Pesquisa: princípio científico e educativo.

415 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada para conclusão do módulo IV do curso AVA. Cursista: Aletéia Batistella

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
415
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pesquisa: princípio científico e educativo.

  1. 1.  PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUPERINTÊNCIA DE GESTÃO POLÍTICAS EDUCACIONAIS DIVISÃO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL AVA no contexto da aprendizagem e avaliação Módulo IV Mediador (a) Pedagógico (a): Ana Maria Ribas de Jesus Cursista: Aletéia Batistella Pesquisa: Princípio Científico e Educativo
  2. 2. A pesquisa é parte importante do princípio educativo, precisa ser estruturada de modo que o educando produza com criatividade, diálogo com o seu meio, disciplina e um compromisso com o que se produz. 1.A questão curricular. O professor é um pesquisador, socializador de conhecimentos, indivíduos capaz de motivar o novo pesquisador no aluno. O importante é compreender que sem pesquisa não há ensino. I. A pesquisa como princípio científico
  3. 3.  A prática não se restringe à aplicação concreta dos conhecimentos teóricos, por mais que isto seja parte integrante. Deve instrumentalizar-se da teoria, para conhecer a fundo maneiras de conceber a realidade, produzir alternativas e conflitantes, amadurecendo posições por elaboração própria. 2. A questão da teoria e prática
  4. 4.  Primeiro é necessário aprender a aprender, que trás como significado não imitar, copiar, reproduzir. A verdadeira aprendizagem é aquela construída com esforço próprio através da elaboração pessoal. 3. “Dar conta de um tema”
  5. 5.  A avaliação pode conter o desafio da própria pesquisa, como realimentação do processo de produção científica, como busca de redirecionamentos, superações, alternativas, como respeito a compromissos assumidos com a sociedade em planos e políticas. Não basta a avaliação da competência formal. 4. A questão da avaliação
  6. 6.  Pesquisa faz parte da noção de vida criativa em qualquer tempo e qualquer lugar. 1.Educação, pesquisa e emancipação Emancipação é o processo histórico de conquista e exercício da qualidade de atos consciente e produtivos. Emancipação precisa ser motivada, não pode ser conduzida. II. A pesquisa como princípio educativo
  7. 7.  É essencial recuperar a atitude de pesquisa, assumindo-a como conduta estrutural, a começar pelo conhecimento de que sem ela não há como ser professor em sentido pleno. Instruir bem é arte. 2. Limitações do apenas ensinar
  8. 8.  Essencial é motivar a elaboração própria, fomentar o trabalho fora do ambiente de aula. A consciência crítica deve fundar a criatividade da decisão própria, não a farsa da decisão previamente imposta. 3. Limitações de apenas aprender
  9. 9.  Reivindicar a pesquisa na escola formal significa, por coerência, refazer algo da autocrítica. Precisa atualizar-se sempre, para corresponder ao progresso da ciência e aos desafios da sociedade. Referência Demo, Pedro. Pesquisa: princípio científico e educativo. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2006. p. 45 - 97 4. Vazios da escola formal
  10. 10.  Reivindicar a pesquisa na escola formal significa, por coerência, refazer algo da autocrítica. Precisa atualizar-se sempre, para corresponder ao progresso da ciência e aos desafios da sociedade. Referência Demo, Pedro. Pesquisa: princípio científico e educativo. 12. ed. São Paulo: Cortez, 2006. p. 45 - 97 4. Vazios da escola formal

×