SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
A cultura
da
Ágora
Contextualização
1. O tempo
Séc. V a.C. – o século de Péricles
Regime político inovador: a
democracia ( regime no qual os
cidadãos governantes eram
eleitos)
Superioridade cultural: o tempo
de trabalho era equilibrado pelo
ócio (a diversão, o
entretenimento) que
proporcionou o desenvolvimento
de atividades culturais como o
teatro, a música, a poesia, a
filosofia, a história…
1I. O espaço
Estava inserida na bacia
do Mediterrâneo
Oriental, na Península
Balcânica e possuía:
- Solo montanhoso e
pouco fértil;
- Costa recortada com
golfos, baías e muitas
ilhas:
- Pequenas localidades/
comunidades isoladas
pelas montanhas, mas
comunicantes pelo mar;
A Grécia Antiga
O mar foi o meio de comunicação
privilegiado que levou os gregos à
exploração de novas terras (formando
colónias) e ao comércio.
A Pólis
Ou cidade- Estado é um território independente com um governo e leis
próprias. A mais importante era Atenas (350 000 habitantes).
Situação política estável – regime democrático consolidado no período de
Péricles
Sociedade constituída por:
Cidadãos (10% da população), mulheres, metecos e escravos
Situação económica favorável- desenvolvimento comercial que
compensava a pobreza do solo e da agricultura local
Este bem-estar geral aliado à política cultural de Péricles, atraiu à cidade
talentosos artistas, filósofos e intelectuais de todo o Mundo e contribuiu
para o desenvolvimento cultural e para a afirmação de Atenas.
Organização da Pólis: o exemplo de Atenas
Na cidades-estado definem-se áreas com diferentes funções cívicas:
1
2
3
1. Acrópole – espaço sagrado e
reservado ao culto e às
manifestações cívico-religiosas mais
importantes
2. Ágora – praça pública, o centro
das atividades quotidianas,
comerciais, sociais e políticas
3. Região agrícola - montanhosa
A Ágora
A Ágora de Atenas foi um espaço público fundamental na constituição do
espaço urbano de Atenas no período clássico.
Foi decisiva na configuração da democracia ateniense e na política da cidade,
pois era onde se manifestava a opinião pública e se exercia a cidadania
quotidiana.
III - A organização do pensamento
O bem-estar geral vivido no séc. V a. C. (o século de Péricles) contribuiu
para o desenvolvimento e organização do pensamento grego.
Interrogaram-se sobre a origem do Universo, sobre os enigmas da
Natureza e procuraram explicações para a realidade que os envolvia.
A esta vontade de conhecer e de explicar as coisas deram o nome de
Filosofia.
Exemplos de filósofos gregos
Sócrates: defendeu
que só pelo diálogo
o Homem chega ao
entendimento de si
próprio e do
Mundo; Platão: defendeu que as coisas não se
podem conhecer pelas suas aparências
sensíveis, mas apenas pelas suas ideias;
“Sábio é aquele que conhece os
limites da sua própria ignorância”.
Aristóteles: interessou-se por
conhecer todas as coisas, as
materiais e as espirituais; foi o
fundador da lógica e o precursor
do espírito científico
contemporâneo;
“O ignorante afirma, o sábio duvida e o
sensato reflete”.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Guião de Trabalho 1 - A Cultura da Ágora
Guião de Trabalho 1 - A Cultura da ÁgoraGuião de Trabalho 1 - A Cultura da Ágora
Guião de Trabalho 1 - A Cultura da ÁgoraHca Faro
 
Grécia Antiga - Instituições Democráticas e a Arte
Grécia Antiga - Instituições Democráticas e a ArteGrécia Antiga - Instituições Democráticas e a Arte
Grécia Antiga - Instituições Democráticas e a ArteIsidro Santos
 
A cultura da ágora
A cultura da ágoraA cultura da ágora
A cultura da ágoraRui Dário
 
O século de péricles
O século de périclesO século de péricles
O século de périclesAna Barreiros
 
01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdf01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdfVítor Santos
 
Módulo 2 contexto histórico regular
Módulo 2   contexto histórico regularMódulo 2   contexto histórico regular
Módulo 2 contexto histórico regularCarla Freitas
 
Módulo 2 contextualização
Módulo 2   contextualizaçãoMódulo 2   contextualização
Módulo 2 contextualizaçãocattonia
 
Civilização romana
Civilização romanaCivilização romana
Civilização romanabamp
 
Modelo romano parte 2
Modelo romano parte 2Modelo romano parte 2
Modelo romano parte 2cattonia
 
O modelo ateniense uma cultura aberta à cidade
O modelo ateniense   uma cultura aberta à cidadeO modelo ateniense   uma cultura aberta à cidade
O modelo ateniense uma cultura aberta à cidadehome
 
A batalha de salamina
A batalha de salaminaA batalha de salamina
A batalha de salaminaAna Barreiros
 
Modelo grego parte 1
Modelo grego parte 1Modelo grego parte 1
Modelo grego parte 1cattonia
 
A cultura do palacio
A cultura do palacioA cultura do palacio
A cultura do palacioAna Barreiros
 
02 o alargamento do conhecimento do mundo
02 o alargamento do conhecimento do mundo02 o alargamento do conhecimento do mundo
02 o alargamento do conhecimento do mundoVítor Santos
 
Modelo romano parte 1
Modelo romano   parte 1Modelo romano   parte 1
Modelo romano parte 1cattonia
 

Mais procurados (20)

Exame módulo 1 de HCA
Exame módulo 1 de HCAExame módulo 1 de HCA
Exame módulo 1 de HCA
 
Guião de Trabalho 1 - A Cultura da Ágora
Guião de Trabalho 1 - A Cultura da ÁgoraGuião de Trabalho 1 - A Cultura da Ágora
Guião de Trabalho 1 - A Cultura da Ágora
 
Grécia Antiga - Instituições Democráticas e a Arte
Grécia Antiga - Instituições Democráticas e a ArteGrécia Antiga - Instituições Democráticas e a Arte
Grécia Antiga - Instituições Democráticas e a Arte
 
A cultura da ágora
A cultura da ágoraA cultura da ágora
A cultura da ágora
 
A pólis de atenas
A pólis de atenasA pólis de atenas
A pólis de atenas
 
Cultura da catedral
Cultura da catedralCultura da catedral
Cultura da catedral
 
O século de péricles
O século de périclesO século de péricles
O século de péricles
 
01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdf01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdf
 
Módulo 2 contexto histórico regular
Módulo 2   contexto histórico regularMódulo 2   contexto histórico regular
Módulo 2 contexto histórico regular
 
Módulo 2 contextualização
Módulo 2   contextualizaçãoMódulo 2   contextualização
Módulo 2 contextualização
 
Civilização romana
Civilização romanaCivilização romana
Civilização romana
 
Modelo romano parte 2
Modelo romano parte 2Modelo romano parte 2
Modelo romano parte 2
 
O modelo ateniense uma cultura aberta à cidade
O modelo ateniense   uma cultura aberta à cidadeO modelo ateniense   uma cultura aberta à cidade
O modelo ateniense uma cultura aberta à cidade
 
A batalha de salamina
A batalha de salaminaA batalha de salamina
A batalha de salamina
 
Péricles
PériclesPéricles
Péricles
 
Modelo grego parte 1
Modelo grego parte 1Modelo grego parte 1
Modelo grego parte 1
 
A cultura do palacio
A cultura do palacioA cultura do palacio
A cultura do palacio
 
02 o alargamento do conhecimento do mundo
02 o alargamento do conhecimento do mundo02 o alargamento do conhecimento do mundo
02 o alargamento do conhecimento do mundo
 
Arquitetura grega
Arquitetura gregaArquitetura grega
Arquitetura grega
 
Modelo romano parte 1
Modelo romano   parte 1Modelo romano   parte 1
Modelo romano parte 1
 

Semelhante a A cultura da Ágora na Grécia Antiga

Civilizacaogrega
CivilizacaogregaCivilizacaogrega
CivilizacaogregaNuno Pinto
 
Celsoblog6anotexto
Celsoblog6anotextoCelsoblog6anotexto
Celsoblog6anotextoDiedNuenf
 
Historiaviva vanda51.blogspot.pt-os gregos-no_sculo_v_a_c_perguntas_amp_respo...
Historiaviva vanda51.blogspot.pt-os gregos-no_sculo_v_a_c_perguntas_amp_respo...Historiaviva vanda51.blogspot.pt-os gregos-no_sculo_v_a_c_perguntas_amp_respo...
Historiaviva vanda51.blogspot.pt-os gregos-no_sculo_v_a_c_perguntas_amp_respo...Cristina Simões Simões
 
Módulo 1 contexto histórico profissional
Módulo 1   contexto histórico profissionalMódulo 1   contexto histórico profissional
Módulo 1 contexto histórico profissionalCarla Freitas
 
09 civilização grega
09   civilização grega09   civilização grega
09 civilização gregaCarla Freitas
 
Grecia geral
Grecia geralGrecia geral
Grecia geralHCA_10I
 
GRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptx
GRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptxGRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptx
GRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptxVivianeSimoes7
 
Grécia antiga (Economia, Política e Sociedade.ppt
Grécia antiga (Economia, Política e Sociedade.pptGrécia antiga (Economia, Política e Sociedade.ppt
Grécia antiga (Economia, Política e Sociedade.pptMaraMagana2
 
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICOGRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICOJorge Miklos
 
Civilização Greco-Romana - De Minos à Homero
Civilização Greco-Romana - De Minos à HomeroCivilização Greco-Romana - De Minos à Homero
Civilização Greco-Romana - De Minos à HomeroLuiz Valentim
 

Semelhante a A cultura da Ágora na Grécia Antiga (20)

Civilizacaogrega
CivilizacaogregaCivilizacaogrega
Civilizacaogrega
 
Módulo 1
Módulo 1Módulo 1
Módulo 1
 
Celsoblog6anotexto
Celsoblog6anotextoCelsoblog6anotexto
Celsoblog6anotexto
 
Civilização Grega
Civilização GregaCivilização Grega
Civilização Grega
 
Historiaviva vanda51.blogspot.pt-os gregos-no_sculo_v_a_c_perguntas_amp_respo...
Historiaviva vanda51.blogspot.pt-os gregos-no_sculo_v_a_c_perguntas_amp_respo...Historiaviva vanda51.blogspot.pt-os gregos-no_sculo_v_a_c_perguntas_amp_respo...
Historiaviva vanda51.blogspot.pt-os gregos-no_sculo_v_a_c_perguntas_amp_respo...
 
Os Gregos No SéCulo V
Os Gregos No SéCulo VOs Gregos No SéCulo V
Os Gregos No SéCulo V
 
A civilização grega
A civilização gregaA civilização grega
A civilização grega
 
Módulo 1 contexto histórico profissional
Módulo 1   contexto histórico profissionalMódulo 1   contexto histórico profissional
Módulo 1 contexto histórico profissional
 
GRÉCIA ANTIGA.pptx
GRÉCIA ANTIGA.pptxGRÉCIA ANTIGA.pptx
GRÉCIA ANTIGA.pptx
 
09 civilização grega
09   civilização grega09   civilização grega
09 civilização grega
 
Grecia geral
Grecia geralGrecia geral
Grecia geral
 
Antiguidade grega
Antiguidade gregaAntiguidade grega
Antiguidade grega
 
Resumo grécia
Resumo gréciaResumo grécia
Resumo grécia
 
GRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptx
GRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptxGRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptx
GRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptx
 
GréCia
GréCiaGréCia
GréCia
 
Grécia antiga (Economia, Política e Sociedade.ppt
Grécia antiga (Economia, Política e Sociedade.pptGrécia antiga (Economia, Política e Sociedade.ppt
Grécia antiga (Economia, Política e Sociedade.ppt
 
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICOGRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
 
Civilização Greco-Romana - De Minos à Homero
Civilização Greco-Romana - De Minos à HomeroCivilização Greco-Romana - De Minos à Homero
Civilização Greco-Romana - De Minos à Homero
 
Historia volume-1
Historia volume-1Historia volume-1
Historia volume-1
 
A DEMOCRACIA GREGA
A DEMOCRACIA GREGAA DEMOCRACIA GREGA
A DEMOCRACIA GREGA
 

Mais de Susana Simões

O império português do Oriente
O império português do OrienteO império português do Oriente
O império português do OrienteSusana Simões
 
Reestruturação das instituições romanas
Reestruturação das instituições romanasReestruturação das instituições romanas
Reestruturação das instituições romanasSusana Simões
 
Antigo Regime-Contextualização do Módulo 6
Antigo Regime-Contextualização do Módulo 6Antigo Regime-Contextualização do Módulo 6
Antigo Regime-Contextualização do Módulo 6Susana Simões
 
Revolução Liberal em Portugal
Revolução Liberal em PortugalRevolução Liberal em Portugal
Revolução Liberal em PortugalSusana Simões
 
Momentos de tensão durante a guerra fria
Momentos de tensão durante a guerra friaMomentos de tensão durante a guerra fria
Momentos de tensão durante a guerra friaSusana Simões
 
A Escultura Renascentista
A Escultura RenascentistaA Escultura Renascentista
A Escultura RenascentistaSusana Simões
 
A Arquitetura Renascentista
A Arquitetura RenascentistaA Arquitetura Renascentista
A Arquitetura RenascentistaSusana Simões
 
A Pintura Renascentista
A Pintura RenascentistaA Pintura Renascentista
A Pintura RenascentistaSusana Simões
 
Consequências da segunda guerra
Consequências da segunda guerraConsequências da segunda guerra
Consequências da segunda guerraSusana Simões
 
A Segunda Guerra Mundial
A Segunda Guerra MundialA Segunda Guerra Mundial
A Segunda Guerra MundialSusana Simões
 
Arte grega: arquitetura, escultura e cerâmica
Arte grega: arquitetura, escultura e cerâmicaArte grega: arquitetura, escultura e cerâmica
Arte grega: arquitetura, escultura e cerâmicaSusana Simões
 
A administração dos Impérios Peninulares
A administração dos Impérios PeninularesA administração dos Impérios Peninulares
A administração dos Impérios PeninularesSusana Simões
 
Descoberta colonização Arquipélagos Atlânticos
Descoberta colonização Arquipélagos AtlânticosDescoberta colonização Arquipélagos Atlânticos
Descoberta colonização Arquipélagos AtlânticosSusana Simões
 
Portugal: o projeto pombalino de inspiração iluminista.
Portugal: o projeto pombalino de inspiração iluminista.Portugal: o projeto pombalino de inspiração iluminista.
Portugal: o projeto pombalino de inspiração iluminista.Susana Simões
 
Portugal e as dificuldades económicas
Portugal e as dificuldades económicasPortugal e as dificuldades económicas
Portugal e as dificuldades económicasSusana Simões
 
Dinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIII
Dinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIIIDinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIII
Dinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIIISusana Simões
 
A Europa dos Parlamentos: sociedade e poder político
A Europa dos Parlamentos: sociedade e poder políticoA Europa dos Parlamentos: sociedade e poder político
A Europa dos Parlamentos: sociedade e poder políticoSusana Simões
 
A sociedade no Antigo Regime
A sociedade no Antigo RegimeA sociedade no Antigo Regime
A sociedade no Antigo RegimeSusana Simões
 

Mais de Susana Simões (20)

O império português do Oriente
O império português do OrienteO império português do Oriente
O império português do Oriente
 
Reestruturação das instituições romanas
Reestruturação das instituições romanasReestruturação das instituições romanas
Reestruturação das instituições romanas
 
Antigo Regime-Contextualização do Módulo 6
Antigo Regime-Contextualização do Módulo 6Antigo Regime-Contextualização do Módulo 6
Antigo Regime-Contextualização do Módulo 6
 
Revolução Liberal em Portugal
Revolução Liberal em PortugalRevolução Liberal em Portugal
Revolução Liberal em Portugal
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
Momentos de tensão durante a guerra fria
Momentos de tensão durante a guerra friaMomentos de tensão durante a guerra fria
Momentos de tensão durante a guerra fria
 
Nascimento dos EUA
Nascimento dos EUANascimento dos EUA
Nascimento dos EUA
 
A Escultura Renascentista
A Escultura RenascentistaA Escultura Renascentista
A Escultura Renascentista
 
A Arquitetura Renascentista
A Arquitetura RenascentistaA Arquitetura Renascentista
A Arquitetura Renascentista
 
A Pintura Renascentista
A Pintura RenascentistaA Pintura Renascentista
A Pintura Renascentista
 
Consequências da segunda guerra
Consequências da segunda guerraConsequências da segunda guerra
Consequências da segunda guerra
 
A Segunda Guerra Mundial
A Segunda Guerra MundialA Segunda Guerra Mundial
A Segunda Guerra Mundial
 
Arte grega: arquitetura, escultura e cerâmica
Arte grega: arquitetura, escultura e cerâmicaArte grega: arquitetura, escultura e cerâmica
Arte grega: arquitetura, escultura e cerâmica
 
A administração dos Impérios Peninulares
A administração dos Impérios PeninularesA administração dos Impérios Peninulares
A administração dos Impérios Peninulares
 
Descoberta colonização Arquipélagos Atlânticos
Descoberta colonização Arquipélagos AtlânticosDescoberta colonização Arquipélagos Atlânticos
Descoberta colonização Arquipélagos Atlânticos
 
Portugal: o projeto pombalino de inspiração iluminista.
Portugal: o projeto pombalino de inspiração iluminista.Portugal: o projeto pombalino de inspiração iluminista.
Portugal: o projeto pombalino de inspiração iluminista.
 
Portugal e as dificuldades económicas
Portugal e as dificuldades económicasPortugal e as dificuldades económicas
Portugal e as dificuldades económicas
 
Dinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIII
Dinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIIIDinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIII
Dinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIII
 
A Europa dos Parlamentos: sociedade e poder político
A Europa dos Parlamentos: sociedade e poder políticoA Europa dos Parlamentos: sociedade e poder político
A Europa dos Parlamentos: sociedade e poder político
 
A sociedade no Antigo Regime
A sociedade no Antigo RegimeA sociedade no Antigo Regime
A sociedade no Antigo Regime
 

Último

PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 

Último (20)

PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 

A cultura da Ágora na Grécia Antiga

  • 2. Contextualização 1. O tempo Séc. V a.C. – o século de Péricles Regime político inovador: a democracia ( regime no qual os cidadãos governantes eram eleitos) Superioridade cultural: o tempo de trabalho era equilibrado pelo ócio (a diversão, o entretenimento) que proporcionou o desenvolvimento de atividades culturais como o teatro, a música, a poesia, a filosofia, a história…
  • 3.
  • 4. 1I. O espaço Estava inserida na bacia do Mediterrâneo Oriental, na Península Balcânica e possuía: - Solo montanhoso e pouco fértil; - Costa recortada com golfos, baías e muitas ilhas: - Pequenas localidades/ comunidades isoladas pelas montanhas, mas comunicantes pelo mar; A Grécia Antiga
  • 5. O mar foi o meio de comunicação privilegiado que levou os gregos à exploração de novas terras (formando colónias) e ao comércio.
  • 6. A Pólis Ou cidade- Estado é um território independente com um governo e leis próprias. A mais importante era Atenas (350 000 habitantes). Situação política estável – regime democrático consolidado no período de Péricles Sociedade constituída por: Cidadãos (10% da população), mulheres, metecos e escravos Situação económica favorável- desenvolvimento comercial que compensava a pobreza do solo e da agricultura local Este bem-estar geral aliado à política cultural de Péricles, atraiu à cidade talentosos artistas, filósofos e intelectuais de todo o Mundo e contribuiu para o desenvolvimento cultural e para a afirmação de Atenas.
  • 7. Organização da Pólis: o exemplo de Atenas Na cidades-estado definem-se áreas com diferentes funções cívicas: 1 2 3 1. Acrópole – espaço sagrado e reservado ao culto e às manifestações cívico-religiosas mais importantes 2. Ágora – praça pública, o centro das atividades quotidianas, comerciais, sociais e políticas 3. Região agrícola - montanhosa
  • 9. A Ágora de Atenas foi um espaço público fundamental na constituição do espaço urbano de Atenas no período clássico. Foi decisiva na configuração da democracia ateniense e na política da cidade, pois era onde se manifestava a opinião pública e se exercia a cidadania quotidiana.
  • 10. III - A organização do pensamento O bem-estar geral vivido no séc. V a. C. (o século de Péricles) contribuiu para o desenvolvimento e organização do pensamento grego. Interrogaram-se sobre a origem do Universo, sobre os enigmas da Natureza e procuraram explicações para a realidade que os envolvia. A esta vontade de conhecer e de explicar as coisas deram o nome de Filosofia.
  • 11. Exemplos de filósofos gregos Sócrates: defendeu que só pelo diálogo o Homem chega ao entendimento de si próprio e do Mundo; Platão: defendeu que as coisas não se podem conhecer pelas suas aparências sensíveis, mas apenas pelas suas ideias; “Sábio é aquele que conhece os limites da sua própria ignorância”.
  • 12. Aristóteles: interessou-se por conhecer todas as coisas, as materiais e as espirituais; foi o fundador da lógica e o precursor do espírito científico contemporâneo; “O ignorante afirma, o sábio duvida e o sensato reflete”.