SlideShare uma empresa Scribd logo
Módulo 2- Cultura do Senado
Arquitetura Romana
HCA 10º Ano Prof. Carla Freitas
Reflete o caráter conquistador e utilitário
dos romanos
• Influência Helenística – a influência grega
na arte é evidente em todos os ramos da arte
• Funcional – serve uma função
• Pragmática –tem sempre um sentido prático
e utilitário
• Monumental – a grandeza das suas
construções e grandiosidade das suas obras
de arte.
• Apologética – faz o elogio da civilização
romana, mostrando a sua grandiosidade.
• Influências etruscas e gregas
(helenísticas)
• Pragmática e funcional
• Monumental
• Inovadora e criativa
→ Materiais
→ Sistemas construtivos
→ Técnicas e instrumentos de
engenharia
→ Exagero ornamental
Influências Etruscas
• Cidades muralhadas com traçado retilínio
• Construções de pontes, túneis, esgotos e
estradas
• Construção de templos com pódio
• Cela de dimensões quadrangulares
• Paredes de tijolo cru
Influências Gregas
• Utilização das plantas retangulares e
circulares dos templos
• Utilização da ordens gregas
• Plano hipodâmico nas cidades
Templo etrusco
Materiais de construção
• Pedra, mármore, madeira
• Opus caementicium (permite maior rapidez
e economia)
→ Revestimento exteriores (paramentos):
Almofadados de pedra, tijolo, placas de
mármore policromado, estuques,
ladrilhos
→ Revestimentos interiores: Mármores,
mosaicos, estuques pintados
• Tijolo e telhas de diferentes formatos
Opus quadratum Opus incertum
Opus reticulatum
Opus mixtum
Opus laterecium Opus espicatum Opus sectile
Tegulae e imbrex (em baixo com
marca da oficina de fabrico)
Colunas em tijolo
Sistemas construtivos
• Baseados no arco de volta
perfeita ou arco redondo
→ Arcos
→ Arcadas
→ Abóbadas (de berço, de
arestas e sucessão de tramos
de abóbada de arestas
→ Cúpulas
Arco Romano Medinaceli
Ruínas romanas em Volubilis
Cúpula do panteão romano
Abóbada
de berço
Abóbada de
arestas
Sucessão de tramos de abóbada de arestas
Técnicas e instrumentos de
engenharia
• Conhecimentos de topografia e
orografia
→ Técnicas de terraplanagem
• Utilização de cimbres e cofragens
(estandardizados)
• Utilização de grampos metálicos
de união
Utilização da groma
romana
Cimbre romano
Cimbre de abóbada
romana
Grampos metálicos
Exagero ornamental
• Cópia e adaptação dos gregos
• Uso das ordens como elementos
decorativos.
• 2 novas ordens: toscana e compósita
• Maior uso: coríntia e compósita
• Combinação de várias ordens no mesmo
edifício
Da esquerda para a
direita:
Toscana, dórica,
jónica, coríntia e
compósita
Ordem toscana
Ordem Compósita
Tipos de arquitetura romana
• Arquitetura religiosa
→ Templos
→ Aras ou altares
→ Santuários
• Arquitetura pública
→ Estradas, pontes e aquedutos
→ Basilicas
→ Edificios de lazer: teatros,
anfiteatros, hipódromos e termas
• Arquitetura privada
→ Domus
→ Villae
→ Insulae
Templo romano da Fortuna Virilis,
Fórum Boaris, Roma (c.100 a.C)
Maison Carré, Nimes ; c.
27 a .C
Templo de Baco, Baalbek,
Líbano
Templo de Vesta, Tivoli; séc. I a.C.
Templo de Vesta e Hércules , Roma
Fórum Boarium, Séc. II a.C.
Templos mais comuns
• Influências etruscas e gregas
• Uma cella
• Planta retangular
• Orientado pelos pontos
cardeais
• Ergue-se num podium com
apenas a acesso frontal
• Sem peristílo e
pseudoperíptero
Templos circulares mais
antigos e de influência grega
Templo de Vesta, Roma; 205 a.C.
Altar encontrado em Óstia com Rómulo
e Remo, Séc. II
Altar a Calipso
Ara Pacis; séc. I a .C
Altares ou Aras
• Normalmente pequenos altares em
forma de mesa
• Encontravam-se por todo o império
• Locais de oferendas e sacrifícios
Ara Pacis
• Pequeno templo paralelipédico sobre
um pódio
• Rodeado por um muro decorado
com relevos
→ Interior com motivos vegetalistas
→ Exterior procissão com Augusto como
protagonista
Aras votivas em Braga
Palestrina,perto de Roma: Santuário de Fortuna Primigenia, c. 80 a.C.
Reconstituição do Santuário de Fortuna Primigenia, c. 80 a.C.
Detalhes atuais do Santuário de Fortuna Primigenia, c. 80 a.C.
Santuário de Jupiter Heliopolitanus, Baalbek, Líbano, Séc. I
Reconstituição do Santuário de Jupiter Heliopolitanus e detalhes
Aspetos atuais do Santuário de Jupiter Heliopolitanus e detalhes
Santuários
• Construídos em anfiteatro
aberto para a paisagem
• Constítuidos por múltiplos
edifícios
• Com arcadas e lojas
Santuario de Tívoli dedicado a Hercules
Victor.
Panteão; 125-128 – Roma
Panteão; 125-128 – Roma (Enquadramento)
Panteão; 125-128 – Roma (Alçado, Planta e cortes verticais)
Panteão; 125-128 – Roma (Cúpula)
Panteão; 125-128 – Roma (Pórtico)
Panteão; 125-128 – Roma (Interior)
Panteão
• Encomendante: Imperador Adriano
• Dedicado aos deuses da Terra (cella
circular) e aos deuses do Céu (cúpula)
• Cúpula em betão com 5 fiadas de
caixotões (Apolodoro de Damasco)
embebida nas robustas paredes
• Pórtico reaproveitado das Termas de
Agripa aí existentes
• Cella única, circular; cúpula de betão
Revestimento com mármores polícromos
Globo celeste assentando sobre a Terra
Estrada Romana em Pompeia
Ponte romana de Mérida Ponte Saint Martín, Itália
Aqueduto de Segóvia, Espanha Aqueduto de Tarragona, EspanhaAqueduto Pont du Gard
• Principalmente
estruturas com caráter
prático e utilitário.
• Sobretudo do período
da República
• Utilização do arco como
sistema de suporte.
Reconstituição de Antigo aqueduto de Roma
Basílica Úlpia ou de Trajano,
Forum Trajano, Roma, séc. II
Forum de Trajano
Basílica de Constantino ou de Maxêncio, Roma, séc. IV
Basílica de Constantino ou de Maxêncio, Roma, séc. IV
Reconstituição do interior
Basílica Aemilia, Roma, 179 d.C.
Basílica Iulia, Forum Romano, 54 a.C
• Multifunções: tribunal,
cúria, repartições
públicas, mercado…
• Planta rectangular,
dividida em naves
cobertas por abóbadas
• Fachadas ornamentadas
com sucessão de ordens
arquitectónicas e com
arcadas
• Cristãos utilizaram-nas
como modelos para as
suas igrejas.
Basílica Úlpia (reconstituição)
Esquema de Teatro Romano
Teatro Romano de Óstia
Teatro Romano na Síria Teatro de Amman; Jordânia; séc. II
Anfiteatro e teatro de Mérida
Anfiteatro de Nimes
Anfiteatro de El Jem, Tunísia
Anfiteatro Flávio ou Coliseu ; Roma; séc. I (reconstituição)
Anfiteatro Flávio ou Coliseu ; Roma; séc. I
Anfiteatro Flávio ou Coliseu ; Roma; séc. I
Anfiteatro Flávio ou Coliseu ; Roma; séc. I
Anfiteatro Flávio, Roma, 72 d.C
• Planta elíptica (arena 188x156 m)
• Altura: 48,50 m (4 andares)
• Podia levar uma cobertura
• 32 Km de corredores inferiores
• Cávea e arena sustentadas por arcos e
abóbadas radiais concêntricas
• 76 entradas (fácil saída);
• 50-70.000 espectadores
• Exterior:
• Placas de mármore e diverso tipos de opus
• Arcadas com colunas (dórica, jónica, coríntia)
e entablamentos fingidos
• As arcadas dos segundo e terceiro pisos eram
decoradas com estátuas
Circo Máximo; Roma
A Entrada para os homens.
B entrada para as mulheres.
1 apodyterium dos homens ou vestiário.
2 frigidarium, ou banho frio.
3 tepidarium, ou banho tépido.
4 calidarium, ou banho quente.
5 palaestra, ou ginásio.
6 braseira em bronze e assentos.
7 bacia com água.
8 banheira.
9 fornalhas para ar e água a diferentes
temperaturas , servindo as áreas de homens
e mulheres
10 vestiário feminino.
11 tina para banho frio.
12 tepidarium.
13 calidarium.
14 pátio ao ar livre.
Termas de Caracala
Termas de Bath, England
Termas de Trajano, Roma
Hipocausto
Teatros
• Planta semicircular, semelhante aos gregos
• Bancada assente numa estrutura de arcadas
Anfiteatros e Circos
• Muito populares: jogos de gladiadores /feras / simulação de batalhas
• Planta circular ou elíptica
• Bancadas assentes em estruturas de arcos
Termas
• Banhos públicos
• Convívio social
• Contém: banhos quentes, mornos, frios; ginásio; saunas; hipódromos; salas de
reunião; bibliotecas; teatros; lojas; espaços verdes
• Monumentais e ricamente decoradas eram símbolos do poder político
Domus
Casas de Pompeia
Casa Vetti; Pompeia; séc. II
Casa de Venus Marinha; Pompeia Casa di Ottavio Quartione, Pompeia
Villa Romana del Casale, Sicilia
Villa romana de Chedworth , Gloucestershire, Inglaterra
Termas e tepidarium
Villa de Torre Llauder (Mataró, El Maresme, Roma); séc.s II-III
Vila Adriana; Tivoli, Roma; séc. I
Reconstituição de uma insula em Ostia; séc.s I-II
Ostia; séc.s I-II
Interior de um restaurante romano em Ostia; séc. III
Domus
• Casa de família, privada
• 1-2 pisos
• Reduzidas aberturas para o exterior
• Articula-se à volta dos pátios interiores, atrium e peristilo
• Mármores e mosaicos (chão), frescos (paredes)
Villae
• Moradias luxuosas, fora das cidades, no campo
• As mais luxuosas: palácios imperiais, como a Villa Adriana, séc. I
Insulae
• Prédios urbanos de rendimento
• Famílias pobres
• 3 a 8 andares
• Materiais pobres
• Problemas: abastecimento, saneamento, incêndios
• Piso térreo: lojas
Arco de Tito; Roma; ano 81
Arco de Septímio Severo; Roma; ano 203
Arco de Constantino; Roma; c. 313-15
Arco de Adriano, em Gérasa, na Jordânia, de 129-30.
Arco do Triunfo de Orange
Coluna de Marco Aurélio, Roma
Coluna de Trajano; Roma; 106-03
Destinava-se a comemorar e evocar façanhas
políticas e militares
Tipos:
• Arcos de triunfo:
→ Um ou três fórnices (vãos)
→ Decorados com colunas, esculturas e relevo
historiado
→ Importância da localização: vias mais
importantes; entradas e saídas dos foruns; nas
muralhas; cruzamentos
• Colunas honoríficas (Trajano; Marco Aurélio)
→ Documentais, propagandísticas, triunfais
→ Inspiradas nos obeliscos egípcios
→ Decoração em relevo
Arco de Augusto, em Rimini
Planta de Timgad; Tunísia
Timgad; Tunísia
Pompeia
• Necessidade de resolver problemas
• Arranjos urbanísticos em Roma
→ Traçado rectilíneo das vias
→ Arranjo dos fóruns (no eixo das
duas principais vias
 Forum: centro da vida
citadina
 Imperadores: novos fóruns
• Construção cidades no Império:
→ Traçado reticulado : cardo (N-
S) e decumano (O-E)
→ Inspiração militar e da plano
hipodâmico.
• Explicar as características gerais da Arte Romana
• Avaliar a originalidade dos romanos na arquitetura
• Identificar materiais e técnicas características da arquitetura romana
• Caracterizar os diferentes tipos de arquitetura e os edificios correspondentes
• Explicar a importância da arquitetura comemorativa
• Caracterizar o Urbanismo romano
• Relacionar a arquitetura com a cultura e espírito do império

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Arquitetura romana i
Arquitetura romana iArquitetura romana i
Arquitetura romana i
Ana Barreiros
 
Módulo 1 arquitetura grega regular
Módulo 1   arquitetura grega regularMódulo 1   arquitetura grega regular
Módulo 1 arquitetura grega regular
Carla Freitas
 
Módulo 3 contexto histórico regular
Módulo 3   contexto histórico regularMódulo 3   contexto histórico regular
Módulo 3 contexto histórico regular
Carla Freitas
 
Módulo 2 escultura romana
Módulo 2   escultura romanaMódulo 2   escultura romana
Módulo 2 escultura romana
Carla Freitas
 
Arquitetura romana ii
Arquitetura romana iiArquitetura romana ii
Arquitetura romana ii
Ana Barreiros
 
O urbanismo e arte romana
O urbanismo e arte romanaO urbanismo e arte romana
O urbanismo e arte romana
Carla Teixeira
 
Escultura romana
Escultura romanaEscultura romana
Escultura romana
Ana Barreiros
 
Cultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romanaCultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romana
Carlos Vieira
 
Módulo 2 a cultura do senado
Módulo 2   a cultura do senadoMódulo 2   a cultura do senado
Módulo 2 a cultura do senado
TLopes
 
Arquitetura grega
Arquitetura gregaArquitetura grega
Arquitetura grega
Ana Barreiros
 
Cultura do mosteiro_1_alunos
Cultura do mosteiro_1_alunosCultura do mosteiro_1_alunos
Cultura do mosteiro_1_alunos
Vítor Santos
 
Módulo 1 escultura grega regular
Módulo 1   escultura grega regularMódulo 1   escultura grega regular
Módulo 1 escultura grega regular
Carla Freitas
 
A cultura do palacio
A cultura do palacioA cultura do palacio
A cultura do palacio
Ana Barreiros
 
01 cultura da catedral
01 cultura da catedral01 cultura da catedral
01 cultura da catedral
Vítor Santos
 
Módulo 2 pintura romana
Módulo 2   pintura romanaMódulo 2   pintura romana
Módulo 2 pintura romana
Carla Freitas
 
Módulo 2 contexto histórico regular
Módulo 2   contexto histórico regularMódulo 2   contexto histórico regular
Módulo 2 contexto histórico regular
Carla Freitas
 
Escultura e pintura românica
Escultura e pintura românicaEscultura e pintura românica
Escultura e pintura românica
Ana Barreiros
 
Arquitetura românica
Arquitetura românicaArquitetura românica
Arquitetura românica
Ana Barreiros
 
Módulo 2 contextualização
Módulo 2   contextualizaçãoMódulo 2   contextualização
Módulo 2 contextualização
cattonia
 
A pintura gótica i
A pintura gótica iA pintura gótica i
A pintura gótica i
Ana Barreiros
 

Mais procurados (20)

Arquitetura romana i
Arquitetura romana iArquitetura romana i
Arquitetura romana i
 
Módulo 1 arquitetura grega regular
Módulo 1   arquitetura grega regularMódulo 1   arquitetura grega regular
Módulo 1 arquitetura grega regular
 
Módulo 3 contexto histórico regular
Módulo 3   contexto histórico regularMódulo 3   contexto histórico regular
Módulo 3 contexto histórico regular
 
Módulo 2 escultura romana
Módulo 2   escultura romanaMódulo 2   escultura romana
Módulo 2 escultura romana
 
Arquitetura romana ii
Arquitetura romana iiArquitetura romana ii
Arquitetura romana ii
 
O urbanismo e arte romana
O urbanismo e arte romanaO urbanismo e arte romana
O urbanismo e arte romana
 
Escultura romana
Escultura romanaEscultura romana
Escultura romana
 
Cultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romanaCultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romana
 
Módulo 2 a cultura do senado
Módulo 2   a cultura do senadoMódulo 2   a cultura do senado
Módulo 2 a cultura do senado
 
Arquitetura grega
Arquitetura gregaArquitetura grega
Arquitetura grega
 
Cultura do mosteiro_1_alunos
Cultura do mosteiro_1_alunosCultura do mosteiro_1_alunos
Cultura do mosteiro_1_alunos
 
Módulo 1 escultura grega regular
Módulo 1   escultura grega regularMódulo 1   escultura grega regular
Módulo 1 escultura grega regular
 
A cultura do palacio
A cultura do palacioA cultura do palacio
A cultura do palacio
 
01 cultura da catedral
01 cultura da catedral01 cultura da catedral
01 cultura da catedral
 
Módulo 2 pintura romana
Módulo 2   pintura romanaMódulo 2   pintura romana
Módulo 2 pintura romana
 
Módulo 2 contexto histórico regular
Módulo 2   contexto histórico regularMódulo 2   contexto histórico regular
Módulo 2 contexto histórico regular
 
Escultura e pintura românica
Escultura e pintura românicaEscultura e pintura românica
Escultura e pintura românica
 
Arquitetura românica
Arquitetura românicaArquitetura românica
Arquitetura românica
 
Módulo 2 contextualização
Módulo 2   contextualizaçãoMódulo 2   contextualização
Módulo 2 contextualização
 
A pintura gótica i
A pintura gótica iA pintura gótica i
A pintura gótica i
 

Semelhante a Módulo 2 arquitetura romana

Modelo romano parte 2
Modelo romano parte 2Modelo romano parte 2
Modelo romano parte 2
cattonia
 
Módulo 2 a arte
Módulo 2   a arteMódulo 2   a arte
Módulo 2 a arte
cattonia
 
Antiguidade clássica romanos
Antiguidade clássica   romanosAntiguidade clássica   romanos
Antiguidade clássica romanos
Maiara Giordani
 
A arte em roma
A arte em romaA arte em roma
A arte em roma
Rafael Carvalho
 
Roma apresentação 2
Roma apresentação 2Roma apresentação 2
Roma apresentação 2
Vítor Santos
 
Arquitetura classica
Arquitetura classica Arquitetura classica
Arquitetura classica
Iala Almeida
 
A arquitectura romana
A arquitectura romanaA arquitectura romana
A arquitectura romana
António Silva
 
54405582 aula-06-arquitetura-romana
54405582 aula-06-arquitetura-romana54405582 aula-06-arquitetura-romana
54405582 aula-06-arquitetura-romana
Felix Silva
 
Cultura do Senado - Arquitectura romana
Cultura do Senado - Arquitectura romanaCultura do Senado - Arquitectura romana
Cultura do Senado - Arquitectura romana
Carlos Vieira
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
Mateus Cardoso
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
Joyce Santos
 
Arte romana para blog
Arte romana para blogArte romana para blog
Arte romana para blog
Over Lane
 
Arte romana 2019
Arte romana 2019Arte romana 2019
Arte romana 2019
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
Ana Beatriz Cargnin
 
Arte em roma
Arte em romaArte em roma
Arte em roma
Angeli Arte Educadora
 
Cultura Romana
Cultura RomanaCultura Romana
Cultura Romana
João França
 
2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp012c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
Alexandre Santana
 
O coliseu
O coliseuO coliseu
4 arte romana 2020
4 arte romana 20204 arte romana 2020
4 arte romana 2020
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
lazaro12r
 

Semelhante a Módulo 2 arquitetura romana (20)

Modelo romano parte 2
Modelo romano parte 2Modelo romano parte 2
Modelo romano parte 2
 
Módulo 2 a arte
Módulo 2   a arteMódulo 2   a arte
Módulo 2 a arte
 
Antiguidade clássica romanos
Antiguidade clássica   romanosAntiguidade clássica   romanos
Antiguidade clássica romanos
 
A arte em roma
A arte em romaA arte em roma
A arte em roma
 
Roma apresentação 2
Roma apresentação 2Roma apresentação 2
Roma apresentação 2
 
Arquitetura classica
Arquitetura classica Arquitetura classica
Arquitetura classica
 
A arquitectura romana
A arquitectura romanaA arquitectura romana
A arquitectura romana
 
54405582 aula-06-arquitetura-romana
54405582 aula-06-arquitetura-romana54405582 aula-06-arquitetura-romana
54405582 aula-06-arquitetura-romana
 
Cultura do Senado - Arquitectura romana
Cultura do Senado - Arquitectura romanaCultura do Senado - Arquitectura romana
Cultura do Senado - Arquitectura romana
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
Arte romana para blog
Arte romana para blogArte romana para blog
Arte romana para blog
 
Arte romana 2019
Arte romana 2019Arte romana 2019
Arte romana 2019
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
Arte em roma
Arte em romaArte em roma
Arte em roma
 
Cultura Romana
Cultura RomanaCultura Romana
Cultura Romana
 
2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp012c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
 
O coliseu
O coliseuO coliseu
O coliseu
 
4 arte romana 2020
4 arte romana 20204 arte romana 2020
4 arte romana 2020
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 

Mais de Carla Freitas

11 ha m6 u1
11 ha m6 u111 ha m6 u1
11 ha m6 u1
Carla Freitas
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
Carla Freitas
 
11 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 111 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 1
Carla Freitas
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
Carla Freitas
 
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXMódulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Carla Freitas
 
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismoMódulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Carla Freitas
 
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e RealismoMódulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Carla Freitas
 
11 ha m5 u4
11 ha m5 u411 ha m5 u4
11 ha m5 u4
Carla Freitas
 
11 ha m5 u2
11 ha m5 u211 ha m5 u2
11 ha m5 u2
Carla Freitas
 
11 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 311 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 3
Carla Freitas
 
11 ha m5 u1
11 ha m5 u111 ha m5 u1
11 ha m5 u1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 311 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 3
Carla Freitas
 
11 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 211 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 2
Carla Freitas
 
11 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 111 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 211 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 2
Carla Freitas
 
11 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 111 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 211 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 2
Carla Freitas
 
11 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 111 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u1
11 ha m4 u111 ha m4 u1
11 ha m4 u1
Carla Freitas
 
11 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 311 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 3
Carla Freitas
 

Mais de Carla Freitas (20)

11 ha m6 u1
11 ha m6 u111 ha m6 u1
11 ha m6 u1
 
11 Ha M5 u3
11 Ha M5 u311 Ha M5 u3
11 Ha M5 u3
 
11 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 111 Ha M5 u5 1
11 Ha M5 u5 1
 
Módulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - RomantismoMódulo 8 - Romantismo
Módulo 8 - Romantismo
 
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIXMódulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
Módulo 8 - Arte em Portugal nos finais do século XIX
 
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismoMódulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
Módulo 8 - Do impressionismo ao Pós-impressionismo
 
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e RealismoMódulo 8 - Naturalismo e Realismo
Módulo 8 - Naturalismo e Realismo
 
11 ha m5 u4
11 ha m5 u411 ha m5 u4
11 ha m5 u4
 
11 ha m5 u2
11 ha m5 u211 ha m5 u2
11 ha m5 u2
 
11 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 311 ha m4 u3 3
11 ha m4 u3 3
 
11 ha m5 u1
11 ha m5 u111 ha m5 u1
11 ha m5 u1
 
11 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 311 ha m4 u4 3
11 ha m4 u4 3
 
11 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 211 ha m4 u4 2
11 ha m4 u4 2
 
11 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 111 ha m4 u4 1
11 ha m4 u4 1
 
11 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 211 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 2
 
11 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 111 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 1
 
11 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 211 ha m4 u2 2
11 ha m4 u2 2
 
11 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 111 ha m4 u2 1
11 ha m4 u2 1
 
11 ha m4 u1
11 ha m4 u111 ha m4 u1
11 ha m4 u1
 
11 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 311 ha m4 u2 3
11 ha m4 u2 3
 

Último

Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 

Último (20)

Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 

Módulo 2 arquitetura romana

  • 1. Módulo 2- Cultura do Senado Arquitetura Romana HCA 10º Ano Prof. Carla Freitas
  • 2. Reflete o caráter conquistador e utilitário dos romanos • Influência Helenística – a influência grega na arte é evidente em todos os ramos da arte • Funcional – serve uma função • Pragmática –tem sempre um sentido prático e utilitário • Monumental – a grandeza das suas construções e grandiosidade das suas obras de arte. • Apologética – faz o elogio da civilização romana, mostrando a sua grandiosidade.
  • 3. • Influências etruscas e gregas (helenísticas) • Pragmática e funcional • Monumental • Inovadora e criativa → Materiais → Sistemas construtivos → Técnicas e instrumentos de engenharia → Exagero ornamental
  • 4. Influências Etruscas • Cidades muralhadas com traçado retilínio • Construções de pontes, túneis, esgotos e estradas • Construção de templos com pódio • Cela de dimensões quadrangulares • Paredes de tijolo cru Influências Gregas • Utilização das plantas retangulares e circulares dos templos • Utilização da ordens gregas • Plano hipodâmico nas cidades Templo etrusco
  • 5. Materiais de construção • Pedra, mármore, madeira • Opus caementicium (permite maior rapidez e economia) → Revestimento exteriores (paramentos): Almofadados de pedra, tijolo, placas de mármore policromado, estuques, ladrilhos → Revestimentos interiores: Mármores, mosaicos, estuques pintados • Tijolo e telhas de diferentes formatos
  • 6. Opus quadratum Opus incertum Opus reticulatum Opus mixtum Opus laterecium Opus espicatum Opus sectile
  • 7. Tegulae e imbrex (em baixo com marca da oficina de fabrico) Colunas em tijolo
  • 8. Sistemas construtivos • Baseados no arco de volta perfeita ou arco redondo → Arcos → Arcadas → Abóbadas (de berço, de arestas e sucessão de tramos de abóbada de arestas → Cúpulas Arco Romano Medinaceli Ruínas romanas em Volubilis Cúpula do panteão romano
  • 9. Abóbada de berço Abóbada de arestas Sucessão de tramos de abóbada de arestas
  • 10. Técnicas e instrumentos de engenharia • Conhecimentos de topografia e orografia → Técnicas de terraplanagem • Utilização de cimbres e cofragens (estandardizados) • Utilização de grampos metálicos de união Utilização da groma romana Cimbre romano Cimbre de abóbada romana Grampos metálicos
  • 11. Exagero ornamental • Cópia e adaptação dos gregos • Uso das ordens como elementos decorativos. • 2 novas ordens: toscana e compósita • Maior uso: coríntia e compósita • Combinação de várias ordens no mesmo edifício
  • 12. Da esquerda para a direita: Toscana, dórica, jónica, coríntia e compósita Ordem toscana Ordem Compósita
  • 13. Tipos de arquitetura romana • Arquitetura religiosa → Templos → Aras ou altares → Santuários • Arquitetura pública → Estradas, pontes e aquedutos → Basilicas → Edificios de lazer: teatros, anfiteatros, hipódromos e termas • Arquitetura privada → Domus → Villae → Insulae
  • 14. Templo romano da Fortuna Virilis, Fórum Boaris, Roma (c.100 a.C)
  • 15. Maison Carré, Nimes ; c. 27 a .C
  • 16. Templo de Baco, Baalbek, Líbano
  • 17. Templo de Vesta, Tivoli; séc. I a.C.
  • 18. Templo de Vesta e Hércules , Roma Fórum Boarium, Séc. II a.C.
  • 19. Templos mais comuns • Influências etruscas e gregas • Uma cella • Planta retangular • Orientado pelos pontos cardeais • Ergue-se num podium com apenas a acesso frontal • Sem peristílo e pseudoperíptero Templos circulares mais antigos e de influência grega Templo de Vesta, Roma; 205 a.C.
  • 20. Altar encontrado em Óstia com Rómulo e Remo, Séc. II Altar a Calipso
  • 22. Altares ou Aras • Normalmente pequenos altares em forma de mesa • Encontravam-se por todo o império • Locais de oferendas e sacrifícios Ara Pacis • Pequeno templo paralelipédico sobre um pódio • Rodeado por um muro decorado com relevos → Interior com motivos vegetalistas → Exterior procissão com Augusto como protagonista Aras votivas em Braga
  • 23. Palestrina,perto de Roma: Santuário de Fortuna Primigenia, c. 80 a.C.
  • 24. Reconstituição do Santuário de Fortuna Primigenia, c. 80 a.C.
  • 25. Detalhes atuais do Santuário de Fortuna Primigenia, c. 80 a.C.
  • 26. Santuário de Jupiter Heliopolitanus, Baalbek, Líbano, Séc. I
  • 27. Reconstituição do Santuário de Jupiter Heliopolitanus e detalhes
  • 28. Aspetos atuais do Santuário de Jupiter Heliopolitanus e detalhes
  • 29. Santuários • Construídos em anfiteatro aberto para a paisagem • Constítuidos por múltiplos edifícios • Com arcadas e lojas Santuario de Tívoli dedicado a Hercules Victor.
  • 31. Panteão; 125-128 – Roma (Enquadramento)
  • 32. Panteão; 125-128 – Roma (Alçado, Planta e cortes verticais)
  • 33. Panteão; 125-128 – Roma (Cúpula)
  • 34. Panteão; 125-128 – Roma (Pórtico)
  • 35. Panteão; 125-128 – Roma (Interior)
  • 36. Panteão • Encomendante: Imperador Adriano • Dedicado aos deuses da Terra (cella circular) e aos deuses do Céu (cúpula) • Cúpula em betão com 5 fiadas de caixotões (Apolodoro de Damasco) embebida nas robustas paredes • Pórtico reaproveitado das Termas de Agripa aí existentes • Cella única, circular; cúpula de betão Revestimento com mármores polícromos Globo celeste assentando sobre a Terra
  • 37. Estrada Romana em Pompeia
  • 38. Ponte romana de Mérida Ponte Saint Martín, Itália
  • 39. Aqueduto de Segóvia, Espanha Aqueduto de Tarragona, EspanhaAqueduto Pont du Gard
  • 40. • Principalmente estruturas com caráter prático e utilitário. • Sobretudo do período da República • Utilização do arco como sistema de suporte. Reconstituição de Antigo aqueduto de Roma
  • 41. Basílica Úlpia ou de Trajano, Forum Trajano, Roma, séc. II Forum de Trajano
  • 42. Basílica de Constantino ou de Maxêncio, Roma, séc. IV
  • 43. Basílica de Constantino ou de Maxêncio, Roma, séc. IV Reconstituição do interior
  • 45. Basílica Iulia, Forum Romano, 54 a.C
  • 46. • Multifunções: tribunal, cúria, repartições públicas, mercado… • Planta rectangular, dividida em naves cobertas por abóbadas • Fachadas ornamentadas com sucessão de ordens arquitectónicas e com arcadas • Cristãos utilizaram-nas como modelos para as suas igrejas. Basílica Úlpia (reconstituição)
  • 49. Teatro Romano na Síria Teatro de Amman; Jordânia; séc. II
  • 50. Anfiteatro e teatro de Mérida
  • 52. Anfiteatro de El Jem, Tunísia
  • 53. Anfiteatro Flávio ou Coliseu ; Roma; séc. I (reconstituição)
  • 54. Anfiteatro Flávio ou Coliseu ; Roma; séc. I
  • 55. Anfiteatro Flávio ou Coliseu ; Roma; séc. I
  • 56. Anfiteatro Flávio ou Coliseu ; Roma; séc. I
  • 57. Anfiteatro Flávio, Roma, 72 d.C • Planta elíptica (arena 188x156 m) • Altura: 48,50 m (4 andares) • Podia levar uma cobertura • 32 Km de corredores inferiores • Cávea e arena sustentadas por arcos e abóbadas radiais concêntricas • 76 entradas (fácil saída); • 50-70.000 espectadores • Exterior: • Placas de mármore e diverso tipos de opus • Arcadas com colunas (dórica, jónica, coríntia) e entablamentos fingidos • As arcadas dos segundo e terceiro pisos eram decoradas com estátuas
  • 59. A Entrada para os homens. B entrada para as mulheres. 1 apodyterium dos homens ou vestiário. 2 frigidarium, ou banho frio. 3 tepidarium, ou banho tépido. 4 calidarium, ou banho quente. 5 palaestra, ou ginásio. 6 braseira em bronze e assentos. 7 bacia com água. 8 banheira. 9 fornalhas para ar e água a diferentes temperaturas , servindo as áreas de homens e mulheres 10 vestiário feminino. 11 tina para banho frio. 12 tepidarium. 13 calidarium. 14 pátio ao ar livre.
  • 61. Termas de Bath, England
  • 64. Teatros • Planta semicircular, semelhante aos gregos • Bancada assente numa estrutura de arcadas Anfiteatros e Circos • Muito populares: jogos de gladiadores /feras / simulação de batalhas • Planta circular ou elíptica • Bancadas assentes em estruturas de arcos Termas • Banhos públicos • Convívio social • Contém: banhos quentes, mornos, frios; ginásio; saunas; hipódromos; salas de reunião; bibliotecas; teatros; lojas; espaços verdes • Monumentais e ricamente decoradas eram símbolos do poder político
  • 65. Domus
  • 68. Casa de Venus Marinha; Pompeia Casa di Ottavio Quartione, Pompeia
  • 69.
  • 70. Villa Romana del Casale, Sicilia
  • 71. Villa romana de Chedworth , Gloucestershire, Inglaterra Termas e tepidarium
  • 72. Villa de Torre Llauder (Mataró, El Maresme, Roma); séc.s II-III
  • 73. Vila Adriana; Tivoli, Roma; séc. I
  • 74. Reconstituição de uma insula em Ostia; séc.s I-II
  • 76. Interior de um restaurante romano em Ostia; séc. III
  • 77. Domus • Casa de família, privada • 1-2 pisos • Reduzidas aberturas para o exterior • Articula-se à volta dos pátios interiores, atrium e peristilo • Mármores e mosaicos (chão), frescos (paredes) Villae • Moradias luxuosas, fora das cidades, no campo • As mais luxuosas: palácios imperiais, como a Villa Adriana, séc. I Insulae • Prédios urbanos de rendimento • Famílias pobres • 3 a 8 andares • Materiais pobres • Problemas: abastecimento, saneamento, incêndios • Piso térreo: lojas
  • 78. Arco de Tito; Roma; ano 81
  • 79. Arco de Septímio Severo; Roma; ano 203
  • 80. Arco de Constantino; Roma; c. 313-15
  • 81. Arco de Adriano, em Gérasa, na Jordânia, de 129-30.
  • 82. Arco do Triunfo de Orange
  • 83. Coluna de Marco Aurélio, Roma
  • 84. Coluna de Trajano; Roma; 106-03
  • 85. Destinava-se a comemorar e evocar façanhas políticas e militares Tipos: • Arcos de triunfo: → Um ou três fórnices (vãos) → Decorados com colunas, esculturas e relevo historiado → Importância da localização: vias mais importantes; entradas e saídas dos foruns; nas muralhas; cruzamentos • Colunas honoríficas (Trajano; Marco Aurélio) → Documentais, propagandísticas, triunfais → Inspiradas nos obeliscos egípcios → Decoração em relevo Arco de Augusto, em Rimini
  • 86.
  • 87.
  • 88. Planta de Timgad; Tunísia
  • 91. • Necessidade de resolver problemas • Arranjos urbanísticos em Roma → Traçado rectilíneo das vias → Arranjo dos fóruns (no eixo das duas principais vias  Forum: centro da vida citadina  Imperadores: novos fóruns • Construção cidades no Império: → Traçado reticulado : cardo (N- S) e decumano (O-E) → Inspiração militar e da plano hipodâmico.
  • 92. • Explicar as características gerais da Arte Romana • Avaliar a originalidade dos romanos na arquitetura • Identificar materiais e técnicas características da arquitetura romana • Caracterizar os diferentes tipos de arquitetura e os edificios correspondentes • Explicar a importância da arquitetura comemorativa • Caracterizar o Urbanismo romano • Relacionar a arquitetura com a cultura e espírito do império