADO apurado será credor
  (Receita>Despesa), na maioria dos casos
                                             22
Sistema Contábil
Representação gráfica simplificada de qualquer conta
contábil (razonete conta T)
                     débito crédito




                                                23
Sistema Contábil
MÉTODO DAS PARTIDAS DOBRADAS = sua
 adoção permite o controle de todas as
 operações da empresa

• Fundamento: qualquer operação será registrada
  a débito e a crédito nas contas contábeis, pois
  sempre há mais de uma “face” em qualquer
  operação (não há débito sem crédito e vice-
  versa)

                                                    24
Sistema Contábil
BALANCETE DE VERIFICAÇÃO = é uma lista de
  todas as contas contábeis de uma empresa,
  sem ordenação específica, apresentando seus
  respectivos saldos e, às vezes, também os totais
  movimentados a débito e a crédito

• O Balancete serve para verificar o “fechamento”
  contábil dos totais devedores com os credores

                                                25
Plano de Contas Contábil
• É um conjunto de contas, diretrizes e normas
  que disciplinam o uso das contas contábeis e
  uniformizam seus registros

• Descrevem a função e o uso de cada conta
  contábil da empresa

• Estruturam e organizam a contabilidade

                                                 26
Livros de Escrituração Contábil
• Principais: DIÁRIO (cronologia das operações) e
  RAZÃO (sistematização das operações nas
  contas contábeis)

• Exigibilidade legal dos principais livros: Livro
  Diário, Livro Razão, Livro de Apuração do Lucro
  Real, Livro Registro de Duplicatas


                                                     27
Estrutura das demonstrações
As empresas devem (Lei 6.404/76) apresentar um conjunto de
  informações composto por:

• Relatório da Administração
• Balanço Patrimonial (BP)
• Demonstração do Resultado do Exercício (DRE)
• Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (DOAR)
• Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL) : pode
  substituir a Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados
• Notas Explicativas
• Parecer dos Auditores Independentes
• Parecer do Conselho Fiscal


                                                          28
Estrutura do Balanço Patrimonial
• As contas de Ativo são apresentadas em ordem
  decrescente dos prazos esperados de
  realização (transformação em dinheiro =
  liquidez)

• As contas de Passivo são apresentadas de
  acordo com os prazos esperados de
  exigibilidade (vencimento das obrigações,
  maturidade das dívidas)
                                                 29
Estrutura do Balanço Patrimonial (Lei 6404/76)
                  ATIVO                     PASSIVO

CIRCULANTE                     CIRCULANTE
  .Disponível                    .Empréstimos e Financiamentos
  .Clientes                      .Debêntures
  .Outros créditos               .Fornecedores
  .Investimentos Temporários     .Obrigações Fiscais
  .Estoques                      .Outras Obrigações
  .Despesas Antecipadas          .Provisões

REALIZÁVEL A LONGO PRAZO       EXIGÍVEL A LONGO PRAZO (vide PC)
 .Créditos e Valores
 .Investimentos Temporários    RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS
 .Despesas Antecipadas          .Receitas de Exercícios Futuros
                                .Despesas de Exercícios Futuros
PERMANENTE
 .Investimentos                      PATRIMÔNIO LÍQUIDO
 .Imobilizado                  CAPITAL SOCIAL
 .Diferido                     RESERVAS + LUCROS ACUMULADOS
                                                                 30
Estrutura do Balanço Patrimonial
• CIRCULANTE = valores cuja realização (caso
  Ativo) ou vencimento (caso Passivo) ocorrem
  até o final exercício social seguinte

• LONGO PRAZO = direitos (ARLP) e obrigações
  (PELP) com vencimentos após o término do
  exercício social seguinte

• ATIVO PERMANENTE = bens de uso constante
  nas operações
                                                31
Demonstr.Resultado Exercício
• É uma demonstração dedutiva = deduz-se as
  despesas da receita principal do negócio

• Lista as receitas e as despesas demonstrando
  como a empresa apurou lucro ou prejuízo

• O lucro pode ser distribuído aos acionistas ou
  ser reinvestido no negócio

                                              32
Estrutura das demonstrações
                        DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO
RECEITA OPERACIONAL BRUTA
(-) Deduções :
     Vendas Canceladas
     Abatimentos Concedidos e Descontos Incondicionais
     Impostos incidentes sobre Vendas e Serviços
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA
(-) Custo dos Produtos (ou Mercadorias) Vendidos e /ou Serviços Prestados
RESULTADO BRUTO (se positivo : LUCRO BRUTO)
(-) Despesas Operacionais :
     com Vendas
     Gerais e Administrativas
     Financeiras (líquidas das Receitas e incluindo variações monetárias)
     Outras Receitas / (Despesas) Operacionais
(+) Resultados de Participações Acionárias
RESULTADO OPERACIONAL (se positivo : LUCRO OPERACIONAL)
(+) Receitas Não Operacionais
(-) Despesas Não Operacionais
RESULTADO ANTES DOS IMPOSTOS, CONTRIBUIÇÕES E PARTICIPAÇÕES (se posit.: Lucro...)
(-) Provisão para Impostos de Renda
(-) Provisão para Contribuição Social
(-) Participações (Debenturistas, Empregados, Administradores etc.)
RESULTADO LÍQUIDO (se positivo : LUCRO LÍQUIDO)
                                                                          33
Estrutura das demonstrações
             DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO (DMPL)

          MOVIMENTAÇÃO              Capital   Reservas     Reservas    Lucros     TOTAL
                                              de Capital   de Lucros Acumulados
Saldo em 31/12/x1

Ajustes de exercícios anteriores
Aumento de capital
Reversões de reservas
Lucro líquido do exercício
Proposta de destinação do lucro :
 Reserva Legal
 Reserva Estatutária
 Reserva para Contingências
 Dividendos
Compensação de prejuízos

Saldo em 31/12/x2
                                                                                   34
Estrutura das demonstrações
      DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR)

ORIGENS DE RECURSOS (a)
Das operações
.Lucro líquido do exercício
  (+) Depreciação, amortização e exaustão
  (+) Variações monetárias e cambiais líquidas (longo prazo)
  (+) Resultado da equivalência patrimonial
Dos acionistas
.Integralização de capital
De terceiros
.Novos empréstimos de longo prazo
.Redução do Realizável a Longo Prazo

APLICAÇÕES DE RECURSOS (b)
.Aquisições de Ativo Permanente
.Adições ao Realizável a Longo Prazo
.Dividendos pagos ou propostos
.Transferências do Exigível Longo Prazo para o Passivo Circulante

AUMENTO/(DIMINUIÇÃO)DO CAPITAL CIRCULANTE LÍQUIDO-CCL (a-b)
Representado por :
.Aumento no Ativo Circulante
.Aumento no Passivo Circulante
Variação no Capital Circulante Líquido
                                                                    35
Estrutura das demonstrações
Outros relatórios:
• Relatório da Administração = prestação de contas da
  diretoria; apresenta a empresa, resultados, perspectivas e
  outras informações relevantes
• Notas Explicativas= esclarecem fatos detalhes importantes:
  critérios avaliação; reavaliações ativo;ônus reais e garantias
  prestadas; taxas de juros, vencimento, garantias obrigações
  Longo Prazo; contingências; eventos subseqüentes etc.
• Parecer dos Auditores Independentes = atesta a veracidade
  das demonstrações
• Parecer do Conselho Fiscal = aprova as demonstrações
                                                            36
Operações com Mercadorias
• Conta Mista (Inventário Periódico)
• Conta Desdobrada (Inventário Permanente ou
  Periódico)
• Agregar gastos com fretes e seguros sobre compras
• Deduzir impostos recuperáveis (ex.: ICMS) e
  descontos incondicionais
• Métodos de avaliação dos estoques: PEPS, Custo
  Médio etc.

                                               37
Depreciação, Amortização e Exaustão
• DEPRECIAÇÃO: perda de valor (despesa ou custo)
  dos bens sujeitos a desgaste

• AMORTIZAÇÃO: perda de valor do capital aplicado;
  diferimento de gastos que contribuirão com os
  resultados de mais de um período

• EXAUSTÃO: perda de valor          decorrente da
  exploração de recursos naturais
                                               38
Provisões e Reservas
• PROVISÃO: estimativa de perdas prováveis (ex.:
  depreciação)

• RESERVA: visa proteger a integridade do Capital
  Social e investimentos. Pode ser:
  – Reservas de Capital: ágio, doações e subvenções etc.
  – Reservas     de     Reavaliação:    imobilizado    e
    investimentos
  – Reservas      de    Lucros:    Legal,    Estatutária,
    Contingências, Investimentos e Lucros a Realizar
                                                     39
Investimentos em empresas
       Controladas e Coligadas
• Os investimentos podem ser avaliados pelo
  custo de aquisição ou pelo Método da
  Equivalência     Patrimonial     (coligadas e
  controladas)
• Investimento em empresa Coligada =
  participação>10% do capital da investida, sem
  controlá-la administrativamente
• Investimento em empresa Controlada =
  participação>20% do capital da investida ou
  coligada controlada administrativamente
                                                  40
Patrimônio
A empresa Cascata comprou uma máquina por R$350.000 em 5
    prestações iguais, sendo uma entrada no ato da compra e 4
    pagamentos mensais. Após a contabilização da operação, o
    patrimônio da empresa sofreu a seguinte alteração:
(A) Diminuiu o Ativo em R$ 70.000 e aumentou o Passivo em R$
    280.000
(B) Aumentou o Ativo em R$ 280.000 e aumentou o Passivo em R$
    280.000
(C) Aumentou o Ativo em R$ 280.000 e aumentou o Passivo em
    R$350.000
(D) Aumentou o Ativo em R$ 350.000 e aumentou o Passivo em R$
    280.000
(E) Aumentou o Ativo em R$ 350.000 e aumentou o Passivo em R$
    350.000
                                                        41
Princípios e Convenções Contábeis
Uma empresa, que adota o ano civil como exercício social,
     desconta uma nota promissória de R$100.000 em 1/out/a
     com vencimento para 31/jan/b e juros de R$8.000. O
     impacto na sua DRE de 31/dez/a será:
(A) Nulo, por se tratar de Resultado de Exercícios Futuros

(B) Apropriação despesa financeira R$4.000

(C) Apropriação despesa financeira R$8.000

(D) Apropriação despesa financeira R$2.000

(E) Apropriação despesa financeira R$6.000           42
Balanço Patrimonial
A alternativa que contém os subgrupos de contas do Ativo
 Permanente na correta disposição em que devem ser
 apresentados no Balanço Patrimonial, de acordo com a Lei nº
 6.404/76 é:
(A) Disponível, Realizável a Longo Prazo, Permanente e
  Despesas
(B) Disponível, Realizável no Curso do Exercício Social Seguinte
  e Diferido
(C) Investimentos, Imobilizado e Despesas do Exercício
  Seguinte
(D) Investimentos, Imobilizado e Diferido
(E) Resultados de Exercícios Futuros, Imobilizado e Diferido 43
Balanço Patrimonial
De acordo com a Lei6404/76, as contas do Ativo
Circulante serão classificadas assim:
(A)disponibilidades, valores a receber e estoques
(B) disponibilidades, direitos realizáveis no exercício social
subseqüente e despesas do exercício seguinte
(C) disponibilidades, direitos realizáveis durante o exercício e
despesas do exercício seguinte
(D) disponibilidades, créditos em geral, estoques e despesas
antecipadas
(E) disponibilidades, valores a receber, estoques e despesas
antecipadas
                                                         44
Balanço Patrimonial
De acordo com a Lei6404/76, as contas do Passivo serão
    classificadas nos seguintes grupos:
(A) Passivo Circulante (PC), Passivo Exigível a Longo Prazo
    (PELP) e Resultados de Exercícios Futuros (REF)
(B) PC, Passivo Exigível (PE) e REF
(C) PC, PELP, REF e Patrimônio Líquido (PL)
(D) PC, PELP, REF e PL dividido em Capital, Reservas de
    Lucros, Reservas de Reavaliação, Reservas de Capital, e
    Lucros ou Prejuízos Acumulados
(E) PC, PELP, REF e PL dividido em Capital Social, Reservas de
    Capital, Reservas de Reavaliação, Reservas de Lucros, e
    Lucros ou Prejuízos Acumulados
                                                       45
Balanço Patrimonial
Os créditos com controladas e os créditos com
 coligadas devem constar no Balanço Patrimonial
 como:

(A) Ativo Permanente
(B) Ativo Circulante
(C) Ativo Realizável a Longo Prazo
(D) Exigível a Longo Prazo
(E) Reservas de Capital
                                           46
Balanço Patrimonial
Uma empresa cujo exercício coincide com o ano civil
  contratou empréstimo bancário em 1/set. com
  vencimento para 12 meses, pagando
  antecipadamente R$720 de juros. O Balanço
  Patrimonial em 31/12 em decorrência, apresentou:
(A)Acréscimo no disponível = R$ 240
(B)Valor realizável a curto prazo = R$ 240
(C)Realização a longo prazo = R$ 720
(D)Despesa do exercício seguinte = R$ 480
(E)Passivo circulante = R$ 480
                                                 47
Balanço Patrimonial
(CP=Curto Prazo) Contador classificou no Ativo Circulante:
    Bancos conta Movimento, Participações em Sociedades
    Controladas, Estoques, Ações em Tesouraria, Duplicatas a
    Receber (CP), Duplicatas Descontadas, Capital Social a
    Integralizar, Provisão para Devedores Duvidosos (CP),
    Empréstimos a Diretores (CP), Despesas pagas
    Antecipadamente.

Esta classificação foi incorreta em relação a:
(A) 4 contas;         (B) 3 contas;         (C) 2 contas;
(D) 1 conta;          (E) 5 contas

                                                            48
Balanço Patrimonial
As participações permanentes em outras sociedades e
    os direitos não classificáveis no Ativo Circulante, e
    que não se destinem à manutenção da atividade
    da empresa, serão classificados como:
(A) Ativo Imobilizado
(B) Ativo Diferido
(C) Investimentos
(D) Ativo Realizável a Longo Prazo
(E) Exigível a Longo Prazo
                                                     49
Balanço Patrimonial
O Ativo Permanente Imobilizado é formado:
(A)Apenas por bens intangíveis e direitos da entidade
  utilizados em suas atividades
(B)Por todos os bens tangíveis utilizados além dos
  direitos de longo prazo da entidade
(C)Apenas por bens tangíveis utilizados no
  desenvolvimento de suas atividades
(D)Por bens e direitos da entidade utilizados no
  desenvolvimento de suas atividades
(E)Somente por bens depreciáveis utilizados no
  desenvolvimento de suas atividades
                                                50
Balanço Patrimonial
Caixa = R$180; Reservas = R$90; Duplicatas a
Pagar = R$60; Clientes = R$227; Mercadorias =
R$130; Financiamentos = R$170; Capital Social =
R$100; Vendas=R$475; Despesas = R$358.

O Patrimônio Líquido é:

(A) R$217;          (B) R$307;     (C) R$330;

(D) R$360;          (E) R$665
                                            51
Sistema Contábil
Numa operação em que há o aumento do Patrimônio
  Líquido, ocasionado por uma diminuição do Passivo
  superior à diminuição do Ativo, o fato contábil
  pertinente pode ser representado pela:
(A)Venda de um bem com lucro
(B)Compra de mercadorias a prazo
(C)Quitação de uma dívida com desconto
(D)Renovação de dívidas com incidência de juros
(E)Prescrição de dívida sem qualquer contraprestação
                                                 52
Sistema Contábil
Um lançamento a Débito em conta do Ativo Circulante
e a Crédito em conta do Patrimônio Líquido indica
que a empresa:

(A)Adquiriu um bem à vista
(B)Aumentou o capital social
(C)Contraiu uma dívida futura
(D)Recebeu um direito com juros
(E)Pagou uma dívida com desconto
                                                53
Sistema Contábil
(PL=Patrimônio Líquido) O pagamento de uma
obrigação acrescida de juros é uma operação que:

(A)Diminui PL, diminui Passivo e aumenta Ativo
(B)Diminui Ativo, diminui Passivo e diminui PL
(C)Diminui Ativo, diminui Passivo e aumenta PL
(D)Diminui Ativo, diminui Passivo e não altera PL
(E)Diminui Passivo, aumenta o Ativo e não altera PL

                                                    54
Sistema Contábil
     Início              Conta                     Fim
      $15                Caixa                     $ 5
      $10                Mercadorias               $10
      $ 5                Fornecedores              $ 5
      $20                Capital                   $10

Considerando que ocorreu um único fato contábil, a alteração dos valores pode
     ser justificada por:
(A) Mudança na composição do quadro social com transferência de
     participação entre sócios
(B) Venda de mercadorias com prejuízo
(C) Compra e venda de mercadorias com lucro
(D) Venda de mercadorias com lucro
(E) Desligamento de sócio sem transferir participação
                                                                       55
Sistema Contábil
A depreciação é um procedimento que afeta:

(A) Todo o Ativo Permanente
(B) Todo o Ativo Permanente Diferido
(C) Todo o Imobilizado Tangível
(D) Parte do Ativo Imobilizado Tangível
(E) Parte do Ativo Imobilizado Intangível

                                             56
Sistema Contábil
(Db.=Débito; Cr.=Crédito)
1) Db. Provisão p/Devedores Duvidosos e Cr. Duplicatas a Receber =
   R$36.000
2) Db. Devedores Duvidosos e Cr. Provisão p/Devedores Duvidosos =
   R$210.000
3) Db. Encargos de Depreciação e Cr. Depreciação Acumulada =
   R$70.000
4) Db. Prêmios de Seguros a Vencer e Cr. Contas a Pagar = R$44.000
5) Db. Contas a Pagar e Cr. Caixa = R$26.000

Nos lançamentos anteriores, os valores debitados em Contas de
  Resultado totalizam:

(A) R$306.000; (B) R$280.000; (C) R$254.000; (D) R$36.000   57
Sistema Contábil
Uma empresa deixou de contabilizar despesas de
salário incorridas e não pagas = R$2.000 e
receitas de serviços recebidas = R$3.000.
Podemos dizer que em seu Balanço:
(A)Caixa < real; Passivo < real; Lucro > real
(B)Caixa > real; Passivo > real; Lucro < real
(C)Caixa > real; Passivo < real; Lucro < real
(D)Caixa < real; Passivo < real; Lucro < real
                                                 58
Sistema Contábil
(Db.=Débito; Cr.=Crédito)
1) Db. Despesas Não Operacionais e Cr. Móveis e Utensílios = R$3.000
2) Db. Depreciação Acumulada e Cr. Receitas Não Operacionais =
R$2.400
3) Db. Caixa e Cr. Receitas Não Operacionais = R$3.000
4) Db. Móveis e Utensílios e Cr. Fornecedores = R$2.400
Da análise conjunta dos lançamentos acima, conclui-se, em termos de
grupos de contas do Balanço Patrimonial, que:
(A) Patrimônio Líquido (PL) diminuiu R$2.400 e Ativo Circulante (AC)
diminuiu R$3.000
(B) PL diminuiu R$2.400 e Ativo Permanente (AP) aumentou em igual
valor
(C) AP diminuiu R$600 e PL aumentou R$5.400
(D) AP diminuiu R$600 e PL aumentou R$2.400
(E) AP aumentou R$1.800 e PL aumentou R$2.400                     59
Depreciação, Amortização e Exaustão
Uma Cia. de Mineração adquiriu terreno contendo
jazida de minério por R$4.500.000. Teve gastos
com pesquisa, prospecção e estudos geológicos no
montante de R$450.000, e a reserva foi estimada
em 500.000 toneladas. O valor da quota de
exaustão por tonelada de minério é:

(A)9,00   (B)90.000,00
(C)9,90   (D)9.900,00

                                              60
Provisão para Devedores Duvidosos
   O registro contábil da provisão para créditos de
    liquidação duvidosa tem como contrapartida
    devedora a conta de resultado:
(A) despesas do exercício seguinte
(B) provisão para devedores duvidosos
(C) duplicatas a receber
(D) lucros acumulados
(E) despesas com a constituição de provisões


                                                 61
Notas Explicativas
As demonstrações financeiras devem ser complementadas com
 notas explicativas que destacam e interpretam:

(A) fatos passados que venham a interferir nos resultados da
  empresa
(B) somente critérios de avaliação dos elementos patrimoniais
(C) os critérios de avaliação dos elementos patrimoniais e as
  participações societárias
(D) fatos passados, presentes e futuros, significativos nos negócios
  e resultados da empresa, e de importância para os usuários das
  informações contábeis
(E) fatos passados e presentes que venham a interferir nos
  resultados da empresa                             62
Notas Explicativas
As Notas Explicativas que complementam as DFs,
  deverão indicar:
(A) Os investimentos em outras sociedades, quando
   não relevantes
(B) Os principais fornecedores de insumos
(C) Os ônus reais constituídos sobre o Passivo e as
   garantias recebidas de terceiros
(D) As opções de compra de ações exercidas
(E) A taxa de juros, as datas de vencimento e as
   garantias das obrigações de curto prazo
                                               63
Demonstr.Resultado do Exercício
A Demonstração do Resultado do Exercício é um relatório contábil que
   apresenta:

(A) As despesas pagas e as receitas recebidas entre dois momentos

(B) As despesas pagas e as receitas realizadas entre dois momentos

(C) O Patrimônio Líquido e sua distribuição em um determinado
    momento

(D) As despesas incorridas e as receitas recebidas entre dois momentos

(E) As despesas e as receitas incorridas e realizadas entre dois
    momentos

                                                                    64
Demonstr.Resultado do Exercício
Revenda Mercadorias = R$1.000; Serviços
Prestados = R$600; Icms s/revenda = R$200;
Iss = R$30; CMV = R$350; CSP = R$250;
Despesas Operacionais = R$300; Receitas
Financeiras = R$80.
O lucro será:

(A)R$220        (B)R$580          (C)R$550

(D)R$150        (E)negativo em R$50 (prejuízo)
                                                 65
Demonstr.Resultado do Exercício
Mercadorias p/revenda: Estoq.Inic.=R$190
                       Compras=R$580
                       Estoq.Final=R$230
Receita Líquida = R$1.500.
Receitas Financeiras=R$100.

O Lucro Bruto será:
(A) R$1.240       (B) R$1.060      (C) R$1.050
(D)R$970              (E)R$960
                                                 66
Capital Circulante Líquido
CCL = Ativo Circulante – Passivo Circulante

• Também conhecido como Capital de Giro
  Líquido, tem suas variações demonstradas pela
  DOAR




                                                  67
Balancete p/ Balanço Patrimonial
(alternativas respost.próximo slide)...
O balancete da Cia. XYZ apresenta os seguintes saldos:
   CONTA                   Saldo 31/DEZ/X1 – em Reais
Imobilizado                           500,00
Depreciação Acumulada                  75,00
Caixa                                   50,00
Contas a Pagar                        200,00
Contas a Receber                      250,00
Estoques                                10,00
Financiamentos a Longo Prazo          300,00
Salários a Pagar                       50,00
Impostos a Recolher                    20,00
Patrimônio Líquido                    165,00
                                                    68
Balancete p/ Balanço Patrimonial

Com base nessas informações, assinale a alternativa
 correta
(A) o Passivo Circulante é igual a R$ 345,00
(B) o Exigível a Longo Prazo é igual a R$ 800,00
(C) o Realizável a Longo Prazo é igual a R$ 300,00
(D) o Ativo Permanente é igual a R$ 425,00
(E) o Ativo Circulante é igual a R$ 320,00
                                                     69
Capital Circulante Líquido
Analisando as demonstrações financeiras da Cia. XYZ,
 apresentadas no balancete anterior, o Capital Circulante
 Líquido é:
(A) R$ 310,00
(B) R$ 270,00
(C) R$ 425,00
(D) R$ 40,00
(E) R$ 30,00
                                                    70
Capital Circulante Líquido
O Capital de Giro Líquido pode ser obtido pela diferença
   entre
(A) o Ativo Permanente e o Patrimônio Líquido
(B) o Ativo Circulante menos os Estoques e o Realizável
    a Longo Prazo
(C) o Ativo Circulante e a Demonstração de Resultados
(D) o Ativo Circulante e o Passivo Circulante
(E) o Ativo e o Passivo não Oneroso
                                                  71
Capital Circulante Líquido
Observe o Balanço Patrimonial a seguir, com valores em
reais. (alternativas de resposta no próx.slide)
             ATIVO                          PASSIVO
Circulante              890.000   Circulante                 700.000
Disponível               36.000   Fornecedores               450.000
Aplicações Financeir. 110.000     Impostos a Pagar           130.000
Duplicatas a Receber 464.000      Empréstimos Bancários       70.000
Estoques                280.000   Salários e Comissões        50.000
Realizável Long.Prazo 120.000     Exigível a Longo Prazo     110.000
Duplicatas a Receber 100.000      Duplicatas a Pagar          60.000
Empréstimos à Diretor. 20.000     Empréstimos                 50.000
Permanente              340.000   Patrimônio Líquido         540.000
Investimentos            80.000   Capital                    280.000
Imobilizado             250.000   Reservas                   140.000
Diferido                 10.000   Lucros Acumulados          120.000
Total                 1.350.000   Total                    1.350.000
                                                                       72
Capital Circulante Líquido(cont.)
O valor do Capital Circulante Líquido, em reais, é de;
(A) 146.000,00
(B) 190.000,00
(C) 200.000,00
(D) 280.000,00
(E) 540.000,00

                                                         73
Capital Circulante Líquido
Passivo Circulante = R$1.936; Ativo Permanente =
R$678; Exigível a Longo Prazo = R$96; Realizável
a Longo Prazo = R$65; Resultado de Exercícios
Futuros = R$200.
Neste balanço, o Capital Circulante Líquido foi de
R$2.168.
O Patrimônio Líquido totaliza:
(A) R$679          (B) R$2.215       (C) R$2.423;
(D) R$2.615        (E) R$3.808
                                               74
Capital Circulante Líquido
Bancos = R$9; Caixa = R$3; Capital = R$20;
Estoque final = R$16; Duplicatas a Pagar = R$28;
Custo das Vendas = R$20; Duplicatas a Receber =
R$14; Vendas = R$50; Duplicatas Descontadas =
R$6. O Capital Circulante Líquido e o Patrimônio
Líquido, respectivamente, serão:

(A) R$8 e R$50   (B) R$8 e R$30 (C) R$14 e R$30;
(D) R$14 e R$50 (E) R$42 e R$30
                                               75
Capital Circulante Líquido
(opções no slide seguinte)
O Balanço Patrimonial de uma empresa estava
  constituído, em um determinado momento, pelos
  seguintes valores:
  Ativo Circulante............................. R$ 3.000,00
  Ativo Realizável a Longo Prazo.... R$ 1.000,00
  Ativo Permanente.......................... R$ 9.000,00
  Passivo Circulante......................... R$ 2.000,00
  Passivo Exigível a Longo Prazo.... R$ 1.500,00
  Patrimônio Líquido......................... R$ 9.500,00
                                                              76
Capital Circulante Líquido
Conclui-se a partir dos dados do slide anterior que
 (A) o Capital Próprio da empresa é de R$ 3.500,00.
 (B) o Capital Circulante é de R$ 3.000,00.
 (C) o Capital Circulante Próprio é de R$ 1.500,00.
 (D) o Capital é de R$ 9.500,00
 (E) o Capital Circulante Líquido é de R$ 1.000,00



                                                      77

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila contabilidade geral 133 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 133 exercicios resolvidosApostila contabilidade geral 133 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 133 exercicios resolvidosdudu_rosa
 
CONTABILIDADE PARA NÃO CONTADORES
CONTABILIDADE PARA NÃO CONTADORESCONTABILIDADE PARA NÃO CONTADORES
CONTABILIDADE PARA NÃO CONTADORESCássio Lima
 
DRE - Demonstração do Resultado do Exercício
DRE - Demonstração  do Resultado do ExercícioDRE - Demonstração  do Resultado do Exercício
DRE - Demonstração do Resultado do ExercícioWandick Rocha de Aquino
 
Noções básicas de contabilidade por altair marta
Noções básicas de contabilidade por altair martaNoções básicas de contabilidade por altair marta
Noções básicas de contabilidade por altair martaAltair Marta
 
Aula Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012
Aula   Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012Aula   Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012
Aula Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012Rafael Gonçalves
 
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosContabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosDiego Lopes
 
Contabilidade gerencial capitulo i
Contabilidade gerencial capitulo iContabilidade gerencial capitulo i
Contabilidade gerencial capitulo iAriovaldo Silva
 
Exercício contabilidade débito e crédito
Exercício contabilidade débito e créditoExercício contabilidade débito e crédito
Exercício contabilidade débito e créditoRaimundo Filho
 
Exercícios sobre balanço patrimonial
Exercícios sobre balanço patrimonialExercícios sobre balanço patrimonial
Exercícios sobre balanço patrimonialcapitulocontabil
 
Slides Introdução à Contabilidade
Slides  Introdução à ContabilidadeSlides  Introdução à Contabilidade
Slides Introdução à ContabilidadeAna Paula Bevilacqua
 
Exercicios contabilidade principios e convencoes
Exercicios contabilidade  principios e convencoesExercicios contabilidade  principios e convencoes
Exercicios contabilidade principios e convencoescapitulocontabil
 

Mais procurados (20)

Fundamentos de contabilidade i
Fundamentos de contabilidade iFundamentos de contabilidade i
Fundamentos de contabilidade i
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
 
Apostila contabilidade geral 133 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 133 exercicios resolvidosApostila contabilidade geral 133 exercicios resolvidos
Apostila contabilidade geral 133 exercicios resolvidos
 
CONTABILIDADE PARA NÃO CONTADORES
CONTABILIDADE PARA NÃO CONTADORESCONTABILIDADE PARA NÃO CONTADORES
CONTABILIDADE PARA NÃO CONTADORES
 
Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2Contabilidade patrimônio 2
Contabilidade patrimônio 2
 
Ciclo econômico, financeiro e operacional
Ciclo econômico, financeiro e operacionalCiclo econômico, financeiro e operacional
Ciclo econômico, financeiro e operacional
 
DRE - Demonstração do Resultado do Exercício
DRE - Demonstração  do Resultado do ExercícioDRE - Demonstração  do Resultado do Exercício
DRE - Demonstração do Resultado do Exercício
 
Noções básicas de contabilidade por altair marta
Noções básicas de contabilidade por altair martaNoções básicas de contabilidade por altair marta
Noções básicas de contabilidade por altair marta
 
Contabilidade Básica
Contabilidade BásicaContabilidade Básica
Contabilidade Básica
 
Tesouraria
TesourariaTesouraria
Tesouraria
 
Aula Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012
Aula   Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012Aula   Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012
Aula Administração do capital de giro - adm caixa 07.05.2012
 
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos BásicosContabilidade de Custos - Conceitos Básicos
Contabilidade de Custos - Conceitos Básicos
 
Contabilidade gerencial capitulo i
Contabilidade gerencial capitulo iContabilidade gerencial capitulo i
Contabilidade gerencial capitulo i
 
DRE
DREDRE
DRE
 
Exercício contabilidade débito e crédito
Exercício contabilidade débito e créditoExercício contabilidade débito e crédito
Exercício contabilidade débito e crédito
 
Exercícios sobre balanço patrimonial
Exercícios sobre balanço patrimonialExercícios sobre balanço patrimonial
Exercícios sobre balanço patrimonial
 
Slides Introdução à Contabilidade
Slides  Introdução à ContabilidadeSlides  Introdução à Contabilidade
Slides Introdução à Contabilidade
 
Contabilidade comercial
Contabilidade comercialContabilidade comercial
Contabilidade comercial
 
Exercicios contabilidade principios e convencoes
Exercicios contabilidade  principios e convencoesExercicios contabilidade  principios e convencoes
Exercicios contabilidade principios e convencoes
 
Bp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidosBp exercicios resolvidos
Bp exercicios resolvidos
 

Semelhante a Plano de contas contabil

Custos processosoperaçõescontabeiscpoc
Custos processosoperaçõescontabeiscpocCustos processosoperaçõescontabeiscpoc
Custos processosoperaçõescontabeiscpocGeraldo Luis Araujo
 
Apostila de Contabilidade básica para concurso
Apostila de Contabilidade básica para concursoApostila de Contabilidade básica para concurso
Apostila de Contabilidade básica para concursoBruna Pedroso
 
Resumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade BásicaResumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade Básicaeadrede
 
Contabilidade básica resumão
Contabilidade básica resumãoContabilidade básica resumão
Contabilidade básica resumãocontacontabil
 
Fundamentos da contabilidade
Fundamentos da contabilidadeFundamentos da contabilidade
Fundamentos da contabilidadeCalculos Na Veia
 
Contabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitosContabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitosapostilacontabil
 
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
 Módulo 1   Contabilidade Gerencial Módulo 1   Contabilidade Gerencial
Módulo 1 Contabilidade GerencialPUC Minas
 
Contabilidade elementos essenciais lancamento
Contabilidade elementos essenciais lancamentoContabilidade elementos essenciais lancamento
Contabilidade elementos essenciais lancamentoapostilacontabil
 
Escrituracao contabil lancamentos
Escrituracao contabil lancamentosEscrituracao contabil lancamentos
Escrituracao contabil lancamentosapostilacontabil
 
Contabilidade Pública
Contabilidade PúblicaContabilidade Pública
Contabilidade PúblicaBiosfera MS
 
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10Wandick Rocha de Aquino
 
Aula 1 - Definição de Contabilidade
Aula 1 - Definição de Contabilidade Aula 1 - Definição de Contabilidade
Aula 1 - Definição de Contabilidade MestredaContabilidade
 
Apostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadoresApostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadoresMarcus Oliveira
 
Apostila contabilidade facil
Apostila contabilidade facilApostila contabilidade facil
Apostila contabilidade facilapostilacontabil
 

Semelhante a Plano de contas contabil (20)

Custos processosoperaçõescontabeiscpoc
Custos processosoperaçõescontabeiscpocCustos processosoperaçõescontabeiscpoc
Custos processosoperaçõescontabeiscpoc
 
Apostila de Contabilidade básica para concurso
Apostila de Contabilidade básica para concursoApostila de Contabilidade básica para concurso
Apostila de Contabilidade básica para concurso
 
Resumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade BásicaResumo Básico de Contabilidade Básica
Resumo Básico de Contabilidade Básica
 
Contabilidade básica resumão
Contabilidade básica resumãoContabilidade básica resumão
Contabilidade básica resumão
 
Patrimonio aula 4
Patrimonio aula 4Patrimonio aula 4
Patrimonio aula 4
 
Patrimonio aula 4
Patrimonio aula 4Patrimonio aula 4
Patrimonio aula 4
 
Relatórios Contábeis.pptx
Relatórios Contábeis.pptxRelatórios Contábeis.pptx
Relatórios Contábeis.pptx
 
Fundamentos da contabilidade
Fundamentos da contabilidadeFundamentos da contabilidade
Fundamentos da contabilidade
 
Contabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitosContabilidade geral conceitos
Contabilidade geral conceitos
 
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
 Módulo 1   Contabilidade Gerencial Módulo 1   Contabilidade Gerencial
Módulo 1 Contabilidade Gerencial
 
Contabilidade elementos essenciais lancamento
Contabilidade elementos essenciais lancamentoContabilidade elementos essenciais lancamento
Contabilidade elementos essenciais lancamento
 
Escrituracao contabil lancamentos
Escrituracao contabil lancamentosEscrituracao contabil lancamentos
Escrituracao contabil lancamentos
 
Contabilidade Pública
Contabilidade PúblicaContabilidade Pública
Contabilidade Pública
 
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
Práticas Financeiras e Contábeis - :Aulas 9 e 10
 
A contabilidade
A contabilidadeA contabilidade
A contabilidade
 
Aula 1 - Definição de Contabilidade
Aula 1 - Definição de Contabilidade Aula 1 - Definição de Contabilidade
Aula 1 - Definição de Contabilidade
 
Contabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.pptContabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.ppt
 
Contabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.pptContabilidade Basico.ppt
Contabilidade Basico.ppt
 
Apostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadoresApostila contabilidade para_nao_contadores
Apostila contabilidade para_nao_contadores
 
Apostila contabilidade facil
Apostila contabilidade facilApostila contabilidade facil
Apostila contabilidade facil
 

Mais de simuladocontabil (20)

Contabilidade decifrada 10
Contabilidade decifrada 10Contabilidade decifrada 10
Contabilidade decifrada 10
 
Cb atividade1
Cb atividade1Cb atividade1
Cb atividade1
 
Dos produtos vendidos (cpv)
Dos produtos vendidos (cpv)Dos produtos vendidos (cpv)
Dos produtos vendidos (cpv)
 
Matematica rm triangulo retangulo
Matematica rm triangulo retanguloMatematica rm triangulo retangulo
Matematica rm triangulo retangulo
 
Gp impactos
Gp impactosGp impactos
Gp impactos
 
Contabilidade decifrada 05
Contabilidade decifrada 05Contabilidade decifrada 05
Contabilidade decifrada 05
 
Contabilidade basica peps ueps
Contabilidade basica peps uepsContabilidade basica peps ueps
Contabilidade basica peps ueps
 
Cetec ensino médio
Cetec ensino médioCetec ensino médio
Cetec ensino médio
 
Pfc tabela comparativa
Pfc tabela comparativaPfc tabela comparativa
Pfc tabela comparativa
 
Avaliação do ativo e passivo estoques
Avaliação do ativo e passivo estoquesAvaliação do ativo e passivo estoques
Avaliação do ativo e passivo estoques
 
Indices
IndicesIndices
Indices
 
Resumo ativo
Resumo ativoResumo ativo
Resumo ativo
 
Principios de contabilidade
Principios de contabilidadePrincipios de contabilidade
Principios de contabilidade
 
Patrimonio
PatrimonioPatrimonio
Patrimonio
 
Contabilidade decifrada 15
Contabilidade decifrada 15Contabilidade decifrada 15
Contabilidade decifrada 15
 
Ganhos e perdas
Ganhos e perdasGanhos e perdas
Ganhos e perdas
 
Apostila etec pfo
Apostila etec   pfoApostila etec   pfo
Apostila etec pfo
 
Contabilidade decifrada 09
Contabilidade decifrada 09Contabilidade decifrada 09
Contabilidade decifrada 09
 
Custo das mercadoria vendidas
Custo das mercadoria vendidasCusto das mercadoria vendidas
Custo das mercadoria vendidas
 
Encerramento do exercicio
Encerramento do exercicioEncerramento do exercicio
Encerramento do exercicio
 

Plano de contas contabil

  • 1. CONTABILIDADE GERAL José Mauro BACELLAR de Almeida 1
  • 2. Contabilidade Geral Contabilidade e Patrimônio Estrutura das demonstrações: • Balanço Patrimonial • Demonstração do Resultado do Exercício • Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido, Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados 2
  • 3. Contabilidade Objetivos: • CONTROLAR • INFORMAR Clientes: • Internos: administradores/donos, empregados • Externos: financiadores, governo, investidores etc. 3
  • 4. Patrimônio É o objeto da Contabilidade • Contabilidade é a ciência social que estuda, registra, controla, interpreta e demonstra os fatos ocorridos no PATRIMÔNIO das entidades, visando informar sua composição, alterações e resultados produzidos 4
  • 5. Patrimônio É o conjunto de bens, direitos e obrigações • BEM = satisfaz as necessidades. Pode ser tangível (material) ou intangível (abstrato) • DIREITO = valores a receber • OBRIGAÇÃO = valores a pagar Lógica da integração patrimonial => 5
  • 6. Patrimônio Representação gráfica: BENS OBRIGAÇÕES DIREITOS Equação: Bens + Direitos = Obrigações 6
  • 7. Patrimônio Bens + Direitos = ATIVO (parte positiva) Obrigações = PASSIVO (parte negativa) • Passivo exigível = valores a pagar a terceiros • Passivo não exigível = investimento dos proprietários (valor original + ganhos não “retirados”) = PATRIMÔNIO LÍQUIDO ATIVO = PASSIVO + PATRIMÔNIO LÍQUIDO 7
  • 8. Situação Patrimonial Líquida BALANÇO PATRIMONIAL 1 PASSIVO ATIVO PATRIMÔNIO LÍQUIDO • Ativo > Passivo Exigível => empresa tem bens e direitos suficientes para cobrir suas obrigações e ainda sobra recursos para os proprietários (situação patrimonial líquida positiva) 8
  • 9. Situação Patrimonial Líquida BALANÇO PATRIMONIAL 2 ATIVO PASSIVO • Ativo = Passivo Exigível => bens e direitos saldam apenas os compromissos com terceiros, não sobrando recursos para os donos do negócio (situação patrimonial líquida nula) 9
  • 10. Situação Patrimonial Líquida BALANÇO PATRIMONIAL 3 ATIVO PASSIVO PATRIMÔNIO LÍQUIDO • Ativo < Passivo Exigível => dívidas superam os bens + direitos: PASSIVO A DESCOBERTO (situação patrimonial líquida negativa) 10
  • 11. Patrimônio Visão financeira: ATIVO PASSIVO + PL APLICAÇÕES ORIGENS DE RECURSOS DE RECURSOS 11
  • 12. Patrimônio Visão financeira: FONTE DE CAPITAIS APLICAÇÕES DE TERCEIROS DE RECURSOS FONTE DE CAPITAIS PRÓPRIOS 12
  • 13. Patrimônio Líquido É composto por: • CAPITAL SOCIAL • RESERVAS • RESULTADOS ACUMULADOS Aumenta por lucros e novos aportes de capital Diminui por prejuízos e retiradas de lucros 13
  • 14. Resultado do Exercício (período) • RECEITA = indenização por atender necessidade de 3°; acréscimo ao PL (por vendas) que aumenta a riqueza • DESPESA = consumo de ativos para obter receita RESULTADO = RECEITA – DESPESA • Pode ser Lucro (R>D), Prejuízo (R<D) ou Nulo (R=D) • Demonstrativo “vertical” (demonstração dedutiva) 14
  • 15. Patrimônio Considere as seguintes afirmações relacionadas com a equação patrimonial: I - o resultado da soma do ativo com o patrimônio líquido é igual ao passivo; II - ao subtrairmos do ativo a soma do passivo com o patrimônio líquido, encontramos um valor igual a zero; III - ao subtrairmos do ativo o patrimônio líquido, encontramos um valor igual ao passivo; IV - o resultado da subtração do patrimônio líquido pelo passivo é igual ao ativo; V - ao somarmos o ativo com o passivo, encontramos um valor igual ao patrimônio líquido. Estão corretas somente as afirmativas: (A) I e IV (B) II e III (C) II e IV (D) III e IV (E) IV e V 15
  • 16. Patrimônio Uma empresa possui um passivo a descoberto quando: (A) o passivo é superior ao ativo (B) ativo = passivo + patrimônio líquido (C) ativo = patrimônio líquido (D) ativo = passivo (E) o patrimônio líquido é nulo 16
  • 17. Patrimônio Os bens de uma empresa são representados por contas de: (A) receita (B) passivo (C) patrimônio líquido (D) ativo (E) despesa 17
  • 18. Patrimônio Assinale a alternativa que indica situação patrimonial inconcebível: (A) Situação Líquida = Ativo (B) Situação Líquida > Ativo (C) Situação Líquida < Ativo (D) Situação Líquida > Passivo Exigível (E) Situação Líquida < Passivo Exigível 18
  • 19. Sistema Contábil CONTA = representa um componente patrimonial (bem, direito, obrigação) ou de resultado (receita, despesa) • Concentra as anotações relativas às operações homogêneas (conta da receita com vendas, conta do dinheiro em caixa, conta de fornecedores a pagar etc.) 19
  • 20. Sistema Contábil • As contas são movimentadas através de registros (lançamentos) contábeis • Os lançamentos aumentam ou diminuem os saldos das contas Ex.: entrada de dinheiro na empresa aumenta a conta Caixa; saída de dinheiro diminui essa mesma conta Caixa Saldo Final da Conta = Saldo Inicial + Entradas – Saídas 20
  • 21. Sistema Contábil • Os aumentos nas contas do Ativo chamam-se DÉBITOS. Inversamente, as diminuições no Ativo são CRÉDITOS (a natureza dos saldos ativos é, portanto, devedora) • Os aumentos nas contas do Passivo chamam- se CRÉDITOS. As diminuições no Passivo chamam-se DÉBITOS (a natureza dos saldos passivos é credora) 21
  • 22. Sistema Contábil • As Despesas aumentam por DÉBITOS e diminuem por CRÉDITOS (saldo de natureza devedora = saldo devedor) • As Receitas aumentam por CRÉDITOS e diminuem por DÉBITOS (saldo de natureza credora = saldo credor) • O RESULTADO apurado será credor (Receita>Despesa), na maioria dos casos 22
  • 23. Sistema Contábil Representação gráfica simplificada de qualquer conta contábil (razonete conta T) débito crédito 23
  • 24. Sistema Contábil MÉTODO DAS PARTIDAS DOBRADAS = sua adoção permite o controle de todas as operações da empresa • Fundamento: qualquer operação será registrada a débito e a crédito nas contas contábeis, pois sempre há mais de uma “face” em qualquer operação (não há débito sem crédito e vice- versa) 24
  • 25. Sistema Contábil BALANCETE DE VERIFICAÇÃO = é uma lista de todas as contas contábeis de uma empresa, sem ordenação específica, apresentando seus respectivos saldos e, às vezes, também os totais movimentados a débito e a crédito • O Balancete serve para verificar o “fechamento” contábil dos totais devedores com os credores 25
  • 26. Plano de Contas Contábil • É um conjunto de contas, diretrizes e normas que disciplinam o uso das contas contábeis e uniformizam seus registros • Descrevem a função e o uso de cada conta contábil da empresa • Estruturam e organizam a contabilidade 26
  • 27. Livros de Escrituração Contábil • Principais: DIÁRIO (cronologia das operações) e RAZÃO (sistematização das operações nas contas contábeis) • Exigibilidade legal dos principais livros: Livro Diário, Livro Razão, Livro de Apuração do Lucro Real, Livro Registro de Duplicatas 27
  • 28. Estrutura das demonstrações As empresas devem (Lei 6.404/76) apresentar um conjunto de informações composto por: • Relatório da Administração • Balanço Patrimonial (BP) • Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) • Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos (DOAR) • Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL) : pode substituir a Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados • Notas Explicativas • Parecer dos Auditores Independentes • Parecer do Conselho Fiscal 28
  • 29. Estrutura do Balanço Patrimonial • As contas de Ativo são apresentadas em ordem decrescente dos prazos esperados de realização (transformação em dinheiro = liquidez) • As contas de Passivo são apresentadas de acordo com os prazos esperados de exigibilidade (vencimento das obrigações, maturidade das dívidas) 29
  • 30. Estrutura do Balanço Patrimonial (Lei 6404/76) ATIVO PASSIVO CIRCULANTE CIRCULANTE .Disponível .Empréstimos e Financiamentos .Clientes .Debêntures .Outros créditos .Fornecedores .Investimentos Temporários .Obrigações Fiscais .Estoques .Outras Obrigações .Despesas Antecipadas .Provisões REALIZÁVEL A LONGO PRAZO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO (vide PC) .Créditos e Valores .Investimentos Temporários RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS .Despesas Antecipadas .Receitas de Exercícios Futuros .Despesas de Exercícios Futuros PERMANENTE .Investimentos PATRIMÔNIO LÍQUIDO .Imobilizado CAPITAL SOCIAL .Diferido RESERVAS + LUCROS ACUMULADOS 30
  • 31. Estrutura do Balanço Patrimonial • CIRCULANTE = valores cuja realização (caso Ativo) ou vencimento (caso Passivo) ocorrem até o final exercício social seguinte • LONGO PRAZO = direitos (ARLP) e obrigações (PELP) com vencimentos após o término do exercício social seguinte • ATIVO PERMANENTE = bens de uso constante nas operações 31
  • 32. Demonstr.Resultado Exercício • É uma demonstração dedutiva = deduz-se as despesas da receita principal do negócio • Lista as receitas e as despesas demonstrando como a empresa apurou lucro ou prejuízo • O lucro pode ser distribuído aos acionistas ou ser reinvestido no negócio 32
  • 33. Estrutura das demonstrações DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO RECEITA OPERACIONAL BRUTA (-) Deduções : Vendas Canceladas Abatimentos Concedidos e Descontos Incondicionais Impostos incidentes sobre Vendas e Serviços RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA (-) Custo dos Produtos (ou Mercadorias) Vendidos e /ou Serviços Prestados RESULTADO BRUTO (se positivo : LUCRO BRUTO) (-) Despesas Operacionais : com Vendas Gerais e Administrativas Financeiras (líquidas das Receitas e incluindo variações monetárias) Outras Receitas / (Despesas) Operacionais (+) Resultados de Participações Acionárias RESULTADO OPERACIONAL (se positivo : LUCRO OPERACIONAL) (+) Receitas Não Operacionais (-) Despesas Não Operacionais RESULTADO ANTES DOS IMPOSTOS, CONTRIBUIÇÕES E PARTICIPAÇÕES (se posit.: Lucro...) (-) Provisão para Impostos de Renda (-) Provisão para Contribuição Social (-) Participações (Debenturistas, Empregados, Administradores etc.) RESULTADO LÍQUIDO (se positivo : LUCRO LÍQUIDO) 33
  • 34. Estrutura das demonstrações DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO (DMPL) MOVIMENTAÇÃO Capital Reservas Reservas Lucros TOTAL de Capital de Lucros Acumulados Saldo em 31/12/x1 Ajustes de exercícios anteriores Aumento de capital Reversões de reservas Lucro líquido do exercício Proposta de destinação do lucro : Reserva Legal Reserva Estatutária Reserva para Contingências Dividendos Compensação de prejuízos Saldo em 31/12/x2 34
  • 35. Estrutura das demonstrações DEMONSTRAÇÃO DAS ORIGENS E APLICAÇÕES DE RECURSOS (DOAR) ORIGENS DE RECURSOS (a) Das operações .Lucro líquido do exercício (+) Depreciação, amortização e exaustão (+) Variações monetárias e cambiais líquidas (longo prazo) (+) Resultado da equivalência patrimonial Dos acionistas .Integralização de capital De terceiros .Novos empréstimos de longo prazo .Redução do Realizável a Longo Prazo APLICAÇÕES DE RECURSOS (b) .Aquisições de Ativo Permanente .Adições ao Realizável a Longo Prazo .Dividendos pagos ou propostos .Transferências do Exigível Longo Prazo para o Passivo Circulante AUMENTO/(DIMINUIÇÃO)DO CAPITAL CIRCULANTE LÍQUIDO-CCL (a-b) Representado por : .Aumento no Ativo Circulante .Aumento no Passivo Circulante Variação no Capital Circulante Líquido 35
  • 36. Estrutura das demonstrações Outros relatórios: • Relatório da Administração = prestação de contas da diretoria; apresenta a empresa, resultados, perspectivas e outras informações relevantes • Notas Explicativas= esclarecem fatos detalhes importantes: critérios avaliação; reavaliações ativo;ônus reais e garantias prestadas; taxas de juros, vencimento, garantias obrigações Longo Prazo; contingências; eventos subseqüentes etc. • Parecer dos Auditores Independentes = atesta a veracidade das demonstrações • Parecer do Conselho Fiscal = aprova as demonstrações 36
  • 37. Operações com Mercadorias • Conta Mista (Inventário Periódico) • Conta Desdobrada (Inventário Permanente ou Periódico) • Agregar gastos com fretes e seguros sobre compras • Deduzir impostos recuperáveis (ex.: ICMS) e descontos incondicionais • Métodos de avaliação dos estoques: PEPS, Custo Médio etc. 37
  • 38. Depreciação, Amortização e Exaustão • DEPRECIAÇÃO: perda de valor (despesa ou custo) dos bens sujeitos a desgaste • AMORTIZAÇÃO: perda de valor do capital aplicado; diferimento de gastos que contribuirão com os resultados de mais de um período • EXAUSTÃO: perda de valor decorrente da exploração de recursos naturais 38
  • 39. Provisões e Reservas • PROVISÃO: estimativa de perdas prováveis (ex.: depreciação) • RESERVA: visa proteger a integridade do Capital Social e investimentos. Pode ser: – Reservas de Capital: ágio, doações e subvenções etc. – Reservas de Reavaliação: imobilizado e investimentos – Reservas de Lucros: Legal, Estatutária, Contingências, Investimentos e Lucros a Realizar 39
  • 40. Investimentos em empresas Controladas e Coligadas • Os investimentos podem ser avaliados pelo custo de aquisição ou pelo Método da Equivalência Patrimonial (coligadas e controladas) • Investimento em empresa Coligada = participação>10% do capital da investida, sem controlá-la administrativamente • Investimento em empresa Controlada = participação>20% do capital da investida ou coligada controlada administrativamente 40
  • 41. Patrimônio A empresa Cascata comprou uma máquina por R$350.000 em 5 prestações iguais, sendo uma entrada no ato da compra e 4 pagamentos mensais. Após a contabilização da operação, o patrimônio da empresa sofreu a seguinte alteração: (A) Diminuiu o Ativo em R$ 70.000 e aumentou o Passivo em R$ 280.000 (B) Aumentou o Ativo em R$ 280.000 e aumentou o Passivo em R$ 280.000 (C) Aumentou o Ativo em R$ 280.000 e aumentou o Passivo em R$350.000 (D) Aumentou o Ativo em R$ 350.000 e aumentou o Passivo em R$ 280.000 (E) Aumentou o Ativo em R$ 350.000 e aumentou o Passivo em R$ 350.000 41
  • 42. Princípios e Convenções Contábeis Uma empresa, que adota o ano civil como exercício social, desconta uma nota promissória de R$100.000 em 1/out/a com vencimento para 31/jan/b e juros de R$8.000. O impacto na sua DRE de 31/dez/a será: (A) Nulo, por se tratar de Resultado de Exercícios Futuros (B) Apropriação despesa financeira R$4.000 (C) Apropriação despesa financeira R$8.000 (D) Apropriação despesa financeira R$2.000 (E) Apropriação despesa financeira R$6.000 42
  • 43. Balanço Patrimonial A alternativa que contém os subgrupos de contas do Ativo Permanente na correta disposição em que devem ser apresentados no Balanço Patrimonial, de acordo com a Lei nº 6.404/76 é: (A) Disponível, Realizável a Longo Prazo, Permanente e Despesas (B) Disponível, Realizável no Curso do Exercício Social Seguinte e Diferido (C) Investimentos, Imobilizado e Despesas do Exercício Seguinte (D) Investimentos, Imobilizado e Diferido (E) Resultados de Exercícios Futuros, Imobilizado e Diferido 43
  • 44. Balanço Patrimonial De acordo com a Lei6404/76, as contas do Ativo Circulante serão classificadas assim: (A)disponibilidades, valores a receber e estoques (B) disponibilidades, direitos realizáveis no exercício social subseqüente e despesas do exercício seguinte (C) disponibilidades, direitos realizáveis durante o exercício e despesas do exercício seguinte (D) disponibilidades, créditos em geral, estoques e despesas antecipadas (E) disponibilidades, valores a receber, estoques e despesas antecipadas 44
  • 45. Balanço Patrimonial De acordo com a Lei6404/76, as contas do Passivo serão classificadas nos seguintes grupos: (A) Passivo Circulante (PC), Passivo Exigível a Longo Prazo (PELP) e Resultados de Exercícios Futuros (REF) (B) PC, Passivo Exigível (PE) e REF (C) PC, PELP, REF e Patrimônio Líquido (PL) (D) PC, PELP, REF e PL dividido em Capital, Reservas de Lucros, Reservas de Reavaliação, Reservas de Capital, e Lucros ou Prejuízos Acumulados (E) PC, PELP, REF e PL dividido em Capital Social, Reservas de Capital, Reservas de Reavaliação, Reservas de Lucros, e Lucros ou Prejuízos Acumulados 45
  • 46. Balanço Patrimonial Os créditos com controladas e os créditos com coligadas devem constar no Balanço Patrimonial como: (A) Ativo Permanente (B) Ativo Circulante (C) Ativo Realizável a Longo Prazo (D) Exigível a Longo Prazo (E) Reservas de Capital 46
  • 47. Balanço Patrimonial Uma empresa cujo exercício coincide com o ano civil contratou empréstimo bancário em 1/set. com vencimento para 12 meses, pagando antecipadamente R$720 de juros. O Balanço Patrimonial em 31/12 em decorrência, apresentou: (A)Acréscimo no disponível = R$ 240 (B)Valor realizável a curto prazo = R$ 240 (C)Realização a longo prazo = R$ 720 (D)Despesa do exercício seguinte = R$ 480 (E)Passivo circulante = R$ 480 47
  • 48. Balanço Patrimonial (CP=Curto Prazo) Contador classificou no Ativo Circulante: Bancos conta Movimento, Participações em Sociedades Controladas, Estoques, Ações em Tesouraria, Duplicatas a Receber (CP), Duplicatas Descontadas, Capital Social a Integralizar, Provisão para Devedores Duvidosos (CP), Empréstimos a Diretores (CP), Despesas pagas Antecipadamente. Esta classificação foi incorreta em relação a: (A) 4 contas; (B) 3 contas; (C) 2 contas; (D) 1 conta; (E) 5 contas 48
  • 49. Balanço Patrimonial As participações permanentes em outras sociedades e os direitos não classificáveis no Ativo Circulante, e que não se destinem à manutenção da atividade da empresa, serão classificados como: (A) Ativo Imobilizado (B) Ativo Diferido (C) Investimentos (D) Ativo Realizável a Longo Prazo (E) Exigível a Longo Prazo 49
  • 50. Balanço Patrimonial O Ativo Permanente Imobilizado é formado: (A)Apenas por bens intangíveis e direitos da entidade utilizados em suas atividades (B)Por todos os bens tangíveis utilizados além dos direitos de longo prazo da entidade (C)Apenas por bens tangíveis utilizados no desenvolvimento de suas atividades (D)Por bens e direitos da entidade utilizados no desenvolvimento de suas atividades (E)Somente por bens depreciáveis utilizados no desenvolvimento de suas atividades 50
  • 51. Balanço Patrimonial Caixa = R$180; Reservas = R$90; Duplicatas a Pagar = R$60; Clientes = R$227; Mercadorias = R$130; Financiamentos = R$170; Capital Social = R$100; Vendas=R$475; Despesas = R$358. O Patrimônio Líquido é: (A) R$217; (B) R$307; (C) R$330; (D) R$360; (E) R$665 51
  • 52. Sistema Contábil Numa operação em que há o aumento do Patrimônio Líquido, ocasionado por uma diminuição do Passivo superior à diminuição do Ativo, o fato contábil pertinente pode ser representado pela: (A)Venda de um bem com lucro (B)Compra de mercadorias a prazo (C)Quitação de uma dívida com desconto (D)Renovação de dívidas com incidência de juros (E)Prescrição de dívida sem qualquer contraprestação 52
  • 53. Sistema Contábil Um lançamento a Débito em conta do Ativo Circulante e a Crédito em conta do Patrimônio Líquido indica que a empresa: (A)Adquiriu um bem à vista (B)Aumentou o capital social (C)Contraiu uma dívida futura (D)Recebeu um direito com juros (E)Pagou uma dívida com desconto 53
  • 54. Sistema Contábil (PL=Patrimônio Líquido) O pagamento de uma obrigação acrescida de juros é uma operação que: (A)Diminui PL, diminui Passivo e aumenta Ativo (B)Diminui Ativo, diminui Passivo e diminui PL (C)Diminui Ativo, diminui Passivo e aumenta PL (D)Diminui Ativo, diminui Passivo e não altera PL (E)Diminui Passivo, aumenta o Ativo e não altera PL 54
  • 55. Sistema Contábil Início Conta Fim $15 Caixa $ 5 $10 Mercadorias $10 $ 5 Fornecedores $ 5 $20 Capital $10 Considerando que ocorreu um único fato contábil, a alteração dos valores pode ser justificada por: (A) Mudança na composição do quadro social com transferência de participação entre sócios (B) Venda de mercadorias com prejuízo (C) Compra e venda de mercadorias com lucro (D) Venda de mercadorias com lucro (E) Desligamento de sócio sem transferir participação 55
  • 56. Sistema Contábil A depreciação é um procedimento que afeta: (A) Todo o Ativo Permanente (B) Todo o Ativo Permanente Diferido (C) Todo o Imobilizado Tangível (D) Parte do Ativo Imobilizado Tangível (E) Parte do Ativo Imobilizado Intangível 56
  • 57. Sistema Contábil (Db.=Débito; Cr.=Crédito) 1) Db. Provisão p/Devedores Duvidosos e Cr. Duplicatas a Receber = R$36.000 2) Db. Devedores Duvidosos e Cr. Provisão p/Devedores Duvidosos = R$210.000 3) Db. Encargos de Depreciação e Cr. Depreciação Acumulada = R$70.000 4) Db. Prêmios de Seguros a Vencer e Cr. Contas a Pagar = R$44.000 5) Db. Contas a Pagar e Cr. Caixa = R$26.000 Nos lançamentos anteriores, os valores debitados em Contas de Resultado totalizam: (A) R$306.000; (B) R$280.000; (C) R$254.000; (D) R$36.000 57
  • 58. Sistema Contábil Uma empresa deixou de contabilizar despesas de salário incorridas e não pagas = R$2.000 e receitas de serviços recebidas = R$3.000. Podemos dizer que em seu Balanço: (A)Caixa < real; Passivo < real; Lucro > real (B)Caixa > real; Passivo > real; Lucro < real (C)Caixa > real; Passivo < real; Lucro < real (D)Caixa < real; Passivo < real; Lucro < real 58
  • 59. Sistema Contábil (Db.=Débito; Cr.=Crédito) 1) Db. Despesas Não Operacionais e Cr. Móveis e Utensílios = R$3.000 2) Db. Depreciação Acumulada e Cr. Receitas Não Operacionais = R$2.400 3) Db. Caixa e Cr. Receitas Não Operacionais = R$3.000 4) Db. Móveis e Utensílios e Cr. Fornecedores = R$2.400 Da análise conjunta dos lançamentos acima, conclui-se, em termos de grupos de contas do Balanço Patrimonial, que: (A) Patrimônio Líquido (PL) diminuiu R$2.400 e Ativo Circulante (AC) diminuiu R$3.000 (B) PL diminuiu R$2.400 e Ativo Permanente (AP) aumentou em igual valor (C) AP diminuiu R$600 e PL aumentou R$5.400 (D) AP diminuiu R$600 e PL aumentou R$2.400 (E) AP aumentou R$1.800 e PL aumentou R$2.400 59
  • 60. Depreciação, Amortização e Exaustão Uma Cia. de Mineração adquiriu terreno contendo jazida de minério por R$4.500.000. Teve gastos com pesquisa, prospecção e estudos geológicos no montante de R$450.000, e a reserva foi estimada em 500.000 toneladas. O valor da quota de exaustão por tonelada de minério é: (A)9,00 (B)90.000,00 (C)9,90 (D)9.900,00 60
  • 61. Provisão para Devedores Duvidosos O registro contábil da provisão para créditos de liquidação duvidosa tem como contrapartida devedora a conta de resultado: (A) despesas do exercício seguinte (B) provisão para devedores duvidosos (C) duplicatas a receber (D) lucros acumulados (E) despesas com a constituição de provisões 61
  • 62. Notas Explicativas As demonstrações financeiras devem ser complementadas com notas explicativas que destacam e interpretam: (A) fatos passados que venham a interferir nos resultados da empresa (B) somente critérios de avaliação dos elementos patrimoniais (C) os critérios de avaliação dos elementos patrimoniais e as participações societárias (D) fatos passados, presentes e futuros, significativos nos negócios e resultados da empresa, e de importância para os usuários das informações contábeis (E) fatos passados e presentes que venham a interferir nos resultados da empresa 62
  • 63. Notas Explicativas As Notas Explicativas que complementam as DFs, deverão indicar: (A) Os investimentos em outras sociedades, quando não relevantes (B) Os principais fornecedores de insumos (C) Os ônus reais constituídos sobre o Passivo e as garantias recebidas de terceiros (D) As opções de compra de ações exercidas (E) A taxa de juros, as datas de vencimento e as garantias das obrigações de curto prazo 63
  • 64. Demonstr.Resultado do Exercício A Demonstração do Resultado do Exercício é um relatório contábil que apresenta: (A) As despesas pagas e as receitas recebidas entre dois momentos (B) As despesas pagas e as receitas realizadas entre dois momentos (C) O Patrimônio Líquido e sua distribuição em um determinado momento (D) As despesas incorridas e as receitas recebidas entre dois momentos (E) As despesas e as receitas incorridas e realizadas entre dois momentos 64
  • 65. Demonstr.Resultado do Exercício Revenda Mercadorias = R$1.000; Serviços Prestados = R$600; Icms s/revenda = R$200; Iss = R$30; CMV = R$350; CSP = R$250; Despesas Operacionais = R$300; Receitas Financeiras = R$80. O lucro será: (A)R$220 (B)R$580 (C)R$550 (D)R$150 (E)negativo em R$50 (prejuízo) 65
  • 66. Demonstr.Resultado do Exercício Mercadorias p/revenda: Estoq.Inic.=R$190 Compras=R$580 Estoq.Final=R$230 Receita Líquida = R$1.500. Receitas Financeiras=R$100. O Lucro Bruto será: (A) R$1.240 (B) R$1.060 (C) R$1.050 (D)R$970 (E)R$960 66
  • 67. Capital Circulante Líquido CCL = Ativo Circulante – Passivo Circulante • Também conhecido como Capital de Giro Líquido, tem suas variações demonstradas pela DOAR 67
  • 68. Balancete p/ Balanço Patrimonial (alternativas respost.próximo slide)... O balancete da Cia. XYZ apresenta os seguintes saldos: CONTA Saldo 31/DEZ/X1 – em Reais Imobilizado 500,00 Depreciação Acumulada 75,00 Caixa 50,00 Contas a Pagar 200,00 Contas a Receber 250,00 Estoques 10,00 Financiamentos a Longo Prazo 300,00 Salários a Pagar 50,00 Impostos a Recolher 20,00 Patrimônio Líquido 165,00 68
  • 69. Balancete p/ Balanço Patrimonial Com base nessas informações, assinale a alternativa correta (A) o Passivo Circulante é igual a R$ 345,00 (B) o Exigível a Longo Prazo é igual a R$ 800,00 (C) o Realizável a Longo Prazo é igual a R$ 300,00 (D) o Ativo Permanente é igual a R$ 425,00 (E) o Ativo Circulante é igual a R$ 320,00 69
  • 70. Capital Circulante Líquido Analisando as demonstrações financeiras da Cia. XYZ, apresentadas no balancete anterior, o Capital Circulante Líquido é: (A) R$ 310,00 (B) R$ 270,00 (C) R$ 425,00 (D) R$ 40,00 (E) R$ 30,00 70
  • 71. Capital Circulante Líquido O Capital de Giro Líquido pode ser obtido pela diferença entre (A) o Ativo Permanente e o Patrimônio Líquido (B) o Ativo Circulante menos os Estoques e o Realizável a Longo Prazo (C) o Ativo Circulante e a Demonstração de Resultados (D) o Ativo Circulante e o Passivo Circulante (E) o Ativo e o Passivo não Oneroso 71
  • 72. Capital Circulante Líquido Observe o Balanço Patrimonial a seguir, com valores em reais. (alternativas de resposta no próx.slide) ATIVO PASSIVO Circulante 890.000 Circulante 700.000 Disponível 36.000 Fornecedores 450.000 Aplicações Financeir. 110.000 Impostos a Pagar 130.000 Duplicatas a Receber 464.000 Empréstimos Bancários 70.000 Estoques 280.000 Salários e Comissões 50.000 Realizável Long.Prazo 120.000 Exigível a Longo Prazo 110.000 Duplicatas a Receber 100.000 Duplicatas a Pagar 60.000 Empréstimos à Diretor. 20.000 Empréstimos 50.000 Permanente 340.000 Patrimônio Líquido 540.000 Investimentos 80.000 Capital 280.000 Imobilizado 250.000 Reservas 140.000 Diferido 10.000 Lucros Acumulados 120.000 Total 1.350.000 Total 1.350.000 72
  • 73. Capital Circulante Líquido(cont.) O valor do Capital Circulante Líquido, em reais, é de; (A) 146.000,00 (B) 190.000,00 (C) 200.000,00 (D) 280.000,00 (E) 540.000,00 73
  • 74. Capital Circulante Líquido Passivo Circulante = R$1.936; Ativo Permanente = R$678; Exigível a Longo Prazo = R$96; Realizável a Longo Prazo = R$65; Resultado de Exercícios Futuros = R$200. Neste balanço, o Capital Circulante Líquido foi de R$2.168. O Patrimônio Líquido totaliza: (A) R$679 (B) R$2.215 (C) R$2.423; (D) R$2.615 (E) R$3.808 74
  • 75. Capital Circulante Líquido Bancos = R$9; Caixa = R$3; Capital = R$20; Estoque final = R$16; Duplicatas a Pagar = R$28; Custo das Vendas = R$20; Duplicatas a Receber = R$14; Vendas = R$50; Duplicatas Descontadas = R$6. O Capital Circulante Líquido e o Patrimônio Líquido, respectivamente, serão: (A) R$8 e R$50 (B) R$8 e R$30 (C) R$14 e R$30; (D) R$14 e R$50 (E) R$42 e R$30 75
  • 76. Capital Circulante Líquido (opções no slide seguinte) O Balanço Patrimonial de uma empresa estava constituído, em um determinado momento, pelos seguintes valores: Ativo Circulante............................. R$ 3.000,00 Ativo Realizável a Longo Prazo.... R$ 1.000,00 Ativo Permanente.......................... R$ 9.000,00 Passivo Circulante......................... R$ 2.000,00 Passivo Exigível a Longo Prazo.... R$ 1.500,00 Patrimônio Líquido......................... R$ 9.500,00 76
  • 77. Capital Circulante Líquido Conclui-se a partir dos dados do slide anterior que (A) o Capital Próprio da empresa é de R$ 3.500,00. (B) o Capital Circulante é de R$ 3.000,00. (C) o Capital Circulante Próprio é de R$ 1.500,00. (D) o Capital é de R$ 9.500,00 (E) o Capital Circulante Líquido é de R$ 1.000,00 77