“As indústrias criativas e a economia 
criativa configuram um campo novo de estudo 
ainda em fase de solidificação, mas qu...
Indústria Criativa x Economia Criativa 
• INDÚSTRIA: produzem simultaneamente valor econômico e simbólico, 
tendo por base...
eCoNoMiA cRiAtIvA, 
o que é, afinal? 
É a abordagem que lida com a interface 
entre economia, cultura e tecnologia 
centra...
Origens na política de “Nação 
Criativa” da Austrália, em 1994; 
O conceito surge na Inglaterra, em 
1997, quando o Govern...
“A Economia Criativa está nos círculos de criação, produção e 
distribuição de bens e serviços que utilizam criatividade e...
- No período de 2000 a 2005, o comércio internacional de bens e 
serviços criativos cresceu a uma taxa, sem precedentes, d...
• Artista plástica, a carioca cria joias 
feitas com material reciclado. É 
premiada aqui e no exterior; 
• "É ele quem ta...
Exemplo/Caso: BOATE SURYA 
- Uma casa noturna em que 
a eletricidade não vem da 
tomada: vem da animação 
do público. 
- C...
Ana Carla Fonseca, Economista.
- APL de Economia Criativa: Tecnologia social para o desenvolvimento 
sustentável. Disponível em: 
<http://pt.slideshare.n...
Negócio Criativo
Negócio Criativo
Negócio Criativo
Negócio Criativo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Negócio Criativo

384 visualizações

Publicada em

Slide de apresentação sobre o tema "Negócio Criativo" para obtenção parcial de nota da matéria "Desenvolvimento de Novos Negócios II (DNN II)", ministrada pela professora Maria de Lourdes.
No slide encontra-se os conceitos da Economia Criativa, diferenciação da Indústria Criativa e exemplos que fixam o aprendizado.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
384
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Negócio Criativo

  1. 1. “As indústrias criativas e a economia criativa configuram um campo novo de estudo ainda em fase de solidificação, mas que despertam interesse crescente.”
  2. 2. Indústria Criativa x Economia Criativa • INDÚSTRIA: produzem simultaneamente valor econômico e simbólico, tendo por base a criatividade, a identidade e a memória, e de contribuir para o desenvolvimento sócio econômico sustentável. • ECONOMIA: envolve governo, setor privado e sociedade civil em um programa de desenvolvimento sustentável que utiliza a criatividade para se inspirar nos valores culturais intangíveis de um povo, gerar localmente e distribuir globalmente bens e serviços de valor simultaneamente simbólico e econômico. O grande diferencial da Economia Criativa é que ela promove desenvolvimento sustentável e humano e não mero crescimento econômico.
  3. 3. eCoNoMiA cRiAtIvA, o que é, afinal? É a abordagem que lida com a interface entre economia, cultura e tecnologia centrada na predominância de produtos e serviços com conteúdo criativo, valor cultural e objetivos de mercado.
  4. 4. Origens na política de “Nação Criativa” da Austrália, em 1994; O conceito surge na Inglaterra, em 1997, quando o Governo Inglês reconhece a potencialidade das atividades culturais na economia; Nesse ano governo inglês cria o Ministério da Economia Criativa. Que representa 8% do produto bruto da Inglaterra; Baseia-se não em recursos materiais que são finitos, se esgotam, mas em recursos imateriais, imperdíveis, que são finitos, se renovam e multiplicam com o uso.
  5. 5. “A Economia Criativa está nos círculos de criação, produção e distribuição de bens e serviços que utilizam criatividade e capital intelectual como matérias-primas, baseados em atividades de conhecimento: - Artes em geral - Direitos de propriedade intelectual - Mídia: baseada na comunicação de grande audiência - Produtos tangíveis e intelectualmente intangíveis - Serviços artísticos com criatividade.”
  6. 6. - No período de 2000 a 2005, o comércio internacional de bens e serviços criativos cresceu a uma taxa, sem precedentes, de 8,7%. - Na Europa, as indústrias criativas estão a crescer 12,3% acima da média da economia. - No Brasil atuam 320 mil empresa voltadas à produção cultural, que geram 1,6 milhões de empregos formais.
  7. 7. • Artista plástica, a carioca cria joias feitas com material reciclado. É premiada aqui e no exterior; • "É ele quem também desenha a forma de trabalhar e o desenvolvimento das pessoas, respeitando potencialidades individuais e conectando pontos em comum. Isso é economia criativa", define ela.
  8. 8. Exemplo/Caso: BOATE SURYA - Uma casa noturna em que a eletricidade não vem da tomada: vem da animação do público. - Conforme as pessoas dançam e pressionam a pista com os pés, gera energia elétrica para alimentar o som e a luz da boate.
  9. 9. Ana Carla Fonseca, Economista.
  10. 10. - APL de Economia Criativa: Tecnologia social para o desenvolvimento sustentável. Disponível em: <http://pt.slideshare.net/programandoofuturo/apl-de-economia-criativa? qid=d44ee43b-1f08-4bbe-b2f8- 8ee6fffa0243&v=qf1&b=&from_search=10> Acesso: 15/09/14; - Balada Sustentável. Disponível em: <http://www.ciclovivo.com.br/noticia/balada_sustentavel> Acesso: 10/09/14; - ORAGGIO, Liliane. Economia Criativa: Ideias que valem ouro. Revista Claudia, edição 06/2012. São Paulo: Abril, 2012; - PINHEIRO, Lucinaide. Economia Criativa. Disponível em: <http://pt.slideshare.net/Festival_ABCR_2013/lucinaide-pinheiro-economia- criativa?qid=d44ee43b-1f08-4bbe-b2f8- 8ee6fffa0243&v=qf1&b=&from_search=8> Acesso: 15/09/14; - REIS, Ana Carla Fonseca. Economia da Cultura e Desenvolvimento Sustentável: O Caleidoscópio da Cultura. São Paulo: Manole, 2007.

×