SlideShare uma empresa Scribd logo
TÉCNICAS DE ENTREVISTA
ANTES
Levante a “ficha” do entrevistado: nome inteiro, emprego atual, currículo.
Se for um professor ou pesquisador, pesquise em http://lattes.cnpq.br/
Reúna a maior quantidade de informação possível sobre quem ele é, o que fez, o que pensa
sobre a questão. Busque outras entrevistas que ele deu e textos que escreveu.
Prepare as perguntas e organize na ordem que devem ser feitas. Deixe para o final as mais
polêmicas e as menos importantes.
Cheque seu equipamento. Caderno, caneta, gravador (com pilha e espaço na memória).
Releia as perguntas um pouco antes da entrevista
DURANTE
Não se atrase
Lembre que o entrevistado está fazendo um favor em lhe receber.
Controle o tempo
Pergunte quanto tempo ele tem. Se for pouco, vá direto às perguntas importantes.
Tenha paciência
Se tiver tempo, deixe o entrevistado falar o quanto quiser. Não o interrompa. A boa resposta
pode ser aquela que foge da nossa pergunta.
Esvazie-se
Na hora da entrevista, tente se esvaziar dos preconceitos e daquilo que você acha que sabe.
Esse é o momento de ouvir o outro.
Entenda 1
Jornalista bom é jornalista burro. Não importa o quanto pesquisou antes, a entrevista é a
chance de conferir tudo, tirar todas as dúvidas.
Entenda 2
Se a resposta foi curta e difícil, peça para ele explicar com mais detalhes ou com mais
profundidade. Peça para dar exemplos concretos.
Entenda 3
Se o entrevistado usou palavra que você não conhece, diga: “não conheço esse termo, pode
explicar?”. Jornalistas, por princípio, não sabem nada.
Entendeu?
A entrevista só acaba quando você não tiver mais dúvidas.
Escute
Não deixe nada lhe desviar da missão do repórter: escutar. Ouça com atenção. Mais do que
falas burocráticas, procure a mensagem do entrevistado, o que ele quer dizer.
Olhe, fareje, sinta
Use todos os sentidos para decifrar o comportamento do entrevistado. A resposta pode estar
no silêncio, no susto com a pergunta, no sorriso, no dar de ombros.
O corpo fala
Mãos que tremem, suor e mudança de comportamento podem ser sinais de que o
entrevistado tenta esconder algo. Ou até que está mentindo. Não revele que percebeu, mas
saiba que está entrando em terreno minado (que podem ser os mais relevantes).
Técnica do silêncio
Se o entrevistado estiver fugindo do assunto, dando respostas curtas ou evasivas: fique
quieto, olhando para ele. As pessoas não gostam do silêncio, elas falam.
Sigilo da fonte
As vezes o entrevistado quer dizer algo, mas não quer que ninguém saiba que foi que ele que
disse. Para isso existe o pacto do sigilo da fonte. Se o entrevistado pede sigilo, você não pode
publicar que foi ele quem disse aquilo. O sigilo da fonte também é conhecido como “off the
record”, expressão em inglês que quer dizer “fora da gravação”.
Ética
Se o entrevistado disse algo, arrependeu-se depois e pediu para você não publicar, não
publique. Se o entrevistado disse algo e pediu sigilo, não rompa o acordo. A ética é
fundamental para o exercício do jornalismo. Além de ser desonesto, quem rompe com ela fica
queimado no mercado – e perde a confiança dos futuros entrevistados.
Momento relax
Quando a entrevista chega ao fim e a gente para de anotar, o entrevistado fica mais a vontade
para dizer o que realmente pensa. Anote (no caderno ou na memória). Se ele não pediu sigilo
e não falou “não publique isso”, tudo que ele diz é parte da entrevista.
Responsabilidade e sensibilidade
Se você está entrevistando uma criança ou uma pessoa frágil, que pode se prejudicar com a
matéria, lembre-a que é uma entrevista e pergunte se pode mesmo publicar.
Crie seu código
Aprenda a escrever rápido. Esqueça a letra caprichada. Crie seus códigos e abreviações. Você,
e apenas você, tem que entender o que foi escrito.
Dê prioridades
Anote com mais cuidado as respostas importantes, que fazem sentido para você e sua
apuração. Faça uma marquinha para indicar os “pontos altos”.
DEPOIS
Assim que acabar, anote suas impressões, aquilo que não deu tempo de anotar na hora.
Releia seu bloquinho e sublinhe ou faça uma marca sobre os melhores trechos

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A entrevista
A entrevistaA entrevista
A entrevista
Isabel Couto
 
Tipos de entrevista
Tipos de entrevistaTipos de entrevista
Tipos de entrevista
Fran Maciel
 
Fichas e técnicas entrevista ...
Fichas e técnicas   entrevista ...Fichas e técnicas   entrevista ...
Fichas e técnicas entrevista ...
Beco
 
Entrevista no rádio
Entrevista no rádioEntrevista no rádio
Entrevista no rádio
Ednelson Prado
 
Slide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual EntrevistaSlide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual Entrevista
Jomari
 
Mídia Training com Erika Zuza - versão pública
Mídia Training com Erika Zuza - versão públicaMídia Training com Erika Zuza - versão pública
Mídia Training com Erika Zuza - versão pública
Erika Zuza
 
Características da entrevista
Características da entrevistaCaracterísticas da entrevista
Características da entrevista
School help
 
10 dicas práticas para agir com jornalistas
10 dicas práticas para agir com jornalistas10 dicas práticas para agir com jornalistas
10 dicas práticas para agir com jornalistas
Silvia Ornelas
 
AULA 4 - ENTREVISTA
AULA 4 - ENTREVISTAAULA 4 - ENTREVISTA
AULA 4 - ENTREVISTA
aulasdejornalismo
 
O gênero textual entrevista
O gênero textual   entrevistaO gênero textual   entrevista
O gênero textual entrevista
Renally Arruda
 
Entrevista tipos e técnicas
Entrevista   tipos e técnicasEntrevista   tipos e técnicas
Entrevista tipos e técnicas
H. Henrique Coelho Bucar
 
Aula 5 ENTREVISTA
Aula 5   ENTREVISTAAula 5   ENTREVISTA
Aula 5 ENTREVISTA
aulasdejornalismo
 
Jornalismo Investigativo
Jornalismo InvestigativoJornalismo Investigativo
Jornalismo Investigativo
Denielson Gonçalves
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
sandraluisiris
 
Curso Oratória Universidade Corporativa
Curso Oratória Universidade CorporativaCurso Oratória Universidade Corporativa
Curso Oratória Universidade Corporativa
Universidade Estácio de Sá
 
Cap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George Gaskell
Cap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George GaskellCap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George Gaskell
Cap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George Gaskell
Pesquisa Costa da Lagoa - Capital social
 
Apresentação expressão
Apresentação expressãoApresentação expressão
Apresentação expressão
Maninho Walker
 
Fi entrevista
Fi entrevistaFi entrevista
Fi entrevista
Cristina Fontes
 

Mais procurados (18)

A entrevista
A entrevistaA entrevista
A entrevista
 
Tipos de entrevista
Tipos de entrevistaTipos de entrevista
Tipos de entrevista
 
Fichas e técnicas entrevista ...
Fichas e técnicas   entrevista ...Fichas e técnicas   entrevista ...
Fichas e técnicas entrevista ...
 
Entrevista no rádio
Entrevista no rádioEntrevista no rádio
Entrevista no rádio
 
Slide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual EntrevistaSlide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual Entrevista
 
Mídia Training com Erika Zuza - versão pública
Mídia Training com Erika Zuza - versão públicaMídia Training com Erika Zuza - versão pública
Mídia Training com Erika Zuza - versão pública
 
Características da entrevista
Características da entrevistaCaracterísticas da entrevista
Características da entrevista
 
10 dicas práticas para agir com jornalistas
10 dicas práticas para agir com jornalistas10 dicas práticas para agir com jornalistas
10 dicas práticas para agir com jornalistas
 
AULA 4 - ENTREVISTA
AULA 4 - ENTREVISTAAULA 4 - ENTREVISTA
AULA 4 - ENTREVISTA
 
O gênero textual entrevista
O gênero textual   entrevistaO gênero textual   entrevista
O gênero textual entrevista
 
Entrevista tipos e técnicas
Entrevista   tipos e técnicasEntrevista   tipos e técnicas
Entrevista tipos e técnicas
 
Aula 5 ENTREVISTA
Aula 5   ENTREVISTAAula 5   ENTREVISTA
Aula 5 ENTREVISTA
 
Jornalismo Investigativo
Jornalismo InvestigativoJornalismo Investigativo
Jornalismo Investigativo
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
 
Curso Oratória Universidade Corporativa
Curso Oratória Universidade CorporativaCurso Oratória Universidade Corporativa
Curso Oratória Universidade Corporativa
 
Cap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George Gaskell
Cap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George GaskellCap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George Gaskell
Cap. 3 Entrevistas individuais e grupais de George Gaskell
 
Apresentação expressão
Apresentação expressãoApresentação expressão
Apresentação expressão
 
Fi entrevista
Fi entrevistaFi entrevista
Fi entrevista
 

Destaque

Ficha inscrição
Ficha inscriçãoFicha inscrição
Ficha inscrição
patronatobonanca
 
Rh em hospitalidade experiência de gestão - semana do empreendedor - 2013
Rh em hospitalidade   experiência de gestão - semana do empreendedor - 2013Rh em hospitalidade   experiência de gestão - semana do empreendedor - 2013
Rh em hospitalidade experiência de gestão - semana do empreendedor - 2013
Aristides Faria
 
Convenção de final de ano - Outdoor Training - TEAL - Kairos Treinamentos
Convenção de final de ano - Outdoor Training - TEAL - Kairos TreinamentosConvenção de final de ano - Outdoor Training - TEAL - Kairos Treinamentos
Convenção de final de ano - Outdoor Training - TEAL - Kairos Treinamentos
Kairos Treinamentos
 
Questionário
QuestionárioQuestionário
Questionário
guestcc68edbb
 
Ficha de Inscrição
Ficha de InscriçãoFicha de Inscrição
Ficha de Inscrição
Municipio de Sátão
 
Apostila de recrutamento e selecao
Apostila de recrutamento e selecaoApostila de recrutamento e selecao
Apostila de recrutamento e selecao
Andy Willians
 
Ficha para contratação
Ficha para contrataçãoFicha para contratação
Ficha para contratação
Vinicius Pedraci
 
Formulário de Entrevista
Formulário de EntrevistaFormulário de Entrevista
Formulário de Entrevista
Alex Eller
 
roteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-l
roteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-lroteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-l
roteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-l
Marcelo Borges
 

Destaque (9)

Ficha inscrição
Ficha inscriçãoFicha inscrição
Ficha inscrição
 
Rh em hospitalidade experiência de gestão - semana do empreendedor - 2013
Rh em hospitalidade   experiência de gestão - semana do empreendedor - 2013Rh em hospitalidade   experiência de gestão - semana do empreendedor - 2013
Rh em hospitalidade experiência de gestão - semana do empreendedor - 2013
 
Convenção de final de ano - Outdoor Training - TEAL - Kairos Treinamentos
Convenção de final de ano - Outdoor Training - TEAL - Kairos TreinamentosConvenção de final de ano - Outdoor Training - TEAL - Kairos Treinamentos
Convenção de final de ano - Outdoor Training - TEAL - Kairos Treinamentos
 
Questionário
QuestionárioQuestionário
Questionário
 
Ficha de Inscrição
Ficha de InscriçãoFicha de Inscrição
Ficha de Inscrição
 
Apostila de recrutamento e selecao
Apostila de recrutamento e selecaoApostila de recrutamento e selecao
Apostila de recrutamento e selecao
 
Ficha para contratação
Ficha para contrataçãoFicha para contratação
Ficha para contratação
 
Formulário de Entrevista
Formulário de EntrevistaFormulário de Entrevista
Formulário de Entrevista
 
roteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-l
roteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-lroteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-l
roteiro-de-entrevista-anamnese-para-avaliacao-psicologica-l
 

Semelhante a Tecnicas entrevista

Apostila de oratória
Apostila de oratóriaApostila de oratória
Apostila de oratória
Ana Paula Bevilacqua
 
Como Falar Menos escuta ativa.docx
Como Falar Menos escuta ativa.docxComo Falar Menos escuta ativa.docx
Como Falar Menos escuta ativa.docx
domingo9
 
Catia
CatiaCatia
Manual da escuta ativa
Manual da escuta ativaManual da escuta ativa
Manual da escuta ativa
Luiz Arthur Peres
 
oratoria-e-dicas-de-apresentacao-05maio2016_final.pptx
oratoria-e-dicas-de-apresentacao-05maio2016_final.pptxoratoria-e-dicas-de-apresentacao-05maio2016_final.pptx
oratoria-e-dicas-de-apresentacao-05maio2016_final.pptx
naimmoreira
 
Apresentação expressão
Apresentação expressãoApresentação expressão
Apresentação expressão
Maninho Walker
 
Apresentação expressão
Apresentação expressãoApresentação expressão
Apresentação expressão
Maninho Walker
 
Dicas para apresentar seminarios
Dicas para apresentar seminariosDicas para apresentar seminarios
Dicas para apresentar seminarios
Ana Valeria Silva
 
A fala de_improviso
A fala de_improvisoA fala de_improviso
A fala de_improviso
Sumã Pedrosa
 
Entrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvo
Entrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvoEntrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvo
Entrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvo
Priscila Machado
 
Ouvir atentamente
Ouvir atentamenteOuvir atentamente
Ouvir atentamente
Samira Gonçalves
 
3. Conduzindo sessões de testes de usabilidade
3. Conduzindo sessões de testes de usabilidade3. Conduzindo sessões de testes de usabilidade
3. Conduzindo sessões de testes de usabilidade
Luiz Agner
 
Preparo para mercado de trabalho
Preparo para mercado de trabalhoPreparo para mercado de trabalho
Preparo para mercado de trabalho
Escola de Informática Evolutime; Colégio Pio XII
 
Aula 5 - Comunicação
Aula 5 - ComunicaçãoAula 5 - Comunicação
Aula 5 - Comunicação
Professor Cristiano Barreto
 
Expressão oral
Expressão oralExpressão oral
Expressão oral
Lucas Cevolane
 
VOCE PRECISA CONVERSAR.pptx
VOCE PRECISA CONVERSAR.pptxVOCE PRECISA CONVERSAR.pptx
VOCE PRECISA CONVERSAR.pptx
Opcional Senna
 
Grupo Focal Avaliação de Projetos Cristiane Locatelli
Grupo Focal  Avaliação de Projetos   Cristiane LocatelliGrupo Focal  Avaliação de Projetos   Cristiane Locatelli
Grupo Focal Avaliação de Projetos Cristiane Locatelli
crislocatelli
 
Aula inaugural
Aula inauguralAula inaugural
Aula inaugural
Aninha Felix Vieira Dias
 
Gestão pessoal
Gestão pessoalGestão pessoal
Gestão pessoal
Graphic Designer
 
Aula 12 secretariado
Aula 12 secretariadoAula 12 secretariado
Aula 12 secretariado
RASC EAD
 

Semelhante a Tecnicas entrevista (20)

Apostila de oratória
Apostila de oratóriaApostila de oratória
Apostila de oratória
 
Como Falar Menos escuta ativa.docx
Como Falar Menos escuta ativa.docxComo Falar Menos escuta ativa.docx
Como Falar Menos escuta ativa.docx
 
Catia
CatiaCatia
Catia
 
Manual da escuta ativa
Manual da escuta ativaManual da escuta ativa
Manual da escuta ativa
 
oratoria-e-dicas-de-apresentacao-05maio2016_final.pptx
oratoria-e-dicas-de-apresentacao-05maio2016_final.pptxoratoria-e-dicas-de-apresentacao-05maio2016_final.pptx
oratoria-e-dicas-de-apresentacao-05maio2016_final.pptx
 
Apresentação expressão
Apresentação expressãoApresentação expressão
Apresentação expressão
 
Apresentação expressão
Apresentação expressãoApresentação expressão
Apresentação expressão
 
Dicas para apresentar seminarios
Dicas para apresentar seminariosDicas para apresentar seminarios
Dicas para apresentar seminarios
 
A fala de_improviso
A fala de_improvisoA fala de_improviso
A fala de_improviso
 
Entrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvo
Entrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvoEntrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvo
Entrevistas empáticas como forma de se aproximar do público alvo
 
Ouvir atentamente
Ouvir atentamenteOuvir atentamente
Ouvir atentamente
 
3. Conduzindo sessões de testes de usabilidade
3. Conduzindo sessões de testes de usabilidade3. Conduzindo sessões de testes de usabilidade
3. Conduzindo sessões de testes de usabilidade
 
Preparo para mercado de trabalho
Preparo para mercado de trabalhoPreparo para mercado de trabalho
Preparo para mercado de trabalho
 
Aula 5 - Comunicação
Aula 5 - ComunicaçãoAula 5 - Comunicação
Aula 5 - Comunicação
 
Expressão oral
Expressão oralExpressão oral
Expressão oral
 
VOCE PRECISA CONVERSAR.pptx
VOCE PRECISA CONVERSAR.pptxVOCE PRECISA CONVERSAR.pptx
VOCE PRECISA CONVERSAR.pptx
 
Grupo Focal Avaliação de Projetos Cristiane Locatelli
Grupo Focal  Avaliação de Projetos   Cristiane LocatelliGrupo Focal  Avaliação de Projetos   Cristiane Locatelli
Grupo Focal Avaliação de Projetos Cristiane Locatelli
 
Aula inaugural
Aula inauguralAula inaugural
Aula inaugural
 
Gestão pessoal
Gestão pessoalGestão pessoal
Gestão pessoal
 
Aula 12 secretariado
Aula 12 secretariadoAula 12 secretariado
Aula 12 secretariado
 

Mais de richard_romancini

Selecting a dissertation topic: range and scope
Selecting a dissertation topic: range and scopeSelecting a dissertation topic: range and scope
Selecting a dissertation topic: range and scope
richard_romancini
 
TIPOLOGIAS DE JOGOS
TIPOLOGIAS DE JOGOSTIPOLOGIAS DE JOGOS
TIPOLOGIAS DE JOGOS
richard_romancini
 
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do NorteA EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
richard_romancini
 
JOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
JOGOS DE CARTAS: evolução e tiposJOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
JOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
richard_romancini
 
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literaturaRecursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
richard_romancini
 
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicasA pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
richard_romancini
 
Comunicação Organizacional e Relações Públicas
Comunicação Organizacional e Relações PúblicasComunicação Organizacional e Relações Públicas
Comunicação Organizacional e Relações Públicas
richard_romancini
 
Perspectivas teóricas em RP
Perspectivas teóricas em RPPerspectivas teóricas em RP
Perspectivas teóricas em RP
richard_romancini
 
O campo da comunicação no Brasil
O campo da comunicação no BrasilO campo da comunicação no Brasil
O campo da comunicação no Brasil
richard_romancini
 
Mass communication research e funcionalismo
Mass communication research e funcionalismoMass communication research e funcionalismo
Mass communication research e funcionalismo
richard_romancini
 
Marxismo e comunicação
Marxismo e comunicaçãoMarxismo e comunicação
Marxismo e comunicação
richard_romancini
 
A sociologia no brasil
A sociologia no brasilA sociologia no brasil
A sociologia no brasil
richard_romancini
 
A sociologia marxista
A sociologia marxistaA sociologia marxista
A sociologia marxista
richard_romancini
 
Sociologia: antecedentes e positivismo
Sociologia: antecedentes e positivismoSociologia: antecedentes e positivismo
Sociologia: antecedentes e positivismo
richard_romancini
 
A sociologia weberiana
A sociologia weberianaA sociologia weberiana
A sociologia weberiana
richard_romancini
 
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959) Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
richard_romancini
 
Transformações no vídeo popular
Transformações no vídeo popularTransformações no vídeo popular
Transformações no vídeo popular
richard_romancini
 
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
richard_romancini
 
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERNAs primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
richard_romancini
 
Humberto Mauro
Humberto MauroHumberto Mauro
Humberto Mauro
richard_romancini
 

Mais de richard_romancini (20)

Selecting a dissertation topic: range and scope
Selecting a dissertation topic: range and scopeSelecting a dissertation topic: range and scope
Selecting a dissertation topic: range and scope
 
TIPOLOGIAS DE JOGOS
TIPOLOGIAS DE JOGOSTIPOLOGIAS DE JOGOS
TIPOLOGIAS DE JOGOS
 
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do NorteA EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
A EVOLUÇÃO DOS JOGOS DE TABULEIRO na América do Norte
 
JOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
JOGOS DE CARTAS: evolução e tiposJOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
JOGOS DE CARTAS: evolução e tipos
 
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literaturaRecursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
Recursos para pesquisa na internet e revisão de literatura
 
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicasA pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
A pesquisa em Relações Públicas e Boas práticas acadêmicas
 
Comunicação Organizacional e Relações Públicas
Comunicação Organizacional e Relações PúblicasComunicação Organizacional e Relações Públicas
Comunicação Organizacional e Relações Públicas
 
Perspectivas teóricas em RP
Perspectivas teóricas em RPPerspectivas teóricas em RP
Perspectivas teóricas em RP
 
O campo da comunicação no Brasil
O campo da comunicação no BrasilO campo da comunicação no Brasil
O campo da comunicação no Brasil
 
Mass communication research e funcionalismo
Mass communication research e funcionalismoMass communication research e funcionalismo
Mass communication research e funcionalismo
 
Marxismo e comunicação
Marxismo e comunicaçãoMarxismo e comunicação
Marxismo e comunicação
 
A sociologia no brasil
A sociologia no brasilA sociologia no brasil
A sociologia no brasil
 
A sociologia marxista
A sociologia marxistaA sociologia marxista
A sociologia marxista
 
Sociologia: antecedentes e positivismo
Sociologia: antecedentes e positivismoSociologia: antecedentes e positivismo
Sociologia: antecedentes e positivismo
 
A sociologia weberiana
A sociologia weberianaA sociologia weberiana
A sociologia weberiana
 
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959) Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
Manifestos dos pioneiros da Educação Nova (1932) e dos educadores (1959)
 
Transformações no vídeo popular
Transformações no vídeo popularTransformações no vídeo popular
Transformações no vídeo popular
 
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
Televisão comunitária: mobilização social para democratizar a comunicação no ...
 
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERNAs primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
As primeiras iniciativas da Teleducação no Brasil: os Projetos SACI e EXERN
 
Humberto Mauro
Humberto MauroHumberto Mauro
Humberto Mauro
 

Último

Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 

Tecnicas entrevista

  • 1. TÉCNICAS DE ENTREVISTA ANTES Levante a “ficha” do entrevistado: nome inteiro, emprego atual, currículo. Se for um professor ou pesquisador, pesquise em http://lattes.cnpq.br/ Reúna a maior quantidade de informação possível sobre quem ele é, o que fez, o que pensa sobre a questão. Busque outras entrevistas que ele deu e textos que escreveu. Prepare as perguntas e organize na ordem que devem ser feitas. Deixe para o final as mais polêmicas e as menos importantes. Cheque seu equipamento. Caderno, caneta, gravador (com pilha e espaço na memória). Releia as perguntas um pouco antes da entrevista DURANTE Não se atrase Lembre que o entrevistado está fazendo um favor em lhe receber. Controle o tempo Pergunte quanto tempo ele tem. Se for pouco, vá direto às perguntas importantes. Tenha paciência Se tiver tempo, deixe o entrevistado falar o quanto quiser. Não o interrompa. A boa resposta pode ser aquela que foge da nossa pergunta. Esvazie-se Na hora da entrevista, tente se esvaziar dos preconceitos e daquilo que você acha que sabe. Esse é o momento de ouvir o outro. Entenda 1 Jornalista bom é jornalista burro. Não importa o quanto pesquisou antes, a entrevista é a chance de conferir tudo, tirar todas as dúvidas. Entenda 2 Se a resposta foi curta e difícil, peça para ele explicar com mais detalhes ou com mais profundidade. Peça para dar exemplos concretos. Entenda 3 Se o entrevistado usou palavra que você não conhece, diga: “não conheço esse termo, pode explicar?”. Jornalistas, por princípio, não sabem nada.
  • 2. Entendeu? A entrevista só acaba quando você não tiver mais dúvidas. Escute Não deixe nada lhe desviar da missão do repórter: escutar. Ouça com atenção. Mais do que falas burocráticas, procure a mensagem do entrevistado, o que ele quer dizer. Olhe, fareje, sinta Use todos os sentidos para decifrar o comportamento do entrevistado. A resposta pode estar no silêncio, no susto com a pergunta, no sorriso, no dar de ombros. O corpo fala Mãos que tremem, suor e mudança de comportamento podem ser sinais de que o entrevistado tenta esconder algo. Ou até que está mentindo. Não revele que percebeu, mas saiba que está entrando em terreno minado (que podem ser os mais relevantes). Técnica do silêncio Se o entrevistado estiver fugindo do assunto, dando respostas curtas ou evasivas: fique quieto, olhando para ele. As pessoas não gostam do silêncio, elas falam. Sigilo da fonte As vezes o entrevistado quer dizer algo, mas não quer que ninguém saiba que foi que ele que disse. Para isso existe o pacto do sigilo da fonte. Se o entrevistado pede sigilo, você não pode publicar que foi ele quem disse aquilo. O sigilo da fonte também é conhecido como “off the record”, expressão em inglês que quer dizer “fora da gravação”. Ética Se o entrevistado disse algo, arrependeu-se depois e pediu para você não publicar, não publique. Se o entrevistado disse algo e pediu sigilo, não rompa o acordo. A ética é fundamental para o exercício do jornalismo. Além de ser desonesto, quem rompe com ela fica queimado no mercado – e perde a confiança dos futuros entrevistados. Momento relax Quando a entrevista chega ao fim e a gente para de anotar, o entrevistado fica mais a vontade para dizer o que realmente pensa. Anote (no caderno ou na memória). Se ele não pediu sigilo e não falou “não publique isso”, tudo que ele diz é parte da entrevista. Responsabilidade e sensibilidade Se você está entrevistando uma criança ou uma pessoa frágil, que pode se prejudicar com a matéria, lembre-a que é uma entrevista e pergunte se pode mesmo publicar. Crie seu código Aprenda a escrever rápido. Esqueça a letra caprichada. Crie seus códigos e abreviações. Você, e apenas você, tem que entender o que foi escrito. Dê prioridades Anote com mais cuidado as respostas importantes, que fazem sentido para você e sua
  • 3. apuração. Faça uma marquinha para indicar os “pontos altos”. DEPOIS Assim que acabar, anote suas impressões, aquilo que não deu tempo de anotar na hora. Releia seu bloquinho e sublinhe ou faça uma marca sobre os melhores trechos