Your SlideShare is downloading. ×
Mercado Brasileiro de Refrigerantes
Próximos SlideShare
Carregando em...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Mercado Brasileiro de Refrigerantes

3,010
views

Published on


0 Comentários
0 pessoas curtiram isso
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Be the first to like this

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3,010
No Slideshare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
0
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Curtidas
0
Incorporar 0
No embeds

Conteúdo do relatório
Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
No notes for slide

Transcript

  • 1. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS - UEGUNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CALDAS NOVAS ADMINISTRAÇÃO ANNA PATRÍCIA M. J. DA CRUZCAMILA CLÁUDIA DE B. FALCÃO CRISTIANE SEABRA ELIZÂNGELA LOPES DE LIMA MARIA HELENA DA SILVA CALDAS NOVAS 2012
  • 2. ESTRUTURA DEMERCADOBRASILEIRO:REFRIGERANTES
  • 3. COMPETIÇÃOMONOPOLÍSTICA• Grande Número de Produtores Competindo;• Produtos Diferenciados;• Livre Entrada e Saída da Indústria no Longo Prazo.
  • 4. GRANDE NÚMERO DEPRODUTORES COMPETINDOCada produtor tem alguma capacidade para fixar opreço do seu bem, mas o nível é limitado pelacompetição dos outros produtores, que produzembens próximos, mas não idênticos.Exemplo:The Coca-Cola Company, Antártica, Pepsico,Schincariol, Reflexa e etc.
  • 5. DIFERENCIAÇÃO DOPRODUTOVários produtores fabricam refrigerantesgaseificados, e cada um é diferente em termo degosto, da cadeia de restaurantes que o vende eetc.
  • 6. POR ESTILO OU TIPOEssa preferencia pode depender do humor doconsumidor, da sua dieta ou do que ele já comumantes.Exemplo:Diferenciação de normal, light, diet e zero.
  • 7. POR LOCALIZAÇÃOMuitos setores em competição monopolística oferecembens diferenciados pela localização.Exemplo:”Jesus” do Maranhão, “Mineiro” de Minas Gerais, entremuitos outros.
  • 8. LEGISLAÇÃONo Brasil, a indústria de refrigerantes cumpre asnormas estabelecidas pelo Ministério daAgricultura, Pecuária e Abastecimento, através doDecreto nº 6.871, de 4 dejunho de 2009, regulamenta a Lei nº 8.918, de 14 dejulho de 1994, que dispõe sobrepadronização, classificação, registro, inspeção, produção e fiscalização de bebidas.
  • 9. CONSUMO 28% da população consome O Brasil é um dos refrigerante pelo maiores menos 5 vezes consumidores de por semana; refrigerantes do mundo, ao lado dos Estados Unidos, China, Europa e México.
  • 10. ALIMENTOS MAIS CONSUMIDOS NO BRASIL Alimento (g/dia)1 Café 215,12 Feijão 182,93 Arroz 160,34 Sucos 1455 Refrigerante “Normal” 94,76 Carne Bovina 63,27 Pão de Sal 538 Sopas e Caldos 50,39 Aves 36,510 Macarrão 36,311 Leite Integral 34,712 Chá 31,313 Cerveja 31,1
  • 11. PRODUÇÃO• Em 2005, os refrigerantes apresentaram o maior número de lançamentos: novos produtos lançados com novas embalagens, sabores e linhas de produtos.• No ano de 2008, o volume total foi de 14.148.363 milhões de litros• Em 2009, passou para 14.339.322 milhões de litros, um aumento de 1,35%.
  • 12. INVESTIMENTOOs fabricantes estão programando um pacote de 5bilhões de dólares em investimentos para ospróximos três anos, o que poderá transformar oparque brasileiro no segundo maior do mundo.
  • 13. FATORES:• Explosão de vendas dos consumidores de menor renda (Consomem 37% do que as empresas produzem);• Setor que mais investe em publicidade no país;
  • 14. REFERÊNCIAS• KRUGMAN, Paul R., Introdução a Economia /Paul Krugman, Robim Weles, tradução Helga Hoffmann - Rio de Janeiro: Tesevier 2007- 3º reimpressão.• VALENTINI, Cíntia. Com todo o gás. Revista Veja, Editora Abril, São Paulo. Disponível em: <http://veja.abril.com.br/270598/p_140.html> Acesso: 23 de setembro de 2012.• Refrigerante. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Refrigerante> Acesso: 15 de setembro de 2012.