SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
PROFESSOR: ENIO



         RESPIRAÇÃO
          CELULAR
RESPIRAÇÃO SISTÊMICA
A respiração sistêmica nos humanos é
 um processo fisiológico pelo qual os
 indivíduos inalam oxigênio do meio
 circulante e soltam dióxido de carbono.
 A respiração (ou troca de substâncias
 gasosas - O2 e CO2), entre o ar e a
 corrente sanguínea,
RESPIRAÇÃO SISTÊMICA

 01. Nariz (cavidade nasal dividida em duas
  fossas nasais ou narinas)
 02. Faringe
 03. Laringe
 04. Traqueia
 05. Brônquios (surgem da bifurcação da
  traquéia)
 06. Bronquíolos
 07. Pulmões (onde encontramos os bronquíolos
  em cujas terminações teremos os alvéolos)
RESPIRAÇÃO SISTÊMICA
TROCA GASOSA
NUTRIÇÃO

 Nutriçãoé um processo biológico
 em que os organismos (animais e
 vegetais), utilizando-se de
 alimentos, assimilam nutrientes
 para a realização de suas funções
 vitais.
NUTRIÇÃO
ABSORÇÃO DE NUTRIENTES
QUEBRA DA GLICOSE




             Açúcar

            GLICOSE
RESPIRAÇÃO CELULAR

A respiração celular é um fenômeno que
consiste basicamente no processo de extração
de energia química acumulada nas moléculas
de substâncias orgânicas diversas, tais como
carboidratos e lipídios. Nesse processo,
verifica-se a oxidação ou "queima" de
compostos orgânicos de alto teor energético,
como gás carbônico e água, além da liberação
de energia, que é utilizada para que possam
ocorrer as diversas formas de trabalho celular.
RESPIRAÇÃO CELULAR
RESPIRAÇÃO CELULAR
RESPIRAÇÃO CELULAR

      Glicose



     Oxigêni
        o            O2




                     ATP
RESPIRAÇÃO SISTÊMICA E RESPIRAÇÃO CELULAR
  RESPIRAÇÃO SISTEMICA      REPIRAÇÃO CELULAR



     Sistema respiratório     Interior da célula




      OXIGÊNIO              GLICOSE + OXIGÊNIO




  EXCRETA GÁS CARBÔNICO       Produz energia
FERMENTAÇÃO
A fermentação é um processo biológico
 anaeróbico (na ausência de oxigênio)
 de obtenção de energia metabólica
 (síntese de ATP), a partir da
 degradação incompleta de substâncias
 orgânicas, resultando em uma
 disponibilidade energética inferior se
 comparada à respiração aeróbia.
FERMENTAÇÃO
FERMENTAÇÃO LÁTICA
   Os lactobacilos (bactérias presentes no leite)
    executam fermentação lática, em que o
    produto final é o ácido lático. Para isso, eles
    utilizam como ponto de partida, a lactose, o
    açúcar do leite, que é desdobrado, por ação
    enzimática que ocorre fora das células
    bacterianas, em glicose e galactose. A
    seguir, os monossacarídeos entram nas
    células, onde ocorre a fermentação.
FERMENTAÇÃO LÁTICA NO HOMEM
   Você já deve ter ouvido que é comum a produção de ácido lático
    nos músculos de uma pessoa, em ocasiões que há esforço
    muscular exagerado. A quantidade de oxigênio que as células
    musculares recebem para a respiração aeróbia é insuficiente
    para a liberação da energia necessária para a atividade muscular
    intensa.

   Nessas condições, ao mesmo tempo em que as células
    musculares continuam respirando, elas começam a fermentar
    uma parte da glicose, na tentativa de liberar energia extra.

   O ácido láctico acumula-se no interior da fibra muscular
    produzindo dores, cansaço e cãibras.

   Depois, uma parte desse ácido é conduzida pela corrente
    sanguínea ao fígado onde é convertido em ácido pirúvico.
FERMENTAÇÃO LÁTICA
        Leite          Lactose



                      Nutrientes

     lactobacilos
                     fermentação      Sem o2



                       Acido lático
       iogurte


                            Energia
FERMENTAÇÃO LÁTICA


                           LEITE

                     LACTOBASILOS


  IOGURTE
                       FERMENTAÇÃO LÁTICA
FERMENTAÇÃO LÁTICA NO HOMEM
  Respiração aeróbica                          Com oxigênio



          Exercício                           Falta de oxigênio
           físicos


                             Musculo
                         Fermentação lática
                        Produção de energia



                         Câimbras e dores
                            musculares
Oxigênio




           Fermentação láctica


            Sem oxigênio
FERMENTAÇÃO ALCOOLICA

   Fermentação alcoólica é um fenômeno
    através do qual os açúcares, são
    transformados em álcool e gás carbônico,
    por ação de leveduras. Uma boa cachaça é
    definida no processo de fermentação
FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA
                Açúcares,



     Levedura               Sem oxigênio




                  Álcool




                                              Gás
                                           carbônico
FERMENTAÇÃO ALCOOLICA

            AÇUCARES




  LEVED                 FERMENTAÇ
  O                     ÃO
FERMENTAÇÃO ACÉTICA

   A fermentação acética corresponde à
    transformação do álcool em ácido acético
    por determinadas bactérias, conferindo o
    gosto característico de vinagre
    ALCOOL VINHO




    ACIDO ACÉTICO
       VINAGRE
TIPOS DE FERMENTAÇÃO
DIFERENCIANDO
Respiração sistêmica   Respiração celular   Fermentação


     Com O2                 Com O2           Sem O2


                          O2+glicose         Bactérias
   Troca gasosa
   O2 para CO2

                            Energia         Excretas e
                                             energias
 Respiração celular

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Anatomia - Sistema Urinário
Anatomia - Sistema UrinárioAnatomia - Sistema Urinário
Anatomia - Sistema UrinárioPedro Miguel
 
Sistema nervoso - Anatomia animal
Sistema nervoso - Anatomia animalSistema nervoso - Anatomia animal
Sistema nervoso - Anatomia animalMarília Gomes
 
Sistema Respiratório
Sistema Respiratório Sistema Respiratório
Sistema Respiratório Ana Carolina
 
Sistema digestório - anatomia humana II
Sistema digestório - anatomia humana IISistema digestório - anatomia humana II
Sistema digestório - anatomia humana IIMarília Gomes
 
Aula 13 sistema urinário - anatomia e fisiologia
Aula 13   sistema urinário - anatomia e fisiologiaAula 13   sistema urinário - anatomia e fisiologia
Aula 13 sistema urinário - anatomia e fisiologiaHamilton Nobrega
 
Fisiologia do sistema digestório
Fisiologia do sistema digestórioFisiologia do sistema digestório
Fisiologia do sistema digestórioLIVROS PSI
 
Homeostase e integração
Homeostase e integraçãoHomeostase e integração
Homeostase e integraçãoCaio Maximino
 
Fisiologia - Sistema Digestorio
Fisiologia - Sistema DigestorioFisiologia - Sistema Digestorio
Fisiologia - Sistema DigestorioPedro Miguel
 
Sistema digestorio slides
Sistema digestorio slidesSistema digestorio slides
Sistema digestorio slidesFabiano Reis
 
Fisiologia do sistema digestivo
Fisiologia do sistema digestivoFisiologia do sistema digestivo
Fisiologia do sistema digestivoDyandra Fernanda
 
Sistema urinario apresentação de slides
Sistema urinario apresentação de slidesSistema urinario apresentação de slides
Sistema urinario apresentação de slidesFabiano Reis
 
Anatomia - Sistema Digestório
Anatomia - Sistema Digestório Anatomia - Sistema Digestório
Anatomia - Sistema Digestório Pedro Miguel
 

Mais procurados (20)

Anatomia - Sistema Urinário
Anatomia - Sistema UrinárioAnatomia - Sistema Urinário
Anatomia - Sistema Urinário
 
Sistema nervoso - Anatomia animal
Sistema nervoso - Anatomia animalSistema nervoso - Anatomia animal
Sistema nervoso - Anatomia animal
 
Sistema Respiratório
Sistema Respiratório Sistema Respiratório
Sistema Respiratório
 
Sistema digestório - anatomia humana II
Sistema digestório - anatomia humana IISistema digestório - anatomia humana II
Sistema digestório - anatomia humana II
 
Aula 13 sistema urinário - anatomia e fisiologia
Aula 13   sistema urinário - anatomia e fisiologiaAula 13   sistema urinário - anatomia e fisiologia
Aula 13 sistema urinário - anatomia e fisiologia
 
Fisiologia do sistema digestório
Fisiologia do sistema digestórioFisiologia do sistema digestório
Fisiologia do sistema digestório
 
Homeostase e integração
Homeostase e integraçãoHomeostase e integração
Homeostase e integração
 
Fisiologia celular
Fisiologia celularFisiologia celular
Fisiologia celular
 
Fisiologia - Sistema Digestorio
Fisiologia - Sistema DigestorioFisiologia - Sistema Digestorio
Fisiologia - Sistema Digestorio
 
Sistema sensorial
Sistema sensorialSistema sensorial
Sistema sensorial
 
Sistema digestorio slides
Sistema digestorio slidesSistema digestorio slides
Sistema digestorio slides
 
Fisiologia do sistema digestivo
Fisiologia do sistema digestivoFisiologia do sistema digestivo
Fisiologia do sistema digestivo
 
Sistema urinario apresentação de slides
Sistema urinario apresentação de slidesSistema urinario apresentação de slides
Sistema urinario apresentação de slides
 
Sistema endócrino
Sistema endócrinoSistema endócrino
Sistema endócrino
 
SISTEMA NERVOSO
SISTEMA NERVOSOSISTEMA NERVOSO
SISTEMA NERVOSO
 
Fisiologia Gastrointestinal - Resumo
Fisiologia Gastrointestinal - ResumoFisiologia Gastrointestinal - Resumo
Fisiologia Gastrointestinal - Resumo
 
Nervos e terminações nervosas cp 11
Nervos e terminações nervosas cp 11Nervos e terminações nervosas cp 11
Nervos e terminações nervosas cp 11
 
Sistema Muscular
Sistema MuscularSistema Muscular
Sistema Muscular
 
Sistema digestório
Sistema digestórioSistema digestório
Sistema digestório
 
Anatomia - Sistema Digestório
Anatomia - Sistema Digestório Anatomia - Sistema Digestório
Anatomia - Sistema Digestório
 

Destaque

Aph conceitos, modalidades, histórico (aula 1)
Aph   conceitos, modalidades, histórico (aula 1)Aph   conceitos, modalidades, histórico (aula 1)
Aph conceitos, modalidades, histórico (aula 1)Prof Silvio Rosa
 
A importância da fermentação para a humanidade
A importância da fermentação para a humanidadeA importância da fermentação para a humanidade
A importância da fermentação para a humanidadeDuda Gonçalves
 
Controle (e descontrole) do pH sanguíneo
Controle (e descontrole) do pH sanguíneoControle (e descontrole) do pH sanguíneo
Controle (e descontrole) do pH sanguíneoFabio Magalhães
 
Biossegurança na enfermagem
Biossegurança na enfermagemBiossegurança na enfermagem
Biossegurança na enfermagemJuliana Maciel
 
2ª aula slides sinais vitais
2ª aula slides   sinais vitais2ª aula slides   sinais vitais
2ª aula slides sinais vitaisSimone Alvarenga
 
Fermentação e aditivos quimicos
Fermentação e aditivos quimicosFermentação e aditivos quimicos
Fermentação e aditivos quimicosÁlvaro José
 
Apresentaçao iogurte e kefir verdadeiro
Apresentaçao iogurte e kefir verdadeiroApresentaçao iogurte e kefir verdadeiro
Apresentaçao iogurte e kefir verdadeirosand150mello
 
O nome da rosa (filme) trabalho
O nome da rosa (filme)   trabalhoO nome da rosa (filme)   trabalho
O nome da rosa (filme) trabalhoSousaLeitee
 
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...Laiz Cristina
 
Metabolismos Energético
Metabolismos EnergéticoMetabolismos Energético
Metabolismos Energéticoarvoredenoz
 
Biofísica da respiração
Biofísica da respiraçãoBiofísica da respiração
Biofísica da respiraçãoJunior França
 
Biotecnologia Fermentação alcoolica
Biotecnologia Fermentação alcoolicaBiotecnologia Fermentação alcoolica
Biotecnologia Fermentação alcoolicaBeatriz Mello
 
Energia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservaçãoEnergia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservaçãoCarlos Priante
 

Destaque (20)

Aula 4 fermentação
Aula 4 fermentaçãoAula 4 fermentação
Aula 4 fermentação
 
Aph conceitos, modalidades, histórico (aula 1)
Aph   conceitos, modalidades, histórico (aula 1)Aph   conceitos, modalidades, histórico (aula 1)
Aph conceitos, modalidades, histórico (aula 1)
 
A importância da fermentação para a humanidade
A importância da fermentação para a humanidadeA importância da fermentação para a humanidade
A importância da fermentação para a humanidade
 
Controle (e descontrole) do pH sanguíneo
Controle (e descontrole) do pH sanguíneoControle (e descontrole) do pH sanguíneo
Controle (e descontrole) do pH sanguíneo
 
Biossegurança na enfermagem
Biossegurança na enfermagemBiossegurança na enfermagem
Biossegurança na enfermagem
 
2ª aula slides sinais vitais
2ª aula slides   sinais vitais2ª aula slides   sinais vitais
2ª aula slides sinais vitais
 
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesm
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesmAtendimento pré hospitalar aula 01 iesm
Atendimento pré hospitalar aula 01 iesm
 
Fermentação e aditivos quimicos
Fermentação e aditivos quimicosFermentação e aditivos quimicos
Fermentação e aditivos quimicos
 
Tabela periodica
Tabela periodicaTabela periodica
Tabela periodica
 
Biorremediação - Melhoramento Genético
Biorremediação - Melhoramento GenéticoBiorremediação - Melhoramento Genético
Biorremediação - Melhoramento Genético
 
Apresentaçao iogurte e kefir verdadeiro
Apresentaçao iogurte e kefir verdadeiroApresentaçao iogurte e kefir verdadeiro
Apresentaçao iogurte e kefir verdadeiro
 
Aula de iogurte
Aula de iogurteAula de iogurte
Aula de iogurte
 
O nome da rosa (filme) trabalho
O nome da rosa (filme)   trabalhoO nome da rosa (filme)   trabalho
O nome da rosa (filme) trabalho
 
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
Mecanismo da Respiração: Fluxo Sanguíneo Pulmonar, e Transporte de Oxigênio e...
 
Metabolismo energético
Metabolismo energéticoMetabolismo energético
Metabolismo energético
 
Tricologia
TricologiaTricologia
Tricologia
 
Metabolismos Energético
Metabolismos EnergéticoMetabolismos Energético
Metabolismos Energético
 
Biofísica da respiração
Biofísica da respiraçãoBiofísica da respiração
Biofísica da respiração
 
Biotecnologia Fermentação alcoolica
Biotecnologia Fermentação alcoolicaBiotecnologia Fermentação alcoolica
Biotecnologia Fermentação alcoolica
 
Energia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservaçãoEnergia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservação
 

Semelhante a Respiração sistêmica e celular

Fermentação e respiração
Fermentação e respiraçãoFermentação e respiração
Fermentação e respiraçãomargaridabt
 
Transformação e utilização de energia
Transformação e utilização de energiaTransformação e utilização de energia
Transformação e utilização de energiaIsabel Lopes
 
11 fermentação e respiração
11   fermentação e respiração11   fermentação e respiração
11 fermentação e respiraçãomargaridabt
 
Nutrientes e energia
Nutrientes e energiaNutrientes e energia
Nutrientes e energiaspondias
 
Ppt Biologia - exercícios anaeróbicos
Ppt Biologia - exercícios anaeróbicosPpt Biologia - exercícios anaeróbicos
Ppt Biologia - exercícios anaeróbicoscarseleia
 
Metab energético unidade 1 módulo 2
Metab energético unidade 1 módulo 2Metab energético unidade 1 módulo 2
Metab energético unidade 1 módulo 2César Milani
 
BioGeo10-fermentacao
BioGeo10-fermentacaoBioGeo10-fermentacao
BioGeo10-fermentacaoRita Rainho
 
Respiração celular de vegetais
Respiração celular de vegetaisRespiração celular de vegetais
Respiração celular de vegetaisLeandro Araujo
 
Metabolismo energético II | Fermentação, respiração e fotossíntese
Metabolismo energético II | Fermentação, respiração e fotossínteseMetabolismo energético II | Fermentação, respiração e fotossíntese
Metabolismo energético II | Fermentação, respiração e fotossínteseAlpha Colégio e Vestibulares
 
Respiracao celular
Respiracao celularRespiracao celular
Respiracao celularLaguat
 
Metabolismo energético das células
Metabolismo energético das célulasMetabolismo energético das células
Metabolismo energético das célulasFelipe Machado
 

Semelhante a Respiração sistêmica e celular (20)

Fermentação e respiração
Fermentação e respiraçãoFermentação e respiração
Fermentação e respiração
 
Transformação e utilização de energia
Transformação e utilização de energiaTransformação e utilização de energia
Transformação e utilização de energia
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
11 fermentação e respiração
11   fermentação e respiração11   fermentação e respiração
11 fermentação e respiração
 
Metabolismo energético das células
Metabolismo energético das célulasMetabolismo energético das células
Metabolismo energético das células
 
Nutrientes e energia
Nutrientes e energiaNutrientes e energia
Nutrientes e energia
 
Apresentaçao
ApresentaçaoApresentaçao
Apresentaçao
 
Ppt Biologia - exercícios anaeróbicos
Ppt Biologia - exercícios anaeróbicosPpt Biologia - exercícios anaeróbicos
Ppt Biologia - exercícios anaeróbicos
 
Metab energético unidade 1 módulo 2
Metab energético unidade 1 módulo 2Metab energético unidade 1 módulo 2
Metab energético unidade 1 módulo 2
 
Aula fermentação
Aula fermentaçãoAula fermentação
Aula fermentação
 
BioGeo10-fermentacao
BioGeo10-fermentacaoBioGeo10-fermentacao
BioGeo10-fermentacao
 
Metabolismo energético das células
Metabolismo energético das célulasMetabolismo energético das células
Metabolismo energético das células
 
Respiração celular de vegetais
Respiração celular de vegetaisRespiração celular de vegetais
Respiração celular de vegetais
 
Metabolismo energético II | Fermentação, respiração e fotossíntese
Metabolismo energético II | Fermentação, respiração e fotossínteseMetabolismo energético II | Fermentação, respiração e fotossíntese
Metabolismo energético II | Fermentação, respiração e fotossíntese
 
Fermentação
FermentaçãoFermentação
Fermentação
 
Quimiossíntese e fermentação
Quimiossíntese e fermentaçãoQuimiossíntese e fermentação
Quimiossíntese e fermentação
 
Respiracao celular
Respiracao celularRespiracao celular
Respiracao celular
 
Metabolismo energético das células
Metabolismo energético das célulasMetabolismo energético das células
Metabolismo energético das células
 
Respiração anaeróbia
Respiração anaeróbiaRespiração anaeróbia
Respiração anaeróbia
 
Bioenergetica
BioenergeticaBioenergetica
Bioenergetica
 

Mais de Enio Silva De Lima (10)

Petróleo enio
Petróleo enioPetróleo enio
Petróleo enio
 
Evolução atomica 2015
Evolução atomica 2015Evolução atomica 2015
Evolução atomica 2015
 
Lei geral dos gases
Lei geral dos gasesLei geral dos gases
Lei geral dos gases
 
Ciclo celular mitose e meiose
Ciclo celular mitose e meioseCiclo celular mitose e meiose
Ciclo celular mitose e meiose
 
Origemdavida
OrigemdavidaOrigemdavida
Origemdavida
 
Origem das espécies
Origem das espéciesOrigem das espécies
Origem das espécies
 
Historia da química
Historia da químicaHistoria da química
Historia da química
 
Historia da quimica
Historia da quimicaHistoria da quimica
Historia da quimica
 
Energia do dia a dia
Energia do dia a diaEnergia do dia a dia
Energia do dia a dia
 
Eficiência energética
Eficiência energéticaEficiência energética
Eficiência energética
 

Último

O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarIedaGoethe
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 

Último (20)

O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogarCaixa jogo da onça. para imprimir e jogar
Caixa jogo da onça. para imprimir e jogar
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 

Respiração sistêmica e celular

  • 1. PROFESSOR: ENIO  RESPIRAÇÃO CELULAR
  • 2. RESPIRAÇÃO SISTÊMICA A respiração sistêmica nos humanos é um processo fisiológico pelo qual os indivíduos inalam oxigênio do meio circulante e soltam dióxido de carbono. A respiração (ou troca de substâncias gasosas - O2 e CO2), entre o ar e a corrente sanguínea,
  • 3. RESPIRAÇÃO SISTÊMICA  01. Nariz (cavidade nasal dividida em duas fossas nasais ou narinas)  02. Faringe  03. Laringe  04. Traqueia  05. Brônquios (surgem da bifurcação da traquéia)  06. Bronquíolos  07. Pulmões (onde encontramos os bronquíolos em cujas terminações teremos os alvéolos)
  • 6. NUTRIÇÃO  Nutriçãoé um processo biológico em que os organismos (animais e vegetais), utilizando-se de alimentos, assimilam nutrientes para a realização de suas funções vitais.
  • 9. QUEBRA DA GLICOSE Açúcar GLICOSE
  • 10. RESPIRAÇÃO CELULAR A respiração celular é um fenômeno que consiste basicamente no processo de extração de energia química acumulada nas moléculas de substâncias orgânicas diversas, tais como carboidratos e lipídios. Nesse processo, verifica-se a oxidação ou "queima" de compostos orgânicos de alto teor energético, como gás carbônico e água, além da liberação de energia, que é utilizada para que possam ocorrer as diversas formas de trabalho celular.
  • 13. RESPIRAÇÃO CELULAR Glicose Oxigêni o O2 ATP
  • 14. RESPIRAÇÃO SISTÊMICA E RESPIRAÇÃO CELULAR RESPIRAÇÃO SISTEMICA REPIRAÇÃO CELULAR Sistema respiratório Interior da célula OXIGÊNIO GLICOSE + OXIGÊNIO EXCRETA GÁS CARBÔNICO Produz energia
  • 15. FERMENTAÇÃO A fermentação é um processo biológico anaeróbico (na ausência de oxigênio) de obtenção de energia metabólica (síntese de ATP), a partir da degradação incompleta de substâncias orgânicas, resultando em uma disponibilidade energética inferior se comparada à respiração aeróbia.
  • 17. FERMENTAÇÃO LÁTICA  Os lactobacilos (bactérias presentes no leite) executam fermentação lática, em que o produto final é o ácido lático. Para isso, eles utilizam como ponto de partida, a lactose, o açúcar do leite, que é desdobrado, por ação enzimática que ocorre fora das células bacterianas, em glicose e galactose. A seguir, os monossacarídeos entram nas células, onde ocorre a fermentação.
  • 18. FERMENTAÇÃO LÁTICA NO HOMEM  Você já deve ter ouvido que é comum a produção de ácido lático nos músculos de uma pessoa, em ocasiões que há esforço muscular exagerado. A quantidade de oxigênio que as células musculares recebem para a respiração aeróbia é insuficiente para a liberação da energia necessária para a atividade muscular intensa.  Nessas condições, ao mesmo tempo em que as células musculares continuam respirando, elas começam a fermentar uma parte da glicose, na tentativa de liberar energia extra.  O ácido láctico acumula-se no interior da fibra muscular produzindo dores, cansaço e cãibras.  Depois, uma parte desse ácido é conduzida pela corrente sanguínea ao fígado onde é convertido em ácido pirúvico.
  • 19. FERMENTAÇÃO LÁTICA Leite Lactose Nutrientes lactobacilos fermentação Sem o2 Acido lático iogurte Energia
  • 20. FERMENTAÇÃO LÁTICA LEITE LACTOBASILOS IOGURTE FERMENTAÇÃO LÁTICA
  • 21. FERMENTAÇÃO LÁTICA NO HOMEM Respiração aeróbica Com oxigênio Exercício Falta de oxigênio físicos Musculo Fermentação lática Produção de energia Câimbras e dores musculares
  • 22. Oxigênio Fermentação láctica Sem oxigênio
  • 23. FERMENTAÇÃO ALCOOLICA  Fermentação alcoólica é um fenômeno através do qual os açúcares, são transformados em álcool e gás carbônico, por ação de leveduras. Uma boa cachaça é definida no processo de fermentação
  • 24. FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA Açúcares, Levedura Sem oxigênio Álcool Gás carbônico
  • 25. FERMENTAÇÃO ALCOOLICA AÇUCARES LEVED FERMENTAÇ O ÃO
  • 26. FERMENTAÇÃO ACÉTICA  A fermentação acética corresponde à transformação do álcool em ácido acético por determinadas bactérias, conferindo o gosto característico de vinagre ALCOOL VINHO ACIDO ACÉTICO VINAGRE
  • 28. DIFERENCIANDO Respiração sistêmica Respiração celular Fermentação Com O2 Com O2 Sem O2 O2+glicose Bactérias Troca gasosa O2 para CO2 Energia Excretas e energias Respiração celular