SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Isabel Couto
Língua Portuguesa
2010/2011
Pode-se transcrever em forma de diálogo ou em
estilo narrativo
 Entrevista narrativa - permite traçar o
retrato do entrevistado;
 Entrevista ping-pong – Perguntas - Respostas
A entrevista é uma conversa entre duas
pessoas: o entrevistador e o entrevistado. O
entrevistador procura informar-se e informar o
público sobre a forma de ser e de pensar de
uma personalidade: declarações, opiniões.
 Título
 Introdução: contém o perfil do entrevistado,
condições e local da entrevista. A abertura deve
apresentar o entrevistado de forma eloquente;
 Corpo da entrevista: A entrevista pode ser
apresentada no discurso directo (pergunta -
resposta) ou no discurso indirecto (o redactor
integra no texto as respostas do entrevistado).
 Conclusão : despedida, síntese daquilo foi dito e
agradecimento
A entrevista pressupõe três actos: o
preparar a entrevista, o de entrevistar e o da
transcrição sob a forma de perguntas e
respostas.
 Definir o tema da entrevista;
 Informar-se sobre o tema, a vida e obra da
pessoa a entrevistar;
 Elaborar perguntas de acordo com o tema , os
objectivos e expectativas do entrevistador e de
possíveis leitores/ouvintes.
 Construir perguntas variadas, alternando com
perguntas abertas (ex: O que pensa de …?) e
fechadas (ex: Gosta de…?);
 Adequar as perguntas ao entrevistado (
personalidade, nível etário, nível sociocultural) e
à situação ( momento e lugar);
 Seleccionar um vocabulário claro , acessível e
rigoroso;
 Estabelecer o número de perguntas e proceder à
sua ordenação, de forma a que o entrevistado
identifica o fio condutor da entrevista.
 Há que ter em conta as regras da etiqueta;
 Deve fazer com que o entrevistado se sinta à
vontade, abordando os assuntos que ele domina;
 Refazer as questões sempre que as respostas não
tenham sido claras;
 Fazer perguntas pertinentes que não estavam
previstas, mas que são suscitadas pelas respostas do
entrevistado;
 Deixar direito ao entrevistado de falar “off record”;
 Respeitar as opiniões.
 Selecção e reconstrução das respostas;
 Elimina-se as respostas repetidas;
 Deve condensar-se as respostas, retirando tudo o que for
redundante;
 As respostas não devem começar pela repetição dos termos da
pergunta;
 As marcas de oralidade, o calão e a gíria devem ser cortados e
substituídos;
 Ao passar o texto a limpo, é importante ter em conta a pontuação,
a ortografia e a apresentação gráfica.
 Perguntas realçadas a negro, respostas a fino.
(Podem usar-se duas cores se a entrevista for
manuscrita.);
 A primeira pergunta é antecedida do nome por
extenso do entrevistador ou do jornal que
representa;
 A primeira resposta é antecedida do nome por
extenso do entrevistado;
 As restantes perguntas e respostas levam
apenas as iniciais do entrevistador e do
entrevistado.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estrutura da Notícia
Estrutura da NotíciaEstrutura da Notícia
Estrutura da Notícia
sextoD
 
Resumo e Síntese
Resumo e SínteseResumo e Síntese
Resumo e Síntese
Vanda Sousa
 
Critérios de avaliação expressão oral
Critérios de avaliação   expressão oralCritérios de avaliação   expressão oral
Critérios de avaliação expressão oral
Paulo Moura
 
A estrutura da carta
A estrutura da cartaA estrutura da carta
A estrutura da carta
gifamiliar
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
A. Simoes
 

Mais procurados (20)

Retrato físico e psicológico
Retrato físico e psicológico Retrato físico e psicológico
Retrato físico e psicológico
 
Características da entrevista
Características da entrevistaCaracterísticas da entrevista
Características da entrevista
 
Estrutura da Notícia
Estrutura da NotíciaEstrutura da Notícia
Estrutura da Notícia
 
Ppt tipos texto[1]
Ppt tipos texto[1]Ppt tipos texto[1]
Ppt tipos texto[1]
 
Complemento oblíquo
Complemento oblíquoComplemento oblíquo
Complemento oblíquo
 
Categorias da narrativa
Categorias da narrativaCategorias da narrativa
Categorias da narrativa
 
Classe dos determinantes
Classe dos determinantesClasse dos determinantes
Classe dos determinantes
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
Resumo e Síntese
Resumo e SínteseResumo e Síntese
Resumo e Síntese
 
A reportagem
A reportagemA reportagem
A reportagem
 
Texto dramático
Texto dramáticoTexto dramático
Texto dramático
 
Teste gramatical a janeiro 8º ano
Teste gramatical a janeiro  8º anoTeste gramatical a janeiro  8º ano
Teste gramatical a janeiro 8º ano
 
Critérios de avaliação expressão oral
Critérios de avaliação   expressão oralCritérios de avaliação   expressão oral
Critérios de avaliação expressão oral
 
Textos de opinião
Textos de opiniãoTextos de opinião
Textos de opinião
 
A estrutura da carta
A estrutura da cartaA estrutura da carta
A estrutura da carta
 
Guião: Como fazer uma apresentação oral
Guião: Como fazer uma apresentação oralGuião: Como fazer uma apresentação oral
Guião: Como fazer uma apresentação oral
 
Texto narrativo
Texto narrativoTexto narrativo
Texto narrativo
 
Conetores
ConetoresConetores
Conetores
 
Conto
ContoConto
Conto
 
O Texto Expositivo
O Texto ExpositivoO Texto Expositivo
O Texto Expositivo
 

Destaque

6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
Angélica Manenti
 
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochasciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
Catarina Pereira
 
Guião de entrevista
Guião de entrevistaGuião de entrevista
Guião de entrevista
Liliana
 
Características do texto poético 7º ano
Características do texto poético 7º anoCaracterísticas do texto poético 7º ano
Características do texto poético 7º ano
Ilda Oliveira
 
Composição "the technologies" em inglês
Composição "the technologies" em inglêsComposição "the technologies" em inglês
Composição "the technologies" em inglês
Neuza Carvalho
 

Destaque (20)

Ética da informação, plágio e referências bibliográficas
Ética da informação, plágio e referências bibliográficasÉtica da informação, plágio e referências bibliográficas
Ética da informação, plágio e referências bibliográficas
 
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
 
Teste notícia
Teste notíciaTeste notícia
Teste notícia
 
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochasciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
 
AULA 4 - ENTREVISTA
AULA 4 - ENTREVISTAAULA 4 - ENTREVISTA
AULA 4 - ENTREVISTA
 
A reportagem
A reportagemA reportagem
A reportagem
 
Exemplo de reportagem
Exemplo de reportagemExemplo de reportagem
Exemplo de reportagem
 
Rochas - Solo - Seres Vivos
Rochas - Solo - Seres VivosRochas - Solo - Seres Vivos
Rochas - Solo - Seres Vivos
 
Guião de entrevista
Guião de entrevistaGuião de entrevista
Guião de entrevista
 
A entrevista
A entrevistaA entrevista
A entrevista
 
O guia de turismo
O guia de turismoO guia de turismo
O guia de turismo
 
Características do texto poético 7º ano
Características do texto poético 7º anoCaracterísticas do texto poético 7º ano
Características do texto poético 7º ano
 
Apresentação Bichos Miguel Torga
Apresentação Bichos Miguel TorgaApresentação Bichos Miguel Torga
Apresentação Bichos Miguel Torga
 
Composição "the technologies" em inglês
Composição "the technologies" em inglêsComposição "the technologies" em inglês
Composição "the technologies" em inglês
 
Projeto propaganda
Projeto propagandaProjeto propaganda
Projeto propaganda
 
Propaganda
PropagandaPropaganda
Propaganda
 
Projeto experimental de Publicidade e Propaganda
Projeto experimental de Publicidade e PropagandaProjeto experimental de Publicidade e Propaganda
Projeto experimental de Publicidade e Propaganda
 
Introdução à Publicidade e Propaganda - Aula 01 - Conceitos
Introdução à Publicidade e Propaganda - Aula 01  - ConceitosIntrodução à Publicidade e Propaganda - Aula 01  - Conceitos
Introdução à Publicidade e Propaganda - Aula 01 - Conceitos
 
Publicidade e propaganda
Publicidade e propagandaPublicidade e propaganda
Publicidade e propaganda
 
Reportagem
ReportagemReportagem
Reportagem
 

Semelhante a A entrevista

Redação - Gênero textual (Entrevista)
Redação - Gênero textual (Entrevista) Redação - Gênero textual (Entrevista)
Redação - Gênero textual (Entrevista)
kalina_karolayne
 
Entrevista_Ficha_Informativa 2023.doc
Entrevista_Ficha_Informativa 2023.docEntrevista_Ficha_Informativa 2023.doc
Entrevista_Ficha_Informativa 2023.doc
WilsonPires8
 
Slide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual EntrevistaSlide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual Entrevista
Jomari
 
Slide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual EntrevistaSlide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual Entrevista
Jomari
 
B2 p6 script_entrevistas
B2 p6 script_entrevistasB2 p6 script_entrevistas
B2 p6 script_entrevistas
fabricastartups
 
Caracteristicas fundamentais-dos-textos-dos-media1 ng5
Caracteristicas fundamentais-dos-textos-dos-media1 ng5Caracteristicas fundamentais-dos-textos-dos-media1 ng5
Caracteristicas fundamentais-dos-textos-dos-media1 ng5
carlamarcalo
 
A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...
A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...
A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...
Manuela Neto
 
O processo de recolha de dados - entrevista
O processo de recolha de dados - entrevistaO processo de recolha de dados - entrevista
O processo de recolha de dados - entrevista
Serafina Roque
 

Semelhante a A entrevista (20)

Redação - Gênero textual (Entrevista)
Redação - Gênero textual (Entrevista) Redação - Gênero textual (Entrevista)
Redação - Gênero textual (Entrevista)
 
Estrutura da entrevista.pptx
Estrutura da entrevista.pptxEstrutura da entrevista.pptx
Estrutura da entrevista.pptx
 
A entrevista
A entrevistaA entrevista
A entrevista
 
Entrevista_Ficha_Informativa 2023.doc
Entrevista_Ficha_Informativa 2023.docEntrevista_Ficha_Informativa 2023.doc
Entrevista_Ficha_Informativa 2023.doc
 
Catia
CatiaCatia
Catia
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
 
Entrevista
EntrevistaEntrevista
Entrevista
 
A Entrevista quês e porquês
A Entrevista quês e porquêsA Entrevista quês e porquês
A Entrevista quês e porquês
 
A Entrevista
A EntrevistaA Entrevista
A Entrevista
 
Slide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual EntrevistaSlide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual Entrevista
 
Slide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual EntrevistaSlide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual Entrevista
 
A entrevista
A entrevistaA entrevista
A entrevista
 
Entrevista inf
Entrevista infEntrevista inf
Entrevista inf
 
B2 p6 script_entrevistas
B2 p6 script_entrevistasB2 p6 script_entrevistas
B2 p6 script_entrevistas
 
Sedentarismo na 3ªIdade
Sedentarismo na 3ªIdadeSedentarismo na 3ªIdade
Sedentarismo na 3ªIdade
 
Radio
RadioRadio
Radio
 
Caracteristicas fundamentais-dos-textos-dos-media1 ng5
Caracteristicas fundamentais-dos-textos-dos-media1 ng5Caracteristicas fundamentais-dos-textos-dos-media1 ng5
Caracteristicas fundamentais-dos-textos-dos-media1 ng5
 
A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...
A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...
A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...
 
O processo de recolha de dados - entrevista
O processo de recolha de dados - entrevistaO processo de recolha de dados - entrevista
O processo de recolha de dados - entrevista
 

Mais de Isabel Couto

Cartaz concurso mês da biblioteca escolar (4) (1)
Cartaz concurso mês da biblioteca escolar (4) (1)Cartaz concurso mês da biblioteca escolar (4) (1)
Cartaz concurso mês da biblioteca escolar (4) (1)
Isabel Couto
 
História do rato e do gato
História do rato e do gatoHistória do rato e do gato
História do rato e do gato
Isabel Couto
 
As nossas sugestões 7º B
As nossas sugestões 7º BAs nossas sugestões 7º B
As nossas sugestões 7º B
Isabel Couto
 
O livro da minha vida 7ºB
O livro da minha vida 7ºBO livro da minha vida 7ºB
O livro da minha vida 7ºB
Isabel Couto
 
As nossas sugestões 7a
As nossas sugestões 7aAs nossas sugestões 7a
As nossas sugestões 7a
Isabel Couto
 
As nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8aAs nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8a
Isabel Couto
 
As nossas sugestões 8b
As nossas sugestões 8bAs nossas sugestões 8b
As nossas sugestões 8b
Isabel Couto
 
As nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8aAs nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8a
Isabel Couto
 

Mais de Isabel Couto (20)

Ficha formativa de gramática
Ficha formativa de gramáticaFicha formativa de gramática
Ficha formativa de gramática
 
Teste de preparação 1 correção
Teste de preparação 1   correçãoTeste de preparação 1   correção
Teste de preparação 1 correção
 
Teste de preparação 1
Teste de preparação 1Teste de preparação 1
Teste de preparação 1
 
Teste de preparação correção
Teste de preparação   correçãoTeste de preparação   correção
Teste de preparação correção
 
Teste de preparação
Teste de preparaçãoTeste de preparação
Teste de preparação
 
L'alphabet
L'alphabetL'alphabet
L'alphabet
 
Francesismos
FrancesismosFrancesismos
Francesismos
 
E twinning cartaz da formação
E twinning cartaz da formaçãoE twinning cartaz da formação
E twinning cartaz da formação
 
Le présent de l'indicatif
Le présent de l'indicatifLe présent de l'indicatif
Le présent de l'indicatif
 
Les aliments
Les alimentsLes aliments
Les aliments
 
Les aliments
Les alimentsLes aliments
Les aliments
 
E twinning
E twinningE twinning
E twinning
 
Cartaz concurso mês da biblioteca escolar (4) (1)
Cartaz concurso mês da biblioteca escolar (4) (1)Cartaz concurso mês da biblioteca escolar (4) (1)
Cartaz concurso mês da biblioteca escolar (4) (1)
 
História do rato e do gato
História do rato e do gatoHistória do rato e do gato
História do rato e do gato
 
As nossas sugestões 7º B
As nossas sugestões 7º BAs nossas sugestões 7º B
As nossas sugestões 7º B
 
O livro da minha vida 7ºB
O livro da minha vida 7ºBO livro da minha vida 7ºB
O livro da minha vida 7ºB
 
As nossas sugestões 7a
As nossas sugestões 7aAs nossas sugestões 7a
As nossas sugestões 7a
 
As nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8aAs nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8a
 
As nossas sugestões 8b
As nossas sugestões 8bAs nossas sugestões 8b
As nossas sugestões 8b
 
As nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8aAs nossas sugestões 8a
As nossas sugestões 8a
 

Último

Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
anapsuls
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 

Último (20)

Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptxTIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
TIPOS DE CALOR CALOR LATENTE E CALOR SENSIVEL.pptx
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 

A entrevista

  • 2. Pode-se transcrever em forma de diálogo ou em estilo narrativo  Entrevista narrativa - permite traçar o retrato do entrevistado;  Entrevista ping-pong – Perguntas - Respostas
  • 3. A entrevista é uma conversa entre duas pessoas: o entrevistador e o entrevistado. O entrevistador procura informar-se e informar o público sobre a forma de ser e de pensar de uma personalidade: declarações, opiniões.
  • 4.  Título  Introdução: contém o perfil do entrevistado, condições e local da entrevista. A abertura deve apresentar o entrevistado de forma eloquente;  Corpo da entrevista: A entrevista pode ser apresentada no discurso directo (pergunta - resposta) ou no discurso indirecto (o redactor integra no texto as respostas do entrevistado).  Conclusão : despedida, síntese daquilo foi dito e agradecimento
  • 5. A entrevista pressupõe três actos: o preparar a entrevista, o de entrevistar e o da transcrição sob a forma de perguntas e respostas.
  • 6.  Definir o tema da entrevista;  Informar-se sobre o tema, a vida e obra da pessoa a entrevistar;  Elaborar perguntas de acordo com o tema , os objectivos e expectativas do entrevistador e de possíveis leitores/ouvintes.
  • 7.  Construir perguntas variadas, alternando com perguntas abertas (ex: O que pensa de …?) e fechadas (ex: Gosta de…?);  Adequar as perguntas ao entrevistado ( personalidade, nível etário, nível sociocultural) e à situação ( momento e lugar);  Seleccionar um vocabulário claro , acessível e rigoroso;  Estabelecer o número de perguntas e proceder à sua ordenação, de forma a que o entrevistado identifica o fio condutor da entrevista.
  • 8.  Há que ter em conta as regras da etiqueta;  Deve fazer com que o entrevistado se sinta à vontade, abordando os assuntos que ele domina;  Refazer as questões sempre que as respostas não tenham sido claras;  Fazer perguntas pertinentes que não estavam previstas, mas que são suscitadas pelas respostas do entrevistado;  Deixar direito ao entrevistado de falar “off record”;  Respeitar as opiniões.
  • 9.  Selecção e reconstrução das respostas;  Elimina-se as respostas repetidas;  Deve condensar-se as respostas, retirando tudo o que for redundante;  As respostas não devem começar pela repetição dos termos da pergunta;  As marcas de oralidade, o calão e a gíria devem ser cortados e substituídos;  Ao passar o texto a limpo, é importante ter em conta a pontuação, a ortografia e a apresentação gráfica.
  • 10.  Perguntas realçadas a negro, respostas a fino. (Podem usar-se duas cores se a entrevista for manuscrita.);  A primeira pergunta é antecedida do nome por extenso do entrevistador ou do jornal que representa;  A primeira resposta é antecedida do nome por extenso do entrevistado;  As restantes perguntas e respostas levam apenas as iniciais do entrevistador e do entrevistado.