SlideShare uma empresa Scribd logo
1
Quem é a iGen (geração internet)? 1
E o que as pesquisas nos dizem?
Eric Geiger (JAN-2018)
Caro leitor, acho que você já ouviu falar das gerações Boomers (pós-segunda guerra
mundial), Geração X, Geração Y e Millenials, provavelmente já leu pesquisas e
descrições sobre cada uma delas. Embora as generalidades de cada uma possam
não descrever especificamente cada indivíduo, os nomes e descrições geracionais
perduram porque são úteis na compreensão das influências e semelhanças em uma
geração de pessoas. Assim, pais, governantes e educadores são sábios em prestar
atenção às pesquisas e às tendências que as descrevem.
Embora ainda não exista um nome oficial para a geração após os Millenials (e as
datas variem um pouco entre os pesquisadores), iGeneration (iGen) é o nome que
Jean Twenge atribui aos nascidos a partir de 1995 (1995 é o ano em que a INTERNET
nasceu para o mundo leigo). Então, em 2018, os que estão na iGen têm idades entre
6 e 23 anos.
Talvez você já os tenha ouvido referido como Geração Z, mas a iGeneration pode ser
um nome melhor porque eles são a primeira geração que nasceu no nosso
constantemente conectado mundo, onde as mídias sociais e telas são a norma. Eles
são nativos digitais; o que significa que a comunicação digital não é algo que eles
tiveram que aprender, sempre os cercou. Sou pai de duas filhas na geração i. Eles
enchem nossas salas de aula de ensino fundamental e médio e estão atualmente em
nossas igrejas.
O que a pesquisa nos diz sobre a iGereração? O livro de Jean Twenge, iGen,é uma
leitura muito perspicaz e pensativa, baseada em extensas pesquisas ao longo de
vários anos. Em vez de simplesmente regurgitar seu contorno, que é uma estrutura
muito útil, vou oferecer doze observações sobre a iGeneration nos próximos dois
blogs. Toda a pesquisa que cito vem do livro de Jean, e vou adicionar alguns dos
meus próprios pensamentos como aquele que está observando esta geração de
perto. Comparado com outras gerações, o iGen é caracterizado como:
1. Menos leituras
Os alunos do ensino médio em 2015 passaram o dobro do tempo online do que os
do ensino médio em 2006. Os alunos do ensino médio passavam em média seis
horas por dia enviando mensagens de texto, em jogos ou na Internet. Com todo
esse tempo em uma tela, iGeneration não lê tanto quanto outras gerações. No final
da década de 1970, a maioria dos adolescentes lia um livro ou revista quase todos
os dias. Em 2015, apenas 16% o fizeram. Infelizmente, a tecnologia não
suplementou a leitura, ela a substituiu. A comunicação instantânea e a
1
Texto traduzido e adaptado pelo Prof. Giba Canto em NOV-2021.
2
conectividade constante estão tornando a iGen impaciente e entediada com sessões
de leitura demoradas e refletidas, o que não é bom pela falta do aprendizado
profundo e do crescimento que a leitura produz.
2. Menos felicidade
Aqui está um trecho da pesquisa: alunos da 8ª série que passavam dez ou mais
horas por semana nas redes sociais têm 56% mais chances de serem infelizes do que
aqueles que não o fazem. Por que mais tempo nas redes sociais produz menos
felicidade? Talvez você se lembre, como eu, do "dia do anuário” (caderno de fim de
ano) — o dia em que você pegava seu caderno, colava fotos dos colegas e o passava
para os amigos assinarem. Havia altos e baixos, uma garota que você gostou poderia
assinar o nome com um coração e uma mensagem doce, outra só assinava o nome.
Você podia encontrar uma foto em grupo de colegas ou descobrir uma com muitos
dos amigos sem você, o que te lembrava de momentos e sentimentos vividos.
Imagine todos os dias sendo o dia do anuário, os constantes altos e baixos de ter
fotos curtidas ou ignoradas, a ansiedade de ver fotos onde você foi deixado de fora.
O uso intensivo das redes sociais está gerando uma infelicidade significativa durante
“momento crítico” do desenvolvimento dos adolescentes.
3. Menos habilidades sociais
Não surpreende, mas aqueles que olham para seus celulares o dia todo durante seus
anos de formação resistirão para interagir e se relacionar com os outros. Como um
todo, essa geração não está aprendendo a olhar as pessoas nos olhos, ler a
comunicação não verbal e conversar durante uma refeição. Ironicamente, crescer
constantemente conectado prejudicou a capacidade de conexão da iGen. Toda
habilidade requer prática diária e a habilidade de se conectar socialmente com os
outros está sendo praticada cada vez menos.
4. Menos comunidade
Em meio à conectividade constante, a iGereração é mais solitária do que as gerações
anteriores. Em média, a solidão aumenta à medida que o uso das redes sociais
aumenta. Ver a vida de outras pessoas se desenrolar online criou um termo
específico da iGen – FOMO (Fear of Missing Out). Em gerações anteriores, se você
perdeu um convite para uma festa, você pode ter ouvido fofocas sobre a festa
alguns dias depois, mas a vida parecia seguir em frente. Quando um iGen'er perde,
sua falta é narrada e arquivada no espaço público para todos verem. Não há como
isso não criar sentimentos de solidão e rejeição entre as pessoas que realmente
querem e precisam de relacionamentos (todos nós precisamos, pois somos seres
sociais).
5. Menos mentalmente saudáveis
Com mais solidão, mais comparações e mais ansiedade, não é de surpreender que a
iGeneration seja menos mentalmente saudável em comparação com as gerações
3
anteriores. Calouros da faculdade, como exemplo, estão relatando lutas crescentes
com sintomas depressivos. Jean Twenge escreve: "O aumento repentino e
acentuado dos sintomas depressivos ocorre quase exatamente ao mesmo tempo
em que os smartphones se tornaram onipresentes e a interação presencial
despencou."
... início da 2ª parte das 12 observações sobre a iGeneration ...
Embora o nome iGeneration ainda não seja um nome disseminado para aqueles que
atualmente têm entre 6 e 23 anos, é um nome pegajoso que descreve uma geração que
está crescendo constantemente conectada, nativa digitalmente e cercada por telas de
vários tamanhos. Em seu livro “iGen”, Jean Twenge compartilha pesquisas
perspicazes sobre a geração que está crescendo atualmente em nossos lares, nossas
igrejas e nossas escolas. Toda a pesquisa que cito vem do livro de Jean, mas adiciono
alguns dos meus próprios pensamentos como alguém que está observando essa
geração de perto. Comparado com outras gerações, o iGen é caracterizado por:
1. Menos leituras
2. Menos felicidade
3. Menos habilidades sociais
4. Menos comunidade
5. Menos mentalmente saudáveis
6. Dormem menos
Aqueles que estão na iGeneration geralmente dormem ao lado de seus telefones,
verificam suas mensagens no meio da noite e ficam acordados até tarde nas redes
sociais. Para alunos da 8ª à 12ª série, o risco de dormir menos de sete horas por noite
aumenta com o uso de um dispositivo eletrônico por três horas ou mais por dia.
Sabemos por outras pesquisas e por experiência própria que a falta de sono afeta
negativamente o raciocínio e a felicidade.
7. Assumem menos riscos
A segurança é um valor principal para a iGeneration, e em muitos aspectos isso é
bom. São motoristas mais seguros do que as gerações anteriores. Em comparação
com as gerações anteriores, as que estão na iGeneration são menos propensas a se
envolver em atividade sexual no ensino médio, menos propensas a lutar fisicamente e
menos propensas a beber ou usar maconha. Moralidade ou convicção, no entanto, não
é o que está levando as escolhas a se absterem de comportamentos negativos ou
destrutivos, mas um anseio por segurança sim é o que os move. E a desvantagem para
um desejo de segurança é que a iGeneration é menos propensa a se colocar em
situações desconfortáveis que podem causar crescimento humano.
8. São menos altruístas
Enquanto ouvimos histórias sobre gerações mais jovens desejando fazer a diferença, a
pesquisa revela que a iGeneration valoriza o dinheiro em vez do significado. Eles são
4
menos intrinsecamente motivados do que as gerações anteriores. Jean Twenge
observa: "Entre estudantes universitários é mais provável dizer que é importante ficar
muito bem financeiramente e menos propenso a dizer que é importante desenvolver
uma filosofia significativa de vida." Seu desejo por dinheiro acima do significado
provavelmente está relacionado ao desejo prático de segurança e nesse mundo atual
em que se sente muito mais inseguro e sombrio.
9. São menos esperançosos
Em comparação com outras gerações, o otimismo deles especificamente, a iGen "se
sente cada vez mais desmoralizada sobre se eles serão capazes de ter sucesso"
[sentem-se incapazes]. Claramente ser menos feliz e lutar muito pela saúde mental os
torna uma geração menos esperançosa.
10. São menos religiosos e menos espirituais
Já foi dito antes de outras gerações: “Eles não são menos espirituais, eles apenas são
menos religiosos”, ou “Eles amam a Deus, mas simplesmente não amam a Igreja”.
De acordo com a pesquisa, a iGen é menos religiosa e menos espiritual. Eles estão
frequentando menos serviços religiosos do que as gerações anteriores, e acreditam
menos em Deus e, também pensam menos em questões espirituais. Eles são mais
desrespeitosos tanto quanto a religião e quanto a espiritualidade.
11. São menos emocionalmente conectados
De 1990 a 2008, a frase “torne-se feliz” mais que triplicou no banco de dados do
Google Books. O desejo de não precisar de ninguém e encontrar felicidade além de
relacionamentos profundos com os outros está roubando os benefícios da comunidade
e conexões emocionais. Nas gerações anteriores, estudantes universitários eram
envergonhados com palavras como "puritana" ou "vadia". Para iGen, ser chamado de
"carente" ou "pegajoso" é a palavra de vergonha final. A conexão on-line constante
tem, como esperado, dado lugar a um aumento desenfreado ao uso da pornografia, o
que também reduziu a capacidade ou o desejo de conexão emocional.
12. São menos alinhados politicamente
Aqueles na iGeneration são menos propensos a estar politicamente alinhados a um
dos nossos dois principais partidos políticos. Eles não confiam no governo e
valorizam a escolha individual em questões como a maconha (com posição mais
liberal) e a posse de armas (posição mais conservadora). Twenge resume as opiniões
políticas da iGen com esta afirmação: "Em questões políticas como: legalização da
maconha, do aborto, da pena de morte, do controle de armas, da saúde nacional e da
regulação do meio ambiente, os jovens da iGen são mais propensos, do que as
gerações anteriores, a serem favoráveis a uma posição liberal sobre as primeiras três
questões e a serem conservadores sobre as outras três questões." Então, eles não vão
naturalmente se alinhar aos partidos democratas ou republicanos.
a) https://ericgeiger.com/2018/01/who-are-the-igeneration-and-what-does-research-tell-us/
b) https://ericgeiger.com/2018/01/12-observations-on-the-igeneration/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sidéia sugestão 2 de oficina juventudes
Sidéia  sugestão 2 de oficina juventudesSidéia  sugestão 2 de oficina juventudes
Sidéia sugestão 2 de oficina juventudes
pactoensinomedioufu
 
Aula de Marketing Digital na UniCarioca
Aula de Marketing Digital na UniCariocaAula de Marketing Digital na UniCarioca
Aula de Marketing Digital na UniCarioca
🎯Renatho Sinuma MBA™®🎓
 
LITERACIA - OS IDOSOS E A INTERNET semime 2015
LITERACIA - OS IDOSOS E A INTERNET semime 2015LITERACIA - OS IDOSOS E A INTERNET semime 2015
LITERACIA - OS IDOSOS E A INTERNET semime 2015
ISCSP
 
Modulo1 unid 2 web
Modulo1 unid 2 webModulo1 unid 2 web
Modulo1 unid 2 web
Jamille Araújo
 
Influência da internet na vida dos jovens
Influência da internet na vida dos jovensInfluência da internet na vida dos jovens
Influência da internet na vida dos jovens
ariirodriguees
 
Redes Sociais & Geração Y
Redes Sociais & Geração YRedes Sociais & Geração Y
Redes Sociais & Geração Y
Sabrina S
 
O Evangelho para a Geração Z - parte 2
O Evangelho para a Geração Z - parte 2O Evangelho para a Geração Z - parte 2
O Evangelho para a Geração Z - parte 2
igreja-crista
 
Navegar com-segurança-2008-1
Navegar com-segurança-2008-1Navegar com-segurança-2008-1
Navegar com-segurança-2008-1
babins
 
Novas tecnologias no ensino!
Novas tecnologias no ensino!Novas tecnologias no ensino!
Novas tecnologias no ensino!
sergiocrespo
 
A Influência das redes sociais na Comunicação Organizacional
A Influência das redes sociais na Comunicação OrganizacionalA Influência das redes sociais na Comunicação Organizacional
A Influência das redes sociais na Comunicação Organizacional
Laís Maciel
 
Slidefinaldo pa(firminizia)
Slidefinaldo pa(firminizia)Slidefinaldo pa(firminizia)
Slidefinaldo pa(firminizia)
firminizia
 
Influencia das-redes-sociais-na-nossa-vida
Influencia das-redes-sociais-na-nossa-vidaInfluencia das-redes-sociais-na-nossa-vida
Influencia das-redes-sociais-na-nossa-vida
mpc04elion
 
A importância do Design e da Comunicação em nosso dia-a-dia
A importância do Design e da Comunicação em nosso dia-a-diaA importância do Design e da Comunicação em nosso dia-a-dia
A importância do Design e da Comunicação em nosso dia-a-dia
bekasales
 
AFT GI Oficina
AFT GI OficinaAFT GI Oficina
AFT GI Oficina
Paloma Chaves
 
Analise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsx
Analise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsxAnalise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsx
Analise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsx
Marina Duarte
 
Mapa Conceitual
Mapa ConceitualMapa Conceitual
Mapa Conceitual
maglomaria
 
Conferencia a construçao da felicidade Ser ouTer
Conferencia a construçao da felicidade   Ser ouTer Conferencia a construçao da felicidade   Ser ouTer
Conferencia a construçao da felicidade Ser ouTer
Arlete Laenzlinger
 
Conteúdo para Web
Conteúdo para Web Conteúdo para Web
Conteúdo para Web
João Paulo Raia Campos
 
Criminalidade invisível: os riscos das redes sociais
Criminalidade invisível: os riscos das redes sociaisCriminalidade invisível: os riscos das redes sociais
Criminalidade invisível: os riscos das redes sociais
Sónia Cruz
 

Mais procurados (19)

Sidéia sugestão 2 de oficina juventudes
Sidéia  sugestão 2 de oficina juventudesSidéia  sugestão 2 de oficina juventudes
Sidéia sugestão 2 de oficina juventudes
 
Aula de Marketing Digital na UniCarioca
Aula de Marketing Digital na UniCariocaAula de Marketing Digital na UniCarioca
Aula de Marketing Digital na UniCarioca
 
LITERACIA - OS IDOSOS E A INTERNET semime 2015
LITERACIA - OS IDOSOS E A INTERNET semime 2015LITERACIA - OS IDOSOS E A INTERNET semime 2015
LITERACIA - OS IDOSOS E A INTERNET semime 2015
 
Modulo1 unid 2 web
Modulo1 unid 2 webModulo1 unid 2 web
Modulo1 unid 2 web
 
Influência da internet na vida dos jovens
Influência da internet na vida dos jovensInfluência da internet na vida dos jovens
Influência da internet na vida dos jovens
 
Redes Sociais & Geração Y
Redes Sociais & Geração YRedes Sociais & Geração Y
Redes Sociais & Geração Y
 
O Evangelho para a Geração Z - parte 2
O Evangelho para a Geração Z - parte 2O Evangelho para a Geração Z - parte 2
O Evangelho para a Geração Z - parte 2
 
Navegar com-segurança-2008-1
Navegar com-segurança-2008-1Navegar com-segurança-2008-1
Navegar com-segurança-2008-1
 
Novas tecnologias no ensino!
Novas tecnologias no ensino!Novas tecnologias no ensino!
Novas tecnologias no ensino!
 
A Influência das redes sociais na Comunicação Organizacional
A Influência das redes sociais na Comunicação OrganizacionalA Influência das redes sociais na Comunicação Organizacional
A Influência das redes sociais na Comunicação Organizacional
 
Slidefinaldo pa(firminizia)
Slidefinaldo pa(firminizia)Slidefinaldo pa(firminizia)
Slidefinaldo pa(firminizia)
 
Influencia das-redes-sociais-na-nossa-vida
Influencia das-redes-sociais-na-nossa-vidaInfluencia das-redes-sociais-na-nossa-vida
Influencia das-redes-sociais-na-nossa-vida
 
A importância do Design e da Comunicação em nosso dia-a-dia
A importância do Design e da Comunicação em nosso dia-a-diaA importância do Design e da Comunicação em nosso dia-a-dia
A importância do Design e da Comunicação em nosso dia-a-dia
 
AFT GI Oficina
AFT GI OficinaAFT GI Oficina
AFT GI Oficina
 
Analise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsx
Analise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsxAnalise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsx
Analise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsx
 
Mapa Conceitual
Mapa ConceitualMapa Conceitual
Mapa Conceitual
 
Conferencia a construçao da felicidade Ser ouTer
Conferencia a construçao da felicidade   Ser ouTer Conferencia a construçao da felicidade   Ser ouTer
Conferencia a construçao da felicidade Ser ouTer
 
Conteúdo para Web
Conteúdo para Web Conteúdo para Web
Conteúdo para Web
 
Criminalidade invisível: os riscos das redes sociais
Criminalidade invisível: os riscos das redes sociaisCriminalidade invisível: os riscos das redes sociais
Criminalidade invisível: os riscos das redes sociais
 

Semelhante a Quem eh a i gen

CAP6-ESTUDO-JUVENTUDES-EM-3.pdf
CAP6-ESTUDO-JUVENTUDES-EM-3.pdfCAP6-ESTUDO-JUVENTUDES-EM-3.pdf
CAP6-ESTUDO-JUVENTUDES-EM-3.pdf
GUSTAVO LUIS
 
A adolescência pelo olhar do adolescente.ppt
A adolescência pelo olhar do adolescente.pptA adolescência pelo olhar do adolescente.ppt
A adolescência pelo olhar do adolescente.ppt
ValskaValdivino
 
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANOOS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
Zoel Alvarenga
 
Quais os perigos da tecnologia na infância?
Quais os perigos da tecnologia na infância?Quais os perigos da tecnologia na infância?
Quais os perigos da tecnologia na infância?
diogofranciscorocha
 
Atividade de intervenção pedagógica a cabeça dos nossos jovens
Atividade de intervenção pedagógica   a cabeça dos nossos jovensAtividade de intervenção pedagógica   a cabeça dos nossos jovens
Atividade de intervenção pedagógica a cabeça dos nossos jovens
Neusa Lima
 
Texto informativos.
Texto informativos.Texto informativos.
Texto informativos.
adrianna41
 
Projeto Integrado de Aprendizagem
Projeto Integrado de Aprendizagem Projeto Integrado de Aprendizagem
Projeto Integrado de Aprendizagem
alanadatsch
 
Projeto Integrado de Aprendizagem
Projeto Integrado de Aprendizagem Projeto Integrado de Aprendizagem
Projeto Integrado de Aprendizagem
alanadatsch
 
Apresentação Redes Sociais.pptx
Apresentação Redes Sociais.pptxApresentação Redes Sociais.pptx
Apresentação Redes Sociais.pptx
DigenesSoares3
 
Tecnologia e juventude
Tecnologia e juventudeTecnologia e juventude
Tecnologia e juventude
Victoria karolyne
 
Confrontando as gerações com a palavra de deus pr. josé mário
Confrontando as gerações com a palavra de deus  pr. josé márioConfrontando as gerações com a palavra de deus  pr. josé mário
Confrontando as gerações com a palavra de deus pr. josé mário
prvladimir
 
Os perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem Cristão
Os perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem CristãoOs perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem Cristão
Os perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem Cristão
Samir Isac Dantas
 
Midiassociais samirpalestra-140505080105-phpapp01
Midiassociais samirpalestra-140505080105-phpapp01Midiassociais samirpalestra-140505080105-phpapp01
Midiassociais samirpalestra-140505080105-phpapp01
Endrigo Mattos
 
O idoso e o computador
O idoso e o computadorO idoso e o computador
O idoso e o computador
Catarina Alende Kist
 
Reautoria n.1 - Abril/2017
Reautoria n.1 - Abril/2017Reautoria n.1 - Abril/2017
Reautoria n.1 - Abril/2017
João David Mendonça
 
Analise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsx
Analise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsxAnalise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsx
Analise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsx
Marina Duarte
 
Slide - Uso abusivo da internet.pptxmmmm
Slide - Uso abusivo da internet.pptxmmmmSlide - Uso abusivo da internet.pptxmmmm
Slide - Uso abusivo da internet.pptxmmmm
JoefersonDelfino2
 
ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"
ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"
ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"
Ilda Bicacro
 
DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL NA 3º INFÂNCIA
DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL NA 3º INFÂNCIADESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL NA 3º INFÂNCIA
DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL NA 3º INFÂNCIA
Elayne Camilo
 
Redes Sociais - Riscos e Benefícios [Délcio de Carvalho]
Redes Sociais - Riscos e Benefícios [Délcio de Carvalho]Redes Sociais - Riscos e Benefícios [Délcio de Carvalho]
Redes Sociais - Riscos e Benefícios [Délcio de Carvalho]
Délcio de Carvalho
 

Semelhante a Quem eh a i gen (20)

CAP6-ESTUDO-JUVENTUDES-EM-3.pdf
CAP6-ESTUDO-JUVENTUDES-EM-3.pdfCAP6-ESTUDO-JUVENTUDES-EM-3.pdf
CAP6-ESTUDO-JUVENTUDES-EM-3.pdf
 
A adolescência pelo olhar do adolescente.ppt
A adolescência pelo olhar do adolescente.pptA adolescência pelo olhar do adolescente.ppt
A adolescência pelo olhar do adolescente.ppt
 
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANOOS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
OS CICLOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
 
Quais os perigos da tecnologia na infância?
Quais os perigos da tecnologia na infância?Quais os perigos da tecnologia na infância?
Quais os perigos da tecnologia na infância?
 
Atividade de intervenção pedagógica a cabeça dos nossos jovens
Atividade de intervenção pedagógica   a cabeça dos nossos jovensAtividade de intervenção pedagógica   a cabeça dos nossos jovens
Atividade de intervenção pedagógica a cabeça dos nossos jovens
 
Texto informativos.
Texto informativos.Texto informativos.
Texto informativos.
 
Projeto Integrado de Aprendizagem
Projeto Integrado de Aprendizagem Projeto Integrado de Aprendizagem
Projeto Integrado de Aprendizagem
 
Projeto Integrado de Aprendizagem
Projeto Integrado de Aprendizagem Projeto Integrado de Aprendizagem
Projeto Integrado de Aprendizagem
 
Apresentação Redes Sociais.pptx
Apresentação Redes Sociais.pptxApresentação Redes Sociais.pptx
Apresentação Redes Sociais.pptx
 
Tecnologia e juventude
Tecnologia e juventudeTecnologia e juventude
Tecnologia e juventude
 
Confrontando as gerações com a palavra de deus pr. josé mário
Confrontando as gerações com a palavra de deus  pr. josé márioConfrontando as gerações com a palavra de deus  pr. josé mário
Confrontando as gerações com a palavra de deus pr. josé mário
 
Os perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem Cristão
Os perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem CristãoOs perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem Cristão
Os perigos das Redes Sociais na Vida do Jovem Cristão
 
Midiassociais samirpalestra-140505080105-phpapp01
Midiassociais samirpalestra-140505080105-phpapp01Midiassociais samirpalestra-140505080105-phpapp01
Midiassociais samirpalestra-140505080105-phpapp01
 
O idoso e o computador
O idoso e o computadorO idoso e o computador
O idoso e o computador
 
Reautoria n.1 - Abril/2017
Reautoria n.1 - Abril/2017Reautoria n.1 - Abril/2017
Reautoria n.1 - Abril/2017
 
Analise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsx
Analise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsxAnalise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsx
Analise de identidade_em_sites_sociais_v.1.ppsx
 
Slide - Uso abusivo da internet.pptxmmmm
Slide - Uso abusivo da internet.pptxmmmmSlide - Uso abusivo da internet.pptxmmmm
Slide - Uso abusivo da internet.pptxmmmm
 
ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"
ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"
ESS- "Interação entre jovens e idosos, um caminho a percorrer"
 
DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL NA 3º INFÂNCIA
DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL NA 3º INFÂNCIADESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL NA 3º INFÂNCIA
DESENVOLVIMENTO PSICOSSOCIAL NA 3º INFÂNCIA
 
Redes Sociais - Riscos e Benefícios [Délcio de Carvalho]
Redes Sociais - Riscos e Benefícios [Délcio de Carvalho]Redes Sociais - Riscos e Benefícios [Délcio de Carvalho]
Redes Sociais - Riscos e Benefícios [Délcio de Carvalho]
 

Mais de Giba Canto

Casamento à prova de amantes (Cristina Chen)
Casamento à prova de amantes (Cristina Chen)Casamento à prova de amantes (Cristina Chen)
Casamento à prova de amantes (Cristina Chen)
Giba Canto
 
SHOCKLEY FATORES AO ESCREVER UM ARTIGO.pdf
SHOCKLEY FATORES AO ESCREVER UM ARTIGO.pdfSHOCKLEY FATORES AO ESCREVER UM ARTIGO.pdf
SHOCKLEY FATORES AO ESCREVER UM ARTIGO.pdf
Giba Canto
 
Caso de marketing Glastron Giba Canto.pdf
Caso de marketing Glastron Giba Canto.pdfCaso de marketing Glastron Giba Canto.pdf
Caso de marketing Glastron Giba Canto.pdf
Giba Canto
 
Fukuyama 20 anos depois (Almeida)
Fukuyama 20 anos depois (Almeida)Fukuyama 20 anos depois (Almeida)
Fukuyama 20 anos depois (Almeida)
Giba Canto
 
A JUVENTUDE FAZ
A JUVENTUDE FAZA JUVENTUDE FAZ
A JUVENTUDE FAZ
Giba Canto
 
Corruption - Walfrido Warde 2018
Corruption - Walfrido Warde 2018Corruption - Walfrido Warde 2018
Corruption - Walfrido Warde 2018
Giba Canto
 
Meninos de Zinco
Meninos de ZincoMeninos de Zinco
Meninos de Zinco
Giba Canto
 
10 atitudes para o sucesso
10 atitudes para o sucesso10 atitudes para o sucesso
10 atitudes para o sucesso
Giba Canto
 
Geracoes no ocidente
Geracoes no ocidenteGeracoes no ocidente
Geracoes no ocidente
Giba Canto
 
Jordan Peterson OUT 2021
Jordan Peterson OUT 2021Jordan Peterson OUT 2021
Jordan Peterson OUT 2021
Giba Canto
 
Leituras Prof Giba Canto ABR 2021
Leituras Prof Giba Canto ABR 2021Leituras Prof Giba Canto ABR 2021
Leituras Prof Giba Canto ABR 2021
Giba Canto
 
Camarotes degradam o espirito civico
Camarotes degradam o espirito civicoCamarotes degradam o espirito civico
Camarotes degradam o espirito civico
Giba Canto
 
Verdade (Rita Canto)
Verdade (Rita Canto)Verdade (Rita Canto)
Verdade (Rita Canto)
Giba Canto
 
COLI by Michael J Sandel
COLI by Michael J SandelCOLI by Michael J Sandel
COLI by Michael J Sandel
Giba Canto
 
Aforismos Imorais (Pondé)
Aforismos Imorais (Pondé)Aforismos Imorais (Pondé)
Aforismos Imorais (Pondé)
Giba Canto
 
O mundo narcisico
O mundo narcisicoO mundo narcisico
O mundo narcisico
Giba Canto
 
O silencio do mundo (Pondé)
O silencio do mundo (Pondé)O silencio do mundo (Pondé)
O silencio do mundo (Pondé)
Giba Canto
 
Capital Civico (Zingales)
Capital Civico (Zingales)Capital Civico (Zingales)
Capital Civico (Zingales)
Giba Canto
 
Pequeno Tratado de Subversão da Ordem
Pequeno Tratado de Subversão da OrdemPequeno Tratado de Subversão da Ordem
Pequeno Tratado de Subversão da Ordem
Giba Canto
 
Universidade não é para todos
Universidade não é para todosUniversidade não é para todos
Universidade não é para todos
Giba Canto
 

Mais de Giba Canto (20)

Casamento à prova de amantes (Cristina Chen)
Casamento à prova de amantes (Cristina Chen)Casamento à prova de amantes (Cristina Chen)
Casamento à prova de amantes (Cristina Chen)
 
SHOCKLEY FATORES AO ESCREVER UM ARTIGO.pdf
SHOCKLEY FATORES AO ESCREVER UM ARTIGO.pdfSHOCKLEY FATORES AO ESCREVER UM ARTIGO.pdf
SHOCKLEY FATORES AO ESCREVER UM ARTIGO.pdf
 
Caso de marketing Glastron Giba Canto.pdf
Caso de marketing Glastron Giba Canto.pdfCaso de marketing Glastron Giba Canto.pdf
Caso de marketing Glastron Giba Canto.pdf
 
Fukuyama 20 anos depois (Almeida)
Fukuyama 20 anos depois (Almeida)Fukuyama 20 anos depois (Almeida)
Fukuyama 20 anos depois (Almeida)
 
A JUVENTUDE FAZ
A JUVENTUDE FAZA JUVENTUDE FAZ
A JUVENTUDE FAZ
 
Corruption - Walfrido Warde 2018
Corruption - Walfrido Warde 2018Corruption - Walfrido Warde 2018
Corruption - Walfrido Warde 2018
 
Meninos de Zinco
Meninos de ZincoMeninos de Zinco
Meninos de Zinco
 
10 atitudes para o sucesso
10 atitudes para o sucesso10 atitudes para o sucesso
10 atitudes para o sucesso
 
Geracoes no ocidente
Geracoes no ocidenteGeracoes no ocidente
Geracoes no ocidente
 
Jordan Peterson OUT 2021
Jordan Peterson OUT 2021Jordan Peterson OUT 2021
Jordan Peterson OUT 2021
 
Leituras Prof Giba Canto ABR 2021
Leituras Prof Giba Canto ABR 2021Leituras Prof Giba Canto ABR 2021
Leituras Prof Giba Canto ABR 2021
 
Camarotes degradam o espirito civico
Camarotes degradam o espirito civicoCamarotes degradam o espirito civico
Camarotes degradam o espirito civico
 
Verdade (Rita Canto)
Verdade (Rita Canto)Verdade (Rita Canto)
Verdade (Rita Canto)
 
COLI by Michael J Sandel
COLI by Michael J SandelCOLI by Michael J Sandel
COLI by Michael J Sandel
 
Aforismos Imorais (Pondé)
Aforismos Imorais (Pondé)Aforismos Imorais (Pondé)
Aforismos Imorais (Pondé)
 
O mundo narcisico
O mundo narcisicoO mundo narcisico
O mundo narcisico
 
O silencio do mundo (Pondé)
O silencio do mundo (Pondé)O silencio do mundo (Pondé)
O silencio do mundo (Pondé)
 
Capital Civico (Zingales)
Capital Civico (Zingales)Capital Civico (Zingales)
Capital Civico (Zingales)
 
Pequeno Tratado de Subversão da Ordem
Pequeno Tratado de Subversão da OrdemPequeno Tratado de Subversão da Ordem
Pequeno Tratado de Subversão da Ordem
 
Universidade não é para todos
Universidade não é para todosUniversidade não é para todos
Universidade não é para todos
 

Último

A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 

Último (20)

A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 

Quem eh a i gen

  • 1. 1 Quem é a iGen (geração internet)? 1 E o que as pesquisas nos dizem? Eric Geiger (JAN-2018) Caro leitor, acho que você já ouviu falar das gerações Boomers (pós-segunda guerra mundial), Geração X, Geração Y e Millenials, provavelmente já leu pesquisas e descrições sobre cada uma delas. Embora as generalidades de cada uma possam não descrever especificamente cada indivíduo, os nomes e descrições geracionais perduram porque são úteis na compreensão das influências e semelhanças em uma geração de pessoas. Assim, pais, governantes e educadores são sábios em prestar atenção às pesquisas e às tendências que as descrevem. Embora ainda não exista um nome oficial para a geração após os Millenials (e as datas variem um pouco entre os pesquisadores), iGeneration (iGen) é o nome que Jean Twenge atribui aos nascidos a partir de 1995 (1995 é o ano em que a INTERNET nasceu para o mundo leigo). Então, em 2018, os que estão na iGen têm idades entre 6 e 23 anos. Talvez você já os tenha ouvido referido como Geração Z, mas a iGeneration pode ser um nome melhor porque eles são a primeira geração que nasceu no nosso constantemente conectado mundo, onde as mídias sociais e telas são a norma. Eles são nativos digitais; o que significa que a comunicação digital não é algo que eles tiveram que aprender, sempre os cercou. Sou pai de duas filhas na geração i. Eles enchem nossas salas de aula de ensino fundamental e médio e estão atualmente em nossas igrejas. O que a pesquisa nos diz sobre a iGereração? O livro de Jean Twenge, iGen,é uma leitura muito perspicaz e pensativa, baseada em extensas pesquisas ao longo de vários anos. Em vez de simplesmente regurgitar seu contorno, que é uma estrutura muito útil, vou oferecer doze observações sobre a iGeneration nos próximos dois blogs. Toda a pesquisa que cito vem do livro de Jean, e vou adicionar alguns dos meus próprios pensamentos como aquele que está observando esta geração de perto. Comparado com outras gerações, o iGen é caracterizado como: 1. Menos leituras Os alunos do ensino médio em 2015 passaram o dobro do tempo online do que os do ensino médio em 2006. Os alunos do ensino médio passavam em média seis horas por dia enviando mensagens de texto, em jogos ou na Internet. Com todo esse tempo em uma tela, iGeneration não lê tanto quanto outras gerações. No final da década de 1970, a maioria dos adolescentes lia um livro ou revista quase todos os dias. Em 2015, apenas 16% o fizeram. Infelizmente, a tecnologia não suplementou a leitura, ela a substituiu. A comunicação instantânea e a 1 Texto traduzido e adaptado pelo Prof. Giba Canto em NOV-2021.
  • 2. 2 conectividade constante estão tornando a iGen impaciente e entediada com sessões de leitura demoradas e refletidas, o que não é bom pela falta do aprendizado profundo e do crescimento que a leitura produz. 2. Menos felicidade Aqui está um trecho da pesquisa: alunos da 8ª série que passavam dez ou mais horas por semana nas redes sociais têm 56% mais chances de serem infelizes do que aqueles que não o fazem. Por que mais tempo nas redes sociais produz menos felicidade? Talvez você se lembre, como eu, do "dia do anuário” (caderno de fim de ano) — o dia em que você pegava seu caderno, colava fotos dos colegas e o passava para os amigos assinarem. Havia altos e baixos, uma garota que você gostou poderia assinar o nome com um coração e uma mensagem doce, outra só assinava o nome. Você podia encontrar uma foto em grupo de colegas ou descobrir uma com muitos dos amigos sem você, o que te lembrava de momentos e sentimentos vividos. Imagine todos os dias sendo o dia do anuário, os constantes altos e baixos de ter fotos curtidas ou ignoradas, a ansiedade de ver fotos onde você foi deixado de fora. O uso intensivo das redes sociais está gerando uma infelicidade significativa durante “momento crítico” do desenvolvimento dos adolescentes. 3. Menos habilidades sociais Não surpreende, mas aqueles que olham para seus celulares o dia todo durante seus anos de formação resistirão para interagir e se relacionar com os outros. Como um todo, essa geração não está aprendendo a olhar as pessoas nos olhos, ler a comunicação não verbal e conversar durante uma refeição. Ironicamente, crescer constantemente conectado prejudicou a capacidade de conexão da iGen. Toda habilidade requer prática diária e a habilidade de se conectar socialmente com os outros está sendo praticada cada vez menos. 4. Menos comunidade Em meio à conectividade constante, a iGereração é mais solitária do que as gerações anteriores. Em média, a solidão aumenta à medida que o uso das redes sociais aumenta. Ver a vida de outras pessoas se desenrolar online criou um termo específico da iGen – FOMO (Fear of Missing Out). Em gerações anteriores, se você perdeu um convite para uma festa, você pode ter ouvido fofocas sobre a festa alguns dias depois, mas a vida parecia seguir em frente. Quando um iGen'er perde, sua falta é narrada e arquivada no espaço público para todos verem. Não há como isso não criar sentimentos de solidão e rejeição entre as pessoas que realmente querem e precisam de relacionamentos (todos nós precisamos, pois somos seres sociais). 5. Menos mentalmente saudáveis Com mais solidão, mais comparações e mais ansiedade, não é de surpreender que a iGeneration seja menos mentalmente saudável em comparação com as gerações
  • 3. 3 anteriores. Calouros da faculdade, como exemplo, estão relatando lutas crescentes com sintomas depressivos. Jean Twenge escreve: "O aumento repentino e acentuado dos sintomas depressivos ocorre quase exatamente ao mesmo tempo em que os smartphones se tornaram onipresentes e a interação presencial despencou." ... início da 2ª parte das 12 observações sobre a iGeneration ... Embora o nome iGeneration ainda não seja um nome disseminado para aqueles que atualmente têm entre 6 e 23 anos, é um nome pegajoso que descreve uma geração que está crescendo constantemente conectada, nativa digitalmente e cercada por telas de vários tamanhos. Em seu livro “iGen”, Jean Twenge compartilha pesquisas perspicazes sobre a geração que está crescendo atualmente em nossos lares, nossas igrejas e nossas escolas. Toda a pesquisa que cito vem do livro de Jean, mas adiciono alguns dos meus próprios pensamentos como alguém que está observando essa geração de perto. Comparado com outras gerações, o iGen é caracterizado por: 1. Menos leituras 2. Menos felicidade 3. Menos habilidades sociais 4. Menos comunidade 5. Menos mentalmente saudáveis 6. Dormem menos Aqueles que estão na iGeneration geralmente dormem ao lado de seus telefones, verificam suas mensagens no meio da noite e ficam acordados até tarde nas redes sociais. Para alunos da 8ª à 12ª série, o risco de dormir menos de sete horas por noite aumenta com o uso de um dispositivo eletrônico por três horas ou mais por dia. Sabemos por outras pesquisas e por experiência própria que a falta de sono afeta negativamente o raciocínio e a felicidade. 7. Assumem menos riscos A segurança é um valor principal para a iGeneration, e em muitos aspectos isso é bom. São motoristas mais seguros do que as gerações anteriores. Em comparação com as gerações anteriores, as que estão na iGeneration são menos propensas a se envolver em atividade sexual no ensino médio, menos propensas a lutar fisicamente e menos propensas a beber ou usar maconha. Moralidade ou convicção, no entanto, não é o que está levando as escolhas a se absterem de comportamentos negativos ou destrutivos, mas um anseio por segurança sim é o que os move. E a desvantagem para um desejo de segurança é que a iGeneration é menos propensa a se colocar em situações desconfortáveis que podem causar crescimento humano. 8. São menos altruístas Enquanto ouvimos histórias sobre gerações mais jovens desejando fazer a diferença, a pesquisa revela que a iGeneration valoriza o dinheiro em vez do significado. Eles são
  • 4. 4 menos intrinsecamente motivados do que as gerações anteriores. Jean Twenge observa: "Entre estudantes universitários é mais provável dizer que é importante ficar muito bem financeiramente e menos propenso a dizer que é importante desenvolver uma filosofia significativa de vida." Seu desejo por dinheiro acima do significado provavelmente está relacionado ao desejo prático de segurança e nesse mundo atual em que se sente muito mais inseguro e sombrio. 9. São menos esperançosos Em comparação com outras gerações, o otimismo deles especificamente, a iGen "se sente cada vez mais desmoralizada sobre se eles serão capazes de ter sucesso" [sentem-se incapazes]. Claramente ser menos feliz e lutar muito pela saúde mental os torna uma geração menos esperançosa. 10. São menos religiosos e menos espirituais Já foi dito antes de outras gerações: “Eles não são menos espirituais, eles apenas são menos religiosos”, ou “Eles amam a Deus, mas simplesmente não amam a Igreja”. De acordo com a pesquisa, a iGen é menos religiosa e menos espiritual. Eles estão frequentando menos serviços religiosos do que as gerações anteriores, e acreditam menos em Deus e, também pensam menos em questões espirituais. Eles são mais desrespeitosos tanto quanto a religião e quanto a espiritualidade. 11. São menos emocionalmente conectados De 1990 a 2008, a frase “torne-se feliz” mais que triplicou no banco de dados do Google Books. O desejo de não precisar de ninguém e encontrar felicidade além de relacionamentos profundos com os outros está roubando os benefícios da comunidade e conexões emocionais. Nas gerações anteriores, estudantes universitários eram envergonhados com palavras como "puritana" ou "vadia". Para iGen, ser chamado de "carente" ou "pegajoso" é a palavra de vergonha final. A conexão on-line constante tem, como esperado, dado lugar a um aumento desenfreado ao uso da pornografia, o que também reduziu a capacidade ou o desejo de conexão emocional. 12. São menos alinhados politicamente Aqueles na iGeneration são menos propensos a estar politicamente alinhados a um dos nossos dois principais partidos políticos. Eles não confiam no governo e valorizam a escolha individual em questões como a maconha (com posição mais liberal) e a posse de armas (posição mais conservadora). Twenge resume as opiniões políticas da iGen com esta afirmação: "Em questões políticas como: legalização da maconha, do aborto, da pena de morte, do controle de armas, da saúde nacional e da regulação do meio ambiente, os jovens da iGen são mais propensos, do que as gerações anteriores, a serem favoráveis a uma posição liberal sobre as primeiras três questões e a serem conservadores sobre as outras três questões." Então, eles não vão naturalmente se alinhar aos partidos democratas ou republicanos. a) https://ericgeiger.com/2018/01/who-are-the-igeneration-and-what-does-research-tell-us/ b) https://ericgeiger.com/2018/01/12-observations-on-the-igeneration/